Elaboração de um relatório científico

714 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
714
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
333
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elaboração de um relatório científico

  1. 1. Após a realização de uma atividade labora- ll. Que elementos deverntorial, o teu professor poderá pedir-te que c«lrrsúa.r nurn relaÚório?elabores o relatório científico dessa ativi- CAPAdade. Na capa, deve constar: y o teu nome, número, ano, turma el. (} que é urn relaúório escola a que pertences;eientíffeo?Um relatório cientÍfico é um documento y a data da realização do trabalho labo-onde se registam e explicam as fases de ratorial;um trabalho realizado em laboratório. y a identificação da disciplina;A elaboração de um relatório científico y o título do trabalho, que deve ser curto,obedece a regras usadas internacional- preciso e adequado, podendo, por vezes,mente. Assim, deves procurar seguir essas indicar-se sob a forma de pergunta;regras quando pretendes relatar os traba-lhos que realizas durante as aulas. y opcionalmente, uma imagem relacio- nada com o tema em estudo,2. Corno se deve onganizar ítrrolceunn relaÚório? No índice, deves listar os capítulos e sec-0 relatório, redigido normalmente em ções do relatório e a página onde se iniciam,folhas brancas A4, deve estar organizado INTRODUçÃOde modo que qualquer pessoa (colega, pro- Na introdução, deverás fazer a apresen-fessor, etc,) possa compreender o traba- tação do tema do trabalho, ou seja. umalho laboratorial realizado e, se necessário, pequena abordagem teórica do problemavoltar a realizar essa atividade, obtendo em estudo, Deves, ainda, indicar, de formaresultados semelhantes. concreta e resumida, o objetivo do traba-Para isso, o relatório deve: lho, isto é, a hipótese de trabalho a testar.y ser organizado, objetivo e apresentar MATERIAL uma linguagem simples e clara; Nesta secção, deves incluir uma lista do material e equipamento utilizados, assimy ser escrito na terceira pessoa do preté- como dos reagentes empregues, rito perfeito; PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL Por exemplo, deves dizer: 0 procedimento experimental consiste realizou-se, concluiu-se, verificou-se, na descrição detalhada da experiência, observou-se... de forma a permitir a repetição correta e não: dos ensaios, Esta descrição deve ser feita realizei, concluí, verifiquei, observei... passo a passo, estar numerada e seguir ay apresentar as páginas numeradas, à ordem descrita no protocolo experimental, exceçâo da capa e do índice; RESULTADOS OBTIDOS y apresentar as figuras, desenhos, esque- Nesta secção, deverás apresentar a des- mas, tabelas, gráficos, etc., numerados crição das observações e/ou dos resul- e legendados. tados obtidos na experiência, que foste
  2. 2. registando durante ou depois da sua rea- Se forem consultados sites da internet, lização, Poderás apresentá-los de várias devem ser separados das restantes fon- formas: desenhos, esquemas, tabelas, grá- tes bibliográficas. 0 endereço do site (URL) ficos (sempre devidamente numerados e deve ser apresentado por ordem alfabética, Iegendados), observações descritivas, cál- seguido da indicação da data de acesso, culos, etc, Ex,: http://www.meteo.pt, acedido a,,.DrscussÃo/coNcLUsÂo (dota).Nesta fase do relatório, deves analisare interpretar os resultados obtidos, con- 4. Exernplo de um relatóriofrontando-os com o objetivo do trabalho científieoe com o conhecimento teórico abordado CAPAna introdução, Caso os resultados sejamdiferentes dos esperados, poderás incluircomentários de erros de técnica e fazersugestões sobre a forma de os eliminar.É neste ponto que deves tirar as tuas con-clusões acerca dos resultados obtidos, ouseja, referir os principais pontos (certe-zas) que se podem retirar da discussão,A conclusão deverá ir ao encontro do obje- íruorcetivo inicial da atividade. lntrodução .................... 3Por vezes, sugerem-se novas investiga- Material .........,............... 5ções para acabar de responder ao pro-blema inicial ou responder a outros proble-mas relacionados. TNTRoDUçÂONo relatório, não deves fazer apreciações 0 objetivo deste trabalho científico foi de-subjetivas, como: <<achei esta experiên- terminar a que temperatura a água entracia muito gira>>, <<gostei muito de fazeresta experiência>>, <<obtivemos resultados em ebulição. A água é uma substância química consti- Jmuito bonitos>>, etc, tuída por dois átomos de hidrogénio e um de oxigénio, sendo essencial para todas asBIBLIOGRAFIA formas conhecidas de vida,Na bibliografia, deverás incluir os supor- A água existe na Terra nos estados sólido,tes bibliográficos (exs.: manual escolar, líquido e gasoso. A mudança de estadolivros, enciclopédias, sites da internet, físico desta substância depende de fato-etc,) que consultaste para a realização do res ambientais, como a pressão e a tem-trabalho. Estes devem ser apresentados peratura, À pressão de 1 atm, a água con-pela ordem alfabética dos apelidos dos gela a 0 oC e entra em ebulição ao atingirautores: 100 "C, passando do estado líquido para oAutor(es) (Data de edição), Título do tivro. estado gasoso,Local de edíção: Nome da editora, MATERIALEx.: SARAMAG0, José (2011), Ctoroboio. Bico de Bunsen, fósforos, tina, termómetroLisboa: Caminho. e água destilada.
  3. 3. PROCEDIMENTO ENGENHOCAS, Pedro das (2011). Ciên-1, Encheu-se a tina com cio paro todos, Cidade Velha: Editora dos água destilada até dois Livros, terços da sua capaci- Sites consultados: dade, http://pt,wi ki pedia,org, acedido a... (doto).2. Colocou-se o termóme- tro na tina.3. Registou-se a tempera- j tura inicial da água. t exgí.{Plo 14. Colocou-se a tina sobre o Errado Figura 1 Observei que a água só entrou em ebulição bico de Bunsen ê dQUê: Montagem utilizada para aquecer a água. quando se atingiu a temperatura de 100 "C. ceu-se a água até entrar Correto em ebulição (Fie, 1), Observou-se que a água só entrou em ebulição5, 0bservaram-se e registaram-se os resul- quando se atingiu a temperatura de 100 "C. tados, EXEMPLO ZRESULTADOS Errado Resultados: Verificámos que a água entrou em0s resultados observados estão resumi- ebulição à temperatura de 100 oC, que é a tem-dos no gráfico 1. peratura normal de a água passar do estado t ," líquido para o gasoso. 0u seja, a mudança de : **i. Las estado físico depende de fatores ambientais, C. e- -" Ebulicão * como a temperatura e a pressão atmosférica, § tOO -----:^::* ="{ E in que nesta experiência era de 1 atm. Antes de il" -r se ter atingido esta temperatura, a água não Ê L) ,. ---o-Líquido d F: entrou em ebuliÇão. 0i Conclusão: Concluímos que a água entrou em -25t ebulição aos 100 oC. Foi uma experiência muito Tempo de aquecimento engraçada e assim ficámos a saber mais sobre a ebulição da água. GráÍico 1 Curva de aquecimento da água. Correto lntrodução: A mudança de estado físico daDISCUSSÃO/CONCLUSÃO água depende de fatores ambientais, como aA água entrou em ebulição quando a tem- pressão e a tempeÍatura, À pressão de I atm, a água entra em ebulição a 1 00 C e passa doperatura atingiu 100 "C. Assim, os prin- estado líquido para o gasoso,cípios teóricos foram comprovados, con- Resultados: Verificou-se que a água entroucluindo-se que o ponto de ebulição da em ebulição quando atingiu a temperatura deágua à pressão de 1 atm é de 1 00 "C, 100 "C, à pressão de 1 atm,Como proposta de continuação da investi- Conclusão: Confirmou-se que o ponto de ebu-gação, sugere-se a realização de uma expe- lição da água à pressão de 1 atm é de 1 00 "C.riência que permita determinar o ponto de EXÉMPLO 3fusão da água à pressão de 1 atm. Errado Fizemos esta experiência para ver a ebuliçãoBIBLIOGRAFIA da água e gostámos muito de a fazer.0bras consultadas: CorretoALQUIMISTA, Manuel (201 1 ). Experiências 0 objetivo desta experiência foi determinar a temperatura de ebuliÇâo da água.ci entíf icos, Cidade Nova: Êd itora Científ ica,

×