Rec agua 1

800 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
800
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rec agua 1

  1. 1. Bases Ecológicas para Desenvolvimento Sustentável Reciclagem da água Bruno Barbarioli 2005048733 Fernanda Sanchez 2005048750 Abril, 2010
  2. 2. Água • A água é uma substância química onipresente que é composta de hidrogênio e oxigênio e é essencial para todas as formas conhecidas de vida. [2] • A água cobre 71% da superfície da Terra, onde ela é encontrada principalmente nos oceanos e em outros grandes corpos dd''áágguuaa,, 11,,6%% eemm aquíferos e 0,001% na atmosfera como vapor, nuvens e precipitação. Os oceanos detêm 97% da água superficial, geleiras e calotas polares detêm 2,4%, e outros, como rios, lagos e lagoas detêm 0,6% da água do planeta. • Alguns pesquisadores estimaram que em 2025 mais de metade da população mundial sofrerá com a falta de água potável. [1]
  3. 3. Gráfico 1: Evolução global do uso da água Fonte: UNESCO, Paris, 1999
  4. 4. Esgoto Esgoto é o termo usado pra caracterizar os despejos provenientes dos diversos usos das águas, tais como doméstico, comercial, industrial, agrícola. Os esgotos domésticos são uma parcela muito significativa dos esgotos sanitários, provêm principalmente, de residências, edificações públicas e comerciais que concentram aparelhos sanitários, llaavvaannddeerriiaass ee ccoozziinnhhaass.. Os esgotos domésticos se compõem basicamente de: águas de banho, urina, fezes, restos de comida, sabão, detergentes e águas de lavagem. Todo esgoto sanitário se compõe basicamente de 99,9% de água e 0,1% sólidos - 70% de sólidos orgânicos (proteínas, carboidratos, gorduras) e 30% de sólidos inorgânicos (areia,sais e metais).[3]
  5. 5. Esgoto • O que é água cinza: são águas servidas que foram utilizadas para limpeza,(tanques,pias, chuveiros). • O que é água negra: são águas servidas que foram utilizadas nos vasos sanitários e contém coliformes fecais. [3] Figura 1: Esgoto fluvial Fonte: Wikipedia/água
  6. 6. Figura 2: Esquema da rede de água Fonte: naturaltec.com.br
  7. 7. Reciclagem e Reutilização A reciclagem é o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto. As maiores vantagens da reciclagem são a minimização da utilização de fontes naturais, muitas vezes não renováveis; e a minimização da quantidade de resíduos que necessita de tratamento final, como aterramento, ou incineração. O conceito de reciclagem serve apenas para os materiais que podem voltar ao estado original e ser transformado novamente em um produto igual em todas as suas características. O conceito de reciclagem é diferente do de reutilização. O reaproveitamento ou reutilização consiste em transformar um determinado material já beneficiado em outro. [1]
  8. 8. Tipos de reciclagem • Reciclagem doméstica •• RReecciiccllaaggeemm iinndduussttrriiaall • Reciclagem agrícola • Reciclagem urbana
  9. 9. Reciclagem doméstica • A água que utilizamos em casa geralmente é 100% potável, algo extremamente desnecessário já que cerca de metade das tarefas domésticas em que se utiliza a água pode ser realizada com água não potável, advinda da chuva e da reciclagem interna, por exemplo. Gráfico 2: Uso doméstico da água Fonte: consumer.es
  10. 10. Reaproveitamento de águas pluviais • Uma das formas de utilizar água não potável é a captação da água da chuva. • Este tipo de água pode ser utilizado em algumas tarefas domésticas como lavagem de carros, do chão, roupas, descarga, etc. Figura 3: Captação de água pluvial Fonte: artereciclagem.blogspot.com
  11. 11. Para ajudar a proteger sua privacidade, o PowerPoint impediu o download automático desta imagem externa. Para baixar e exibir esta imagem, clique em Opções na Barra de Mensagens e clique em Habilitar conteúdo externo. Reaproveitamento de águas pluviais http://or.oesterenovaveis.pt/articles.php?lng=fr&pg=94 Figura 4: Esquema de captação de água pluvial Fonte: arq.ufsc.br
  12. 12. Reaproveitamento de águas cinzas • As águas cinzas podem ser usadas nas residências a partir de dois processos distintos que variam basicamente pelo nível de complexidade do tratamento. Se usadas na irrigação exclusivamente por infiltração subterrânea, estas águas não necessitam de praticamente nenhum tratamento específico, devendo ser retidos apenas os sólidos suspensos, armazenada de forma correta e bombeada para a irrigação. • Se usada na irrigação superficial, retorno ao vaso sanitário ou lavagens de pátios, as águas cinzas de reuso devem ser necessariamente tratadas. Este tratamento envolve basicamente filtragem, retirada de odores e esterilização. Na irrigação superficial recomenda-se não usar a aspersão por spray mas sim o gotejamento e nas lavagens, tomar o cuidado de jamais irrigar áreas que possam ter o contato humano tais como calçadas internas, playground, dormitórios, cozinhas e refeitórios, dando preferência para as lavagens de garagens e acesso de automóveis. [4]
  13. 13. Mecanismos Filtrantes O principal responsável pela decomposição de matéria orgânica é a bactéria, que são organismos unicelulares que podem se reproduzir em grande velocidade, a partir da matéria orgânica disponível. As bactérias decompõem as substâncias orgânicas complexas dos esgotos (carboidratos,proteínas e gorduras) em materiais solúveis. Em condições anaeróbicas,ocorre o seguinte processo: a matéria orgânica sedimentável se acumula no fundo da lagoa, formando uma camada de lodo, que sofre um processo de digestão anaeróbica. As bactérias produzem substancias solúveis, utilizadas como alimento dentro do ecossistema e que podem ser convertidas em gases como o dióxido de carbono, metano, gás sulfídrico e amônia. Os ambientes filtrantes ( brita, areia, pedriscos e terra ) são responsáveis pela remoção de grande parte da matéria orgânica como as gorduras e sabão.
  14. 14. Figura 5: Sistema de filtragem Fonte: arq.ufsc.br
  15. 15. Normas para o reuso • O reuso das águas deve atender as instruções contidas na Norma ABNT 13.969 / 97. • As principais instruções da norma estão resumidas a seguir:
  16. 16. REUSO LOCAL (item 5.6 NBR 13.969 / 97) • O esgoto de origem essencialmente doméstica ou com características similares, o esgoto tratado deve ser reutilizado para fins que exigem qualidade de água não potável, mas sanitariamente segura, tais como, irrigação dos jardins, lavagem de pisos e dos veículos aauuttoommoottiivvooss,, nnaa descarga dos vasos sanitários, na manutenção paisagísticas dos lagos e canais com água, na irrigação dos campos agrícolas, pastagens, etc. [5]
  17. 17. PLANEJAMENTO DO SISTEMA DE REUSO (item 5.6.1 NBR 13.969 / 97) • O reuso local de esgoto deve ser planejado de modo a permitir seu uso seguro e racional para minimizar o custo de implantação e de operação. • Para tanto, devem ser definidos: • a) os usos previstos para eessggoottoo ttrraattaaddoo;; • b) volume de esgoto a ser reutilizado; • c) grau de tratamento necessário; • d) sistema de reservação e de distribuição; • e) manual de operação e treinamento dos responsáveis.
  18. 18. OS USOS PREVISTOS PARA O ESGOTO TRATADO (item 5.6.2 NBR 13.969 / 97) • Devem ser considerados todos os usos que o usuário precisar, tais como lavagens de pisos, calçadas, irrigação de jardins e pomares, manutenção das água nos canais e lagos dos jardins, nas descargas dos banheiros, etc. Não deve ser permitido o uso, mesmo desinfetado, ppaarraa iirrrriiggaaççããoo ddaass hortaliças e frutas de ramas rastejantes(por exemplo, melão e melancia). Admite-se seu reuso para plantações de milho, arroz, trigo, café e outras arvores frutíferas, via escoamento no solo, tomando-se o cuidado de interromper a irrigação pelo menos 10 dias antes da colheita.
  19. 19. VOLUME DE ESGOTO A SER REUTILIZADO (item 5.6.3 NBR 13.969 / 97) • Os usos definidos para todas as áreas devem ser quantificados para obtenção do volume total final a ser reusado. Para tanto, devem ser estimados os volumes para cada tipo de reuso, considerando as condições locais (clima, freqüência de lavagem e de irrigação, volume de água para descarga dos vasos sanitários, sazonalidade de reuso, etc.). [5]
  20. 20. GRAU DE TRATAMENTO NECESSÁRIO (item 5.6.4 NBR 13.969 / 97) Tabela 2: Classificação e reusos previstos Fonte:ABNT norma 13969/1997
  21. 21. Reaproveitamento na indústria As atividades industriais no Brasil respondem por aproximadamente 20% do consumo de água, sendo que, pelo menos 10% é extraída diretamente de corpos d’água e mais da metade é tratada de forma inadequada ou não recebe nenhuma forma de tratamento. O reuso e reciclagem na indústria passam a contribuir como ferramenta de gestão fundamentais para a sustentabilidade da produção industrial. A prática do reuso industrial pode ser extendida na produção de água para caldeiras, sistema de resfriamento como água de reposição, lavadores de gases e como água de processo. Dentre os benefícios alcançados com essa prática, podemos citar os seguintes: [6]
  22. 22. Benefícios Econômicos • Conformidade ambiental em relação a padrões e normas ambientais estabelecidos, possibilitando melhor inserção dos produtos brasileiros nos mercados internacionais; • Mudanças nos padrões de produção e consumo; • Redução ddooss ccuussttooss ddee pprroodduuççããoo;; • Aumento da competitividade do setor; • Habilitação para receber incentivos e coeficientes redutores dos fatores da cobrança pelo uso da água.
  23. 23. Benefícios Sociais • Ampliação da oportunidade de negócios para as empresas fornecedoras de serviços e equipamentos, e em toda a cadeia produtiva; • Ampliação na geração de empregos diretos e indiretos; • Melhoria da imagem do setor produtivo junto à sociedade, com reconhecimento de empresas socialmente responsáveis.
  24. 24. Reaproveitamento Agrícola O uso da água do setor agrícola é, no Brasil, de aproximadamente 70% do total. Essa demanda significativa, associada a escassez de recursos hídricos leva a ponderar que as atividades agrícolas devem ser consideradas como prioritária em termos de reuso de efluentes tratados. A aplicação de efluentes tratados pode se dar em: • Culturas de alimentos não processados comercialmente: Irrigação superficial de qualquer cultura alimentícia, incluindo aquelas consumidas cruas; • Culturas de alimentos processados comercialmente: Irrigação superficial de pomares e vinhas; • Culturas não alimentícias: Pastos, forragens, viveiros de plantas ornamentais, fibras e grãos; • Proteção contra geadas. [6]
  25. 25. Reaproveitamento Urbano Na área urbana os usos potenciais são os seguintes: • irrigação de campos de golfe e quadras esportivas; • irrigação paisagística; • torres de resfriamento e sistemas de ar condicionado; • parques e cemitérios; • descarga de vasos sanitários; • lavagem de veículos; • reserva de incêndio; • recreação; • construção civil (compactação do solo, controle de poeira, lavagem de agregados, produção de concreto); • limpeza de tubulações; • sistemas decorativos tais como espelhos d’água, chafarizes, fontes luminosas.[6]
  26. 26. Bibliografia • [1] http://pt.wikipedia.org/wiki/Reciclagem • [2]United Nations • [3]INSTITUTO DE PERMACULTURA E ECOVILAS DA MATA ATLÂNTICA http://www.ipemabrasil.org.br/institutoweb13.htm • http://artereciclagem.blogspot.com/2009/06/reaproveitamento-da-agua-da-chuva. html • http://or.oesterenovaveis.pt/articles.php?lng=fr&pg=94 • http://www.naturaltec.com.br/images/desenhos/reuso-agua-em-domicilios. jpg • [4]http://i.treehugger.com/files/th_images/Aqus.jpg • [5]http://casaautonoma.com.br/textos/reusodasaguascinzas.htm • [6]http://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:UVi9mCEcJm0J:200.144.1 89.36/phd/LeArq.aspx%3Fid_arq%3D2151+esquema+reuso+agua&hl=pt- BR&gl=br&pid=bl&srcid=ADGEESiDhxfPgkbwzs1mhCCM52VZCX9v8zRu8 J0IbDiR4bs6laPkt-5IaAg-1- XwF_su8oXW87SazXOjSdk0fVHyhkROjZOh4Y9j1IvfmsYX_yllVA1aIRtYnIY B_YnNCL0YGl1VdEDB&sig=AHIEtbS8VxUsMb_d5RyRHP-qqBOFOwsyaA

×