Ermelino 163

371 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Ermelino 163

  1. 1. raleste@gmail.com - Tel. 2031-2364 1ª QUINZENA DE SETEMBRO DE 2013ANO VIII - NÚMERO 163 Distribuição Gratuita www.aconteceleste.com.br PÁG. 5 Ermelino tem projeto para sede própria da subprefeitura Virada Esportiva na Zona Leste Virada Esportiva 2013 acontece nos dias 21 e 22 de setembro. Confira os destaques da Virada na Zona Leste de São Paulo na página 5 Governador Geraldo Alckmin concede entrevista exclusiva aos jornais de bairro Geraldo Alckmin recebeu para entrevista exclusiva as entidades representativas dos jornais de bairro AJORLESTE, AJORB e SINDJORB e 31 jornais e revistas da Zona Leste para falar de suas realizações para a cidade de São Paulo e em especial para a Zona Leste da capital. A entrevista durou cerca de 2h45min. e foi marcada pela descontração dos jornalistas presentes, governador e assessores da SECOM. Cada representante de jornal fez uma pergunta. Segue abaixo o conteúdo da entrevista. PÁG. 6 e 7 Aprovado projeto do deputado Luiz Moura Vaváacompanha visita de Haddad ao CEU Três Pontes Ermelino Matarazzo é um bairro com gran- de potencial de cresci- mento econômico por diversas circunstâncias. E como fio condutor desta tendência nada melhor do que a sub- prefeitura do bairro ter sua sede própria. Pro- posta neste sentido foi apresentada ao prefei- to Fernando Haddad pelo subprefeito Clau- dio Toshio e pelo chefe de gabinete, Dr. João de Oliveira, com total apoio do vereador Vavá do Transporte. O projeto de constru- ção da nova sede (Erme- lino/Ponte Rasa) foi apresentado ao prefeito durante sua visita à Uni- dade Móvel da Rede Horta Certa, instalada no pátio do Hospital de Ermelino Matarazzo e que realiza cerca de 400 exames diários...PÁG. 3 PÁG. 4PÁG. 4
  2. 2. PÁG 2 1ª QUINZENA DE SETEMBRO DE 2013 TIRAGEM DESTA EDIÇÃO 25.000 EXEMPLARES CIRCULAÇÃO: ERMELINO MATARAZZO, PONTE RASA, VILA CISPER, VILA UNIÃO, A.E CARVALHO, JARDIM PEDRO NUNES, GUARULHOS, PENHA E CANGAIBA Diretor Geral:Diretor Geral:Diretor Geral:Diretor Geral:Diretor Geral: Geraldo Malta Diretor de Redação:Diretor de Redação:Diretor de Redação:Diretor de Redação:Diretor de Redação: Divaldo Rosa - MTb: 42448 As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos diretores, colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. REDAÇÃO/PUBLICIDADE: 2031-2364 / 2513-0928REDAÇÃO/PUBLICIDADE: 2031-2364 / 2513-0928REDAÇÃO/PUBLICIDADE: 2031-2364 / 2513-0928REDAÇÃO/PUBLICIDADE: 2031-2364 / 2513-0928REDAÇÃO/PUBLICIDADE: 2031-2364 / 2513-0928 RevisoraRevisoraRevisoraRevisoraRevisora::::: Suseli Corumba dos Santos Diretor de Arte:Diretor de Arte:Diretor de Arte:Diretor de Arte:Diretor de Arte: Sergio Avante Avenida dos Guachos, 166 - Cep: 08030-360 - São Paulo – SP - jornaldeermelino@gmail.com O jornal de Ermelino & Ponte Rasa é Filiado à AJORLESTEAJORLESTEAJORLESTEAJORLESTEAJORLESTE Associação dos Jornais da Zona Leste Acontece Agora Empresa Jornalística Ltda. CNPJ: 03.115.443/0001-16 Jornalista:Jornalista:Jornalista:Jornalista:Jornalista: Silmara Galvão Depto. Jurídico:Depto. Jurídico:Depto. Jurídico:Depto. Jurídico:Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira A Farmácia do Jardim Verônia LevyLevy DROGARIA Medicamentos e Perfumaria Av. Wenceslau Guimarâes, 681 - Jd. Verônia Fone: 2943-5544 e Fax: 2214-0411 - E-mail: drogalevy@terra.com.br Na quinta-feira (12), grevistas deci- diram em assem- bléia que os funci- onários devem manter o funcio- namento dos ser- viços essenciais. A universidade afirmou que man- dou relatórios para a Cetesb para assegurar que não existe ris- co de explosão e que está em processo de contratação de empresas para a instala- ção de exaustores para so- lucionar o problema. A Ce- tesb diz que considera nor- mal a licença ambiental do campus Leste da USP ter sido dado sete anos depois do início das atividades em 2005 e informa que a licen- ça só é dada depois do tér- mino das obras nos prédios. Cetesb deve fazer nova reunião sobre contaminação do solo da USP Leste A Companhia de Tecno- logia de Saneamento Ambi- ental (Cetesb) voltará a se encontrar com representan- tes do campus de Ermelino Matarazzo da Universidade de São Paulo, na Zona Leste, para tentar acalmar a comu- nidade acadêmica sobre o problema de contaminação do terreno. Nesta segunda- feira (16), as aulas permane- cem suspensas devido à gre- ve de professores. Na quinta-feira (12), re- presentantes da agência am- biental explicaram para a direção da universidade e para professores que o pro- blema não oferece riscos as 4 mil pessoas que circulam pelo campus. Na avaliação da Cetesb, não há risco de explosão apesar da presença do gás metano, que se for- ma da decomposição de ma- terial orgânico. Professores, funcionários e alunos decidiram pela pa- ralisação após uma placa ser colocada com a logomarca da Cetesb informar sobre a concentração de gás metano no terreno. Em nota, a agên- cia ambiental informou que a placa foi afixada "indevi- damente" dentro da USP Les- te e negou que a área esteja "interditada por conter con- taminantes com risco à saú- de". Em nota, a Cetesb infor- mou que o problema da con- taminação se concentra no subsolo. Por esse motivo, há restrições ao uso da água subterrânea e ao contato di- reto com o solo nas áreas que ainda serão objeto de estu- dos complementares, de acordo com exigências já fei- tas pela companhia. ção pra sanar o problema do vazamento de gás. Afastamento Professores, alunos e fun- cionários pediram, a saída do diretor da unidade, alegan- do que ele não pode perma- necer no cargo enquanto não forem apuradas as responsa- bilidades sobre a situação ambiental do campus. A rei- toria da USP informou que Boueri Filho continuava. Professores e alunos protestam por melhorias na unidade leste da USP, no bairro de Cangaíba, em São Paulo Foto:BetoMartins/FuturaPress A Cetesb afirmou que emitiu um auto de advertên- cia para a universidade no começo de agosto, exigindo o cumprimento de alguns pontos da licença de opera- te", disse. "Já em relação ao Sul, verificamos um compo- nente histórico, uma vez que tradicionalmente há na re- gião um maior uso de dro- gas injetáveis, cujo índice no país é muito baixo, mas sem- pre com maior predominân- cia por lá", acrescentou. A proporção do consumo do crack em relação ao uso total de drogas ilícitas(com exceção da maconha) tam- bém apresenta variações en- tre as regiões. Enquanto nas capitais do Norte, o crack e/ ou similares representam 20% do conjunto de substân- cias ilícitas consumidas, no Sul e no Centro-Oeste o pro- duto corresponde a 52% e 47%, respectivamente. blicos e durante o dia, ela costuma ser mais visível, de- vido à formação das chama- das cracolândias. De acordo com o estudo, no Nordeste há aproximadamente 150 mil usuários de crack, cerca de 40% do total de pessoas que fazem uso regular da droga em todas as capitais do País. "Esse é um achado que surpreende: a presença de um forte consumo no Nor- deste e também, proporcio- nalmente, no Sul [onde há 37 mil usuários de crack]. No Nordeste, acreditamos que seja em razão do próprio IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] mais baixo, quan- do equiparado nacionalmen- Brasil tem 370 mil usuários regulares de crack nas capitais Os usuários regulares de crack e de formas similares de cocaína fumada (pasta- base, merla e oxi) chegam 370 mil pessoas nas 26 capi- tais brasileiras e no Distrito Federal. Considerada uma população oculta e de difí- cil acesso, ela representa 35% do total de consumidores de drogas ilícitas, com exceção da maconha, nesses municí- pios, estimado em 1 milhão de brasileiros. A constatação está no es- tudo Estimativa do Número de Usuários de Crack e/ou Similares nas Capitais do País, divulgado nesta quin- ta-feira (19) pelos ministéri- os da Justiça e da Saúde. A pesquisa foi encomendada Ministério da Justiça, Vitore Maximiano, o número de usuários regulares desse tipo de droga é "expressivo", embora corresponda a 0,8% da população das capitais (45 milhões). "Não é pouco, em absoluto, termos 370 mil pessoas com uso regular de crack. O número é expressi- vo e mostra que devemos ter total preocupação com o tema." O secretário classificou de surpreendente o fato de, em números absolutos, a Região Nordeste concentrar a mai- or parte dos usuários, con- trariando o senso comum, segundo o qual o consumo é maior no Sudeste. Como a prática ocorre em locais pú- pela Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Se- nad) à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Para o secretário Nacional de Políticas sobre Drogas do Iniciativa faz parte do programa Cultura é Currí- culo da Secretaria da Edu- cação que até o final do mês proporciona atividades a 85 mil estudantes de todas as séries A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo vai levar até o final do mês cer- ca de 1,5 mil alunos da Edu- cação de Jovens e Adultos (EJA) da rede estadual para participar de atividades cul- turais gratuitas. Alguns de- les visitarão os museus, cen- tros históricos e teatros pela primeira vez. O objetivo é proporcio- nar uma maneira diferente de aprender às pessoas que voltaram à sala de aula ou por não tirem tido acesso à escolarização na idade cer- ta ou por terem interrom- pido os estudos. Levanta- mento feito pela Educação aponta que, por dia, as es- ensino que as distribuem às escolas estaduais, responsá- veis por organizar as visi- tas. O transporte e o lanche dos alunos são fornecidos pela Secretaria. Até o fim de 2013, pelo menos R$ 28 milhões serão investidos no programa para a realização de mais de 31 mil atividades cultu- rais. Elas deverão benefici- ar cerca de 1,2 milhão de alunos em todo o Estado. Educação leva 1,5 mil alunos para passeios culturais gratuitos colas estaduais recebem em média 83 novos alunos com mais de 40 anos nesta mo- dalidade de ensino. A ação cultural para os alunos da EJA integra o pro- grama Cultura é Currículo, implantado pela Secretaria por meio da Fundação para o Desenvolvimento da Edu- cação (FDE). Estudantes de todas as idades são contem- plados. Até o final do mês serão mais de 85 mil alunos nos é ampliado, mas tam- bém o dos professores, que saem da sala de aula para aprender junto com as suas classes", afirma Claudia Ro- senberg Aratangy, diretora de projetos especiais da FDE. Neste mês, o investimen- to foi de R$ 6,3 milhões e engloba 172 instituições culturais. As vagas são dis- ponibilizadas mensalmente às diretorias regionais de de todos os ciclos de ensi- no que vão participar dos passeios que incluem visitas a zoológicos, pinacotecas, parques, institutos de arte, além de espetáculos tea- trais e de dança. "O objetivo dessas ações é incentivar e facilitar o acesso da rede às produções culturais de várias corren- tes diferentes. Pela varieda- de de atividades, não só o repertório cultural dos alu-
  3. 3. PÁG 3 1ª QUINZENA DE SETEMBRO DE 2013 litar ainda mais um melho- rar atendimento aos muní- cipes, que hoje são mais de 210 mil. Parceria A proposta é realizar pro- cesso licitatório em parce- ria público/privada, onde a Prefeitura passaria a pa- gar a empresa ganhadora o que paga hoje de alu- guel por ano, por cerca de 30 (trinta) anos como su- gerido pelo próprio pre- feito Haddad ao secretário Chico Macena que o acom- panhava na ocasião. Pos- teriormente, o prédio pas- saria a pertencer à muni- cipalidade, não precisan- do a prefeitura investir erário público para a cons- trução, pois o que se gas- ta hoje com aluguel dos equipamentos municipais pagaria a construção da sede administrativa, não necessitando deixar de se investir em áreas impres- cindíveis, como saúde e educação. Ermelino tem projeto para sede própria da subprefeitura Subprefeitura, Coordenaria da Educação, Saúde, Assis- tência Social e Conselho Tu- telar possam estar a disposi- ção do munícipe. E explica: "Além de todo benefício e comodidade à população em virtude de ter os serviços públicos municipais em um único local, coisa que não acontece hoje, possibilitará a diminuição do custo fixo administrativo entre os ser- viços de limpeza, segurança e zeladoria na ordem apro- ximada de 20% ao ano, ge- rando assim, grande econo- mia aos cofres públicos". O prefeito Haddad se mostrou sensível quanto ao projeto que, além dos ór- gãos citados, contaria com a instalação do CAT - Centro Amparo ao Trabalho para oferta de empregos, bancos, auditório para 350 pessoas e ampla área para exposição e cultura (foto). Para o verea- dor Vavá, a nova sede da subprefeitura de Ermelino viria impulsionar o desenvol- vimento na região e possibi- Ermelino Matarazzo é um bairro com grande po- tencial de crescimento eco- nômico por diversas circuns- tâncias. E como fio condu- tor desta tendência nada melhor do que a subprefei- tura do bairro ter sua sede própria. Proposta neste sen- tido foi apresentada ao pre- feito Fernando Haddad pelo subprefeito Claudio Toshio e pelo chefe de gabinete, Dr. João de Oliveira, com total apoio do vereador Vavá do Transporte. O projeto de construção da nova sede (Ermelino/Pon- te Rasa) foi apresentado ao prefeito durante sua visita à Unidade Móvel da Rede Hor- ta Certa, instalada no pátio do Hospital de Ermelino Matarazzo e que realiza cer- ca de 400 exames diários de imagem; e na inauguração de equipamentos da educa- ção, a EMEI e CEI - Alfaze- mas, ambas situadas na Rua Itapepinas, que atenderão crianças de toda região. O local apresentado para ser o espaço da futura sede trata-se de um terreno ao lado da CEI e da EMEI Alfa- zemas, com uma área de 4074m², em terreno próprio municipal - onde já há um projeto arquitetônico pron- to para construção. A obra deverá ser uma parceria público/privada com área construída de aproxima- A Subprefeitura Ermelino Matarazzo realizará neste sábado. dia 21 de Setembro, a Operação Cata-Bagulho no Jardim Popular Distritos de Ermelino Matarazzo. As equipes percorrerão 53 ruas e avenidas recolhen- do materiais que não têm mais utilidade,como móveis velhos, pneus usados, col- chões, madeiras e eletrodo- mésticos quebrados. Os mo- radores deverão deixar seus bagulhos nas calçadas das 7h às 10h00 para serem recolhi- dos. Vale lembrar que lixo doméstico, hospitalar e in- dustrial, entulho de obras, Dia de faxina no bairro fique atento para a Operação Cata-bagulho material de jardinagem e poda, não serão recolhidos. A Operação Cata-bagulho recolhe objetos que não se- rão mais utilizados pela po- pulação, impedindo que se- jam descartados irregular- mente em vias públicas ou em rios e córregos, provo- cando alagamentos ou en- chentes. A operação também tem o objetivo de evitar a forma- ção de focos de dengue, a proliferação de ratos, bara- tas e o entupimento de buei- ros, deixando o bairro mais limpo. Caso o cidadão quei- ra se desfazer de algum mó- vel, mas sua rua não tenha sido contemplada na última Operação Cata-bagulho, ele pode ligar para o telefone 156 e solicitar que a subpre- feitura inclua a via na pro- gramação do serviço, ou en- tão se dirigir ao Ecoponto localizado na Rua Eduardo Kioshi Shimura com Rua Agreste de Itabaiana,no Jar- dim São Nicolau. gio Reis e de Renato Tei- xeira, será apresentada pe- los alunos. O evento dará ao públi- co, a oportunidade de se aprofundar na história do rio que, no final do século XX, se destacou como um dos principais locais de la- zer na cidade. E, quem ti- ver um tempinho a mais, poderá visitar o museu que leva seu nome - Mu- seu do Rio Tietê -, ali mes- mo no espaço cultural do PET, inaugurado há 14 anos pelo DAEE, no dia 22 de setembro de 1999, den- tro do Parque Ecológico. Evento no PET comemora aniversário do Rio Tietê O aniversário do Rio Ti- etê (domingo, 22 de setem- bro) será comemorado no sábado, dia 21 de setembro, a partir das 10h, no PET (Par- que Ecológico do Tietê). O DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), que administra o PET e o rio, fará sua homenagem no Centro Cultural Rio Tietê - onde fica o Museu do Tietê -, com o apoio do Instituto Mais e do Projeto Virando do Avesso. A programação tem di- versas atrações, entre elas a exposição "Recicla Tudo", da artista Consuello Matroni. A incentivadora da reciclagem há 23 anos mostrará seus tra- balhos com reutilização de diferentes materiais, sendo que a mostra permanecerá aberta até dia 10 de outubro. Durante o evento, a Esco- la de Arte Musical Intermu- sic se apresentará com seus alunos, interpretando can- ções voltadas à preservação ambiental. Haverá também o coral da Escola de Futebol Meninos do PET, que visa a formação de cidadãos cons- cientes em relação às ques- tões ambientais. "Olhando para o Tietê", de autoria do famoso cantor sertanejo Sér- damente de 7.000 m² e com custo estimado em 15 mi- lhões de reais, utilizando-se do sistema de construção pré-moldado. "A Prefeitura gasta por ano entre aluguel e IPTU da Subprefeitura (Er- melino), da Supervisão de Saúde e do Cras (Assistência Social) cerca de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais)", explica o chefe de ga- binete, Dr. João de Oliveira, acrescentando que uma sede própria geraria economia. A proposta, segundo o Dr João, é construir um prédio com cerca de 7 (sete) anda- res que comporte todos os equipamentos públicos do bairro, tornando-se um com- plexo administrativo onde a
  4. 4. PÁG 4 1ª QUINZENA DE SETEMBRO DE 2013 qualidade do ar dentro dos trens e estações subterrâne- as serão divulgados por meio de painéis eletrônicos existentes ou a serem fixa- dos no interior de referidas composições e das estações subterrâneas. Um projeto que, dada a relevância e por ser de interesse de toda a so- ciedade, deveria ser visto pelo governadors com mais seriedade, pois é a saúde da O Projeto de Lei nº 204/ 2011 do deputado Estadual Luiz Moura (PT/SP) foi apro- vado na última segunda-fei- ra (16/09/2013) na Assembleia Legislativa de São Paulo. O projeto de lei do parlamen- tar cria no âmbito da Com- panhia de Tecnologia de Sa- neamento Ambiental - CE- TESB a análise diária de afe- rição da qualidade do ar den- tro das composições da Com- panhia Paulista de Trens Me- tropolitanos - CPTM, bem como dentro das composi- ções e estações subterrâneas da Companhia do Metropo- litano de São Paulo - Metrô. Agora, o projeto será enca- minhado para apreciação do governador de São Paulo. Projeto semelhante ao do deputado Luiz Moura já foi aprovado no rio de Janeiro, desde abril. Agora, no Rio, a qualidade do ar nas esta- ções do Metrô passou a ser monitorada e o resultado destas medições exibido em painel digital. Enquanto isso, em São Paulo a população continuará sem saber a qua- lidade do ar que respira dia- riamente nas estações e com- posições do Metrô e da CPTM, caso o governador vete o projeto, como já fez anteriormente. Segundo o projeto, os da- dos obtidos da aferição da recer alguns pontos da refor- ma do sistema educacional proposta pela Prefeitura e atualmente em debate. O vereador Vavá também apro- veitou a oportunidade para estabelecer uma relação mais estreita com a comunidade. Parque da Várzea O fim das enchentes na Vila Itaim - um dos bairros da Zona Leste mais afetados pelas enchentes nos perío- dos de chuvas. Segundo o vereador Vavá, esse crucial problema deverá ser sana- do até o final de 2014, pois ra, com conhecimento em acabamento, há cinco vagas - salário de R$ 838,00. Candidatos com nível su- perior completo ou em an- damento podem se candida- tar para oportunidades de ajudante de farmácia, uma vaga - salário de R$ 1.100, assistente administrativo, duas vagas - salário de R$ 1.460,00, assistente de ser- viço de contabilidade, uma vaga - salário de R$ 1.000,00, assistente social, duas vagas - salário R$ 2.600,00, entre outras. Informações comple- mentares estão disponíveis no site: www. prefeitura.sp.gov.br/tra- balho e na Central de Atendimento ao Munícipe, pelo telefone 156. O Centro de Apoio ao Trabalho (CAT), da Secreta- ria Municipal do Desenvol- vimento, Trabalho e Empre- endedorismo (SDTE) está com 1.762 vagas, das cerca de 5 mil disponíveis, para candidatos interessados em atividades como auxiliar, as- sistente e atendente. As oportunidades estão em seg- mentos como comércio, ser- viço e indústria, com salá- rio que chega a R$ 2.600,00. Para ajudante de carga/ descarga há 46 vagas com salário entre R$ 767,00 e R$ 974,00 - fundamental incom- pleto é a escolaridade míni- ma exigida. Já ajudante de eletricista encontra 20 vagas com salário de R$ 1.069,00. Com 21 vagas e oportu- nidades que não exigem a Aprovado projeto do deputado Luiz Moura Projeto propõe a análise diária de aferição da qualidade do ar dentro das composições do Metrô e da CPTM Vavá acompanha visita de Haddad ao CEU Três Pontes população paulista e paulis- tana que está em jogo. O deputado Luiz Moura (PT/SP) e assessores, inclusi- ve, já estiveram reunião com o diretor-presidente da CE- TESB (Companhia de Tecno- logia de Saneamento Ambi- ental), engenheiro Otavio Okano, na sede da empresa, bairro Alto de Pinheiros. O propósito do encontro foi discutir o projeto do parla- mentar que propõe a aferi- ção diária da qualidade do ar dentro das composições da CPTM e do Metrô. Na oportunidade, Luiz Moura propôs a Okano que se reali- ze a título experimental a medição da qualidade do ar no interior da Estação Sé do Metrô, com o objetivo de fundamentar melhor tecni- camente o seu projeto com relação à qualidade do ar em estações subterrâneas. O vereador Vavá do Trans- porte acompanhou a visita do prefeito Fernando Had- dad ao CEU Três Pontes, no Jardim Romano, Zona Leste da cidade de São Paulo. Na oportunidade, Haddad afir- mou que 3 mil alunos bol- sistas do Programa Universi- dade para Todos (Prouni) de cursos de licenciatura deve- rão ser incorporados à Rede Municipal de Ensino como estagiários. Para o vereador Vavá, a ação é muito impor- tante para o jovem docente que ganhará experiência e também para a escola que será incitada a avaliar o seu projeto pedagógico. O prefeito explicou que São Paulo fez um pleito jun- to à Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pesso- al de Nível Superior) para estender o Pibid (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) para o Prouni. O Pibid é um pro- jeto do Governo Federal que visa o aperfeiçoamen- to e a valorização da for- mação de professores para a educação básica. Durante a visita ao equi- pamento, o prefeito se reu- niu com pais e professores da instituição para ouvir even- tuais demandas. Haddad aproveitou ainda para escla- a Prefeitura e o governo Estadual assinaram recen- temente convênio para a execução das obras de con- tenção das en- chentes na re- gião. Pelo acordo, está prevista a construção de um sistema de drena- gem formado por polder, uma bar- reira de terrenos baixos e altos, com reservatório, bom- bas de sucção e rede de microdre- nagem. Além dis- so, está prevista a instalação de um parque com direito a uma ciclovia de 2,4 km. As obras, enfatiza Vavá, fazem parte do projeto Par- que Várzeas do Tietê, que tem por objetivo restabele- cer a função das várzeas para minimizar as cheias, por meio de ações voltadas à proteção e à recuperação do ambiente natural. Ao todo, conforme o convênio, serão investidos R$ 80 milhões, montante proveniente da Dersa como compensação ambiental pela execução das obras de implantação da Nova Marginal Tietê, acerta- da entre os governos estadu- al e municipal. Do total, R$ 40 milhões serão utilizados para a desa- propriação e remoção de 280 famílias que moram mais próximas à área de várzea do rio. Famílias que serão remo- vidas pela Prefeitura, confor- me convênio já firmado em 2010. A ciclovia será constru- ída na parte superior da bar- ragem "Os moradores pode- rão utilizar a área de lazer, como previsto no projeto Parque Várzeas do Tietê", afirma o vereador Vavá . Luiz Moura afirma que o projeto é importante para a saúde dos usuários do Metrô e da CPTM Vereador Vavá durante visita do prefeito Haddad no Jardim Romano, na Zona Leste Vavá disse que o projeto Parque das Várzeas do Tietê trará diversos benefícios para a região CAT oferece mais de 1.700 vagas para auxiliares e assistentes comprovação de escolarida- de, o cargo de ajudante de lavador de automóveis ofe- rece rendimentos que che- gam a R$ 800,00. Para atendentes na área de cafeteria há 35 vagas - salário até R$ 1.200,00. A maioria das vagas exige o fundamental completo. Com a mesma exigência de escolaridade, as cinco vagas de auxiliar de costureira tem salário de R$ 838,00. Com boa oferta de va- gas, as 30 oportunidades para auxiliar de escritório têm salário entre R$ 856,11 e R$ 1.000,00. A maioria das vagas não exige experiência anterior e a escolaridade mínima é fundamental in- completo. Para auxiliar de costurei-
  5. 5. PÁG 5 1ª QUINZENA DE SETEMBRO DE 2013 • Tintas Residenciais • Texturas e Revestimentos • Tintas Industriais • Acessórios p/ Pintura • Mais de 1000 opções de cores Av. Buturussu, 217 - Pq. Buturussu - Tel.: 2546 3203 Atendimento Técnico Personalizado Tudo em 5 vezes sem Juros www.tintaslevy.com.br no dom., também às 14h). Para quem curte andar de bicicleta por São Paulo, o polo da Penha será uma óti- ma opção. No Centro Espor- tivo Vila Manchester haverá o Lazer sobre Rodas (dom. - 9h às 17h), que consiste em ciclismo com obstáculos re- creativos para todas as ida- des. E haverá um passeio ci- clístico (dom. - 8h às 12h) com saída e chegada na Ave- nida Calin Eid, 1327 (Tiqua- tira). A volta passará pelo Parque Linear. Em São Miguel Paulista, a Virada acontece no Parque do Jacuí. As crianças de até 12 anos poderão aproveitar as atrações da Viradinha Espor- tiva (sáb. e dom. - 10h às 17h) e os mais velhos podem par- ticipar do Futebol Mania (sáb. A Virada Esportiva tem como um de seus principais objetivos facilitar o acesso de toda a população ao espor- te, lazer e recreação. Na Zona Leste não será diferente. No Itaim Paulista e em Itaquera, o clima será radi- cal. No Centro Esportivo Vila Curuça haverá a Caravana Radical (sáb. e dom. - 10h às 17h), com clínicas de surf, stand up padle, skate, slackli- ne, parkour, além de ativi- dades lúdicas e no Parque do Carmo (sáb. e dom. - 9h às 17h) será realizado o Air Show, com simulador de pa- raquedismo, balão de ar quente, simulador de asa delta e bungee jump. No lo- cal ainda haverá o Circo no Parque (sáb. e dom. - 9h às 17h). No SESC Itaquera, será Virada Esportiva na Zona Leste Virada Esportiva 2013 acontece nos dias 21 e 22 de setembro. Confira os destaques da Virada na Zona Leste de São Paulo possível praticar tênis (sáb. e dom. às 11h), balonismo (dom. às 9h), bumerangue (dom. às 13h30) e soltar pi- pas (sáb. a partir das 13h30). O Parque Esportivo dos Trabalhadores (PET), localiza- do no bairro de Vila Formo- sa, também será um dos prin- cipais pontos dessa Virada Es- portiva. No local haverá tor- neio de tênis (sáb. às 20h até dom. às 4h), a corrida infan- til da SEME (sáb. - 8h às 12h) e o evento Rei da Piscina (dom. - 8h às 18h). Nele, o público poderá aproveitar o clima gostoso da primavera para aprender as técnicas do wakeboard, jogar frescobol, entre outras atividades. O PET também recebe a já tradicio- nal Corrida 24 horas (com iní- cio no sáb. às 14h e término - 10h às 22h e dom. - 10h às 17h), que terá pebolim huma- no, futebol de botão, de sa- lão, de sabão e videogames. Em Cidade Tiradentes, a programação fica por conta dos CEUs Água Azul (sáb. e dom. - 8h às 17h) e Inácio Monteiro (sáb. e dom. - 8h às 20h). No primeiro, haverá apresentação de fanfarras, vôlei com lençóis, muay thai, hidroginástica, goalball, ka- ratê, entre outras atrações. No segundo, haverá vários festi- vais e atividades na piscina, torneio de xadrez, pilates, boxe, jiu jitsu e parkour. O CEU Jambeiro (sáb. - 8h às 20h e dom. - 9h às 20h) e o CEU Lajeado (sáb. e dom. - 9h às 18h) programaram ativida- des e aulas especiais para a Virada em Guaianases, com esportes coletivos, de lutas, danças e até baile para a 3ª Idade. Em Ermelino Matara- zzo, a Virada Esportiva acon- tece no CDC Danúbio (sáb. - 7h30 às 18h30 e dom. 8h30 às 18h30), no CE 29 de Junho (sáb. - 8h às 3h e dom. - 8h às 18h), e no Centro Esportivo Délio de Carvalho (sáb. e dom. - 7h às 20h), com ginásticas, dança e jogos de futebol e futsal para todas as idades.
  6. 6. PÁG 6 1ª QUINZENA DE SETEMBRO DE 2013 Geraldo Alckmin recebeu para entrevista exclusiva as entidades representativas dos jornais de bairro AJOR- LESTE, AJORB e SINDJORB e 31 jornais e revistas da Zona Leste para falar de suas realizações para a ci- dade de São Paulo e em es- pecial para a Zona Leste da capital. A entrevista durou cerca de 2h45min. e foi mar- cada pela descontração dos jornalistas presentes, go- vernador e assessores da SE- COM. Cada representante de jornal fez uma pergunta. Segue abaixo o conteúdo da entrevista. Ao completar, em 1º de setembro, 118 anos de exis- tência, os jornais de bairro da Cidade de São Paulo, a segunda maior grande im- prensa regional do mundo, tem um papel imprescindí- vel no desenvolvimento e no futuro da maior metró- pole da América do Sul. Após uma pequena expla- nação sobre os jornais feita por Antonio Carlos Cimino presidente do Sindjorb e apresentação dos diretores dos jornais presentes, deu início a entrevista, uma ini- ciativa da Ajorleste, que contou também com a pre- sença de assessores diretos da Secom e do secretário adjunto de Comunicação Márcio Aith. Entrevista Jornais - As obras do sis- tema viário de Itaquera, que abrigará a abertura da Copa do Mundo da Fifa de 2014 estão dentro do cronogra- ma previsto e a Prefeitura está cumprindo com a par- te que ficou definida junto ao Governo? Alckmin - "Antes de res- ponder a sua pergunta, gos- taria de revelar a importân- cia da posse do professor David Uip na Secretaria Es- tadual de Saúde e que trou- xemos também para o Go- verno o Professor Ronaldo Laranjeira da UNIFESP. Nós vamos priorizar o tratamen- to das pessoas com depen- dência química, seja álcool, seja drogas. Na região da Nova Luz vamos ter um mini hospital, na Rua Hel- vetia, onde havia um prédio abandonado, na antiga Cra- colândia, vamos ampliar o número de leitos e atendi- mento para dar mais opor- tunidade de tratamento. Também o Cartão Recome- ço que é preciso esclarecer que ele não é para o depen- dente e sim para as entida- des terapêuticas que promo- vem o tratamento. O Gover- no paga pelo período que o paciente fica em tratamen- to, refazer a vida. O Brasil é o maior consumidor de cra- ck do mundo e o segundo maior consumidor de cocaí- na. O problema da droga tem caráter epidêmico, é preciso uma mobilização de toda a sociedade, das famí- lias, das igrejas e das esco- las para ajudar. Em relação à Zona Leste, queria dizer do nosso entu- em todas as administrações. Como médico, o que o se- nhor tem a dizer sobre o Programa Mais Médicos do Governo Federal? Alckmin - " Em relação à Saúde nós temos na Zona Leste um conjunto de obras programadas. Primeiro, o novo Pronto Socorro do Hospital Santa Marcelina que vai estar pronto e fun- cionando em abril. R$ 7,5 milhões de investimentos do Governo do Estado. Re- forma do Hospital Geral de São Mateus que vai estar pronto agora em novem- bro, R$ 8,7 milhões. Despa- chei como o Professor David Uip e pedi para que o pri- meiro hospital que ele vai visitar será o de São Ma- teus. Nós vamos fazer uma grande contratação de mé- dicos. Os hospitais que são administração direta são mais complicados para ad- mitir pois tem de se fazer concursos. O outro é o Hos- pital de Sapopembinha, que as obras serão iniciadas ago- ra e concluídas em março de 2014. Depois o ambulatório do Hospital Leonor Mendes de Barros, que vamos refor- mar, R$ 49,7 milhões de in- vestimentos. O Cândido Fontoura, mais o AME da Zona Leste, Hospital Geral de Guaianases, do Itaim Pau- lista, de Sapopemba e o Cen- tro de Referência do Idoso em São Miguel. Ao todo são 8 hospitais púbicos do Esta- do na Zona Leste, além do Hospital de Vila Alpina. Quanto mais médico me- lhor. A questão é que fal- tam médicos para o SUS. Para a iniciativa privada não. O grande problema da Saúde é o financiamento do SUS. Ninguém aguenta ga- nhar o valor pago que é muito baixo. Dez Reais é um valor ínfimo. Faltam al- gumas especialidades: in- tensivista, anestesista, orto- Governador Geraldo Alckmin concede entrevista exclusiva aos jornais de bairro Educação, saúde, segurança, transporte, manifestações, CDHU, Fatec, Etec, Metro, CPTM, EMTU, Fábricas de Cultura, Obras no entorno do Itaquerão, Sabesp, reeleição, denuncias em licitações do Metro, o governador fala tudo aos jornais da Zona Leste. siasmo, nós temos investi- mentos históricos, expressi- vos. Não temos dinheiro público no estádio pois ele é privado. Nós temos inves- timentos públicos na região, mais especificamente no sis- tema viário. Obras no polo de Itaquera, no chamado mergulhão para tirar cruza- mento na Radial, a ligação leste/oeste que passa por cima da Radial, do Trem e do Metrô. Um grande via- duto e uma grande passare- la. O entroncamento da Ra- dial Leste com a Jacu-Pêsse- go, com viadutos. O entor- no do estádio, com novas avenidas, novo sistema viá- rio ao custo de R$ 257 mi- lhões. Todas obras dentro do cronograma. Já em de- zembro entregaremos par- te e o restante até março. Mais R$ 61,4 milhões da li- gação Jacu-Pêssego, com al- ças de acesso e R$ 14,6 mi- lhões da grande passarela. Um total de R$ 333 milhões só do Estado. Recursos Inte- gralmente do Estado de São Paulo melhorando o sistema viário na região." Jornais - Quando será inaugurada em FATEC em Itaquera? Alckmin - "Em Itaquera, ao lado do estádio nós te- mos um complexo de ensi- no técnico e tecnológico. A FATEC não foi inaugurada, mas já está pronta e funcio- nando. A ETEC vai estar pronta em três meses, mais somente vai funcionar em agosto de 2014. O prédio da Etec será utilizado como apoio à abertura Copa do Mundo, ao Comitê Paulista. Os cursos da FATEC de Itaquera são: Mecânica In- dustrial, Processo de Solda- gem, Automação Industrial, Fabricação de Peças e Proje- to de Mecânica que ainda será implantado. Quatro fa- culdades com curso de 3 anos. A ETEC vai ter ensino mé- dio integrado aos cursos téc- nicos. Projeto de Mecânica, Soldagem, Desenho de Construção Civil, Edifica- ções, Projeto de Instalação Elétrica Predial, Tecnologia da Informação, Informática, Segurança no Trabalho e En- fermagem. Jornais - As Fábricas de Cultura. Qual a previsão de expansão na Cidade de São Paulo e outros municípios do interior? Alckmin - "Nós já temos inauguradas quatro Fábricas de Cultura na Zona Leste: Vila Curuçá, Sapopemba, Itaim Paulista e Belém. Fun- cionando com escola, tea- tro, música, balé, circo, bi- blioteca, internet, dança, instrumentos musicais. Um trabalho muito bonito. A quinta que em breve vamos inaugurar vai ser na Cidade Tiradentes. Já está pronta. Com isso teremos somente na Zona Leste cinco Fábri- cas de Cultura, sem contar as outras nas regiões Norte e Sul". Jornais - A saúde tem sido o calcanhar de Aquiles Continua na próxima página pedista, pediatra. Vamos abrir as 50 AMES aos sába- dos para andar mais depres- sa as filas dos exames. Res- sonância Magnética, Ultras- sonografia, Mamografia, al- guns podem fazer pequenas cirurgias. A partir do fim de setembro já vamos abrir. Jornais - O que o senhor poderia nos dizer quanto aos investimentos da CDHU e a relação em unidades ha- bitacionais na sua gestão? Alckmin - "Em relação a CDHU, nós somos o único estado brasileiro, dos 27 que põe 1 por cento do ICMS para moradia. Habi- tação de interesse social. São Paulo é único, dá R$ 1.2 bilhão por ano e cria uma carteira para subsídio. Casa para quem não tem casa. Nós já entregamos 400 mil moradias no Estado de São Paulo. Quem ganha um sa- lário mínimo pode ter aces- so pagando R$ 101,00 de prestação. Temos hoje 40 mil unidades em constru- ção, o que gera muito em- prego. Em média 3 empre- gos por unidade. Estamos com unidades em constru- ção no Belém, Cangaíba, Iguatemi, José Bonifácio, dois conjuntos, Itaquera, Cidade Tiradentes e Erme- lino Matarazzo. Nós cria- mos a chamada Casa Paulista onde o investimento é mul- tiplicado. Com um bilhão a gente alavanca 4 bilhões de reais com parceria com o Governo Federal no Progra- ma Minha Casa Minha Vida na Cidade de São Paulo à fundo perdido para poder ter viabilidade do sistema na cidade por causa do cus- to do terreno que é alto. Assinamos aqui no Palácio dos Bandeirantes um con- vênio com a presidente Dil- ma para viabilizar Cem mil apartamentos com o pro- grama Federal que é com- plementado com recursos do Estado com subsídios de R$ 20 mil por unidade. R$ 2 bilhões. A novidade é que esta- mos terminando o edital para a PPP para a constru- ção de 20 mil apartamentos no chamado centro expan- dido. Pari, Braz, Mooca, Luz, Cambuci. São áreas que têm Trem, Metrô, perto do emprego, comércio, univer- sidades, hospitais e que têm muitos galpões vazios e pré- dios vazios e terrenos aban- donados. A maioria em pré- dios novos e alguns poucos reformados. A iniciativa pri- vada faz e o Estado entra com subsídios. O maior pro- grama de requalificação ur- bana." Jornais - Os investimen- tos para o Metrô e CPTM tem a participação do Governo Federal, qual a porcenta- gem, ou somente é do Go- verno do Estado de São Pau- lo? Alckmin - "O Brasil ul- trapassou a casa de 201 mi- lhões de habitantes. Esta- do de São Paulo passou de 43 milhões de habitantes, sendo metade, 21,5 mi- lhões na região metropoli- tana, com 8 mil Km², se- gundo dados do IBGE. O problema de mobilidade urbana é questão prioritá- ria. Nós temos a terceira maior região metropolita- na do mundo que é a de São Paulo. A primeira é Tó- quio, segunda Nova Delli. A prioridade é transporte de alta capacidade sobre trilhos. Na Zona Leste te- mos a Linha 15, onde re- centemente estivemos jun- tos em Vila Prudente e Ora- tório. São 17 estações, 24,5 Km, com uma demanda prevista de 800 mil passa- geiros por dia, 5,5 bilhões de investimento e espera- mos entregar agora em ja- neiro duas estações e o pri- meiro trecho. A estação de Vila Prudente e Oratório. O Monotrilho vai por cima da avenida, evita mui- ta desapropriação, elétrico, não polui, silencioso e tem boa capacidade. Cerca de 40 a 50 mil passageiros/hora. Cada trem tem sete carros e transporta mil passagei- ros, substituindo 15 ônibus das ruas. Não tem um cen- tavo do Governo Federal. É tudo do Estado de São Pau- lo. O que tem são financia- mentos, empréstimos, do BIRD, BNDS, Banco Mundi- al. Não é dinheiro orçamen- tário. Vamos entregando as estações até São Mateus e posteriormente Cidade Tira- dentes. A outra linha da CPTM é a 13, que vai até o Aeropor- to de Cumbica. Vocês já es- tão convidados, começam as obras no dia 16 de setem- bro e deve estar pronta no final do ano que vem. Co- meça no Braz, passa por cima da Ayrton Senna, Rio Tietê e depois da Dutra até chegar ao aeroporto. Nós vamos ter os dois aeropor- tos ligados pelo sistema metro-ferroviário. O Aero- porto de Congonhas pela Linha 17 do Metrô, Mono- trilho. Também estamos mo- dernizando todas as esta- ções. Acabou de ser entre- gue a de São Miguel é pra- ticamente nova com acessi- Governador Geraldo Alckmin e Divaldo Rosa (Presidente do Grupo Acontece) bilidade etc. Vamos ter investimento federal na Linha 18 que deve ser licitada a PPP, que sai de Tamanduateí e vai para São Bernardo do Cam- po. Esta deve ter recursos do PAC de R$ 400 milhões. A primeira. Todas as outras é somente com recursos do Estado. Temos quatro Linhas em obras simultaneamente. A Linha 4 Amarela que já está funcionando, e vamos en- tregar mais 5 estações. Obras também na Linha 17, Linha 15 Monotrilho Tira- dentes. Também a Linha 5 que sai de Santo Amaro e vai até a Chácara Klabin, são 11 estações. Vamos ter 6 tatuzões trabalhando ao mesmo tempo em São Pau- lo. Quatro obras de Metrô, e ainda mais três outras to- talizando sete obras simul- tâneas que é recorde no mundo. Através da EMTU estamos construindos vári- os Corredores Metropolita- nos através do PCM (Progra- ma de Corredores Metropo- litanos de Transporte Cole- tivo), sendo destaque na Zona Leste, o BRT Perime- tral Jacú Pêssego que liga- rá São Mateus ao Terminal CECAP em Guarulhos)" Jornais - A moderniza- ção da linha 3 vermelha do Metrô vai estar concluída até o início da Copa do Mundo e a Linha Verde até Tiquatira, tem previsão? Alckmin - "A Linha 3 Vermelha, nós vamos ter 47 novos trens que serão en- tregues. Cada trem de Me- trô tem seis carros. Com es- ses novos trens e o sistema eletrônico em pleno funci- onamento deveremos alcan- çar o tempo para 90 segun- dos de intervalo na Linha 3 Vermelha e de 3 minutos de intervalo nos trens da CPTM. Com isso a superlo- tação deve diminuir sensi- velmente. Depois nós temos a Linha 2 que é Metrô, sai da Vila Prudente e vai até Tiquati- ra, Dutra e Guarulhos, com 13 estações. Está em fase de licitação. Expectativa de início no primeiro trimestre de 2014. Por isso que anun- ciei a ampliação da Linha 15 vai ganhar mais 2.3 Km indo até o Ipiranga para dis- tribuir melhor os usuários." Jornais - Direito de Ma- nifestações X Direito de ir e vir. A sociedade está que- rendo uma atitude por par- te do Governo pois a Cons- tituição assegura o direito de ir e vir. O que o Gover- no de São Paulo pretende
  7. 7. PÁG 7 1ª QUINZENA DE SETEMBRO DE 2013 Há mais de 34 anos de Ótimo Atendimento Temos Kit Festa: • Bolos • doces • Salgados • Pão de metro • Pães especiais • Pizza e • Almoço Especial (11) 2546-3431 E-mail: padariasolnascente@hotmail.com Rua Antonio Leite Penteado, 600 - Praça 11 - Jd. Verônia Governador Geraldo Alckmin reunido com representantes e diretores de jornais de bairro da zona leste fazer para garantir tais di- reitos e coibir abusos? Alckmin - "Nós temos procurado garantir o direi- to de manifestação e até a segurança dos manifestan- tes. Por outro lado não se permite e não se permitirá o vandalismo e a depreda- ção do patrimônio público ou patrimônio privado. A Polícia está orientada no sentido de aceitar a mani- festação mas é preciso res- peitar o direito das pesso- as. Houve um bloqueio da Régis Bittencourt e por con- sequência do Rodoanel. Será que é aceitável bloque- ar uma rodovia de fluxo tão importante? Pessoas que têm compromisso fica- rem prejudicadas. A gente tem procurado assegurar os direitos, tanto dos manifes- tantes quanto da sociedade, mas não aceitamos vanda- lismo nem depredação. Que manifestem mais sem pre- judicar a outra parcela da população. Uma hora a Po- lícia é criticada e outra é cobrada. Acredito que esta- mos acertando. Por falar em Rodoanel, vamos, em abril entregar o Rodoanel Leste, interligan- do a Ayrton Senna a parte Oeste e Sul." Jornais - Saneamento: São Paulo está investindo em despoluição, tratamen- to de esgoto e de água. Qual o resultado atual dos investimentos? E a perspec- tiva a médio prazo? Alckmin - "Em um arti- go técnico, o Brasil no rit- mo que vai, universaliza o saneamento com 100% de água tratada, 100% de es- goto coletado e 100% de es- goto tratado em 2122. São Paulo universaliza o sanea- mento no interior em 2014, no litoral em 2016 e na re- gião Metropolitana de São Paulo em 2019, nos municí- pios operados pela Sabesp. A primeira tarefa é garan- tir água. Somos 21 milhões de pessoas à 700 metros de altura, no Planalto de Pira- tininga. Estamos buscando água até em Minas Gerais. Fizemos a primeira PPP do país em Taiaçupeba, Alto Tietê, o que garantiu mais 4 metros cúbicos por segun- do de água. Vamos passar a buscar água no Rio São Lourenço em Juquitiba através de PPP ao custo de R$ 2,2 bilhões, em quatro anos a água vai subir a ser- ra e estar aqui integrada no sistema. A cidade de São Paulo não cresce mais tan- to, mas o entorno continua crescendo. Água com qua- lidade. É só abrir a tornei- ra. Coletar e tratar o esgo- to, ampliando as estações de tratamento. A mancha de poluição retrocedeu 140 Km no Rio Tietê. Traba- lhando para alcançar o ob- jetivo. Combater a poluição do rio, conscientizando para que não se jogue lixo. Refazer o Parque do Tietê. Limpeza do Rio, ciclovia, áreas verdes, campo de fu- tebol, quadras, áreas de la- zer. A ciclovia vai ser paga com a economia do trans- porte do material assorea- do que hoje é feito por bar- caça." Jornais - Projeto para o futuro. O senhor é candida- to natural a reeleição em 2014. Dentro do contexto o que tem a falar à popula- ção. O que melhorou e o que vai melhorar com a sua permanência frente à admi- nistração do Estado de São Paulo? Alckmin - "Eu sempre tenho dito o seguinte: elei- ção é em ano par, nós esta- mos em ano ímpar. Tem dois ansiosos: os políticos e as jornalistas. Não sou fa- vorável a antecipar debate sucessório, primeiro porque o povo não está muito li- gado e segundo porque encurta o governo o Gover- no. Agora o negócio é tra- balhar, trabalhar, trabalhar. O ano que vem a gente dis- cute o quadro político. Jornais - Sobre as ma- nifestações em relação aos encapuzados e mascarados que se escondem para pra- ticar quebradeiras? Alckmin -"Eu acho que a gente tem de agir de ma- neira a separar movimentos legítimos que colaboram com o processo democráti- co. Meu pai gostava de lem- brar, Santo Agostinho di- zia: "Prefiro os que me cri- ticam, porque me corrigem aos que os que me adulam porque me corrompem". Então a crítica é importan- te, é balizadora. Uma coisa é manifestação, luta políti- ca, reivindicação e outra coisa é depredação, destrui- ção de patrimônio público. A gente vai acompanhando esse processo. A Polícia está bem orientada para separar joio do trigo, garantir ma- nifestações, evitar abusos e os excessos devem acabar". Jornais - Sobre a de- núncia de cartel em licita- ções do Metrô. O que o Governo está fazendo? Alckmin - "É importan- te esclarecer isso. Nós temos hoje os grandes investi- mentos no transporte de trem e de metrô. Uma em- presa multinacional vai ao CADE e faz um acordo de leniência. Revela que em 1998, depois de licitações as empresas do setor se reu- niram e fizeram um conluio para evitar disputa entre as mesmas. Cartel se tem no mundo inteiro. Agora mes- mo se descobriu um sobre aviação de carga. No Brasil a gente está caminhando para oligopólios. Surgiu a denúncia, imediatamente a apuração através da Corre- gedoria Geral da Adminis- tração. Se isso realmente ocorreu, o Governo é víti- ma e foi prejudicado e as empresas vão ter de inde- nizar o Estado. Chamamos as empresas e a Siemens não compareceu. Consegui- mos na Justiça o conteúdo do processo, pois o Estado é o maior interessado, cria- mos uma comissão da trans- parência com onze entida- des da sociedade civil e va- mos não só apurar, mas re- querer na Justiça a reposi- ção dos valores ao Estado. O Estado não é citado, ape- nas empresas do setor. Só que as outras negam. A Si- emens já é ré confessa, vai ter de pagar, só falta defi- nir o valor que deverá ser estipulado ao final do pro- cesso. Primeiro verdade ab- soluta, transparência total. Quero falar do nosso cuida- do em licitações. O ano pas- sado abrimos licitação para compra de 65 trens da CPTM. 520 vagões. Abrimos as propostas e achamos caro. Estava tudo certo, vá- rias empresas. Anulamos tudo e abrimos nova con- corrência internacional. Per- demos um ano. O preço caiu em 30% no custo de 35 trens e 22% no lote de 30 trens. No mesmo tempo o Governo Federal, através da CBTU abriu concorrência para compra de trens em Porto Alegre e Belo Hori- zonte. Só São Paulo tem empresas de trem e Metrô. Um consórcio participou composto por CAF e Alston. Resultado: 90% Alston, 10% CAF, em Porto Alegre e em Belo Horizonte 90% CAF e 10% Alston. Não ti- veram nem o cuidado de mudar os números. Tam- bém no Rodoanel a concor- rência pública internacio- nal, 30% mais barato. Nós somos extremamente cuida- dosos, transparência abso- luta e se tiver agente pú- blico envolvido será rigoro- samente punido". Jornais- Educação: o que o Governo do Estado está fazendo de novo pela educação? Alckmin - "O ensino in- fantil de zero a cinco anos é de responsabilidade das Prefeituras. Estamos pela primeira vez pondo dinhei- ro fazendo 1.000 (mil) cre- ches em 645 municípios que aderiram. De 6 a 14 anos é a escola de tempo integral. Nós já implantamos mais de 100 escolas de tempo inte- gral e o resultado é um es- petáculo, onde os professo- res também trabalham em tempo integral com salário de 75% a mais. Se o profes- sor ganha R$ 5 mil ele vai ganhar R$ 8,75 mil de salá- rio. Nós estamos melhoran- do a auto estima dos alunos oferecendo o ensino médio junto com o ensino técnico. Estamos avançando na tec- nologia da informação e oferecendo oportunidade a jovens que sejam monitores ganhando cerca de R$ 400 por mês. A Escola da Família, que completou dez anos. Fize- mos uma festa no Parque da Água Branca com 8 mil jo- vens para comemorar. Esta- mos aumentando para R$ 500. O Governo paga a men- salidade da faculdade e o jovem universitário fica como instrutor universitá- rio aos finais de semana nas escolas. O Governo paga R$ 500 e a faculdade abre mão dos outros valores da men- salidade. É melhor receber R$ 500 por aluno do que nada. O aluno faz a facul- dade de graça e presta ser- viço aos sábados ou aos do- mingos por 8 horas em es- colas estaduais. Ampliar as ETECs e FA- TEs. Acabamos de inaugu- rar a ETC dos Esportes na Vila Maria, formando téc- nicos em um ano e meio. A questão da progressão con- tinuada: o aluno que faltar às aulas é reprovado todo ano. Se não falta, se ele vai à escola, porque ele não está aprendendo? Se a fa- mília tem recursos contra- ta professor particular. Não podemos punir uma crian- ça e criar uma cultura do fracasso. Jornais - Saúde: O se- nhor sancionou Lei que es- tabelece salário de até R$ 14,7 mil para médicos no sis- tema de Saúde do Estado de São Paulo. O que melhorou após a entrada da Lei em vigor? Alckmin - "Agora que vamos abrir os concursos, um grande pacote. Mas não temos dúvidas são dois as- pectos: salário e a carreira. O profissional precisa vis- lumbrar o futuro. Quem não for trabalhar para o governo vai contribuir para o INSS e o teto de aposen- tadoria é de R$ 4,3 mil. No governo é integral. O pla- no de carreira de São Paulo está sendo implantado ago- ra. O que se tem são algu- mas especialidades: aneste- sistas, ortopedistas, intensi- vistas, pediatras. O grande problema nosso é residên- cia médica. Vamos fazer re- sidência nesses setores, nes- sas áreas com maior falta, em um grande programa em hospitais universitários. Jornais - Sobre a tercei- rização do atendimento 190 da Polícia. Os atenden- tes serão treinados? O se- nhor acredita que eles te- rão discernimento e saber a importância de uma liga- ção e capacidade para ori- entar em casos de emergên- cia imprescindíveis para sal- var vidas? Alckmin - "Nós quere- mos o policial na atividade fim, no policiamento os- tensivo. Polícia na rua. Cri- amos o agente de vigilân- cia penitenciária, substituí- mos a segurança de presí- dio e liberamos os 5 mil policiais militares para as ruas. Ninguém fugiu. Escolta: Estamos lutando com o Tribunal de Justiça, com o poder judiciário para fazer vídeo conferência para evitar deslocamentos e custos quando das audi- ências. Vamos colocar tam- bém agentes de escolta da Secretaria de Administração Penitenciária. A atividade do 190 está sendo estudado, ainda não está definido, mas eu vejo com bons olhos, porque uma equipe bem treinada só para fazer isso vai pro- porcionar um trabalho óti- mo. O policial vai para a atividade de rua. No mun- do inteiro, o policial que precisa ser um profissional muito bem treinado na ati- vidade fim. Criamos o sol- dado temporário para ser- viços burocráticos, um jo- vem de 18 a 22 anos, que não anda armado. O obje- tivo é ter esses profissio- nais na atividade meio para liberar o policial para a atividade fim. Vamos inaugurar o novo COPOM agora. Ao final da entrevista o secretário Márcio Aith agradeceu a presença de todos e fez uma explana- ção onde relatou que um diretor de jornal de circu- lação nacional o procurou para informar que devido a questões de modernida- de estaria mudando a dis- tribuição para gratuidade e distribuição seletiva em bairros, o que os jornais de bairro já faz isso há mais de 118 anos.
  8. 8. PÁG 8 1ª QUINZENA DE SETEMBRO DE 2013

×