Jornal digital 4622_seg_09032015

438 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal digital 4622_seg_09032015

  1. 1. Homenagemreúne quase1500mulheres www.grupocorreiodosul.com.br ANO XXIV EDIÇÃO Nº 4.623 SEGUNDA-FEIRA, 9 DE MARÇO DE 2015 R$ 2,00 Grupo 27º 22º Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. Previsão para hoje Extremo Sul Catarinense Geral Direção muda calendárioedeixa alunosemcasa Escola 3Página Geral FernandoCordioli sedespededa comarcadeSombrio Juiz Geral Júricondenao homemquetentou matarmulherafaca Sombrio 17Página11Página Jacinto Machado 4 e 5Páginas Sucesso Caderno de Esporte Espora de Prata faz grande festa tradicionalista
  2. 2. Política Jarbas Vieira Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 jarbas@grupocorreiodosul.com.br (48) 9966.5326 CHARGEPor:CAZO “Dos fatos que constam na delação premiada, não há sequer indícios que pudessem envolver a Presidente da República. Nada há a arquivar”. Ele disse: ‘ ‘Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo PT), alegando inocência de Dilma no esquema descoberto pela Operação Lava Jato. PLdosaláriomínimoserávotadonestasemana P roposta do deputado federal Jorge Boeira (PP-SC) que cria políti- ca para reajuste anual do salário mínimo (PL 3.771/2012) estava na pauta da última semana do Plenário da Câmara dos Deputa- dos, mas o excesso de propostas na Ordem do Dia não possibilitou a votação. A expectativa é de que o projeto seja votado nesta sema- na. A proposta reajusta o salário mínimo a partir do Índice Na- cional de Preços ao Consumidor (INPC) e da taxa de crescimento real positiva do Produto Interno Bruto (PIB) per capita. Assim, a política de reajuste do salário mínimo passa a ter regramento fixo e perene. “O projeto cria uma política clara, sustentável e duradoura de valorização do PP de Santa Catarina irá promover nos dias 17 e 18 de abril o “Seminário Estadual para a Juventude”, em Bal- neário Camboriú. O objetivo é aumentar a participação da população na política, em es- PP quer mais jovens na política (48) 3522-3777 salário mínimo, e que reduz não apenas a insegurança sobre o teor das decisões futuras sobre o tema, mas também os entraves e os custos, inclusive políticos”, explicou Boeira. O presidente da previsão. “Votaremos, com certe- za absoluta, na semana que vem. Porque a gente quer chegar o Dia do Trabalhador [1º de maio] com a política do salário mínimo sancionada”, disse Cunha. Positivo Prefeito de Sombrio, Zênio Cardoso(PMDB),anuncioupara estasemanaoiníciodasobrasde revitalização da rua Caetano Lu- mertz, via que corta o centro da cidade dando acesso a Rodovia JoséTiscoski.Bastantedeteriora- da, há tempos que a referida rua necessita de um trabalho além do famoso tapa-buracos. pecial dos jovens, que foi um das reivindicações das manifestações sociais. “Nossa jornada se preocu- pa com a rejeição dessa popula- ção à política e aos partidos. Que- remos mostrar aos jovens a boa política e trazê-los para efetiva e democrática participação, afas- tando manifestações nas ruas inadequadas e sem propósitos”, destacou o vereador Fabricio Lazzari, ao apresentar o projeto para a bancada progressista na Assembleia Legislativa. SC na Lava Jato Ingresso do ex-deputado federal João Pizzolatti (PP) no governo de Roraima, onde assumiu a secretaria extraordinária de Articulação Institucional e Promoção de Investimentos, lhe rendeu um benefício extra: o foro privilegiado durante as inves- tigações da operação Lava Jato. Pizzolatti e o senador por Tocantins, Valdir Raupp (PMDB), natural de São João do Sul, são os catarinenses da aguardada lista de indicia- dos da operação, cujo relator será um outro catarinense: o ministro Teori Zawascki. Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), confirmou a www.vitaanalise.lablaudo.com.br
  3. 3. Geral 3Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 rianópolis atéAraranguá para analisarem a estru- tura do prédio. Sala por sala foi vis- toriada e um relatório enviado ao secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, e ao Corpo de Bombeiros de Araranguá. “O que mais me cha- mou a atenção foi a de- terioração do concreto”, comentou o engenhei- ro Bruno Spíndola ao Correio do Sul duran- te a inspeção. Segundo os profissionais, estão comprometidos parte do forro, telhado, banheiro e cozinha. “É prudente a interdição”, concluiu Bruno. O resultado não foi diferente do que a Defesa Civil Municipal e os bombeiros já haviam identificado durante ins- peções feitas este ano e entregues ao Ministério Público. “A Defesa Civil visto- riou a escola e concluiu pela necessidade ime- diata de reforma. Além disso, segundo o Corpo de Bombeiros, a escola não possui sistema de preven- ção de incêndio, saídas de rumos do movimento que se encontra em estado de greve. A princípio, a quinta- -feira ainda é uma in- cógnita para os alunos. Estudantes abordados pelo Correio do Sul se disseram desinformados. “Foi falado muito pouco para nós, e o que a gente sabe é apenas de ouvir dizer ou o que sai na mí- dia”, comenta uma aluna. Um dos professores tam- bém comentou que vários estudantes nem sequer notaram que a escola está prestes a ser interditada. O Correio do Sul trou- xe com exclusividade no dia 24 de fevereiro, o parecer do Ministério Público que pedia a inter- dição imediata da Maria Garcia Pessi por colocar em risco a segurança de alunos, professores e funcionários. Nesta sexta-feira, dois engenheiros da Se- cretaria de Estado da Educação vieram de Flo- Djonatha Geremias Engenheiros vistoriam MP quer interdição > ARARANGUÁ Amanhece hoje sem aulas a esco- la estadual Maria Garcia Pessi, no bairro Cidade Alta, em Araranguá. Ne- nhum dos 1.800 estudan- tes terá aula até a quar- ta-feira, quando então haverá uma assembleia para informar aos pais e estudantes se a escola será ou não interditada. De hoje até quarta, os professores não estarão dispensados do trabalho. Adireção da escola, junto à Gerência Regional de Educação (Gered) vai adiantar as reuniões de Conselho de Classe. Se- gundo a diretora Sandra Vargas, a medida é “para dar tempo aos técnicos e facilitar o trabalho deles durante as vistorias na escola”. Aagenda oficial prevê três dias de reunião de professores, mas nesta terça-feira haverá uma paralisação organizada pelo sindicato do ma- gistério com assembleia regional para discutir os Escola estadual cancela aulas a partir de hoje até no mínimo quarta, quando haverá reunião com a comunidade ³Rachaduras ameaçam a estrutura do prédio e engenheiros querem interdição ³Mais uma reunião em Florianópolis discutiu situação da escola de Araranguá Garcia Pessi amanhece sem alunos Ameaça de Interdição emergência, Habite-se, etc. E ainda, segundo a Fundação Ararangua- ense de Meio Ambiente (Fama), a unidade apre- senta fossa ineficiente, poisdependendodaquan- tidade do efluente gerado, transborda”, resumiu o promotorJúlioFumoFer- nandes, da 1ª Promotoria de Justiça da comarca de Araranguá, que começou este inquérito em junho de 2013. No início deste ano le- tivo, o promotor recomen- dou a interdição imediata da escola. Segundo a diretora da escola, a Gered está estudando a possibilidade de alugar ou de conseguir gratuitamente salas de aula em outras institui- ções estaduais, ainda não anunciadas oficialmente. “Se isso acontecer, estuda- remos quais turmas pode- rão ter aulas nesses locais temporários”, adianta a diretora. Na manhã de sexta- -feira, o deputado Manoel Mota esteve na Secretaria de Estado de Educação e foi recebido pelo chefe de gabinete Mauro Tessari. O assunto foi a Escola de Educação Básica Profes- sora Maria Garcia Pessi. “Os recursos de R$ 80 mil para as obras emergen- ciais estão garantidos e assim o prazo de 15 dias para as adequações será mantido”, esclarece Mota. Acompanhado do pre- sidente da Câmara de Vereadores deAraranguá Rony da Silva, do Secre- tário de Desenvolvimento Regional Ademir da Sil- va, vereador Ronaldo So- ares e de representantes da escola, o parlamentar reforçou a importância de manter estudando esses mais de 400 alu- nos que frequentavam a ala interditada, mesmo que temporariamente em outro local. Durante a reunião as lideranças ainda tiveram a confir- mação do recurso de R$ 5,7 milhões para a cons- trução da nova Escola Maria Garcia Pessi e ainda ficou confirmado R$ 4,5 milhões para a Escola Catulo da Paixão Cearense, de Sombrio.
  4. 4. tônio João de Fáveri, disse que estava feliz pelo encontro que bateu recorde de participação. “Em 2009 tínhamos um público estimado em 600 mulheres e hoje estamos com quase 1500, ou seja, mais de 10% da popu- lação de Jacinto está aqui”, comemorou. Para Antônio, a sociedade só chegou aonde está pelo envolvimento da mulher em todos os aspectos. “Graças a sua sabedoria e capacidade a mulher conquistou o seu esdpaço definitivamente. Vocês são muito especiais”, elogiou. Neiman, conhecido como Professor Antena, conse- guiu agradar em cheio as 1.468mulheresdeJacinto Machado e municípios da região que lotaram as dependências do Salão Paroquial da Igreja Ma- pronunciamentos da se- cretária Zete, que falou da importância do tem- po. “Temos que valorizar cada segundo de nossa existência e esse momen- to do 7º encontro nos faz renovar este propósito”, disse. O vice prefeito Ade- lor Emerich destacou a evolução das mulheres na história da humani- dade e sua contribuição na vida política,social e familiar. “Sem mulher o homem não é nada”, enfatizou. O prefeito An- triz Santa Terezinha. A comemoração pelo Dia Internacional das Mulheres iniciou às 14h30min de ontem, de- pois que todas as mu- lheres que adentravam ao salão receberam as felicitações do prefeito Antônio João de Fáveri e esposa Rosângela e seu vice Adelor Emerich e esposa Cristiane. Na entrada, elas também ganharam um kit com produtos de beleza, en- quanto no palco a dupla Danadões de Tramandaí animava com canções da MPB e letras próprias. Aprogramação come- çou com a formação da mesa das autoridades, que foram recebidas pela secretária de Desenvolvi- mentoSocialedaFamília Zete Molgaro Possamai Della. A coordenadora da área social da Aas- sociação dos Municípios do Extremo-Sul Catari- nense (Amesc)Rosânge- la Paulino Alexandrino prestigiou o ato, que teve O palestrante con- quistou a grande plateia formada por senhoras, jovens e adolescentes que ouviram e interagiram com terapias em grupo. Autor de duas obras li- terárias e já tendo sido assistido por mais de 448 mil pessoas em todo o país, Jorge Neiman falou da importância do entusiasmo na vida das pessoas. “O que falta para as pessoas serem mais felizes é atitude”, opinou. Apalestra durou cer- ca de duas horas e ao final foi servido café co- lonial as mulheres. Especial4 Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Da redação > JACINTO MACHADO Com o tema Recar- regando as Bate- rias, o palestrante Jorge ³Mulheres de todas as comunidades de Jacinto Machado lotaram o salão paroquial para mais um encontro que ofereceu palestra, brindes, música e café colonial Força feminina Valorização DIVERSÃOELAZERGARANTIDOS QUARTA,SÁBADOEDOMINGO BR101-KM413-ARARANGUÁ EncontromunicipalreúnequaseNo seu dia, elas lotaram salão paroquial para assistir palestra, receber presentes e homenagens durante ev
  5. 5. Especial 5Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Da redação Política Rolando Christian Coelho N ada menos que 32 políticos, entre deputados federais, ex- -deputados, senadores e um ex-ministro, todos filiados ao PP, lideram a lista de investigados pela Ope- ração Lava Jato. O contingente de prováveis corruptosnãoépequenonopartido,selevar- mosemcontaquealémdestes‘só’hámais17 envolvidos,ligadosaoPT,PMDB,PTBePSDB. Como timoneiro das operações de cor- rupção que envolviam o Governo Federal, através da Petrobras, e o PP em Brasília, aparece, para nosso orgulho, o ex-deputado federal João Pizzolatti Júnior. Pizzolatti seria o articulador, a pessoa responsável por viabi- lizar o apoio dos parlamentares do partido ao governo Dilma, através de propinas. De acordo com a acusação, ele também levava seuquinhão.NaCapitalFederalsefalaemR$ 500milpormêsparacadadeputado.Epensar queficamosestarrecidoscomZéDirceueseu mensalão, que pagava R$ 30 mil por cabeça. MasnemsódePizzolattiviveavergonha políticacatarinense.NossoconterrâneoValdir Raupp,quefelizmenterepresentaoEstadode Rondônia no Senado Federal, também está atolado até o pescoço na Lava Jato. Aliás, no que diz respeito ao PMDB, a grande maioria dos envolvidos é senador. A falta de dinheiro PP lidera a lista da Lava Jato vivoparaabancadapeemedebistanaCâmara dosDeputadosdevetersidooprincipalmotivo que levou a derrota do governo na briga pela presidênciadaCasa,noiníciodomêspassado. É que os corruptos do governo só despejavam dinheiro no Senado, deixando os deputados de lado. O PT, por sua vez, nos apresenta a morte de seus últimos heróis. A senadora Gleisi Ho- ffmanneosenadorLindberghFarias,arautos damoralidadepetista,caíramporterra.Gleisi foiministradaCasaCivilnoprimeirogoverno de Dilma justamente para tentar limpar a imagem negativa que Zé Dirceu havia dei- xado no Ministério. Já Lindbergh foi o líder estudantil que organizou o movimento dos Caras Pintadas, principal responsável pelas manifestações de rua em 1992 que levaram a renúncia do ex-presidente Fernando Collor de Mello, outro investigado pela Lava Jato. É muito provável que a Lava Jato só se preste a um propósito: tirar da política por oito anos, através da Lei da Ficha Limpa, os envolvidos no mega esquema de corrupção. Passado este período, todos voltam a seus cargos, ou a postos maiores, através do voto popular. Até porque neste país, mas corrupto que certos políticos, só mesmo a maioria dos eleitores. Sem eco Lideres do PSD com quem tenho conver- sado acharam precipitada posição do prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini (PSD), de se indispor com a cúpula estadual do partido por conta da não indicação de sua cunhadaGiselaScaini,paraocomandodaSDR. De um modo geral, estes líderes têm dito que não concordam com o modo frontal com que Evandro se posicionou diante dos fatos, ainda que lhe deem certa razão. Quanto a pegar a briga de Evandro, ninguém quer nem ouvir falar do assunto. Projeto de Boeira Está prevista para ser votada nesta se- mana proposta do deputado federal Jorge Boeira (PP) que institui o reajuste anual do salário mínimo tendo como indexador o INPC e a taxa de crescimento real positiva do PIB. Na prática o salário mínimo seria reajustado de forma independente das polí- ticasdegoverno,seguindoobrigatoriamente critérios econômicos. O Projeto de Lei é de 2012, e a exemplo de milhares de outros que não andam na Câmara Federal, estava meio esquecido. Boeira, no entanto, conse- guiu a garantia do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), de que ele será votado “como um presente ao trabalhador pela passagem de seu dia, em 1º de Maio”. Não precisa nem dizer que para Cunha a aprovação seria também uma alfinetada na presidenta Dilma. Rótula Necessária Já passou da hora da Prefeitura Munici- pal de Sombrio colocar uma rótula no cruza- mento das ruas João Reitz e Santo Antônio, no centro da cidade. Próximo ao local ficam duas instituições de ensino, a Igreja Matriz, o posto de saúde central e vários comércios. Sem contar que é um dos principais acessos para o Hospital Dom Joaquim. Com tudo isto, o tumulto no trânsito do cruzamento é umaconstante,gerandoriscosquepodemser amainados com uma medida simples, como é a colocação de uma rótula. Pé Atrás Mesmo com os dois pés quase fora do PTB, presidente da sigla em Araranguá, empresário Vado Zilli, diz que pretende se manter aliado, em um novo partido, ao prefeito Sandro Maciel (PT) em 2016. O PTB foi um dos partidos que compuseram o rosário de siglas que viabilizou a eleição de Sandro em 2012. O alinhamento de Vado com Sandro só não aconteceria ano que vem caso o PT se aliasse ao PP ou ao PMDB. Na visão de Vado, se isto acontecer os pequenos partidos não teriam mais voz no governo municipal, fazendo com que um projeto político maior ficasse inócuo. “Numa coligação aonde existe um partido grande e vários pequenos, a harmonia ain- da se mantém. Com dois partidos grandes os pequenos desaparecerão do cenário”, ressalta Vado Zilli. Mulher no sindicato e1500mulheresvento organizado pela prefeitura neste domingo ³Agricultoras tiveram um dia de descanso e festa ³ Sul. “Ser agricultora é tudo de bom!”, exclamou Celia. Divertidas, elas riem da vidaporquesabemosufoco que tem sido trabalhar de sol a sol. “Tem dificuldade, mas, se a mulher andar lado a lado com o homem no campo, os dois podem ser felizes e dar conta do trabalho”,comentouIvanir. Já Jussara diz que ajuda o marido a tirar leite das vacas, mas, em casa, quem manda é ela. Quem também assu- me as tarefas domésticas comorgulhoéaagricultora Maria Genuíno Pereira, 53. “O marido manda da porta para fora”, brinca ela,afirmandoquesesente valorizadacomomulherna família. O marido é o agri- cultor Manoel Fernandes, de 56 anos. Eles são casa- dos há 36 e tiveram quatro filhos, mas o romance ela garante que continua até hoje. “Por hábito, a gente acaboudividindoastarefas: eu cuido do campo e ela da casa, mas até hoje saímos paradançar,festarejantar fora”, conta Manoel. E se a esposa não puder sair? “Eu tambémnãosaio.Paraquê, se ela não estiver comigo, não tem graça”, conclui. O Sindicato dos Traba- lhadores Rurais de Ara- > ARARANGUÁ A mulherada do campo teve um dia de muita agitação no Ca- verá Country Park no último sábado. Mais de mil agricultoras parti- ciparam de um almoço em comemoração ao Dia InternacionaldaMulher, promovido por 11 Sindi- catos dos Trabalhadores Ruraisdos15municípios da região. O evento, que já está na 19ª edição, durou todo o dia com palestra,almoçoemuita dança. “Ao todo, são 1.016 mulheres de camiseta branca, que é o ingresso para o evento, mas te- mos várias outras aqui presentes, com filhas e alguns maridos tam- bém”, conta o presidente do sindicato de São João do Sul e Passo de Torres ecoordenadorsindicalda microrregião, Valdeci de Andrada Pereira. Para ele, “assim como o mundo não vive semaagricultura,aagri- culturanãoexistiriasem asmulheres”.Elasrepre- sentam de 50% a 60% da força do trabalho no campo porque, além de ajudarem na roça com oshomens, aindalavam roupa,fazemalmoço,cui- dam das crianças, entre outrastarefas.“Amulher docampoéumdiamante precioso, é quem acorda maiscedo,essaéatraba- lhadorarural”,ressaltao presidente. Fazendo baderna (no bom sentido) na fila para o almoço, o Cor- reio do Sul encontrou as agricultoras Célia Bazine, de 52 anos, Iva- nir Aneli, 50, e Jussara dos Passos Vieira, de 42. Elas são amigas desde crianças,em Timbé do Agricultorastambémcomemoram ranguátemnapresidên- cia a agricultora Zeni DuarteAnastácio, desde agosto do ano passado. Ela foi a primeira presi- dente mulher de um sin- dicato de trabalhadores rurais da região. Depois dela, outros sindicatos também elegeram mu- lheres, mas, para ela, o mais importante é que, finalmente, o sexo feminino está sendo re- presentado. “Já era tempo, por- que todas as mulheres são fundamentais na agricultura. Tanto é que colocamos como regra do estatuto do sindicato queasmulheresocupem no mínimo 30% das va- gasdadiretoria”,comen- ta Zeni. Além disso, ela pontua que as mulheres do campo já tiveram al- gumas conquistas, tais como o direito à aposen- tadoria a partir dos 55 anos de idade, ao salário maternidade e à habita- ção rural no nome delas. Para ela, a luta sin- dical visa não só ajudar as mulheres que já tra- balham no campo, como as futuras gerações, que não estão mais apenas no âmbito do plantio. Hoje em dia já existem mulheres profissionais no campo trabalhando nas áreas de saúde, bio- logia e veterinária.
  6. 6. Fundado em 5 de Junho de 1990 - Dia Mundial do Meio Ambiente Jornalista Rolando Christian Sant’ Helena Coelho - Fundador Jornal Correio do Sul Publicações legais: Tomaz Fonseca Selau l48l 9985.8573 tomaz@grupocorreiodosul.com.br Financeiro Joice Ramos l48l 8802.5883 financeiro@grupocorreiodosul.com.br Comercial: Igor Borges l48l 9968.6084 comercial@grupocorreiodosul.com.br Diretor Geral Jabson Muller l48l 9955.5313 jabsonmuller@grupocorreiodosul.com.br Diagramação/Arte: Cristian Mello l48l 3533-0870 correiodosul@grupocorreiodosul.com.br Sul Gráfica Junior Muller l48l 9931.4716 sulgrafica@grupocorreiodosul.com.br Redação: Marivânia Farias l48l 9995.9290 editor@grupocorreiodosul.com.br Política: Jarbas Vieira l48l 9966.5326 jarbas@grupocorreiodosul.com.br Radio 93FM Cássia Pacheco l48l 9912.9588 radio93fm@grupocorreiodosul.com.br Circulação/Assinatura l48l 3533.0870 assinaturas@grupocorreiodosul.com.br Rua João José Guimarães,176, Centro - Sombrio/SC - Fone: (48) 3533 0870 Editora: J. R. Pereira - ME CNPJ 17.467.695/0001-19 C.S. Empresa Jornalística LTDA. Geral6 Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Em outra oportunidade eu já trouxe esse assunto o uso dos “porquês”, mas é sempre bomrelembrar como empregar corretamente “os porquês da vida”, ou melhor os porquês da língua portuguesa. Ao escrever qualquer PORQUE geralmente as pessoas ficam em dúvida, mas existem várias formas para diferenciar a maneira exata de utilizar os porquês. Vamos então para umas dicas básicas e eliminar qualquer confusão na hora de redigir e até mesmo na interpretação. POR QUE A forma por que é a sequência de uma preposição (por) e um pronome interrogativo (que). Equivale a “por qual razão”, “por qual motivo”: Exemplos: Desejo saber por que você voltou tão tarde para casa. Por que você comprou este casaco? Há casos em que por que representa a sequência preposição + pronome relativo, equiva- lendo a “pelo qual” (ou alguma de suas flexões (pela qual, pelos quais, pelas quais). Exemplos: Estes são os direitos por que estamos lutando. O túnel por que passamos existe há muitos anos. POR QUÊ Caso surja no final de uma frase, imediatamente antes de um ponto (final, de interrogação, de exclamação) ou de reticências, a sequência deve ser grafada por quê, pois, devido à posição na frase, o monossílabo “que” passa a ser tônico. Exemplos: Estudei bastante ontem à noite. Sabe por quê? Será deselegante se você perguntar novamente por quê! PORQUE A forma porque é uma conjunção, equivalendo a pois, já que, uma vez que, como. Costu- maserutilizadoemrespostas, paraexplicaçãooucausa. Exemplos: Vou ao supermercado porque não temos mais frutas. Você veio até aqui porque não conseguiu telefonar? PORQUÊ A forma porquê representa um substantivo. Significa “causa”, “razão”, “motivo” e normal- mente surge acompanhada de palavra determinante (artigo, por exemplo). Exemplos: Não consigo entender o porquê de sua ausência. Existem muitos porquês para justificar esta atitude. Você não vai à festa? Diga-me ao menos um porquê. Veja o resumo: A tirinha do personagem Armandinho, criada pelo ilustrador catarinense Alexandre Beck traz o contexto do uso dos porquês. Para descrever o uso do termo de um modo bastante simples, pode-se afirmar que os contextos são: POR QUE como introdutor de pergunta, PORQUE na resposta ou explicação da pergunta, POR QUÊ em posição final de uma pergunta e PORQUÊ como substantivo antecedi- do de determinante ou artigo. Fonte: http://www.soportugues.com.br/ OUsodosPorquês Sindia A. Rech Contato: sindiarech@gmail.com By Sindia A. Rech Forma Emprego Exemplos Porque Em frases interrogativas (diretas e indiretas) Em substituição à expressão "pelo qual" (e suas variações) Por que ele chorou? (interrogativa direta) Digam-me por que ele chorou. (interrogativa indireta) Os bairros por que passamos eram sujos.(por que = pelos quais) Porquê No final de frases Eles estão revoltados por quê? Ele não veio não sei por quê. Porque Em frases afirmativas e em respostas Não fui à festa porque choveu. Porquê Como substantivo Todos sabem o porquê de seu medo.
  7. 7. Publicidade 7Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015
  8. 8. Entretenimento Novelas - Horóscopo - Diversão Cruzadinha Novelas Sete Vidas -18h Alto Astral -19h Império -21h K itty confessa a Laura que está falida. Marieta não aprova o namoro de Gaby e Emerson. Marcos avisa a Maria Inês que o escândalo de seu romance com Marcelo afetará a imagem do hospital. Nildes decide copiar a gravação de Gustavo antes de devolvê-la a Sueli. Afonso alerta Caíque sobre Sueli. A pedido de Marcos, Sueli coloca uma câmera na ala do hospital para vigiar Caíque. Caíque pede a mão de Laura em casamento para Vicente. L ígia e Miguel namoram. Júlia descobre que seu tipo sanguí- neo não é compatível com o de seu pai. Marta se recusa a falar com Júlia sobre sua paternidade. Lauro repreende Miguel por não ter contado a Lígia sobre sua viagem. Lígia se enfurece com Irene por ter comentado sobre sua promoção com Dália. Marta humilha Guida. Miguel ouve uma conversa entre Irene e Lígia. Marta conta para Júlia que ela foi gerada em uma clínica de fertilização. J osé Alfredo desabafa com Josué. Maurílio e Silviano con- versam na porta da delegacia. Maria Marta vai à casa de Maria Isis. José Alfredo fala ao telefone com Maria Isis. Salvador encontra um amigo pintor. Naná dá um ultimato em Xana. Vicente conversa com Antônio e Luigi na cozinha. Téo Pereira termina a biografia do Comendador. Robertão diz a Érika e Téo que vai acertar com Giancarlo os detalhes da viagem para o Japão. Rapidinhas Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Áries 21/03 a 20/04 Um momento importante para iniciativas audaciosas e corajosas, ariano. Você está vivenciando uma nova etapa emocional em seus sentimentos e relacionamentos. É pre- ciso que aja com acertividade, mas que tenha cuidado com a impulsividade e a impaciência. Leão 21/07 a 20/08 Sagitário 21/11 a 20/12 Novidadesemudançasnavidaamorosadossagitarianos. Uma nova forma de expressar os sentimentos e a criati- vidadeestáemvoga.Éummomentomuitointeressante parareinventarosignificadodoamoredaamizade. Gêmeos 21/05 a 20/06 Excelente momento para se reinventar junto a amigos e grupos. Mudanças e inovação de interesses e projetos caracterizamoatualperíodo.Excelentefaseparavocêse conectarmaiscomoseuladooriginalepioneiro. Libra 21/09 a 20/10 Umnovomomentonosrelacionamentosenasparcerias librianas. É hora de se reinventar no seu contato com as pessoas. Momento muito significativo para obter um equilíbrio maior entre a individualidade e as relações. Aquário 21/01 a 18/02 Uma fase de novos e interessantes propósitos na vida dos aquarianos. É importante manifestar abertamente o que você pensa e sente. Deve estar receptivo a ideias e conceitos diferentes dos seus. Touro 21/04 a 20/05 Momentodereflexõessobrequestõesespirituaisqueenvov- lemoamoreosrelacionamentos.Éhoradeconcluirpendên- ciaseexperiênciasedegestarnovosprojetos.Vocêpercebe que algumas coisas estão muito além do seu controle. Virgem 21/08a20/09 Mudanças profundas em relação as emoções e a se- xualidade dos virginianos. Momento de importantes questões financeiras e de transformações necessárias. Acesseoseupoderdeeliminaredemodificarsituações estagnadas. Capricórnio 21/12 a 20/01 Importantes questões ligadas à individualidade e à autonomiadoscapricornianos.Novassituaçõeseexpe- riências no âmbito familiar e doméstico. Momento em quevocêdeveharmonizarmaisasdemandassubjetivas e os propósitos profissionais. Câncer 21/06 a 20/07 Um momento que estimula a inovação profissonal dos cancerianos. Novos objetivos e contatos podem ajudá-lo a realizar os seus propósitos. Uma fase muito significativa para a carreira e para o seu desenvolvimento profissional. Escorpião 21/10 a 20/11 Excelente momento para inovações profissionais. É hora de adotar novos hábitos e praticar exercícios físi- cos. Momento muito dinâmico e acertivo, mas preste atenção na saúde. Peixes 19/02 a 20/03 Momentodenovasiniciativasemrelaçãoáexpressãodeseus talentos.Novidadesemudançasnaesferafinanceirasefazem presentes agora. Um momento muito interessante para você buscar uma integração maior com as pessoas, preservando aautonomia. Horóscopo Reflita sobre a filosofia de vida que rege os seus rela- cionamentos. Um momento importante para abrir a mentalidade em relação ao sentimentos e as pessoas. Estudos, viagens e desenvolvimento espiritual ajudam vocêaevoluir. Internada no hospital da Alvorada, em São Paulo, para mais uma sessão de tratamento por causa das complicações do hidrogel aplicado há 5 anos nas nádegas, Andressa Urach escreveu mais um texto no Instagram para falar sobre sua nova vida. A modelo disse não ter mais a vaidade de todos os anos como Vice-Miss Bumbum e que agora tem novos objetivos, sempre baseados na sua fé. “Feliz dia da Mulher! Hoje dia 8 de março de 2015. Estou internada no Hospi- tal Alvorada em SP, agradeço ao Hospital por toda atenção, atendimento e carinho. Diferente das fotos que sempre tirei em 27 anos querendo exibir minhas formas perfei- taseocorpoquetantodesejei,achandoas- sim que seria amada. Posto está foto com muito orgulho! Mesmo Com 4 cicatrizes na perna esquerda, 3 cicatrizes na perna direita e por último uma cicatriz na nádega esquerda, aprendendo a andar novamente após a 3ª infecção devido ao meu excesso de vaidade!”, puniu-se, ao destacar todas as marcas que os procedimentos recentes fizeram no corpo da loira. “Me sinto muito mais linda, completa e amada do que aquela Andressa Fútil que já morreu, Deus permite que vc chegue ao fundo do poço para transformar a sua vida, sei que as batalhas vão ser muitas, mas o que me faz ter forças para Lutar é minha Fé! Meu filho, minha família!”, escreveu, antes de lembrar o dia do batismo na Igreja Universal do Reino de Deus. “Porque eu estive na presença de Deus e sei o quanto ele é maravilhoso e está fazendo uma obra completa em minha vida. Feliz dia da mulher a todas as mulheres guerreiras deste mundo, com suas lutas, por mais difícil que seja, não desista, tenha fé, não existe mal que dure para sempre!”, concluiu.
  9. 9. Correio Especial Igor Borges igor.borges@grupocorreiodosul.com.br www.facebook.com/igor.borges @igormborges Entrevista Filho de carpinteiro, de família simples, atra- vés de muito trabalho e visão construiu um das referências em centros de entretenimento do extre- mo sul de Santa Catarina, combinando hospeda- gem, gastronomia, agro negócio e parque temá- tico.Vamos conhecer um pouco mais deste negócio Vamos começar do início. O que veio primeiro? Começamos primeiramente com um restaurante e a pousada, isso em 1999. E vimos que precisávamos ter um atrativo a mais para aumentar a ocupação da pou- sada, foi onde surgiu a história do Parque Aquático e nunca mais paramos. Hoje ele é nosso carro chefe. E quais são os negócios que você está envolvido? Nós estamos hoje com o hotel, pousada, restaurante, o parque aquático Caverá, e a criação de cavalo crioulo e eventos correlacionados e grandes shows nacionais, como Ivete Sangalo, Bruno e Marrone, Luan Santana e agora para en- cerrar a temporada com o Gustavo Lima. Em uma época vocês chegaram a ter um cinema, o que aconteceu? Ainda temos, transformamos em uma pista para o cavalo crioulo, onde é feita a prova de apartação. Infelizmente nosso pessoal, na época não tinha uma cultura de ir ao cinema. Ainda temos a pretensão de readaptar, mas como ele deu uma parada e fomos agraciado com uma Eraldo Vieira O homem do Caverá Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 etapa classificatória do Freio de Ouro, que é o prêmio máximo da criação do cavalo crioulo, demos uma parada. Como foi seu envolvimento com a cabanha? Sempre tive cavalo, mas fazem uns 5 anos que nos envolvemos profissionalmente no ramo. Através da nossa criação de cavalo criou- lo, surgiu a ideia de um núcleo de criadores de cavalo do extremo sul de Santa Catarina que está aqui dentro do Caverá. Não tem nada a ver com o Caverá, mas utiliza as estruturas do Caverá e todos os eventos do núcleo são realizados aqui. Nisso fazemos leilões, um acontece agora com o rodeio internacional, que tem toda a tradição gaúcha: dança, chula, poesia, conjuntos vocais, gineteada, prendas, adulto e mirim, laço etc e outro em agosto que é o Costelaço, que envol- ve a festa nacional da costela com o rodeio nacional. Cavalo, pousada, hotel, restau- rante e parque? Parece que não é uma combinação boa. Tem muito a ver. Hoje os criadores de cavalo crioulo são os grandes empresários e artistas como Jaime Monjardim, Tiago Lacerda, Galvão Bueno. Então os eventos são elitizados e quem geralmente vem ao evento traz a família e aproveita para curtir o par- que, o restaurante. Ou seja, todos os eventos acabam usufruindo de toda nossa estrutura. Então utiliza- mos estes eventos para garantir a ocupação do hotel, do restaurante e do parque. E agora o que está por vir? Dia 12 ao dia 15 temos o XII Rodeio Crioulo Internacional, com tiro de laço, gineteadas, 2º rodeio de vaca mecânica, invernadas artís- ticas, leilões, delegações internacio- nais, shows, bailes e muita gastronomia. Esperamos fazer um dos maiores rodeios da história do Caverá, sem querer me vangloriar, mas temos uma das melhores estruturas de Santa Catarina. E planos futuro? Estamos fechando uma parceria para entrar no mercado corporativo. Vamos adaptar um de nossos espaços para fazer uma sala de convenção, pois acreditamos ter todos os pontos necessários, como hotel e restaurante, o que promove uma integração melhor entre os colaboradores da empresa. Vamos trazer cursos que geralmente são encontrados nos grandes centros como São Paulo e Rio de Janeiro, serão de 4 a 8 dias de curso. Isso vai nos trazer uma oportunidade de trabalhar quando nosso negócio está em baixa, pois nosso negócio é muito sacional. Assim também mais gente que não conhecia nosso empreendimento vai conhecer e aumentaremos a chance de ter mais visitantes.
  10. 10. 10 Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Geral Djonatha Geremias Rafael Andrade Foto:ColaboraçãoFelipeBalthazar/SulinFoco Força-tarefa deve continuar no início desta semana. Cinco focos de larvas do mosquito foram encontrados e tocaram sinal de alarme > ARARANGUÁ S.ROSA DO SUL Aos 49 anos de idade, faleceu ontem no início da noite o carpinteiro gaúchoAdelir Farias Lu- chtenberg, após se afogar na Lagoa do Caverazi- nho, emAraranguá.Ade- lir chegou a ser socorrido com vida, mas faleceu no hospital, após quatro paradas cardíacas. O amigo Laudir Se- bastião Heitor conta que ele estava com Adelir e outro amigo pescando em Araranguá na manhã de ontem. Depois do almoço, Adelir resolveu nadar um pouquinho e aden- trou aproximadamente Carpinteiro se afoga e morre no hospital dez metros a partir da margem da lagoa, em uma área que, na opinião de Laudir, não era fundo. Foi quando Adelir se afogou, por volta das 13h15min. Rapidamente, os amigos o puxaram para fora e come- çaram a fazer massagens cardíacas enquanto chama- vam o Corpo de Bombeiros. Quando o socorro che- gou,Adelir ainda não apre- sentava sinais vitais de batimento do coração, se- gundo o bombeiro Juliano Cardoso. Mesmo assim, ele e mais dois colegas continu- aram fazendo massagens cardíacas de reanimação durante todo trajeto até o Hospital Regional de Araranguá, além de irem medindo a nível de oxige- nação no sangue. No hospital, os pro- Dengue > SOMBRIO Vinte e cinco agentes comunitáriasdesaú- de e três agentes de combate a dengue saíram às ruas de quatro bairros de Sombrio durante a sexta-feira.Aforça- -tarefadaequipedaprefeitura foi mobilizada para tentar localizaroutrosfocosdelarvas do mosquito aedes aegypti, causador da dengue, uma doença que pode levar à morteempoucosdias.Aação foi organizada após a con- firmação de cinco focos nas comunidades de Januária e Parque dasAvenidas. Como a fêmea do inseto consegue voar em um raio de até 300 metros, alguns locais dos bairros São Pedro e São Agentes saem à caça das larvas Luiztambémforamvisitados durante o mutirão. A atitude preventiva, coordenada pela enfermeira chefe Andréa Si- mon Martins, responsável pela Unidade Central de Saúde, deve retornar às ruas no início desta semana. “A intenção é não deixar que as larvasseproliferememoutros pontos. Vamos atuar neste sentido até que a situação se normalize”, resumeAndréa. Um dos três agentes de controle da dengue é Jean Pereira, que na sexta-feira vistoriouváriascasas,terrenos baldios, borracharias, ferros- -velhos e transportadoras, que são os principais locais de acúmulo de água parada, ondeomosquitopõeseusovos. “O processo de transformação de larva para inseto é muito rápido, uma questão de 12 dias.Porissoéimportanteeste trabalho mais intensificado”, esclarece Jean. O proprietário de um terreno baldio na rua João José Guimarães, no Par- que dasAvenidas, Edenilson Maccari, acompanhou parte do trabalho de um agente na sexta e acredita que a popu- laçãodevesepreocuparmais e cada um fazer a sua parte. “Procuro sempre deixar o meu terreno limpo e sem entulhos. Sei que é perigoso. Tem mais é que fiscalizar mesmo”, apoia Edenilson. OBrasiljáregistrou,nas oito primeiras semanas deste ano, mais do que o dobro de casos de dengue notificados no mesmo período do ano passado,segundoumbalanço divulgado na sexta-feira pelo Ministério da Saúde. fissionais conseguiram reanimar Adelir, mas ele continuava tendo para- das cardíacas. Ao todo, foram quatro paradas, até que o homem não con- seguiu mais resistir e foi a óbito às 16 horas.Adelir era natural de Porto Ale- gre, mas residia com a família em Santa Rosa do Sul. Às 20h30min, após a vinda de familiares, o corpo foi entregue ao Instituto Médico Legal (IML). Segundo o Corpo de Bombeiros, é importante ressaltar à população que a Operação Veraneio já acabou e, por isso, é pre- ciso redobrar o cuidado com as áreas de banho, já que o número de guarda- -vidas foi reduzido no litoral da região. Jean e outros agentes percorreram vários locais verificando armadilhas para achar mosquito Corpo foi recolhido pelo IML no hospital e depois entregue a família do gaúcho Adelir
  11. 11. Geral 11Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 ³ AbóboragigantefoilevadaaoLardoIdosoedevevirardoce ³ MulheresmostraramtalentoemapresentaçõesnoCalçadão Considerado polêmico, Fernando Cordioli Garcia foi o responsável por destravar processos como o do Hospital Dom Joaquim, que há anos aguardava posição judicial Valdinei Nichele Promoção > SOMBRIO RemovidoparaSom- briocomoumafor- ma de punição, Fernando CordioliGarcia,juiztitular da1ªvaracíveldeSombrio recebeu na última sexta- -feira a notícia de que não maisatuaránaregião.Pro- movido por antiguidade, o magistrado vai agora che- fiar uma vara na comarca deIbirama,noAltoValedo Itajaí, deixando para trás a vontade de continuar no extremo sul e números positivos em relação aos processos, reduzidos de 26.500 para 15 mil nos 12 meses em que esteve na comarca. Sua atuação diferen- ciada, mais próxima e integrada à sociedade, é também considerada bas- tantepolêmicaefoioqueo trouxeaSombriodepoisde afastado de uma comarca na serra catarinense. Na comarca de Sombrio, o ‘Juiz Coragem’ fez jus ao Juiz Cordioli deixa a comarca apelido adquirido em Ota- cílio Costa e desengavetou o imbróglio de ações que envolviam o Hospital Dom Joaquim, além de outras demenorrepercussão,mas que deixavam nervosos alguns grupos nos municí- pios de Sombrio e Balneá- rio Gaivota. “Se a lei não tivesse mudado eu teria a escolha depermaneceremSombrio, comarcadeentrânciafinal. Realmente uma pena, já queagoraquea1ªvarairia realmente ‘engrenar’”, co- mentou com exclusividade ao Correio do Sul, no final da tarde de sexta. Ainformaçãoveioapú- blico através do diretor do forodacomarcadeSombrio, juizEvandroVolmarRizzo, que aproveitou o encerra- mento de um júri realizado na última semana para se despedir do colega. “Conse- guimos reduzir de 10.491 para 8.921 os processos em andamento, que são os que realmente interessam para a sociedade”, anuncia Cordioli fazendo referência ³Fernando Cordioli tem atuação elogiada na comarca, onde chegou em 2014 > ARARANGUÁ Nos últimos dias uma abóbora gigante virou atração na Feira do Produtor - que fun- ciona às sextas-feiras na Praça Hercílio Luz, e no saguão da prefeiturade Araranguá. A fruta chamou a atenção de todos, diz o engenheiro agrônomo da Secretaria do Interior Za- queu de Fáveri Cristiano. “Afinal, nunca se colheu uma abóbora gigante de 53 quilos em Araranguá. Ela foi cultivada pelo agricultor Jorge Campos da localidade de Rio dos Anjos”, completa. De acordo com o agrônomo, a variedade que se sobressaiu em meio a plantação pela sua robustez é muito usa- da em competições entre produtores nos Estados Abóbora gigante é doada ao asilo Unidos. “Nós também pre- tendemos estimular esse tipo de competição no mu- nicípio seja nas variedades de frutas ou legumes”, afirma. Se a abóbora fosse vendida o valor de mercado seria de R$ 200,00, porém, num gesto solidário, o pro- dutor decidiu doá-la para o Lar São Vicente de Paulo. A única recomendação do doador foi que a semente fosse guardada para con- tinuar o plantio e bater ao trabalho de sua equipe formada por assessores e estagiários, além de ou- tros servidores da comar- ca, que contribuíram para aumentaraeficiênciada1ª vara. “Foi uma fase difícil para mim, no início; mas a comarca de Sombrio me recebeu muito bem. Sinto- -me muito agradecido aos meuscolegasjuízes,àOAB (Ordem dos Advogados do Brasil), a todos os servido- res, à imprensa como um todo e a muitas pessoas que contribuíram para os resultadosdomeutrabalho juntoà1ªvara”,agradeceu. Deixando como he- rança o Hospital Dom Jo- aquim de portas abertas e em processo de reformula- ção, além de uma vara em situaçãobastantediferente do momento de sua chega- da, o juiz se prepara para deixar a comarca com a promessa da possibilidade deumdiaretornaraatuar naregião.“Daquidoisanos quem sabe posso retornar, numa outra promoção”, declarou. novos recordes. A entrega da abóbora foi feita na sexta-feira ao coordenador do Lar Jai- me Ghisoni. “O problema agora será conseguir 53 quilos de açúcar para preparar doces para os idosos”, disse. Os interes- sados em fazer doações podem entrar em contato diretamente no asilo, que fica na Avenida Getúlio Vargas, 1820 ou pelo fone 3522 1170. > ARARANGUÁ O comércio em Ara- ranguá esteve movimen- tado durante todo o sába- do com o DIA + Mulher, a primeira edição da CDL em 2015. O Dia Internacional da Mulher ainda não entrou no calendário das grandes vendas do setor varejista, mas vêm se destacando nos últimos anos. “As vendas seg- mentadas, no setor de perfumaria e flores são as que mais se desta- cam. Há também uma movimentação no setor da gastronomia, seja em um jantar entre amigas ou um mais romântico”, Promoção da CDL atrai mulheres ressaltou o presidente da CDL Clézio Manoel Motta. No sábado, as mulhe- res que passaram pelo Calçadão receberam brin- des da CDL e uma oferta atrativa e gratuita de pro- dutos e serviços colocados à disposição das home- nageadas, que puderam fazer cabelo, maquiagem, sobrancelha e ainda rece- ber massagens e conferir apresentações.
  12. 12. 12 Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Publicidade
  13. 13. depoimento na delegacia. Todos os produtos recupe- rados já foram devolvidos. O Corsa utilizado pelo casal estava com placas falsas, o que resultou em outro flagrante: de adul- teração de sinal identifica- dor de veículo automotor. Um tapume teve que ser construído às pressas na relojoaria para evitar no- vos arrombamentos. O valordeumaportadevidro temperado do estilo que foi quebrada pode passar dos R$ 700,00. ainda encontrou outra pe- dra no carro do casal, que possivelmente seria utili- zada em outro arromba- mento. “Temos a loja há 14 anos. Esta é a primeira vez que somos vítimas assim. No ano passado, o vidro chegou a ser quebrado, mas não sentimos falta de nada. É um absurdo o que fizeram,aindamaisemum horário desses”, lamenta Mirian Rosane Oliveira, esposa do proprietário. Ela cuidava da relojoaria en- quanto o marido prestava Na última quinta-feira, por volta das 14h, a Polícia Militar de Sombrio prendeu um homem por furto. A Central de Operações da PM foi informada por funcionários da loja Italianinho no Shopping Outlet de que um homem teria entrado na loja e furtado uma luva, fugindo em um Fox. Durante rondas, os policiais localizaram o veículo e realizaram a abordagem, sendo que durante revista veicular foi encontrado a luva e o homem conduzido a delegacia. Também na quinta-feira, por volta das 18h, a Polícia Militar de Sombrio prendeu um homem por falso testemunho. Os policiais foram chamados para prestar um apoio em uma audiência do Fórum de Sombrio. Durante depoimento, o homem mudou sua versão dos fatos e o juiz lhe deu voz de prisão. Polícia 13Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 ³Balcão de joias também foi quebrado pelos ladrões ³Motorista perdeu controle e bateu em um poste Rafael Andrade > SOMBRIO Uma rápida ação da Polícia Militar cul- minounaprisãodeumcasal de Araranguá, na quinta- -feira, perto da meia-noite. Um jovem de 19 anos e a suanamoradade32,estãoà disposiçãodoDepartamento de Administração Prisional (Deap) após serem enqua- drados por furto qualificado com agravante de arromba- mento e depredação na Re- lojoaria Renato, no Centro de Sombrio. A audácia dos bandi- dos foi tanta que o fato foi registrado às 22h40min, na avenida Getúlio Vargas, a mais movimentada da cida- de, com muitos moradores próximos acordados. A pro- prietária de uma farmácia chegou a anotar a placa do carro utilizado pelos dois, um Corsa Sedan. A PM conseguiu interceptar o ve- ículo na Guarita, a cerca de sete quilômetros do local do crime. O flagrante foi feito, já que a dupla portava dois estojos cheios de anéis e relógios, a maior parte se- mijoias.Nãohaviadinheiro. O prejuízo, ainda não calcu- lado pelo proprietário, seria bem grande se a polícia não conseguisse recuperar os produtos. Uma lajota de cerca de 15 quilos foi utilizada para quebrar a porta principal que dá acesso à relojoaria. Uma marreta de quase 75 centímetros foi utilizada paradanificarasprateleiras de vidro, onde estavam os produtos furtados. A PM Dupla usou uma pedra de 15 kg para abrir porta, e mais uma marreta, mas se deu mal. Polícia Militar agiu rápido, prendeu ladrões e recuperou produtos Casalarrombarelojoariacomlajota Prejuízo > ARARANGUÁ Uma farmácia foi as- saltada no Calçadão, após o bandido ter observado o local por meia hora. O fato aconteceu no Centro de Araranguá, no sábado, por volta das 18h20min. Três funcionárias foram rendidas e entregaram aproximadamente R$ 300,00. De acordo com elas, o bandido ficou do lado de fora da farmácia Farmácia é assaltada no Calçadão Outras ocorrências Djonatha Geremias por aproximadamente 30 minutos, do outro lado do Calçadão, apenas observan- do o movimento.”Quando o comércio começou a fechar e o movimento de clientes diminuiu aqui na farmácia, ele veio sozinho e anunciou o assalto”, contou uma das atendentes. O homem tinha cor par- da, aparentava ter entre 30 e 35 anos de idade, mais ou menos que 1,70 metro de altura, vestia jeans, camise- ta vermelha, boné branco e preto, usava uma mochila preta e estava calmo. “Ele pediu para a gente abrir o caixa, mas respondemos que não tinha dinheiro, entãoeledissequenósnão estávamos entendendo que ele estava armado, mas nós não vimos nada. Mesmo assim, ficamos nervosas e obedecemos”, conta outra funcionária. A Polícia Militar foi chamadaeefetuourondas em busca do assaltante, mas não foi encontrado. > REGIÃO O sábado foi marca- do por vários pequenos acidentes de trânsito na região.Forampelomenos quatro, dois em Araran- guá,umemArroiodoSilva e outro em Meleiro. Um fator em comum entre todos é que os motoristas fugiram do local, segundo as vítimas. O primeiro acidente aconteceu em Araranguá, naruaAméricoRabello,no bairroDivineia.UmCorsa Classic placas MHG 7592 colidiu de frente contra um poste, por volta das 17h35min. Segundo a Po- lícia Militar, o motorista perdeu a direção após ter a frente cortada por outro carro, que se evadiu. O motorista de 25 anos teve lesõesnorostoenojoelhoe precisou ser encaminhado ao Hospital Regional pelo Corpo de Bombeiros. Acidentes de trânsito marcam o sábado Djonatha Geremias Enquanto isso, no mes- mohorário,oCorpodeBom- beiros e a Polícia Militar de Turvo foram chamados paraumacidentenarodovia estadual em Meleiro, onde um motociclista estava fe- rido. Segundo populares, o homem havia se acidentado sozinho. Outras pessoas afirmaram que um carro estava envolvido e fugiu, mas a informação não pode ser confirmada. De volta a Araranguá, já por volta das 19h10min, uma moto Honda CG-150, placa MKG-6934 de Ara- ranguá, colidiu contra um carro que também não foi encontrado.Ocondutorde 68 anos teve machucados portodoocorpo,segundoo Corpo de Bombeiros, com torção no joelho esquerdo. Vinte minutos depois, no Arroio do Silva, ou- tro acidente envolvendo uma moto e um carro foi atendido pelos bombeiros. A batida aconteceu no Centro, na avenida Re- gimento Barriga Verde. O motociclista conduzia umaHondaCG-125,placa MDQ-0461deAraranguá, teve escoriações no bra- ço e foi levado ao HRA, enquanto o motorista do carro também fugiu.
  14. 14. Publicidade14 Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015
  15. 15. Polícia 15Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Djonatha Geremias > ARROIO DO SILVA Três rapazes foram pegos pela Polícia Militar de Balneário Arroio do Silva após serem abor- dados em um carro, por- tando um canivete, uma faca, maconha e crack. O PM apreende trio armado e com drogas fato aconteceu a beira mar da zona norte, por volta das 15h20min.Elesforamenca- minhados à delegacia, onde foi aberto um inquérito e liberados. Os homens de 36, 22 e 21anosestavamemumGol complacasdeTimbédoSul, quando foram abordados pelaguarniçãomilitar.Com eles, foram encontrados 13 ³Galego voltou a ser preso por vender droga, desta vez na mesma rua do presídio ³PM flagrou homens com faca, canivete e drogas dentro do automóvel Djonatha Geremias > ARARANGUÁ Traficava crack na rua do Presídio Regional de Araranguá o gaúcho Aldoir Selau da Conceição, o Galego, de 55 anos, que foi preso na tarde da última sexta- -feira pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) coordenada pelo delegado Jorge Giral- di. Em 2007, Galego já havia caído por tráfico nas mãos do delegado, Homem traficava na rua do presídio Não Tem jeito condenado a quatro anos de prisão, mas voltou à ativa. Galego alugou uma casa na rua Renato Car- bonera, ao lado de uma igreja, no bairro Polícia Rodoviária, e vendia ‘pe- dra’ em porções peque- nas. A DIC vinha receben- do denúncias havia vá- rios meses de que Galego estava traficando naque- le local. A equipe vigiou a casa por um tempo até abordar um homem que confessou que tinha aca- bado de comprar droga com Galego. Os policiais entraram na residência e surpreenderam Galego no quarto com uma mu- lher. Durante a revista foram encontrados 7 gra- mas de crack enterrados, além de R$ 114,00 que seria da venda da droga. O homem foi preso e en- caminhado à Delegacia Central de Polícia Civil e a mulher liberada. Em 2007, Galego já havia sido capturado pela DIC por tráfico e se lem- bra muito bem: “o doutor Giraldi me pegou com dez pacotes de cocaína”, contou o traficante ao Correio do Sul. Ele foi condenado na época a quatro anos de prisão. Já em liberdade, voltou a traficar. Para um dos investigadores, Galego teve muita “cara-de-pau” em traficar justo na rua do presídio. A diferença de 2007, Galego aprendeu a não esconder a droga em casa, em uma tentativa de dificultar o trabalho da polícia. Segundo o de- legado, o homem passou a enterrar a droga nos terrenos ao lado. “Aldoir pulava o muro dos fundos ou o muro que divide a igreja ao lado e enterrava a droga em pequenas por- ções”, descreveu Giraldi. Por já ser avô e quase um idoso, Galego é con- siderado pela DIC como mais um “vovô do tráfi- co”. Ele chegou a negar ser traficante, apesar de vários usuários identifi- cados pela investigação já terem confirmado que compraram droga dele. Há algumas semanas, Galego chegou a ir a CP registrar um boletim de ocorrência por agressão. Segundo ele, algumas pessoas apareceram em sua casa e o agrediram, mas ele não quis infor- mar os motivos. Vende-seFarmácia em Sombrio Ótima localização e ótimos convênios Maiores Informações ligar: (48) 9969-8841 pedras de crack, quatro gramas de maconha, um canivete, uma faca, R$ 63,00 e um celular. Todos eles já tinha passagens criminais por roubo e tráfico de drogas. Enca- minhados à Central de Polícia de Araranguá, foram ouvidos pelo dele- gado plantonista Jair Pe- reira Duarte e liberados.
  16. 16. Publicações Legais16 Correio do Sul Sexta-feira, 6 de março de 2015 ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARANGUÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº 17/2015 - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS para eventuais e futuras aquisições de suplementos alimentares objetivando o atendimento aos pacientes do SAD e acamados com acompanhamento nutricional do NASF no município de Araranguá, cujas especificações detalhadas encontram-se no anexo I do edital de licitação. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 13h45min; do dia 23 de março de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURA DOS ENVELOPES: As 14h00 do dia 23 de março de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ ararangua.sc.gov.br Araranguá, SC, 06 de março de 2015. Sandro Roberto Maciel Prefeito Municipal Liliane S. de Souza Pregoeira AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº 18/2015 - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS para eventuais e futuras aquisições de materiais de higiene, limpeza e outros materiais para consumo das unidades de saúde do município deAraranguá, cujas especificações detalhadas encontram-se no anexo I do edital de licitação. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 15h45min; do dia 23 de março de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURA DOS ENVELOPES: As 16h00 do dia 23 de março de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ ararangua.sc.gov.br Araranguá, SC, 06 de março de 2015. Sandro Roberto Maciel Prefeito Municipal Liliane S. de Souza Pregoeira AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº 42/2015 - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS para eventuais e futuras aquisições de caixas de bombom sortido, para aos alunos da rede municipal de ensino a serem distribuídas nas atividades em alusão a Páscoa e ao Dia das Crianças, cujas especificações encontram-se detalhadas no Termo de Referência anexo ao edital de licitação. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 08h15min; do dia 24 de março de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURADOS ENVELOPES: Às 08h30min do dia 24 de março de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ ararangua.sc.gov.br Araranguá, SC, 06 de março de 2015. Sandro Roberto Maciel Prefeito Municipal Liliane Silva de Souza Pregoeira AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº 40/2015 - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS para eventuais e futuras aquisições de materiais (brita, macadame, rachão do seixo, pó de brita, seixo rolado, saibro e material de categoria 1) a serem usados na manutenção e conservação das estradas e vias urbanas e do interior do município de Araranguá, cujas especificações encontram-se detalhadas no Termo de Referência anexo ao edital de licitação. TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço por Item ENTREGA DOS ENVELOPES: Até às 16h30min; do dia 20 de março de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiróz, 200, centro. ABERTURADOS ENVELOPES: Às 16h45min do dia 20 de março de 2015, na sala de reuniões do Departamento de Licitações da Prefeitura. REGIMENTO: Leis Federais 8.666/93 e 10.520/02, Lei Complementar 123/2006 e Decreto Municipal nº 2.676/05. EDITAL COMPLETO E INFORMAÇÕES: Está à disposição dos interessados no horário de expediente da Prefeitura, no endereço eletrônico; www.ararangua.sc.gov.br, e afixado no mural, localizado no hall de entrada da sala do Departamento de Licitações da Prefeitura. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone (fax) 0XX48 3521.0929 ou pelo e-mail: licitacao@ ararangua.sc.gov.br Araranguá, SC, 06 de março de 2015. Sandro Roberto Maciel Prefeito Municipal Liliane Silva de Souza Pregoeira EDITAL DE INTIMAÇÃO ARLINDO EDÍLIO DA ROSA, Tabelião do TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTOS DE TÍTULOS desta Comarca de Sombrio, situado na Av. Nereu Ramos, 1300 - Fone (48) 3533- 0318 - CEP 88960-000, faz saber na forma da Lei aos que o presente EDITAL virem, que se encontram nesse tabelionato para serem protestados, decorrido o prazo legal, por não terem sido encontrados nos endereços fornecidos, ou por se recusarem a AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL Nº. 41/2015 TOMADA DE PREÇOS PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA MODALIDADE: Tomada de Preços TIPO: Menor Preço Global OBJETO: contratação de empresa do ramo pertinente objetivando a execução de reforma, com fornecimento de materiais, da CEI SÃO JOSÉ no bairro Jardim das Avenidas, área aproximada de 688,38 m2. Cujas especificações encontram-se detalhadas no memorial descritivo e cronograma físico-financeiro, anexo ao edital de licitação. ENTREGA DE ENVELOPES: até às 08h15min; do dia 25 de março de 2015, no Serviço de Protocolo Geral da Prefeitura, sito à Rua Dr. Virgulino de Queiroz, 200, centro. ABERTURA DE ENVELOPES: às 08h30min do dia 25 de março, na sala de reuniões do Departamento de Licitações. EDITAL COMPLETO: deverá ser retirado no Departamento de Licitações da Prefeitura Municipal deArarangu – Rua Dr. Virgulino de Queiroz, 200 – Centro - Araranguá, de segunda a sexta-feira, no horário de expediente na Prefeitura, munido de pendrive ou CD. Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone 48 3521.0929. Base Legal: Lei Federal nº. 8.666, de 21 de Junho de 1993 suas alterações e demais legislações aplicáveis. Araranguá, SC, 06 de março de 2015. Sandro Roberto Maciel Prefeito Municipal tomar conhecimento, os títulos cujos responsáveis estão abaixo discriminados. PROT. APRESENTANTE / CNPJ DEVEDOR / CNPJ Prot: 133029; Dev: ANELI TEIXEIRA CEZARIO - 694.349.569- 00; Ced: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Sac: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Tit: 1404490 ;Apr: FCDL; VEN: 24/11/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 1.071,00+Juros Legais; Emol.: 71,89. Prot: 133083; Dev: DENUZIA BARBOSA PEREIRA SSS - 673.351.440-00; Ced: ROSA RAUPP LTDA ME; Sac: ROSA RAUPP LTDAME; Tit: 30167 ;Apr: FCDL; VEN: 27/05/2013; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 760,00+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 133039; Dev: DOLISETE FONTES - 792.590.659-68; Ced: ROSA RAUPP LTDA ME; Sac: ROSA RAUPP LTDA ME; Tit: 33431 ; Apr: FCDL; VEN: 05/01/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 415,20+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 133115; Dev: FLAVIA DA SILVA ELIAS - 067.046.369-86; Ced: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Sac: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Tit: 4423 ; Apr: FCDL; VEN: 02/01/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 187,22+Juros Legais; Emol.: 71,89. Prot: 133036; Dev: JUCENARA PARODIA FERNANDES - 930.461.200-44; Ced: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Sac: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Tit: 1464 ; Apr: FCDL; VEN: 09/12/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 168,00+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 133031; Dev: JULIO CESAR ROCHA SILVERIO - 076.491.919-90; Ced: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Sac: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Tit: 00006873 ;Apr: FCDL; VEN: 05/08/2011; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 782,40+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 133022; Dev: MAIK GASPAR NEVES MOTTA- 092.605.519- 43; Ced: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Sac: CONFECCOES MATTRIC LTDA; Tit: 24486 ; Apr: FCDL; VEN: 22/08/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 33,66+Juros Legais; Emol.: 65,93. Prot: 133112; Dev: MARIA DE FATIMA SILVEIRA BERTO - 591.698.939-34;Ced:LAJOSULMATERIALPARACONSTRUCAO LTDA; Sac: LAJOSUL MATERIAL PARA CONSTRUCAO LTDA; Tit: 48087 ;Apr: FCDL; VEN: 14/07/2013; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 110,00+Juros Legais; Emol.: 46,96. Prot: 133116; Dev: TARCISIO MACHADO DASILVA- 625.612.519- 34; Ced: LAJOSULMATERIALPARACONSTRUCAO LTDA; Sac: LAJOSUL MATERIAL PARA CONSTRUCAO LTDA; Tit: 55790 ; Apr: FCDL; VEN: 13/12/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 129,00+Juros Legais; Emol.: 87,33. Prot: 133094; Dev: TRANPORTES A. J. B. LTDA ME - 02.945.966/0001-27; Ced: VINÍCOLACAMPESTRE LTDA.; Sac: VINÍCOLA CAMPESTRE LTDA.; Tit: 104539/1 ; Apr: BANCO DO BRASIL SA; VEN: 25/02/2015; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 130,42+Juros Legais; Emol.: 71,89. Prot: 133117; Dev: VERATANIAMARIAVERONEZ - 318.956.460- 49; Ced: LAJOSULMATERIALPARACONSTRUCAO LTDA; Sac: LAJOSUL MATERIAL PARA CONSTRUCAO LTDA; Tit: 6364 ; Apr: FCDL; VEN: 30/07/2014; Esp: Duplicata de Venda Mercantil por Indicação; Val: 290,00+Juros Legais; Emol.: 46,96. Sombrio - SC, 09/03/2015 ARLINDO EDÍLIO DA ROSA ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE Aviso de Licitação Processo Adm. N. 13/2015 Edital: Pregão Presencial n. 03/2015 Tipo: Menor Preço Objeto: Contratação de Empresa de consultoria para elaborar a Revisão e Atualização do Plano Diretor do Município de Praia Grande - SC, conforme Anexo I, parte integrante do edital. Entrega dos Envelopes:09:00 horas do dia 30 de Março de 2015. Abertura dos Envelopes:09:00 horas do dia 30 de Março de 2015. O Edital e esclarecimentos poderão ser obtidos no seguinte endereço e horário: Rua Irineu Bornhausen, 320, nos dias úteis, de segunda á sexta, das 08:00 ás 11:30 h. e das 13:30 as 17:00 h, ou pelo telefone 48 3532-0132. Praia Grande-SC, 24 de Fevereiro de 2015. Valcir Daros Prefeito Municipal
  17. 17. tos de que iria matá-la e ar- rancarsuacabeça,aempur- rou sobre um sofá e desferiu os primeiros golpes contra o seupescoço.Depois,segundo informações relatadas ao longo do julgamento, Nanci agarrou-a pelos cabelos e levou-a para o lado de fora da casa, desferindo vários outros golpes enquanto ela tentavasedefender.“Foram 12facadasnasmãos,braços, lado direito do tórax e pes- coço”, informou a própria Adriana aos jurados, Mi- nistério Público e advogado de defesa. Como resultado das agressões, Adriana hoje tem redução de mobilidade e várias cicatrizes nas áreas atingidas. Também participante do julgamento como teste- munha, a filha de Adriana contou os momentos trau- máticos que viveu ao ver a mãe sendo agredida, de sua tentativa de ajudá-la ao pular sobre o agressor e mordê-lo e sobre o fato de ainda carregar o medo das lembranças daquela noite. “Pulei nele e mordi. Ele me empurrou e eu bati a cabeça naparede.Aíeledissequeeu ficassequieta,senãoeuseria aprimeiraamorrereminha mãeseriaasegunda”,contou a menina. Acreditando que Adria- na estaria prestes a morrer, Nanci fugiu levando consigo a arma branca utilizada para as agressões, pulando uma vala em frente ao en- dereço da vítima, no Jardim Ultramar, em Balneário Gaivota, e utilizando um automóvel para fugir. Nanci teria fugido e se > GAIVOTA / SOMBRIO Sentou-se no banco dos réus na última sexta-feira Nanci Adriel Le- mos,de34anos,moradorde BalneárioGaivota.Conside- radoculpadoportentartirar avidadeAdrianaRodrigues daSilveira,38,emnovembro de 2013, agredida a facadas diante de sua filha de 12 anos,ohomemfoicondenado e voltou à prisão, onde se encontrava desde o período do crime. Cristiane Rodrigues Batista, prima de Adriana e companheira de Nanci, presa acusada de tráfico durante a operação ‘Vai que é tua, Tafarel’, em 25 de novembro de 2013, teria sido o estopim do crime que desencadeouarealizaçãodo tribunaldejúriduranteaúl- timasexta-feira,nacomarca deSombrio.Presodesde2de dezembrodaqueleano,Nan- ci foi acusado e condenado pela tentativa de homicídio contraAdriana,queadeixou com sequelas permanen- tes devido à violência da agressão a golpes de faca no seu pescoço, braços, mãos e tórax. Pouco depois da meia noite,nodia27denovembro de 2013,Adriana dormia na companhia da filha de 12 anos quando alguém bateu na porta. Ela perguntou quem era e a pessoa infor- mou ser Jair, um amigo seu. Ao abrir a porta, a mulher deparou-se com Nanci, que portavaumafacae,comgri- Geral 17Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Da redação Valdinei Nichele Motivação O crime ³ Quinze mulheres foram escolhidas por vereadores ³ Nanci já estava preso e não poderá recorrer em liberdade Júri Popular Condenadohomemporataqueamulher Nanci Adriel Lemos foi considerado culpado pelo atentado contra a vida de Adriana Rodrigues da Silveira, agredida com facadas no pescoço e no tórax mantido escondido no mu- nicípio de Passo de Torres durante cinco dias, vindo a se entregar no dia 2 de de- zembro.Haviaummandado de prisão contra ele, que foi mantido no presídio desde então. Omotivo,deacordocom Adriana,seriaofatodelater sido uma das pessoas que contribuiu com informações que levaram à investigação que culminou na prisão da prima Cristiane Rodrigues Batista, assim como de ou- tros acusados de tráfico na região durante a operação ‘Vai que é tua, Tafarel’. Já a defesa alegava que o fato de não haver ener- gia elétrica na residência de Adriana a impediria de afirmar com total certeza a identidade de seu agressor, atribuindo a acusação a Nanci por motivos de de- sentendimentos amorosos entre os dois. Com o testemunho tan- to de Adriana quanto de sua filha, de policiais e de vizinhos, o júri formado por quatro homens e três mulheres apontou para sua culpabilidadepelatentativa de homicídio, confirmando também as qualificadoras motivo torpe e impossibili- dade de defesa da vítima. Sob a coordenação do juiz Evandro Volmar Rizzo, o tribunal do júri determi- nou Nanci Adriel Lemos ao cumprimento de 14 anos de prisão,cominícioemregime fechado e sem chance de recorrer em liberdade. O advogadodedefesaafirmou que recorrerá da sentença. Mulheres recebem homenagem da Câmara > ARARANGUÁ Centenas de pessoas prestigiaram na noite de sexta-feira, a 15ª edição do Troféu Alzira Rabelo Elias. Alzira, ou dona Zi- zinha foi à única mulher prefeita de Araranguá. Ela governou o município em 1947 e faleceu em 2013. A homenagem é pro- movida pela Câmara de Vereadores alusiva ao Dia Internacional da Mu- lher, cuja data oficial é 8 de março. Os deputados estaduais Manoel Mota e José Milton Scheffer acompanharam o ceri- monial como convidados. Um dos momentos mais emocionantes foi o pronunciamento da filha de dona Zizinha, Sônia Rabelo Elias. “Pela pri- meira vez represento mi- nha mãe nessa homena- gem. Em nome dela quero cumprimentar, abraçar e beijar as 15 mulheres destacadas”,afirmou. O prefeito Sandro Roberto Maciel e o vice Rodrigo Turatti estive- ram representados pelas esposas Rose Maciel e Juliana Turatti. O presidente da Câ- mara Rony da Silva des- tacou que a principal finalidade do evento é reconhecer e agradecer a atuação das mulheres na sociedade. Nesse ano, o evento promovido pelo Legisla- tivoAraranguaense opor- tunizou que no à tarde e no início da noite, muitas mulheres fizessem pente- ados, maquiagem, escova de cabelo, design de so- brancelhas e cuidassem da beleza gratuitamente.
  18. 18. Publicidade18 Correio do Sul Sexta-feira, 6 de março de 2015
  19. 19. Entrevista 19Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 [PeloEstado] - Como o se- nhor avalia o momento atual do país? Luiz Henrique - O momento é delicado. Há um desencontro cla- ro entre os poderes, entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo, e no meio disso tem esse escândalo da Petrobras. Algo que nunca se viunahistóriadessepaís.Umacri- se de corrupção tão grande, nunca se viu nesse país. Dizia-se que só ia para a cadeia ladrão de galinha, entretanto, diretores das maiores empreiteiras do país estão presos desde dezembro. E agora abrem- se investigações contra dezenas de políticos, senadores deputados, governador, ex-governador, ex- senador, ex-deputado... o clima aqui é de absoluta turbulência. [PE] - Apesar disso, o que vis- lumbra de positivo? LHS - Ou nós fazemos logo essa reforma política, essa reforma do sistema eleitoral, proibindo toda e qualquer doação (para campa- nhas eleitorais) de dinheiro por empresas privadas, principalmen- te aquelas que têm negócios com o governo, ou essa crise vai arrastar o país para uma situação imprevi- sível. Há um hiato muito claro en- tre Brasília e o Brasil. Brasília está isolada do Brasil. Tanto que levou tempo para entender a profundi- dade, a extensão e a gravidade do movimento dos caminhoneiros. No mesmo momento em que ca- minhoneiros de todo o país blo- queiamasestradas,enviandouma mensagem clara que não têm con- dições de continuar trabalhando com prejuízo, dirigindo por 12, 13, 14, 15 horas por dia, enfrentando longos caminhos, estradas esbu- racadas, situações de risco, ban- didos na estrada... no mesmo mo- mento em que toda essa tragédia dos caminhoneiros é apresentada ao país, a Câmara dos Deputados institui passagens para as mulhe- res dos parlamentares. Aumenta as vantagens para os parlamenta- PeloEstado Entrevista LUIZ HENRIQUE DA SILVEIRA Logo no início desta entrevista, concedida com exclusividade à Coluna Pelo Estado, o senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC) afirma: “Aqui não tem rotina”. Uma resposta à pergunta sobre o ambiente no Congresso. A partir daí desenvolveu-se uma conversa durante a qual o senador falou do momento do país, urgência da reforma política, corrupção, impeachment e de sua própria situação dentro do PMDB. Falou também da relação do partido em Santa Catarina com o governo Raimundo Colombo e expectativas para as eleições municipais de 2016 e as gerais de 2018. Essa entrevista é, na verdade, uma análise do cenário político e institucional do país, feita por um dos mais experientes e reconhecidos políticos de Santa Catarina. Já foi deputado estadual, deputado federal, prefeito de Joinville e primeiro governador reeleito do Estado. No âmbito nacional, foi ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, além de presidente de seu partido, o MDB, como não raro prefere falar. É advogado, já foi professor, é autor de inúmeros artigos e crônicas. Tinha 24 anos quando a ditadura civil-militar se impôs e foi nessa época que iniciou a militância política, no movimento estudantil da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). res. Houve o recuo, por pressão da sociedade, mas o fato de ter ins- tituído demonstra que a angústia do povo não está sensibilizando os gabinetes de Brasília. [PE] - O momento de crise é uma oportunidade para o país ser passado a limpo? LHS - Eu não tenho dúvida que vamos sair bem melhores dessa crise. Mas o problema é que essa crise está sangrando o país e não sei quanto tempo nós vamos pre- cisar para que se restabeleça a confiança do povo nos seus repre- sentantes e a roda da economia retome o crescimento. Quanto tempo vai levar? [PE] - Como está o PMDB nesse cenário? LHS - Sou absolutamente mino- ritário dentro do partido. Não sou chamado para as discussões da cúpula do PMDB. Portanto, não tenho responsabilidade por ne- nhuma decisão da cúpula do par- tido. Estou procurando influen- ciar para que o partido defenda uma reforma política já. Ontem mesmo (03/março) estive com o ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil), juntamente com o depu- tado Ibsen Pinheiro (PMDB-RS) e demais membros da Fundação Ulysses Guimarães, onde apre- sentei minhas ideias relativamen- te à reforma política. Mas foi a primeira vez em que fui consulta- do para alguma coisa. Não tenho nenhuma responsabilidade pelos ministros que foram nomeados, nem pelas gestões do partido jun- to ao governo. [PE] - Mas houve um telefo- nema da presidente Dilma Rousseff para o senhor. Uma tentativa de aproximação? LHS - Ela ligou para agradecer minha intervenção na questão dos caminhoneiros. Eu fui ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, juntamente com o senador Jorge Viana (PT-AC), pedir a ele que abrissenegociações.Elaligoupara agradecer e me convidou para ter uma conversa... vamos ver... [PE] - Quando? LHS - Não sei. Não está marcado ainda. Não sei o dia, nem o teor. [PE] - O que é precio para melhorar a relação do gover- no com o Congresso? LHS - Precisa fazer o que eu fiz, por exemplo, na relatoria do Códi- go Florestal, da dívida dos estados e agora na convalidação dos in- centivos fiscais dos estados. Tem que conversar! Tem que dialogar! No diálogo você encontra um ca- minho. O fato é que o diálogo está infartado. Tem que desinfartar o diálogo. Não pode é ficar um po- der antagônico ao outro. Como eu disse quando fui candidato à pre- sidência do Senado: eu, presiden- te, não seria nem submisso, nem antagônico. Buscaria construir as soluções no diálogo. [PE] - Aliás, o senhor saiu com um bom patrimônio po- lítico da disputa para a presi- dência do Senado. LHS - Não alterou muito. O que as pessoas têm consciência é que eu ganharia, não fossem as pres- sões governamentais, ou melhor, de setores de governo,eu ganharia fácil aquela eleição. A eleição mu- dou quando o Lula (ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva) veio a Brasília, fez um apelo ao PT... eu tinha seis votos no PT, tinha todos os votos do PDT, do PSB... e eu fui perdendo os votos de sábado para domingo. Mas isso são águas passadas. Eu não atuo com o fíga- do. Eu me perfilo com o Gabriel García Márquez, que escreveu o seguinte: vou escrever todo o meu ódio em uma barra de gelo, colo- car no alpendre e pedir a Deus que mande logo um sol muito forte. Esse assunto para mim está supe- rado.Eoquepuderfazervoufazer para ajudar a tirar o Brasil do fos- so em que se encontra. O senhor viveu vários mo- mentos da história do país. Ditaduras, golpes, impeach- ment, redemocratização. O momento atual se compara a algum outro? LHS - Não. O momento atual é incomparável. É incomparável! Há uma sensação geral de falta de credibilidade das instituições. E agora vai haver uma autofagia no Congresso quando forem re- velados os nomes das pessoas que estão envolvidas nessa cadeia de corrupção da Petrobras (Lista de Janot). Mas eu tenho a convicção de que fatos como esse, da Petro- bras, do Mensalão, do Trensalão e outros tantos, são consequên- cia do sistema de financiamento das eleições. Se nós barrarmos qualquer contribuição privada de empresas, de pessoas jurídicas, e permitirmos apenas a doação por parte de pessoas físicas, muda- remos esse quadro. Se nós man- tivermos o sistema atual, virão outros escândalos de corrupção pela frente. É a mesma coisa que a guerra. As guerras são oriundas do complexo industrial militar, assim como a corrupção é conse- quência do sistema eleitoral. [PE] - O senhor acha que há clima ou possibilidade de acontecer o impeachment da presidente Dilma? LHS - (longo suspiro antes da resposta) Olha... eu não acredito no impeachment. E se houver, terá que haver eleição de novo, em um ano. Nenhum fato do go- verno passado pode ser atribuído como razão para o impeachment. Tem que ser do atual governo. E do atual governo, o único fato que poderia levar ao impeachment seria a conexão entre o dinheiro roubado da Petrobras e o financia- mento da campanha da presiden- te Dilma. Aí, sairiam do governo a presidente e o vice (Michel Temer, presidente do PMDB Nacional), e assumiriam o Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o Renan Calheiros (PMDB-AL). Eu acho difícil que haja clima para o impeachment. Temos que ir devagar, porque o santo é de barro. [PE] - Vindo para Santa Ca- tarina, como está a relação do PMDB com o governador Raimundo Colombo e seu partido, o PSD? LHS - No meu governo, eu tive várias crises com o meu partido. Imagina um governador que não é do MDB. Cada setor, parlamen- tar ou prefeito, se puder ter mais do governo, vai ter mais. Mas acho que há uma harmonia entre o governador e o vice (Eduardo Moreira, presidente licenciado do PMDB-SC). E o partido tem sido contemplado pelo governador, ocupando funções importantes e estratégicas do governo. [PE] - PMDB-SC sai na cabe- ça de chapa em 2018? LHS - Não tenho a menor dúvida. Menor dúvida. Um companheiro nosso será o candidato a gover- nador, o vice será do PSD, o can- didato a uma das vagas ao Sena- do será o Raimundo Colombo. A outra vaga vamos ver como é que se compõe, havendo até a hipótese de reeditar a tríplice aliança com o PSDB. As várias hipóteses não po- dem ser descartadas. [PE] - Antes disso tem as eleições municipais de 2016. LHS - E o PMDB vai continuar amplamente majoritário, com o maior número de prefeituras. Vou me empenhar para que PMDB e PSD e, se possível, o PSDB, este- jam o mais harmonicamente pos- sível conectados. Haverá casos em que nós disputaremos, é inevitá- vel. Mas que na maioria dos casos tentemos fazer um esforço para compor os partidos. “Temos que ir devagar, porque o santo é de barro” AndréaLeonora|Foto:ArturHugen Leiaessaentrevistatambémemwww.centraldediarios.com.br Florianópolis-09Mar15 CENTRAL DE DIÁRIOS TRINTA E DOIS INTEGRADOS DIÁRIOS INTEGRADOS PRESENÇA EM PeloEstado peloestado@centraldediarios.com.br www.centraldediarios.com.br
  20. 20. SEGUNDA-FEIRA, 9 DE MARÇO DE 2015
  21. 21. tem tempo de respirar", comenta bem-humorada uma das espectadoras. No microfone, dois narradores se reveza- vam não só descrevendo as ações dos laçadores, atentas com os ouvidos, porque não é nada fácil entender todas as pala- vras ditas rapidamente pelo narrador. "Não sei como ele não se enrola com a língua, nem como > SOMBRIO Terminou ontem a 17ª edição do Rodeio Crioulo Nacional do Centro de Tradição Gaúcha (CTG) Espora de Prata, no bairro Januá- ria, em Sombrio. O even- to começou sexta-feira e trouxe uma variedade de competições, bailes e atraiu 850 laçadores de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, adultos, prendas, guris e piás de pelo menos 20 querên- cias, fora as famílias, amigos e comunidade local, que foi prestigiar. Segundo a secretá- ria de rodeios, Zuleica Nienchert, ao todo, fo- ram mais de 630 inscri- ções para concorrer nas mais de 20 modalidades diferentes de laçadas, seja entre equipes, pais e filhos, pais e filhas, irmãos, trios, prendas, entre outras. Um even- to que traz a tona não apenas a diversão dos laçadores, como tam- Laçadas de Boi Segunda-feira, 9 de março de 2015 ³ 05-13-19-34-50CONCURSO 3.732 QUINA 07/03 Crianças, jovens e adultos laçaram e se divertiram desde sexta na festa tradicionalista do CTG Espora de Prata ³ 09-12-18-31-39-50 CONCURSO 1.684 MEGA SENA 07/03 RodeioCriouloagitaSombrio Djonatha Geremias bém a tradição familiar passada de geração em geração. Montados no Tro- vão, um cavalo da raça manga-larga, estavam juntos os irmãos Tiago Bauer, de 8 anos, e Gus- tavo Bauer, de 5 anos. Os dois aprenderam a cavalgar sozinhos aos 4 anos cada um, e já do- minam a montaria como adultos. Do chão, olha apreensiva a mãe Os- neia Rocha. "Dá medo", confessa ela. Porém, para o pai Vânio Bauer, o talento já está no sangue da fa- mília. "Eu sou laçador, meu pai era laçador e meu avô também. Meus filhos aprenderam rapi- dinho", conta orgulhoso. O segredo foi ensinar as crianças sempre com o mesmo cavalo dócil, para irem se acostu- mando até dominarem sozinhos. Muitas pessoas foram apenas presti- giar os laçadores nas competições, com olhos atentos nas giradas dos laços, mas muito mais como também comen- tavam, davam dicas de utilidades gerais, recados e até davam dicas para alguns com- petidores. Mas quem se distraía, já não pegava boa parte das informa- ções. É um estilo rápido e objetivo, já caracterís- ticos dos rodeios. "Eu comecei a nar- rar profissionalmente há apenas cinco anos, na época apenas nas compe- tições de vaca mecânica. O mais difícil é pegar a lista de nomes de com- petidores que vem che- gando a todo momento e, por azar, aparece al- gum nome complicado. É preciso falar sem errar", conta o narrador Éder Rodrigues.A habilidade narrativa rendeu a ele o prêmio de Destaque Santa Catarina 2014.
  22. 22. > IÇARA Apenas três equi- pes seguem com 100% de aproveitamento na Copa Mits de Fut7. Amigos do Berguinho FC, Microcenter e Via Sports/ De Bona Gesso chegaram ao sexto ponto em duas partidas nesse sábado, dia 7. A segunda rodada foi disputada de forma integral no campo da Via Sports, no bairro Poço Oito, em Içara. Devido ao número de gols sofridos, o Microcen- ter passou a liderança, retirando-a das mãos do Via Sports/De Bona Gesso. Ambos passaram a primeira rodada sem sofrer, mas desta vez tiveram diferenças. O Microcenter desbancou o Fúria/Posto Paulino pelo placar de 4 a 2. Os gols da vitória e da conquista da liderança foram ano- tados por Fabiano (duas vezes), Max e Mimi. Por vez, Douglas e Tiago des- contaram. Já o Via Sports, con- seguiu uma das maiores goleada da rodada. Con- tou com gols de Oséias (duas vezes), Ruan(duas vezes), Adriano, Luci- nho e Tony para levar a melhor contra o Atlético Pedreiras/Aguiar Multi- marcas por 7 a 3. André (duas vezes) e Diego fo- ram os responsáveis pela redução. O Amigos do Bergui- nho, manteve o apro- veitamento repetindo o placar da estreia: 6 a 2. Desta vez, a vitória foi diante da equipe do Guer- reiros. Giliard (três ve- zes), Renan (duas vezes) eAndrezinho balançaram as redes favoravelmente ao Amigos do Berguinho. Tênis na Polissport Teve início na última sexta-feira mais um torneio de tênis de duplas Taça Polissport. São 42 participantes, sendo 21 duplas nessa edição que se iniciou na última sexta-feira e vai até o dia 15. NojogodeaberturaosatletasAgostinieMarlonvenceramdadupla Paulo César e Mike pelo placar de 2 x 0. O esporte vem sendo praticado cadavezmaisnaCidadedasAvenidas,ondeem10anospassaramde25 a 30 participantes para mais de 300, conforme o amigo Kila. Estarei cobrindo a competição para trazer mais detalhes desse ma- ravilhoso torneio aqui nas edições do nosso jornal. Sucesso a todos os competidores e a todos da Polissport por esse maravilhoso empreendimento. Abraços ao amigo Kila. Sucesso Foi sucesso o Velotoca neste final de semana em Araranguá. Um grande público compareceu para ver as máquinas. Apaixonados pelos carros antigos e também pelas lindas motos levaram seus possantes. As máquinas abrilhantaram o evento deste ano. Ainda teve quem fez muita fumaça, fritando os pneus dos carros e até caminhão. Parabéns pelo evento de sucesso. Arranca Aru Outro que foi sucesso foi o Arranca Aru de carros e motos em Ara- ranguá, na pista do amigo Paulo Cesário na Volta Curta. Por lá, no domingo, muita gente compareceu para prestigiar o ar- rancadão de carros e motos. Os pegas foram bonito de se ver. Tragomaisdetalhesnamatériadaediçãodeamanhãdonossojornal. Feliz Aniversário Quero hoje desejar um feliz aniversário ao meu irmão Juliano. Que Deus abençoe e ilumine seus caminhos. Juliano hoje está chegando aos 18 anos. Esperamos que tudo de bom aconteça em sua vida daqui para frente. Que a partir de agora amadureça mais. Feliz Aniversário. Parabéns, nos te amamos. Na foto Juliano e sua namorada Karol Parabéns 2 Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Esporte Cleder Maciel (48) 9900 3535 esportes@grupocorreiodosul.com.br https://www.facebook.com/cleder.maciel CopaMitsésucessoetem trêstimesaindainvictas E, Jhoni Love diminuiu nas duas oportunidades. Os outros três times que venceram nesse sá- bado, conquistaram o primeiro placar positivo na competição. O Hen- di Cosméticos/Marlan Embalagens conseguiu a maior vantagem. Des- bancou o Joga 10 por 6 a 1. Para chegar à vitória, a equipe contou com gols de Dudu (duas vezes), Filipe (duas vezes), Bicudinho e Francis. Em contra- partida, Renan Serafin diminuiu. Já o Verdinho/Pavei Comércio de Paletes, bateu o Traíras/Lauro Müller por 3 a 1. Os gols da vitória ficaram por conta de Bruno Dal Toé (duas vezes) e José Au- gusto. Replay diminuiu a contagem. Já o Velez, desbancou o Real Içara pelo placar de 4 a 3. Oseia (duas ve- zes), Claudinei e Márcio fizeram para a equipe criciumense, e em con- trapartida, Diegão (duas vezes) e Dede desconta- ram para o Real Içara. Próxima rodada A terceira – e última – rodada da primeira fase acontece no próximo sábado, dia 14, com no- vos jogos na Via Sports. Para esta nova sequên- cia de confrontos está programado: Amigos do Berguinho x Verdinho/ Pavei Comércio de Pa- letes, Atlético Pedreiras/ Aguiar Multimarcas x Traíras/Lauro Müller, Fúria/Posto Paulino x Hendi Cosméticos/Mar- lan Embalagens, Guer- reiros x Via Sports/De Bona Gesso, Joga 10 x Velez e Real Içara x Mi- crocenter. Parabéns também ao amigo,atletaeumdosrespon- sáveis pelo Cruzeiro do Mato Alto.FelizAniversárioaoGildo Café Brasil, ele que completou mais um ano de vida, e é um abnegadopelofutebol,despor- tista nato. Sucesso amigo, e que Deus ilumine o seu caminho.
  23. 23. gos, de garra. Faltou um pouquinho. Agora, é des- cansar - analisa Jorge Henrique. Sem os principais jo- gadores do time, que per- maneceram em PortoAle- gre, o Inter apresentou dificuldades para atacar e repetiu falhas defensi- vas. Em erro individual de Muriel, que cometeu pênalti em cima de Walla- cer, Zulu acabou conver- tendo a penalidade. - O time deles se fe- chou e ficou difícil pene- trar. Sofremos o gol em Política 3Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 Com reservas, time de Diego Aguirre perde invencibilidade no Gauchão 2015 Gauchão 2015 Jogadores do Inter lamentam falta de "espírito de outros jogos" em derrota > CAXIAS DO SUL Mesmo que o Inter tenha enfren- tado o Juventude com reservas, na tarde deste domingo, em Caxias do Sul, faltou o “espírito de outros jogos”, a garra da Libertadores. Essa foi a avaliação do grupo após a derrota por 1 a 0, que culminou na perda da invencibilidade no Cam- peonato Gaúcho. - Não entramos com o espírito dos outros jo- uma falha. Lutamos, mas não conseguimos reverter - lamentou Alan Ruschel. - Foi parelho, mas er- ramos. A falha individual estragou a partida para nós - completou Rodrigo Dourado. Com a derrota, o Inter estaciona nos 13 pontos e fica em oitavo na tabela, mas pode cair mais no domingo, se o Aimoré bater o Veranópolis. A equipe colorada volta a campo na quarta-feira, quando recebe o Aimoré, às 19h30. MarceloOliveirasetorna"protótipode sucesso"anovosreforçosdoGrêmio > PORTO ALEGRE Segundo reforço anun- ciado pelo Grêmio para a temporada de 2015, Marcelo Oliveira hoje é o principal exemplo da política do clube na busca por reforços. Um operário da bola que se des- taca no início de ano. Foi com esta intenção que a diretoria o contratou do Palmeiras. E utilizouopensamentodepin- çar jogadores com qualidade técnica, mas com perfil mais próximodaqueleconsiderado histórico pelo Tricolor. Neste sábado, Marcelo Oliveira marcou o segundo gol da vitória gremista so- bre o Caxias, por 3 a 1, que quebrou a sequência ruim de três jogos sem vencer na Arena. O volante esteve em oito dos nove jogos do Grêmio no Gauchão até o momento. Só não foi utilizado quando estava suspenso pelo tercei- ro cartão amarelo. Já atuou como zagueiro, como volante e como lateral-esquerdo. - O Marcelo Oliveira tem sido de extrema con- templação. Entrou no time com o espírito que o Grêmio gosta. Ele marca bem, ataca bem, intensidade absoluta. É o protótipo do sucesso. Se tivéssemos sempre isso... Estamos buscando isso nas nossas contratações - des- tacou o presidente Romildo Bolzan Júnior. O volante atuou na Are- na ao lado de Fellipe Bastos. Foi responsável por roubar a bola, acionar Everaldo e aproveitar o rebote de Renan após a finalização do centro- avante para marcar o gol gremista.Seuprimeirocoma camisa do novo clube. Desde que chegou, rapidamente se adaptou ao elenco e é uma das referências para os mais jovens, pela experiência em grandes clubes. - Era um sonho antigo meu. Consegui fazer o gol. É uma alegria que não dá para descrever. Todo mundo se movimentou bastante, porque sabia que o time deles iria vir fechado e consegui- mos fazer o gol. A torcida do Grêmio está nos apoiando. Estão fazendo a parte deles, e vamos fazer de tudo para corresponder aqui dentro de campo. Os mais novos reforços contratados foram o centro- avante Braian Rodríguez, re- conhecidamente um jogador de dedicação e briga dentro da área, com os zagueiros ad- versários, e o meio-campista Maicon, também com quali- dade técnica. O próximo a ser contratado é o meia uruguaio Cristian Rodríguez.
  24. 24. 4 Correio do Sul Segunda-feira, 9 de março de 2015 InterdeLageseFigueirensefazem jogodisputado,masficamnoempate Em partida aberta, colorados largam na frente com gol o veterano Reinaldo e, em jogada similar, o Figueira empata com tento de Rafael Bastos, também de cabeça > LAGES Como tanto Figuei- rense quanto Inter de Lages lutaram de igual maneira pelo triunfo, o empate em 1 a 1 tem algo de justiça (veja os melhores momentos no vídeo). Não teve estudo, sondagem ou qualquer algo do gênero em campo. O jogo no Tio Vida, na tarde deste do- mingo, foi franco e aberto. Em alta intensidade de dois times que tentaram fazer mais que um gol cada. Tão iguais quanto a forma em que fizeram as redes balançarem, após cruzamentos do lado es- querdo e finalizações de cabeça. Reinaldo abriu o placar para os mandantes e Rafael Bastos decretou a igualdade no primeiro jogo de colorados e alvinegros no hexagonal do Campeo- nato Catarinense. Disputa franca desde os primeiros instantes. A etapa inicial poderia ter sido concluída com mais gols, porém o único foi de Reinaldo, que colocou o time da casa na frente. Agressivo na volta do in- tervalo, o Figueira igualou com Rafael Bastos, numa jogada que lembrou a de abertura do placar. O In- ter se reequilibrou e ten- tou chegar ao algo tanto quanto os alvinegros, que seguraram o marcador nos instantes finais. Na próxima rodada, a segunda do hexagonal, o Inter de Lages vai à Arena Condá para duelo das 19h30 de quarta-feira, contra a Chapecoense. No dia seguinte, no mesmo horário, o Figueirense vai estar no Orlando Scar- pelli para o embate ante o Joinville.

×