Acontece 351

193 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
193
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acontece 351

  1. 1. ANO XX - No 351 - 1ªQUINZENA DE ABRIL DE 2014 Em defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel paulista e Região ® www.aconteceagora.com.brraleste@gmail.com -  2031-2364 e 2513-0928 PÁG. 3 Funcionários da Prefeitura de São Paulo são suspeitos de enriquecimento ilícito Investigação da Controladoria Geral do Município aponta casos em que o servidor teria que trabalhar por 400 anos para acumular o patrimônio declarado PÁG. 4 Geraldo Alckmin entrega 19 leitos para queimados no Hospital Geral São Mateus Orçada em R$ 15 milhões, reforma realizada no Hospital Geral de  São Mateus inclui ampliação do número de leitos de UTI pediátrica e modernização da infraestrutura de diferentes setores da unidade. Deputado Paulo Teixeira participa do Programa Roda Viva do Grupo Acontece Paulo Teixeira (PT) participou do PROGRAMA RODA VIVA do Grupo Acontece de Jornais e Revistas, no último sábado (12), convidado pelo diretor Divaldo Rosa, por se tratar de um político “ficha limpa”, filho de São Miguel e defensor do desenvolvimento da Zona Leste. PÁG. 5 VEJA PUBLICIDADE NA PÁGINA 8
  2. 2. P á g . 2 1ª QUINZENA ABRIL de 2014 Circulação: São Miguel, ITAQUERA, vILA Jacuí, jd. helena, v. curuça E GUARULHOS Diretor: Divaldo Rosa Adm. e Financeiro: Ademyr Rodrigues Representante comercial: Adriana Sena, Eduardo Rocha e Ariane Andrade Jornalista FL: Silmara G. Nunes Revisão: Suseli Corumba Rosa Fotos: Bruno Barreto Rosa Diretor de Arte: Sergio Avante Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira Distribuição: Mart Press Distribuidora As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comercias não mantém vínculo empregatício com a empresa. Jornal Acontece Agora, Folha do Itaim & Curuça, Jornal de Ermelino & Ponte Rasa, Jornal Guaianás & Cidade Tiradentes e Revista Acontece Leste A J O R L E S T E O jornal Acontece Agora é Filiado à Associação dos Jornais da Zona Leste Avenida dos Guachos, 166 - Vila Curuça Cep: 08030-360 Itaim Paulista – SP E-mail: raleste@gmail.com site: www.grupoacontece.com.br REDAÇÃO E PUBLICIDADE 2031-2364 | 2513-0928 Patente: PROC. 830024034 Classe 16 RPI RM 2087 Tiragem: 40.000 exemplares FL=FreeLancer cnpj: 03.115.443/0001-16 José Américo No caminho da plena democracia, dois fatores devem sempre ser lembra- dos: a participação popular e o jornalismo aguerrido, investigativo. O povo nas ruas pontuou a luta pelas eleições diretas à Presidên- cia da República, enterran- do a ditadura militar, a tor- tura e os anos de chumbo. Nesse processo, a censura à imprensa marcou uma das estratégias dos generais de plantão que comanda- ram o país. Jornalistas que procuraram exercer sua profissão com dignidade, denunciando abusos con- tra a democracia, foram presos, torturados. Alguns perderam a vida na luta pela liberdade. Essa situação ocorreu em diversas cidades brasi- leiras, como São Paulo. Não à toa, na capital paulista, a Câmara Municipal criou a Comissão da Verdade Vladimir Herzog. O nome presta uma homenagem à memória do jornalista que, mesmo atendendo de forma espontânea pedi- do dos militares para pres- tar depoimento em 1975, acabou preso, torturado e assassinado. Os militares si- mularam, em foto histó- rica, o suicídio de Vlado, como era carinhosamente chamado pelos amigos. Em vão: testemunhos e apura- do trabalho da perícia re- velaram a farsa, detalhada em relatório pela Comissão. Amigo de Vladimir Herzog, o jornalista Audá- lio Dantas – à época dos acontecimentos presiden- te do Sindicato dos Jor- nalistas do Estado de São Paulo – esteve na Câmara Municipal dando seu tes- temunho sobre o episó- dio no Ciclo de Debates em Comunicação. Autor do livro “As duas guerras de A inflação oficial, me- dida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor - Amplo), fechou março em alta de 0,92%, conforme divulgou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Es- tatística). Trata-se da maior inflação para março desde 2003, quando o IPCA teve alta de 1,23%. Em fevereiro, a alta dos preços havia sido de 0,69%. Em janeiro, os pre- ços tinham subido 0,55%, a menor taxa de crescimen- to para meses de janeiro desde 2009. No trimestre, a alta acumulada dos preços é de 2,18%. Em março do ano passa- do, a inflação oficial tinha subido 0,47%. Nos últimos 12 meses, alta acumulada dos preços é de 6,15%. A meta do governo é manter a alta dos preços em 4,5% ao ano, mas há to- lerância de dois pontos per- centuais para cima ou para baixo (ou seja, variando de 2,5% a 6,5%). O IPCA mede a inflação para as famílias com renda de um a 40 salários mínimos em nove regiões metropoli- tanas do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Sal- vador, Recife, Fortaleza, Be- lém, além do município de Goiânia e de Brasília. Alimentos puxaram alta da inflação: quem foi ao supermercado fazer compras em março pode ter tomado um susto com o preço dos alimentos. De acordo com o IBGE (Institu- to Brasileiro de Geografia e Estatística), a batata ingle- sa, por exemplo, ficou 35% mais cara no mês passado. O preço do tomate tam- bém disparou, subindo 32,8%. Raízes e legumes ti- veram alta de 21,95%; o mo- rango ficou 18,7% mais caro. O arroz com feijão tam- bém ficou mais salgado: o preço do feijão-carioca su- biu 11,8%; o preço do arroz aumentou 0,22%. O ovo de galinha, para acompanhar, está 8,2% mais caro. A salada também subiu bastante. O grupo de hor- taliças e verduras teve alta média de 9,36%. Uma sa- lada de repolho, por exem- plo, está custando cerca de 12% mais; o preço da alface subiu 11,4%, e o da couve- -flor aumentou 9,3%. Avião, motel, combus- tível, futebol: além dos alimentos, também pesou no bolso do consumidor a alta das passagens aéreas, que, na média nacional, foi de 26,5%. Na ampla lista de produ- tos pesquisados pelo IBGE, também entra a conta do motel, que está 4,3% mais alta. Para abastecer o carro, o preço do etanol teve alta de 4,07% para o consumidor ao longo do mês passado. Quem tem bichinhos de estimação também pode ter sentido uma alta nos preços dos cuidados, uma vez que o IBGE registrou inflação de 3,25% para este grupo. Os preços de ingressos para jogos subiram 3,1%, segundo o IBGE. Nesta ca- tegoria, o ingresso do jogo de futebol representa qua- se todo o índice total; o re- sultado final também inclui outras modalidades, mas com peso muito menor. Também pesou no bol- so do consumidor uma alta média de 3,01% nos custos do transporte coletivo. Inflação sobe 0,92% em março, maior alta para o mês em 11 anos No Brasil, 52% dos professores do ensino médio não têm formação adequadaA maioria dos professo- res do ensino médio no Bra- sil (51,7%) não tem licencia- tura na disciplina em que dá aulas. Em física, 80,8% dos docentes não são for- mados na área; na discipli- na de química, o índice é de 66,3%. Os dados do Censo Escolar 2013 foram compi- lados pela ONG Todos Pela Educação.  O Nordeste é a região em que faltam mais profes- sores licenciados nas áreas específicas das disciplinas - 66% não são formados na área em que atuam. No Centro-Oeste, o índice é de 60,5%. Na região Norte, o percentual é de 55%. As re- giões Sul (41,9%) e Sudeste (42%) são as com as meno- res carências de professor. A disciplina com maior deficiência éartes em que apenas 14,9% dos professo- res são licenciados. Língua portuguesa é a disciplina com mais professores den- tro da sala de aula que se formaram na área (73,2%). Nos anos finais do en- sino fundamental, 67,2% dos docentes não são habi- litados nas disciplinas que lecionam. Mais uma vez é oNordeste a região com maior deficiência (82,4%). No Norte, 81,9% dos pro- fessores dos anos finais do ensino fundamental não são formados nas áreas que atuam. No Centro-Oeste, o índice é de 64,3%.  Nessa etapa de ensi- no, apenas 28,1% dos pro- fessores de geografia são formados na área. Em his- tória, o índice é de 31,6%, e em ciências, o percentual é de apenas 34,2%. Deficiência na forma- ção: em março, uma audi- toria do Tribunal de Contas da União, feita em parceria com tribunais de Contas dos Estados, já tinha indicado a carência de 32 mil profes- sorescom formação especí- fica nas 12 disciplinas obri- gatórias do nível médio.  Com salários baixos, um dos problemas é que a do- cência não atrai os jovens no ensino superior. Nes- te ano, o piso nacional do professor foi fixado em R$ 1.697,39, para uma jornada de 40 horas.  Mesmo entre os que de- cidiram seguir carreira na sala de aula, a evasão da educação básica é cada vez maior. Insatisfação no tra- balho e desprestígio profis- sional são alguns dos mo- tivos apontados por quem prefere abandonar a sala de aula. Em outubro do ano pas- sado, uma pesquisa interna- cional mostrou que, entre 21 países, o Brasil fica em penúltimo lugar em relação ao respeito e à valorização dos seus professores. A formação e a valoriza- ção do professor é uma das metas do PNE (Plano Nacio- nal de Educação), que está em discussão na Câmara dos Deputados e deve ser votado no dia 22 de abril.  Vlado”, ele confirmou as denúncias contra os tortu- radores. Além disso, pediu a revisão formal do proces- so e a prisão dos assassinos. Fica claro nesses dois exemplos que o trabalho arriscado do bom profis- sional de imprensa deve sempre ser ressaltado. Ain- da mais nesta semana em que se comemora o Dia Nacional do Jornalista, em homenagem a João Batis- ta Líbero Badaró. Médi- co, jornalista e de origem italiana, ele foi assassina- do por inimigos políticos, em São Paulo, no dia 7 de abril de 1830, durante uma passeata de estudantes em comemoração aos ideais libertários da Revolução Francesa (Igualdade, Fra- ternidade e Liberdade). Não por acaso, a Câma- ra Municipal receberá este ano os finalistas de uma das principais premia- ções jornalísticas da im- prensa brasileira: o Prêmio Líbero Badaró. O apoio revela nossa visão de que o reconhecimento do tra- balho de jornalistas que lutam contra o arbítrio, a corrupção e revelam as ameaças contra os di- reitos humanos é ponto- -chave na consolidação da democracia. O autor é presidente da Câmara Municipal de São Paulo. Contato: joseame- rico@camara.sp.gov.br. Brado aos jornalistas que lutam contra o arbítrio ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CARAPICUÍBA / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA /ITAQUERA/ LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA Respeite os limites de velocidade. CG Fan KS 125 13/14 a/v 6.196, ou entr. 1.800,+48x181, (t.prazo 10.488,).CB 300R 14/14 (Standard) a/v 12.910, ou entr. 4.700,+48x300, (t. prazo 19.100,).Lead 14/14 a/v 6.898, ou entr. 1.800,+48x210, (t.prazo 11.880,).Bros 125 ES 13/14 a/v 8.547, ou entr. 3.000,+48x206, (t.prazo 12.888,).Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso, conforme política de comercialização da fábrica.Consulte todas as informações em nosso showroom.Juros 1,99% a.m. (26,68% a.m.) Banco Bradesco (TC R$ 496,).CET máximo 52,85% a.a. TC e IOF inclusos.Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada).Ofertas não cumulativas com outras.Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. JAPAUTO JAPAUTO JAPAUTO JAPAUTO JAPAUTO JAPAUTO www.japauto.com.br JAPAUTO JAPAUTO JAPAUTO JAPAUTO JAPAUTO JAPAUTO www.japauto.com.br PARTIDA ELÉTRICA BROS 125 ES Entrada + parcelas R$ 206, CB 300R Entrada + parcelas R$ 300, FAN 125 KS Entrada + parcelas R$ 181, LEAD Entrada + parcelas R$ 210, ACELERE E APROVEITE!
  3. 3. P á g . 3 1ª QUINZENA ABRIL de 2014 Itaquera vive um mo- mento único na história do bairro. As melhorias de- corrente do programa de Desenvolvimento da Zona Leste, que inclui a constru- ção da Arena Corinthians, onde teremos a abertura do maior torneio de fu- tebol do mundo, e jogos inesquecíveis, motivou os Departamentos da Câma- ra de Animação Econômi- ca e Supervisão de Esporte da Subprefeitura Itaquera a colocar em prática um projeto idealizado por Edu- ardo Penido, morador de Itaquera, que visa envolver toda a comunidade e, prin- cipalmente, as crianças da região. Foi assim que surgiu o projeto Itaquera na Copa: Futebol para Todos, que pretende realizar um cam- peonato semelhante ao da Copa do Mundo. Nele, 32 times amadores de Itaquera representarão cada seleção internacional que já garan- tiu vaga na Copa. A disputa acontecerá em oito campos do bairro, que contempla- rão cada parte de Itaquera neste evento.  O sorteio dos grupos será realizado no dia 13 de O Brasil já começa a en- trar em ritmo de Copa do Mundo. Em junho, 32 se- leções de diversas partes do planeta, se enfrentarão para saber qual é o novo campeão do mundo. O es- petáculo, que não se res- tringe somente aos grama- dos, também movimenta a economia. Nesse ritmo, o Fundo Zona Leste Susten- tável - uma experiência pioneira em desenvolvi- mento local -- montará sua seleção 2014. Até o dia 16 de maio, cooperativas, MEI – Micro- empreendedor Individual, microempresas e grupos as- sociativos de Ermelino Ma- tarazzo, Ponte Rasa, Itaim Paulista, Itaquera, São Ma- teus e São Miguel Paulista poderão se inscrever no edi- tal de seleção. As propostas deverão ser enviadas por meio do site www.zlsus- tenta.org.br onde será pos- sível acessar o edital com- pleto, as etapas de seleção e os documentos necessá- rios para inscrição. O objetivo do projeto é contribuir para o desenvol- vimento local, incentivar a Fundo Zona Leste Sustentável abre edital 2014 em ritmo de Copa autonomia e o protagonis- mo de microempreende- dores por meio de repasse financeiro, que pode che- gar até R$ 25 mil, além de capacitação e acompanha- mento técnico do empre- endimento pela rede de parceiros do Fundo - Uni- versidade Cruzeiro do Sul, Senac-SP, Sebrae-SP, Ins- tituto Alana e Fundação Tide Setubal. Este ano a escolha dos empreendedores acontece em dois tempos. Na pri- meira, com resultado a ser divulgado em 12 de junho, 30 projetos serão escolhi- dos para um curso exclusi- vo ministrado pelo Senac entre julho e outubro. A partir da apresentação do plano de negócios, ao final do curso, serão escolhidos os microempreendedores que receberão o aporte financeiro e técnico para investirem em seus empre- endimentos.   Pré-requisitos para seleção Para o empreendimen- to ser selecionado é preciso demonstrar vínculos claros com a zona leste, compro- metimento com métodos e práticas sustentáveis, carac- terísticas favoráveis a trans- ferências de conhecimento para outros empreendedo- res, vínculos com economia solidária, promoção da igualdade social, participa- ção de jovens e mulheres como protagonistas na con- cepção, execução e gestão do empreendimento; além de coerência e viabilidade técnica do projeto. O Fundo financia até 70% do valor do projeto e com contrapar- tida, os empreendedores se comprometem e, privilegiar a contratação de morado- res e fornecedores da zona leste. Caso empreendimen- to seja informal, também, é necessário a regularização no prazo máximo de seis meses após a publicação do resultado do edital.  Em três edições, o Fun- do Zona Leste Sustentável investiu 710 mil, em 27 pro- jetos de diversos segmentos como sustentabilidade am- biental, alimentação, con- fecção, vestuários e acessó- rios de moda, informática, comunicação e marketing. Em 2014, serão inves- tidos, ao total, 200 mil em todos os projetos. Sobre o Fundo Zona Leste Sustentável O Fundo Zona Leste Sustentável foi criado em 2010 e apoia, atualmente, 27 empreendedores de di- versos segmentos. Promove capacitação técnica e admi- nistrativa, além de aporte financeiro. Instituições parcei- ras do Fundo: Associação Comercial de São Paulo (ASCSP), Escola de Artes, Ci- ências e Humanidades-USP (EACH), USP Leste, Fórum para o Desenvolvimento da Zona Leste, Fundação Tide Setubal, Fundep, Instituto Alana, Instituto Votorantim, Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae- -SP), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac SP), Subprefeitura de São Miguel Paulista, Univer- sidade Cruzeiro do Sul . Projeto “Itaquera na Copa: Futebol para todos” janeiro, às 19h, no auditó- rio da Subprefeitura, locali- zado na rua Augusto Carlos Bauman, 851, 1º andar.  A abertura do campeonato está prevista para o dia 9 de março. A primeira fase da disputa deve ocorrer entre os dias 9 de março e 13 de abril. Os 32 times de vete- ranos, deverão apresentar um time sub12, para que as crianças também façam parte do campeonato, que, segundo a organização, “ficará na memória da co- munidade”. O jogo final, que deverá ser realizado no novo estádio do Corin- thians, acontecerá no dia 18 de maio. Confira abaixo a programação completa. Projeto Social  Definiu-se que cada um dos oito times cabeças de chave deverão in- dicar uma institui- ção situada próxi- ma ao seu campo, para receber as do- ações que serão ar- recadadas durante os jogos. As doa- ções que devrão ser feitas pelos atletas e público visitante, serão de alimentos não perecíveis. Cronograma do Torneio 13/01 – Sorteio dos Grupos 05/03 – Coquetel Abertura 09/03 – Abertura 1ª. Fase – 09/03 à 13/04 27/04 – Oitavas de final 04/05 – Quartas de final 11/05 – Semi-final 18/05 – Final Locais dos Jogos KFC – Colônia Campo do Metrô - Itaquera CDC José Bonifácio – Cohab Centro esportivo Gerdy Gomes – Jd. São Pedro CDM Cidade Líder – Cida- de Líder 7 de Setembro – Vila Pro- gresso CDC Morganty – Jd. Mor- ganty CDC Lá Vai Bola – Pq. Do Carmo O governador Geral- do Alckmin entregou nes- ta terça-feira, 8 de abril, 19 leitos especializados para tratamento de quei- mados no HospitalGeral de São Mateus, unidade da Secretaria de Estado da Saú- de de São Paulo localizada no extremo leste da capital paulista. Além dos leitos es- pecializados, a ala de quei- mados do São Mateus, que abrange uma área de 770 m², ganhou quatro leitos de UTI especializada, salas de emergência, curativos e recuperação pós-anestésica e uma nova sala cirúrgica. “Com essa inaugura- ção, o Hospital de São Ma- teus está se tornando um dos principais centros de referência para o tratamen- to de queimados. Além dos novos leitos, estamos me- lhorando e modernizando as instalações para oferecer um tratamento mais con- Alckmin entrega 19 leitos para queimados no Hospital Geral São Mateus Orçada em R$ 15 milhões, reforma realizada no Hospital Geral de São Mateus inclui ampliação do número de leitos de UTI pediátrica e modernização da infraestrutura de diferentes setores da unidade fortável à população”, afir- mou Alckmin. Orçada em R$ 15 mi- lhões, a reforma ainda in- clui a ampliação de cinco para 10 leitos de UTI pe- mil m² de área da unidade estão sendo reformados. Perfil: referência para casos de média e alta com- plexidades, o Hospital Ge- ral de São Mateus é uma unidade sob administração direta da Secretaria da Saú- de que oferece atendimen- to de urgência e emergên- cia, internações nas áreas de clínica médica, cirúrgica, ginecológica e obstetrícia, pediátrica e queimados e atendimento ambulatorial em 22 especialidades médi- cas. Além disso, o Hospi- tal conta ainda com um cen- tro de parto natural, centro cirúrgico, agência transfu- sional, radiologia, labora- tório de análises clínicas e aparelhos de ultrassonogra- fia e endoscopia. Em média, o hospital re- aliza 7 mil pronto-atendi- mentos e 5 mil atendimen- tos ambulatoriais por mês. diátrica, adequação e mo- dernização dos serviços de nutrição e dietética, almo- xarifado e farmácia e a re- cuperação parcial da facha- da do hospital. No total, 3,8
  4. 4. P á g . 4 1ª QUINZENA ABRIL de 2014 Investigação da Controladoria Geral do Município aponta casos em que o servidor teria que trabalhar por 400 anos para acumular o patrimônio declarado A prefeitura de São Paulo investiga 35 servido- res com patrimônios mi- lionários, aparentemente incompatíveis com seus rendimentos. Alguns dos funcionários teriam de tra- balhar mais de 400 anos para acumular tantos bens, segundo informações com- piladas em um levantamen- to feito pela Controladoria Geral do Município e divul- gadas pelo jornal Folha de S.Paulo. A administração municipal abriu sindicância para apurar as situações mais graves entre 813 casos mapeados no ano passado, nos quais os funcionários precisariam trabalhar pelo menos trinta anos economi- zando 60% do salário para obter todo o patrimônio. “Os servidores já estão sendo chamados. Mas, se comprovarem a origem lí- cita dos bens, os processos serão arquivados”, disse o controlador-geral do muni- cípio, Mário Vinícius Spinelli. Além do patrimônio, a Começaram na última quinta-feira, 10, as inscri- ções para o concurso “A mais bela idosa” da capi- tal paulista. As candidatas devem ter 60 anos ou mais e morar na cidade de São Paulo. A competição tam- bém terá cinco outras cate- gorias: Miss Timidez, Miss Sorriso, Miss Simpatia, Miss Beleza e Miss Elegância. A seleção das finalistas acontece dia 29 de abril, às 13h, e a final no dia 8 de maio, das 13h às 17h. As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de abril, pelos telefones (11) 2030-4000. O IPGG está localizado na Pça. Aleixo Monteiro Mafra, 34, São Miguel Paulista, zona leste da capital. Funcionários da prefeitura de São Paulo são suspeitos de enriquecimento ilícito  seleção dos casos mais pro- váveis de enriquecimento ilícito foi feita com base em uma matriz de risco, que inclui se o funcionário tem histórico de denúncias de corrupção e qual seria a via- bilidade do funcionário es- tar exposto a situações que poderiam gerar pagamento de propina. Os 155.000 servidores são obrigados a informar dados como dinheiro no Brasil e no exterior, imóveis, joias e obras de arte, em nome do funcionário, do cônjuge e dependentes. Em caso de descumprimento da regra, o salário pode ser até suspenso. O objetivo da implanta- ção do sistema, que deve ser cedido a outros municípios do país, é impedir novos casos como o do ex-diretor de aprovação de projetos da Prefeitura, Hussain Aref Saab, que acumulou pelo menos 106 imóveis entre os anos de 2005 e 2012. Caso não haja comprova- Os artistas e curadores Barbara Goy, Diego Zéfix, Thiago Falgetano e Danilo Roots começaram a traba- lhar nos primeiros 60 me- tros do Projeto 4 KM, ação do Governo do Estado de São Paulo, que começa na estação de metrô Pa- triarca e segue como uma galeria a céu aberto até a estação Corinthians-Ita- quera, na zona leste da capital. A obra será a maior in- tervenção de grafite a céu aberto da América Latina. Atualmente, já é possível ver algumas cores e a for- ma de uma bandeira do Brasil. “É um sonho ga- nhando cor”, resume Ra- quel Verdenacci, diretora de projetos estratégicos da Companhia Paulista de Turismo e Eventos e co- ordenadora executiva do Comitê Paulista 2014. “São 70 artistas que assinarão a obra desse imenso painel, viabilizado pelo de traba- lho de uma equipe muito empenhada, liderada pela Carol Fontes, nossa geren- te de eventos”, ressaltou. O quarteto de artis- tas virou a noite do dia 10 sobre os andaimes. “É desafiador. Somos quatro artistas de regiões e estilos bem distintos, unidos para fazer um projeto que abri- rá espaço para mais 70 ar- tistas. Famosos ou não, to- dos terão a oportunidade de criar uma obra sobre temas - a cidade de São Paulo, o futebol e a torci- da brasileira - e conquistar um espaço para apresen- São Paulo premia a mais bela idosa da capital Mulheres com 60 anos ou mais podem se inscrever no concurso que acontece em 8 de maio tá-la ao mundo”, comen- tou Diego Zéfix, que se de- dica ao grafite há 12 anos de grafite. “Cada artista receberá 50 latas de spray, mais uma cota de latex, só isso já é um investimento alto em se falando de arte de rua”, completou o de- signer Danilo Roots.  A única mulher entre os curadores, a artista plásti- ca Bárbara Goy, 35 anos, deixou seu bebê de sete meses com a mãe e virou a noite trabalhando com os amigos. “Espero ser surpreendida pela comu- nidade artística, não vejo a hora de chegar o dia 16 para escolhermos os de- senhos que formarão este painel que só perde em tamanho para o muro de Berlim”, afirmou. Nos próximos dez dias, quem passar pela Radial Leste, além da bandeira do Brasil, verá surgir uma chu- teira, que simboliza o pon- ta pé inicial do projeto e os principais prédios da cidade que colorirão o horizonte. Para os interessados em terem suas obras grafita- das no muro, as inscrições podem ser realizadas no site www.turismoemsa- opaulo.com até o dia 15 deste mês. A avaliação será feita por uma comis- são técnica que levará em conta criatividade,  quali- dade, adequação ao meio e ao tema proposto. Os artistas serão escolhidos até o dia 16 de abril e a execução dos 4 km de gra- fitagem será concluída em três meses. Cores do mural de grafite de 4 km começam a aparecer ção da origem do dinheiro, a sindicância patrimonial pode resultar em demissão e até ações judiciais. A Procu- radoria Geral do Município também poderá requerer à Justiça o seqüestro dos bens obtidos de maneira ilegal. Em fevereiro, o prefeito Fernando Haddad (PT) pu- blicou um decreto que pos- sibilita que até terceirizados passem por esse tipo de pro- cedimento de investigação. Fonte: Revista Veja São José de Anchieta foi proclamado santo por meio de um decreto que o Papa Francisco Francisco assinou no dia 3 de abril de 2014. O religioso Jesuíta da Companhia de Jesus, Padre José de Anchieta, com o então provincial do Brasil, padre Manoel da Nóbrega, e outros religiosos jesuítas, fundaram em 25 de janeiro de 1554, no planalto de Pi- ratininga, o Colégio de São Paulo de Piratininga. Nas- cia, no ponto mais avança- do do planalto, sobre uma colina situada no encontro dos rios Anhangabaú e Ta- manduateí, a cidade de São Paulo, a maior da América do Sul. Anchieta desenvolveu uma intensa ação evangeli- zadora não só em São Pau- lo, mas também em outros estados brasileiros, como Espírito Santo, Bahia e Rio de Janeiro. A Arquidiocese de São Paulo está em festa pela canonização de José de An- chieta e acolhe com mani- festações de júbilo e Ação ESPECIAL: São José de Anchieta de Graças a Deus. Na tarde da quarta-feira, 2, às 14h, todas as igrejas e capelas da Arquidiocese tocaram os sinos, na mesma hora, além de estarem realizando ce- lebrações espontâneas de louvor e agradecimento a Deus. O Cardeal Dom Odi- lo Pedro Scherer, Arcebis- po Metropolitano, presidiu Solene Oração em Ação de Graças pela Canonização de Anchieta, às 18h na Cate- dral da Sé; o mesmo acon- teceu às 19h30 no Pátio do Colégio. Às 14h30, no Pátio do Colégio, Dom Odilo e os Padres Jesuítas: Mieczyslaw Smyda, Provincial da Pro- víncia Centro-Leste do Bra- sil, da Companhia de Jesus; e Carlos Contieri, Diretor do Pátio do Colégio/ SP, conce- deram entrevista coletiva à imprensa para falar sobre a Canonização de Anchieta. Dois banners grandes foram expostos com a ima- gem de José de Anchieta em frente à Catedral da Sé e ao Pátio do Colégio.  No domingo, 6, às 9h30, Scherer, Arcebispo Metro- politano, concelebrada por Dom Cláudio Hummes, Ar- cebispo Emérito, pelos bis- pos auxiliares, e pelo Clero presente na Catedral.  Na Catedral da Sé tam- bém estavam autoridades militares e civis entre eles Geraldo Alckmin, Governa- dor de São Paulo; Fernando Haddad, Prefeito; Senador Eduardo Suplicy; o Deputa- do Federal Gabriel Chalita; além de José Renato Nali- ni, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado; e Ana Maria Marques Cintra, Rei- tora da PUC-SP. Numa verdadeira ope- ração conjunta entre vários veículos de comunicação, os fiéis puderam acompanhar, ao vivo, a Missa Solene por meio de 6 emissoras de te- levisão. No rádio, a Rádio 9 de Julho da Arquidiocese e mais 240 emissoras e 7 gera- doras de rádio, uma parce- ria com a Rede Católica de Rádio (RCR), transmitiram a celebração; além do site da Arquidiocese de São Paulo, através da Web TV Paulo Apóstolo. Em 24/4, às 18h (horário de Roma), o Papa Francisco presidirá Missa em Ação de Graças pela Canonização de Anchieta, na Igreja de Santo Inácio de Loyola, em Roma.  fiéis se concentraram no Pá- tio do Colégio, onde teve a apresentação do Musical “Anchieta para todas as Tribos”, da Comunidade Católica Shalom, intercala- da com orações e cantos. Às 10h15, todos saíram em procissão com uma relíquia do Padre Anchieta (pedaço do fêmur), em direção à Ca- tedral da Sé, onde, às 11h, houve a Missa Solene em Ação de Graças pela Cano- nização, presidida pelo Car- deal Dom Odilo Pedro
  5. 5. P á g . 5 1ª QUINZENA ABRIL de 2014 Roda VivaRoda Viva O deputado federal Pau- lo Teixeira (PT) participou do PROGRAMA RODA VIVA do Grupo Acontece de Jor- nais e Revistas, no último sábado (12), convidado pelo diretor Divaldo Rosa, por se tratar de um político “ficha limpa”, filho de São Mi- guel e defensor do desen- volvimento da Zona Leste. Foi um encontro de altíssimo nível, pois acompanharam o deputado, Simão Pedro, atual secretário de serviços da PMSP; o eng. Aldo An- tunes,  atual subprefeito de São Miguel; Célia Aparecida Assumpção, chefe de gabi- nete da Subprefeitura SM; Prof. Adalberto Tim Maia, ex-subprefeito de São Mi- guel e Cátia Esteves, agên- cia Planeta; entre outros. Do lado empresarial estavam o Fernando José Velucci, Su- perintendente da Distrital São Miguel da ACSP; Arlin- do Miragaia, representando a Universidade Cruzeiro do Sul;  Marcelo Doria, Presi- dente do CDL São Mateus; Dr. José Eduardo, represen- tando o Colégio Emilia Mari- nho; João Francisco Ferreira Nascimento, ex-subprefeito do Itaim Paulista; Dr. Luiz Carlos Silva Silva, diretor da OAB-São Miguel; Marcos Bazzana Delgado, presiden- te da Associação dos Inspe- tores da GCM; Nonô, presi- dente do Conseg-SM; Tuany Cesar de Lima do site O Me- lhor do Bairro; Valfredo Go- mes, empresário; e muitos outros. Estiveram registran- do o encontro os 15 jornais de bairro e duas revistas, além de cerca de 30 jornais da AJORLESTE, que não pu- deram comparecer mas vão receber a matéria através do Divaldo Rosa, atual vice-pre- sidente da entidade. Des- taque para Lucy Mendonça (Jornal Gazeta de São Ma- teus); jornalista Francisco de Souza (Grupo de Jornais Ga- zeta Penhense e Jornal Pau- listão Avenidas); Toninho Teixeira (Grupo de Jornais Folha de São Miguel); Leda Marcia Yojo Yojo, Revista Perfil; Tiago Pierre (Jornal Viva Leste); Mário Luiz Cor- tes (Jornal de Cangaíba); além dos jornais e revista do Grupo Acontece. Dando início ao Progra- ma Roda Viva pela ordem de perguntas: Arlindo Miragaia: De- putado, gostaria de saber sobre a Usina de Pasadena, no Texas, USA. Gostaria de saber a posição do partido (PT) quanto ao fato. Paulo Teixeira: Eu acho que a pergunta que o Ar- lindo está fazendo é muito importante, ela diz respeito ao combate à corrupção. E como a gente faz o comba- te à corrupção? Esse é um tema caro pra nós, para o PT, porque nós sempre luta- mos contra a corrupção. Eu acho que ele está sendo in- tensamente feito. Tem-se a polícia Federal independente que é capaz de fazer ações como a que fez ontem na Petrobrás, você tem uma CGU bem or- ganizada, o Tribunal de con- tas, tem o ministério público e tem a justiça. Então o Bra- sil tem a melhor lei de com- bate à corrupção do mundo: a lei de acesso a documentos públicos. Agora, eu nunca achei que nós acabássemos com a corrupção, eu sempre achei que nós temos que ser duros contra a corrupção. Ainda que tiver alguém dos nossos, tem que ser comba- tido igualmente. Sobre Pa- sadena, essa semana teve lá na bancada federal o Ga- briele que foi presidente da Petrobrás. Inclusive as expli- cações que ele deu são as ex- plicações que estão no meu site com números. Ele mos- tra que a Petrobrás pagou 463 milhões de dólares e a Astra Oil pagou 360 milhões de dólares. Então o preço se equivale e não dá mais pra dizer que o preço de Pasa- dena foi 43 e a Petrobrás pagou 1 bilhão. Ele mostrou que o preço que a Astra Oil pagou é quase igual ao preço que a Petrobrás pa- gou. Grabriele afirma não ter problema na compra de Pasadena, inclusive quan- do a Dilma alegou que na reunião do conselho de ad- ministração duas cláusulas não tinham sido mostradas, ele falou que realmente não foram, mas isso não causou nenhum impacto para o ne- gócio. Por último, ele está dizendo que teve um negó- cio feito em 2006/2007/2008 e teve uma crise americana que afetou o valor do petró- leo. Se teve uma perda, essa perda foi recuperada pelo fato dessa usina passar a re- finar xisto leve, então não precisou fazer o tal inves- timento que era a cláusula de investimento e a cláusula Marlin. Em síntese, fizemos um negócio  que no meio do caminho teve algum proble- ma e agora virou um bom negócio.  Ou seja, Pasadena foi um bom  negócio para a Petrobrás.  Toninho: O que nós po- demos fazer para termos uma São Miguel mais sus- tentável? Paulo Teixeira: Sobre a questão da sustentabilida- de, eu e o deputado Arnal- do Jardins trabalhamos na câmara federal com o mar- co regulatório dos resíduos sólidos. O Simão poderá di- zer das próximas porque ele está prestes a contratar um novo ciclo de logística re- versa que vai impactar todo o Brasil. E também a ideia de que a reciclagem passa pelos catadores. Simão e o Haddad pegaram a cidade com menos de 1,5% de re- ciclagem e vão conseguir aumentar para 10% de reci- clagem. Claudionor - CONSEG SM: Gostaria de saber sobre os projetos que se tem para o hospital Tide Setubal. Paulo Teixeira: Sobre o Tite Setúbal eu já apoiei a compra de um equipamen- to e nós estamos liberando um milhão para os seguin- tes hospitais da zona leste: o Waldomiro de Ermelino Matarazzo, o Hospital da Cidade Tiradentes e o Hos- pital de Guaianases. O tema da saúde é fundamental, eu tenho a honra de ter parti- cipado com o Haddad do debate do curso de medici- na e de ter participado da 1° audiência que as irmãs Mar- celina fizeram para a criação da Faculdade de Medicina. Esta faculdade foi criada no Santa Marcelina e já deve estar na segunda turma. Com certeza isso será muito importante para aumentar a oferta de médicos aqui na região leste. Marcelo Doria: Como a sua legislatura é no plano federal, gostaria que nos informasse por que o go- verno Dilma tendo a maio- ria no Congresso Nacional, não consegue programar as reformas estruturais de que precisamos. E qual o risco das manifestações pre- judicarem o favoritismo da presidente Dilma? O PMDB tem risco de romper com o governo? Porque vocês vão precisar dessa base princi- palmente com os municí- pios... Paulo Teixeira: São três questões importantes, o Brasil tem um sistema polí- tico que elege o presidente da república e não lhe dá a maioria congressual, isso é uma coisa extremamente difícil, mas é assim que acon- tece. Por isso temos que ter uma reforma política capaz de aperfeiçoar o sistema político brasileiro. Em se- gundo lugar, o PMDB tem a vice-presidência, ou seja, eles têm o Michel Temer, que faz parte do governo. Mas o PMDB tem a seguinte situ- ação: uma parte do partido está conosco, e outra parte do partido não está conosco. Portanto, você tem que en- xergar essa realidade e tra- balhar com essa realidade. Terminada a eleição, em mi- nha opinião, nós temos que fazer um esforço de conver- sar com o PMBD no sentido de apurar quem está conos- co e fazer um alinhamento e qualificar essa relação. Jornalista Lucy Men- donça questiona o secre- tário Simão Pedro (pre- sente no encontro): Qual a possibilidade de instalar câmeras de monitoramento dentro das UBS e AMAS? Simão Pedro: Esse tema da segurança pública é um tema que é de responsabi- lidade do estado, mas nós fazemos a parte auxiliar como a iluminação pública. No ano passado, trocamos 120 mil lâmpadas e um pou- co mais de 18 mil postes. Por exemplo, lá na sua região, na Vila Bela, não tinha qual- quer nível de iluminação e esses guardas quiseram am- pliar a “operação delega- da”. Mas é uma dificuldade porque os policiais querem trabalhar só durante o dia. Nós queríamos ampliar o trabalho noturno e fazer o reforço de segurança dos equipamentos e das escolas, mas às vezes os policiais não querem ficar na rua, eles querem ficar dentro, e isso dificulta a ação. Euflavio (Artista Plás- tico): Gostaria de saber sobre a contaminação do solo da USP Leste e também sobre os projetos culturais para nossa região. Paulo Teixeira: Há duas semanas, o SESC se compro- meteu de construir uma uni- dade basicamente em São Miguel. Como todos sabem, ele tem uma programação cultural excelente, com show, oficinas e atividades muito ricas para todos. Eles estão construindo também uma unidade do SENAC aqui na Marechal Tito, ou seja, isso vai enriquecer muito o cená- rio cultural de formação do nosso povo de São Miguel. Vamos batalhar para que o centro cultural entre ou com verba da cidade ou com ver- ba do governo federal. Sobre a USP LESTE, eu não consegui me aprofundar sobre o laudo técnico referente à contami- nação, se ela provoca algum risco às pessoas que ali traba- lham ou estudam. Mas vou verificar o caso. Francisco de Souza, (Gazeta Penhense): Qual o legado que a Copa deixará para nossa região? Paulo Teixeira: Eu sou um defensor dessa Copa do mundo, em primeiro lugar é o evento mais visto no mundo. Segundo, o estádio que foi construído será um estádio multiuso, que terá jogos, shows, hotel, restau- rante, além disso, aquela área de Itaquera será toda reestruturada. Teremos mais turistas aqui no Brasil que gastarão muito dinheiro e a gente vai recuperar tudo o que foi investido nos es- tádios. Os estádios são mais seguros pra quem vai assistir aos jogos, eles são filmados, as cadeiras são numeradas, então além de ter mais con- forto, vamos ter maior con- trole de violência nesses es- Deputado Paulo Teixeira participa do Programa Roda Viva do Grupo Acontece tádios para os torcedores. O Brasil precisa superar o que o Nelson Rodrigues chama- va de complexo de vira-lata. Aquela ideia de que não po- demos ter um estádio me- lhor, tudo tem que ser de 2ª. categoria e que nada pode ser bom. E por último, con- cluo dizendo que nós deci- dimos que 75% dos royalties do petróleo vão para a edu- cação e os outros 25% vão para a saúde e isso é uma fortuna. Toninho (Folha de São Miguel): O que o Paulo Tei- xeira pensa do deputado Paulo Teixeira? Paulo Teixeira: Antes de responder ao Toninho quero me prontificar aqui de fazer lá em Brasília e aqui em São Paulo uma reunião da AJORLESTE com o pesso- al da comunicação e já que- ro pedir pra Cátia marcar essa reunião. O que eu penso do Pau- lo Teixeira? A gente é aonde o pé da gente pisa, eu sou fruto desta região, do povo sofrido que construiu sua casa aqui com muita difi- culdade. Eu sou parte des- sa energia do povo da zona leste que é digno e batalha- dor. O povo pobre sabe que para construir uma casa não é do dia para a noite, então eu aprendi também aqui a ser honesto, pra mim esse é o valor mais importante. O povo mineiro diz o seguinte para o filho quando ele sai de casa: “Filho, o importan- te não é sair de casa, é voltar para casa”. Por isso, é tão importante pra mim voltar aqui pra São Miguel com a mesma dignidade e poder ser recebido por vocês, de braço abertos. Figueiredo citou fatos relevantes sobre a falta de sinalização na Avenida Pires do Rio, em São Miguel. Paulo Teixeira: Minha sugestão é que como ele fa- lou na presença do subpre- feito, o próprio subprefeito poderá encaminhar isso para o departamento de trânsito para fazer um es- tudo e resolver o problema. Jornalista Tiago Pierre: O que você acha das subpre- feituras serem administra- das por pessoas que não são da região?Qual conselho o Sr. daria para um subprefei- to nesse sentido? Paulo Teixeira: Primei- ra coisa, eu acho que o Haddad vai dar conta des- se recado, acho que ele vai chegar no 3° e 4° anos de governo muito melhor. Nós só administramos São Paulo quando a casa cai. Por exem- plo, quando caiu o Pita, che- gou a Marta; teve o ex-pre- feito e chegou o Haddad. Ele vai equacionar a dívida com o governo federal, se ele equacionar essa divida, vai sobrar uma margem de investimento alto, se ele equacionar o problema do IPTU, vai sobrar uma mar- gem, melhorando a capa- cidade de investimento, eu acho que ele será um bom prefeito. Subprefeitura tem que ser um lugar que você dialoga e a partir daí você alavanca o seu bairro. Eu acho que esse é o jeito das coisas acontecerem. Paulo Teixeira permane- ceu na sede do jornal por mais de duas horas, respon- dendo a todas as perguntas como a crise na Petrobrás (Refinaria de Pasadena), se- gurança na Copa, violência nas escolas, Governo Dilma, Governo Haddad, crise com os jornais de bairro, subpre- feitura de São Miguel, cul- tura, novo hospital em São Miguel, reformas estruturais e muitos outros. Terminou o encontro com um grande saldo positivo, pois debateu com uma plenária seleta, comprometida com o desen- volvimento da Zona Leste e pôde mostrar porque é con- siderado um dos melhores deputados do PT.
  6. 6. P á g . 6 1ª QUINZENA ABRIL de 2014 PUBLICIDADEPUBLICIDADE
  7. 7. P á g . 7 1ª QUINZENA ABRIL de 2014 Do erudito ao popular. Com uma agenda reple- ta de atrações musicais, a “Semana Francesa” traz o regente Yan Pascal Totelier e o pianista Jean Bavouzet, nos dias 11 e 12, para apre- sentação com a Orquetra Sinfônica do Estado de São Áries A tensão continua, mas é bastante ame- nizada por aspectos muito positivos entre Júpiter, Lua e Vênus, que vão movimentar suas emoções mais profundas. Possíveis difi- culdades familiares ficam para trás. Dia ótimo para acordos entre sócios e parceiros. Touro Seu regente recebe ótimos aspecto de Saturno, Lua e Jú- piter, beneficiando seus relacionamentos pesso- ais e profissionais, as amiza- des e os acordos de negócios. Apesar de toda a tensão que continua, sua vida caminha de maneira mais branda. Gêmeos Questões relaciona- das às suas finanças, aos projetos de tra- balho e à sua car- reira e projetos profissionais ganham um novo e positivo movimento, apesar da tensão no céu. Vênus, Saturno, Lua e Júpiter, em ótimos aspectos, prometem bons resultados. Câncer Um ótimo aspecto entre Júpiter em seu signo, Vênus, Lua e Sa- turno movimenta po- sitivamente sua vida. As emo- ções fluem com tranquilidade e, apesar das tensões ainda existentes no céu, você sente- -se bem. O momento é ótimo para estar junto dos seus. Leão Ótimos aspectos en- tre Vênus, Lua, Sa- turno e Júpiter movi- mentam de maneira bastante positiva suas emo- ções mais profundas. Seu de- sejo será estar mais próximo de seus pais. Apesar da tensão que continua forte no céu, o dia segue mais tranquilo. Virgem Apesar da tensão continuar forte no céu, você terá um dia mais tranquilo, espe- cialmente nos relacionamen- tos que envolvem emoções e entrega. A maioria dos seus amigos estarão mais próximos e você estará mais aberto. Projetos e planos futuros são beneficiados. Libra Apesar da tensão que ainda existe no céu, você passa por um mo- mento de maior equi- líbrio, especialmente no que diz respeito às suas finanças, seu dia a dia de trabalho e seus planos de negócios. O momento é ótimo para inves- tir em sua carreira. Escorpião Ótimos aspectos en- tre Saturno em seu signo, Júpiter, Vênus e Lua movimentam positivamente vários setores de sua vida, apesar de toda tensão emocional que você tem vivido. Seu coração está mais aberto e mais preparado para o amor. Sagitário Apesar de toda ten- são que continua no céu, suas emoções encontram um ponto de equilíbrio. O dia segue mais tranquilo e você consegue so- lucionar questões relacionadas à sua vida doméstica e finan- ças, especialmente as que en- volvem sócios e parceiros. Capricórnio Ótimos aspectos en- tre Vênus, Lua, Sa- turno e Júpiter bene- ficiam diretamente suas amizades, as viagens, os acordos de negócios e seus relacionamentos, os pessoais e os profissionais. Mesmo com toda tensão existente no céu, você mantém o equilíbrio. Aquário Apesar da tensão con- tinuar bastante inten- sa no céu, este é um ótimo momento para suas finanças, seus projetos de trabalho e sua carreira. É hora de tirar do papel seus planos de negócios e colocar as mãos na massa. Os resultados po- dem ser melhores. Peixes Ótimos aspectos entre Vênus, Lua, Saturno e Júpiter envolvem di- retamente seu signo, beneficiando seus sentimen- tos, abrindo seu coração para o amor e melhorando signifi- cativamente o relacionamen- tos com os filhos. A tensão no céu continua, mas estes serão dias de maior equilíbrio. Paulo (Osesp). A iniciativa, idealizada pela Câmara de Comércio França-Brasil (CCFB-SP), vai promover a apresentação da escola de samba Impé- rio de Casa Verde durante a Francofesta, no sábado, dia 12/04. Atrações culturais da “Semana Francesa” Música, teatro, exposição e cursos são os destaques da agenda para o final de semana. Ação reúne 17 restaurantes franceses com menus especiais com preços promocionais para o público. A agenda do evento para o final de semana conta, ainda, com a peça teatral “O Convidado Sur- presa” baseada no livro de Grégoire Boillier. Para os aficionados em artes plás- ticas, há a exposição do ar- tista francês Christian Bol- tanski, que elaborou uma “mini-São Paulo” feita de materiais inusitados como caixas de papelão e listas telefônicas.   Confira, abaixo, mais de- talhes das atrações do final de semana: Francofesta Local: Avenida Miguel Estéfano, 4241 – Portão 2 (Espaço Dom Pedro). Pre- ço: R$ 30 (crianças até 10 anos e pessoas até 75 não pagam). Data: 12/04/2014. Horário: 10h às 18h Peça: “O Convidado Surpresa” Local: SESC Pinhei- ros. Preço: R$ 5 a R$ 25. Datas: 11 e 12/04. Horá- rio: 20h30  Tortelier et Bavouzet - Osesp Local: Sala São Pau- lo. Preço: R$ 36 a R$ 166. Datas: 11 e 12/04. Horá- rio: 21h (sexta-feira) e 16h30 (sábado) Exposição – Christian Boltanski Local: Sesc Pompéia. Preço: Grátis. Datas: Terça a domingo. Horário: 10h às 20h Mais um feriado está chegando – nos dias 18, 19, 20 e 21/4 - e os núcleos do PET (Parque Ecológico do Tietê), oferecem diversão para toda família. São três centros de lazer na Capital Feriadão no Parque Ecológico Tiete Folga de quatro dias é boa oportunidade para relaxar nos parques do DAEE Quando sua empresa diz não ao trabalho infantil, muita gente pode dizer sim para sua marca. Invista nas crianças e adolescentes do Brasil e tenha o selo de reconhecimento da Fundação Abrinq. Seja uma Empresa Amiga da Criança. Saiba mais pelo site www.fundabrinq.org.br/peac ou pelo telefone 11 3848 4870 Uma iniciativa: C M Y CM MY CY CMY K Anuncio_PEAC_14-08-2013.pdf 1 02/09/2013 17:23:19 - Eng Goulart, Vila Jacuí e Ilha do Tamboré - com vá- rias atrações, a exemplo de quiosques para churrasco, espaço verde em abundân- cia para piqueniques, tri- lhas, quadras, pedalinhos e ciclovias, entre outras.  Núcleo Eng. Goulart:  Trata-se do maior do Parque Ecológico do Tietê, no qual se pode desfru- tar de uma área com 14 milhões de m² que possui desde atrações culturais, programas de educação ambiental a vários equipa- mentos de lazer. A estrutura do Nú- cleo Engenheiro Goulart conta ainda com 12 sani- tários, sendo 4 para pes- soas com deficiência, 7 vestiários e ambulatório.  Núcleo Vila Jacuí  Quem visitar o Jacuí, nú- cleo um pouco menor com 171 mil m² - bem ao lado do Núcleo Engenheiro Goulart, também na Zona Leste. O parque possui 12 quiosques com churras- queiras e é necessário, igualmente, agendamento prévio, pelo telefone 2033- 1940. 
  8. 8. P á g . 8 1ª QUINZENA ABRIL de 2014 PUBLICIDADEPUBLICIDADE

×