Jornal dos Comerciários - Nº167

615 visualizações

Publicada em

Jornal do Sindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu e Região, Nº 167, abril de 2015;

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
615
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
185
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal dos Comerciários - Nº167

  1. 1. Atenção para os feriados do mês de Abril! É proibido o trabalho nestes dias: 3 de Abril | Sexta Feira da Paixão; 21 de Abril | Tiradentes; 23 de Abril | São Jorge; Votaçãoqueocorreu na última assembleia dia 17deMarço. Participeda próxima assembleia da cate- goria dia 2 deAbril. Página4 www.sindconir.org.br comunicacao@sindconir.org.br /sindconir.comerciarios •Ano 19 •Número 167 •Abril de 2015 Publicação do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis, Paracambi, Itaguaí, Belford Roxo, Queimados, Japeri e Seropédica. Filiado à • No dia 17 de Março a categoria compareceu em peso à assembleia marcada pela diretoria do Sindicato para deba- ter a Campanha Salarial 2015. Essa foi a última da rodada de assembleias que aconteceram em to- das as cidades da base e se dedicaram à construir nossa pauta de reivindi- cações com a participa- ção ativa da categoria. Agora partimos para um segundo momento da nossa campanha em que iremos apresentar nossa pauta de reivindi- cações aos sindicatos dos patrões e buscar formas de luta e pressão para que nossos direitos sejam respeitados e outros mais conquistados. Dia 24 de Março iremos entregar a pauta que foi aprovada CATEGORIA Foto: Paulo Santos. Fortalecer a Campanha Salarial 2015: PRÓXIMAASSEMBLEIA DIA2DEABRIL(Quinta,19h) na sede do sindicato dos patrões. Como sempre, faremos um grande ato para dar largada à cam- panha nas ruas. Também está progra- Terça,24deMarço-ATODACAMPANHASALARIALEM NOVAIGUAÇU; Quinta,2deAbril-19H,PRÓXIMAASSEMBLEIA.(RuaDr.BarrosJúnior,396,Centro). Próximas atividades da campanha: • Piso salarial de R$ 1.133,00. • Aumento real da comissão de 1%. • Auxilio creche no valor de ½ salário mínimo nacional, para homens e mulheres. • Abono de Natal no valor de 10% do Piso (R$113,30). • Estabilidade de 24 meses antes de se aposentar. • Estabilidade de 12 meses após o parto. QUAIS NOSSAS REIVINDICAÇÕES? Veja alguns pontos da pauta que foi aprovada pela assembleia: Próximas atividades da campanha: COMBATE ÀS OPRESSÕES O feminicídio pode tornar-se crime hediondo. Seguir na luta para garantir essa e outras conquistas! mado um ato em Niló- polis,que tem outro sin- dicato patronal, a parte. Acompanhe o site e o Jornal do Comerciário para ficar por dentro. Próxima assembleia dia 2 A próxima assem- bleia acontecerá no dia 2 de abril (Quinta), às 19h também no esta- cionamento ao lado do Sindicato (Rua Doutor Barros Júnior, Nº 396, Centro de Nova Igua- çu).Essa vai ser uma im- portante assembleia pois além de debater sobre os rumos da nossa Cam- panha Salarial, também iremos eleger os delega- dos ao 2º Congresso de nossa Central Sindical, a CSP-Conlutas (veja mais sobre isso na matéria na página 3) e já eleger a Comissão Eleitoral que vai reger a próxima eleição para diretoria do Sindicato que acontece esse ano. Mais informa- ções sobre esta eleição nas próximas edições. DENÚNCIA • Os trabalhadores do Guanabara que volta- ram de férias de fevereiro, não receberam o adiantamento no mês de março. “Tudo por você” informou à galera que eles retornaram no dia 4 de março. Sabemos que não existe a obrigatoriedade de adiantamento, mas “tudo por você”, pode ser mais generosa, já que pa- trocina o campeonato carioca, carnaval, car- ros e barras de ouro para o freguês.E a baiana propaganda mil e uma utilidades. Tudo por você!!! Página3 MOVIMENTO Tudo pronto para o 2º congresso da CSP-Conlutas: Veja como será e quando será a eleição dos delegados
  2. 2. Saiba o que são as MP’s 664 e 665 e como elas afetam seus direitos CLÍNICAS DE ATENDIMENTO AMBULATORIAL Consultas livres, descontos nos exames. Consulte as tabelas das clínicas. SEG MEDIC – Centro de Nova Iguaçu – Tel.: 2666-5800; R$ 27 mensais. HOVERLY (Familiar) – Centro de Belford Roxo e Centro de Nova Iguaçu - Tel.: 2662-0876. R$ 39 mensais. RIO DE JANEIRO – Centro de Nova Iguaçu,Nilópolis,Queimados e Duque de Caxias.Tels.: 2668-4892 / 2195-0250. R$ 27 mensais. PLANO DE SAÚDE AMBULATORIAL MEMORIALSAÚDE-(ANS:37301-0)Doistiposdeplanos:até58anos(R$60) eacimade59anos(R$219).Cobremamografiaetomografia.Amplaredenoestado. www.memorial-saude.com.br PLANOS DE SAÚDE ODONTOLÓGICOS PRIMAVIDA - (Ans - 41.652-5) Tel.: 3299-4500 – www.primavida.com.br ISODONTE - (Ans - 41.526-0) Tel.: 2220-0175 – www.isodonte.com.br PLANO FUNERAL ENVIDA RIO - Carência de 30 dias para titular e 45 dias para dependentes.Soli- cite seu guia de des-contos.Rua Ver.Marinho Hemetério de Oliveira,579 – Cen- tro de Queimados – Tels.: 2663-4900 / 2665-1875; Plano familiar 1 – Esposo/a, compa-nheiro/a, filhos/as até 21 anos solteiro/a). Plano familiar 2 – Esposo/a, companheiro/a, filhos/as a partir de 22 anos solteiro/a. PSICÓLOGOS DR. DAVID PECIS - 40% de desconto - Pracinha Wallace Paes Leme, 1864 – Centro de Nilópolis.Tel.: 99316-7816 (Claro) e 98133-7813 (Tim). DRª. NOELE SOARES – (Tabela do CRP); Tel.: 98108-4008. CONVÊNIOS EDUCACIONAIS FAIT IDIOMAS - Rua Ernestina, 87, Centro de Nova Iguaçu - Inglês, Francês, Alemão, Espanhol, Italiano, Libras, Hebraico; Ver tabela. 50% desconto. INFORMATIC CENTER - Av. Irmãos Guinle, 901/201 - Centro de Queima- dos. 58% de desconto. ESCOLA ADVENTISTA DE NOVA IGUAÇU – Rua Presidente Sodré, 257 – Centro de Nova Iguaçu – Tels.: 2667-4070 / 2668.1641; Site: eanig.educacaoadventista.org.br; Descontos de 15% nos curso de: Educação in- fantil; Ensino fundamental (1º ao 5º ano) e Ensino fundamental (6º ao 9º ano); Desconto fidelidade de 10%. FACULDADES SIMONSEN - www.simonsen.br UNIG - www.unig.br ESTÁCIO - www.estacio.br OUTROS CENTRO DE ESTÉTICA ROSA DE SARON – Av. Irmãos Guinle, 901/213 – Centro de Quei-mados – Desconto de 25% a partir de R$ 200,00 e 10% demais tratamentos. ACADEMIA DANÇANDO COM ARTE – Rua Governador Portela, Nº 1084 – Centro de Nova Iguaçu.Tel.: 3851-0012. Pacote individual: Desconto de 58%. Pacote coletivo: No mínimo 3 sócios ou dependentes: R$ 40,00. Com 10: R$ 39,00. www.dancandocomarte.com.br NOVA CASA IMOBILIÁRIA - (Jd. Paraiso); Vans para levar ao local a com- binar – Tel.: 2669-0638; www.novacasaimob.com.br. Corretores: Raimundo Tel.: 7713-2211 (id.98*63238) e Jozildo Tel.: 99844-6888. POUSADA/COLÔNIA DE FÉRIAS DA FEDERAÇÃO POUSADA ARARUAMA.; POUSADA PARATY. (Em reforma) Confira os convênios que o Sindicato oferece para seus associados: Você sabe o que é Assédio Moral? SINDICATOSEUS DIREITOS 02 ABRIL 2015 Jornal dos ComerciáriosSindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu e Região FILIADO À CSP-CONLUTAS Sede: Rua Dr. Barros Júnior, 408/412, Centro, Nova Iguaçu - RJ TELS./FAX: (21) 2768-9297 / 2767-5130 / 2767-8232 www.sindconir.org.br comunicacao@sindconir.org.br Belford Roxo Praça Getulio Vargas, 112, Sala 201, Centro - Belford Roxo – RJ Telefone: (21) 2663-1904 Itaguaí Av. Paulo de Frontin, 72, Sala 202, Centro - Itaguaí – RJ Telefone: (21) 2687-7729 Nilópolis Rua Prof. Alfredo G. Filgueiras, 18, Sala 407A, Centro - Nilópolis – RJ Telefone: (21) 2791 9271 Queimados Av. Irmãos Guinle, 901, Sala 212, Centro - Queimados – RJ Telefone: (21) 2665-3093 SUBSEDES: Jornal de responsabilidade da diretoria colegiada do Sindicato dos Trabalhadores Profissionais no Comércio e Serviços de Nova Iguaçu, Nilópolis, Paracambi, Itaguaí, Belford Roxo, Queimados, Japeri, Seropédica e Mesquita; Redação, diagramação e projeto gráfico: Raphael Botelho (MTB: 35898). SAÚDE & SEGURANÇA • Se você não encon- trou nenhuma explica- ção para a perseguição constante que vem so- frendo no trabalho por parte de seu chefe ou gerente, sente que está sendo forçado a desis- tir do emprego e vem passando por situações humilhantes e cons- trangedoras durante a jornada de trabalho, por períodos repetiti- vos e prolongados, fi- que atento e reaja, você pode estar sofrendo assédio moral no tra- balho. O assédio moral é crime, e vem se tornan- do um problema cada vez mais comum dentro das empresas. Segundo psicólogos, o assédio moral leva o trabalhador à uma de- sestabilização emocio- nal que pode resultar • Medida Provisória (MP) é um recurso que o Go- verno Federal pode usar quando quer que uma lei de sua autoria entre imediatamente em vigor. Ela é provisória pois depois de publicada, tem que ser confirmada pelo Congresso Nacional. Ou seja, são leis formuladas diretamente pelo governo. No apagar das luzes de 2014, Dilma emitiu duas medidas provisórias, as MP’s 664 e 665. Elas vi- sam dificultar o acesso de trabalhadores à alguns de seus direitos históricos. Foi só ganhar a eleição que a presidenta esqueceu sua promessa de campanha, de que não ia mexer nos direitos trabalhistas “nem que a vaca tussa”,e seguiu governando em favor das empresas e dos patrões. A MP 664 altera as regras para acesso à pensão por morte e auxílio doença, e a 665 ao seguro de- semprego e acesso ao PIS, entre outros. Como já tratou a coluna “Seus Direitos” nos jornais de Fe- vereiro (Nº 165) e Março (Nº 166), a pensão por morte agora tem uma “carência” de dois anos, e a pensão recebida não corresponde à 100% do salá- rio, e sim à 50% mais 10% por dependente, e não será mais vitalícia, e sim de acordo com a expecta- tiva de vida do cônjuge. O seguro desemprego era válido para quem tives- se trabalhado com carteira assinada nos últimos 6 meses.Agora,o trabalhador terá que ter trabalhado 18 meses dentro dos últimos dois anos,se for a pri- meira requisição, além de criar outras dificuldades nas outras solicitações. As medidas ainda serão discutidadas no Con- gresso Nacional, porém é muito difícil que sejam rejeitadas,já que as eleições de 2014 elegeram umas das legislaturas mais reacionárias em décadas para o nosso país. Portanto,fica claro que só a luta e mobilização dos trabalhadores é que poderá derrubar estas MP’s. O Sindicato estará junto com a CSP-Conlutas, que iniciará uma série de mobilizações em defesa destes direitos históricos dos trabalhadores e convida você a se somar à essa luta também. em medo,raiva e ansiedade, num primeiro momento. Mas podem evoluir para transtornos maiores, como a depressão e a síndrome do pânico,ou até levar o traba- lhador ao suicídio,em casos mais graves. Para mais informações consulte o folder que o Sindicato elaborou sobre o assunto (foto) ou conver- se com um dos diretores. Você também pode baixar o folder no site do Sindicato (www.sindconir.org.br). CHARGE Diogo
  3. 3. Cartazdoencontrodestacavários importantesprocessosdelutaque tivemosnoúltimoperíodoecompleta comumversodopoetarussoVladimir Maiakovski:“Metadedemiméfeitade sonhoseaoutrametadeédelutas.“ NACIONAL MOVIMENTO Acontece em junho o 2º Congresso da CSP-Conlutas DENÚNCIAS 03ABRIL 2015Jornal dos Comerciários Sindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu e Região Essencial Bijouterias Nova Iguaçu É comum na loja a prática do desvio de fun- ção, além da loja ser muito suja, o que é ruim para manter uma ambiente de trabalho saudá- vel. Além disso a chefia pressiona para que as trabalhadoras façam hora extra. CSP-Conlutas participa do encontro do ‘Espaço Unidade de Ação’ • Entre os dias 4 e 7 de junho deste ano, em Sumaré, São Paulo, será realizado o II Congres- so Nacional da CSP- -Conlutas, a central sindical do nosso Sin- dicato. A CSP-Conlutas vem se fortalecendo em vá- rios setores como uma referência para a luta da classe e espaço de organização de setores da esquerda sindical, popular e da juventude. A Central interveio nos processos mais impor- tantes das lutas da clas- se, e tem tido a inicia- tiva política de ampliar a unidade na luta, como fizemos na marcha na- cional de 2013 e no Encontro Nacional “Na Copa vai ter luta”, em 2014, com as entidades do Espaço de Unida- de de Ação (Veja o box abaixo) e que se am- pliou para setores como o Jubileu Sul. Vamos fazer um Congresso marcado pela nossa tradição de aliar a luta contra a ex- ploração à luta contra as opressões, com forte presença feminina, da juventude, de negros e negras, quilombolas, indígenas e LGBTs. A eleição da delega- ção dos comerciários de Nova Iguaçu e região ocorre na próxima as- sembleia da categoria, que acontece dia 2 de abril, quinta, às 19h na Av, Dr, Barros Jr., 396, Centro de Nova Iguaçu. Será um Congresso com forte presença da base das categorias pro- fissionais e demais seto- res organizados na nos- sa central, e expressará a nossa luta pela trans- formação socialista e pelo fim da exploração em todo o mundo. • O “Espaço Unidade de Ação”, é uma grande reu- nião nacional de entidades, organizações de traba- lhadores, movimentos de combate à opressão, Sindi- catos entre outros, que tem o objetivo organizar a luta unitariamente em torno de determinado tema. Esse espaço organizou em 2014 o encontro “Na Copa vai ter Luta” que organizou protestos nas principais capitais do país durante a Copa do Mundo denunciando os desmandos da FIFA e o descaso dos governos com os serviços pú- blicos como a Saúde, Educa- ção e o Transporte. Este ano o Espaço se reu- niu no dia 20 de Março em São Paulo para discutir como atuar frente a crise políti- ca que acontece no país, o aumento do custo de vida, o endividamento dos tra- balhadores e os ataques aos direitos trabalhistas como as Medidas Provisórias 664 e 665 (Veja matéria sobre isso na página 2, coluna “Seus Di- reitos”). As discussões giraram em torno da necessidade de os trabalhadores se or- ganizarem e irem à luta de forma ousada, e das enti- dades começarem a pensar um dia de greve geral para que patrões e governos en- tendam que os trabalhado- res não vão arredar o pé em defesa de seus direitos. O Sindicato vem acom- panhando estas discussões e em breve divulgará outras medidas encaminhadas pelo espaço. Casas Bahia Toda a Rede A rede começou a realizar Banco de Horas. Informamos aos trabalhadores que essa prática é ilegal, pois não é prevista na convenção coletiva da categoria. Sapataria D Santos Nova Iguaçu A empresa inventou uma nova regra traba- lhista: Pode fazer hora extra, mas só recebe essa hora extra se o vendedor bater sua meta. Isso é ilegal, a hora extra tem que ser paga indepen- dente se o trabalhador atingiu a meta ou não. Shopping Vida Nova Iguaçu A empresa vem criando dificuldades para que as mães trabalhadoras possam amamentar seus filhos e filhas. Pela CLT, a empresa é obrigada a dar dois intervalos de 30 minutos para amamen- tação. Por isso, é comum as empresas deixarem as trabalhadoras que amamentam sair uma hora mais cedo do que o horário normal,pois as em- presas nunca têm creches nos locais de trabalho e as trabalhadoras em geral moram longe. No entanto o Shopping Vida não está autorizando esse tipo de liberação, criando dificuldades des- necessariamente. Loja Competição Nova Iguaçu A loja está pagando abaixo do piso para seus vendedores e ainda por cima realizando descon- tos indevidos em seus pagamentos.Pra comple- tar ainda não aceita atestado médico. Di Santinni (PKK) Nova Iguaçu Não oferece bancos adequados para os caixas, obrigando os funcionarios a trabalham em pé! Estamos de olho! Foto: pstu.org.br
  4. 4. • Há um ano, no dia 16 de março de 2014,Clau- dia Ferreira era assassi- nada pela polícia do Rio de Janeiro. O caso cho- cou o país. Mulher ne- gra, moradora da comu- nidade da Congonha em Madureira, auxiliar de serviços gerais, mãe de 4 filhos, foi alvejada pela PM fluminense, coloca- COMBATE ÀS OPRESSÕES 04 ABRIL 2015 Jornal dos ComerciáriosSindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu e Região Foto: pragmatismopolitico.com.br O feminicídio pode tornar-se crime hediondo. Seguir na luta para garantir essa e outras conquistas! Levy Fidelix (PRTB) é condenado à pagar R$ 1 milhão por declarações homofóbicas 1 ano do assassinato de Claudia Ferreira pela PM do Rio: Não nos esqueceremos! MULHERES LGBT’s NEGRAS E NEGROS Texto de Marcela Azevedo,da Executiva Nacional do MML (Movimento Mu- lheres em Luta),com edições da Redação •A câmara dos deputados aprovou o projeto de lei que torna o feminicídio, ou seja, o assassinato de mulheres por questões de gênero,crime he- diondo. Essa é uma importante conquista das mulheres bra- sileiras, sobretudo porque não foi alcançada facilmente. Nos últimos dez anos cerca de 43,5 mil mulheres foram assassinadas, o que gera uma estatística de 1 mulher assas- sinada a cada 2 horas. Não por coincidência, o Brasil ocupa a sétima posição em um ranking de 80 países que mais matam mulheres. So- mente entre Janeiro e Junho de 2014 foram 49 femini- cídios. O texto que já havia sido aprovado no senado e agora segue para sanção pre- sidencial inclui o feminicí- dio no código penal, o torna agravante de crime de ho- micídio e prevê pena maior para mortes decorrentes de violência doméstica e para os casos em que a mulher é as- sassinada estando grávida. A partir desses dados é pos- sível concluir, entretanto, que ainda precisamos de muitas medidas para garantir de fato a integridade e a vida das mulheres. Entre elas, o in- vestimento necessário para que a rede de assistência e segurança dê conta da de- manda. Infelizmente, a Lei Maria da Penha não conse- guiu minimizar os índices de violência machista no país, devido a falta de es- trutura para sua efetivação. Nós, do Movimento Mulheres em Luta, exi- gimos a aplicação de 1% do PIB nas politicas de combate a violência para que seja possível ampliar os centros de referência para todos os municípios do país, para que tenha um serviço nacional de notifi- cação dos casos e também para que tenham campa- nhas preventivas e anti- -machistas nas escolas, nos meios de comunicação e espaços públicos. Para isso, é preciso que o governo Dilma inverta suas prio- ridades e garanta recursos para essas políticas e não para garantir os lucros de banqueiros e empresários. Por isso, no Dia Interna- cional de Luta da Mulher Trabalhadora, é necessário seguir nas ruas para exigir mais investimento nas po- líticas de combate a violên- cia machista. MOVIMENTO Garis do Rio de Janeiro novamenta na luta • Em 2014, em pleno carna- val carioca,os garis do Rio de Janeiro foram à luta contra a intransigência da Comlurb e do Prefeito Eduardo Paes (PMDB); Mesmo sem o apoio do sindicato da cate- goria,foram a luta e conquis- taram um merecido reajuste, mostrando que na luta é que a classe trabalhadora pode conquistar vitórias. Este ano, a prefeitura do Rio acenou com uma pro- posta rebaixada de reajuste (3%),e mais uma vez os garis estão em greve. Dessa vez a repressão tam- bém está tentando frear o movimento, com a justiça tentando declarar a greve ilegal e a prefeitura con- tratando escolta armada para conter piquetes. A prefeitura também con- tratou pessoas para fazer o trabalho dos garis, que realizam o trabalho sem equipamento de seguran- ça! Todo apoio à greve! • A Justiça de São Pau- lo condenou em primeira instância o político Levy Fidelix (PRTB), ex-can- didato à Presidência nas eleições do ano passado, a pagar R$ 1 milhão pelas declarações contra a popu- lação LGBT em um de- bate na “TV Record”, em setembro de 2014. A ação foi movida pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo. Caso a decisão seja con- firmada, a quantia de R$ 1 milhão será revertida para ações de promoção de igualdade da população LGBT. Levy também terá que produzir um programa com a mesma duração dos discursos, na mesma faixa horária de programação, que promova os direitos dos LGBT. Levy declarou, em rede nacional, que os gays deve- riam ser enfrentados, além de associar homossexuali- dade e pedofilia. Na decisão, a juíza Flavia Poyares Miranda, da 18ª Vara Cível do Foro Central da Capital, afirmou que o candidato “ultrapassou os limites da liberdade de ex- pressão, incidindo sim em discurso de ódio, pregan- do a segregação do grupo LGBT”. Segundo a juíza, as“as ofensas do então can- didato à população LGBT propagam falso sentimento de legitimação política de condutas discriminatórias, fortalecendo-se as condu- tas de exclusão e violência contra essa minoria”. Num país em que a ho- mofobia é tolerada, trata- -se de uma primeira vitória que,esperamos,seja manti- da nas outras instâncias. da no porta mala da via- tura e arrastada por mais de 300 metros pelas ruas de Madureira.Claudia ia comprar pão pra família e morreu por ser negra e moradora da periferia. Um ano se passou e os PM’s acusados estão em liberdade e alguns até mesmo estão atuando na função livremente. Não podemos esque- cer esta barbárie e mui- to menos naturalizar o extermínio da popula- ção negra nas periferias das nossas cidades pelas mãos da polícia. É preciso lembrar esta data como um ato por justiça e de resistência contra o racismo! Imagem: thinglink.com Foto: Página do Facebbok “Garis do Rio de Janeiro na Luta”. Foto: g1.globo.com

×