Ano 15      Nº 123     Abril / 2011          Filiado à CSP Conlutas                               C A M PA N H A S A L A R...
CATEGORIA                                                                                                                D...
Entrevista: Renato Gomesfala sobre Horário LivreA       luta contra o Horário Livre no comércio, se tornou uma das princip...
Dia 18 de março ocorreu o grande    ato show de comemoração dos 50            anos do SindicatoO          dia 18 de março ...
DENÚNCIAS                            OPRESSÕESSupermercado Vianense(Toda rede) - Os vestiários ebanheiros é caso de saúde ...
INTERNACIONAL                                               EUA intervém na Líbia para                                    ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal dos Comerciários - Nº 123

650 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
650
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal dos Comerciários - Nº 123

  1. 1. Ano 15 Nº 123 Abril / 2011 Filiado à CSP Conlutas C A M PA N H A S A L A R I A L 2 0 1 1 21, 22 e 23 É FERIADOÉ PROIBIDO O TRABALHO NESTES DIAS! Veja algumas das propostas aprovadas na assembléia a Piso mínimo salarial: R$ 700,00; a Para aqueles que recebem acima do piso reajuste de 12%;N o dia 24 de março aconteceu a última assembléia quecontou com a presençade dezenas de comerciá- TRABALHAR NOS FERIADOS. Por isso está proibido o trabalho nos feriados. Na última edição do fazendo fiscalização nas lojas e encaminhando as denúncias para o Ministé- rio do Trabalho e Ministé- rio Público. Vamos nos a Redução da jornada de trabalho para 40 horas; a Creche;rios, que aprovaram a jornal foram apresenta- somar ao calendário depauta de reivindicações dos os dados comprovan- lutas da CSP Conlutas a Licençaque foi entregue ao sindi- do o que todos já sabiam, (nossa Central Sindical) maternidade de 6cato patronal no dia 1º de as lojas tiveram lucros que no dia 28 de abril meses;abril. altíssimos. realizará um dia nacional a O direito aos pais Além de aprovar a Agora vamos para os de lutas. Só com muita que levam filhospauta de reivindicações, a calçadões com atos e luta e organização, ire- para o médico semassembléia aprovou tam- mobilizações. Estaremos mos arrancar o nosso serem descontadas;bém que NÃO IREMOS nos feriados de abril merecido aumento! a Hora extra 100%.
  2. 2. CATEGORIA DENÚNCIASVagabundo é quem não respeita Di Santinni (Queimados) - com o novo gerente os trabalhadores estãoo direito dos trabalhadores! trabalhando da abertura ao fechamento inclusive aos sábados. O pior é que osC omo se não bastasse É dessa forma que os patrões E não vamos tolerar que a pa- toda exploração sofrida tratam os trabalhadores. tronal insulte qualquer trabalha- trabalhadores assinam a folha pelos trabalhadores, a Mas se pensam que irão inti- dor. E continuaremos denun- de ponto em um determinadoDelfiori de forma covarde demi- horário e continuam midar a luta dos trabalhadores ciando todas as irregularidades trabalhando. Já conversamostiu um diretor do Sindicato. estão muito enganados. que existem na Delfiori. Os com o gerente que negou tudo. O Sindicato não deixou barato, O companheiro que foi amea- trabalhadores não aceitam os Agora estamos tentando falarentrou com um processo de rein- çado, já prestou queixa na dele- baixos salários e toda explora- com a direção da empresa quetegração exigindo a volta do gacia, e irá denunciar a advoga- ção que sofrem. até o momento não noscompanheiro para loja e realizou da na OAB. Vamos seguir com o atendeu. Por isso vamosum grande ato. processo e atos contra Delfiore chamar a empresa no Ministério A direção sem noção da Delfio- pela reintegração do diretor do Trabalho caso isto não sere, com uma tremenda cara de Gabriel. resolva de imediato.pau, junto com o Sindicato dospatrões foram até o Ministério do Mercado Jóia (Queimados) –Trabalho protestar contra o atorealizado pelo Sindicato.E pediuuma audiência que ocorreu no Casas Bahia ataca mais Não é dado condições para que os trabalhadores possamdia 14 de março. Nesta audiência a patronal uma vez os trabalhadores desenvolver suas funções na loja. Já acionamos Delegacia Regional do Trabalho queperdeu a linha. A advogada da estará fiscalizando a loja.patronal chamou o trabalhadorde vagabundo. O que é um Chove Chuva (Eng.Pedreira) -absurdo. O dono esqueceu que a E quando o diretor protestou escravidão já acabou, seuscontra os xingamentos, a advo- funcionários trabalham degada da patronal se levantou e o segunda a sábado de 8h. ásameaçou de agressão física e 19h da noite e aos domingos atéde morte. ás 13h. O Sindicato já está em Em seguida chamou um ho- cima para acabar com essamem que subiu o prédio do farra. Já pedimos fiscalização eMinistério do Trabalho com o estaremos acompanhando atéclaro intuito de intimidar o diretor que o problema seja resolvido.do Sindicato. Jornal de responsabilidade da diretoria M esmo com o aumento de 26,5% de suas vendas no ano de 2010, a empresa continua retirando direitos de seus trabalhadores. Desta vez o ataque foi aos montadores. Esses companheiros que sofrem com doenças ocupacionais, Casas Bahia (Queimados) - A máquina que marca o ponto dos trabalhadores está quebrada e os funcionários estão há vários dias sem colegiada do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Nova Iguaçu, Nilópolis, Paracambi, Itaguaí, Belford Roxo, com os perigos que sofrem nas ruas todos os dias e as marcação do ponto. Isto fez Queimados, Japeri, Seropédica, e Mesquita extensas jornadas. Agora tiveram seus salários reduzidos. com que os trabalhadores ficassem trabalhando depois FILIADO À CSP CONLUTAS É isso mesmo, a empresa aumenta suas vendas, e do horário sem receber às Sede: Rua Dr. Barros Júnior, 408/412 Centro - Nova Iguaçu - RJ diminuiu o salário dos trabalhadores. horas extra. TELs./FAX 2768-9297 / 2767-5130 / 2767-8232 Mas a companheirada não deixou barato. No dia 29 foi www.sindcomerciariosni.org.br eleita uma comissão junto com o Sindicato que montou Supermercado Vianense jornaldoscomerciarios@yahoo.com.br uma pauta de reivindicação que foi encaminhada para (Austim) - O desvio de função SUBSEDES empresa. Além de ser acionada no Ministério do Trabalho é uma verdadeira praga, que ITAGUAÍ Avenida Paulo de Frontin, 72/202 que irá acompanhar as negociações. as empresas usam para Tel. (21) 2687-7729 A reação da empresa foi imediata, demitiu o trabalhador explorar ainda mais os NILÓPOLIS que estava organizando os montadores e que fazia parte trabalhadores. E nesta loja a Rua Prof. G. Alfredo Filgueiras, 18, Sala 407-A Tel. 2791-9271 da comissão de negociação. E o pior, é que esse empresa ao invés de contratar BELFORD ROXO um auxiliar de serviços gerais Praça Getulio Vargas, 112 Ap 201 - Centro companheiro tem estabilidade por ter sido da CIPA, põe as trabalhadoras do caixa Tel. 2663-1904 QUEIMADOS mesmo assim a empresa o demitiu. Mostrando mais uma para limpar o chão da loja. Avenida Irmãos Guinle, 901/214 Tel. 2665-3093 vez a forma desrespeitosa com que trata seus Mas essa praga está com os funcionários. dias contados. Já pedimos Textos: Geovani Pereira Textos e Diagramação: Raphael Botelho Já entramos com o pedido na justiça de reintegração ao que a Delegacia Regional do trabalho do companheiro, e vamos seguir na luta, exigindo Trabalho fiscalize Jornal dos Comerciários / abril 2011 que os direitos dos trabalhadores sejam respeitados. imediatamente essa loja.
  3. 3. Entrevista: Renato Gomesfala sobre Horário LivreA luta contra o Horário Livre no comércio, se tornou uma das principais lutas do trabalhador comerciários no país inteiro. Desde a década de 90 com o avanço do neoliberalismo, se avançou também essapolítica que passou a explorar ainda mais os trabalhadores. A conseqüênciadesta política foi o fim da Semana Inglesa Mesmo sendo uma luta muito importante, ainda há vários companheiroscomerciários que têm dúvidas, ou não sabem o que é o Horário Livre e aSemana Inglesa. Para esclarecer este assunto, o Jornal dos Comerciários entrevistouRenato Gomes, que é diretor do Sindicato e trabalhador da loja Varejão dasFabricas, e acompanhou todo esse processo desde a conquista da SemanaInglesa até a implementação do Horário Livre.Jornal dos Comerciários - O que é hora pra sair. E como tinha um convencendo os sindicatos, que dora para grandes lutas, só queo horário livre no comércio? levante da classe trabalhadora foram importantíssimos para ir agente ainda não consegui unificarRenato Gomes: Horário livre no através da Central Única dos quebrando essa vitória dos traba- essas lutas. Há uma vontade, e es-comércio é quando as lojas têm a Trabalhadores, vários sindicatos lhadores, que era necessário fazer tamos construindo isso diariamen-liberdade de funcionar livremente, sendo tomados das burocracias uma tripartite, ou seja, Sindicato, te, na unificação dos sindicatos nasvotado nas prefeituras. Essa lei foi sindicais, que estavam na mão dos Prefeituras, e os Sindicatos patro- lutas dos comerciários, dosvotada através do Fernando Henri- patrões, os sindicatos se voltaram nais, para regulamentar, vigiar, fis- bancários, dos servidores, enfim...que Cardoso, que era o presidente para suas categorias e suas calizar as horas dos trabalhadores Agente está através da CSP-da República (na época), e ele categorias se levantaram pra fazendo turnos, ou seja, abrindo a Conlutas e outros movimentosorientava municípios em todo o reivindicar. Então os trabalhadores flexibilização das lojas sobre a tentando unificar essas lutas, praBrasil a modificarem as suas leis fizeram uma grande luta... inclusive questão do horário. agente poder ficar mais forte.municipais, orientando as prefeitu- ti-nham vereadores, Então aí foi come- É totalmente possível recon-ras e câmaras de vereadores a trabalhadores de lo- çando a perder a quistar a semana inglesa. Primeiromudarem, tornando livre o comér- jas, sindicalistas na semana inglesa, por quê é um desejo dos comer-cio pra justificar a questão do ocasião foram pre- até que eles bota- ciários, e há uma necessidade datrabalho aos Domingos. sos, foram espanca- ram pra votar o fun- classe trabalhadora em trabalhar dos... mas teve um cionamento livre menos, por que isso gera menosJornal dos Comerciários - O que grande movimento e das lojas, botando doenças na categoria, e etc., e éé a semana inglesa? eles arrancaram na os trabalhadores totalmente possível, já queRenato Gomes: Semana inglesa verdade, na marra, em turnos, fazendo basicamente as lojas não conse-é quando está determinado que os conquistando a se- essa questão das guem vender as suas mercadoriastrabalhadores só devem trabalhar mana inglesa. 44 horas sema- após as 19h horas em dias dade segunda à sexta feira, de 9 nais. Eles trabalha- semana e muito menos no Sábadohoras às 19 horas, fazendo assim, Jornal dos ram muito bem após as 13 horas. Fica muito difícil,40 horas semanais, e mais 4 horas Comerciários - isso, daí o sindicato o movi-mento cai... por que há umano Sábado, de 9 às 13h. Como e quando os não tem mais o cultura (de compra) da população, trabalhadores controle, com o então é totalmente possível.Jornal dos Comerciários - Como perderam a semana inglesa e passar do tempo, se aqueles E como agente vai conquistar? passou a vigorar o horário livre trabalhadores estão trabalhando Bom, através de muita organiza-e quando os trabalhadores no comércio? realmente as 44 horas semanais, o ção, de muita luta, e convencendoconquistaram a semana que não é a realidade do comércio. Renato Gomes: Para os patrões os trabalhadores que só com ainglesa? foi difícil derrotar a semana inglesa, unidade de todos os trabalhadoresRenato Gomes: Foi uma luta agente vai conseguir derrotar osmuito forte na onda de lutas da por que tinha uma mobilização Jornal dos Comerciários - Você muito grande dos trabalhadores acha que é possível reconquistar governos e os patrões.década de 80, e os comerciáriostambém foram protagonistas de comerciários pela garantia desse a semana inglesa? Como?grandes lutas, por que havia uma direito. Então eles foram pegando a Renato Gomes: Eu acho que éescravidão muito grande no semana inglesa e cortando aos totalmente possível reconquistar acomércio. Os trabalhadores tinham pedacinhos, foram flexibilizando, e semana inglesa. É necessário, e jáhora pra entrar, mas não tinham tem um ânimo da classe trabalha- Jornal dos Comerciários / abril 2011
  4. 4. Dia 18 de março ocorreu o grande ato show de comemoração dos 50 anos do SindicatoO dia 18 de março ficará na história dos comerciáriosde nossa base. Como parte das come-morações dos 50 anos, foirealizado um grande atoshow no centro de NovaIguaçu, com a presença gruposdos grupos 100%, Ginga 100%, Ginga Pura e R2Pura e R2, que animaram animaram aa festa dos comerciários. noite A atividade também foimarcada por intervençõesque resgatou a luta doscomerciários nestes 50anos. Como a luta contra ohorário livre, as lutas pormais conquistas para asmulheres e contra oracismo e a homofobia. Os comerciários que esti-veram presentes aprova-ram a nossa grande festa. Mas a comemoração nãopara por ai, já começou ocampeonato de futebolque é parte das come-morações dos 50 anos do Campeonato 2011Sindicato. Confira as lojas que estão Confira as lojas que estãoparticipando do campeo- participando:nato e no próximo jornal atabela completa dos jogos! - Chatuba Deposito - Vianense 02 - Ponto do Pé - Lasa - Vianense 07 - Di Santinni - Guanabara Galaticos - Vianense 09 - Chatuba Free - Humanitarian - Vianense 12 - Guanabara Balança a Rede - Vianense central - Vianense 16 - Citycol - Casas Bahia 342 Jornal dos Comerciários / abril 2011
  5. 5. DENÚNCIAS OPRESSÕESSupermercado Vianense(Toda rede) - Os vestiários ebanheiros é caso de saúde 21 de março: Dia internacionalpública. Há anos os trabalha-dores e o Sindicato vem ou- da luta contra o racismovindo essa ladainha de fazerinveja a Nossa Senhora deFátima de que irão resolvereste problemas. Os clientes P assaram-se mais de cem anos da Revolta da Chibata e mais ainda de Zumbi dos Pal- mares e sem dúvida devemos nos perguntar o que mudou desde os tavéis com a nossa triste situação e nos fazer acreditar que podemos todos chegar lá tmbém. Mas o número absurdo e assom-usam o mesmo banheiros dos broso dos que não conseguem e nãotrabalhadores que fica junto dias dos nossos verdadeiros heróis podem é real e nos deve fazer refletir nacionais. de como mudar isto.com o vestiário, pois isso não Heróis reafirmo, negros, brasilei- Comemoremos então este dia sim,garante que os pertences ros, valentes e lutadores que se opu- relembremos os nomes, as conquis-serão furtados. O Sindicato seram ao sistema e assim como nós tas que nos inspiram a sonhar compediu uma nova fiscalização comerciários e toda a população em um amanhã livre e melhor compara corrigir a legislação da geral desejavam dias melhores, Martin Luther King.NR 24 que trata do tema. O uma amanhã melhor para eles e Não há capitalismo sem racismo,vestiário e banheiro dos seus descendentes. identificamos o que precisamostrabalhadores devem ser E é isso que sem dúvida todos de- derrubar para que os negros pos-separados dos clientes. sejamos, mas ao vermos a impor- sam se erguer para abandonar as tância dada ao Dia internacional da suas correntes e avançar. Luta Contra o racismo no Brasil e no Não nos enganemos com as falsasRicardo Eletro (Toda rede) - mundo comemorado no último dia comemoraçõe s do 13 de maio, porA empresa de forma lamentá- 21/03/2011, nos perguntamos nova- uma libertação que ainda não ocor- contra o racismo, mulheres contravel não compareceu a audiên- mente o que mudou de lá para cá? reu pois a verdadeira Lei Áurea só o machismo, Lgbts contra o homafo-cia para dar explicações e cor- No que avançamos e refletimos aon- virá quando a conquistarmos por bia para construir uma sociedaderigir os problemas que foram de iremos e queremos chegar? nós mesmos. mais justa e livre das opressões pas-expostos na última edição de Pois os negros continuam sendo sadas. Derrubemos o capitalismo Então lutemos juntos, negros então!nosso jornal. Mas o Sindicato caçados nas favelas, oprimidosnão desiste e já tem uma nova como nas senzalas e açoitados dia- riamente como nos navios da antigaaudiência marcada para estemês. Se a empresa não com- marinha brasileira com os avais da CATEGORIAparecer estaremos encami- lei.nhando para o Ministério Tudo justificado ainda única e “cla- ramente” pela cor da sua pele e suaPúblico. descendência africana, é a resposta para se gerar tantas atrocidadesGuanabara (Nova Iguaçu) - contra tantos individuos. Agora estamos publicando toda edição este box, com as informaçõesJá tem algum tempo que a Então mais pacientes engolimos que você precisa saber para receber a devolução do Impostoempresa está sem cozinhei- que no Brasil não existe racismo por- que somos bem misturados, mas é Sindical. O Imposto Sindical é uma quantia anual equivalente a umras. E para resolver o proble- dia de trabalho, que todo trabalhador, filiado ao sindicato ou não, temma o gerente pois duas opera- só observarmos a situação da maio-doras de caixa para cozinha. A ria da população negra do país e descontada na folha de pagamento obrigatoriamente. Os sócios,companheirada do Guanaba- podemos dizer que os astros que terão este imposto devolvido. Fique atento ao calendário para pegar o vemos na TV são apenas os escolhi- que foi descontado de sua folha de pagamento:ra reivindica a contratação de dos pela burguesia para nos sentir-cozinheiras profissionais. mos representados e mais confor- Quem tem direito a devolução do imposto sindical 2011? Sócios em dia com suas mensalidades: até 30 de março de CATEGORIA 2011. Novos filiados: Que se filiaram no período de 15 de março a 15 de julho, têm 30 dias para estar em dia e ter direito a devolução.Atenção comerciários/as que Admitidos: Após abril de 2011, o trabalhador deverá se filiarutilizam o convênio Cimeni num prazo de até 4 meses após a admissão, desde que não ultrapasse o último mês do ano e, estar em dia com o Sindicato, no máximo, após 30 dias da filiação para ter direito a devolução.O Sindicato informa a todos Portanto todos os sócios que os comerciários sócios usam o plano Cimeni que não que utilizam o convênio quiserem continuar no convênio Como proceder para receber?médico Cimeni, que haverá rea- precisam procurar o Sindicato ou ATENÇÃO PARA O PRAZO DE ENTREGA DOSjuste do valor. o diretor da área para fazer o seu O valor de R$ 15,00 pago hoje cancelamento. CONTRACHEQUES: de 16 de maio a 17 de junho.pelos trabalhadores será reajus- Com esse reajuste o sócio que Na sede: A devolução será feita no ato da entrega da cópiatado para R$ 25,00. tem o convênio Cimeni pagará do contracheque. O motivo do reajuste foi à R$ 25,00 do convênio médico Nas subsedes: Devolução será feita num prazo de norenovação do contrato com o mais R$ 5,85 da mensalidade máximo 5 dias a contar da data da entrega do contracheque.convênio Cimeni. sindical. Periferia: A devolução será feita na loja ou na sede. Jornal dos Comerciários / abril 2011
  6. 6. INTERNACIONAL EUA intervém na Líbia para frear a revolução árabe! revolucionária também se abate. O já impopular ditador atacava desesperadamente Dilma e Cabral prendem rebeldes e manifestações pacíficas. Isso gerou uma militantes para garantir a comoção e revolta mundiais, que agora está sendo usado pelos visita de Obama! Estados Unidos para atacar a Líbia. Ou seja, com a desculpa de que estão atuando em defesa do povo da Líbia, co-meça a intervenção do imperialis-mo nos países árabes. Mas então o que realmente querD esde o começo do ano estamos vendo uma onda revolucionária se alastrar os EUA? O real motivo por traz da intervenção é porque o imperialis- mo quer se apropriar diretamentepelos países do mundo árabe.Como há muito tempo não se via,jovens e trabalhadores estão indoà luta contra as ditaduras da do petróleo e estabelecer uma zona controlada no meio da revo- lução árabe. Não confia mais em Kadhafi, porque não acredita que N os dias em que o presidente dos EUA esteve no Brasil, movimentos sociais e sindi- catos fizeram protestos para mos- trar que Barack Obama não veio presídios, onde os homens tiveram suas cabeças raspadas. As prisões tiveram o claro objetivo de intimidar os ativistas, para que parassem com as mobili-região, e contra as precárias ele possa reestabilizar a região. aqui a passeio. zações. Não deu certo. No domin-condições de vida nesses países, Então, o antes amigo dos EUA e Primeiro, de olho no nosso pe- go, dia 20, dia em que Obamaintensificada por conta da crise da Europa, que entregou boa tróleo do pré-sal, ele quis comprar estava no Rio, uma manifestaçãoeconômica. Mais de 40% dos parte do petróleo líbio, agora está antecipadamente milhões de barris maior ainda foi realizada, exigindoárabes vive abaixo da linha da sendo atacado. Não dá para con- a preço de banana. Depois, com o agora que Obama fosse embora, epobreza e o desemprego entre os avanço da revolução árabe, veio exigindo liberdade para nossos fiar naqueles que já invadiram o aqui obter apoio do Brasil, para presos. Um abaixo assinado reu-jovens chega a mais de 50%. Afeganistão e o Iraque. Os Esta-Depois da Tunísia o povo do Egito poder atacar a Líbia, e não con- niu mais de 5 mil assinaturas em dos Unidos não querem ajudar os tente, ordenou os bombardeios de dois dias. Representantes de cen-deu um exemplo de luta, derru- rebeldes, e sim impor um governo dentro de nosso país! trais sindicais, o grupo Torturabou o ditador Hosni Mubarak, e que siga seus interesses após Um circo foi montado pra recebê- Nunca Mais, advogados que de-continua as mobilizações por destruírem Kadhafi e conter a lo e todos se submetendo aos man- fenderam presos na ditadura,mais democracia, melhores salá- revolução Líbia! dos e desmandos, como revistar partidos políticos, artigos em jor-rios e condições de vida. Porém, em outros países a revo- ministros brasileiros em solo nais e uma longa lista de grupos Nesse momento, os olhos do lução continua a se alastrar. Na nacional e etc. exigiram a liberdade dos compa-mundo se voltam para a Líbia, Síria, um importante país da Porém algo muito mais grave nheiros.onde o ditador Muamar Kadhafi região, as mobilizações continu- aconteceu. No dia 18 de março, a Depois de 70 horas presos, osgoverna com mãos de ferro o país polícia reprimiu violentamente uma companheiros foram soltos. 10 am e governo lança mão de uma passeata que foi até ao consulado homens e 3 mulheres, cujo seuhá mais de 40 anos, e uma onda feroz repressão. No Bahrein, norte americano no centro do Rio, único crime foi estar em uma tropas da Arábia após um desconhecido ter lançado passeata. Pais de família, uma Saudita ocupam o um coquetel molotov contra o senhora e jovens só foram soltos país para asse- prédio. Aleatoriamente, a polícia – da prisão quando o dono do mundo gurar o governo. para mostrar serviço e ter a quem já estava fora do país, e mesmo No Iêmem e até culpar – prendeu 13 companheiros assim ainda estão sendo investiga- mesmo no Irã, con- que estavam na passeata, corren- dos por tentativa de incêndio. Isso tinuam as mobili- do das bombas de gás lacrimogê- mostra a falsidade dessa demo- zações contra os neo e dos tiros de bala de borracha, cracia que dizem ter em nosso regimes. entre eles um senhora de 67 anos e país. um menor de idade. Em assembléia realizada no dia Seguimos pres- E não acabou por aí. Para mostrar 24 de março o Sindicato e todos os tando solidarieda- serviço à Obama, Dilma e Sérgio seus trabalhadores aprovaram o de aos trabalhado- Cabral deram ordens explícitas repúdio veemente às prisões dos res árabes, que para deixarem os companheiros companheiros, exigindo o arquiva- estão dando um presos, numa atitude completa- mento do processo, e o fim da per- grande exemplo a mente ilegal e arbitrária. E assim seguição aos movimentos sociais. todos os trabalha- todos foram encaminhados para Jornal dos Comerciários / abril 2011

×