Anato Nervotrigemeo

3.217 visualizações

Publicada em

ANATOMIA CABEÇA E PESCOÇO
Trabalho NervoTrigemeo

Publicada em: Ciências
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.217
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
113
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Coloca essa fotinho no lado, slide duplo
  • Anato Nervotrigemeo

    1. 1. NERVO TRIGÊMEO (V) Raiz Oftálmica e Maxilar
    2. 2. NERVO TRIGÊMEO  V par craniano;  Considerado o maior nervo do crânio;  Nervo misto;  Possui uma raiz sensitiva(maior) e uma motora(menor);  Possui três ramos: nervo oftálmico, nervo maxilar e nervo mandibular;  Responsáveis pela sensibilidade geral de grande parte da cabeça, e pela inervação dos músculos da mastigação .
    3. 3. NERVO TRIGÊMIO
    4. 4. ORIGEM  Se origina no SNC;  Na parte lateral da ponte , entre esta e o pedúnculo cerebelar médio, na fossa posterior do crânio.
    5. 5. INERVAÇÃO  Raiz sensitiva(maior):  Classificada como aferente somática geral;  Fibras extereoceptivas: face, cavidade bucal e nasal, seios da face, globo ocular e meninges.  Fibras proprioceptivas: ATM, dentes, periodonto, palato duro, músculos da mastigação.
    6. 6.  Raiz sensitiva (maior)  Temperatura, dor, pressão e tato da face.  Raiz motora (menor)  Músculos da mastigação.  Acompanha o nervo mandibular;
    7. 7. INERVAÇÃO  Raiz motora (menor):  Inervação dos músculos da mastigação :  Temporal ; Masseter;  Pterigóideo lateral, Pterigóideo medial;  Ventre anterior do digástrico;  tensor do véu palatino;  tensor do tímpano ;  milo-hióideo.
    8. 8. PARTE INTRACRANIANA DO NERVO TRIGÊMEO
    9. 9. ORIGEM NO CRÂNIO DO TRIGÊMEO
    10. 10. PARTE INTRACRANIANA Raiz sensitiva Raiz motora  Gânglio Trigeminal;  Nervo Oftálmico – fissura orbital superior;  Nervo Maxilar – forame redondo;  Nervo Mandibular – forame oval.  Nervo mandibular – forame oval;
    11. 11. GÂNGLIO DE GASSER Impressão trigeminal
    12. 12. NERVO OFTÁLMICO (V1)
    13. 13. NERVO OFTÁLMICO (V1)  Primeiro ramo do nervo trigêmeo;  Sensitivo;  Nervo aferente que inerva: Osso Frontal; Couro cabeludo Seio frontal; Pálpebra superior; Mucosa nasal; Bulbo; Conjuntiva; Saco e glândula lacrimal; Nariz externo; Nervo oftálmico
    14. 14. NERVO OFTÁLMICO (V1)  Antes de penetrar na órbita emite o ramo meníngeo;  Trajeto sinuoso para a tenda do cerebelo;  Inerva grande parte da dura-máter;  Ao penetrar na órbita,passa pela fissura orbital superior e divide-se em:  Nervo Lacrimal (lateral);  Nervo Frontal (intermédio);  Nervo Nasociliar (medial). Ramo meníngeo
    15. 15. NERVO OFTÁLMICO E SEUS RAMOS
    16. 16. NERVO LACRIMAL  Ramo mais lateral do nervo oftálmico. Se dirige para a glândula lacrimal, passando pela borda superior do m.reto lateral.  Recebe um pequeno ramo,o ramo comunicante do nervo zigomático;  Inervação  Leva impulsos aferentes da glândula lacrimal,conjuntiva e pele da pálpebra superior, através de seus ramos terminais. Nervo lacrimal
    17. 17. NERVO FRONTAL  É intermediário entre o nervo lacrimal e o nervo nasociliar.  Ramos:  Nervo supra orbital - ramo lateral - ramo médio. Sensibilidade geral da pele da fronte,parte do couro cabeludo,pálpebra superior e seio frontal.  Nervo supratroclear-sensibilidade geral da pálpebra superior,parte da raiz do nariz e a pele da região medial da orbita e glabela. Nervo supratroclear Nervo supra-orbital Nervo frontal
    18. 18. NERVO NASOCILIAR  É o mais medial dos ramos do nervo oftálmico.  Ramos:  R. comunicante com o gânglio ciliar e nervos ciliares curtos;  Nervos ciliares longos;  N. etmoidal posterior;  N. etmoidal anterior;  N. infratroclear;  Inervação; Nervo nasociliar
    19. 19. NERVO MAXILAR (V2)
    20. 20. NERVO MAXILAR(V2)  Nervo Maxilar (V2)  Segundo ramo do nervo trigêmeo;  É essencialmente sensitivo;  Emite o ramo meníngeo antes de deixar o crânio pelo forame redondo;
    21. 21. NERVO MAXILAR  Ramo Meníngeo:  Acompanha a artéria meníngea média;  Em seguida, o nervo maxilar deixa o crânio pelo forame redondo e dirige-se para a fossa pterigopalatina onde emite os seguintes ramos:  Nervo Zigomático  Ramos alveolares superiores posteriores;  Nervo Infra-orbital  Nervo Pterigopalatino(medial); Forame redondo
    22. 22. NERVO ZIGOMÁTICO  É o ramo mais lateral do nervo maxilar. Sai da fossa pterigopalatina em direção a órbita através da fissura orbital inferior emitindo um pequeno ramo:  Ramo comunicante com o nervo lacrimal  Em seguida, penetra no forame zigomático-orbital e se divide em :  Nervo zigomáticofacial :  Conduz impulsos de sensibilidade geral da proeminência da face.  Nervo zigomaticotemporal:  Conduz impulsos nervosos da pele da fronte e parte anterior da região temporal; Ramo comunicante com o nervo lacrimal
    23. 23. RAMOS ALVEOLARES SUPERIORES POSTERIORES  Trajeto descendente pela superfície posterior da maxila, onde penetram nas foraminas alveolares;  Através de canalículos intra-ósseos alcançam os dentes;  Responsáveis pela sensibilidade dos molares superiores, (exceto da raiz mésio- vestibular do 1°molar), periodonto,gengiva vestibular na região destes molares, tecido ósseo da maxila dessa região,mucosa do seio maxilar e parte da mucosa da bochecha. Nervo alveolar superior posterior
    24. 24. NERVO INFRA-ORBITAL  Recebe este nome após penetrar na órbita pela fissura orbital inferior;  Lá ele percorre o sulco e o canal infra-orbital e emerge na face pelo forame infra-orbital,  Ao passar pela fissura orbital superior, emiti ramos:  Alveolares superiores médios  Alveolares superiores anteriores Nervo infra-orbital
    25. 25. NERVO INFRA-ORBITAL
    26. 26.  Ramos alveolares superiores médios  Conduzem sensibilidade da raiz mésio vestibular do 1° molar superior, dos pré molares superiores,periodonto,gengiva vestibular da área,tecido ósseo da maxila e parte da mucosa do seio maxilar. Nervo alveolar superior médio
    27. 27.  Ramos Alveolares Superiores anteriores  Alcançam a face através de canais ósseos na parede anterior da maxila;  Conduzem sensibilidade dos caninos e incisivos superiores,periodonto,gengiva vestibular dessa região,tecido ósseo da maxila e parte da mucosa do seio maxilar. Nervo alveolar superior anterior
    28. 28.  Ao emergir da face, pelo forame infra –orbital o nervo se trifurca em:  Ramo palpebral inferior  Sensibilidade da pálpebra inferior;  Ramo Nasal Lateral  Sensibilidade da pele da asa do nariz e parte da mucosa do septo nasal.  Ramo Labial superior  Sensibilidade da pele e mucosa do lábio superior.
    29. 29. NERVO INFRA-ORBITAL
    30. 30. NERVO PTERIGOPALATINO  O nervo parte da fossa pterigopalatina e dirige-se para o gânglio pterigopalatino onde emite vários ramos menores:  Ramos orbitais :  Responsáveis pela sensibilidade da órbita e do seio esfenoidal.  Ramo faríngeo:  Sensibilidade da faringe, tuba auditiva e seio esfenoidal. Gânglio pterigopalatino Nervo maxilar Nervo palatino
    31. 31.  A partir do gânglio originam-se os ramos maiores  Nervo Palatino  Nervo Esfenopalatino  Nervo palatino:  É a continuação do nervo pterigopalatino;  Dirige-se inferiormente,ocupando o canal palatino, onde se divide em:  Nervo palatino maior  Nervo palatino menor
    32. 32. NERVO PALATINO  Nervo palatino maior:  Alcança a cavidade oral pelo canal e forame palatino maior, e dirige-se anteriormente até a região do 1° pré molar;  Conduz sensibilidade da mucosa do palato duro até a região dos pré-molares ou caninos.  Nervo palatino menor:  Alcança a cavidade oral através do canal e forame palatino menor,onde inerva a mucosa do palato mole,da úvula,da tonsila palatina e região adjacente. Nervo palatino maior Nervo palatino menor
    33. 33. NERVO ESFENOPALATINO  Penetra na cavidade nasal pelo forame esfenopalatino e emite os seguintes ramos:  Ramos nasais posteriores superiores;  Sensibilidade da parte posterior das conchas nasais superiores e média.  Ramos nasais posteriores inferiores;  Sensibilidade da parte posterior das conchas nasais média e inferior.  Nervo Nasopalatino:  Atravessa o canal incisivo e emerge na cavidade oral pelo forame incisivo, onde inerva a mucosa do septo nasal e do palato, na região de canino a canino. Nervo nasopalatino
    34. 34. NERVO MAXILAR Nervo nasopalatio Ramos alveolares superiores A,Me P
    35. 35. NEURALGIA DO TRIGÊMEO  Distúrbio neuropático do nervo trigêmeo  Processo degenerativo  Dores Paroxísticas  Causa dor intensa nos olhos, lábios, nariz, couro cabeludo, testa e mandibula  Dor desencadeada por certas expressões faciais, reflexos, toque ou até vento.  Dor na região da face e a região dos ramos do trigêmeo afetados.
    36. 36. NEURALGIA DO TRIGÊMEO  Prevalece em adultos a partir de 40 anos:  Por perda da Bainha de Mielina que envolve os nervos, com o tempo sofrendo descargas elétricas  Neurinomas no nervo trigêmeo  Má formação dos vasos localizados na região posterior encefálica o Considerado uma dor intensa o Dor crônica, recorrente e repetitiva;

    ×