O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Análise das categorias de Atos de Fala

1.309 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Análise das categorias de Atos de Fala

  1. 1. Ana Carolina Déa Dilma Fátima Cristiane Sônia Sara ANÁLISE DAS CATEGORIAS DE ATOS DE FALA Universidade Paulista - UNIP Ana Carolina Déa Dilma Fátima Cristiane
  2. 2. Sônia Sara ANÁLISE DAS CATEGORIAS DE ATOS DE FALA Trabalho de atividade acadêmica com o intuito de elaborar e desenvolver uma análise das categorias de atos de fala através de um vídeo de casamento, bem como observar os recursos utilizados na situação comunicativa. Orientadora: Professora Joana Ormundo Disciplina: Semântica e Pragmática Curso: Letras Turma: LL2A02 Universidade Paulista – UNIP São Paulo 2013 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...............................................................................................................................1 ANÁLISE DAS CATEGORIAS DE ATOS DE FALA......................................................................2 BIBLIOGRAFIA.....................................................................................................................3
  3. 3. APRESENTAÇÃO Os enunciados performativos são os que realizam a ação que eles nomeiam. É o caso da promessa; da ordem; do juramento; do desejo; do agradecimento e do pedido de desculpas. A realização depende da enunciação da frase e faz parte integrante da significação. “Eu juro que não disse nada”, o juramento realiza-se no ato de dizer “eu juro”, não há possibilidade de realizar estes atos, senão enunciando-os. Na frase “Ordeno que você saia daqui”, verifica-se que o ato de ordenar realiza-se ao enunciar a afirmação. Uma ordem não é verdadeira nem falsa, ela simplesmente se realiza. Características dos enunciados performativos, segundo Austin: - Não descrevem nada, não são verdadeiros, nem falsos. - Correspondem quando são realizadas à execução de uma ação
  4. 4. -Para que a ação performativa se realize é necessário que as circunstâncias de enunciação sejam adequadas. Um performativo pronunciado em circunstâncias inadequadas torna-se nulo. Os performativos tem sucesso quando certas condições são cumpridas e fracassam quando não o são. Assim um enunciado será performativo quando puder transformar-se em outro enunciado que tenha um verbo performativo na primeira pessoa do singular do presente do indicativo da voz ativa. ANÁLISE DAS CATEGORIAS DE ATOS DE FALA A fim de analisarmos mais profundamente os performativos, vamos exemplifica-los através de um vídeo de casamento. O vídeo em questão faz parte da telenovela brasileira, “Caras e Bocas”, exibida pela Rede Globo no horário das dezenove horas entre 13 de Abril de 2009 e 8 de Janeiro de 2010, totalizando 232 capítulos. Foi escrita por Walcyr Carrasco e Claudia Souto com direção geral de Jorge Fernando. A cena que optamos por analisar é a do casamento da personagem Milena (interpretada por Sheron Menezes) e Nicholas (Sérgio Marone). Na cerimônia, além da presença dos noivos, familiares e convidados, temos também a presença do padre, papel fundamental para a concretização dos votos de casamento. Assim que os noivos se posicionam diante do padre, este começa o rito do matrimônio, que envolve a promessa de intenções e expectativas relativas ao casamento. Depois disso, o padre interroga os
  5. 5. noivos sobre as suas disposições de fidelidade e de aceitação. O próximo passo é um convite para que os noivos expressem o seu consentimento para que por fim, possam trocar as alianças, selando a cerimônia com um beijo. Após esse instante, o padre diz “eu vos declaro marido e mulher”. Tornando os noivos oficialmente Sr. e Sra. Segundo as pesquisas de Austin sobre a Teoria dos Atos de Fala, a afirmação “eu vos declaro marido e mulher” pode ser considerada um performativo que realiza-se não apenas no enunciado, mas também nas circunstâncias de enunciação adequadas. Se ao invés do padre, a mãe do noivo dissesse “eu vos declaro marido e mulher” na cerimônia, este performativo não seria falso, mas nulo, pois quem o realizou não é conveniente – apenas o padre, dentro do casamento, pode declarar os noivos como marido e mulher. Sendo assim, o performativo não se realizaria e os noivos não poderiam selar a sua união diante da Igreja. BIBLIOGRAFIA Sites consultados: http://onossocasamento.pt/artigos/ritual-cerimonia-religiosa-casamento-catolico às 18:54 do dia 07/11/2013. http://www.youtube.com/watch?v=5lC1Ieq_06s às 14:30 do dia 6/11/2013.
  6. 6. noivos sobre as suas disposições de fidelidade e de aceitação. O próximo passo é um convite para que os noivos expressem o seu consentimento para que por fim, possam trocar as alianças, selando a cerimônia com um beijo. Após esse instante, o padre diz “eu vos declaro marido e mulher”. Tornando os noivos oficialmente Sr. e Sra. Segundo as pesquisas de Austin sobre a Teoria dos Atos de Fala, a afirmação “eu vos declaro marido e mulher” pode ser considerada um performativo que realiza-se não apenas no enunciado, mas também nas circunstâncias de enunciação adequadas. Se ao invés do padre, a mãe do noivo dissesse “eu vos declaro marido e mulher” na cerimônia, este performativo não seria falso, mas nulo, pois quem o realizou não é conveniente – apenas o padre, dentro do casamento, pode declarar os noivos como marido e mulher. Sendo assim, o performativo não se realizaria e os noivos não poderiam selar a sua união diante da Igreja. BIBLIOGRAFIA Sites consultados: http://onossocasamento.pt/artigos/ritual-cerimonia-religiosa-casamento-catolico às 18:54 do dia 07/11/2013. http://www.youtube.com/watch?v=5lC1Ieq_06s às 14:30 do dia 6/11/2013.

×