Catalogação

7.775 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.775
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
171
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Catalogação

  1. 1. CATALOGAÇÃO  Conjunto de actos que permitem descrever, caracterizar e encontrar uma publicação, documento ou recurso bibliográfico.  Permite fazer as seguintes questões:  Existe documento com o titulo x?  Existe documento do autor x?  Existe documento do autor y, com o título x?  Quais os títulos existentes do autor y?ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  2. 2.  Descreve os elementos que permitem identificar um documento e estabelece os pontos de acesso que vão permitir recuperar esse documento (por título, autor, assunto,…)  A informação é recolhida independentemente do tipo de documento ou suporte  Definida como uma preparação para um catálogo bvbORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  3. 3. 2 TIPOS DE OPERAÇÕES 1. DESCRIÇÃO BIBLIOGRÁFICA  Processo técnico em que se descreve de forma normalizada um documento com vista à sua identificação bibliográfica, funcionando como um instrumento de controlo bibliográfico. 2. ESTABELECIMENTO DE PONTOS DE ACESSO  Por autor, título, assunto classificação, etc. Estes pontos permitem uma posterior recuperação do documento.ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  4. 4. PONTOS DE ACESSO  Um registo bibliográfico contém:  Um ponto de acesso principal – a autoria principal, do ponto de vista intelectual ou artístico.  Pontos de acesso secundários – são as autorias secundárias, tradutor, ilustrador, etc.ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  5. 5. CATALOGAÇÃO TRADICIONAL  Utilização da Ficha Bibliográfica:  Cabeçalho  Descrição Bibliográfica ou corpo da ficha  Pistas: remetem para pontos de acesso secundário  Outros dados necessários para localização do documento (cota, Nº de Registo, etc)ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  6. 6. FICHA BIBLIOGRÁFICA  O suporte para a inscrição de todos estes elementos eram fichas bibliográficas de cartolina branca, em formato normalizado com as dimensões de 75 mm x 125 mm e perfuradas no centro da margem inferiorORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  7. 7.  Distribuição dos elementos pela fichaORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  8. 8. ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  9. 9. ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  10. 10. ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  11. 11. PARA DAR INICIO À CATALOGAÇÃO DE UM LIVRO  Páginas Preliminares: São as que precedem a página de rosto (folha de rosto)  Página de Rosto: É o elemento mais precioso para o catalogador. Nela normalmente consta o nome do autor, o título, a edição e a imprenta (local de edição, editora e data de edição).  Prefácio ou preâmbulo- Quando existente, pode ser útil porque explica a obraORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  12. 12.  Introdução: Idém  Índice: A lista em ordem alfabética dos temas que a obra desenvolve, apresantada no fim da obra  Sumário: Lista dos capítulos pela ordem em que aparecem na obra  Notas de Rodapé, adendas…:Merecem a atenção do catalogador pois por vezes contêm informação importante  TextoORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  13. 13. CATÁLOGO:  Conjunto de registos dos documentos de uma colecção ou acervo, ordenados segundo normas.  Catálogo: surge como conjunto de registos relativos a documentos que existem numa biblioteca ou conjunto de bibliotecas; os registos têm uma localização concreta.  É o elemento fundamental de acesso aos documentos, o principal instrumento de recuperação de informação, ponte entre os fundos documentais e o utilizador.ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  14. 14. TIPOS DE CATÁLOGOS Manuais / Digitais Internos / ExternosORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  15. 15.  INTERNOS:  Dicionário: integra várias unidades de informação que dizem respeito a vários catálogos (autores, títulos, etc) e a outros elementos de acesso (poesia, teatro, etc…).  Autores ou Onomástico: é na verdade um catálogo de autores e tem por objectivo veicular informação sobre um determinado autor (sobre toda a sua produção), sobre as várias edições de uma obra ou da existência de uma determinada edição de uma obra numa biblioteca.ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  16. 16.  Títulos ou Didascálico: Catálogo organizado alfabeticamente pelos títulos dos documentos.  Assuntos ou ideográfico: Catálogo organizado pelo Assunto / Descritores  2 TIPOS – alfabético / sistemático (dispostos por uma ordem lógica de acordo com um sistema de classificação, começando por grandes divisões gerais e subdividindo-se em temas específicos; ex. CDU).  Topográfico: Registo conforme localização na biblioteca; o elemento ordenador é a cota; evidencia a forma como a biblioteca está organizada.  Cronológicos: Catálogo organizado pela data de ediçãoORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  17. 17. CATÁLOGOS  Editores: Catálogo organizado pelo responsável da edição  Catálogo de número de classificação  Catálogo de séries e títulos uniformes  Catálogo decisório, que organiza as decisões tomadas pela biblioteca concernentes à catalogação.  Catálogo de registo, para fins de controlo do espólio da biblioteca.ORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  18. 18. CATÁLOGOS  EXTERNOS (tradicionalmente)  Autor  Título  AssuntoORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  19. 19.  Impacto da mudança do processo tradicional para o processo informático é enorme.  Os Sistemas de Gestão de Base de Dados (SGBD) (Porbase, Docbase, Bibliosoft, Koha, etc…) permitem a recuperação de informação de um modo mais rápido e eficaz.  Algumas das regras tradicionais deixam de ser necessárias  Desaparece a limitação espacial da fichaORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  20. 20. OPAC  Os Online Public Acess Catalog  WorldCat  Pesquisa por qualquer termo, para além dos tradicionais pontos de acesso  Possibilidade de utilizar Truncaturas  *, ?, $  Possibilidade de utilizar a pesquisa Booleana  E, OU, NÃOORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012
  21. 21. OPAC 2.0  LibraryThing  Goodreads  ShelfariORGANIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DAI N F O R MA Ç Ã O I 2011/2012

×