SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
Metamorfismo
e
Rochas metamórficas
Factores de metamorfismo
Mineralogia do metamorfismo
Tipos de metamorfismo
Rochas metamórficas
O termo metamorfismo
significa «mudança de forma» e é
utilizado para descrever os processos
que ocorrem em profundidade a
temperaturas e pressões maiores que
as existentes à superfície, mas ainda
não suficientemente altas para
provocar a fusão total das rochas.
 Maioria formada em profundidade.
Profundidades que variam entre os 10 e os 30 Km
 Formados com influência de tensões de origem
tectónica muito intensa
Estão associadas a zonas de subdução e
formação de cadeias montanhosas.
Outros fatores importantes temperatura, pressão e
fluídos de circulação.
Fatores de metamorfismo
Tempo
de
actuação
Temperatura
Fluídos
de
circulação
Pressão Metamorfismo
1.- Temperatura
Afeta a mineralogia e textura de uma rocha
Pela ação do calor, materiais litológicos são alterados nos seus constituintes
dando origem a novos minerais
Acontece nas zonas de convergência de placas, por aquecimento das rochas
em profundidade.
Minerais de
neoformação
Outra fonte de calor é o calor proveniente das intrusões magmáticas.
2.- Tensão
 As rochas da crosta estão principalmente sujeitas a tensões devidas:
 Peso exercido pela coluna de rocha que lhe está por cima; e
 Forças compressivas.
3.- Fluídos de circulação
•Geralmente constituídos por água aquecida a elevadas pressões que
transportam diversas substâncias dissolvidas.
Reagem com as rochas em que penetram e alteram a sua composição
química e mineralógica, podendo levar à substituição completa de um mineral
por outro alterando assim a composição e o arranjo original das rochas
4.- Tempo de actuação
Os fenómenos de metamorfismo são muito lentos e por isso o tempo de
actuação dos factores de metamorfismo é importante na formação da rocha
Tipos de metamorfismo
Afecta grandes áreas na crosta terrestre
Envolvem elevadas temperaturas e forças tectónicas
Ligados à convergência de placas (altas temperaturas e
condições de pressão que variam de moderadas a altas)
Ocorrem modificações mineralógicas devido a uma intrusão ígnea.
Essa intrusão vai provocar um contraste térmico com as rochas
encaixantes.
Desta forma essas rochas vão sofrer recristalização devido
essencialmente a um aumento de temperatura. Os mecanismos de
deformação são fracos ou mesmo ausentes, pois as tensões
tendem a ser uniformes
As rochas formadas são normalmente endurecidas pela
recristalização e designam-se de corneanas.
Mármore ou
Corneana Cálcica
Quartzito ou
Corneana Siliciosa
Corneana Pelítica
Corneana Pelítica Quartzito ou
Corneana Siliciosa
Intrusão
As rochas que se encontram junto da intrusão são fortemente aquecidas e
por isso metamorfisadas dando origem a rochas alteradas pelo contacto
tamanho
Arranjo dos
minerais
Forma
Rochas
Metamórficas
 Orientação dos minerais em determinados
planos.
Xisto
Gnaisse
 Nesta textura é visível a foliação.
Xisto
Gnaisse
 Nesta textura não é visível a foliação. Apresenta
grão e por isso chama-se Granoblástica.
Corneana
QuartzitoMármore
O metamorfismo é um conjunto de
processos que ocorre no interior da
crosta terrestre, conduzindo a
modificações mineralógicas,
químicas, estruturais e texturais das
rochas preexistentes.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
Rochas metamórficas viii
Rochas metamórficas  viiiRochas metamórficas  viii
Rochas metamórficas viii
 
Rochas metamorficas 9
Rochas metamorficas 9Rochas metamorficas 9
Rochas metamorficas 9
 
7 rochas metamórficas
7   rochas metamórficas7   rochas metamórficas
7 rochas metamórficas
 
Rochas metamorficas
Rochas metamorficasRochas metamorficas
Rochas metamorficas
 
Rochas metamórficas e ciclo r.
Rochas metamórficas e ciclo r.Rochas metamórficas e ciclo r.
Rochas metamórficas e ciclo r.
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
Rochasmetamorficas
RochasmetamorficasRochasmetamorficas
Rochasmetamorficas
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas Metamórficas
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
Geologicamente
GeologicamenteGeologicamente
Geologicamente
 
Ciclo Das Rochas
Ciclo Das RochasCiclo Das Rochas
Ciclo Das Rochas
 
Rochas metamorficas
Rochas metamorficasRochas metamorficas
Rochas metamorficas
 
Processos físico químicos do metamorfismo
Processos físico químicos do metamorfismoProcessos físico químicos do metamorfismo
Processos físico químicos do metamorfismo
 
Guião apresentação
Guião   apresentaçãoGuião   apresentação
Guião apresentação
 
Mapa de conceitos cn
Mapa de conceitos   cnMapa de conceitos   cn
Mapa de conceitos cn
 
Rochas MetamóRficas
Rochas MetamóRficasRochas MetamóRficas
Rochas MetamóRficas
 
Falhas e dobras
Falhas e dobrasFalhas e dobras
Falhas e dobras
 
7.Rochas MetamóRficas
7.Rochas MetamóRficas7.Rochas MetamóRficas
7.Rochas MetamóRficas
 

Semelhante a Metamorfismo 2018

Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficasCatir
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas MetamórficasLara Rolão
 
Rochas Metamorficas. GG.pptx
Rochas Metamorficas. GG.pptxRochas Metamorficas. GG.pptx
Rochas Metamorficas. GG.pptxJernimoLoureno1
 
O principio da alteração das rochas
O principio da alteração das rochasO principio da alteração das rochas
O principio da alteração das rochasCidinhoveronese
 
Rochasmetamorficas
RochasmetamorficasRochasmetamorficas
RochasmetamorficasDário Alves
 
Rochas metamorficas-111111070739-phpapp01
Rochas metamorficas-111111070739-phpapp01Rochas metamorficas-111111070739-phpapp01
Rochas metamorficas-111111070739-phpapp01Pelo Siro
 
Rochas metamorficas
Rochas metamorficasRochas metamorficas
Rochas metamorficasPelo Siro
 
at7_ppt_unid7.pptx
at7_ppt_unid7.pptxat7_ppt_unid7.pptx
at7_ppt_unid7.pptxmariagrave
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas MetamórficasTânia Reis
 
rochas-150611135132-lva1-app6891 (1).pdf
rochas-150611135132-lva1-app6891 (1).pdfrochas-150611135132-lva1-app6891 (1).pdf
rochas-150611135132-lva1-app6891 (1).pdfGreisonRibeirodaSilv
 
rochas-150611135132-lva1-app6891.pdf
rochas-150611135132-lva1-app6891.pdfrochas-150611135132-lva1-app6891.pdf
rochas-150611135132-lva1-app6891.pdfGreisonRibeirodaSilv
 

Semelhante a Metamorfismo 2018 (18)

Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
 
Petrologia1.....
Petrologia1.....Petrologia1.....
Petrologia1.....
 
Petrologia1.....
Petrologia1.....Petrologia1.....
Petrologia1.....
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas Metamórficas
 
Rochas Metamorficas. GG.pptx
Rochas Metamorficas. GG.pptxRochas Metamorficas. GG.pptx
Rochas Metamorficas. GG.pptx
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
O principio da alteração das rochas
O principio da alteração das rochasO principio da alteração das rochas
O principio da alteração das rochas
 
Rochasmetamorficas
RochasmetamorficasRochasmetamorficas
Rochasmetamorficas
 
Rochas metamorficas-111111070739-phpapp01
Rochas metamorficas-111111070739-phpapp01Rochas metamorficas-111111070739-phpapp01
Rochas metamorficas-111111070739-phpapp01
 
Rochas metamorficas
Rochas metamorficasRochas metamorficas
Rochas metamorficas
 
at7_ppt_unid7.pptx
at7_ppt_unid7.pptxat7_ppt_unid7.pptx
at7_ppt_unid7.pptx
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas Metamórficas
 
Rochas metamorficas
Rochas metamorficasRochas metamorficas
Rochas metamorficas
 
Rochas e sua importância
Rochas e sua importânciaRochas e sua importância
Rochas e sua importância
 
rochas-150611135132-lva1-app6891 (1).pdf
rochas-150611135132-lva1-app6891 (1).pdfrochas-150611135132-lva1-app6891 (1).pdf
rochas-150611135132-lva1-app6891 (1).pdf
 
rochas-150611135132-lva1-app6891.pdf
rochas-150611135132-lva1-app6891.pdfrochas-150611135132-lva1-app6891.pdf
rochas-150611135132-lva1-app6891.pdf
 
TIPOS DE ROCHAS
 TIPOS DE ROCHAS TIPOS DE ROCHAS
TIPOS DE ROCHAS
 

Último

QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024SamiraMiresVieiradeM
 

Último (20)

QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
 

Metamorfismo 2018

  • 1. Metamorfismo e Rochas metamórficas Factores de metamorfismo Mineralogia do metamorfismo Tipos de metamorfismo Rochas metamórficas
  • 2. O termo metamorfismo significa «mudança de forma» e é utilizado para descrever os processos que ocorrem em profundidade a temperaturas e pressões maiores que as existentes à superfície, mas ainda não suficientemente altas para provocar a fusão total das rochas.
  • 3.
  • 4.  Maioria formada em profundidade. Profundidades que variam entre os 10 e os 30 Km  Formados com influência de tensões de origem tectónica muito intensa Estão associadas a zonas de subdução e formação de cadeias montanhosas. Outros fatores importantes temperatura, pressão e fluídos de circulação.
  • 6. 1.- Temperatura Afeta a mineralogia e textura de uma rocha Pela ação do calor, materiais litológicos são alterados nos seus constituintes dando origem a novos minerais Acontece nas zonas de convergência de placas, por aquecimento das rochas em profundidade. Minerais de neoformação Outra fonte de calor é o calor proveniente das intrusões magmáticas.
  • 7. 2.- Tensão  As rochas da crosta estão principalmente sujeitas a tensões devidas:  Peso exercido pela coluna de rocha que lhe está por cima; e  Forças compressivas.
  • 8. 3.- Fluídos de circulação •Geralmente constituídos por água aquecida a elevadas pressões que transportam diversas substâncias dissolvidas. Reagem com as rochas em que penetram e alteram a sua composição química e mineralógica, podendo levar à substituição completa de um mineral por outro alterando assim a composição e o arranjo original das rochas 4.- Tempo de actuação Os fenómenos de metamorfismo são muito lentos e por isso o tempo de actuação dos factores de metamorfismo é importante na formação da rocha
  • 10. Afecta grandes áreas na crosta terrestre Envolvem elevadas temperaturas e forças tectónicas Ligados à convergência de placas (altas temperaturas e condições de pressão que variam de moderadas a altas)
  • 11. Ocorrem modificações mineralógicas devido a uma intrusão ígnea. Essa intrusão vai provocar um contraste térmico com as rochas encaixantes. Desta forma essas rochas vão sofrer recristalização devido essencialmente a um aumento de temperatura. Os mecanismos de deformação são fracos ou mesmo ausentes, pois as tensões tendem a ser uniformes As rochas formadas são normalmente endurecidas pela recristalização e designam-se de corneanas.
  • 12. Mármore ou Corneana Cálcica Quartzito ou Corneana Siliciosa Corneana Pelítica
  • 13. Corneana Pelítica Quartzito ou Corneana Siliciosa
  • 14. Intrusão As rochas que se encontram junto da intrusão são fortemente aquecidas e por isso metamorfisadas dando origem a rochas alteradas pelo contacto
  • 15.
  • 16.
  • 18.  Orientação dos minerais em determinados planos. Xisto Gnaisse
  • 19.  Nesta textura é visível a foliação. Xisto Gnaisse
  • 20.  Nesta textura não é visível a foliação. Apresenta grão e por isso chama-se Granoblástica. Corneana QuartzitoMármore
  • 21. O metamorfismo é um conjunto de processos que ocorre no interior da crosta terrestre, conduzindo a modificações mineralógicas, químicas, estruturais e texturais das rochas preexistentes.