SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: O ESPORTE DA ESCOLA
SILVA, Matheus Alves da1
; PEREIRA, Alisson Guilherme Santana2
; SILVA, Aldair
da Rocha3
; Santos, Maxwell Oliveira4
Palavras-chave: Educação Física. Esporte. Escola.
1 INTRODUÇÃO
. A educação física tem sido vista por muitos como esporte, o Brasil
recentemente sediou os chamados megaeventos esportivos, como a Copa do
Mundo em 2014, e os Jogos Olímpicos em 2016, com isso a EF ganhou destaque
na mídia, ganhando status de celeiro para de descobrir novos e promissores atletas,
esta visão descaracteriza o conteúdo esporte nas aulas de EF, pois segundo o MEC
através dos PCNs o objetivo do esporte nas aulas de educação física é trabalhar
com os alunos, o convívio social, a resolução de problema, ou seja uma formação do
cidadão através do esporte, não a formação do cidadão para o esporte.
Com tudo isso, podemos entender e intervir para que as aulas de EF, valorize
o conteúdo esporte, de forma genuína como se pede nos PCNs, e que busque a
formação de cidadão através do esporte.
Este texto consiste identificar o conteúdo esporte como conteúdo curricular da
Educação Física Escolar e oferecer ao professor um material que trate da aplicação
desse conteúdo como forma de facilitar na elaboração de aulas sem excluir alguma
modalidade.
2 A PRESENÇA DO ESPORTE NA ESCOLA
O esporte sempre esteve fortemente presente na sociedade brasileira, porém
não foi inserido imediatamente como conteúdo das aulas de Educação Física
Escolar.
Depois da segunda guerra mundial, com a criação do Estado Novo no Brasil,
surgiram novas tendências para a evolução do sistema educativo, com isso o
esporte passa a ser um dos fortes integrantes da Educação Física escolar
(BARROSO, DARIDO, 2006). Auguste Listello, grande defensor do esporte, ajudou
na implementação do chamado “Método da Educação Física Desportiva
1
Discente do Curso de Educação Física – Licenciatura, da Universidade Federal de Goiás/ Regional
Jataí. E-mail: matsilva959@gmail.com
2
Discente do Curso de Educação Física – Licenciatura, da Universidade Federal de Goiás/ Regional
Jataí. E-mail: aliissonsant7@gmail.com
Generalizada”, tal método tem por preceito a educação integral de jovens e adultos
através de jogos e atividades, desportivas tendo como referência a cultura europeia
(BARROSO, DARIDO, 2006).
Com a escalada dos militares ao poder, a partir de 1964, o esporte é
fortalecido nas aulas de Educação física escolar, tendo como meta à busca de
resultados em competições internacionais. Segundo DARIDO, 2003:
Trata-se de um período no qual a ideologia do governo estava pautada em
um país que vislumbrava ser uma potência de nação, sendo importante
neste momento, fomentar um ambiente de desenvolvimento e ao mesmo
tempo “mascarar” os problemas internos.
O esporte nesse período passou a ser tratado basicamente como sinônimo da
Educação Física escolar, os objetivos estavam claramente direcionados para a
aptidão física e a detecção de talentos esportivos (DARIDO, 2003). Neste período
ocorre uma mudança do Método Desportivo Generalizado para Método Esportivo,
desta forma, o esporte nas aulas de Educação Física, que tinha a característica de
ser um conteúdo também informal, com possibilidades de alterações nas regras,
apresentando aspectos cooperativos além dos competitivos e oferecendo situações
de resolução de problemas por parte dos alunos, passa a ter uma grande rigidez na
sua formalidade, com regras normatizadas, controle exclusivo do professor para
resolução de problemas e direcionando-se para a necessidade da competição,
portanto passando a apresentar claramente como principal meta o rendimento
(BETTI, 1991).
Em termos de Educação Física e atividades conexas, em âmbito escolar,
estão separadas em duas correntes bem definidas: a primeira vertente tem se
inclinado pela tese de adesão universal ao esporte, usam o esporte como um fim,
em face de comprovações empíricas repetidamente confirmadas desde o início do
presente século; a outra vertente, por sua vez, aceita a universalização como retorno
do homem a si mesmo ao assumir a feição lúdica, porém antecipa uma ruptura no
significado histórico da Educação Física em suas diferentes conotações, já que a
contingência factual estaria dominando a essência primordial, esta usa o esporte
como um meio para alcançar um fim (VALENTE, 1993).
3 O QUE DIS OS PCNs
Segundo os PCNs o professor deve trabalhar dentro do conteúdo esporte os
aspectos como cidadania, ética, cognitivos, pluralidade e diversidade, saúde, entre
outros. Pois segundo os PCN a Educação Física tem como objetivos:
Compreender a cidadania como participação social e política,
assim como exercício de direitos e deveres políticos, civis e sociais,
adotando, no dia-a-dia, atitudes de solidariedade, cooperação e
repúdio às injustiças, respeitando o outro e exigindo para si o
mesmo respeito
Posicionar-se de maneira crítica, responsável e construtiva
nas diferentes situações sociais, utilizando o diálogo como forma de
mediar conflitos e de tomar decisões coletivas;
Conhecer características fundamentais do Brasil nas
dimensões sociais, materiais e culturais como meio para construir
progressivamente a noção de identidade nacional e pessoal e o
sentimento de pertinência ao país;
Conhecer e valorizar a pluralidade do patrimônio sociocultural
brasileiro, bem como aspectos socioculturais de outros povos e
nações, posicionando-se contra qualquer discriminação baseada
em diferenças culturais, de classe social, de crenças, de sexo, de
etnia ou outras características individuais e sociais;
Perceber-se integrante, dependente e agente transformador
do ambiente, identificando seus elementos e as interações entre
eles, contribuindo ativamente para a melhoria do meio ambiente;
Desenvolver o conhecimento ajustado de si mesmo e o
sentimento de confiança em suas capacidades afetiva, física,
cognitiva, ética, estética, de inter-relação pessoal e de inserção
social, para agir com perseverança na busca de conhecimento e no
exercício da cidadania;
Conhecer o próprio corpo e dele cuidar, valorizando e
adotando hábitos saudáveis como um dos aspectos básicos da
qualidade de vida e agindo com responsabilidade em relação à sua
saúde e à saúde coletiva;
Utilizar as diferentes linguagens verbal, musical, matemática,
gráfica, plástica e corporal como meio para produzir, expressar e
comunicar suas ideias, interpretar e usufruir das produções
culturais, em contextos públicos e privados, atendendo a diferentes
intenções e situações de comunicação;
Saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos
tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos;
Questionar a realidade formulando-se problemas e tratando
de resolvê-los, utilizando para isso o pensamento lógico, a
criatividade, a intuição, a capacidade de análise crítica,
selecionando procedimentos e verificando sua adequação.
Fonte: parâmetros curriculares nacionais
4 A IMPORTÂNCIA DO ESPORTE NA ESCOLA
O esporte é sem dúvidas o elemento principal que um professor tem para
utilizar na sua aula, levando em consideração a maneira com que prática e como a
atividade se desenrola podem-se fazer adaptações buscando a eficiência. Os jogos
também entram neste campo como atividades que propiciam o envolvimento mútuo,
existem os jogos cooperativos que trazem ao aluno momentos de contato com o
próximo.
O objetivo do esporte escolar seria propor atitudes de respeito mútuo,
solidariedade e dignidade entre os alunos e também servir como alternativa para
os alunos preencherem seu tempo livre fora do âmbito escolar. Com isso, além de
praticarem a atividade, saberão o que se pode aprender por meio dela (PCNs,
1998).
Através de esporte podemos trabalhar motricidade fina, força, lateralidade,
resistência, atenção, procurando o melhor para aquele momento. Ainda existe a
possibilidade de se adaptar regras e modificar fundamentos de um esporte a fim de
torná-lo mais útil para a aula.
A pratica de atividades esportivas devem contribuir com a socialização e com
o reforço da ideia do trabalho em grupo dos indivíduos que estão participando, tendo
a consciência do trabalho de cooperação para poder se chegar ao objetivo do jogo.
O esporte é uma forma de promover a saúde dentro da escola, mas sempre
devemos nos atentar que ele não é a única forma de promoção de saúde na escola
e nem deve ser.
5 REPERTORIO DE ATIVIDADES E JOGOS PRE-DESPORTIVOS
Pique bandeirinha com cesta
Desenvolvimento: A turma será separada de duas a quatros equipes e um grupo de
cada lado do espaço dividido ao meio, a atividade têm como objetivo resgatar a
bandeira (bola) do oponente, realizar uma cesta que será representada por cestos
de lixo grandes e trazê-la para o seu campo, sem que os seus componentes sejam
tocados pelos adversários. Caso aconteça, de ser pego, o aluno vai permanecer
colado no local até que um dos companheiros de equipe o toque para descolá-lo. Se
ele estiver de posse da bola quando for tocado, ele voltará para a sua zona de
origem. As equipes atacam-se simultaneamente.
Rede humana com peteca
Desenvolvimento: Divide-se a turma em três grupos: Grupo 1: é a rede humana (um
aluno ao lado do outro sobre a linha central da quadra) Grupos 2 e 3: equipes que
estão jogando. As equipes que estão na quadra devem passar a peteca para o outro
lado sem que a "rede humana" encoste na peteca. Acontecendo o toque pela rede
humana, é feito o rodízio das equipes: a equipe que errou o ponto entra como rede
humana; quem está na rede entra no lugar da equipe que errou. A atividade se
encerra assim que atingir o tempo final da aula.
Futsal numerado
Desenvolvimento: Os alunos serão divididos em duas equipes com a mesma
quantidade de pessoas, uma em cada lateral da quadra de futsal. O professor
passará uma numeração para cada aluno, e não pode repetir o mesmo número
naquela equipe. Após todos serem enumerados, a bola de futsal ficará no meio da
quadra, e ao sinal do professor, cada aluno correspondente ao número que for
chamado, terá 30 segundos para pegar a bola e conduzi-la até o gol, sendo que
cada equipe terá um lado da quadra para fazer o gol. Assim que todos os alunos
participarem a atividade se encerrará.
Quem prende desprende
Desenvolvimento: Os alunos ficarão de mãos dadas de dois em dois formando um
circulo, um aluno será o perseguidor e outro será fugitivo, o fugitivo para não ser
apanhado deve segurar o braço do jogador de um dos pares. Imediatamente o
terceiro jogador se tornará o fugitivo. Todo fugitivo que for alcançado se torna o
perseguidor. A atividade se encerrará assim que se perceber que pelo menos a
maior parte dos alunos conseguiram participar.
Jogo de Basquete Adaptado
Desenvolvimento: Dividir a turma em dois times, exceto dois alunos que ficarão
segurando um arco como uma cesta de basquete, os times devem fazer as jogadas
arremessando para os arcos a uma distância mínima de 4 metros realizando a
munheca do arremesso corretamente.
Fundamentos do Handebol
Desenvolvimento: Em trios, um dos alunos fica na zona de ataque (como um cone
humano) e os outros dois fazem passes rápidos, o aluno que fará o arremesso toca
a bola para o aluno ao centro e quando o aluno do centro devolver ele deverá zerar
e fazer o arremesso.
HAND-FUT-GOL
Desenvolvimento: Serão formadas duas equipes que deverão trocar passes entre
seus integrantes, com as mãos, para que, quando chegarem próximo ao gol, tentem
um gol de cabeça ou de voleio. Não é permitido correr com as bolas nas mãos,
quica-la ou tira-la das mãos do adversário.
Gol Somente Dentro Da Área
Desenvolvimento: O professor irá dividir os alunos em duas equipes que irão jogar
uma partida de futsal, só que com algumas mudanças, não haverá goleiro em
nenhuma equipe e os jogadores só poderão fazer o gol dentro da área de meta.
Punhobol
Desenvolvimento: A rede fica a uma altura de 2 m do solo e o tempo de jogo é de 2x
15 min. A 3 metros da rede, joga-se a bola com o punho para a área adversária. No
terceiro golpe, a bola deve ser devolvida para o lado contrário, e jamais o jogador
deve perder o contato com o solo e tocar na linha de fundo.
6 CONSIDERAÇÕES FINAIS
Esse texto tentou explanar a importância do esporte como conteúdo curricular
da Educação Física escolar e sugerir algumas atividades para aplicação durante
aulas, não especificando somente a uma modalidade e sim as diversas praticas
desportivas que podem ser mais desenvolvidas.
Esperamos que leia esse texto possa ter compreendido como é importante se
dar a variadas modalidades de esporte para que o aluno tenha um aprendizado mais
global no que se diz respeito a habilidades motoras e físicas que podem ser
desenvolvidas nas mais diferentes praticas desportivas.
REFERÊNCIAS
BETTI, Irene Conceição Rangel. Esporte na escola: mas é só isso, professor?
Motriz, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 25-31, jun. 1999.
BASSANI, Jaison José; TORRI, Danielle; VAZ, Alexandre Fernandez. Sobre a
presença do esporte na escola: paradoxos e ambiguidades. Movimentos, Porto
Alegre, v. 9, n. 2, p. 89-122, maio. 2003.
BRACHT, Valter; ALMEIDA, Felipe Quintão. Esporte, escola e a tensão que os
megaeventos esportivos trazem para a Educação Física Escolar. Em Aberto,
Brasília, v. 26, n. 89, p. 131-143, jan. 2013.
BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares
nacionais: Educação Física. Parâmetros curriculares nacionais, Brasília, p. 19-105,
jan. 1998
FREIRE, J.B. Educação de Corpo Inteiro: Teoria e prática da Educação Física. 2.
ed. São Paulo. Scipione Ltda.1991.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docxPlanejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
MoisesVeiga2
 
Educação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º anoEducação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º ano
Rogerio Melo
 
Futebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFutebol 1ª aula
Futebol 1ª aula
Felipe Mago
 

Mais procurados (20)

Ed fisica adaptada
Ed fisica adaptadaEd fisica adaptada
Ed fisica adaptada
 
Vôlei sentado
Vôlei sentadoVôlei sentado
Vôlei sentado
 
Projeto campeonato 2013
Projeto campeonato 2013Projeto campeonato 2013
Projeto campeonato 2013
 
Historia da Educação Física
Historia da Educação FísicaHistoria da Educação Física
Historia da Educação Física
 
Educaçaõ Física
Educaçaõ FísicaEducaçaõ Física
Educaçaõ Física
 
Slides ginástica
Slides ginásticaSlides ginástica
Slides ginástica
 
Jogos e brincadeiras
Jogos e brincadeirasJogos e brincadeiras
Jogos e brincadeiras
 
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docxPlanejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
Planejamento Anual Ed. Física 6º AO 9º Ano.docx
 
Regulamento Jogos Interclasses
Regulamento Jogos InterclassesRegulamento Jogos Interclasses
Regulamento Jogos Interclasses
 
Educação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º anoEducação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º ano
 
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
 
10 plano-de-aula-ginastica
10 plano-de-aula-ginastica10 plano-de-aula-ginastica
10 plano-de-aula-ginastica
 
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.pptMODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
 
Educacao fisica 6 ao 9 ano 2017
Educacao fisica 6 ao 9 ano 2017Educacao fisica 6 ao 9 ano 2017
Educacao fisica 6 ao 9 ano 2017
 
Avaliação de educação física 9º ano
Avaliação de educação física 9º anoAvaliação de educação física 9º ano
Avaliação de educação física 9º ano
 
Lista material esportivo
Lista material esportivoLista material esportivo
Lista material esportivo
 
Ed fisica escolar
Ed fisica escolarEd fisica escolar
Ed fisica escolar
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Futebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFutebol 1ª aula
Futebol 1ª aula
 
Educação Física na BNCC.pptx
Educação Física na BNCC.pptxEducação Física na BNCC.pptx
Educação Física na BNCC.pptx
 

Semelhante a TEXTO DIDÁTICO - Educação Física Escolar: Esporte da Escola

A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
christianceapcursos
 
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
christianceapcursos
 
O Esporte Como ConteúDo Da EducaçãO FíSica Escolar
O Esporte Como ConteúDo Da EducaçãO FíSica EscolarO Esporte Como ConteúDo Da EducaçãO FíSica Escolar
O Esporte Como ConteúDo Da EducaçãO FíSica Escolar
Mauromassari
 
Material de estudo número 01
Material de estudo número 01Material de estudo número 01
Material de estudo número 01
Elã Ballin
 
OS CONTEÚDOS DA CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO MINISTRADOS NAS AULAS DE EDUCAÇ...
OS CONTEÚDOS DA CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO MINISTRADOS NAS AULAS DE EDUCAÇ...OS CONTEÚDOS DA CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO MINISTRADOS NAS AULAS DE EDUCAÇ...
OS CONTEÚDOS DA CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO MINISTRADOS NAS AULAS DE EDUCAÇ...
Andria Araujo
 
Brinquedopetecafutebol 111215094426-phpapp02
Brinquedopetecafutebol 111215094426-phpapp02Brinquedopetecafutebol 111215094426-phpapp02
Brinquedopetecafutebol 111215094426-phpapp02
Marcelo Santos
 
Dimensões Sociais do Esporte. Profª Drª. Vera Costa e Profª Drª. Ludmila Mourão
Dimensões Sociais do Esporte. Profª Drª. Vera Costa e Profª Drª. Ludmila MourãoDimensões Sociais do Esporte. Profª Drª. Vera Costa e Profª Drª. Ludmila Mourão
Dimensões Sociais do Esporte. Profª Drª. Vera Costa e Profª Drª. Ludmila Mourão
Rogerio Melo
 
Plano de ensino modelo exc-antigo
Plano de ensino  modelo exc-antigoPlano de ensino  modelo exc-antigo
Plano de ensino modelo exc-antigo
Francisco de Sousa
 

Semelhante a TEXTO DIDÁTICO - Educação Física Escolar: Esporte da Escola (20)

A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
 
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS PRÉ-DESPORTIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSI...
 
Ensinar aprender
Ensinar aprenderEnsinar aprender
Ensinar aprender
 
O Esporte Como ConteúDo Da EducaçãO FíSica Escolar
O Esporte Como ConteúDo Da EducaçãO FíSica EscolarO Esporte Como ConteúDo Da EducaçãO FíSica Escolar
O Esporte Como ConteúDo Da EducaçãO FíSica Escolar
 
CAPOEIRA, INFÂNCIA E EDUCAÇÃO BÁSICA: Pelo olhar da Educação Física Escolar
CAPOEIRA, INFÂNCIA E EDUCAÇÃO BÁSICA: Pelo olhar da Educação Física EscolarCAPOEIRA, INFÂNCIA E EDUCAÇÃO BÁSICA: Pelo olhar da Educação Física Escolar
CAPOEIRA, INFÂNCIA E EDUCAÇÃO BÁSICA: Pelo olhar da Educação Física Escolar
 
Material de estudo número 01
Material de estudo número 01Material de estudo número 01
Material de estudo número 01
 
OS CONTEÚDOS DA CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO MINISTRADOS NAS AULAS DE EDUCAÇ...
OS CONTEÚDOS DA CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO MINISTRADOS NAS AULAS DE EDUCAÇ...OS CONTEÚDOS DA CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO MINISTRADOS NAS AULAS DE EDUCAÇ...
OS CONTEÚDOS DA CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO MINISTRADOS NAS AULAS DE EDUCAÇ...
 
1º Módulo: Introdução.pdf
1º Módulo: Introdução.pdf1º Módulo: Introdução.pdf
1º Módulo: Introdução.pdf
 
Brinquedopetecafutebol 111215094426-phpapp02
Brinquedopetecafutebol 111215094426-phpapp02Brinquedopetecafutebol 111215094426-phpapp02
Brinquedopetecafutebol 111215094426-phpapp02
 
Dimensões Sociais do Esporte. Profª Drª. Vera Costa e Profª Drª. Ludmila Mourão
Dimensões Sociais do Esporte. Profª Drª. Vera Costa e Profª Drª. Ludmila MourãoDimensões Sociais do Esporte. Profª Drª. Vera Costa e Profª Drª. Ludmila Mourão
Dimensões Sociais do Esporte. Profª Drª. Vera Costa e Profª Drª. Ludmila Mourão
 
Educação Física Escolar
Educação Física EscolarEducação Física Escolar
Educação Física Escolar
 
14. didatica aplicada a ef
14. didatica aplicada a ef14. didatica aplicada a ef
14. didatica aplicada a ef
 
Brinquedo, peteca, futebol
Brinquedo, peteca, futebolBrinquedo, peteca, futebol
Brinquedo, peteca, futebol
 
seminario integrador final Vanderleia.doc
seminario integrador final  Vanderleia.docseminario integrador final  Vanderleia.doc
seminario integrador final Vanderleia.doc
 
Plano de ensino modelo exc-antigo
Plano de ensino  modelo exc-antigoPlano de ensino  modelo exc-antigo
Plano de ensino modelo exc-antigo
 
Artigo modelo para publiação)texto 02
Artigo modelo para publiação)texto 02Artigo modelo para publiação)texto 02
Artigo modelo para publiação)texto 02
 
Fundamentos do PST
Fundamentos do PSTFundamentos do PST
Fundamentos do PST
 
Discussão sobre os introdução aos estudos históricos da ef e panorama das prá...
Discussão sobre os introdução aos estudos históricos da ef e panorama das prá...Discussão sobre os introdução aos estudos históricos da ef e panorama das prá...
Discussão sobre os introdução aos estudos históricos da ef e panorama das prá...
 
Esporte ensino -saúde e políticas públicas
Esporte ensino -saúde e políticas públicasEsporte ensino -saúde e políticas públicas
Esporte ensino -saúde e políticas públicas
 
7cc27-bianchi,-camila.-iniciacao-esportiva-na-escola.-lages,-unifacvest,-2011...
7cc27-bianchi,-camila.-iniciacao-esportiva-na-escola.-lages,-unifacvest,-2011...7cc27-bianchi,-camila.-iniciacao-esportiva-na-escola.-lages,-unifacvest,-2011...
7cc27-bianchi,-camila.-iniciacao-esportiva-na-escola.-lages,-unifacvest,-2011...
 

TEXTO DIDÁTICO - Educação Física Escolar: Esporte da Escola

  • 1. EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: O ESPORTE DA ESCOLA SILVA, Matheus Alves da1 ; PEREIRA, Alisson Guilherme Santana2 ; SILVA, Aldair da Rocha3 ; Santos, Maxwell Oliveira4 Palavras-chave: Educação Física. Esporte. Escola. 1 INTRODUÇÃO . A educação física tem sido vista por muitos como esporte, o Brasil recentemente sediou os chamados megaeventos esportivos, como a Copa do Mundo em 2014, e os Jogos Olímpicos em 2016, com isso a EF ganhou destaque na mídia, ganhando status de celeiro para de descobrir novos e promissores atletas, esta visão descaracteriza o conteúdo esporte nas aulas de EF, pois segundo o MEC através dos PCNs o objetivo do esporte nas aulas de educação física é trabalhar com os alunos, o convívio social, a resolução de problema, ou seja uma formação do cidadão através do esporte, não a formação do cidadão para o esporte. Com tudo isso, podemos entender e intervir para que as aulas de EF, valorize o conteúdo esporte, de forma genuína como se pede nos PCNs, e que busque a formação de cidadão através do esporte. Este texto consiste identificar o conteúdo esporte como conteúdo curricular da Educação Física Escolar e oferecer ao professor um material que trate da aplicação desse conteúdo como forma de facilitar na elaboração de aulas sem excluir alguma modalidade. 2 A PRESENÇA DO ESPORTE NA ESCOLA O esporte sempre esteve fortemente presente na sociedade brasileira, porém não foi inserido imediatamente como conteúdo das aulas de Educação Física Escolar. Depois da segunda guerra mundial, com a criação do Estado Novo no Brasil, surgiram novas tendências para a evolução do sistema educativo, com isso o esporte passa a ser um dos fortes integrantes da Educação Física escolar (BARROSO, DARIDO, 2006). Auguste Listello, grande defensor do esporte, ajudou na implementação do chamado “Método da Educação Física Desportiva 1 Discente do Curso de Educação Física – Licenciatura, da Universidade Federal de Goiás/ Regional Jataí. E-mail: matsilva959@gmail.com 2 Discente do Curso de Educação Física – Licenciatura, da Universidade Federal de Goiás/ Regional Jataí. E-mail: aliissonsant7@gmail.com
  • 2. Generalizada”, tal método tem por preceito a educação integral de jovens e adultos através de jogos e atividades, desportivas tendo como referência a cultura europeia (BARROSO, DARIDO, 2006). Com a escalada dos militares ao poder, a partir de 1964, o esporte é fortalecido nas aulas de Educação física escolar, tendo como meta à busca de resultados em competições internacionais. Segundo DARIDO, 2003: Trata-se de um período no qual a ideologia do governo estava pautada em um país que vislumbrava ser uma potência de nação, sendo importante neste momento, fomentar um ambiente de desenvolvimento e ao mesmo tempo “mascarar” os problemas internos. O esporte nesse período passou a ser tratado basicamente como sinônimo da Educação Física escolar, os objetivos estavam claramente direcionados para a aptidão física e a detecção de talentos esportivos (DARIDO, 2003). Neste período ocorre uma mudança do Método Desportivo Generalizado para Método Esportivo, desta forma, o esporte nas aulas de Educação Física, que tinha a característica de ser um conteúdo também informal, com possibilidades de alterações nas regras, apresentando aspectos cooperativos além dos competitivos e oferecendo situações de resolução de problemas por parte dos alunos, passa a ter uma grande rigidez na sua formalidade, com regras normatizadas, controle exclusivo do professor para resolução de problemas e direcionando-se para a necessidade da competição, portanto passando a apresentar claramente como principal meta o rendimento (BETTI, 1991). Em termos de Educação Física e atividades conexas, em âmbito escolar, estão separadas em duas correntes bem definidas: a primeira vertente tem se inclinado pela tese de adesão universal ao esporte, usam o esporte como um fim, em face de comprovações empíricas repetidamente confirmadas desde o início do presente século; a outra vertente, por sua vez, aceita a universalização como retorno do homem a si mesmo ao assumir a feição lúdica, porém antecipa uma ruptura no significado histórico da Educação Física em suas diferentes conotações, já que a contingência factual estaria dominando a essência primordial, esta usa o esporte como um meio para alcançar um fim (VALENTE, 1993). 3 O QUE DIS OS PCNs Segundo os PCNs o professor deve trabalhar dentro do conteúdo esporte os aspectos como cidadania, ética, cognitivos, pluralidade e diversidade, saúde, entre
  • 3. outros. Pois segundo os PCN a Educação Física tem como objetivos: Compreender a cidadania como participação social e política, assim como exercício de direitos e deveres políticos, civis e sociais, adotando, no dia-a-dia, atitudes de solidariedade, cooperação e repúdio às injustiças, respeitando o outro e exigindo para si o mesmo respeito Posicionar-se de maneira crítica, responsável e construtiva nas diferentes situações sociais, utilizando o diálogo como forma de mediar conflitos e de tomar decisões coletivas; Conhecer características fundamentais do Brasil nas dimensões sociais, materiais e culturais como meio para construir progressivamente a noção de identidade nacional e pessoal e o sentimento de pertinência ao país; Conhecer e valorizar a pluralidade do patrimônio sociocultural brasileiro, bem como aspectos socioculturais de outros povos e nações, posicionando-se contra qualquer discriminação baseada em diferenças culturais, de classe social, de crenças, de sexo, de etnia ou outras características individuais e sociais; Perceber-se integrante, dependente e agente transformador do ambiente, identificando seus elementos e as interações entre eles, contribuindo ativamente para a melhoria do meio ambiente; Desenvolver o conhecimento ajustado de si mesmo e o sentimento de confiança em suas capacidades afetiva, física, cognitiva, ética, estética, de inter-relação pessoal e de inserção social, para agir com perseverança na busca de conhecimento e no exercício da cidadania; Conhecer o próprio corpo e dele cuidar, valorizando e adotando hábitos saudáveis como um dos aspectos básicos da qualidade de vida e agindo com responsabilidade em relação à sua saúde e à saúde coletiva; Utilizar as diferentes linguagens verbal, musical, matemática, gráfica, plástica e corporal como meio para produzir, expressar e
  • 4. comunicar suas ideias, interpretar e usufruir das produções culturais, em contextos públicos e privados, atendendo a diferentes intenções e situações de comunicação; Saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos; Questionar a realidade formulando-se problemas e tratando de resolvê-los, utilizando para isso o pensamento lógico, a criatividade, a intuição, a capacidade de análise crítica, selecionando procedimentos e verificando sua adequação. Fonte: parâmetros curriculares nacionais 4 A IMPORTÂNCIA DO ESPORTE NA ESCOLA O esporte é sem dúvidas o elemento principal que um professor tem para utilizar na sua aula, levando em consideração a maneira com que prática e como a atividade se desenrola podem-se fazer adaptações buscando a eficiência. Os jogos também entram neste campo como atividades que propiciam o envolvimento mútuo, existem os jogos cooperativos que trazem ao aluno momentos de contato com o próximo. O objetivo do esporte escolar seria propor atitudes de respeito mútuo, solidariedade e dignidade entre os alunos e também servir como alternativa para os alunos preencherem seu tempo livre fora do âmbito escolar. Com isso, além de praticarem a atividade, saberão o que se pode aprender por meio dela (PCNs, 1998). Através de esporte podemos trabalhar motricidade fina, força, lateralidade, resistência, atenção, procurando o melhor para aquele momento. Ainda existe a possibilidade de se adaptar regras e modificar fundamentos de um esporte a fim de torná-lo mais útil para a aula. A pratica de atividades esportivas devem contribuir com a socialização e com o reforço da ideia do trabalho em grupo dos indivíduos que estão participando, tendo a consciência do trabalho de cooperação para poder se chegar ao objetivo do jogo. O esporte é uma forma de promover a saúde dentro da escola, mas sempre devemos nos atentar que ele não é a única forma de promoção de saúde na escola e nem deve ser. 5 REPERTORIO DE ATIVIDADES E JOGOS PRE-DESPORTIVOS Pique bandeirinha com cesta
  • 5. Desenvolvimento: A turma será separada de duas a quatros equipes e um grupo de cada lado do espaço dividido ao meio, a atividade têm como objetivo resgatar a bandeira (bola) do oponente, realizar uma cesta que será representada por cestos de lixo grandes e trazê-la para o seu campo, sem que os seus componentes sejam tocados pelos adversários. Caso aconteça, de ser pego, o aluno vai permanecer colado no local até que um dos companheiros de equipe o toque para descolá-lo. Se ele estiver de posse da bola quando for tocado, ele voltará para a sua zona de origem. As equipes atacam-se simultaneamente. Rede humana com peteca Desenvolvimento: Divide-se a turma em três grupos: Grupo 1: é a rede humana (um aluno ao lado do outro sobre a linha central da quadra) Grupos 2 e 3: equipes que estão jogando. As equipes que estão na quadra devem passar a peteca para o outro lado sem que a "rede humana" encoste na peteca. Acontecendo o toque pela rede humana, é feito o rodízio das equipes: a equipe que errou o ponto entra como rede humana; quem está na rede entra no lugar da equipe que errou. A atividade se encerra assim que atingir o tempo final da aula. Futsal numerado Desenvolvimento: Os alunos serão divididos em duas equipes com a mesma quantidade de pessoas, uma em cada lateral da quadra de futsal. O professor passará uma numeração para cada aluno, e não pode repetir o mesmo número naquela equipe. Após todos serem enumerados, a bola de futsal ficará no meio da quadra, e ao sinal do professor, cada aluno correspondente ao número que for chamado, terá 30 segundos para pegar a bola e conduzi-la até o gol, sendo que cada equipe terá um lado da quadra para fazer o gol. Assim que todos os alunos participarem a atividade se encerrará. Quem prende desprende Desenvolvimento: Os alunos ficarão de mãos dadas de dois em dois formando um circulo, um aluno será o perseguidor e outro será fugitivo, o fugitivo para não ser apanhado deve segurar o braço do jogador de um dos pares. Imediatamente o terceiro jogador se tornará o fugitivo. Todo fugitivo que for alcançado se torna o perseguidor. A atividade se encerrará assim que se perceber que pelo menos a maior parte dos alunos conseguiram participar. Jogo de Basquete Adaptado Desenvolvimento: Dividir a turma em dois times, exceto dois alunos que ficarão
  • 6. segurando um arco como uma cesta de basquete, os times devem fazer as jogadas arremessando para os arcos a uma distância mínima de 4 metros realizando a munheca do arremesso corretamente. Fundamentos do Handebol Desenvolvimento: Em trios, um dos alunos fica na zona de ataque (como um cone humano) e os outros dois fazem passes rápidos, o aluno que fará o arremesso toca a bola para o aluno ao centro e quando o aluno do centro devolver ele deverá zerar e fazer o arremesso. HAND-FUT-GOL Desenvolvimento: Serão formadas duas equipes que deverão trocar passes entre seus integrantes, com as mãos, para que, quando chegarem próximo ao gol, tentem um gol de cabeça ou de voleio. Não é permitido correr com as bolas nas mãos, quica-la ou tira-la das mãos do adversário. Gol Somente Dentro Da Área Desenvolvimento: O professor irá dividir os alunos em duas equipes que irão jogar uma partida de futsal, só que com algumas mudanças, não haverá goleiro em nenhuma equipe e os jogadores só poderão fazer o gol dentro da área de meta. Punhobol Desenvolvimento: A rede fica a uma altura de 2 m do solo e o tempo de jogo é de 2x 15 min. A 3 metros da rede, joga-se a bola com o punho para a área adversária. No terceiro golpe, a bola deve ser devolvida para o lado contrário, e jamais o jogador deve perder o contato com o solo e tocar na linha de fundo. 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS Esse texto tentou explanar a importância do esporte como conteúdo curricular da Educação Física escolar e sugerir algumas atividades para aplicação durante aulas, não especificando somente a uma modalidade e sim as diversas praticas desportivas que podem ser mais desenvolvidas. Esperamos que leia esse texto possa ter compreendido como é importante se dar a variadas modalidades de esporte para que o aluno tenha um aprendizado mais global no que se diz respeito a habilidades motoras e físicas que podem ser desenvolvidas nas mais diferentes praticas desportivas. REFERÊNCIAS BETTI, Irene Conceição Rangel. Esporte na escola: mas é só isso, professor?
  • 7. Motriz, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 25-31, jun. 1999. BASSANI, Jaison José; TORRI, Danielle; VAZ, Alexandre Fernandez. Sobre a presença do esporte na escola: paradoxos e ambiguidades. Movimentos, Porto Alegre, v. 9, n. 2, p. 89-122, maio. 2003. BRACHT, Valter; ALMEIDA, Felipe Quintão. Esporte, escola e a tensão que os megaeventos esportivos trazem para a Educação Física Escolar. Em Aberto, Brasília, v. 26, n. 89, p. 131-143, jan. 2013. BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Parâmetros curriculares nacionais, Brasília, p. 19-105, jan. 1998 FREIRE, J.B. Educação de Corpo Inteiro: Teoria e prática da Educação Física. 2. ed. São Paulo. Scipione Ltda.1991.