Relatório keila

1.643 visualizações

Publicada em

Relatorio tecnico em seguraça

Publicada em: Carreiras
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.643
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
72
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório keila

  1. 1. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL
  2. 2. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL Relatório Final apresentado por Keila da Conceição Paulino, ao Curso Técnico de Segurança no Trabalho como requisito para o Estágio Curricular Supervisionado. 2 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  3. 3. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Sumário Sumário...................................................................................3 APRESENTAÇÃO...................................................................5 Dados pessoais..................................................................5 Dados do estabelecimento de ensino..............................6 Dados da empresa.............................................................7 Missão..............................................................................7 Visão................................................................................8 Valores.............................................................................8 Política de saneamento básico.....................................8 INTRODUÇÃO........................................................................9 OBJETIVO GERAL...............................................................10 OBJETIVO ESPECÍFICO......................................................10 IMPORTÂNCIA DA SEGURANÇA NO TRABALHO ..........11 SEGURANÇA NO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL.13 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA........................................14 O ESTÁGIO...........................................................................15 Metas.................................................................................15 Desenvolvimento de atividades.....................................15 Máquinas e equipamentos..............................................15 Equipamento de proteção individual.............................16 Extintores de incêndio.....................................................16 Participação nas reuniões da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - NR-5)...............................16 Responsabilidades.........................................................17 Aprendizado.....................................................................18 Ficha de análise de acidente...........................................18 Ficha de estatística..........................................................18 Relatório de inspeção......................................................19 Noções de como registrar a CIPA no ministério do trabalho.............................................................................19 Instruções gerais.............................................................19 Funções envolvidas ........................................................20 3 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  4. 4. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO DESCRIÇÕES DAS ÁREAS DE TRABALHO ....................24 Trecho ..............................................................................24 Ruas e Avenidas .............................................................24 Sinalização para desvio de tráfego ...............................24 Corte do asfalto ..............................................................24 Escoramento da vala ......................................................25 Regularização de fundo de vala ....................................25 Assentamento do tubo ...................................................25 Reaterro ...........................................................................26 Revestimento em asfalto ................................................26 Canteiro ............................................................................26 Estação de tratamento ....................................................26 Estação elevatória ...........................................................26 Recursos materiais .........................................................27 Riscos ...............................................................................27 Atuação Técnica ..............................................................28 Medidas de Controle........................................................29 Medidas Preventivas........................................................30 CONCLUSÃO........................................................................31 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.....................................34 ASSINATURAS.....................................................................36 ...............................................................................................36 Aprovação pela empresa.................................................37 Aprovação pela escola....................................................38 DECLARAÇÃO DE CONCLUSÃO.......................................39 FIGURAS...............................................................................40 ...............................................................................................43 FOTOS DE OBRAS..............................................................44 ...............................................................................................45 ..............................................................................................45 ...............................................................................................48 ANEXOS................................................................................49 4 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  5. 5. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO APRESENTAÇÃO Dados pessoais NOME: Keila da Conceição Paulino ESTADO CIVIL: Casada E-MAIL: keila.paulino@hotmail.com TELEFONE: (31)9615-8537 ENDEREÇO: Av. João Luiz Pinto, 442 BAIRRO: Viena CIDADE: Ribeirão das Neves - MG CEP: 33944-195 5 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  6. 6. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Dados do estabelecimento de ensino COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO ENDEREÇO: RUA: Santa Luzia, Nº 53 BAIRRO: Bom Jesus Santa Luzia - MG TELEFONE: (31)3642-1153 FUNCIONÁRIOS: Honorinda da Mota Barbosa Silva (Diretora) Paulo Vicente Rodrigues (2006)/ Hebert Cesário ( Início em Fevereiro de 2007) - Psicologia e Segurança do Trabalho, Tecnologia e Prevenção no Combate a Sinistro Ivair Ribeiro dos Santos - Ergonomia, Prevenção e Controle de Perdas, Princípios de Tecnologia Industrial Marcelo Bretas - Higiene do Trabalho, Administração e Legislação Aplicada Israel de Oliveira Profeta - Medicina do Trabalho Rodrigo de Paula Oliveira – Desenho Técnico Coordenadora do Curso Técnico em segurança do Trabalho: Alexandra Gomes Guizalberth. 6 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  7. 7. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Dados da empresa Razão Social: Escon- Engenharia, Saneamento e Construção Ltda-Me CNPJ: 10.360.065/0001-00 Endereço: Rua Jorge de Lima, nº 102 - Planalto- Belo Horizonte- CEP:31.730-570 Descrição da atividade Principal: 42.22-7-01-Construção de redes de abastecimento de água, coleta de esgoto e construções correlatas, exceto obras irrigação. Descrição de atividade Secundária: 42.11-1-01 - Construção de rodovias e ferrovias / 41.20-4-00 - Construção de edifícios / 36.00-6-01 - Captação, tratamento e distribuição de água / 37.02-9-00 - Atividades relacionadas a esgoto, exceto a gestão de redes / 43.19-3-00 - Serviços de preparação do terreno não especificados anteriormente / 78.30-2-00 - Fornecimento e gestão de recursos humanos para terceiros / 38.11-4-00 - Coleta de resíduos não-perigosos / 77.32-2-01 - Aluguel de máquinas e equipamentos para construção sem operador, exceto andaimes / 71.12-0-00 - Serviços de engenharia Grau de risco: 4 (quatro) Nº de Funcionários: 25 (vinte e cinco) Missão Empresariar soluções de serviços públicos de saneamento com excelência e o mínimo impacto ambiental, contribuindo para a saúde e melhoria da qualidade de vida dos nossos usuários, clientes, colaboradores e comunidades atendidas. 7 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  8. 8. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Visão Atender às expectativas dos nossos usuários com a melhor prestação de serviços em água e esgoto, ser reconhecida como a melhor companhia na viabilização e gestão de negócios de saneamento no Brasil e se tornar referência mundial no setor. Valores Acessibilidade; Colaboração; Evolução contínua; Desempenho; Respeito; Responsabilidade social; Sustentabilidade; Transparência. Política de saneamento básico A lei nº. 11.445, de 5 de janeiro de 2007 estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico no Brasil, determinando que a União elabore o Plano Nacional de Saneamento Básico (PNSB). Para usufruir dos benefícios estabelecidos por lei, os Municípios devem elaborar seus planos municipais definindo horizontes de universalização da prestação de serviços, além disso, como titulares, existem as seguintes obrigações: 1) Decidir sobre a forma de prestação dos serviços (direta ou delegada) e os procedimentos de sua atuação. 2) Adotar parâmetros para a garantia do atendimento essencial à saúde pública, quanto à quantidade, regularidade e qualidade da água potável. 3) Definir o órgão responsável pela sua regulação e fiscalização. 4) Fixar os direitos e deveres dos usuários. 5) Estabelecer os mecanismos de participação e controle social. 6) Construir um sistema de informações sobre os serviços. 7) Definir casos e condições, previstos em lei e nos contratos, para intervenção e retomada da prestação dos serviços. 8) Definir as condições para a prestação dos serviços, envolvendo a sua sustentabilidade e viabilidade técnica, econômica e financeira. 9) Definir o sistema de cobrança, composição de taxas e tarifas e política de subsídios. 8 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  9. 9. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO INTRODUÇÃO O estágio é um processo de aprendizagem, é a uma transição entre a teoria e a prática que proporciona ao estudante a participação em situações reais de vida e de trabalho, consolida a sua profissionalização e explora as competências básicas indispensáveis para uma formação profissional ética e co-responsável pelo desenvolvimento humano e pela melhoria da qualidade de vida. A atividade desenvolvida no estágio curricular foi realizado na empresa Escon Engenharia tendo seu escritório à Rua Jorge de Lima, 102 – Planalto Belo Horizonte - MG. A Escon é uma das maiores e mais sólidas empresas do setor de construção pesada do país, figurando no cenário de Minas Gerais há 07 anos. Consciente de sua responsabilidade social, a Escon procura fazer da engenharia um meio de construir um Brasil melhor, preservando o meio ambiente, valorizando o elemento humano e criando oportunidades de trabalho nas comunidades onde atua. O relatório será discorrido em consonância com as Normas Regulamentadora, Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria de Construção – PCMAT, Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional – PCMSO, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA da empresa e normas correlatas. 9 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  10. 10. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO OBJETIVO GERAL Ter maior domínio sobre técnicas e normatização de segurança do trabalho utilizado e desenvolvido junto à organização, sentir as necessidades empresariais para ampliar a base de conhecimento adquirida durante o período de estágio e formação acadêmico- profissional e contribuir para o desenvolvimento e experiência adquirida no setor produtivo da empresa. Proporcionar vivência de situações, nas quais poderá o estagiário utilizar os conhecimentos adquiridos e desenvolver uma postura profissional e empreendedora, através da ação e reflexão, interagindo com a empresa e sua tecnologia. OBJETIVO ESPECÍFICO Atender as exigências legais inerentes as questões relacionada à segurança no trabalho no canteiro de obra e a expectativa da instituição de ensino técnico e da concedente do estágio, objetivando sempre, a conscientização das pessoas que ali trabalham, através de constante orientação, treinamento e fiscalização, usando como diretrizes as legislações em vigor do Ministério do Trabalho e Emprego e a prevenção contínua contra os riscos e perigos que circula nas atividades da construção civil, busca-se, portanto, sensibilizar empresário e os operários, evidenciando a importância de trabalhos voltados para Segurança e Saúde do Trabalhador, enfatizando as boas práticas e conseqüentemente a melhoria da qualidade de vida e aumento de produtividade da organização. 10 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  11. 11. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO IMPORTÂNCIA DA SEGURANÇA NO TRABALHO Entende-se por segurança no trabalho todas as medidas e formas de proceder que visem à eliminação dos riscos de acidentes. Mas, os riscos são inerentes à vida e à atividade humana. Têm, por isso, a característica da onipresença, alcançando dimensões universais. Os acidentes espreitam-nos por toda a parte. São mais numerosos hoje que antigamente, em virtude da diversificação das atividades humanas. Para ser eficaz, a Segurança do trabalho devem atuar sobre homens, máquinas e instalações, levando em conta todos os pormenores relativos às atividades laborativa humanas. O acidente é, por definição, um evento negativo e indesejado do qual resulta uma lesão pessoal ou dano material. Essa lesão pode ser imediata (lesão traumática) ou mediata (doença profissional). Assim, caracteriza-se a lesão quando a integridade física ou a saúde são atingidas. O acidente, entretanto, caracteriza-se pela existência do risco. Infelizmente, as estatísticas oficiais ainda não quantificam, adequadamente, a ocorrência anual de acidentes do trabalho no Brasil. A Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT apresenta a seguinte definição para o acidente do trabalho: "ACIDENTE DO TRABALHO (ou, simplesmente, ACIDENTE) é a ocorrência imprevista e indesejável, instantânea ou não, relacionada com o exercício do trabalho, que provoca lesão pessoal ou de que decorre risco próximo ou remoto dessa lesão" (NBR 14280/99, Cadastro de Acidentes do Trabalho - Procedimento e Classificação.) O gerenciamento dos riscos associados ao trabalho é fundamental para a prevenção de acidentes. Isso requer pesquisas, métodos e técnicas específicas, monitoramento e controle. Os conceitos básicos de segurança e saúde devem estar incorporados em 11 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  12. 12. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO todas as etapas do processo produtivo, do projeto à operação. Essa concepção irá garantir inclusive a continuidade e segurança dos processos, uma vez que os acidentes geram horas e dias perdidos. Conclui-se que a real necessidade do aprimoramento das técnicas nos processos construtivos, visando à prevenção de acidentes. Diante dos fatos constatados em Minas Gerais e no resto do país (Figura 1 do Anexo), registra que ainda se está longe do ideal quando se trata de aprimorar os processos em busca da excelência. 12 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  13. 13. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO SEGURANÇA NO TRABALHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL É neste setor, chamado de indústria da construção que é notório e de conhecimento solar de todos que existe um alto índice de acidentes de trabalho que faz com que se busque uma maior eficiência nas políticas de prevenção. Ao passo que o setor da construção civil atualmente é um dos líderes no desenvolvimento produtivo do país, impulsionando a economia no Brasil e no mundo. Isso incitou a revisão das normas e legislações vigentes buscando aprimorar os processos e o meio ambiente do trabalhador. Os acidentes de trabalho na construção civil podem ser causados por diversos fatores tais como atos inseguros que consistem na violação de um procedimento aceito como seguro, que pode levar a ocorrência de um acidente, exemplos muito comuns são: Agir sem permissão, Deixar de chamar a atenção, não usar EPI, brincar em local de trabalho e não cumprir as normas de segurança. Outra causa muito comum são condições inseguras de trabalho onde denominamos as falhas técnicas, que presentes no ambiente, comprometem a segurança dos trabalhadores e a própria segurança das instalações e dos equipamentos, exemplifica-se com a falta de dispositivos de proteção ou inadequados, iluminação inadequada, ventilação inadequada etc. Temos ainda a ordem e limpeza do ambiente, neste contexto, a ordem e a limpeza constituem um fator de influência positiva no comportamento do trabalhador, já que passagens obstruídas e sujas dificultam os acessos. Deve-se deixar claro que o baixo nível escolar e a falta de noção dos riscos que correm nas obras, principalmente as clandestinas figuram também como grandes precursores dos altos níveis de acidente, aumentando assim as estatísticas. 13 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  14. 14. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Empresa ESCON sob o CNPJ 10.360.065/0001-00 é uma organização privada tendo como atividade econômica principal a atividades relacionadas a esgoto, e redes de abastecimento de água, com sede à Rua Jorge de Lima, nº 102 – Bairro Planalto – Belo Horizonte – MG, CEP: 31.730-570. Nome da Empresa: ESCON – ENGENHARIA, SANEAMENTO E CONSTRUÇÃO LTDA - EPP Endereço: Rua Jorge de Lima, nº 102 – Bairro Planalto – Belo Horizonte – MG, CEP: 31.730-570. Dirigente Atual: Waltencir Vieira Da Silva – Sócio-Gerente Lista de Pessoas: Gabriela Nunes Teixeira - Auxiliar de desenho Luiz Fernando Miranda da Cruz - Auxiliar De Engenharia Gustavo Araujo Diniz - Engenheiro Civil Quantitativo de pessoal: 04 funcionários no escritório 21 funcionários em campo 14 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  15. 15. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO O ESTÁGIO INÍCIO: 01/04/2015 FINAL: 31/07/2015 CARGA HORÁRIA CUMPRIDA: 510 h. Metas Atuar na carreira e trabalhar muito se realizando profissionalmente, ministrado e auxiliando tecnicamente os empregados e o empregador. Promover e desenvolver atividades , educativas em saúde e segurança para todos os trabalhadores ,monitorar periodicamente a eficácia das medidas adotadas . Desenvolvimento de atividades Acompanhamento das tarefas executadas nas obras participando e auxiliando as orientações de segurança. Máquinas e equipamentos Foram feitas inspeções em máquinas e equipamentos sobre orientações ,todas as inspeções foram registrada em documentos e passadas todas medidas corretivas adotadas na inspeção . 15 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  16. 16. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Equipamento de proteção individual Todos os processos de avaliações das condições de uso dos E.P.I.s utilizados nas empresas, cintos de segurança, botinas, luvas, capas, botas de borracha, pois temos que treinar e orientar , toda a empresa quanto ao controle das manutenções e de seus estoques. * Proteção para a cabeça Capacete ,óculos ,protetores faciais * Proteção para os membros superiores Luvas , cremes , mangas de raspa *proteção para membros inferiores calçados ,perneiras de raspa , calças de pv Extintores de incêndio Se faz a inspeção para evitar que alguma área que tenha um extintor fique com o mesmo descarregado ou este se encontre em não condição de uso. Além da inspeção servir também para verificação da data de próxima recarga, data de teste hidrostático e condições que se encontram os extintores. Participação nas reuniões da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - NR-5) Neste estágio tive grandes oportunidades de acompanhar todos os pontos mais, importante de como se realiza uma CIPA. Como são executadas as reuniões, e a participação de todos membros onde são discutidos os pontos políticos da segurança do trabalho. As reuniões são realizas de maneiras objetivas e produtivas. 16 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  17. 17. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Responsabilidades  Fornecer, recolher, preencher a ficha de EPI;  Controlar e contar o estoque de EPIs,  Arquivar as requisições de EPI e lançar na planilha eletrônica;  Recebimento, conferência, organização e descarte  Entregar o EPI para teste;  Acompanhar o andamento do teste;  Preencher a ficha e passar para avaliação da Segurança do Trabalho.  Receber os ASOS (Atestado de Saúde Ocupacional) conferir os dados, recolher assinatura dos funcionários, acompanhar se os exames estão sendo realizados conforme encaminhamentos;  Inspecionar os dispositivos de emergência (Extintores e Hidrantes);  Preservação da saúde e integridade física dos trabalhares;  Proteção ao meio ambiente e dos recursos naturais;  A antecipação ou reconhecimentos estiver gerando risco grave e eminente para a saúde dos trabalhadores;  Apresentar avaliação e índices entre o nível de ação e os limites das normas;  Acompanhar manutenções corretivas e preventivas dos equipamentos de prevenção a poluição, supervisionando a organização, logística e definindo o dimensionamento dos trabalhos executados; 17 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  18. 18. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Aprendizado  Organização administrativa;  Reconhecimento do absenteísmo;  Elaboração de CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho);  Controle de ASO e exames médicos;  Postura e organização de trabalho;  Recursos de avaliação;  Proteção ao meio ambiente;  Controle de EPI e sua destinação;  Como identificar os riscos;  Reconhecimentos dos assuntos e o não cumprimento das normas de segurança. Ficha de análise de acidente Visa identificar e apurar as causas dos acidentes, além de procurar soluções e métodos de se evitar a reincidência dos acidentes, é uma análise do acidente onde deve conter nome do acidentado, n.º da CIPA, nome da empresa, descrição do acidente, causas apuradas e medidas propostas, entre outros é uma maneira muito importante para evidenciação dos custos do acidente e medidas para se evitar reincidências futuras. Ficha de estatística É impresso próprio da empresa e serve para cumprir uma exigência do ministério do trabalho, está contida todas as informações e dados estatísticos de segurança das empresas em determinado mês. 18 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  19. 19. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Relatório de inspeção Como foi bem explicado durante o curso que todo relatório de inspeção e fundamental e muito importante para o empregador que todos os documentos e informações, são necessárias para empresa, para o seu próprio resguardo dentro das normas. Noções de como registrar a CIPA no ministério do trabalho Na eleição da cipa também vivenciei instruções dos processo para registrar a CIPA no MTE (MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO), todas as explicações foram passadas onde se falou da importância em levar ao MTE as atas de eleição e instalação e posse dos cipistas para requerer junto ao MTE o registro da mesma, não se esquecendo de levar junto o calendário anual de reuniões, onde consta dia, mês, ano, local e horário das reuniões ordinárias da CIPA. Instruções gerais Todos os procedimentos e suas importância de ter, todos os quesitos e documentos em mãos e além dos documentos arquivados é sempre bom, ter uma segunda cópia nos seus próprio arquivo pessoal, para se resguardar de qualquer surpresa inesperada Todo tipo de documentos e memorandos expedidos e recebidos, e levantamentos diversos, todos esses procedimentos são muito importante para o profissional da área de segurança do trabalho. 19 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  20. 20. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Funções envolvidas O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da empresa contempla as seguintes funções: Auxiliar Administrativo: Realiza serviços administrativos, atende telefonemas realiza serviços de digitação, controle de documentação contabil, faturamento e folha de empregados, faz levantamento de material necessário ao escritório, atendimento a clientes, controle das entradas de mercadorias e anotação dos serviços a serem executados via planificação computadorizada. Eventualmente realiza serviços externos envolvendo documentos . Auxiliar de Desenho: Auxilia em desenhos tecnicos de topografia, analisa projeto e estuda viabilidade dos mesmos. Auxiliar de Topografia: Auxilia a executar levantamentos geodesicos e topo- hidrograficos por meio de levantamento altimetricos e planimetricos, implantam no campo pontos de projetos, locando obras de sistemas de transportes, obras civis industriais, rurais e delimitando glebas; planejam trabalhos em geomática, analisam documentos e informações cartográficas interpretando fotos aéreas, imagens orbitais, cartas, mapas, plantas, identificando acidentes geométricos e pontos de apoio para georeferenciamento e amarração coletando dados geométricos, efetua cálculos e desenhos e elabora documentos cartográficos , efetuando aerotriangulação restituindo fotografias aéreas. Desenhista: realiza os serviços de desenhos técnicos de topografia, analisa projeto e estuda viabilidade dos mesmos . Encarregado Geral: coordena as atividades operacionais das obras, a fim de que os cronogramas sejam cumpridos conforme planejado, solicita admissão e demissão de pessoal, interpreta plantas e projetos, formando as equipes de trabalhos de acordo com o dimensionamento planejado, zelando pela boa qualidade dos serviços, distribui 20 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  21. 21. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO e acompanha os trabalhos das diversas equipes, comunicando ao engenheiro da obra quaisquer inrregularidades . Estagiario de Engenharia: auxilia os engenheiros no desenvolvimento e coordenação de projetos de construção civil e arquitetura, pesquisa novas tecnologias de produtos e processos, projeta obras de pequeno porte, coletando dados, elaborando ante-projetos, desenvolvendo projetos, dimensionando estruturas e instalações, especificando materiais, detalhando projetos executivos e atualizando conforme obras e detalha projetos de grande porte . Gerente de Contratos: coordena todas as atividades da obra, controle e avaliação dos serviços e das medições, encaminha relatórios dos serviços, analisa ocorrências dos níveis de produçao diária, fiscaliza os equipamentos rodantes e os de transferência. Engenheiro Civil: elabora os projetos de engenharia civil, genrência obras, controla a qualidade de empreendimentos e coordena a operação e manutenção do empreendimento. Encarregado I , II E III: coordena as atividades operacionais das obras, a fim de que os cronogramas sejam cumpridos conforme planejado, solicita admissão e demissão de pessoal, interpreta plantas e projetos, formando as equipes de trabalhos de acordo com o dimensionamento planejado, zelando pela boa qualidade dos serviços, distribui e acompanha os trabalhos das diversas equipes, comunicando ao engenheiro da obra quaisquer inrregularidades . Motorista: realiza sua função dentro e fora da empresa, realiza suas atividaes dirigindo o carro em transito externo entregando e buscando encomendas durante toda sua jornada. Meio Oficial de Pedreiro: executa serviços de construção e reparo de alvenaria, alicerces e outros, preparando a argamassa, assentando tijolo ou pedras e rebocando as estruturas construídas. 21 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  22. 22. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Pedreiro I, II E III: executa serviços de construção e reparo de alvenaria, alicerces e outros, preparando a argamassa, assentando tijolo ou pedras e rebocando as estruturas construidas. Servente: transporta material de pequeno porte com o auxilio de carrinho de mão ou manualmente, prepara a argamassa, remove entulhos, auxilia o pedreiro em suas atividades e faz serviços similares. Topógrafo: executa levantamento geodesicos e topo-hidrograficos por meio de levantamento alimétricos e planimétricos, implantam no campo, pontos de projeto, locando obras de sistemas de transportes, obras civis, industriais, rurais e delimitado glebas, planejam trabalhos em geomática, analisam documentos e informações cartográficas, interpretando fotos terrestres, fotos aéreas, imagens orbitais, cartas, mapas, plantas indentificando acidentes geométricos e pontos de apoio para georeferenciamento a amarração, coletando dados geométricos, efetua cáculos e desenhos e elabora documentos cartográficos, definindo escalas e cálculos cartográficos, efetuando aerotriangulação, restituindo fotografias aéreas. Almoxarife: coordena, acompanha e orienta as atividades ligadas ao almoxarifado, controlando e orientando no recebimento, armazenamento, atendimento aos pedidos e despacho de materiais/peças e nos controles, registros e demonstrativos decorrentes, mantém o controle dos níveis de reposição de estoque, tomando providencias para seu provimento, participa e coordena a execução de seu trabalho. Armador: executa serviços de montagem de armações de ferro para concretagem, medindo marcando, cortando e dobrando ferros encaixando-os nas fôrmas de estrutura. Carpinteiro: executa serviços de construção e montagem de fôrmas e painéis de madeira para concretagem, bem como confeccionar passarelas de acesso aos serviços em execução na obra. 22 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  23. 23. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Operador de Máquinas: responsável pela operação da retroescavadeira/ escavadeira/ miniretro, operação e serviços pré-fixados pelo encarregado ou superior na obra. Projetista: Auxilia a engenharia na coordenação de projetos, pesquisa novas tecnologias de produtos e processos, projeta obras de pequeno porte, coletando dados, elaborando ante-projetos, desenvolvendo projetos, dimensionando estruturas e instalações, especificando materiais, detalhando projetos executivos e atualizando projetos conforme obras, detalha projetos de grande porte. Supervisor de Projetos e Obras: supervisiona obras de construção civil e levantamento quantitativos e especificações técnicas dos projetos, avalia e controla a quantidade e qualidade dos materiais empregados e dos serviços executados, assim como o produto acabado. 23 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  24. 24. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO DESCRIÇÕES DAS ÁREAS DE TRABALHO Exposto no Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção – PCMAT, os trabalhos são realizados a céu aberto, sendo os serviços administrativos em dependências do canteiro central com iluminação e ventilação natural e artificial. Trecho Valas abertas nas ruas com as seguintes dimensões: largura 700mm à 4.000mm, profundidade de 1,000m a 4,000m, comprimento variando entre 7m a 12m (por vez), dependendo da extensão da rua ou avenida. Ruas e Avenidas Serviço paralelo ao trânsito, requer providências específicas e articulação com órgãos que licenciam a execução da obra . Sinalização para desvio de tráfego São utilizados para este fim cones, placas com advertências, cavaletes, pedestal com iluminação, tapumes e barreiras de concreto disposto no início da vala, deixando livre uma faixa para o transito, quanto que na oposta dividia a faixa com tapumes com iluminação no pedestal para atender o desvio paralelo a obra desafogando o fluxo intenso. Corte do asfalto Utiliza-se equipamento de ar comprimido operado por profissional habilitado, produz vibração e ruído de alta intensidade, como também em consonância com o trafego na via. O operador deve portar regulamente equipado e ter conhecimento do grau de risco. 24 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  25. 25. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO O equipamento é alimentado por energia produzida no gerador por cabos bem revestidos estendidos sob os cuidados do operador para que não sofra alguma eventual danificação como rompimento de partes pela esteira da retroescavadeira, proporcionando riscos de descarga elétrica a quem estivesse nas proximidades da máquina, estando operador imune na cabine, visto que a esteira faz serviço de fio terra. Escoramento da vala Feito com pranchas com 6m de extensão, 1m de largura, espessura de 0,20cm e um orifício em uma das extremidades em ferro caracterizado por ondulações que permitem melhor disposição de encaixamento das peças. A operação acorre de duas formas: guinchado pela retroescavadeira, direcionada por funcionários até que a mesma se encontrasse firme para que a máquina impulsionasse a mesma, formando o escoramento da vala, ou cuidadosamente pelos funcionários dando condições para a máquina seguir os procedimentos. O escoramento conta ainda com uma peça chamada perfil disposta em ‘U’ que assegurava as pranchas, possibilitando condições do avanço da retroescavadeira para a retirada de material. Regularização de fundo de vala Avaliação das condições assegurando conformidade de operação humana e assentamento do tubo. Assentamento do tubo Esta operação requer uma atenção dobrada da equipe envolvida. Os tubos são guinchado por uma cinta. Características da cinta: Cinta de Olhais, de cor amarela, atende aos padrões das Normas Europeias, conforme Norma NBR 15637-1, fator de uso 90, com capacidade até 3T ( 4 – 6). 25 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  26. 26. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Reaterro Com o próprio material da escavação da vala. Revestimento em asfalto Os profissionais envolvidos são da ESCON, quanto que o asfalto o serviço são terceirizados. A equipe que trabalha geralmente no turno da noite, onde o transito é menos intenso e proporciona tranquilidade na execução do serviço, embora o outro lado da face insegurança com relação a assaltos ou violência. Canteiro O Local contempla os setores de pintura, almoxarifado, refeitório e banheiros. Estação de tratamento Unidade operacional do sistema de esgoto sanitário. Em conjunto com outras estações, os afluentes passam por processos físicos, químicos ou biológicos que removem as cargas poluentes do esgoto, operação esta que transformam os resíduos em água de qualidade que pode ser reutilizada ou lançada no meio ambiente sem causar problemas . Estação elevatória Unidades destinadas ao transporte do esgoto do nível do poço de sucção das bombas ao nível de descarga na saída da linha de recalque, acompanhando as variações da vazão afluente (sintonia entre o sentido de escoamento dos condutos e o declive natural), em áreas baixas . 26 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  27. 27. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Recursos materiais  Metais: Metais Cerâmicos; Metais Não Cerâmicos.  Maquinas: Maquinas de produção de betão e preparação de material; Máquinas de transportes e elevação; Escavadeiras e Máquinas de Compactação; Máquinas para construção de poços; Máquinas de ar comprimido; Máquinas para produção de energia e sua distribuição. Outras máquinas.  Equipamentos: Equipamentos existentes; Equipamentos adquiridos; Equipamentos alugados. Riscos O PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) contempla os seguintes riscos: Agentes Físicos - São as diversas formas de energia que possam estar expostos os trabalhadores, tais como: ruídos, vibrações, radiações ionizantes, radiações não ionizantes, frio, calor, pressões anormais, umidade, bem como o infra-som e ultra-som. Agentes Químicos - Substâncias compostas ou produtos que possam penetrar no organismo pela via respiratória, na forma de poeiras, fumos, névoas, neblinas, gases 27 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  28. 28. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO ou vapores, ou que, pela natureza da atividade de exposição, possam ter contato ou ser absorvidas pelo organismo através da pele ou por ingestão. Agentes Biológicos - Consideram-se agentes biológicos as bactérias, fungos, bacilos, parasitas, protozoários, vírus, entre outros. Agentes Ergonômicos - São aqueles presentes onde há esforço físico intenso, levantamento e transporte manual de peso, exigência de postura inadequada, controle rígido de produtividade, imposição de ritmos excessivos, jornadas de trabalho prolongadas, monotonia e repetitividade e outras situações causadoras de stress físico e/ou psíquico. Agentes Mecânicos (Riscos de Acidentes) - Propiciados por arranjo físico inadequado, máquinas e equipamentos sem proteção, ferramentas inadequadas ou defeituosas, iluminação inadequada, eletricidade, probabilidade de incêndio ou explosão, armazenamento inadequado, animais peçonhentos e outras situações que poderão contribuir para a ocorrência de acidentes; Atuação Técnica Sob orientações do supervisor da empresa, além da observação as seguintes medidas são aplicadas com o objetivo amenizar os riscos no ambiente de trabalho por meio das seguintes medidas prevista no cronograma de atividades do PPRA: Treinamentos – Admissional e Integração legislação de Higiene Pessoal, uso correto de EPI’s e DST/AIDS. Os eventos sociais aplicadas promovem a integridade dos membros e elevação da auto-estima dos funcionários além do conhecimento, como também dinâmicas de grupo, importantes instrumentos para promover a interação, integração, cooperação, reflexão e qualidade nas relações grupais e possibilitar divertimento aos colaboradores durante os eventos, aumentando a sociabilidade e uma melhor qualidade de vida. 28 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  29. 29. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Medidas de Controle Serão adotadas medidas de controle quando, em qualquer uma das fases do programa, os fatores de risco detectados se enquadrarem na classificação apresentada. Será observada a seguinte hierarquia: 1 – Medidas de ordem coletiva – O procedimento usual parte da proposta de eliminação ou redução da fonte de risco através da substituição do equipamento ou seu enclausuramento. 2 – Medidas de ordem administrativa – Não conseguindo eliminar a fonte de risco ou seu enclausuramento, são propostas medidas de ordem coletiva, acompanhadas de treinamento aos trabalhadores quanto aos procedimentos que lhes assegurem informações sobre eventuais limitações de proteção. 3 – Medidas de ordem individual (EPI) – A utilização dos EPIs, quando necessário, observando as disposições da NR-6, Equipamento de Proteção Individual, da Portaria 3214/78, do Ministério do Trabalho e terá os seguintes aspectos. • Seleção do EPI tecnicamente adequado ao risco, considerando-se a eficiência e o conforto, segundo avaliação durante o trabalho; • Treinamento aos trabalhadores quanto à sua correta utilização e manutenção, e ainda orientação sobre as limitações dos EPI’s; • Estabelecimento de normas para fornecimento, uso, guarda, higienização, conservação, manutenção e reposição. 29 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  30. 30. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Medidas Preventivas A prevenção está condicionada a vários fatores: Higiene pessoal • Evitar o trabalho com equipamentos que estejam sujando a pele. Mantê-los limpos; • Se a pele ou as mãos forem atingidas, fazer a limpeza do local atingido tão logo seja possível. EPI • Não usar EPI danificado, furado ou rasgado, muito largo ou apertado; • Não usar sandálias tipo havaiana. Orientações • Fornecer orientação ao trabalhador por meio de palestras audiovisuais sobre riscos e medidas de segurança e higiene. Fator pessoal de insegurança • Baixo nível cultural, inexperiência profissional, violência temperamental, preocupações pessoais, alcoolismo e drogas são fatores importantes que devem ser conhecidos e neutralizados; • Não usar equipamentos que apresentem defeitos. Não usar ou improvisar ferramentas inadequadas e defeituosas. 30 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  31. 31. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO CONCLUSÃO A empresa ESCON Engenharia está buscando cada vez mais aprimorar seus recursos humanos e logísticos, para poder atender a demanda do mercado e garantir um serviço de qualidade a seus clientes final. Durante a realização desse estágio foram diagnosticadas algumas vertentes de raciocínio no que tange o simples fornecimento de EPI’s e exigência de seu uso que na verdade não podem evitar acidentes se utilizados isoladamente, porém, um eficaz sistema de segurança é caracterizado não apenas pelo simples cumprimento de exigências legais, mas, principalmente, pela preocupação em fornecer aos empregados um ambiente seguro, os mais adequados equipamentos de proteção individual e um eficiente treinamento do mesmo, sem levar em conta apenas a minimização dos custos. Desta forma os problemas apresentados foram deliberados, juntamente com suas sugestões de melhorias. O acordo de cooperação e termo de compromisso de estágio designada entre a concedente, Instituição de Ensino e o estagiário doravante firmado a fim de formalizar as condições necessárias a realização de estágio não remunerado, acha-se concluso, produzindo assim seus efeitos ao postulante da atividade de técnico em segurança do trabalho se valendo do conhecimento adquirido na área acadêmico-profissional e colocando-a em pratica. Com o cumprimento das normas regulamentadoras do MTE, a empresa teve seu papel importante no contexto segurança do trabalho na construção civil, trouxe na sua instrução, proteção efetiva nas fases da obra, proteção individual e coletiva dos trabalhadores, aproveitamento na sua linha de produção com menor espaço de tempo, pouco desperdício de material utilizado no empreendimento, esclarecimento no tocante aos perigos e riscos existentes nas diversas atividades desenvolvidas no local de trabalho da construção civil, tendo como recursos empíricos a entrega de informativos, cartilhas e ordens de serviço a cada integrante da empresa despertando a 31 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  32. 32. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO responsabilidade e papel da prevenção e da correção de atitude dentro do local de trabalho. Trabalhar na área de Segurança do Trabalho, fazendo com que os trabalhadores durante a sua vida laboral, entendam para que desenvolvam suas atividades com segurança e sem acidentes, visando a sua saúde e integridade física. Constitui um desafio constante, cheio de complexidades, mas também muito satisfatório e realizador para todo e qualquer profissional de Segurança do Trabalho. Garantir que todos os trabalhadores voltem para suas casas em todo final de expediente é dever de todos nós. Temos que ter consciência que nenhuma tarefa é tão urgente e/ou importante que não possa ser feita com segurança. A compreensão e a mudança de comportamento das pessoas é que darão a estrutura necessária para as modificações que devem ocorrer nos aspectos de capacitação das atividades, adaptações, elaborações de normas internas entre outros itens. A expectativa é de colaboração entre empregados, empregadores e governo para que o meio ambiente de trabalho seja mais saudável e seguro. O pensamento organizacional atual indica que se deve dá o mesmo nível de importância para as questões de qualidade, segurança, saúde ocupacional e meio ambiente, pois são elas que irão garantir um aumento da produtividade para os empresários, redução de custos sociais para o governo e a melhoria da qualidade de vida para os trabalhadores, trazendo benefícios para a sociedade de uma forma geral. Cada vez mais se destacam as preocupações do governo, empresários e sindicatos em melhorar a segurança a saúde e as condições do meio ambiente de trabalho. A melhoria da segurança, saúde e meio ambiente de trabalho além de aumentar a produtividade diminui o custo do produto final, pois diminui as interrupções nos processos absenteísmo e acidentes ou doenças ocupacionais. 32 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  33. 33. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO As organizações que conseguem dar conforto e tranqüilidade aos seus colaboradores terão em troca profissional e comprometidos com os processos de melhoria continua dos métodos de trabalho. Um elemento importante a favor da segurança, saúde e melhoria das condições de trabalho é a informação, a empresa deve possuir mecanismos internos para divulgar os objetivos indicadores de desempenho e resultados estimulando a participação dos trabalhadores. Uma informação bem elaborada contribui para a conscientização de segurança dos trabalhadores e gerentes, além da informação devem-se criar mecanismos como, por exemplo: caixa de sugestões permitindo que os trabalhadores apresentem suas propostas reconhecendo aquelas que foram implantadas na prática. Por fim, foi através deste estágio que me trouxe a possibilidade de se ter uma visão ampla dos processos de uma empresa, da interligação de seus setores e também adquirir o conhecimento necessário para implantar melhorias e disseminar conhecimento na busca de prevenir e amenizar o assombroso índice de acidente de trabalho ligado a atividade da construção civil. 33 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  34. 34. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BRASIL. Senado Federal. Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. Art. 7º e 227. Disponível em: <http://www.senado.gov.br/bdtextual/const88/const88.htm>. Acesso em: 06 de Nov. de 2010 UNISA, Apostila de Segurança do Trabalho na Construção Civil, Módulo 8. ABNT. NBR - 12284 Áreas de vivência em canteiros. 11p. CENTRECON, A Importância da Segurança no Trabalho, Disponível em: <http://www.centrecon.com.br/site/pages/estatico.php?id=138> Acesso em 06/11/2010 BRASIL, Ministério do Trabalho e Emprego, Portaria 3214/78, Que contempla a Norma Regulamentadora nº 18 (NR-18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção), Brasília, 1995. 43p; Disponível em: < http://www.mte.gov.br/legislacao/normas_regulamentadoras/nr_18.asp> Acesso em: 15 de nov. 2010 BRASIL, Lei nº 6.514, de 22 de Dezembro de 1977 - Altera o Capítulo V do Titulo II da Consolidação das Leis do Trabalho, relativo a segurança e medicina do trabalho e dá outras providências, Brasília, 1977 – (DOU de 23/12/77), Disponível em: < www010.dataprev.gov.br/sislex/paginas/42/1977/6514.htm> Acesso em: 22 out. 2010 BRASIL. Ministério do Trabalho. Secretaria de Emprego e Salário. Segurança e saúde no trabalho, legislação - normas regulamentadoras. Brasília, 2002. Disponível em: <http://www.mtecbo.gov.br/> Acesso em: 16 de nov. de 2010. BRASIL. Ministério do Trabalho. Segurança e Saúde no Trabalho. Análise de acidentes de trabalho, 2001. Disponível em: 34 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  35. 35. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO <http://www.mte.gov.br/Temas/SegSau/analise/dados2001/Conteudo/287.pdf.> Acesso em: 27/09/2010. IBGE – FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa nacional por amostragem de domicílios, PNAD – síntese de indicadores, 1999. Disponível em :<http://www.ibge.br/estatisticas> Acesso em: 15 nov 2011. LOPES NETO, André & BARRETO, Maria de Lourdes. A utilização do EPI neutraliza a Insalubridade. Revista CIPA - Caderno Informativo de Prevenção de Acidentes. São Paulo: CIPA Publicações, ano xvii, n. 187, 1996. Os Acidentes do Trabalho nas Atividades Econômicas. Revista CIPA – Caderno Informativo de Prevenção de Acidentes. São Paulo: CIPA Publicações, ano xviii, n. 207, p. 48 - 72, 1997. BIBLIOMED. Acidentes de Trabalho. Boa Saúde, 27 Jul 2007. Disponível em <http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=4972&ReturnCatID=1801>. Acesso em: 29 set 2010. 35 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  36. 36. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO ASSINATURAS 36 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  37. 37. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Aprovação pela empresa Aprovo o relatório desenvolvido pela estagiária Keila da Conceição Paulino _________________________________________________ Keila da Conceição Paulino Estagiário de Segurança do Trabalho __________________________________________________ Waltencir Vieira Da Silva – Sócio-Gerente ESCON Engenharia Local Data 37 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  38. 38. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Aprovação pela escola Aprovo o relatório desenvolvido pela estagiária Keila da Conceição Paulino _________________________________________________ Coordenadora do Curso Técnico em segurança do Trabalho Alexandra Gomes Guizalberth ________________________________________________ Diretora Colégio Monsenhor D’Amato Honorinda da Mota Barbosa Silva Local Data 38 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  39. 39. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO DECLARAÇÃO DE CONCLUSÃO Declaramos para os devidos fins, que KEILA DA CONCEIÇÃO PAULINO, portadora da RG MG 13072404 SSP, CPF05698688664, concluiu seu estagio como Técnico em Segurança do Trabalho, na empresa ESCON Engenharia. Sendo que sua carga horária de 6h diárias compreendeu no período de 01 de abril de 2015 a 31 de julho de 2015, totalizando 510 horas. Por ser verdade, firmamos a presente declaração. _______________________________________ Waltencir Vieira Da Silva – Sócio-Gerente ESCON Engenharia 39 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  40. 40. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Belo Horizonte, 31 de julho de 2015 FIGURAS 40 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  41. 41. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Fonte: Revista Techne Figura 1 Gráfico 1 : Acidentes de trabalho fatais registrados por Estado em 2004 41 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  42. 42. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Fonte: Revista Techne Figura 2 Gráfico 2 - Quem se acidenta mais Fonte: Portal Metálica Construção civil Figura 3 Gráfico3 - Porcentagem de EPI’s fornecidos x exigidos pelas empresas 42 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  43. 43. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Fonte: Slideplayer Figura 4 Fonte: Towbar Figura 5 Placas de sinalização 43 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  44. 44. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO FOTOS DE OBRAS 44 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  45. 45. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Fonte: Arquivo Escon Foto 1 Almoxarifado no canteiro de obras Fonte: Arquivo Escon Foto 2 Máquinas e Equipamentos 45 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  46. 46. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Fonte: Arquivo Escon Foto 3 Recomposição Asfáltica. Fonte: Arquivo Escon Foto 4 Obra Pará de Minas (Águas de Pará de Minas) 46 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  47. 47. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Fonte: Arquivo Escon Foto 5 Obra Pará de Minas (Águas de Pará de Minas) Fonte: Arquivo Escon Foto 6 Obra Pará de Minas (Águas de Pará de Minas) 47 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  48. 48. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO Fonte: Arquivo Escon Foto 7 Obra Pará de Minas (Águas de Pará de Minas) Fonte: Arquivo Escon Foto 8 Obra Pará de Minas Águas de Pará de Minas) 48 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG
  49. 49. RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO ANEXOS 49 COLÉGIO MONSENHOR D’AMATO RUA: SANTA LUZIA ,Nº 53 CENTRO –SANTA LUZIA –MG

×