Trabalho de artes - Egito

4.537 visualizações

Publicada em

fdfs

Publicada em: Educação, Tecnologia
3 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • é ne é isso aí
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Wikpédia,que isso gente vamos usar livros de valor sobre o assunto,por exemplo:o homem egipcio,religião e margia no Egito entre outros
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • qual é a bibliografia?
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.537
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
3
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de artes - Egito

  1. 1. Egito Antigo - Religião<br />Trabalho de artes<br />Professor(a): Ângela Cristina Altoè<br />Turma: 1º ano de administração – Turno matutino<br />Ifes Campus Linhares<br />
  2. 2. DEUSES EGIPCIOS<br />No Egito Antigo, as pessoas seguiam uma religião politeísta, ou seja, acreditavam em vários deuses. <br /> Estas divindades possuíam algumas características acima da capacidade humana. Poderiam, por exemplo, estar presente em vários locais ao mesmo tempo, assumir várias formas (normalmente de animais) e interferir diretamente nos fenômenos da natureza. <br /> Cada cidade do Egito Antigo possuía um deus protetor, que recebia oferendas e pedidos da população local. <br /> Os principais deuses eram: Nun, Atun, Amon, Rá, Shu, Tefnut, Nut, Geb, Osíris, Ísis, Seth, Néftis, Hátor, Hórus, Anúbis, Toth, Maát, Ptah, Sekhmet, Basteth, Khnum, Sebek, Tuéris, Khepra, Ápis, Babuino, Íbis e Apófis.<br /> A maioria dos deuses era um Faraó que, após sua morte, foram divinizados. Cada deus possuía seu próprio templo. <br />
  3. 3. NUN<br />Nun é do periodo da Pré – dinastia. Ele personificava o abismo líquido ou as águas primordiais, a partir do qual todo o mundo foi criado representava a divindade mais velha e sábia de todas.<br />Fonte: http://magiadooriente.vilabol.uol.com.br/mitologia.htm<br />
  4. 4. ATUN<br />Atun é um neter egípcio, adorado em Heliópolis. Deu origem a uma explosão que gerou os demais corpos celestes do universo (Big Bang). Este também gera o sol da tarde. Era o deus primordial associado a criação do universo era representado como uma forma humana ou como uma serpente. <br />Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Atum_(mitologia)http://www.egiptologiabrasileira.com.br/deuses_e_deusas_9.html<br />
  5. 5. RÁ<br /> Rá ou Ré é o deus do Sol do Antigo Egito. No período da V dinastia (2479 – 2311 a.C) se tornou uma das principais divindades da religião egípcia, identificado primordialmente com o sol do meio-dia. O principal centro de seu culto era a cidade de Heliópolis, onde era identificado com o deus solar local.<br />Fonte: gratisesoterismo. blogspot.com<br />
  6. 6. SHU<br />Shu é o deus egípcio do ar seco, do estado masculino, calor, luz e perfeição. Ele é o responsável por separar o céu da terra. É ele também quem traz a vida com a luz do dia. É representado como um homem usando uma grande pluma de avestruz na cabeça. Criou também as estrelas pelas quais os seres humanos podem elevar-se e atingir os céus e as colocou na cidade de Gaaemynu. Ele só se tornou popular a partir do Império Novo.<br />Fonte: Wikipédia<br />
  7. 7. TEFNUT<br />Tefnut(ou também Tefnet) é a deusa que personificava a umidade e as nuvens na mitologia egípcia. Ela simbolizava generosidade e também as dádivas e afasta a sede. Uma mulher, às vezes com cabeça de leoa que indicava poder, usando na cabeça o disco solar e a serpente Uraeus.<br />Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. <br />
  8. 8. NUT<br />Nut é uma deusaegípcia representada por uma linda mulher. Com o seu corpo alongado, coberto por estrelas, forma o arco da abóbada celeste que se estende sobre a terra. É como um abraço da deusa do céu sobre Geb, o deus da Terra. Representava o céu e era significativamente invocada como a mãe dos deuses. É muitas vezes representada sob a forma de uma vaca, por alusão a uma metamorfose por que espontaneamente teria passado.<br />Fonte: Wikipédia<br />
  9. 9. GEB<br />Geb é o deus da terra, e também é considerado deus da morte. É o responsável pela fertilidade e pelo sucesso nas colheitas e também o suporte físico do mundo material, sempre deitado sob a curva do corpo de Nut. É sempre representado com um ganso sobre a cabeça, nas pinturas e era comumente representado usando uma coroa com uma pluma e chifres em forma de carneiro.<br />Fonte: Wikipédia.<br />
  10. 10. OSÍRIS<br />OSÍRIS( 1002 a.C. a 956 a.C.)12ª dinastia: Ele é o deus dos mortos e do renascimento, rei e juiz supremo do mundo dos mortos. Acredita-se que ele tenha sido o primeiro Faraó e que ensinou aos homens as artes da agricultura e da civilização. Se encontra hoje no museu do Cairo.<br />Fonte: Wikipédia<br />
  11. 11. Templo de Osíris <br />Localizado em Abidos<br />Fonte: http://www.descobriregipto.com/pacote-6-Isis.html<br />
  12. 12. ÍSIS<br />Ísis alada <br />Ísis Foi cultuada como modelo da mãe e da esposa, protetora da natureza e da magia. Era a amiga dos escravos,pescadores, artesãos, oprimidos, assim como a que escutava as preces dos opulentos, das donzelas, aristocratas e governantes. Ísis é a deusa da maternidade e da fertilidade, também foi conhecida como a deusa da simplicidade, protetora dos mortos e deusa das crianças. Os primeiros registros escritos acerca de sua adoração surgem durante a V dinastia egípcia. Ao longo da história da sua adoração ela não se manteve centralizada em nenhum ponto específico. <br />Fontes: Wikipédia e http://magiadooriente.vilabol.uol.com.br/mitologia.htm<br />
  13. 13. Templos em homenagem a Ísis:<br />Em Filas<br />Em Roma.<br />E na Pompéia.<br />Fonte: Wikipédia.<br />
  14. 14. SETH<br />19ª dinastia (c. 50 a 125 d.C.). Ele personifica a ambição e o mal. Considerado o deus da guerra e Senhor do Alto Egito. Tinha seu centro de culto na cidade de Ombos. Era representado por um homem com a cabeça de um tipo incerto de animal. Associavam-no ao deserto aos trovões e às tempestades. Encontra-se hoje no museu do Cairo<br />Fonte: Wikipédia<br />
  15. 15. Templo de Seth.<br />Localizado em Abidos<br />
  16. 16. NÉFTIS<br />Néftis é uma divindade da mitologia egípcia. Representava as terras áridas e secas do deserto e a morte. Ela era representada na cabeceira dos sarcófagos reais do Império Novo. Néftis não teve seus próprios cultos ou templos no Egito.<br />Fonte: Wikipédia.<br />
  17. 17. HÁTOR<br />Hátor representava a personificação das forças benéficas do céu. Distribuidora do amor e da alegria, deusa do céu e protetora das mulheres, nutriz do deus Hórus e do faraó, patrona do amor, da alegria, da dança e da música. Ela só é representada de maneira contundente a partir da Quarta Dinastia.<br />Fonte: http://magiadooriente.vilabol.uol.com.br/mitologia.htmhttp://taronanet.com.br/tag/deus/.<br />
  18. 18. Templo de Hathor<br />Localizado em Dendera (Egito)<br />Fonte: http://serturista.com/egipto/dendera-complejo-mejor-conservado-en-egipto/<br />
  19. 19. HÓRUS<br /> Na mitologia egípcia, Hórus é o deus dos céus. Ele era filho de Isís e Osíris. Tinha cabeça de falcão e os olhos representavam o Sol e a Lua. Matou Seth, tanto por vingança pela morte do pai, Osíris, como pela disputa do comando do Egito. Na disputa perdeu um olho que foi substituido por um amuleto de serpente. Hórus pertence a V dinastia(2479 – 2311 a.C).<br />
  20. 20. Templo de Hórus<br />Localizado em Edfu.<br />
  21. 21. Anúbis é o nome dado pelos antigos gregos ao deus com cabeça de chacal associado com a mumificação e a vida após a morte na mitologia egípcia.  A menção mais antiga a Anúbis está nos Textos das Pirâmides do Império Antigo, onde frequentemente é associado com o enterro do Faraó. Na época, Anúbis era o deus dos mortos mais importante, porém foi substituído durante o Império Médio por Osíris.<br />Fonte: Wikipédia<br />ANÚBIS<br />
  22. 22. TOTH<br />Toth é do período 1458 a.C a 1473 a. C. ele representa uma divindade lunar (o deus da Lua) que tem a seu cargo a sabedoria, a escrita, a aprendizagem, a magia, a medição do tempo, entre outros atributos. Ele é o deus da sabedoria<br />Fonte: Wikipédia<br />
  23. 23. MAÁT<br /> Na mitologia egípcia, Maet ou Maat é a deusa da Justiça e do Equilíbrio. É representada por uma mulher jovem exibindo na cabeça uma pluma. A mais antiga evidência de um templo dedicado a ela está no Império Novo (1569 à 1081 A.c.), apesar da grande importância atribuída para Maet. Amen-hotep III encomendou um templo no Templo de Karnak, enquanto evidências textuais indicam que outros templos de Maet estavam localizados em Mênfis e Deir el-Medina.<br />Fonte: Wikipédia<br />
  24. 24. PTAH<br />Ptah: é o deus criador e divindade patrona da cidade de Mênfis. É um construtor.<br />
  25. 25. SEKHMAT<br />Sekhmat, embora fosse uma leoa sanguinária, também operava curas e tinha um frágil corpo de moça. Era a deusa cruel da guerra e das batalhas e tanto causava quanto curava epidemias. Ela era venerada nos santuários de Mênfis como esposa de Ptah.<br />Fonte: http://www.egyptartsite.com/sekmet.html http://taronanet.com.br/tag/deus/.<br />
  26. 26. BASTET<br />Bastet era simbolizada por uma gata ou uma mulher com cabeça de gata e representava os poderes benéficos do Sol. Seu centro de culto era Bubastis. Em seu templo naquela cidade a deusa-gata era adorada desde o Império Antigo (c. 2575 a 2134 a.C.). Essa divindade também estava associada à Lua e protegia os partos e as mulheres grávidas de doenças e dos maus espíritos. Tornou-se ainda padroeira dos festivais nos quais as bebedeiras eram comuns. Protegia os lares e a partir da IV dinastia (c. 2575 a.C.) aparece como mãe do faraó, a quem ajuda. <br />Fonte: http://www.fascinioegito.sh06.com/gata.htm<br />
  27. 27. Ruínas do templo da deusa Bastet na antiga Bubastis<br />
  28. 28. KHNUM<br />Khnum era representado como um homem com cabeça de carneiro, por vezes tendo uma jarra ou coroa dupla sobre os cornos. É um deus com origens antigas, que possivelmente remontam à época pré-dinástica. Encontrava-se ligado à zona sul do Egito e à Núbia. Este deus representava os aspectos criativos, era também representado no ato da criação dos novos seres. <br />Fonte: Wikipédia.<br />
  29. 29. Templo de Khnum<br />Localizado na Esna (Egito)<br />Fonte: http://www.gonback.com/egipto/egipto06.html<br />
  30. 30. SEBEK<br />Sebek é um deus solar egípcio, a deificação dos crocodilos. XIII dinastia egípcia<br />
  31. 31. Templo de Sebek<br />Localizado em KomOmbo<br />
  32. 32. TAUERET<br />Taueret ou Tuéris protegia as mulheres grávidas e os nascimentos. Ela assegurava fertilidade e partos sem perigo. Além de amparar as crianças, ela também protegia qualquer pessoa de más influências durante o sono.<br />Fonte: http://www.crystalinks.com/taweret.html; http://taronanet.com.br/tag/deus/; http://magiadooriente.vilabol.uol.com.br/mitologia.htm.<br />
  33. 33. KHEPRA<br />Khepra ou Khepri gradualmente veio a ser considerado como uma encarnação do próprio Sol, e por isso tornou-se um deus do Sol. Ele é associado com a imagem do escaravelho<br />Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Khepri ,  Dicionário de hieroglifos.<br />
  34. 34. BABUINO<br />Babuino ou cinocéfalo é um grande macaco africano, cuja cabeça oferece alguma semelhança com os cães. No antigo Egito este animal estava associado ao deus Thoth, considerado o deus da escrita, do cálculo e das atividades intelectuais. Era o deus local em Hermópolis, principal cidade do Médio Egito.<br />Fonte: http://magiadooriente.vilabol.uol.com.br/mitologia.htm<br />
  35. 35. ÍBIS<br />Íbis, uma ave pernalta de bico longo e recurvado.O íbis branco, ou íbis sagrado era considerado pelos egípcios como encarnação do deus Thoth,um homem com cabeça de íbis, era outra das representações daquele deus<br />Fonte: http://magiadooriente.vilabol.uol.com.br/mitologia.htm<br />
  36. 36. Templo de Íbis<br />Localizado em Kharga.<br />Fonte:http://www.flickr.com/photos/si-mangel/5577318628/<br />
  37. 37. APÓFIS<br />Apófis, Dinastia XVII (1633-1540 A.C.): Deus do mal,era associado a vários eventos naturais assustadores como a escuridão inexplicável de um eclipse solar, tempestades e terremotos. Conhecido como o Destruidor, tentava persistentemente atingir seu objetivo<br />
  38. 38. MUMIFICAÇÃO<br />Mumificação é o nome do processo aprimorado pelos egípcios em que retiram-se os principais órgãos, dificultando assim a sua decomposição. Geralmente, os corpos são colocados em sarcófagos de pedra e envoltos por faixas de algodão ou linho. Após o processo ser concluído são chamadas de múmias. O processo de mumificação durava cerca de 70 dias.<br /> A mumificação era um processo bastante complexo e demorado. O sacerdote (embalsamador) começava por retirar océrebro do morto, com um gancho, por meio das narinas. Depois, faziam um corte no lado esquerdo do corpo, retirando os órgãos, que eram colocados em vasos próprios e guardados no túmulo, há exceção do coração, que, por ser necessário na outra vida, era recolocado no seu lugar.<br /> Então, o corpo era coberto com natrão (cristais de sal) e deixado a secar durante 70 dias. Após esse processo, as cavidades eram cheias com linho e substâncias aromáticas, e enrolava-se o corpo com ligaduras. Os olhos eram cheios com linho ou pedras pintadas de branco  <br />
  39. 39. Mumificação solar do Egito faraonitico<br />O Faraó morreu e o seu cadáver é cozinhado até as carnes se desprenderem dos ossos. Os ossos são pintados de vermelho, enfaixados, fazendo-se uma estocagem na múmia com gesso. Pinta-se o retrato da pessoa na própria múmia. E esta se forma ao mesmo tempo em uma estátua Ka, ou seja, uma estátua que vai abrigar a alma do morto. Deixavam o corpo ao Sol, pois acreditava-se que o Sol era o principal deus e traria luz para a alma.<br />Tipos de Mumificação.<br />
  40. 40. Mumificação osiriana<br /> Este é o processo que mais conhecemos e o que se tornou mais utilizado. Para o Faraó, para a nobreza e pessoas mais ricas, era feita da seguinte forma:<br /> O cérebro é tirado pelas narinas, através de um instrumento curvo, mexe-se no cérebro que é uma massa mole, e este se liquefaz. Injeta-se vinho de tâmara, ajudando a dissolver mais o cérebro. Vira-se o morto e o cérebro escorre pelas narinas<br /> É aberta uma incisão no abdômen e todos os órgãos internos, exceto o coração, são retirados, embalsamados e colocados em jarros chamados de canopos. Em seguida, o corpo é enchido com saquinhos de sal (Natrão) e mergulhado em uma espécie de bacia um pouco inclinada com um furo de um lado, para que seus líquidos escorram. Após isso, a múmia é literalmente enterrada por 72 dias. O sal absorve todo o líquido do corpo<br /> Após estes 72 dias, o corpo, que está escurecido e ressecado, é retirado. Enxertam-se resinas, aromas, perfumes, bandagem, pó de serra, isto para dar a conformação do corpo. Depois disto, a abertura no abdômen é costurada, e é colocada uma placa mágica, geralmente com o desenho dos Quatro filhos de Hórus e de seu olho;<br /> Começa, então, o processo de enfaixamento com metros e metros de tiras de pano de linho com goma arábica, até fazer a composição que vemos nas múmias. A cada volta, colocam-se amuletos e colares. Assim a múmia está pronta para o enterro, sendo que no caso doFaraó este enterro era acompanhado de um extenso ritual, repleto de encantamentos, realizado por sacerdotes.<br />
  41. 41. Mumificação para pessoas de classe baixa<br /> Dão uma injeção de essências e de vinhos corrosivos através do ânus, põe uma espécie de tampão e depois de alguns dias tiram-no o que dissolveu. Então eles enfaixam a múmia e devolvem o corpo para os parentes.<br /> Quando as múmias foram encontradas, muitas foram comercializadas e quando o comércio delas acabou e ninguém mais se interessava em comprá-las, alguns ladrões de túmulos decidiram triturar as múmias e comercializá-las como pó para fazer chá. Muitas pessoas adquiriram este pó achando que haveria algum poder de cura para seu tipo de doença.<br />
  42. 42. Mumia<br />Anúbis debruçado sobre um sarcófago<br />A múmia do faraó Ramsés II <br />
  43. 43. <ul><li>SthéfaniProfessor(a): Ângela
  44. 44. GlendaTurma:1º ano de administração
  45. 45. Laís Dambroz matutino
  46. 46. LouizeCampus: Linhares-ES
  47. 47. Laila
  48. 48. Iury
  49. 49. Luana
  50. 50. Virgínia
  51. 51. Graziela
  52. 52. Nêmora
  53. 53. Laís Calmon </li></ul>Componentes:<br />

×