Fatos e Artefatos como Construções Sociotécnicas HCT 825 <ul><li>The Liberal Challenge </li></ul><ul><li>Pearson and Mach ...
A contestação liberal <ul><li>Positivismo lógico e Socialismo </li></ul>John Stuart Mill 1857- 1936 (GB Professor de Matem...
A contestação liberal-  J S MILL <ul><li>Comte  - </li></ul><ul><ul><li>“  Se a Ciência está correta,... porque não deveri...
Teoria da Indução  5 Cânones <ul><ul><li>Método de concordância   </li></ul></ul><ul><ul><li>Método da Diferença </li></ul...
Indução – Do conhecido para o desconhecido <ul><li>Uso do método leva ao conhecimento   </li></ul><ul><ul><li>Cânones asse...
A autoridade da Ciência <ul><li>A Posição ambígua de Mill </li></ul><ul><ul><li>Se a ciência se distingue pelo método (pro...
Obras de J S Mill <ul><li>Stuart Mill escreveu inúmeras obras ao longo da sua vida. Abaixo são listadas as consideradas ma...
Karl Pearson 27 de Março  de  1857 Londres - 27 de Abril  de  1936 Propósito da Ciência   Promover o bem estar da sociedad...
<ul><li>É impossível à ciência atingir completo conhecimento de qualquer domínio.... Esta confissão de ignorância é uma sa...
Correlações X Leis Uma abordagem diferente (Estatística) <ul><li>Pearson contesta a noção de leis  científicas( no sentido...
Questões políticas  <ul><li>“ O Método filosófico nunca pode levar a uma verdadeira  teoria da moral... </li></ul><ul><li>...
Algumas curiosidades <ul><li>Einstein formou um grupo de estudos Academia Olympia.  </li></ul><ul><ul><li>Primeiro livro l...
Capa da revista Biometrika
Ernst Mach <ul><li>Físico Positivista ( Não se considerava filósofo) </li></ul><ul><li>Sua crítica das idéias newtonianas ...
Ernst Mach <ul><li>“ Antimetafísica“ </li></ul><ul><ul><li>O positivismo se desenvolveu em reação contra as várias filosof...
Análise das sensações (1885) <ul><li>Elementos e sensações </li></ul><ul><li>A distinção entre o físico e o psíquico é int...
<ul><li>Fim </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mill mach-pearson-0905

239 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Mill mach-pearson-0905

  1. 1. Fatos e Artefatos como Construções Sociotécnicas HCT 825 <ul><li>The Liberal Challenge </li></ul><ul><li>Pearson and Mach </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Stephen Turner </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>In Handbook of Science Studies </li></ul><ul><li>Hackett,. Amsterdamska, Lynch, Wajcman (eds), 3rd ed 2008 </li></ul><ul><li>Ana Christina S. Iachan </li></ul><ul><li>9/5/2011 </li></ul>Prof. Henrique Cukierman Prof. Ivan da Costa Marques
  2. 2. A contestação liberal <ul><li>Positivismo lógico e Socialismo </li></ul>John Stuart Mill 1857- 1936 (GB Professor de Matemática e Mecânica- Kings College Professor de ‘National Eugenics’’ – Universidade de Londres Eugenics’’ – Fundador a revista Biometrika (1901) (1806-1873), Iniciou seus estudos aos 3 anos de idade. “Experiência viva” das teorias de seu pai e de J. Bentham- utilitaristas ingleses Filósofo, economista, teórico da moral e da política, administrador público, parlamentar. Mais influente filósofo de linha inglesa do século XIX (Fonte : Stanford Enciclopedia de Filosofia ) (1838-1916) Austria Físico ( Viena 1860) Implementou a filosofia fenomenalista de Hume na Física Positivista Contribuições à física, psicologia, educação e filosofia Anti-atomista Karl Pearson Ernst Mach
  3. 3. A contestação liberal- J S MILL <ul><li>Comte - </li></ul><ul><ul><li>“ Se a Ciência está correta,... porque não deveriam os cientistas governar os ignorantes ou governar através do controle da educação (36-37 ) ” </li></ul></ul><ul><ul><li>Repudia o direito à livre expressão </li></ul></ul><ul><li>Mill contrapõe : </li></ul><ul><ul><li>Formação do consenso (advindo da prática do método científico ( 5 cânones da indução) </li></ul></ul><ul><ul><li>Livre discussão (suplanta a livre expressão- implica em troca) </li></ul></ul><ul><ul><li>Introduz a questão da complexidade causal nas ciências sociais </li></ul></ul><ul><ul><li>Não resolve o conflito entre ciência e livre discussão </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>P 37 </li></ul></ul></ul>
  4. 4. Teoria da Indução 5 Cânones <ul><ul><li>Método de concordância </li></ul></ul><ul><ul><li>Método da Diferença </li></ul></ul><ul><ul><li>Método de combinação de concordância e diferença </li></ul></ul><ul><ul><li>Método de resíduos </li></ul></ul><ul><ul><li>Método de variações concomitantes </li></ul></ul>A solução de S. Mill tem sua base teórica no conceito de causalidade. A noção de causa envolve dois eventos E1 e C1 e supõe que toda vez que E1 ocorrer, C1 ocorrerá necessariamente como conseqüência de E1. O conceito de causa assim entendido aparece, para a corrente empirista, como gerado da própria experiência, sendo, portanto, na linguagem Kantiana, um juízo sintético a posteriori .
  5. 5. Indução – Do conhecido para o desconhecido <ul><li>Uso do método leva ao conhecimento </li></ul><ul><ul><li>Cânones asseguram a descoberta de sequências invariáveis e incondicionadas. </li></ul></ul><ul><li>Indução : operação de descobrir e provar proposições gerais ou alcançar uma generalização da experiência </li></ul><ul><ul><li>“ O universo, tanto quanto o conhecemos, é constituído de maneira tal que tudo que é verdadeiro em um caso de determinada natureza é também verdadeiro para todos os casos da mesma natureza; a única dificuldade é descobrir qual é esta natureza . </li></ul></ul><ul><ul><li>Neste sentido, a ordem da natureza, à primeira vista, apresenta a todo momento um caos seguido de outro caos. Compete ao estudioso descobrir na seqüência desse caos aparente as conexões existentes entre eventos sucessivos. E só a observação paciente e metódica possibilitará esta descoberta”( Mill 1979, apud Milleo 2003: 66-67) </li></ul></ul><ul><li>Canônes produzem consenso, à parte da discussão </li></ul><ul><ul><li>(p. 37) </li></ul></ul>
  6. 6. A autoridade da Ciência <ul><li>A Posição ambígua de Mill </li></ul><ul><ul><li>Se a ciência se distingue pelo método (produtor de consenso), então está se sobrepõe à livre discussão </li></ul></ul><ul><ul><li>Ciência como produto da “rotinizaçao” de métodos (retomada da proposição de Bacon) * </li></ul></ul><ul><li>A Ciência estabelece “leis gerais” que descrevem o comportamento da natureza </li></ul><ul><li>Somente existirá uma ciência da natureza humana quando </li></ul><ul><ul><li>“ ... as verdades aproximadas que compõem um conhecimento prático do gênero humano puderem ser apresentadas como corolários das leis universais da natureza em que se baseiam...” </li></ul></ul><ul><li>Divergância com Utilitarismo clássico. </li></ul><ul><ul><li>O homem se distingue dos animais por ser capaz de efetuar escolhas (Iasah Berlin em: A liberdade- Introdução 2000:XIII) </li></ul></ul>
  7. 7. Obras de J S Mill <ul><li>Stuart Mill escreveu inúmeras obras ao longo da sua vida. Abaixo são listadas as consideradas mais marcantes: </li></ul><ul><li>Sistema de Lógica Dedutiva (1843); </li></ul><ul><li>Princípios de Economia Política (1848); </li></ul><ul><li>A Liberdade (1859); </li></ul><ul><li>Utilitarismo (1861); </li></ul><ul><li>O Governo Representativo (1861); </li></ul><ul><li>Sujeição das mulheres (1869); </li></ul><ul><li>Fonte : WikiPEDIA </li></ul>
  8. 8. Karl Pearson 27 de Março de 1857 Londres - 27 de Abril de 1936 Propósito da Ciência Promover o bem estar da sociedade , aumentar a felicidade (social) e fortalecer a estabilidade social. O método científico garante consenso sem força,mas os cidadãos devem aceitar o consenso produzido pela ciência. Eficiência nacional ( relaciona ciência , tecnologia e seu uso pela sociedade ) A aceitação decorreria da educação e da popularização (da ciência)
  9. 9. <ul><li>É impossível à ciência atingir completo conhecimento de qualquer domínio.... Esta confissão de ignorância é uma salvaguarda para seu futuro progresso” . The Grammar of Science( 1943:26) </li></ul>
  10. 10. Correlações X Leis Uma abordagem diferente (Estatística) <ul><li>Pearson contesta a noção de leis científicas( no sentido tradicional). </li></ul><ul><li>Propõe o conceito conhecimento correlacional, em vez de conhecimento das leis científicas. </li></ul><ul><li>As leis da física eram, como ele entendia, apenas idealizações </li></ul><ul><li>“ As variações ocorridas em todas as ciências, incluindo a física, e que em conseqüência das diferenças entre as correlações das ciências sociais e ciências físicas eram apenas uma questão de grau .” ( Pearson 1911:168 apud Turner 2007) </li></ul><ul><li>Sociólogos estabelecem correlações não leis. </li></ul>
  11. 11. Questões políticas <ul><li>“ O Método filosófico nunca pode levar a uma verdadeira teoria da moral... </li></ul><ul><li>Embora pareça estranho o laboratório de um biólogo pode ter maior peso do que todas as teorias do Estado de Platão a Hegel. </li></ul><ul><li>A classificação científica dos fatos, biológicos ou históricos, a observação de sua correlação e sequência, a resultante absoluta , oposta ao julgamento individual - estes são os únicos meios pelo qual podemos chegar a uma as questões vitais sociais como o da hereditariedade ..” </li></ul><ul><li>The Grammar of Science ( 1943:29) ) </li></ul>
  12. 12. Algumas curiosidades <ul><li>Einstein formou um grupo de estudos Academia Olympia. </li></ul><ul><ul><li>Primeiro livro lido foi “The Grammar of Science” em 1905. Este teria influenciado sua teoria da relatividade. </li></ul></ul><ul><li>A revista Biometrika fundada por Pearson (1901) é editada até hoje e considerada uma das melhores publicações sobre Estatística. </li></ul><ul><li>Bernard Shaw em sua peça “The Doctor’s Dilemma “(1911) sobre a ineficiência do sistema de atendimento médico na Inglaterra cita textualmente Pearson e a Biometrika ironizando a “certeza dos dados”e a capacidade de convencimento da publicação “do homem comum que comprasse a revista”. </li></ul>
  13. 13. Capa da revista Biometrika
  14. 14. Ernst Mach <ul><li>Físico Positivista ( Não se considerava filósofo) </li></ul><ul><li>Sua crítica das idéias newtonianas de espaço e tempo absolutos foram uma inspiração para o jovem Einstein, que creditava a Mach o papel de precursor filosófico da teoria da relatividade . </li></ul>Foi o primeiro a estudar sistematicamente o movimento super-sônico. Deu contribuições importantes para compreensão do efeito Doppler
  15. 15. Ernst Mach <ul><li>“ Antimetafísica“ </li></ul><ul><ul><li>O positivismo se desenvolveu em reação contra as várias filosofias românticas. critica à metafísica dos românticos . </li></ul></ul><ul><ul><li>Racionalistas-> Românticos </li></ul></ul><ul><ul><li>Empiristas-> Positivistas </li></ul></ul><ul><li>Energicista- Anti-atomista </li></ul><ul><li>Compartilha a visão de ciência orientada para eficiência </li></ul><ul><li>Influencia os fundadores do Circulo de Viena </li></ul><ul><ul><li>( que efetuam a separação entre teoria e observação) </li></ul></ul>
  16. 16. Análise das sensações (1885) <ul><li>Elementos e sensações </li></ul><ul><li>A distinção entre o físico e o psíquico é inteiramente uma questão de conveniência ou praticidade. </li></ul><ul><li>Tudo é uma construção mental que consiste em complexos de sensações. </li></ul><ul><li>Todas as coisas materiais, incluindo nossos próprios corpos e até mesmo o ego nada mais são complexos de elementos que foram construídos pela mente humana, tendo algumas estabilidade ou constância na experiência sensorial. </li></ul><ul><li>A tese fundamental da filosofia de Mach é que os corpos materiais não produzem sensações, mas complexos de sensações que são associadas pela mente humana para produzir corpos materiais . Fonte: ERNST MACH AND PIERRE DUHEM ON PHYSICAL THEORY Thomas J. Hickey 1995 </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Fim </li></ul>

×