10411793631300023443

276 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
276
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

10411793631300023443

  1. 1. ÁTOMO -Prótons -Elétrons -Neutrons
  2. 2. CARGA ELÉTRICA Propriedade de atração ou repulsão entre prótons e elétrons N N P P E E P E
  3. 3. Carga elétrica elementar )(10.6,1 19 CCoulombe − ±= (+): próton (-): elétron Lei de Du-Fay Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem e sinais contrários se atraem
  4. 4. QUANTIDADE DE CARGAS enQ .= n é o número de prótons ou elétrons.
  5. 5. CORPO NEUTRO Possui o mesmo número de prótons e elétrons. CORPO ELETRIZADO Possui número diferente de prótons e elétrons.
  6. 6. POSITIVAMENTE POSSUI MAIS PRÓTONS QUE ELÉTRONS NEGATIVAMENTE POSSUI MAIS ELÉTRONS QUE PRÓTONS
  7. 7. CONDUTORES Corpos onde as cargas elétricas se movem facilmente. Exemplo: Metais
  8. 8. ISOLANTES São corpos onde as cargas elétricas não se movem com facilidade. Exemplos: Ar, Água, Borracha, Vidro, Madeira
  9. 9. ATRITO A B Ao atritar dois corpos de materiais diferentes, haverá transferência de elétrons dos átomos do corpo menos eletronegativo(B) para os átomos do corpo mais eletronegativo(A). A (-) B (+)
  10. 10. Na eletrização por atrito os corpos ficam eletrizados com cargas de sinais opostos.
  11. 11. CONTATO A B Aproxima-se B de A (ocorre a separação das cargas em B) A B Temos dois corpos condutores um eletrizado e outro neutro.
  12. 12. Coloca-se B em contato com A. Elétrons do B passarão para A. A B B A
  13. 13. Na eletrização por contato, os corpos ficam eletrizados com cargas de mesmo sinal.
  14. 14. ANTES A B QA QB A B QA´ QB´ DEPOIS
  15. 15. 2 ´´ BA BA QQ QQ + == A carga elétrica dos corpos após o contato será igual a média das cargas elétricas antes do contato.
  16. 16. INDUÇÃO INDUTOR INDUZIDO Deseja-se eletrizar um condutor neutro (induzido), sem que ocorra o contato com outro corpo eletrizado (indutor).
  17. 17. Liga-se o fio Terra ao induzido. Aproxima-se o indutor do induzido
  18. 18. Na eletrização por indução, os corpos ficam eletrizados com cargas de sinais opostos.
  19. 19. ELETROSCÓPIOS Aparelhos destinados a detectar se um corpo esta eletrizado
  20. 20. O PODER DAS PONTAS Em um condutor elétrico eletrizado, existe uma densidade de cargas maior nas regiões pontiagudas.
  21. 21. BLINDAGEM ELETROSTÁTICA -GAIOLA DE FARADAY Em um condutor, em equilíbrio eletrostático, as carga se localizam na superfície.
  22. 22. LEI DE COULOMB – FORÇA ELÉTRICA Características da força Direção: A mesma da linha que liga as cargas. Sentido: Forças opostas. D Q q F  F  F  F 
  23. 23. 2 .. D qQk F = 229 /.10.9 CmNk = Constante elétrica do vácuo. Módulo:
  24. 24. Q q D F  Q: carga geradora, q(+): carga de prova CAMPO ELÉTRICO Região de interação de uma carga elétrica.
  25. 25. Características do campo elétrico Direção: A mesma da linha que liga as cargas. Módulo: q F E = 2 . D Qk E =
  26. 26. + - E 
  27. 27. POTENCIAL ELÉTRICO Quando uma carga de prova q está em um ponto de um campo elétrico de uma carga Q, ela adquire uma certa energia potencial. Dizemos que neste ponto existe um potencial elétrico de atração ou repulsão. q
  28. 28. D Qk V . = Potencial elétrico da carga Q em um ponto do E  Unidade: volt(V) Q A B DIFERENÇA DE POTENCIAL BAAB VVU −=

×