SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
PÊNDULO ELÉTRICO ELETROSCÓPIOS São dispositivos utilizados para indicar se um corpo está carregado ou neutro. O tipo mais simples é o pêndulo elétrico. O pêndulo eletrostático é constituído de uma esfera leve e pequena. Esfera leve condutora Fio ISOLANTE Suporte
PÊNDULO ELÉTRICO Quando se aproxima um bastão carregado do pêndulo, observa-se que o pêndulo é inicialmente atraído, em seguida toca o bastão e logo depois passa a  ser repelido.
Ao aproximarmos o corpo carregado da esfera do eletroscópio, ela sofrerá uma indução eletrostática. A esfera fica sujeita a 2 forças: atração e repulsão. Mas, devido à menor distância entre as cargas de sinais contrários, a força de atração é maior, Se  o corpo carregado fosse afastado sem  tocar a esfera do eletroscópio, a separação de cargas na esfera deixaria de existir e a esfera voltaria para a sua posição de equilíbrio.
Se deixarmos o corpo carregado tocar a esfera, ela receberá elétrons para o corpo carregado e  irá adquirir carga de mesmo sinal do corpo. Como caras de mesmo sinal se repelem, a esfera e o corpo carregado se repelem.
ELETROSCÓPIO DE FOLHAS Esfera CONDUTORA Recipiente ( para evitar correntes de ar) Haste Condutora Folhas LEVES e CONDUTORAS ISOLANTE ponteiro metálico
Ao aproximarmos o corpo positivamente carregado da esfera do eletroscópio, elétrons são atraídos para a esfera do eletroscópio e as lâminas carregam-se positivamente. Haverá repulsão entre as lâminas. Se não houve contato, após afastarmos o corpo positivo, os elétrons voltam para as lâminas, neutralizando-as. As lâminas então se fecham.
Se o corpo carregado tocar a esfera do eletroscópio, haverá perda de elétrons. Quando o corpo carregado é afastado, ele leva com ele esses elétrons. Assim, mesmo depois que o corpo carregado é afastado, as folhas continuam carregadas.
Se encostarmos o dedo na esfera do eletroscópio, como o corpo humano é condutor ele colocará o eletroscópio em contato com a Terra. O eletroscópio será neutralizado recebendo elétrons. - - -
Se tocarmos a esfera do eletroscópio com uma régua de plástico, o eletroscópio permanece carregado. O plástico é isolante não permitindo a movimentação de cargas através dele.
 
Para medir as forças, Coulomb aperfeiçoou o método de detectar a força elétrica entre duas cargas por meio da torção de um fio. A partir dessa idéia criou um medidor de força extremamente sensível, denominado  balança de torção .  Charles A. Coulomb (1738 - 1806)
O procedimento é o seguinte: carrega-se com certa carga a esfera suspensa. Depois, coloca-se, a uma cera distância da esfera suspensa , a outra esfera, também eletrizada. Devido a força elétrica, a esfera suspensa sai da posição original. Gira-se o botão, torcendo o fio, até a esfera suspensa voltar à posição original. Com isso, mede-se o ângulo de torção. A força aplicada na esfera devido à torção é igual à força elétrica que se quer medir. Pelo ângulo de torção, calcula-se a força. Coulomb seguiu os seguintes passos: 1º - Eletrizou as bolas e a bola móvel afastou-se 36º da fixa (a força de torção do fio equilibra a força elétrica entre as bolas). 2º - Diminuiu o ângulo para metade (18º), rodando o botão 126º. Concluiu que para diminuir o ângulo de metade teve que aumentar a força de torção 4 vezes (126º + 18º = 144º = 36º x 4). 3º - Diminuiu o ângulo para (próximo de) metade (8,5º 9º), rodando o botão até 567º. Concluiu que para diminuir o ângulo de metade teve que aumentar a força de torção 4 vezes (567º + 9º = 576º = 144º x 4). Destas experiências concluiu que a força elétrica de repulsão varia na função inversa do quadrado das distâncias .
F F F F F F LEI DE COULOMB + + d q 1 q 2 - - d q 1 q 2 + - d q 1 q 2
As forças entre cargas elétricas são forças de campo, isto é, forças de ação à distância, como as forças gravitacionais (com a diferença que as gravitacionais são sempre forças atrativas). K= 9.10 9 N.m²/C² ( Constante eletrostática)
1 2 3 4 1 Gráfico  F x d 1 4 1 9 1 16 F d F(N) d(m) F    1 d 2
Módulo da resultante: 1) Vetorialmente:   Natureza vetorial da Força Eletrostática + + d q 1 q 2 + q 3 2d F F 4 F R F R  = F - F 4 F R  = 3F 4 F F 4 + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos    F R = F 1 F 2 +
Módulo da resultante: 2) Vetorialmente:   Natureza vetorial da Força Eletrostática + + d q 1 q 2 - q 3 2d F F R  = F + F 4 F R  = 5F 4 F R F 4 F F 4 F R = F 1 F 2 + + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos   
3)    + q 2 q 1 - + q 3 d 2 d F 1 F 1 F 2 F 2 F R Natureza vetorial da Força Eletrostática F R = F 1 F 2 + + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos    + F R = F 1 2 F 2 2 
4)    Natureza vetorial da Força Eletrostática + q 1 q 2 - + q 3 F 1 F 2 F R F R = F 1 F 2 + + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos   
5)    Natureza vetorial da Força Eletrostática + q 1 q 2 - + -2q 3 F 1 F 2 F R F R = F 1 F 2 + + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos   

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Leis de ohm
Leis de ohmLeis de ohm
Leis de ohm
 
Aula 10 corrente e resistores
Aula 10   corrente e resistoresAula 10   corrente e resistores
Aula 10 corrente e resistores
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
Introdução à eletrostática
Introdução à eletrostáticaIntrodução à eletrostática
Introdução à eletrostática
 
3º Ano Eletrostática
3º Ano Eletrostática3º Ano Eletrostática
3º Ano Eletrostática
 
Hidrostática
HidrostáticaHidrostática
Hidrostática
 
Leis De Newton
Leis De NewtonLeis De Newton
Leis De Newton
 
Estrutura atômica e configuração eletrônica
Estrutura atômica e configuração eletrônicaEstrutura atômica e configuração eletrônica
Estrutura atômica e configuração eletrônica
 
Física (calorimetria)
Física (calorimetria)Física (calorimetria)
Física (calorimetria)
 
Circuitos elétricos 1
Circuitos elétricos 1Circuitos elétricos 1
Circuitos elétricos 1
 
Apostila eletrostática
Apostila eletrostáticaApostila eletrostática
Apostila eletrostática
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostática
 
Energia mecânica
Energia mecânicaEnergia mecânica
Energia mecânica
 
Eletrostática fundamentos
Eletrostática   fundamentosEletrostática   fundamentos
Eletrostática fundamentos
 
Potencial elétrico
Potencial elétricoPotencial elétrico
Potencial elétrico
 
Hidrostática
HidrostáticaHidrostática
Hidrostática
 
Trabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia SlideTrabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia Slide
 
Força elétrica
Força elétricaForça elétrica
Força elétrica
 

Destaque

Destaque (20)

Lei de coulomb
Lei de coulombLei de coulomb
Lei de coulomb
 
Física - Lei de Coulomb
Física - Lei de CoulombFísica - Lei de Coulomb
Física - Lei de Coulomb
 
Coulomb
CoulombCoulomb
Coulomb
 
1ª lei de coulomb
1ª lei de coulomb1ª lei de coulomb
1ª lei de coulomb
 
Lei de coulomb força eletrica exemplo e exercícios
Lei de coulomb força eletrica exemplo e exercíciosLei de coulomb força eletrica exemplo e exercícios
Lei de coulomb força eletrica exemplo e exercícios
 
Carga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrizaçãoCarga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrização
 
lei-de-coulomb
lei-de-coulomblei-de-coulomb
lei-de-coulomb
 
Cargas puntiformes lei de coulomb
Cargas puntiformes   lei de coulombCargas puntiformes   lei de coulomb
Cargas puntiformes lei de coulomb
 
Lei de coulomb
Lei de coulombLei de coulomb
Lei de coulomb
 
1ª lei de coulomb2
1ª lei de coulomb21ª lei de coulomb2
1ª lei de coulomb2
 
Carga Elé..
Carga Elé..Carga Elé..
Carga Elé..
 
Eletroscópio
EletroscópioEletroscópio
Eletroscópio
 
Lei de Coulomb - 3º Ano EM
Lei de Coulomb - 3º Ano EMLei de Coulomb - 3º Ano EM
Lei de Coulomb - 3º Ano EM
 
Processos de Eletrização
Processos de EletrizaçãoProcessos de Eletrização
Processos de Eletrização
 
Cargas elétricas
Cargas elétricasCargas elétricas
Cargas elétricas
 
Exercícios extras_campo elétrico
Exercícios extras_campo elétricoExercícios extras_campo elétrico
Exercícios extras_campo elétrico
 
Fisica 003 eletrização e lei de coulomb
Fisica   003 eletrização e lei de coulombFisica   003 eletrização e lei de coulomb
Fisica 003 eletrização e lei de coulomb
 
Eletrostática site
Eletrostática siteEletrostática site
Eletrostática site
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidadewww.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos de Eletricidade
 
Processos de eletrização e Lei de Coulomb
Processos de eletrização e Lei de CoulombProcessos de eletrização e Lei de Coulomb
Processos de eletrização e Lei de Coulomb
 

Semelhante a Dispositivos para detecção de cargas elétricas

Física 3º ano ensino médio lei de coulomb
Física 3º ano ensino médio   lei de coulombFísica 3º ano ensino médio   lei de coulomb
Física 3º ano ensino médio lei de coulombTiago Gomes da Silva
 
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdfM2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdfdesportistaluis
 
Química inorgânica
Química inorgânica Química inorgânica
Química inorgânica Alex Junior
 
Quimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicaQuimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicajoogolombori
 
Apostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfApostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfPedro Santos
 
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Mara Farias
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostáticajoaberb
 
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdfslides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdfEmerson Assis
 
Aula 02. eletrostática
Aula 02. eletrostáticaAula 02. eletrostática
Aula 02. eletrostáticaOneide Pereira
 
Eletrostática - Carga Elétrica
Eletrostática - Carga ElétricaEletrostática - Carga Elétrica
Eletrostática - Carga ElétricaAdna Myrella
 
1 lista de_exercicios_do_1_bim_do_3_ano_do_em_eletr_e_forca_de_coulomb
1 lista de_exercicios_do_1_bim_do_3_ano_do_em_eletr_e_forca_de_coulomb1 lista de_exercicios_do_1_bim_do_3_ano_do_em_eletr_e_forca_de_coulomb
1 lista de_exercicios_do_1_bim_do_3_ano_do_em_eletr_e_forca_de_coulombWaldir Montenegro
 
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
Física 3º ano  ensino médio   campo elétricoFísica 3º ano  ensino médio   campo elétrico
Física 3º ano ensino médio campo elétricoTiago Gomes da Silva
 

Semelhante a Dispositivos para detecção de cargas elétricas (20)

Física 3º ano ensino médio lei de coulomb
Física 3º ano ensino médio   lei de coulombFísica 3º ano ensino médio   lei de coulomb
Física 3º ano ensino médio lei de coulomb
 
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdfM2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
 
Química inorgânica
Química inorgânica Química inorgânica
Química inorgânica
 
Quimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicaQuimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganica
 
Apostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfApostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjf
 
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostática
 
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdfslides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
 
Aula 02. eletrostática
Aula 02. eletrostáticaAula 02. eletrostática
Aula 02. eletrostática
 
Eletrostática - Carga Elétrica
Eletrostática - Carga ElétricaEletrostática - Carga Elétrica
Eletrostática - Carga Elétrica
 
Eletrostática jodafi
Eletrostática jodafiEletrostática jodafi
Eletrostática jodafi
 
material terceiro 2013.pdf
material terceiro 2013.pdfmaterial terceiro 2013.pdf
material terceiro 2013.pdf
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica
Eletrostatica
 
Roteiro Física 3 (01)
Roteiro Física 3 (01)Roteiro Física 3 (01)
Roteiro Física 3 (01)
 
1 lista de_exercicios_do_1_bim_do_3_ano_do_em_eletr_e_forca_de_coulomb
1 lista de_exercicios_do_1_bim_do_3_ano_do_em_eletr_e_forca_de_coulomb1 lista de_exercicios_do_1_bim_do_3_ano_do_em_eletr_e_forca_de_coulomb
1 lista de_exercicios_do_1_bim_do_3_ano_do_em_eletr_e_forca_de_coulomb
 
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
Física 3º ano  ensino médio   campo elétricoFísica 3º ano  ensino médio   campo elétrico
Física 3º ano ensino médio campo elétrico
 
A Física do século XX
A Física do século XXA Física do século XX
A Física do século XX
 
Fisica Sec Xx
Fisica Sec XxFisica Sec Xx
Fisica Sec Xx
 
Fisica sec xx
Fisica sec xxFisica sec xx
Fisica sec xx
 
Fisica Sec Xx
Fisica Sec XxFisica Sec Xx
Fisica Sec Xx
 

Mais de fisicaatual

Estudo dos gases site
Estudo dos gases siteEstudo dos gases site
Estudo dos gases sitefisicaatual
 
Refração da luz
Refração da luzRefração da luz
Refração da luzfisicaatual
 
Indução eletromagnética
Indução eletromagnéticaIndução eletromagnética
Indução eletromagnéticafisicaatual
 
Campo magnético produzido por corrente site
Campo magnético produzido por corrente siteCampo magnético produzido por corrente site
Campo magnético produzido por corrente sitefisicaatual
 
Campo magnético
Campo magnéticoCampo magnético
Campo magnéticofisicaatual
 
Trabalho e energia site
Trabalho e energia siteTrabalho e energia site
Trabalho e energia sitefisicaatual
 
Trabalho e Energia
Trabalho e Energia Trabalho e Energia
Trabalho e Energia fisicaatual
 
Gravitação site
Gravitação siteGravitação site
Gravitação sitefisicaatual
 
Geradores e receptores
Geradores e receptoresGeradores e receptores
Geradores e receptoresfisicaatual
 
Espelhos esféricos 03
Espelhos esféricos 03Espelhos esféricos 03
Espelhos esféricos 03fisicaatual
 
Mudanças de fase 03
Mudanças de fase 03Mudanças de fase 03
Mudanças de fase 03fisicaatual
 

Mais de fisicaatual (20)

Termodinâmica
TermodinâmicaTermodinâmica
Termodinâmica
 
Estudo dos gases site
Estudo dos gases siteEstudo dos gases site
Estudo dos gases site
 
Ondas
OndasOndas
Ondas
 
Ondas site
Ondas siteOndas site
Ondas site
 
Lentes site
Lentes siteLentes site
Lentes site
 
Refração da luz
Refração da luzRefração da luz
Refração da luz
 
Hidrostática
HidrostáticaHidrostática
Hidrostática
 
Indução eletromagnética
Indução eletromagnéticaIndução eletromagnética
Indução eletromagnética
 
Campo magnético produzido por corrente site
Campo magnético produzido por corrente siteCampo magnético produzido por corrente site
Campo magnético produzido por corrente site
 
Campo magnético
Campo magnéticoCampo magnético
Campo magnético
 
Impulso
ImpulsoImpulso
Impulso
 
Trabalho e energia site
Trabalho e energia siteTrabalho e energia site
Trabalho e energia site
 
Trabalho e Energia
Trabalho e Energia Trabalho e Energia
Trabalho e Energia
 
Capacitor site
Capacitor siteCapacitor site
Capacitor site
 
Gravitação site
Gravitação siteGravitação site
Gravitação site
 
Geradores e receptores
Geradores e receptoresGeradores e receptores
Geradores e receptores
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
Espelhos esféricos 03
Espelhos esféricos 03Espelhos esféricos 03
Espelhos esféricos 03
 
Espelho plano
Espelho planoEspelho plano
Espelho plano
 
Mudanças de fase 03
Mudanças de fase 03Mudanças de fase 03
Mudanças de fase 03
 

Dispositivos para detecção de cargas elétricas

  • 1. PÊNDULO ELÉTRICO ELETROSCÓPIOS São dispositivos utilizados para indicar se um corpo está carregado ou neutro. O tipo mais simples é o pêndulo elétrico. O pêndulo eletrostático é constituído de uma esfera leve e pequena. Esfera leve condutora Fio ISOLANTE Suporte
  • 2. PÊNDULO ELÉTRICO Quando se aproxima um bastão carregado do pêndulo, observa-se que o pêndulo é inicialmente atraído, em seguida toca o bastão e logo depois passa a ser repelido.
  • 3. Ao aproximarmos o corpo carregado da esfera do eletroscópio, ela sofrerá uma indução eletrostática. A esfera fica sujeita a 2 forças: atração e repulsão. Mas, devido à menor distância entre as cargas de sinais contrários, a força de atração é maior, Se o corpo carregado fosse afastado sem tocar a esfera do eletroscópio, a separação de cargas na esfera deixaria de existir e a esfera voltaria para a sua posição de equilíbrio.
  • 4. Se deixarmos o corpo carregado tocar a esfera, ela receberá elétrons para o corpo carregado e irá adquirir carga de mesmo sinal do corpo. Como caras de mesmo sinal se repelem, a esfera e o corpo carregado se repelem.
  • 5. ELETROSCÓPIO DE FOLHAS Esfera CONDUTORA Recipiente ( para evitar correntes de ar) Haste Condutora Folhas LEVES e CONDUTORAS ISOLANTE ponteiro metálico
  • 6. Ao aproximarmos o corpo positivamente carregado da esfera do eletroscópio, elétrons são atraídos para a esfera do eletroscópio e as lâminas carregam-se positivamente. Haverá repulsão entre as lâminas. Se não houve contato, após afastarmos o corpo positivo, os elétrons voltam para as lâminas, neutralizando-as. As lâminas então se fecham.
  • 7. Se o corpo carregado tocar a esfera do eletroscópio, haverá perda de elétrons. Quando o corpo carregado é afastado, ele leva com ele esses elétrons. Assim, mesmo depois que o corpo carregado é afastado, as folhas continuam carregadas.
  • 8. Se encostarmos o dedo na esfera do eletroscópio, como o corpo humano é condutor ele colocará o eletroscópio em contato com a Terra. O eletroscópio será neutralizado recebendo elétrons. - - -
  • 9. Se tocarmos a esfera do eletroscópio com uma régua de plástico, o eletroscópio permanece carregado. O plástico é isolante não permitindo a movimentação de cargas através dele.
  • 10.  
  • 11. Para medir as forças, Coulomb aperfeiçoou o método de detectar a força elétrica entre duas cargas por meio da torção de um fio. A partir dessa idéia criou um medidor de força extremamente sensível, denominado balança de torção .  Charles A. Coulomb (1738 - 1806)
  • 12. O procedimento é o seguinte: carrega-se com certa carga a esfera suspensa. Depois, coloca-se, a uma cera distância da esfera suspensa , a outra esfera, também eletrizada. Devido a força elétrica, a esfera suspensa sai da posição original. Gira-se o botão, torcendo o fio, até a esfera suspensa voltar à posição original. Com isso, mede-se o ângulo de torção. A força aplicada na esfera devido à torção é igual à força elétrica que se quer medir. Pelo ângulo de torção, calcula-se a força. Coulomb seguiu os seguintes passos: 1º - Eletrizou as bolas e a bola móvel afastou-se 36º da fixa (a força de torção do fio equilibra a força elétrica entre as bolas). 2º - Diminuiu o ângulo para metade (18º), rodando o botão 126º. Concluiu que para diminuir o ângulo de metade teve que aumentar a força de torção 4 vezes (126º + 18º = 144º = 36º x 4). 3º - Diminuiu o ângulo para (próximo de) metade (8,5º 9º), rodando o botão até 567º. Concluiu que para diminuir o ângulo de metade teve que aumentar a força de torção 4 vezes (567º + 9º = 576º = 144º x 4). Destas experiências concluiu que a força elétrica de repulsão varia na função inversa do quadrado das distâncias .
  • 13. F F F F F F LEI DE COULOMB + + d q 1 q 2 - - d q 1 q 2 + - d q 1 q 2
  • 14. As forças entre cargas elétricas são forças de campo, isto é, forças de ação à distância, como as forças gravitacionais (com a diferença que as gravitacionais são sempre forças atrativas). K= 9.10 9 N.m²/C² ( Constante eletrostática)
  • 15. 1 2 3 4 1 Gráfico F x d 1 4 1 9 1 16 F d F(N) d(m) F   1 d 2
  • 16. Módulo da resultante: 1) Vetorialmente:   Natureza vetorial da Força Eletrostática + + d q 1 q 2 + q 3 2d F F 4 F R F R = F - F 4 F R = 3F 4 F F 4 + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos   F R = F 1 F 2 +
  • 17. Módulo da resultante: 2) Vetorialmente:   Natureza vetorial da Força Eletrostática + + d q 1 q 2 - q 3 2d F F R = F + F 4 F R = 5F 4 F R F 4 F F 4 F R = F 1 F 2 + + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos  
  • 18. 3)    + q 2 q 1 - + q 3 d 2 d F 1 F 1 F 2 F 2 F R Natureza vetorial da Força Eletrostática F R = F 1 F 2 + + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos   + F R = F 1 2 F 2 2 
  • 19. 4)    Natureza vetorial da Força Eletrostática + q 1 q 2 - + q 3 F 1 F 2 F R F R = F 1 F 2 + + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos  
  • 20. 5)    Natureza vetorial da Força Eletrostática + q 1 q 2 - + -2q 3 F 1 F 2 F R F R = F 1 F 2 + + F R = F 1 2 F 2 2 + 2F 1 .F 2 .cos  