A Vida Quotidiana Na Cidade<br />Trabalho realizado por:<br />Beatriz Moscatel Nº5<br />6ºF<br />
Os habitantes das cidades<br /><ul><li>As principais actividades dos habitantes das cidades eram o comércio, o artesanato ...
O grupo que mais se destacava era a burguesia. Desde a Revolução Liberal, os burgueses tornaram – se cada vez mais importa...
Nas cidades misturavam – se diversas pessoas, com diferentes profissões. Ali viviam médicos, advogados, professores, funci...
No entanto, uma parte da população trabalhava na indústria. Os operários viviam com muitas dificuldades, trabalhavam muita...
Nas cidades viviam ainda velhos, viúvas e órfãos, mendigos e doentes abandonados. Eram os mais pobres da cidade.</li></li>...
 Os mais ricos construíam palacetes luxuosos, bem decorados.
 A classe média vivia em andares ou apartamentos, com algum conforto.
 Os operários e os mais pobres viviam em bairros com casas pequenas, sem condições de segurança nem de higiene. Estes bair...
Alimentação<br /><ul><li>A alimentação das classes altas e da classes baixas continuava a ser muito diferente.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Vida Na Cidade

20.987 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Estilo de vida
12 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.987
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
146
Comentários
12
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Vida Na Cidade

  1. 1. A Vida Quotidiana Na Cidade<br />Trabalho realizado por:<br />Beatriz Moscatel Nº5<br />6ºF<br />
  2. 2. Os habitantes das cidades<br /><ul><li>As principais actividades dos habitantes das cidades eram o comércio, o artesanato e a indústria.
  3. 3. O grupo que mais se destacava era a burguesia. Desde a Revolução Liberal, os burgueses tornaram – se cada vez mais importantes e poderosos.
  4. 4. Nas cidades misturavam – se diversas pessoas, com diferentes profissões. Ali viviam médicos, advogados, professores, funcionários públicos, artistas e escritores, mas também comerciantes, operários, vendedores ambulantes, pequenos artesãos…
  5. 5. No entanto, uma parte da população trabalhava na indústria. Os operários viviam com muitas dificuldades, trabalhavam muitas horas por dia, em más condições, e com salários que não chegavam para o sustento das suas famílias.
  6. 6. Nas cidades viviam ainda velhos, viúvas e órfãos, mendigos e doentes abandonados. Eram os mais pobres da cidade.</li></li></ul><li>As casas nas cidades<br /><ul><li> Ao longo do século XIX foram construídos muitos bairros e zonas residenciais com prédios altos. As casas variavam de acordo com a fortuna de cada um.
  7. 7. Os mais ricos construíam palacetes luxuosos, bem decorados.
  8. 8. A classe média vivia em andares ou apartamentos, com algum conforto.
  9. 9. Os operários e os mais pobres viviam em bairros com casas pequenas, sem condições de segurança nem de higiene. Estes bairros ficaram conhecidos como “ilhas”, no Porto, e “pátios”, em Lisboa. Havia ainda outros bairros operários construídos perto das fábricas, constituídos por aglomerados de casas pequenas.</li></li></ul><li>Bairro do operário em Lisboa.<br />O bairro de Alfama, em Lisboa, aguarela de Roque Gameiro<br />
  10. 10. Alimentação<br /><ul><li>A alimentação das classes altas e da classes baixas continuava a ser muito diferente.
  11. 11. A Burguesia e a Nobreza, faziam quatro refeições diárias… (Pequeno – almoço, almoço, jantar e ceia).
  12. 12. Estes apreciavam muito a carne e as sobremesas…
  13. 13. O povo alimentava-se principalmente de pão, legumes, sardinhas e toucinho…
  14. 14. Nesta época, os restaurantes multiplicaram-se e cozinheiros ficaram famosos por inventarem novas receitas ou por confeccionarem receitas de origem estrangeira… ( Omeleta, bife, pudim, suflê ou puré).</li></li></ul><li>Vestuário<br /><ul><li> No século XIX, os mais ricos seguiam a moda francesa. Copiavam os modelos que circulavam nas revistas e nos figurinos da época.
  15. 15. Os homens vestiam calças, casaco comprido e cintado, lenço ou gravata enrolado ao pescoço, chapéu alto, luvas, bengala e sapatos de bico.
  16. 16. As senhoras usavam vestidos decotados ou saias compridas e armadas, com corpete e camisa de mangas largas e tufadas. Nunca saiam à rua sem as luvas, o chapéu e a sombrinha.
  17. 17. Em dias de festa usavam jóias e enfeitavam os cabelos e os vestidos com flores e rendas.
  18. 18. Os mais pobres não podiam seguir a moda. Usavam roupas velhas e remendadas e andavam descalços, mesmo no Inverno. </li></li></ul><li>Operários numa “ilha” no Porto.<br />A moda dos mais abastados no século XIX.<br />
  19. 19. Divertimento<br /><ul><li>As cidades, como Lisboa e o Porto, ofereciam aos seus habitantes muitos locais e formas de divertimento, tais como:
  20. 20. passeios pelo Passeio Público (em Lisboa) e pelos jardins (como o de S. Lázaro, no Porto);
  21. 21. espectáculos de teatro, ópera e tourada;
  22. 22. patuscadas nos cafés e clubes;
  23. 23. banhos nas praias e nas termas.
  24. 24. Os mais pobres não tinham possibilidade de frequentar muitos desses locais, mas também se divertiam. Frequentavam as tabernas onde se cantava o fado, iam às feiras e romarias, e dançavam em bailaricos organizados nos bairros das cidades. </li></li></ul><li>Senhoras preparadas para uma partida de ténis.<br />
  25. 25. Fim!!<br />

×