Vila Flores - Clipping 2015

222 visualizações

Publicada em

Vila Flores - Clipping 2015

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
222
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vila Flores - Clipping 2015

  1. 1. CLIPPING VILA FLORES EM REDE 2015
  2. 2. O SEU JORNAL DE BAIRRO www.jornalfloresta.com.br 2 OPINIÃO EDITORIAL POR PAULO RICARDO TOMASINI EDITOR Hábito de fumar em queda no país Quando uma criança nasce, logo aparece alguém falando das semelhanças. É ditado popular:‘tal pai, tal filho’. E, parte da letra de uma música gauchesca se refere à criança que pede uma roupa e apetrechos para a mãe para ficar ‘igualzito ao pai’. De fato, cada um pode ter uma aparência que destaca caracte- rísticas do pai ou da mãe. Mas não só, também os trejeitos e outros comportamentos ordinários. Examinando com mais atenção, a psicologia já vem decifrando há algum tempo, conta mais o que podemos chamar de heredita- riedade psíquica do que biológica. E, esta, em regra, é a herança passada de mãe para filho. Trata da carga psicológica impostada na criança pelo adulto- -mãe, que pode ser a mãe, a avó, uma tia, o pai e até mesmo irmãos mais velhos. Como se sabe, quanto mais tenra, a criança está mais suscetível ao impacto do ambiente externo e do adulto prioritário. Aquele ou aqueles adultos para com o qual se dá a relação de maior interdependência. É na infância, especialmente dos zero aos 6 anos de idade, que acontece o ‘imprinting’ norteador para toda a vida psicoló- gica da pessoa, a qual acaba por adotar como sendo parte do seu ser todo o conjunto de informações inconscientes a que foi exposta e internalizou. Muitas vezes sofrendo sem saber a cau- sa ou culpando os outros. Estes elementos acabarão por orientar toda a vida adulta do indivíduo. Para o bem e para o mal. O Professor Doutor Alécio Vidor sintetizou em um pequeno livro a questão da “RELAÇÃO EN- TRE PAIS E FILHOS: A Origem dos Problemas” (Ontopsicológica – Edi- tora Universitária – Recanto Maes- tro – 2014), destacando que ‘Os pais modelam os filhos mais pelo modo como vivem, agem e reagem do que pelos conselhos que lhes dirigem. A dinâmica inconsciente atua antes que a decisão consciente se mani- feste. Os filhos tornam-se prolon- gamento da vida e não apenas da consciência dos pais’ (pág. 09). Por certo, nos tempos atuais, há tantos fatores externos que influenciam a formação do caráter das pessoas. Não se pode jogar tudo sobre os adultos da relação prio- ritária da criança. Embora, sejam carateriais, fundamentais. Há a escola, a vizinhança e, dentro do lar, a televisão, o vídeo, o com- putar e toda infernalidade que corrompe o infante e que alimenta a alienação do adulto. As frustrações experimentadas pelas crianças tende a ser aquela alimentada em sua vida adulta. Fazendo com que o adulto procure, ainda que de modo inconsciente, sempre aquele protótipo fixado, copiando e reproduzindo aqueles modelos que, ao final, são sua própria desgraça. E, este adulto, depois, espera que a sociedade seja sua nova mãe, que reproduza aquele modelo.Vivendo infantil, dependente ou até mesmo corrompido em seus valores.Ao final, a sociedade cria e persegue os monstros. Se quisermos compreender nossas reações e sentimentos e porque agimos de tal ou qual modo é preciso recuperar as informa- ções do passado, nos conhecer melhor e modificar nosso compor- tamento presente.E, se queremos que a sociedade mude, devemos mudar a forma como são criadas e educadas nossas crianças. Como diz o ProfessorAlécio,‘Hoje necessitamos da ciência que nos ensine o modo de conduzir a vida em vantagem e sucesso da mesma, e, antes de tudo, recuperar a vida humana em decadência’ (idem, pág. 46). Caminho este encontrado na Ontopsicologia. DEBATE EX-VICE-GOVERNADOR RS E PROFESSOR VICENTE BOGO O Ministério da Saúde anuncio no dia 28 a re- dução no número de fumantes no país. Hoje 10,8% da população fuma, contra 15,6% em 2006. A meta é chegar a 9% em 2020. De acordo com pesquisa feita pelo governo o hábito de fumar é mais comum entre os homens (12,8%) do que entre as mulheres (9%). O levantamento mostra ainda que 21% dos brasileiros se declaram ex-fumantes. Apesar da boa notícia a capital com maior percentual de fumantes é Porto Alegre com 16,4%. O ministério também divulgou uma nova campanha contra o tabagismo e traz o vermelho como cor principal, alertando a população sobre os danos causados pelo cigarro e derivados do tabaco. Ela será veiculada na internet, no rádio e em meios impressos. Segundo o ministé- rio, algumas medidas que ajudaram para a redução no número de fumantes foram a política de preços mínimos, proibição da propaganda de cigarro, proi- bição do fumo em ambientes fechados de uso cole- tivo, o aumento da taxação de maços e o aumento das advertências em embalagens. Hoje o Brasil é reconhecido internacionalmente por esta ação. Estima-se que o tabagismo seja responsável por 200 mil mortes por ano. A redução significativa deve ser comemorada, pois colabora com a saúde da população e a qualidade de vida. Cada vez mais pessoas deixam de fumar e adquirem hábitos mais saudáveis. O risco de doenças geradas a partir deste hábito diminui e a consciência coletiva começa aos poucos a mostrar que esta não é uma boa prática, apesar de ser uma decisão individual. Os números devem ser comemorados e a exemplo de outras ações na área de saúde, apesar de todas dificulda- des, nosso país é um bom exemplo. É DITADO POPULAR: ‘TAL PAI, TAL FILHO’ MÃES & FILHOS jornalfloresta@jornalfloresta.com.br O Jornal Floresta é uma publicação da PRCom Comunicação e Marketing REDAÇÃO: Rua Ernesto Alves, 333 – sala 201 – Bairro Floresta – Porto Alegre/RS – CEP 90560-004 EDITOR: Paulo Ricardo R.Tomasini (Mtb 6.930/RS) COLA- BORADORES: Vicente Bogo, Gabriel Rizzo Hoewell e Dionio Kotz TIRAGEM: 12 mil exemplares EDITOR: 51 9269. 7929 REDAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO: 51 3407.7929. Artigos assinados são de responsabilidade de seus autores. Com realização do grupo Geração Urbana acon- teceu no dia 13 no Vila Flores, na rua São Carlos, o 1° Conversa de Vizinho com o tema: “O papel da comunidade na melhoria da cidade”. A ideia do even- to é em quatro encontros mostrar aspectos da região e os potenciais para futuras intervenções. “Devido às qualidades e localização, novos empreendimentos e iniciativas já estão ocorrendo com seus reflexos posi- tivos. Mas, muito mais precisa ser feito para se chegar a um bairro melhor. Este foi nosso primeiro diálogo com a comunidade do bairro Floresta”, explicou a professora e coordenadora do grupo de alunos de arquitetura da PUC, Cibele Vieira. Após a apresen- tação do filme Urbanized, que abordou intervenções urbanas realizadas em diferentes cidades mundiais, as quase 50 pessoas presentes comentaram situações mostradas e que melhoraram estes locais. O Geração Urbana, sediado no próprio Vila Flores, é formado por alunos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC/RS e tem a intenção de identificar, no âmbito da arquitetura da cidade, áreas com potenciais visando a sua qualificação do ponto de vista espacial e humano. O foco é no 4° Distrito de Porto Alegre. PROGRAMAÇÃO: 3dejunho:CidadeViva=CidadeSegura.Das 19h 30min às 21h 30min: Colóquio e Debate. 17dejunho:Antigasedificaçõesecidadeatual. Das 19h 30min às 21h 30min: Colóquio e Debate. 1 de julho: Uma proposta para nossa rua. Das 19h 30min às 21h 30min: Apresentação da proposta e Debate SERVIÇO Conversa de Vizinho Local – Auditório do Complexo Vila Flores. Rua São Carlos, 759 – Bairro Floresta Informações pelo geraurb@gmail.com Primeiro “Conversa de Vizinho” leva bom público ao Vila Flores ESTUDANTES E COORDENADORES DO GERAÇÃO URBANA
  3. 3. Jornal do Comércio - Porto Alegre 4 Quarta e quinta-feira, 3 e 4 de junho de 2015 ACONTECE Relações corrosivas O Projeto Teatro, Pesquisa e Extensão da Ufrgs segue neste mês com o espetáculo A cadeia alimentar. O texto resulta de uma adaptação do conto do cor- rosivo Nicky Silver, que apre- senta uma visão cruel e sarcás- tica das relações humanas. Para as personagens da peça, que são divertidos e obcecados com a imagem, o mundo inteiro é um grande espelho. Amanda é uma po- etisa conhecida no cenário underground das artes, mas com o desaparecimento de seu marido, Ford, nas duas últimas semanas, sua última saída é ligar para uma linha direta de crises, na qual Bea tenta ajudá-la a entender o que aconteceu. No outro extremo da cidade, Serge, um modelo de passarela, espera o que ele considera o amor da sua vida chegar, mas Otto, um ex-namorado, aparece incon- venientemente de surpresa, como nos últimos quatro anos. A peça aborda a solidão, o vazio do sexo e a importân- cia de ser magro. É um traba- lho do aluno Matheus Melchio- nna para a disciplina Estágio de Direção I com orientação da professora Patrícia Fagundes. A montagem cumpre tempo- rada todas as quartas-feiras de junho, às 12h30min e às 19h30min, na Sala Alziro Aze- vedo (Salgado Filho, 340), com apresentações gratuitas. JÉSSICALUSIAESOFIAWILHELMSWOLFF/DIVULGAÇÃO/JC A cadeia alimentar tem texto de Nicky Silver Novaperspectiva Série A luz sina, de An- drea Gregory, está exposta no Cubo Gallery (Cristóvão Colombo, 3.000). Andrea, nos últimos anos, passou a se dedicar à pesquisa. Assim, ela desenvolveu uma técnica artística própria composta por etapas de execução: fotografia, mani- pulação digital e impressão da imagem em papel do tipo Tintoretto gesso para, então, finalizar a obra com sua intervenção manual em desenho e pintura. As obras, criadas em cores intensas, apresenta diversos temas onde rara- mente o olho costuma se demorar: a sombra projeta- da pela luz do sol encontra superfícies e, então, histó- rias, alucinações ganham vida. A mostra fica em exposição no espaço de arte do Cubo até 2 de julho. O Cubo Gallery é um espaço que mistura beleza e arte, trazendo para dentro dos salões trabalhos artísticos que estabeleçam uma relação entre a arte do cabelo e as artes plásticas. ANDREAGREGORY/REPRODUÇÃO/JC Obra de Andrea Gregory na Cubo Gallery Contornos e texturas Nesta quarta-feira, no Centro Cultural Vila Flo- res, a Ovni Acessibilidade Universal promove uma visita de exploração tátil da exposição Este corpo já foi meu, de Márcia Braga. O público terá seus olhos ven- dados e será guiado a sentir a obra, além de ter a oportu- nidade de se encontrar com a artista. A exposição é constituída por 11 aguadas de nanquim sobre papel canson e 20 es- culturas produzidas a partir de pequenas formas arredon- dadas, achatadas e pontiagu- das modeladas em cerâmica e combinadas a materiais variados, como meias-calças, espuma e lã. O resultado são peças coloridas de superfí- cie almofadada e flexível, contrastando com a textura rígida da argila queimada. As figuras evocam seres ma- rinhos, compondo uma fauna onírica, fantástica. Essa é a primeira expo- sição individual a ocupar o galpão do Centro Cultural Vila Flores (São Carlos, 765). O evento começa às 19h30min. Inscrições pelo e-mail ovniacessibilidade@ gmail.com ou pelo telefone (51) 3414-0774. MÁRCIABRAGA/DIVULGAÇÃO/JC Exposição Este corpo já foi meu está no Centro Cultural Vila Flores Musical Évora: concerto com SI-SuperiormenteInteressante, no Foyer Nobre do Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/nº). Às 12h30min, com entrada franca. Sarau do Solar:apresentação do músico Arthur de Faria. Quarta-feira, às 18h30min, na Sala José Lewgoy, do Solar dos Câmara (Duque de Caxias, 968), com entrada franca. Ufologia e cultura: palestra com o escritor Zecharia Sitchin. Quinta-feira, às 17h, no auditório da Livraria Cultura do BourbonCountry(TúliodeRose, 80). Entrada franca. Especial Novos Baianos – FCNB: show com integrantes das bandas Tribo Brasil Calote Samba Rock e Luana Bom Fim, tocando músicas marcantes do grupo baiano. Quarta-feira, à 0h30min, no Batemacumba (João Alfredo, 701). Ingressos: R$ 20,00. Voodoo recebe DJ Hum: festa com lançamento do LP DJ Hum e o Expresso Groove, mais discotecagem dos DJs Dick Jay e Buiu Rodriguez. Quarta-feira, às 22h, no Ocidente (Oswaldo Aranha, 960). Ingressos antecipadosnositeporR$30,00 e R$ 40,00 na hora. Festa Vitrola #2: feira de discoscomCagê,discotecagem dos DJs Anderson, Porã e artes em vinil do artista Kuca 3000. Quarta-feira, às 19h no Espaço Cultural 512 (João Alfredo, 512). Ingressos a R$ 10,00 até às 22h e R$ 15,00 após.
  4. 4. Jornal do Comércio - Porto Alegre5, 6 e 7 de junho de 2015 4 acontece › Clube da MPB: show Cartola, Candeia e o Samba. Sexta-fei- ra, às 21h, no Meme Santo de Casa Estação Cultural (Lopo Gonçalves, 176). Ingressos: R$ 30,00. › Forfun: show no Opinião (José do Patrocínio, 834) neste sábado, às 21h. Ingressos entre R$ 35,00 e R$ 50,00 no site www.minhaentrada.com. br, na bilheteria oficial e lojas Multisom da Capital e Região Metropolitana. › Gelo Negro: encontro de fãs para divulgação do novo livro escrito por Becca Fitzpatrick, autora da série Hush Hush, na Livraria Saraiva do Shopping Praia de Belas (Praia de Belas, 1.181). Sábado, às 17h, com entrada franca. › S.P.A: saia do piloto auto- mático e lidere seu destino: palestra e lançamento do livro com o autor, Domi Muller. Sábado, às 17h, no auditório e mezanino da Livraria Cultura do Bourbon Shopping Bourbon Country (Túlio de Rose, 80). Entrada franca. › Acústico Marley: show com a banda Zigomar e o discote- cagem do DJ Zé Enrique no Batemacumba (João Alfredo 701). À 0h de sábado. Ingresso: R$ 20,00. Confira Tempo presente O projeto 3s, do Estúdio Hy- brido, reúne artistas em apresen- tação neste sábado, às 19h, no Vila Flores (Hoffmann, 447). A partir de uma pesquisa de Marcelo Mon- teiro, o Estúdio Hybrido organizou uma ação de modelo vivo em movimento com o intuito de unir, em um mesmo processo criativo, diferentes linguagens. Essa ação artística coletiva também envolve dança, música, desenho, pintura, fotografia, vídeo e poesia. Ocorrerá mais uma perfor- mance no encerramento do proje- to, dia 19, às 20h. O espaço pode ser visitado das 10h às 19h, todos os dias. A entrada é franca. A base para o início de um diálogo entre os artistas surgiu dos escritos de Paul Valery sobre os desenhos das bailarinas de Degas, do gesto e do desenho de Carybé e da pesquisadora Teresa Poester, entre influências de outros autores. Isso possibilitou aos oito integrantes consciência de seu pró- prio processo criativo e a amplifi- cação dos sentidos e da percepção do todo. A proposta consistiu em tentar resgatar o tempo do gesto e do movimento no tempo da ação. Justificando o nome do projeto - 3s, ou seja, 3 segundos – tempo que o cérebro humano leva para registrar o tempo presente. MARCELOMONTEIRO/DIVULGAÇÃO/JC Projeto 3s reúne artistas em ação coletiva Ambiente cultural A Oficina Sapato Florido co- memora o Dia do Meio Ambiente nesta sexta-feira com uma série de atividades gratuitas. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (51) 3226-4825 e pelo e-mail oficinade- artesapatoflorido@gmail.com. A programação abre às 14h, com a Oficina de Passarinho de Origamis, ministrada por Mônica Reis. Às 15h, é a vez da Oficina Horta de Apartamento, com Gê Paier. A abertura da exposição fotográfica Da sobra, do resto, do suspiro, de Gabriela Vitória, ocorre às 16h. Até 10 de julho, a série apresenta situações de confronto entre a natureza e a urbanidade que chocam pelo contraste, através de uma poética sutil, dando voz ao meio ambiente contemporâneo. Além disso, no sábado, às 14h e às 16h, serão realizadas visitas ao Jardim Lutzenberger, comentadas pelo seu responsável. O biólogo e paisagista Edgar Salla vai abordar assuntos ligados à natureza, como consumo consciente e reciclagens. GABRIELAVITORIA/DIVULGAÇÃO/JC Mostra de Gabriela Vitória integra programação dedicada ao meio ambiente
  5. 5. WWW.JORNALFLORESTA.COM.BR – PORTO ALEGRE, JULHO DE 2015 – ANO XI – EDIÇÃO 126 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA NOS BAIRROS: AUXILIADORA, FLORESTA, HIGIENÓPOLIS, INDEPENDÊNCIA, MOINHOS DE VENTO E SÃO JOÃO PARCÃO MAIS ILUMINADO PÁG. 4 QUAIS OS BENEFÍCIOS DO SUCO DETOX? PÁG. 2 CAD. SAÚDE PREFEITURA REALIZA TAPA-BURACOS PÁG. 3 ESCOLA NO VILA FLORES CONTA COM APOIO DOS RESIDENTES E INTEGRA AMPLA AGENDA DE ATIVIDADES DO ESPAÇO. PÁG. 8 EMPREENDEDORISMO PARA CRIANÇAS FOTO: DIVULGAÇÃO/JF 513362.7006 i www.depizzolcontabil.com.br DePizzolOrganizaçãoContábilltda. Av.CristovãoColombo,2427–salas502e503 CONTABILIDADE ABERTURA E FECHAMENTO DE EMPRESAS FISCAL -TRIBUTÁRIO ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED RECURSOS HUMANOS CONSULTORIA EMPRESARIAL VALIDAÇÃO E GERAÇÃO DE ARQUIVOS DIGITAIS GESTÃO DE CONTROLES INTERNOS EVERIFICAÇÃO DE INCONSISTÊNCIAS FISCAIS LAVANDERIA LAVAGEM P/KG E À SECO LAVAR E PASSAR: R$11,00 SÓ PASSAR: R$9,00 LAVAR E SECAR: R$9,00 TERNO À SECO: R$28,00 EDREDON: R$28,00 COBERTOR: R$20,00 SANTO ANTÔNIO RUASANTOANTONIO,286 3028.6028TELE-SERVIÇO
  6. 6. O SEU JORNAL DE BAIRRO www.jornalfloresta.com.br 8 CULTURA PROGRAMAÇÃO DE EVENTOS 04/08 - TERÇA: Das 19h às 21h - Conversa “Lidando com Dife- renças: Arte na Educação” com a Escola Convexo e Residen- tes do Vila Flores. 08/08 - SÁBADO: Das 9h30 às 16h - Convexo Portas Abertas. Das 11h às 13h - Ocupa Calçada, iniciativa do Ato Espelhado Cia Teatral. Ocupação da calçada da Rua Hoffmann, 459 das 11h às 13h visando resgatar o ato das conversar entre vizinhos e do chimarrão na calçada, aberto a toda comunidade. Na pri- meira edição tivemos pintura na calçada, jogo de amarelinha, enfeite nas árvores e estante de livros compartilhada.Em caso de chuva, a ação ocorrerá no sábado seguinte. 11/08 - TERÇA: Das 19h às 21h - Conversa “Inovação na Edu- cação” com Escola Convexo e outras iniciativas da Educação 4/08 - SEXTA: Das 17h às 19h - Café Pretexto com Grupo Trilho no Espaço do Ato Espelhado Cia Teatral. 15/08 - SÁBADO: Das 10h às 22h - FugereUrbem III, feira orga- nizada pelo Projeto Vuelta al Mundo. 18/08 - TERÇA: Das 19h às 21h - Conversa “Participação dos Pais na Educação” com Escola Convexo e Mães de um nova Escola. 22/08 - SÁBADO: Das 11h às 15h - Venda de canecas em prol do projeto EmptyBowls.Em agosto PortoAlegre receberá o pro- jeto EmptyBowls cuja primeira edição aconteceu em Michigan no ano de 1990. Trata-se de uma iniciativa que visa colaborar com os grupos e/ou instituições que distribuem alimento para moradores de rua através de recursos arrecadados a partir da venda de tigelas de cerâmica.O projeto, que já foi replicado em diversas cidades do mundo, é organizado aqui em PortoAlegre pelas artistas visuais Camila Piovesan, Márcia Braga e Lara Espinosa.As artistas reuniram um grupo de 84 ceramistas que produziu, durante 2 meses, mais de 150 tigelas que poderão ser adquiridas dia 15 de agosto das 11h as 15h. 26/08 - QUARTA: Das 18h às 22h - Aniversário de 4 anos do Estúdio Hybrido e lançamento da coleção de vestuário e aces- sórios de Vanessa Berg, chamada “Mergulho Abyssal”. 29/08 - SÁBADO: Das 17h às 22h - Evento I Like It, organizado pela Like Arte Engajada. PROGRAMAÇÃO ESCOLA CONVEXO 04/08 - TERÇA: Das 19h às 21h - Conversa “Lidando com Diferen- ças: Arte na Educação” com a Es- cola Convexo e Residentes do Vila Flores. 8/08 - SÁBADO: Das 9h30 às 16h - Convexo Portas Abertas. 11/08 - TERÇA Das 19h às 21h - Conversa “Ino- vação na Educação” com Escola Convexo e outras iniciativas da Educação 18/08 - TERÇA: Das 19h às 21h - Conversa “Participação dos Pais na Educação” com Escola Convexo e Mães de um nova Escola. SERVIÇO Rua São Carlos, 759. Bairro Flo- resta.POA/RS.Mais informações: contato@escolaconvexo.com.br COMPLEXO ARQUITETONICO É PATRIMÔNIO DA CIDADE VILA FLORES ESCOLA CONVEXO INICIA ATIVIDADES O Vila Flores é um Centro de Cultura, Educação e Negócios Criativos no bairro Floresta, Porto Alegre/RS. SituadonaRuaSãoCarlosesquinacomaRuaHoffmann, o conjunto, construído entre os anos 1925 e 1928 pelo engenheiro-arquiteto José Franz SeraphLutzenberger, é um complexo arquitetônico formado por 3 edificações e um pátio em um terreno de 1.415 m2. As edificações es- tãolistadasnoInventáriodoPatrimônioCulturaldeBens Imóveis do Bairro Floresta, classificadas como imóveis de Estruturação e situadas em Área de Interesse Cultural de Porto Alegre. Atualmente, o espaço abriga diversas fun- ções: local para a realização de atividades socioculturais, espaço de trabalho de artistas e empreendedores criativos (os residentes) e ambiente de aprendizado. O projeto ar- quitetônico, elaborado pela Goma Oficina, ainda prevê, futuramente, apartamentos para moradia temporária, loja, cafeteria e memorial. A Associação Cultural Vila Flores é a entidade responsável pela programação cultu- ral do espaço e pela articulação junto ao poder público, à iniciativa privada e à sociedade em prol dos interesses da comunidade artística e criativa de Porto Alegre, assim como dos moradores e frequentadores do bairro Floresta. ApartirdeagostoaescolaConvexoiniciaseucurso paracrianças a partir de 7 anos dentro do o espaço educativo do Vila Flores, chama- do de Miolo. Os alunos desenvolverão competências de liderança, co- laboração e autonomia ao tomar contato com problemas reais e, a par- tirdisso,criarãoemparceriacomas20iniciativasresidenteseaequipe do Vila Flores, projetos de impacto socioambiental, sociocultural e de geração de renda e oportunidades com foco no 4º Distrito. A meto- dologia Convexo sustenta-se em três pilares – comunicação, lógica e empreendedorismo. Os alunos melhoram seus índices de educação, uma vez que aprendem conteúdos de português e matemática a partir da vivência e das atividades diárias. As crianças vindas de realida- des sociais diversas se unem para realizarem atividades em conjunto dentro da metodologia Convexo. Os encontros ocorrerão uma vez por semana, às sextas-feiras. Será uma turma de manhã (das 9h às 12h) e uma à tarde (das 14h às 17h), cada uma com 20 alunos. SOBRE A ESCOLA A escola procura desenvolver e consolidar os pilares da comuni- cação, do raciocínio lógico e do empreendedorismo desde a primeira infância, focando a realidade diária destes indivíduos. Segundo seus responsáveis uma sociedade melhor será construída somente através de cidadãos ativos e participativos em sua própria comunidade. A metodologia é baseada em dois princípios essenciais: potencialização das lideranças através de técnicas de empoderamento e metodologias inovadoras sustentadas pela comunicação, pela lógica e pelo empre- endedorismo. E a união de mundos, fazendo com que a interação entre pessoas de diferentes realidades fortaleça e amplie o desenvol- vimento mútuo. O CENTRO QUE VEM SENDO RECUPERADO RECEBE EMPREENDIMENTOS DE DIVERSOS SEGMENTOS E PASSA A SER REFERÊNCIA PARA A CIDADE FOTO: LAURO ROCHA/VILA FLORES

×