SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Secundária c/ 3.º CEB Dr. Joaquim de CarvalhoÁrea de Projecto 2010/2011A FAMÍLIA COMO SUPORTE AFECTIVO NA TRISSOMIA 21Carolina Gameiro, nº 5,JoãoGregório, nº 10 e Sara Oliveira, nº 25, do 12.º E
Escola Secundária c/ 3.º CEB Dr. Joaquim de Carvalho, da Figueira da FozÁrea de Projecto 2010/2011A FAMÍLIA COMO SUPORTE AFECTIVO NA TRISSOMIA 21Carolina Gameiro, nº 5,JoãoGregório, nº 10 e Sara Oliveira, nº 25, do 12.º E20 de Maio de 2011Professora: Graça Fonseca
SUMÁRIOCampanha “Tampinha Só Com Garrafinha”BLOGExposição de produtos da APPACDMDia Mundial da DeficiênciaDIA MUNDIAL DA TRISSOMIA 21ENTREVISTA AO EUGÉNIOENTREVISTA À MÃE DO EUGÉNIOInquéritos
COLABORAÇÃO NA CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE SOCIALEsta foi a primeira actividade que começámos a desenvolver no âmbito do nosso projecto. Desde o início do ano, juntámos 100 Kg de garrafas que fomos entregando, ao longo dos meses, no centro ocupacional da APPACDM da nossa cidade. Estamos muito agradecidos pela ajuda da nossa escola. É do nosso conhecimento que professores, funcionários e alunos contribuíram bastante para que a ajuda prestada fosse uma realidade.
Assim, pensamos que os objectivos que tínhamos definido para esta tarefa foram cumpridos. Conseguimos, efectivamente, sensibilizar a comunidade para a necessidade de apoiar os cidadãos que se encontram em instituições de solidariedade social e que não têm os recursos suficientes ao seu bem-estar.Ajudámos também esta instituição, em particular, no sentido de melhorar significativamente a qualidade de vida dos seus utentes, restando ao grupo o prazer de ter podido ajudar quem necessita.Figura 2
COMEMORAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA DEFICIÊNCIAPara comemorar este dia tão especial, decidimos elaborar alguns cartazes que afixámos na nossa escola. Neles encontravam-se algumas frases que marcaram, de uma forma ou de outra, a nossa sociedade e que queríamos dar a conhecer à comunidade escolar. O nosso objectivo era que esta desse a devida atenção e reconhecimento a este tema.3 de Dezembro de 2010
Temos aqui um dos exemplares dos nossos cartazes. Ao todo elaborámos cinco e, no geral, ficámos bastante satisfeitos com o resultado. Conseguimos criar algo atractivo e com uma mensagem que transmite os valores que pretendemos passar aos nossos colegas, professores e funcionários. Figura 3
ENTREVISTA AO EUGÉNIOAindanuma parte inicial do nossoprojecto, realizámosumaentrevista a um portador de Trissomia 21 quefrequenta um dos centros da APPACDM. Estafoiuma das principaisactividades do nossoprojecto, umavezquenospermitiu um contactodirecto com estarealidade. De nada valem as pesquisas e osconhecimentos se nãotivermosestaexperiênciaquenosensinamuitomais do quequalquerlivroouartigona internet. De facto, tivemosumaperspectivacompletamentediferente da Trissomia 21 aoconhecer o Eugénio.
O Eugéniofalou-nosprincipalmente da suavidaemfamília e das actividadesquerealizana APPACDM.Quantoaoprimeiroassunto, evidenciaram-se inúmerasqualidadesdestejovemcomo o facto de sersolidário, carinhoso, amável, prestável, sempre pronto a ajudar. Mencionouqueajuda a mãeemdiversastarefasdomésticas e fá-lo com gosto. Foiextremamentedivertidopassaralgum tempo com ele e ouvi-lo a relatarosseusepisódios. É umaexperiênciaquecertamenteiremosrecordar.Figura 4
Quanto ao tempo passado no centro ocupacional, para além dos trabalhos manuais que já tivemos o prazer de ver, o Eugénio participa em várias actividades como a ginástica e a musicoterapia. Hoje em dia, devido aos problemas cardíacos que tem, não lhe é possível realizar actividades como natação, hipoterapia e remo. Contudo, ele já esteve bastante activo em todas elas, para além de já ter feito também jardinagem.É com esta entrevista que conseguimos perceber o quão úteis são estes indivíduos para a nossa sociedade, tal como qualquer um de nós, sendo tão triste a forma como deperdiçamos as suas capacidades, apenas por ignorância e preconceito.
Seleccionámos alguns excertos mais marcantes da nossa entrevista:Quando sais ao fim-de-semana, vais onde?Vou à discoteca dançar, não é? Vou à discoteca, vou para todo o lado.Então e quais eram as tuas actividades lá em Peniche?Trabalhava ao pé das roseiras na jardinagem. Eu tinha jardinagem, tinha ginástica, tinha música, tinha remo…E o que fazes mais cá em casa? Ouves música…Ouço música, arrumo as camas… Ajudo a mãe a arrumar as compras. E pinto.Figuras 5, 6 e 7
ELABORAÇÃO, APLICAÇÃO E ANÁLISE DOS INQUÉRITOSEsta actividade foi realizada nos últimos dias do 1.º Período e primeiros do 2.º Período e os seus resultados vieram confirmar a necessidade de tratar este tema. Ficámos a saber o quão informados estão os alunos da nossa escola acerca da Trissomia 21, concluindo que existe insuficiente ou desaqueada informação acerca do que é a Trissomia 21 ou quais as características e limitações que um portador desta patologia apresenta.
Por exemplo, quanto a esta pergunta,quase 50  % dos inquiridos respondeu incorrectamente, referindo uma limitação completamente desadequada. Ora, é precisamente este facto que pretendemos contrariar com as nossas actividades. Consideramos que é bastante frustrante que, tendo tanta informação ao seu dispor, a sociedade continue a optar pela ignorância ou preconceito. Figura 8
ENTREVISTA À MÃE DO EUGÉNIONo mês de Fevereirorealizámosumaentrevista à mãe do portador de Trissomia 21 queconhecemospormeio da APPACDM. Com isto, conseguimospercebermuitomelhorcomo é o dia-a-dia do Eugénio, quais as maioresdificuldadesque tem, como as supera, e, principalmente, quais as suascapacidades. Pudemostambémconstatarcomo é importante o apoio da famílianesteprocesso. Semumaestrutura familiar adequada, um cidadão com Trissomia 21 dificilmenteconsegueosmeios e recursosimprescindíveisnasualutapelaindependência. Felizmente, o Eugéniopodecontarsempre com o apoio dos seuspais e irmãos.
Seleccionámos também alguns excertos desta entrevista que considerámos mais interessantes:“O relacionamento era muito bom com todos os funcionários e professores. Era querido por todos, tal como ainda hoje é.”“As professoras diziam que em relação ao desempenho, era muito bom. Ele fazia trabalhos maravilhosos, quer de cerâmica quer de pintura.”“Os pais têm que dar mais apoio, mais carinho, mais atenção pois é tudo o que eles precisam: o apoio daqueles que eles mais gostam.”“ Para mim, o Eugénio é igual aos meus outros filhos, e isso é fundamental. É o ponto de partida para lidar com estes jovens. ”D. Maria Manuel, mãe do Eugénio
COMEMORAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA TRISSOMIA 21Figura 9 – exemplar de uma capa do folheto
Não podíamos deixar passar este dia em branco, portanto decidimos elaborar alguns folhetos a distribuir em diversas farmácias da nossa cidade. Também para comemorar o Dia Mundial da Trissomia 21, elaborámos um cartaz, que está aqui representado, deixando-o numa das farmácias com mais visibilidade da Figueira da Foz, de modo a conseguir chegar ao maior número de pessoas possível.Figura 10
Ficámos satisfeitos e orgulhosos com esta actividade, tanto pelo impacte que teve junto dos figueirenses como pelo gozo que nos deu elaborar estes materiais. Conseguimos um produto que fornecia informação fidedigna sobre a Trissomia 21 e ainda acrescentámos algumas mensagens que esperamos que sejam um meio de reflexão para todos aqueles que as leiam. Figura 11
EXPOSIÇÃO DE PRODUTOS ELABORADOS PELOS UTENTES DA APPACDMNo âmbito das Jornadas Culturais que decorreram nos dias 7 e 8 de Abril na nossa escola, realizámos esta actividade com o intuito de dar a conhecer o trabalho que estes jovens fazem no seu dia-a-dia. Pudemos contar com a presença do Eugénio, da Catarina e da Mónica, como se pode ver pela fotografia aqui ao lado.Figura 12
Durante esta manhã, aproveitámos a companhia destes jovens e observámo-los a trabalhar. Na nossa opinião, os trabalhos que fazem são bastante bons, criativos e úteis para qualquer um de nós. Para além disto, esta tarefa estimula-os e permite-lhes que sejam activos na nossa sociedade. Apesar de não termos captado a atenção de tanta gente quanto gostaríamos, ainda foram algumas as pessoas que admiraram os seus trabalhos, ficando com o contacto da instituição, no caso de quererem fazer alguma encomenda.
Para nós e para o nosso projecto, esta foi mais um actividade bem conseguida, sendo uma das mais importantes. Com ela pudemos contactar mais uma vez com jovens com Trissomia 21 e conhecer o seu lado mais produtivo e isso é fundamental para eles e para nós. É deste modo, colocando a sociedade em contacto directo com estes indivíduos, que se consegue uma mudança visível, mas uma mudança no sentido positivo.Apresentamos, no diapositivo seguinte, algumas imagens de trabalhos feitos por estes utentes que gostámos particularmente.
Apresentação para o blog
ARTIGOS REALIZADOS PARA O BLOG
Esta é das actividadesmaisantigas, criativas, interessantes e dinâmicas do nossoprojecto. Aolongo de 7 mesescriámosesteespaçoondecolocámosdiversainformação: as apresentaçõesdo nossoprojecto, informaçãosobre a Trissomia 21 e tudo o que a patologiaimplica, reflexõessobretodas as actividadesrealizadas, semexcepção, bemcomoexemplares dos produtospornóselaborados. Destaca-se, ainda, umapáginaquecriámosdestinada à publicação de artigosvariadosque, de uma forma ou de outra, se relacionam com o nossoprojecto.
Até ao momento contamos com cerca de 1400 visitas em apenas 7 meses, o que faz uma média de 200 visitas por mês. Este é um dos motivos de orgulho da nossa criação.Contudo, estamos satisfeitos apenas pelo prazer de poder construir algo em grupo e de afirmar que este é um trabalho nosso.Figuras 15 e 16
	É certo que os objectivos por nós definidos para esta actividade foram atingidos pois construímos um espaço de partilha dinâmica de informação, divulgámos informação fidedigna sobre a trissomia 21 e tudo o que a doença implica, contribuímos para uma consciencialização da comunidade acerca dos obstáculos que estes cidadãos enfrentam e ainda demos a conhecer o produto de todas as actividades realizadas pelo grupo. Muito prazer, eu existo
CONCLUSÃOTrabalhar neste projecto foi algo único. Em nenhuma outra disciplina, em nenhum outro ano lectivo, nos tinha sido dada a oportunidade e os meios de estruturar e desenvolver um trabalho tão intenso. Certamente, esta experiência trar-nos-á benefícios e vantagens para o nosso futuro pois incidiu sobre competências essenciais para nós enquanto estudantes e futuros trabalhadores: responsabilidade, autonomia, empenho, dedicação, organização, entre outros.
Escola Secundária c/ 3.º CEB Dr. Joaquim de CarvalhoProjecto elaborado pelos alunos: Carolina Gameiro nº 5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

"Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer | promoção da intera...
"Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer | promoção da intera..."Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer | promoção da intera...
"Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer | promoção da intera...
Ilda Bicacro
 
Atelier Solidário
Atelier SolidárioAtelier Solidário
Atelier Solidário
IEJ2014
 
Relatório anual 2014 OP4:14
Relatório anual 2014 OP4:14Relatório anual 2014 OP4:14
Relatório anual 2014 OP4:14
João Barros
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal Correio do Sul
 
8 jeitos de mudar o mundo
8 jeitos de mudar o mundo8 jeitos de mudar o mundo
8 jeitos de mudar o mundo
Marisa Seara
 
Jor maiopinotti
Jor maiopinottiJor maiopinotti
Jor maiopinotti
Marioregut
 
Vila Flores - Clipping 2015
Vila Flores - Clipping 2015Vila Flores - Clipping 2015
Vila Flores - Clipping 2015
vilaflores
 
Desaparecer
DesaparecerDesaparecer
Desaparecer
Kamila Maia
 
Zong 3ª Edição
Zong 3ª EdiçãoZong 3ª Edição
Zong 3ª Edição
revistazong
 
Jornal aena jan_2013_01
Jornal aena jan_2013_01Jornal aena jan_2013_01
Jornal aena jan_2013_01
Deolinda Leitão
 
VOLUNTARIANIMA - Renata Brandoli
VOLUNTARIANIMA - Renata BrandoliVOLUNTARIANIMA - Renata Brandoli
VOLUNTARIANIMA - Renata Brandoli
Rede Brasil Voluntario
 

Mais procurados (11)

"Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer | promoção da intera...
"Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer | promoção da intera..."Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer | promoção da intera...
"Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer | promoção da intera...
 
Atelier Solidário
Atelier SolidárioAtelier Solidário
Atelier Solidário
 
Relatório anual 2014 OP4:14
Relatório anual 2014 OP4:14Relatório anual 2014 OP4:14
Relatório anual 2014 OP4:14
 
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14Jornal digital 4496 qui 04-09-14
Jornal digital 4496 qui 04-09-14
 
8 jeitos de mudar o mundo
8 jeitos de mudar o mundo8 jeitos de mudar o mundo
8 jeitos de mudar o mundo
 
Jor maiopinotti
Jor maiopinottiJor maiopinotti
Jor maiopinotti
 
Vila Flores - Clipping 2015
Vila Flores - Clipping 2015Vila Flores - Clipping 2015
Vila Flores - Clipping 2015
 
Desaparecer
DesaparecerDesaparecer
Desaparecer
 
Zong 3ª Edição
Zong 3ª EdiçãoZong 3ª Edição
Zong 3ª Edição
 
Jornal aena jan_2013_01
Jornal aena jan_2013_01Jornal aena jan_2013_01
Jornal aena jan_2013_01
 
VOLUNTARIANIMA - Renata Brandoli
VOLUNTARIANIMA - Renata BrandoliVOLUNTARIANIMA - Renata Brandoli
VOLUNTARIANIMA - Renata Brandoli
 

Destaque

Культура України в 16 ст.
Культура України в 16 ст.Культура України в 16 ст.
Культура України в 16 ст.
Arkusha
 
Columnas estructurales
Columnas estructuralesColumnas estructurales
Columnas estructurales
ivan vargas
 
Online Adjunct Faculty Orientation
Online Adjunct Faculty OrientationOnline Adjunct Faculty Orientation
Online Adjunct Faculty Orientation
Amanda McLellan
 
ES6: For Fun & Profit
ES6: For Fun & ProfitES6: For Fun & Profit
ES6: For Fun & Profit
Mark Meyer
 
Span 102 Ch. 6 & 7 Review
Span 102 Ch. 6 & 7 ReviewSpan 102 Ch. 6 & 7 Review
Span 102 Ch. 6 & 7 Review
spanish102
 
NovaLink-PPT_Build-Out-Final
NovaLink-PPT_Build-Out-FinalNovaLink-PPT_Build-Out-Final
NovaLink-PPT_Build-Out-Final
Jason Wolfe
 
Bandeira e Localização dos Países
Bandeira e Localização dos PaísesBandeira e Localização dos Países
Bandeira e Localização dos Países
Thibyriçá Valle Junior
 
MARY- CV
MARY- CVMARY- CV
Subscription Metrics & Reporting Tips
Subscription Metrics & Reporting TipsSubscription Metrics & Reporting Tips
Subscription Metrics & Reporting Tips
cleverbridge
 
"10 Tips for a Kick-Ass Pitch!" by Annabelle Roberts Founder of Present Perfect
"10 Tips for a Kick-Ass Pitch!" by Annabelle Roberts Founder of Present Perfect"10 Tips for a Kick-Ass Pitch!" by Annabelle Roberts Founder of Present Perfect
"10 Tips for a Kick-Ass Pitch!" by Annabelle Roberts Founder of Present Perfect
TheFamily
 

Destaque (11)

Культура України в 16 ст.
Культура України в 16 ст.Культура України в 16 ст.
Культура України в 16 ст.
 
Columnas estructurales
Columnas estructuralesColumnas estructurales
Columnas estructurales
 
Online Adjunct Faculty Orientation
Online Adjunct Faculty OrientationOnline Adjunct Faculty Orientation
Online Adjunct Faculty Orientation
 
Tablas
TablasTablas
Tablas
 
ES6: For Fun & Profit
ES6: For Fun & ProfitES6: For Fun & Profit
ES6: For Fun & Profit
 
Span 102 Ch. 6 & 7 Review
Span 102 Ch. 6 & 7 ReviewSpan 102 Ch. 6 & 7 Review
Span 102 Ch. 6 & 7 Review
 
NovaLink-PPT_Build-Out-Final
NovaLink-PPT_Build-Out-FinalNovaLink-PPT_Build-Out-Final
NovaLink-PPT_Build-Out-Final
 
Bandeira e Localização dos Países
Bandeira e Localização dos PaísesBandeira e Localização dos Países
Bandeira e Localização dos Países
 
MARY- CV
MARY- CVMARY- CV
MARY- CV
 
Subscription Metrics & Reporting Tips
Subscription Metrics & Reporting TipsSubscription Metrics & Reporting Tips
Subscription Metrics & Reporting Tips
 
"10 Tips for a Kick-Ass Pitch!" by Annabelle Roberts Founder of Present Perfect
"10 Tips for a Kick-Ass Pitch!" by Annabelle Roberts Founder of Present Perfect"10 Tips for a Kick-Ass Pitch!" by Annabelle Roberts Founder of Present Perfect
"10 Tips for a Kick-Ass Pitch!" by Annabelle Roberts Founder of Present Perfect
 

Semelhante a Apresentação para o blog

Boletim Abril 2014 - Projeto Mais Sucesso E5G
Boletim Abril 2014 - Projeto Mais Sucesso E5GBoletim Abril 2014 - Projeto Mais Sucesso E5G
Boletim Abril 2014 - Projeto Mais Sucesso E5G
Mais Sucesso
 
3ª Edição 2017
3ª Edição 20173ª Edição 2017
Jornal 09-2015
Jornal 09-2015Jornal 09-2015
Jornal 09-2015
funsag
 
Desafios junho 2013_v_final
Desafios junho 2013_v_finalDesafios junho 2013_v_final
Desafios junho 2013_v_final
Deolinda Leitão
 
"A família como suporte afectivo na Trissomia 21"
"A família como suporte afectivo na Trissomia 21""A família como suporte afectivo na Trissomia 21"
"A família como suporte afectivo na Trissomia 21"
CGN1993
 
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
Ilda Bicacro
 
Santana do cariri2009
Santana do cariri2009Santana do cariri2009
Santana do cariri2009
Ministério Público do Trabalho
 
Portfolio 2018
Portfolio 2018 Portfolio 2018
Portfolio 2018
Wilson Barbieri
 
Creche Comunitária Rosalda Paim
Creche Comunitária Rosalda PaimCreche Comunitária Rosalda Paim
Creche Comunitária Rosalda Paim
isabelanascimento73
 
TCC de Laudécio Carnerio e Paulo Giovane
TCC de Laudécio Carnerio e Paulo GiovaneTCC de Laudécio Carnerio e Paulo Giovane
TCC de Laudécio Carnerio e Paulo Giovane
UNEB
 
Santa quitéria2009
Santa quitéria2009Santa quitéria2009
Revista
RevistaRevista
Sobral2009
Sobral2009Sobral2009
Newsletter projeto +FORTE.E5G
Newsletter projeto +FORTE.E5GNewsletter projeto +FORTE.E5G
Newsletter projeto +FORTE.E5G
MaisForte Fortalece-te
 
Vivências em comunicação para o terceiro setor
Vivências em comunicação para o terceiro setorVivências em comunicação para o terceiro setor
Vivências em comunicação para o terceiro setor
Charles Monteiro de Oliveira
 
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Ministério Público do Trabalho
 
Boletim novembro 2013
Boletim novembro 2013Boletim novembro 2013
Boletim novembro 2013
Mais Sucesso
 
Aconteceu na escola retrospectiva
Aconteceu  na escola   retrospectivaAconteceu  na escola   retrospectiva
Aconteceu na escola retrospectiva
Wilson Barbieri
 
As organizações de paz
As organizações de pazAs organizações de paz
As organizações de paz
mundodabe
 
Rosalda Paim
Rosalda PaimRosalda Paim
Rosalda Paim
isabelanascimento73
 

Semelhante a Apresentação para o blog (20)

Boletim Abril 2014 - Projeto Mais Sucesso E5G
Boletim Abril 2014 - Projeto Mais Sucesso E5GBoletim Abril 2014 - Projeto Mais Sucesso E5G
Boletim Abril 2014 - Projeto Mais Sucesso E5G
 
3ª Edição 2017
3ª Edição 20173ª Edição 2017
3ª Edição 2017
 
Jornal 09-2015
Jornal 09-2015Jornal 09-2015
Jornal 09-2015
 
Desafios junho 2013_v_final
Desafios junho 2013_v_finalDesafios junho 2013_v_final
Desafios junho 2013_v_final
 
"A família como suporte afectivo na Trissomia 21"
"A família como suporte afectivo na Trissomia 21""A família como suporte afectivo na Trissomia 21"
"A família como suporte afectivo na Trissomia 21"
 
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
 
Santana do cariri2009
Santana do cariri2009Santana do cariri2009
Santana do cariri2009
 
Portfolio 2018
Portfolio 2018 Portfolio 2018
Portfolio 2018
 
Creche Comunitária Rosalda Paim
Creche Comunitária Rosalda PaimCreche Comunitária Rosalda Paim
Creche Comunitária Rosalda Paim
 
TCC de Laudécio Carnerio e Paulo Giovane
TCC de Laudécio Carnerio e Paulo GiovaneTCC de Laudécio Carnerio e Paulo Giovane
TCC de Laudécio Carnerio e Paulo Giovane
 
Santa quitéria2009
Santa quitéria2009Santa quitéria2009
Santa quitéria2009
 
Revista
RevistaRevista
Revista
 
Sobral2009
Sobral2009Sobral2009
Sobral2009
 
Newsletter projeto +FORTE.E5G
Newsletter projeto +FORTE.E5GNewsletter projeto +FORTE.E5G
Newsletter projeto +FORTE.E5G
 
Vivências em comunicação para o terceiro setor
Vivências em comunicação para o terceiro setorVivências em comunicação para o terceiro setor
Vivências em comunicação para o terceiro setor
 
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
Relatório Peteca Farias Brito Final 2011
 
Boletim novembro 2013
Boletim novembro 2013Boletim novembro 2013
Boletim novembro 2013
 
Aconteceu na escola retrospectiva
Aconteceu  na escola   retrospectivaAconteceu  na escola   retrospectiva
Aconteceu na escola retrospectiva
 
As organizações de paz
As organizações de pazAs organizações de paz
As organizações de paz
 
Rosalda Paim
Rosalda PaimRosalda Paim
Rosalda Paim
 

Apresentação para o blog

  • 1. Escola Secundária c/ 3.º CEB Dr. Joaquim de CarvalhoÁrea de Projecto 2010/2011A FAMÍLIA COMO SUPORTE AFECTIVO NA TRISSOMIA 21Carolina Gameiro, nº 5,JoãoGregório, nº 10 e Sara Oliveira, nº 25, do 12.º E
  • 2. Escola Secundária c/ 3.º CEB Dr. Joaquim de Carvalho, da Figueira da FozÁrea de Projecto 2010/2011A FAMÍLIA COMO SUPORTE AFECTIVO NA TRISSOMIA 21Carolina Gameiro, nº 5,JoãoGregório, nº 10 e Sara Oliveira, nº 25, do 12.º E20 de Maio de 2011Professora: Graça Fonseca
  • 3. SUMÁRIOCampanha “Tampinha Só Com Garrafinha”BLOGExposição de produtos da APPACDMDia Mundial da DeficiênciaDIA MUNDIAL DA TRISSOMIA 21ENTREVISTA AO EUGÉNIOENTREVISTA À MÃE DO EUGÉNIOInquéritos
  • 4. COLABORAÇÃO NA CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE SOCIALEsta foi a primeira actividade que começámos a desenvolver no âmbito do nosso projecto. Desde o início do ano, juntámos 100 Kg de garrafas que fomos entregando, ao longo dos meses, no centro ocupacional da APPACDM da nossa cidade. Estamos muito agradecidos pela ajuda da nossa escola. É do nosso conhecimento que professores, funcionários e alunos contribuíram bastante para que a ajuda prestada fosse uma realidade.
  • 5. Assim, pensamos que os objectivos que tínhamos definido para esta tarefa foram cumpridos. Conseguimos, efectivamente, sensibilizar a comunidade para a necessidade de apoiar os cidadãos que se encontram em instituições de solidariedade social e que não têm os recursos suficientes ao seu bem-estar.Ajudámos também esta instituição, em particular, no sentido de melhorar significativamente a qualidade de vida dos seus utentes, restando ao grupo o prazer de ter podido ajudar quem necessita.Figura 2
  • 6. COMEMORAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA DEFICIÊNCIAPara comemorar este dia tão especial, decidimos elaborar alguns cartazes que afixámos na nossa escola. Neles encontravam-se algumas frases que marcaram, de uma forma ou de outra, a nossa sociedade e que queríamos dar a conhecer à comunidade escolar. O nosso objectivo era que esta desse a devida atenção e reconhecimento a este tema.3 de Dezembro de 2010
  • 7. Temos aqui um dos exemplares dos nossos cartazes. Ao todo elaborámos cinco e, no geral, ficámos bastante satisfeitos com o resultado. Conseguimos criar algo atractivo e com uma mensagem que transmite os valores que pretendemos passar aos nossos colegas, professores e funcionários. Figura 3
  • 8. ENTREVISTA AO EUGÉNIOAindanuma parte inicial do nossoprojecto, realizámosumaentrevista a um portador de Trissomia 21 quefrequenta um dos centros da APPACDM. Estafoiuma das principaisactividades do nossoprojecto, umavezquenospermitiu um contactodirecto com estarealidade. De nada valem as pesquisas e osconhecimentos se nãotivermosestaexperiênciaquenosensinamuitomais do quequalquerlivroouartigona internet. De facto, tivemosumaperspectivacompletamentediferente da Trissomia 21 aoconhecer o Eugénio.
  • 9. O Eugéniofalou-nosprincipalmente da suavidaemfamília e das actividadesquerealizana APPACDM.Quantoaoprimeiroassunto, evidenciaram-se inúmerasqualidadesdestejovemcomo o facto de sersolidário, carinhoso, amável, prestável, sempre pronto a ajudar. Mencionouqueajuda a mãeemdiversastarefasdomésticas e fá-lo com gosto. Foiextremamentedivertidopassaralgum tempo com ele e ouvi-lo a relatarosseusepisódios. É umaexperiênciaquecertamenteiremosrecordar.Figura 4
  • 10. Quanto ao tempo passado no centro ocupacional, para além dos trabalhos manuais que já tivemos o prazer de ver, o Eugénio participa em várias actividades como a ginástica e a musicoterapia. Hoje em dia, devido aos problemas cardíacos que tem, não lhe é possível realizar actividades como natação, hipoterapia e remo. Contudo, ele já esteve bastante activo em todas elas, para além de já ter feito também jardinagem.É com esta entrevista que conseguimos perceber o quão úteis são estes indivíduos para a nossa sociedade, tal como qualquer um de nós, sendo tão triste a forma como deperdiçamos as suas capacidades, apenas por ignorância e preconceito.
  • 11. Seleccionámos alguns excertos mais marcantes da nossa entrevista:Quando sais ao fim-de-semana, vais onde?Vou à discoteca dançar, não é? Vou à discoteca, vou para todo o lado.Então e quais eram as tuas actividades lá em Peniche?Trabalhava ao pé das roseiras na jardinagem. Eu tinha jardinagem, tinha ginástica, tinha música, tinha remo…E o que fazes mais cá em casa? Ouves música…Ouço música, arrumo as camas… Ajudo a mãe a arrumar as compras. E pinto.Figuras 5, 6 e 7
  • 12. ELABORAÇÃO, APLICAÇÃO E ANÁLISE DOS INQUÉRITOSEsta actividade foi realizada nos últimos dias do 1.º Período e primeiros do 2.º Período e os seus resultados vieram confirmar a necessidade de tratar este tema. Ficámos a saber o quão informados estão os alunos da nossa escola acerca da Trissomia 21, concluindo que existe insuficiente ou desaqueada informação acerca do que é a Trissomia 21 ou quais as características e limitações que um portador desta patologia apresenta.
  • 13. Por exemplo, quanto a esta pergunta,quase 50 % dos inquiridos respondeu incorrectamente, referindo uma limitação completamente desadequada. Ora, é precisamente este facto que pretendemos contrariar com as nossas actividades. Consideramos que é bastante frustrante que, tendo tanta informação ao seu dispor, a sociedade continue a optar pela ignorância ou preconceito. Figura 8
  • 14. ENTREVISTA À MÃE DO EUGÉNIONo mês de Fevereirorealizámosumaentrevista à mãe do portador de Trissomia 21 queconhecemospormeio da APPACDM. Com isto, conseguimospercebermuitomelhorcomo é o dia-a-dia do Eugénio, quais as maioresdificuldadesque tem, como as supera, e, principalmente, quais as suascapacidades. Pudemostambémconstatarcomo é importante o apoio da famílianesteprocesso. Semumaestrutura familiar adequada, um cidadão com Trissomia 21 dificilmenteconsegueosmeios e recursosimprescindíveisnasualutapelaindependência. Felizmente, o Eugéniopodecontarsempre com o apoio dos seuspais e irmãos.
  • 15. Seleccionámos também alguns excertos desta entrevista que considerámos mais interessantes:“O relacionamento era muito bom com todos os funcionários e professores. Era querido por todos, tal como ainda hoje é.”“As professoras diziam que em relação ao desempenho, era muito bom. Ele fazia trabalhos maravilhosos, quer de cerâmica quer de pintura.”“Os pais têm que dar mais apoio, mais carinho, mais atenção pois é tudo o que eles precisam: o apoio daqueles que eles mais gostam.”“ Para mim, o Eugénio é igual aos meus outros filhos, e isso é fundamental. É o ponto de partida para lidar com estes jovens. ”D. Maria Manuel, mãe do Eugénio
  • 16. COMEMORAÇÃO DO DIA MUNDIAL DA TRISSOMIA 21Figura 9 – exemplar de uma capa do folheto
  • 17. Não podíamos deixar passar este dia em branco, portanto decidimos elaborar alguns folhetos a distribuir em diversas farmácias da nossa cidade. Também para comemorar o Dia Mundial da Trissomia 21, elaborámos um cartaz, que está aqui representado, deixando-o numa das farmácias com mais visibilidade da Figueira da Foz, de modo a conseguir chegar ao maior número de pessoas possível.Figura 10
  • 18. Ficámos satisfeitos e orgulhosos com esta actividade, tanto pelo impacte que teve junto dos figueirenses como pelo gozo que nos deu elaborar estes materiais. Conseguimos um produto que fornecia informação fidedigna sobre a Trissomia 21 e ainda acrescentámos algumas mensagens que esperamos que sejam um meio de reflexão para todos aqueles que as leiam. Figura 11
  • 19. EXPOSIÇÃO DE PRODUTOS ELABORADOS PELOS UTENTES DA APPACDMNo âmbito das Jornadas Culturais que decorreram nos dias 7 e 8 de Abril na nossa escola, realizámos esta actividade com o intuito de dar a conhecer o trabalho que estes jovens fazem no seu dia-a-dia. Pudemos contar com a presença do Eugénio, da Catarina e da Mónica, como se pode ver pela fotografia aqui ao lado.Figura 12
  • 20. Durante esta manhã, aproveitámos a companhia destes jovens e observámo-los a trabalhar. Na nossa opinião, os trabalhos que fazem são bastante bons, criativos e úteis para qualquer um de nós. Para além disto, esta tarefa estimula-os e permite-lhes que sejam activos na nossa sociedade. Apesar de não termos captado a atenção de tanta gente quanto gostaríamos, ainda foram algumas as pessoas que admiraram os seus trabalhos, ficando com o contacto da instituição, no caso de quererem fazer alguma encomenda.
  • 21. Para nós e para o nosso projecto, esta foi mais um actividade bem conseguida, sendo uma das mais importantes. Com ela pudemos contactar mais uma vez com jovens com Trissomia 21 e conhecer o seu lado mais produtivo e isso é fundamental para eles e para nós. É deste modo, colocando a sociedade em contacto directo com estes indivíduos, que se consegue uma mudança visível, mas uma mudança no sentido positivo.Apresentamos, no diapositivo seguinte, algumas imagens de trabalhos feitos por estes utentes que gostámos particularmente.
  • 24. Esta é das actividadesmaisantigas, criativas, interessantes e dinâmicas do nossoprojecto. Aolongo de 7 mesescriámosesteespaçoondecolocámosdiversainformação: as apresentaçõesdo nossoprojecto, informaçãosobre a Trissomia 21 e tudo o que a patologiaimplica, reflexõessobretodas as actividadesrealizadas, semexcepção, bemcomoexemplares dos produtospornóselaborados. Destaca-se, ainda, umapáginaquecriámosdestinada à publicação de artigosvariadosque, de uma forma ou de outra, se relacionam com o nossoprojecto.
  • 25. Até ao momento contamos com cerca de 1400 visitas em apenas 7 meses, o que faz uma média de 200 visitas por mês. Este é um dos motivos de orgulho da nossa criação.Contudo, estamos satisfeitos apenas pelo prazer de poder construir algo em grupo e de afirmar que este é um trabalho nosso.Figuras 15 e 16
  • 26. É certo que os objectivos por nós definidos para esta actividade foram atingidos pois construímos um espaço de partilha dinâmica de informação, divulgámos informação fidedigna sobre a trissomia 21 e tudo o que a doença implica, contribuímos para uma consciencialização da comunidade acerca dos obstáculos que estes cidadãos enfrentam e ainda demos a conhecer o produto de todas as actividades realizadas pelo grupo. Muito prazer, eu existo
  • 27. CONCLUSÃOTrabalhar neste projecto foi algo único. Em nenhuma outra disciplina, em nenhum outro ano lectivo, nos tinha sido dada a oportunidade e os meios de estruturar e desenvolver um trabalho tão intenso. Certamente, esta experiência trar-nos-á benefícios e vantagens para o nosso futuro pois incidiu sobre competências essenciais para nós enquanto estudantes e futuros trabalhadores: responsabilidade, autonomia, empenho, dedicação, organização, entre outros.
  • 28. Escola Secundária c/ 3.º CEB Dr. Joaquim de CarvalhoProjecto elaborado pelos alunos: Carolina Gameiro nº 5
  • 30. Sara Oliveira nº 25, do 12.º E Ano lectivo 2010/2011