Apresentação Vila Flores Maio 2015

260 visualizações

Publicada em

Apresentação Vila Flores Maio 2015

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Vila Flores Maio 2015

  1. 1. CENTRO DE CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS PORTO ALEGRE-RS
  2. 2. HISTÓRICO DO COMPLEXO ARQUITETÔNICO VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS Construído entre os anos 1925 e 1928 em um terreno de 1.415m2 é um complexo arquitetônico formado por 3 edificações somando 2.400m2 de área construída. 1. edifício de 3 pavimentos na Rua São Carlos 2. edifício de 3 pavimentos na Rua Hoffman 3. galpão térreo Projeto de José Franz Lutzenberger, destinado a casas de aluguel para operários da indústria. Listado como imóvel de estruturação para o patrimônio de Porto Alegre.
  3. 3. VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS Complexo localizado na rua São Carlos esquina com a rua Hoffmann Bairro Floresta, Porto Alegre. Inserido em área de interesse cultural da cidade dentro do chamado 4º Distrito de Porto Alegre, próximo às principais vias de acesso ao aeroporto e rodoviária. Suas principais avenidas, a Farrapos, Cristóvão Colombo, São Pedro e Voluntários da Pátria interligam o bairro com o centro e bairros limítrofes, como o Moinhos de Vento, Higienópolis e São Geraldo. LOCALIZAÇÃO
  4. 4. O VILA FLORES HOJE E O QUE JÁ CONSTRUÍMOS VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS 2009 - A família Wallig recebeu as edificações que estavam absolutamente deterioradas devido à falta de manutenção. Pouco a pouco e na medida em que os recursos financeiros permitiram, os espaços foram sendo restaurados. 2011- As portas foram abertas para a comunidade com a proposta de transformar o lugar em um Centro Cultural. A resposta da cidade, especialmente dos profissionais da economia criativa, foi tão positiva que o processo de reconstrução e conceituação deste espaço se iniciou de forma totalmente colaborativa. 2012 a 2015 - O projeto evoluiu e passou a englobar atividades da área de Cultura , Educação e Negócio Criativos. O Vila Flores hoje se define como um polo de diversidade e atua a partir de ações coordenadas por três núcleos de trabalho: arquitetônico, administrativo e cultural.
  5. 5. ASSOCIAÇÃO CULTURAL VILA FLORES Desde 2012, cursos, palestras, workshops e apresentações são realizados no Vila Flores, promovendo trocas entre diferentes áreas do conhecimento e impactando significativamente a economia local e as dinâmicas de regeneração urbana do entorno. Com o objetivo de coordenar estas atividades foi criada em 2014 a Associação Cultural Vila Flores, uma associação sem fins lucrativos que visa contribuir para a promoção da cultura e do conhecimento no âmbito das artes, educação, tecnologia e cultura digital, pesquisas sócio ambientais e relacionadas a qualidade de vida no meio urbano. VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS
  6. 6. No ano de 2014, o Vila Flores se transformou em uma ativa incubadora de projetos criativos, que hoje abriga 20 grupos de trabalho. A interação entre estes grupos vem criando uma forte rede de conexões e negócios que aquece a economia local e gera novas dinâmicas de trabalho. EMPREENDEDORISMO CRIATIVO VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS
  7. 7. VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS RESIDENTES
  8. 8. REDES DE NEGÓCIOS VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS Dividem o aluguel e República faz os quadros das bicicletas da Solabici Matehackers ajudou na montagem da CNC Router da Casca Design Estúdio Hybrido participou da feira do Projeto Vuelta Al Mundo Matehackers colaborou com Casa Grande em 4 projetos Matehackers está desenvolvendo um software pra Solabici Participaram de exposição coletiva no Vila Flores Portas Abertas Estúdio Hybrido está desenvolvendo estampas de camisetas pra Solabici
  9. 9. PROJETO ARQUITETÔNICO VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS Desenvolvido pelo escritório Goma Oficina, o projeto de revitalização preza pela preservação e restauro das características estruturais e estéticas originais. A principal intervenção ocorre nas fachadas internas, adaptando seu uso para uma demanda contemporânea e implantando soluções sustentáveis.
  10. 10. Os usos dos espaços estão assim distribuídos: Espaço de Aprendizado: salas para ensaios, cursos, oficinas e reuniões. Espaço de Prática Profissional e Serviços: escritórios, estúdios, ateliês, espaços de coworking, prototipagem, gastronomia e outros. Espaço de Apresentações: espetáculos cênicos e musicais, projeções audiovisuais, seminários, palestras, mostras de arte e feiras. Espaço de Moradia: apartamentos para locação durante períodos estendidos. Hospedagem para estudantes, professores, profissionais e turistas que estejam na cidade para eventos, temporada de estudos, residências artísticas e lazer.
  11. 11. PROJETO ARQUITETÔNICO ETAPAS DE EXECUÇÃO VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS 2011-2012: Reformas emergenciais para conter infiltrações e riscos estruturais; 2012-2014: Adequações elétrica e hidráulica (galpão e térreo) para viabilizar atividades culturais; 2013-2015: Adequações estruturais elétrica e hidráulica de salas para entrada de coletivos e empresas; 2015: Melhorias na infraestutura geral (pátio e térreo), adequação do espaço educacional para cursos e palestras; 2016: Viabilização do projeto global.
  12. 12. ALCANCE VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS Pode-se afirmar que o alcance das ações realizadas pelo Vila Flores cresceu exponencialmente desde o ano de 2012, estima-se que: 2012 Alcance direto de 100 pessoas e indireto de 300 pessoas. 2013 Alcance direto de 3.000 pessoas e indireto de 5.000 pessoas. 2014 Alcance direto de pelo menos 8.000 pessoas através de eventos, cursos e atividades desenvolvidas no Vila Flores e o alcance indireto de pelo menos 40.000 pessoas através de divulgação nas redes sociais, mídias nacionais e internacionais. Projeto Simultaneidade (Dezembro 2013)
  13. 13. NÚMEROS 2014 VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS Vila Flores Portas Abertas (Novembro 2014) 8.000 visitantes 6.727 novas curtidas na página no Facebook Finalista do Prêmio Brasil Criativo com 1669 votos 28 apresentações musicais 20 iniciativas residentes 20 oficinas 11 participações em eventos (palestras, debates, workshops) 02 grupos de discussão 13 apresentações teatrais 07 ensaios fotográficos 01 mutirão 05 eventos multiartísticos 02 filmagens 13 visitas internacionais ( Holanda, Inglaterra, França, Espanha, EUA, Canada)
  14. 14. IMPACTOS SOCIOECONOMICOS VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS Os impactos gerados, não apenas pelo empreendimento Vila Flores, mas também por outras iniciativas de regeneração urbana, podem ser constatados diariamente pela alteração nas dinâmicas econômicas e sociais do entorno: Novos pontos comerciais e de serviços abrindo na região; Aumento significativo de carros estacionados nas ruas mais próximas ao longo do dia; Aumento significativo do movimento de pedestres ao longo do dia; Maior interação entre moradores; Feira Modelo todas as terças-feiras; (Re)Abertura da Praça Florida; Moradores de outros bairros freqüentando o Bairro Floresta; Atividades relacionadas à economia criativa instalando-se na região e criação do projeto Distrito Criativo.
  15. 15. PROJEÇÕES PARA 2015 VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS EDUCAÇÃO: Criação do MIOLO EDUCATIVO, um espaço multiuso devidamente reformado e equipado para que possa abrigar cursos, oficinas e atividades educativas, sempre com propostas interdisciplinares. CIRCULAÇÃO DE PÚBLICO: Abertura ao público com cada vez mais freqüência até que seja possível a abertura diária dos portões. A intenção é que o pátio torne-se um passeio público que ofereça serviços e áreas de convivência para os visitantes e moradores. MAIOR ABRANGÊNCIA: A partir da criação de um novo espaço educativo e da reestruturação do pátio e das áreas de convivência, estima-se o alcance de mais de 20 mil pessoas diretamente através de eventos, cursos e atividades desenvolvidas no Vila Flores e o alcance indireto de pelo menos 30 mil pessoas através de divulgação nas redes sociais, mídias nacionais e internacionais.
  16. 16. Para seguir neste caminho, trilhado passo a passo, existem algumas demandas urgentes que precisam ser atendidas a fim de potencializar todas as atividades em andamento para este ano de 2015 e viabilizar outras tantas. São elas: DEMANDAS URGENTES - 2015 VILA FLORES. CULTURA, EDUCAÇÃO E NEGÓCIOS CRIATIVOS
  17. 17. "Pela minha experiência, acredito que a revitalização movida pela cultura precisa ir muito além das paredes dos prédios para continuar a obter êxito ao longo do tempo. [...] essa iniciativa dependerá da capacidade de encontrar relevância para o trabalho da instituição em um sentido mais amplo, de definir uma estratégia a longo prazo para o desenvolvimento de parcerias e alianças sólidas em todos os domínios e de estimular o debate e o diálogo contínuos. Esse sucesso e essa importância contínua dependem de entender e estimular a criação de lugares por meio de três esferas: (1) a física (os prédios), (2) a social (a atividade) e (3) a intelectual (as parcerias).” Donald Hyslop - Diretor de Regeneração e Parcerias Comunitárias da Tate Modern (Londres). TATE MODERN: DESAFIOS E ESTRATÉGIAS DE UM PROCESSO CONTÍNUO DE REVITALIZAÇÃO. In REGENERAÇÃO URBANA ATRAVÉS DA CULTURA FUNCIONA? / INVESTIGANDO POLÍTICAS DIÁLOGOS DE ECONOMIA CRIATIVA ENTRE BRASIL E REINO UNIDO. British Council 2014 Unidade de Economia Criativa. Projetos de re-arquitetura e acupuntura urbana, como o Vila Flores promovem um novo olhar sobre os espaços da cidade. Estes espaços quando transformados possibilitam redes de negócios, espaços de convívio, trocas e conexões que são benéficas para o crescimento econômico e desenvolvimento do capital cultural da cidade e do estado.
  18. 18. Acreditamos que a longo prazo a revitalização pela cultura possa gerar impactos em diferentes áreas da economia, como : INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO Reconhecimento internacional das práticas da ACVF quanto ao engajamento da comunidade na regeneração urbana Formalização do Vila Flores também como incubadora de projetos criativos que visem a resolução de problemas sociais Aumento de oportunidades de emprego Atração de empreendimentos de alta tecnologia e inovação social Maior demanda por hospedagem CULTURA Profissionalização dos trabalhadores das áreas de arte, cultura e criatividade Prédio histórico revitalizado servindo também como ponto turístico para a cidade Fortalecimento da identidade cultural da cidade de Porto Alegre Realização de mais eventos de arte e cultura atraindo grande público nacional e internacional Articulação de projetos sociais com moradores de rua e papeleiros. MOBILIDADE URBANA Maior utilização das futuras estações de metrô da Ramiro Barcelos e Felix da Cunha; Novas ciclovias na região; Incentivo ao transporte intermodal REDESENHO DA CIDADE Implementação de mais áreas verdes no entorno; Exemplo de edificação sustentável (reutilização da água da chuva, painéis solares, compostagem, etc) Incentivo à outros proprietários de imóveis de valor histórico para que também restaurem seus prédios; Diminuição da quantidade de vazios urbanos, consequentemente retorno da vitalidade urbana da região;
  19. 19. Contatos Antonia Wallig (48) 9940.5222 Aline Bueno (51) 96974988 vilaflorescultural@gmail.com João Felipe Wallig (11)957071212 Pablo Urquiza (51)84049316 arquiteturavilaflores@gmail.com www.vilaflores.net www.facebook.com/vilaflorespoa

×