1
2
3
v
Com o objetivo de promover espaços de convivência
entre moradores do Bairro Floresta, artistas e produtores
culturais ...
4
BRASIL / PORTO ALEGRE
O evento será realizado no Bairro
Floresta na região conhecida como
4º Distrito de Porto Alegre, p...
5
Atualmente, o bairro Flo-
resta carece de uma tran-
sição criativa de usos para
a ocupação do património
existente.
Esse...
6
CONJUNTO ARQUITETÔNICO VILA FLORES
LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA
- próximo ao centro da cidade;
- caminho entre aeroporto e ce...
7
TRAZENDO VIDA À REGIÃO
	 Ocupação de espaço que estava abandonado, proporcionan-
do um uso mais saudável para a cidade e...
8
t
Jorge Piqué, Professor universitario e fundador da agencia de inovação social
UrbsNova:
“O ESPAÇO ENTRE FARRAPOS E A C...
9
10
- ESTIMULAR o processo de REVITALIZAÇÃO do bairro
e seu desenvolvimento ARTÍSTICO CULTURAL
- PROMOVER ESPAÇO DE CONVIVÊ...
11
A idealização e gestão do projeto Simultaneidade está sendo realiza-
da através de parceria entre quatro coletivos:
MUD...
12
O projeto Simultaneidades é um EVENTO MULTIARTE com-
posto por DIVERSAS EXPRESSÕES ARTÍSTICAS, realizadas em
formato de...
13
t
14
ARTISTAS E COLETIVOS
OR:BE coletivo
Nonô Joris
Vendo Arte
Leo Ferlauto
Luciana Bucksdricker
Roberta Sant’Anna
Luhcas Al...
15
16
17
- Exposições
- Palestra (Patrimônio
Cultural)
- Exposições
- Palestra (4ºdistrito)
- Oficina (horta urbana)
- Exposiçõe...
18
VILA FLORES - Breve apresentação do projeto
Este projeto tem como ambição a REVITALIZAÇÃO
DOS EDIFÍCIOS e ADAPTAÇÃO DE ...
19
VILA FLORES busca VALORIZAR
O PATRIMÔNIO HISTÓRICO e
DESENVOLVER uma das VOCAÇÕES
da região, A ECONOMIA CRIATIVA. É
pre...
20
CLIPPING DE NOTÍCIAS:
Zero Hora Moinhos | 11 de abril de 2013
Zero Hora Moinhos | 11 de abril de 2013
21
t
Porto Imagens | Wordpress | 22 de janeiro de 2013
URBS NOVA|agência de inovação social | Wordpress | 13 de março de 2...
22
COTAS DE PATROCÍNIO :
Bronze (até 9 cotas):
- Ativação da marca
- Presença em todas as peças de
divulgação (videos, car...
23
Patrocinio | Verba direta
A verba de patrocínio vai financiar toda a infra-estrutura necessária
para realização do even...
24
	 O VILA FLORES, A GOMA OFICINA, O
PROJETO VINHANÇA, O GRUPO GEODÉSICA
CULTURAL E A MUDA CULTURAL
AGRADECEM !
25
Goma Oficina
www.gomaoficina.com
falecomagoma@gmail.com
55 11 - 36617608
João Wallig
joao@ultrak.com.br
55 11 - 3675 04...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Simultaneidade

1.563 visualizações

Publicada em

Material sobre o Projeto Simultaneidade no Vila Flores, bairro Floresta - Porto Alegre.

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Projeto Simultaneidade

  1. 1. 1
  2. 2. 2
  3. 3. 3 v Com o objetivo de promover espaços de convivência entre moradores do Bairro Floresta, artistas e produtores culturais da cidade, acontece o evento multiartístico SIMULTANEIDADE sediado no conjunto arquitetônico VILA FLORES,projeto do engenheiro-arquiteto José Franz Seraph Lutzenberger, de 1928. O projeto pretende aumentar a visibilidade do processo de REVITALIZAÇÃO do bairro e seu DESENVOLVI- MENTO ARTÍSTICO reavaliando a relação entre a arte e a sua inserção na vida cotidiana de pessoas, comunidades e cidades. EVENTO MULTIARTISTICO CULTURAL : SIMULTANEIDADE 3 DIAS DE EVENTO 30 ARTISTAS E COLETIVOS ESPETÁCULOS, EXPOSIÇÕES E OFICINAS
  4. 4. 4 BRASIL / PORTO ALEGRE O evento será realizado no Bairro Floresta na região conhecida como 4º Distrito de Porto Alegre, próximo ao centro da cidade e vizinho a ro- doviária. Via principal do ae- roporto para o centro. Suas principais avenidas, a Farrapos, a Cristóvão Colombo, a São Pedro e a Rua Voluntários da Pátria interligam o bairro com os demais bairros limí- trofes, como o Moinhos de Vento, Higienópolis e São Geraldo, e com o centro o que proporciona aos mora- dores e empresas locais grande faci- lidade de logística. A abertura da rua da Floresta em 1857, atual Av. Cristóvão Colombo, e a inauguração da linha dos bondes de tração elétrica (1909), são determi- nantes para o desenvolvimento urba- no da região e o início de sua indus- trialização. As indústrias atraíram aos alemães e posteriormente outros imi- grantes estrangeiros compondo um cenário multiétinico característico de bairro industrial do inicio do séc. XX que misturava a ocupação de fábricas e galpões com habitação operária e comércio. A migração das indústrias para outras áreas de região metropolitana (déc. 70) iniciou um processo de des- caso com as contruções existentes. BAIRRO FLORESTA 4ºDISTRITO
  5. 5. 5 Atualmente, o bairro Flo- resta carece de uma tran- sição criativa de usos para a ocupação do património existente. Esses espaços de grande potencial como, galpões industriais e edifícios históri- cos, favorecem novas formas de ocupação possibilitado uma dinâmica interessante de uso misto: residência, comércio e serviço. CONTEXTO ATUAL
  6. 6. 6 CONJUNTO ARQUITETÔNICO VILA FLORES LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA - próximo ao centro da cidade; - caminho entre aeroporto e centro; - próximo a rodoviária. VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO O projeto arquitetônico é obra de Joseph Lutzemberger, responsável por projetos como o Palácio do Comércio, o Orfanato Pão dos Pobres e a Igreja São José. O conjunto VILA FLORES é formado por três edificações totalizando 2.332 m2 de área construída, em um terreno de de 1415 m2. Aquarela original do arquiteto
  7. 7. 7 TRAZENDO VIDA À REGIÃO Ocupação de espaço que estava abandonado, proporcionan- do um uso mais saudável para a cidade e moradores do entorno.
  8. 8. 8 t Jorge Piqué, Professor universitario e fundador da agencia de inovação social UrbsNova: “O ESPAÇO ENTRE FARRAPOS E A CRISTÓVÃO COLOMBO, APESAR DOS PROBLEMAS, TEM MUITA QUALIDADE, ESPE- CIALMENTE A HISTÓRICA.” Nonô Joris, Produtora cultural, jornalista, designer gráfica, fotógrafa. “O VILA FLORES VÊM PARA VALORIZAR ESSA ÁREA NOVA- MENTE” DEPOIMENTOS SOBRE O CONJUNTO VILA FLORES: Carlos Alves, Presidente do Grupo de Apoio a revitalização do Bairro Floresta (reflo- resta) e integrante do Conselho Nacional de Turismo: “A INICIATIVA É FANTÁSTICA E FOI ENCAMPADA POR BATAL- HADORES. HÁ VÁRIAS PESSOAS QUE ESTÃO FAZENDO UM TRABALHO VOLUNTÁRIO DE DIVULGAÇÃO DESTE QUE PODERÁ SER UM PONTO CULTURAL DE PORTO ALEGRE”
  9. 9. 9
  10. 10. 10 - ESTIMULAR o processo de REVITALIZAÇÃO do bairro e seu desenvolvimento ARTÍSTICO CULTURAL - PROMOVER ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA entre MORADORES do bairro, ARTISTAS e PRODUTORES CULTURAIS - VALORIZAR CONHECIMENTO E A TROCA DE SABERES entre as pessoas - ESTIMULAR O SENSO DE COLETIVIDADE - PROMOVER e DIVULGAR o trabalho de NOVOS TALENTOS ARTÍSTICOS da cidade de Porto Alegre - VALORIZAR e CONTRIBUIR para RESTAURAÇÃO DO PATRIMÔNIO histórico de Porto Alegre OBJETIVOS DO EVENTO:
  11. 11. 11 A idealização e gestão do projeto Simultaneidade está sendo realiza- da através de parceria entre quatro coletivos: MUDA CULTURAL | SÃO PAULO Produtora cultural que promove experiências de inte- gração entre e cultura e sustentabilidade e busca in- ovações para a produção e difusão cultural, interligando experiências virtuais e presenciais. GRUPO DE PESQUISA ARTE E VIDA E TRANSITAR | FLORIANÓPOLIS - PELOTAS Grupos de pesquisas vinculados a Universidade Federal de Santa Catarina e a Universidade Federal de Pelotas, ligados entre si pelo propósito de produzir subjetividades a partir de experiências que resignifiquem o cotidiano através da arte. GOMA OFICINA | SÃO PAULO Grupo de arquitetos que atua nas seguintes frentes: intervenção urbana, arquitetura, cenografia, multimídia, arte gráfica, objeto; também responsável pelo projeto de readequação arquitetônica do conjunto Vila Flores. PROJETO VIZINHANÇA | PORTO ALEGRE Projeto cujo objetivo é proporcionar novas experiências, estimular a convivência entre vizinhos e utilizar, de manei- ra produtiva, espaços ociosos; COLETIVOS RESPONSÁVEIS PELO EVENTO
  12. 12. 12 O projeto Simultaneidades é um EVENTO MULTIARTE com- posto por DIVERSAS EXPRESSÕES ARTÍSTICAS, realizadas em formato de OFICINAS, EXPOSIÇÕES E APRESENTAÇÕES, que contam com a participação 30 ARTISTAS E COLETIVOS LOCAIS. A CURADORIA do projeto é coletiva e está divida em SEIS DIFERENTES ÁREAS, e seus respectivos curadores: ARTES VISUAIS - Márcia Braga e Aline Bueno AUDIOVISUAL - Thomaz Crocco Selliens ARTES CÊNICAS - Cícero Neves MÚSICA - Ane Saraiva SUSTENTABILIDADE - Geodésica Cultural e Clarissa Del Fabbro OFICINAS COMUNITÁRIAS - Marta Dueñas ORGANIZAÇÃO E CURADORIA
  13. 13. 13 t
  14. 14. 14 ARTISTAS E COLETIVOS OR:BE coletivo Nonô Joris Vendo Arte Leo Ferlauto Luciana Bucksdricker Roberta Sant’Anna Luhcas Alves Bruna Fetter Christie Medish Alexandre Fagundes Nucleo Urbanóide Thomas Crocco Coruja Teatro Geografico Cia Um Pé Dois Ato Espelhado Mototí Roberto H. Raiz Urbana Ache Seu Caminho Bambu Integral Mostra Gastronômica Historias de Vida Coletivo E Transitar Geodesica Cultural Goma Oficina Andarilhos
  15. 15. 15
  16. 16. 16
  17. 17. 17 - Exposições - Palestra (Patrimônio Cultural) - Exposições - Palestra (4ºdistrito) - Oficina (horta urbana) - Exposições - Oficinas (serigrafia, construção de instrumen- tos musicais) - Palestra(economia criativas) - Oficinas (artesanato sustentavel, construção de brinquedos) - Contação de História - Atividades comunitárias - Conversa sobre o bairro - Teatro Infantil - Atividades comunitárias (almoço - Mostra gas- tronômica bairro) - Espetáculo Teatro - Show Musical - Feira ecologica Noturna - Espetáculo Teatro - Show Musical - Espetáculo Teatro - Show Musical - Intervenção na Fachada - Festa de encerramento - Coquetel de Abertura (evento exclusivo apoiadores e artistas) Sexta Quinta Sábado Domingo PROGRAMAÇÃO: Manhã Manhã Manhã Tarde Tarde Tarde Noite Noite Noite Noite
  18. 18. 18 VILA FLORES - Breve apresentação do projeto Este projeto tem como ambição a REVITALIZAÇÃO DOS EDIFÍCIOS e ADAPTAÇÃO DE seu USO A uma DEMANDA CONTEMPORÂNEA. O projeto tem como premisa o RESTAURO DAS FACHADAS EXTERNAS, bem como as bay-windows e das aberturas originais de madeira. A MODIFICAÇÃO OCORRE NA FACE INTERNA, onde UMA NOVA ESTRUTURA organiza as plantas dos pavimentos e SUPORTA AS INFRAESTRUTURAS AO NOVO USO DO COMPLEXO.
  19. 19. 19 VILA FLORES busca VALORIZAR O PATRIMÔNIO HISTÓRICO e DESENVOLVER uma das VOCAÇÕES da região, A ECONOMIA CRIATIVA. É previsto a MULTIPLICIDADE DE USO: salas comerciais, habitação, serviço, e áreas de uso público. Criar uma DINÂMICA INTERDEPENDENTE de funcionamento.
  20. 20. 20 CLIPPING DE NOTÍCIAS: Zero Hora Moinhos | 11 de abril de 2013 Zero Hora Moinhos | 11 de abril de 2013
  21. 21. 21 t Porto Imagens | Wordpress | 22 de janeiro de 2013 URBS NOVA|agência de inovação social | Wordpress | 13 de março de 2013 Zero Hora |ClicRBS | coluna Milena Fischer| 16 de janeiro de 2013
  22. 22. 22 COTAS DE PATROCÍNIO : Bronze (até 9 cotas): - Ativação da marca - Presença em todas as peças de divulgação (videos, cartazes, redes sociais) - Ativação presencial durante evento Prata (até 6 cotas): - Ativação da marca - Presença em todas as peças de divulgação (videos, cartazes, redes sociais) - Ativação presencial durante evento - Video mapping | projeção da marca nas paredes do predio - Presença da marca nos banners e cartazes com a programação Ouro (até 3 cotas): - Ativação da marca - Presença em todas as peças de divulgação (videos, cartazes, redes sociais) - Ativação presencial durante evento - Video mapping | projeção da marca nas paredes do predio - Presença da marca nos banners e cartazes com a programação - Sala exclusiva / estande durante o evento - Possibilidade de distribuição de produtos - Possibilidade de distribuição de foders
  23. 23. 23 Patrocinio | Verba direta A verba de patrocínio vai financiar toda a infra-estrutura necessária para realização do evento: - Reforma do básica do espaço ( piso pátio, elétrica, extintores,vpin- tura, etc. ) - Sonorização - Palco - Iluminação - Segurança - Brigada de incêndio - Staff - Produção Catarse | Crowdfunding Com o objetivo de viabilizar a verba de cachês dos artistas e os ma- teriais para exposição/produção será realizada uma campanha de financiamento colaborativo no site do Catarse. * O processo de divulgação da campanha, que acontece através da ativação das redes pessoais dos artistas, fortalece a divulgação do evento. *Os artistas irão participar do evento mesmo que a campanha no catarse não seja bem sucedida. FORMA DE FINANCIAMENO
  24. 24. 24 O VILA FLORES, A GOMA OFICINA, O PROJETO VINHANÇA, O GRUPO GEODÉSICA CULTURAL E A MUDA CULTURAL AGRADECEM !
  25. 25. 25 Goma Oficina www.gomaoficina.com falecomagoma@gmail.com 55 11 - 36617608 João Wallig joao@ultrak.com.br 55 11 - 3675 0452 55 11 - 95729 1010 Projeto Vizinhança http://projetovizinhanca.wordpress.com/ Geodésica cultural itinerante www.facebook.com/pages/GeodesicaCultur- alItinerante Muda Cultural www.mudacultural.com.br CONTATO:

×