SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
CLC_6_CULTURAS DE URBANISMO E MOBILIDADE
1.1.O QUE É UM PLANEAMENTO HABITACIONAL? O Planeamento Habitacional é a organização de todas as estruturas necessárias destinadas à junção do meio envolvente, pessoas, entidades, definidas por politicas habitacionais estabelecidas pelo governo.  É necessário compreender e organizar as ideias sobre como, quando, porquê e onde construir.
2.1.O QUE SÃO EQUIPAMENTOS CULTURAIS DE SUPORTE À HABITAÇÃO? ,[object Object],[object Object],Equipamentos culturais e residenciais em Rubí, planta da cota da Praça, Barcelona, 2002. Helio Pinon, Laboratorio de Arquitectura, ETSB UPC  Ocenário de Lisboa, inserido na zona urbana
2.2.ESPAÇOS VERDES ,[object Object],Recreativa   Sanitária   Educativa   Psicossocial e Cultural   Suporte da vida animal no espaço urbano
2.2.ESPAÇOS VERDES ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
2.2.ESPAÇOS VERDES ,[object Object]
2.2.ESPAÇOS VERDES ,[object Object],[object Object]
2.3.ZONAS VERDES A Implementação de Espaços verdes correspondem sempre ao Plano Director Municipal que promove quais as zonas necessárias e/ou obrigatórias de zonas verdes, de forma a garantir a interligação dos habitantes e do local onde vivem.
2.4.ESPAÇOS DE INTERACÇÃO CULTURAL ,[object Object]
3.ARQUITECTURA TRADICIONAL E SISTEMAS CONSTRUTIVOS 3.1.ARQUITECTURA DOS ESPAÇOS 3.2.SISTEMAS CONSTRUTIVOS sistema baseado em capitéis e traves   sistema baseado no arco abobadado, ou curvas arquitectura   baseada em linhas de força emergente no século XIX
4.AMBIENTES RURAIS E URBANOS ,[object Object],Ambientes rurais Ambientes Urbanos
5.HISTÓRIA ORAL DAS COMUNIDADES E SOCIALIZAÇÃO 5.1. HISTÓRIA ORAL Tradição oral História de vida  Historia temática
6.A MEMORIA DOS LUGARES E A EPIFANIA DOS ESPAÇOS 6.1.MEMÓRIA DOS LUGARES 6.2.EPIFANIA A ideia, o cheiro ou sabores nossos pensamentos quando recordamos de um determinado lugar. São uma construção histórica e despertam interesse pelo facto de o seu valor como documentos e momentos reveladores dos processos sociais, dos conflitos, paixões e interesses que conscientemente os revestem de uma função icónica
7.TRAÇOS ARQUITECTÓNICOS DISTINTOS 7.1.INTEGRAÇÃO E RUPTURA PAISAGISTICA Integração ou Equilíbrio Paisagístico Ruptura Paisagística
8.A POLISSEMIA DA POLIS Trabalho Elaborado para CLC_6 por:  Sílvia Fernandes Sílvia Oliveira Liliana Sério Obrigado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Proposta de trabalho ficha nº2
Proposta de trabalho ficha nº2Proposta de trabalho ficha nº2
Proposta de trabalho ficha nº2
 
CLC 6
CLC 6CLC 6
CLC 6
 
Stc 6 reflexão_silvia_fernandes
Stc 6 reflexão_silvia_fernandesStc 6 reflexão_silvia_fernandes
Stc 6 reflexão_silvia_fernandes
 
Reflexão - CP1
Reflexão - CP1Reflexão - CP1
Reflexão - CP1
 
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
C.L.C.  6   Imigração em PortugalC.L.C.  6   Imigração em Portugal
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
 
STC 6
STC 6STC 6
STC 6
 
STC - NG3 - DR1
STC - NG3 - DR1STC - NG3 - DR1
STC - NG3 - DR1
 
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
 
Mobilidades Locais e Globais
Mobilidades Locais e GlobaisMobilidades Locais e Globais
Mobilidades Locais e Globais
 
Reflexão - CP4
Reflexão - CP4Reflexão - CP4
Reflexão - CP4
 
CLC 6
CLC 6CLC 6
CLC 6
 
Clc 7 reflexão_sílvia_fernandes
Clc 7 reflexão_sílvia_fernandesClc 7 reflexão_sílvia_fernandes
Clc 7 reflexão_sílvia_fernandes
 
Glossário CLC_6
Glossário CLC_6Glossário CLC_6
Glossário CLC_6
 
Ruralidade e urbanismo
Ruralidade e urbanismoRuralidade e urbanismo
Ruralidade e urbanismo
 
Reflexão - CP5
Reflexão - CP5Reflexão - CP5
Reflexão - CP5
 
STC6
STC6STC6
STC6
 
Manual clc5
Manual clc5Manual clc5
Manual clc5
 
Reflexão - CLCLEI
Reflexão - CLCLEIReflexão - CLCLEI
Reflexão - CLCLEI
 
CP5
CP5CP5
CP5
 
Reflexão STC 7
Reflexão STC 7Reflexão STC 7
Reflexão STC 7
 

Semelhante a CLC_6_TRABALHOS APRESENTADOS

Artigo:Espaço de Convívio para fomento da Cultura e Lazer no Bairro Jardim Ae...
Artigo:Espaço de Convívio para fomento da Cultura e Lazer no Bairro Jardim Ae...Artigo:Espaço de Convívio para fomento da Cultura e Lazer no Bairro Jardim Ae...
Artigo:Espaço de Convívio para fomento da Cultura e Lazer no Bairro Jardim Ae...Diane Oliveira
 
27º Opera Prima - Ana Paula Haddad
27º Opera Prima - Ana Paula Haddad27º Opera Prima - Ana Paula Haddad
27º Opera Prima - Ana Paula HaddadAna Paula Haddad
 
Arquitectura
Arquitectura Arquitectura
Arquitectura turmab
 
Bairros em Lisboa 2012 (CEACT/UAL) - Apresentação do projecto
Bairros em Lisboa 2012 (CEACT/UAL) - Apresentação do projectoBairros em Lisboa 2012 (CEACT/UAL) - Apresentação do projecto
Bairros em Lisboa 2012 (CEACT/UAL) - Apresentação do projectoCeact Ual
 
Políticas setoriais no brasil
Políticas setoriais no brasilPolíticas setoriais no brasil
Políticas setoriais no brasilElena Barros
 
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações MusicaisTFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações MusicaisBeatriz Lara Campos
 
AULA 3 - PARTE 1 - CONCEITOS PAISAGISMO.pdf
AULA 3 - PARTE 1 - CONCEITOS PAISAGISMO.pdfAULA 3 - PARTE 1 - CONCEITOS PAISAGISMO.pdf
AULA 3 - PARTE 1 - CONCEITOS PAISAGISMO.pdfPaulaMariaMagalhesTe
 
Xian - declaração de 2005
Xian - declaração de 2005Xian - declaração de 2005
Xian - declaração de 2005Aline Naue
 
Centro de Cultura Contemporânea
Centro de Cultura ContemporâneaCentro de Cultura Contemporânea
Centro de Cultura ContemporâneaPedro Nascimento
 
Paisagem, Identidade e Memória
Paisagem, Identidade e MemóriaPaisagem, Identidade e Memória
Paisagem, Identidade e MemóriaEdu Geraldes
 
Identificação Tipo Morfológica de uma Zona e Avaliação da Tipologia e Edifica...
Identificação Tipo Morfológica de uma Zona e Avaliação da Tipologia e Edifica...Identificação Tipo Morfológica de uma Zona e Avaliação da Tipologia e Edifica...
Identificação Tipo Morfológica de uma Zona e Avaliação da Tipologia e Edifica...Luis Neto
 
Intervenção Arquitetônica A1
Intervenção Arquitetônica A1Intervenção Arquitetônica A1
Intervenção Arquitetônica A1Samuel Valeriano
 
SLIDE PROJETO DE HABITAÇAO SOCIAL.pdf
SLIDE PROJETO DE HABITAÇAO SOCIAL.pdfSLIDE PROJETO DE HABITAÇAO SOCIAL.pdf
SLIDE PROJETO DE HABITAÇAO SOCIAL.pdfFernando V. Ennes
 
Programa do Museu de Aljustrel
Programa do Museu de AljustrelPrograma do Museu de Aljustrel
Programa do Museu de Aljustrelmuseu-aljustrel
 
3011351.ppt
3011351.ppt3011351.ppt
3011351.pptFacul3
 

Semelhante a CLC_6_TRABALHOS APRESENTADOS (20)

Artigo:Espaço de Convívio para fomento da Cultura e Lazer no Bairro Jardim Ae...
Artigo:Espaço de Convívio para fomento da Cultura e Lazer no Bairro Jardim Ae...Artigo:Espaço de Convívio para fomento da Cultura e Lazer no Bairro Jardim Ae...
Artigo:Espaço de Convívio para fomento da Cultura e Lazer no Bairro Jardim Ae...
 
27º Opera Prima - Ana Paula Haddad
27º Opera Prima - Ana Paula Haddad27º Opera Prima - Ana Paula Haddad
27º Opera Prima - Ana Paula Haddad
 
Arquitectura
Arquitectura Arquitectura
Arquitectura
 
Bairros em Lisboa 2012 (CEACT/UAL) - Apresentação do projecto
Bairros em Lisboa 2012 (CEACT/UAL) - Apresentação do projectoBairros em Lisboa 2012 (CEACT/UAL) - Apresentação do projecto
Bairros em Lisboa 2012 (CEACT/UAL) - Apresentação do projecto
 
Reminiscências edificadas: a relação entre memória e esquecimento na paisage...
Reminiscências edificadas: a relação entre memória e esquecimento na  paisage...Reminiscências edificadas: a relação entre memória e esquecimento na  paisage...
Reminiscências edificadas: a relação entre memória e esquecimento na paisage...
 
Políticas setoriais no brasil
Políticas setoriais no brasilPolíticas setoriais no brasil
Políticas setoriais no brasil
 
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações MusicaisTFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
 
Pranchas A3
Pranchas A3Pranchas A3
Pranchas A3
 
AULA 3 - PARTE 1 - CONCEITOS PAISAGISMO.pdf
AULA 3 - PARTE 1 - CONCEITOS PAISAGISMO.pdfAULA 3 - PARTE 1 - CONCEITOS PAISAGISMO.pdf
AULA 3 - PARTE 1 - CONCEITOS PAISAGISMO.pdf
 
Pdau lajeado 2010
Pdau lajeado 2010Pdau lajeado 2010
Pdau lajeado 2010
 
Xian - declaração de 2005
Xian - declaração de 2005Xian - declaração de 2005
Xian - declaração de 2005
 
Centro de Cultura Contemporânea
Centro de Cultura ContemporâneaCentro de Cultura Contemporânea
Centro de Cultura Contemporânea
 
Paisagem, Identidade e Memória
Paisagem, Identidade e MemóriaPaisagem, Identidade e Memória
Paisagem, Identidade e Memória
 
Identificação Tipo Morfológica de uma Zona e Avaliação da Tipologia e Edifica...
Identificação Tipo Morfológica de uma Zona e Avaliação da Tipologia e Edifica...Identificação Tipo Morfológica de uma Zona e Avaliação da Tipologia e Edifica...
Identificação Tipo Morfológica de uma Zona e Avaliação da Tipologia e Edifica...
 
Intervenção Arquitetônica A1
Intervenção Arquitetônica A1Intervenção Arquitetônica A1
Intervenção Arquitetônica A1
 
Macário Correia - Presidente CM Faro
Macário Correia - Presidente CM FaroMacário Correia - Presidente CM Faro
Macário Correia - Presidente CM Faro
 
Ficha 1
Ficha 1Ficha 1
Ficha 1
 
SLIDE PROJETO DE HABITAÇAO SOCIAL.pdf
SLIDE PROJETO DE HABITAÇAO SOCIAL.pdfSLIDE PROJETO DE HABITAÇAO SOCIAL.pdf
SLIDE PROJETO DE HABITAÇAO SOCIAL.pdf
 
Programa do Museu de Aljustrel
Programa do Museu de AljustrelPrograma do Museu de Aljustrel
Programa do Museu de Aljustrel
 
3011351.ppt
3011351.ppt3011351.ppt
3011351.ppt
 

Mais de SILVIA G. FERNANDES

Uc 11 pp_trabalho practico_12_março
Uc 11 pp_trabalho practico_12_marçoUc 11 pp_trabalho practico_12_março
Uc 11 pp_trabalho practico_12_marçoSILVIA G. FERNANDES
 
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6SILVIA G. FERNANDES
 
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimárioUc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimárioSILVIA G. FERNANDES
 
Uc 1 esquema_planeamento_fundamental
Uc 1 esquema_planeamento_fundamentalUc 1 esquema_planeamento_fundamental
Uc 1 esquema_planeamento_fundamentalSILVIA G. FERNANDES
 
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviafUc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviafSILVIA G. FERNANDES
 
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de condutaCp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de condutaSILVIA G. FERNANDES
 
Clc 5 tecnologias de informação e comunicação
Clc 5 tecnologias de informação e comunicaçãoClc 5 tecnologias de informação e comunicação
Clc 5 tecnologias de informação e comunicaçãoSILVIA G. FERNANDES
 

Mais de SILVIA G. FERNANDES (20)

Auto biografia
Auto biografiaAuto biografia
Auto biografia
 
Uc 11 pp_trabalho practico_12_março
Uc 11 pp_trabalho practico_12_marçoUc 11 pp_trabalho practico_12_março
Uc 11 pp_trabalho practico_12_março
 
Uc 31 projecto-cliente_uc_31
Uc 31 projecto-cliente_uc_31Uc 31 projecto-cliente_uc_31
Uc 31 projecto-cliente_uc_31
 
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
Uc 5 planeamento_geral_seminário_30_6
 
Uc 6 mecenato
Uc 6 mecenatoUc 6 mecenato
Uc 6 mecenato
 
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimárioUc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
Uc 5 cronograma geral da agenda de eventos 2009_semimário
 
Uc 4 work_planeamento_24_6[1]
Uc 4 work_planeamento_24_6[1]Uc 4 work_planeamento_24_6[1]
Uc 4 work_planeamento_24_6[1]
 
Uc 4 wodaabe photos
Uc 4 wodaabe photosUc 4 wodaabe photos
Uc 4 wodaabe photos
 
Uc 4 os wodaabe_finale
Uc 4 os wodaabe_finaleUc 4 os wodaabe_finale
Uc 4 os wodaabe_finale
 
Uc 1 esquema_planeamento_fundamental
Uc 1 esquema_planeamento_fundamentalUc 1 esquema_planeamento_fundamental
Uc 1 esquema_planeamento_fundamental
 
Uc 4 a tribo wodaabe[finale]
Uc 4 a tribo wodaabe[finale]Uc 4 a tribo wodaabe[finale]
Uc 4 a tribo wodaabe[finale]
 
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviafUc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
Uc 1 planeamento_fundamental_2_silviaf
 
Stc 6 são joão das lampas
Stc 6 são joão das lampasStc 6 são joão das lampas
Stc 6 são joão das lampas
 
Stc 5 pp_final
Stc 5 pp_finalStc 5 pp_final
Stc 5 pp_final
 
Stc 5 benchmarking
Stc 5 benchmarkingStc 5 benchmarking
Stc 5 benchmarking
 
Cp 5 deontologia_26_5
Cp 5 deontologia_26_5Cp 5 deontologia_26_5
Cp 5 deontologia_26_5
 
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de condutaCp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
Cp 4 dr_2_funções dos códigos de conduta
 
Clc 5 tipos de texto
Clc 5 tipos de textoClc 5 tipos de texto
Clc 5 tipos de texto
 
Clc 5 tecnologias de informação e comunicação
Clc 5 tecnologias de informação e comunicaçãoClc 5 tecnologias de informação e comunicação
Clc 5 tecnologias de informação e comunicação
 
Clc 5 ciberespaço
Clc 5 ciberespaçoClc 5 ciberespaço
Clc 5 ciberespaço
 

Último

Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 

Último (20)

Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 

CLC_6_TRABALHOS APRESENTADOS

  • 2. 1.1.O QUE É UM PLANEAMENTO HABITACIONAL? O Planeamento Habitacional é a organização de todas as estruturas necessárias destinadas à junção do meio envolvente, pessoas, entidades, definidas por politicas habitacionais estabelecidas pelo governo. É necessário compreender e organizar as ideias sobre como, quando, porquê e onde construir.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. 2.3.ZONAS VERDES A Implementação de Espaços verdes correspondem sempre ao Plano Director Municipal que promove quais as zonas necessárias e/ou obrigatórias de zonas verdes, de forma a garantir a interligação dos habitantes e do local onde vivem.
  • 9.
  • 10. 3.ARQUITECTURA TRADICIONAL E SISTEMAS CONSTRUTIVOS 3.1.ARQUITECTURA DOS ESPAÇOS 3.2.SISTEMAS CONSTRUTIVOS sistema baseado em capitéis e traves sistema baseado no arco abobadado, ou curvas arquitectura baseada em linhas de força emergente no século XIX
  • 11.
  • 12. 5.HISTÓRIA ORAL DAS COMUNIDADES E SOCIALIZAÇÃO 5.1. HISTÓRIA ORAL Tradição oral História de vida Historia temática
  • 13. 6.A MEMORIA DOS LUGARES E A EPIFANIA DOS ESPAÇOS 6.1.MEMÓRIA DOS LUGARES 6.2.EPIFANIA A ideia, o cheiro ou sabores nossos pensamentos quando recordamos de um determinado lugar. São uma construção histórica e despertam interesse pelo facto de o seu valor como documentos e momentos reveladores dos processos sociais, dos conflitos, paixões e interesses que conscientemente os revestem de uma função icónica
  • 14. 7.TRAÇOS ARQUITECTÓNICOS DISTINTOS 7.1.INTEGRAÇÃO E RUPTURA PAISAGISTICA Integração ou Equilíbrio Paisagístico Ruptura Paisagística
  • 15. 8.A POLISSEMIA DA POLIS Trabalho Elaborado para CLC_6 por: Sílvia Fernandes Sílvia Oliveira Liliana Sério Obrigado