- BOLETIM TÉCNICO -

LINHAS LONGAS UNIDADES SPLIT
      De 7, 9 e 12KBtu/h


     Engenharia de Produto


       13 de Jun...
1.OBJETIVO


      Indicar procedimento / alterações necessárias a fim de permitir interligações entre
condensadora e evap...
4.LINHAS DE EXPANSÃO


4.1.O diâmetro das linhas de expansão deve ser de 1/4.


4.2.Elevar linha de expansão ou líquido ac...
5.3.Inclinar as linhas horizontais de sucção no sentido do fluxo.

5.4.Deve ser instalado um separador de líquido (isolado...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Boletim técnico linhas longas splits 7 9 e 12 k btuh

3.018 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.018
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boletim técnico linhas longas splits 7 9 e 12 k btuh

  1. 1. - BOLETIM TÉCNICO - LINHAS LONGAS UNIDADES SPLIT De 7, 9 e 12KBtu/h Engenharia de Produto 13 de Junho de 2006
  2. 2. 1.OBJETIVO Indicar procedimento / alterações necessárias a fim de permitir interligações entre condensadora e evaporadora com comprimento ou desnível de linha de interligação superior ao especificado em manual de instalação. 2.APLICAÇÃO Sistemas que operem apenas no módulo frio. Unidades condensadoras de 7.000 a 12.000 Btu/h com qualquer modelo de nossa linha de evaporadoras desta faixa de capacidade. 3.TAMANHOS DE LINHAS PERMITIDOS 3.1.Comprimento Máximo CAPACIDADE COMPRIMENTO MÁXIMO REAL 7.000 Btu/h 10 metros * 9 e 12.000 Btu/h 20 metros * 3.2.Desnível Máximo CAPACIDADE DESNÍVEL MÁXIMO 7.000 Btu/h 7,5 metros 9 e 12.000 Btu/h 10 metros Observações: * Caso a condensadora esteja abaixo da evaporadora: Comprimento Máximo Real = Comprimento Máximo (3.1) – Desnível / 2 - O comprimento equivalente pode ser maior que o comprimento real da linha em até 3m para 7KBtu/h e 6m para 9 e 12KBtu/h. Engenharia de Produto 2
  3. 3. 4.LINHAS DE EXPANSÃO 4.1.O diâmetro das linhas de expansão deve ser de 1/4. 4.2.Elevar linha de expansão ou líquido acima (0,1m) da condensadora antes de ir para a evaporadora caso a evaporadora esteja abaixo da condensadora. 4.3.Colocar uma válvula solenóide na linha de expansão (junto à saída da condensadora se a evaporadora estiver acima ou junto à entrada da evaporadora se a condensadora estiver acima ou no mesmo nível da evaporadora) que abra junto com a partida do compressor e feche 60s depois do desligamento do compressor (este tempo de 60s deve ser passível de regulagem caso o compressor apresente dificuldade de partir novamente). O motor do ventilador do condensador também deve permanecer ligado por 60s (ou o mesmo tempo que for ajustado o temporizador da solenóide) após o desligamento do compressor (e continuar partindo junto com o compressor). 5.LINHAS DE SUCÇÃO A tabela 2 abaixo ilustra os diâmetros das tubulações de sucção a serem utilizados. Capacidade Bitola (in) Observação (Btu/h) 7k 3/8 Linhas em subida 7k 1/2 Linhas horizontais ou em descida 9 e 12k 1/2 Linhas em subida 9 e 12k 5/8 Linhas horizontais ou em descida Tabela 1 – Diâmetros linhas de sucção 5.1.Elevar linha de sucção acima (0,1m) da evaporadora antes de ir para a condensadora caso a evaporadora esteja acima ou no mesmo nível da condensadora. 5.2.Fazer sifões nas subidas da linha de sucção a cada 2,5m incluindo a base (caso o desnível seja menor do que 3m fazer apenas na base). Engenharia de Produto 3
  4. 4. 5.3.Inclinar as linhas horizontais de sucção no sentido do fluxo. 5.4.Deve ser instalado um separador de líquido (isolado térmicamente e da radiação solar) na linha de sucção junto à entrada da condensadora com a capacidade volumétrica de retenção de líquido refrigerante indicada na tabela 3. Modelo Volume (Btu/h) (ml) 7K 300 9K 500 12K 600 Tabela 2 – Capacidade de retenção do separador de líquido 6.OUTROS PROCEDIMENTOS / CUIDADOS Isolar as linhas de expansão ou líquido e sucção da radiação (além de bem isoladas termicamente) onde estiverem expostas aos raios do sol. O vácuo deve ser especialmente bem feito. Definir a carga de refrigerante através da medição do sub-resfriamento e superaquecimento. Engenharia de Produto 4

×