Nova ordem mundial

3.414 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.414
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nova ordem mundial

  1. 1. Unidade 1NOVA ORDEM MUNDIAL EJA – 9o. Ano Material elaborado pela Profa. Raquel Pereira Ribeiro de Avila
  2. 2. Guerra Fria
  3. 3. O que foi a Guerra Fria?Uma guerra indireta que ocorreu entre 1945 e 1990 baseada nas diverências ideológicas entre EUA e URSS. Essa época foi caracterizada pela corrida armentista e espacial e ela invasão de alguns países.
  4. 4. CAPITALISMO x SOCIALISMO
  5. 5. URSS Crise no início do século XX Czar Nicolau II, Lênin, mencheviques, bolcheviques, Soviete de Petrogrado e Duma... 1922: surge a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, com a união das seguintes repúblicas: Rússia, Ucrânia, Bielorússia, Transcaucásia e as repúblicas da Ásia Central Josef Stálin 1985 – O começo do fim: Mikhail Gorbatchov, glasnost (transparência) e perestroika (reconstrução), sindicatos livres e pluripartidarismo, dissolução da URSS(09/1991), Comunidade de Estados Independentes (CEI), renúncia de Gorbatchov (25/12/1991), Boris Ieltsin Sobre a URSS: http://www.historiadomundo.com.br/idade-contemporanea/urss.htm
  6. 6. APLICANDO OS CONEHCIMENTOS Exercícios das páginas 4, 6 e 7
  7. 7. Gastos com corrida armentista e espacial, manutenção dos IMPORTANTE: privilégios do Parido Comunista, financiamento de (Registre no caderno) exércitos, Paco de Varsóvia e subsísios econômicos de países (Cuba) ocasionaram o fracasso A ex-URSS gastou Perestroika econômico da ex-União muito dinheiro com a Política de abertura Soviéticafabrica,ão de armas e econômica inserindo o paíscom a corrida espacial no contexto internacional; A derrubada do Muro de adoção de práticas de Berlim significou o fim da mercado (permissão da Guerra Fria e das propriedade particular) divergências entre leste e EUA não oeste comercializav A Guerra Fria (1945-1990) a com Cuba porque o país baseava-se nas divergências adotou o ideológicas entre EUA e URSS sistema e foi caracterizada pela corrida Não havia socialista democracia na armentista e espacial e ex-URSS porque o invasão de alguns países Partido Comunista controlova o país. Glasnost Transparência política na tentaiva de introduzir práticas democráticas no país
  8. 8. GLOBALIZAÇÃODA ECONOMIA
  9. 9. Acompanhem comigo o texto da página 7 Adaptado de: TISDALE, Sally. Americanos fabricam os seustênis em toda parte. Folha de São Paulo, 2 out. 1994.
  10. 10. Blocos EconômicosPost interessante: PARTICULARIDADES
  11. 11. Modalidades de integração regionalOs blocos econômicos existentes no mundo são classificados a partir dos acordosestabelecidos entre eles, e podem ser agrupados em: União aduaneira É um estágio mais avançado de integração. Mercado comum Além dos países eliminarem as tarifas aduaneiras entre si, estabelecem as mesmas Visa à livre circulação Zona de preferência tarifária: tarifas de exportação e importação TEC (Tarifa de pessoas, Externa Comum) para o comércio internacional mercadorias, capitais É o processo mais simples de fora do bloco. e serviços. integração em que os países pertencentes ao bloco gozam de A união aduaneira exige que pelo menos 85% O único exemplo é a tarifas mais baixas do que as tarifas das trocas comerciais estejam totalmente livres União Européia, que, aplicadas a outros que não possuem de taxas de exportação e importação entre os além de eliminar as acordo preferencial. países-membros. Apesar de abrir as fronteiras tarifas aduaneiras para mercadorias, capitais e serviços, não internas e adotar É o caso da ALADI permite a livre circulação de trabalhadores. tarifas comuns para o (Associação Latino-Americana de Integração) mercado fora do O principal exemplo é o Mercosul (Mercado bloco, permite a livre Zona de Livre Comércio Comum do Sul), composto circulação de pessoas, por Brasil, Argentina,Uruguai, Paraguai e Venez mão-de-obra, capitaisReúne os países através de acordos uela. Chile, Bolívia, Peru. comerciais que visam e todo tipo de exclusivamente à redução ou Colômbia e Equador são países associados ao serviços entre os eliminação de tarifas aduaneiras Mercosul, ou seja, participam do livre comércio, países-membros.entre os países-membros do bloco. mas não da união aduaneira. A UE é formada por Só é considerada uma Zona de União econômica e monetária 27 membros, após aLivre Comércio quando pelo menos adesão de 10 novos É formada pelos países da União Européia, que, em países, em maio de80% dos bens são comercializados 1º de janeiro de 2002, adotaram o euro como 2004. sem taxas alfandegárias. moeda única. O principal exemplo é Em 2007, incluíram- Apenas 13 países pertencem à zona do se também Romênia eo Nafta (Acordo de Livre Comércio euro: Áustria, Bélgica, Finlândia, França, Alemanha, Bulgária na Uniãoda América do Norte), formado por Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda (Países Européia; Estados Unidos, Canadá e México Baixos), Portugal, Grécia, Espanha e Eslovênia.
  12. 12.  Diante do que foi exposto, realize a sugestão de pesquisa da página 8.
  13. 13. O processo de globalização daeconomia tem problemas? SIM“ E O RICO CADA VEZ FICA MAIS RICO… … E O POBRE CADA VEZ FICA MAIS POBRE!”Ver também: Protecionismo econômico Tabela da página 9.
  14. 14. Vamos aplicar os conhecimentos? Realize os exercícios propostos na página 10.
  15. 15. IMPORTANTE:(Registre no caderno) União Europeia, Nafta, Mercosul e Apec são os principais blocos econômicos do mundo na atualidade; Os movimentos antiglobalização ocorrem por conta do empobrecimento de alguns países em decorrência da desigualdade, dependência e exploração que a globalização permite; Globalização da economia é a tenência de os países integrarem-se econmicamente, tornando as barreiras alfandegárias mais maleáveis para que as mercadorias tenham maior e mais rápida circulação; Protecionismo econômico é a elevada taxação que produtos de países pobres sofrem para entrar nos mercados doa países ricos no intuito de proteger a concorrência, interferindo diretamente no processo de exportação.

×