Globalização e-a-nova-ordem-mundial

1.261 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.261
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
655
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Globalização e-a-nova-ordem-mundial

  1. 1. A HISTÓRIA DA GLOBALIZAÇÃO Nas últimas décadas, o mundo tem presenciado um contínuo e intenso fenômeno de interdependência entre os diferentes países. Denomina-se globalização esta forte interligação, acentuada após o fim da Guerra Fria, e cujas bases relacionam-se à união de atividades econômicas, políticas e sociais.
  2. 2. A HISTÓRIA DA GLOBALIZAÇÃO Tal processo, que se reflete nas mais variadas culturas, é constituído de uma economia global, que visa à integração dos mercados, privilegiando a produtividade e distribuição, dinamizando e potencializando os moldes do sistema capitalista.
  3. 3. OS PRIMEIROS PASSOS A globalização possui raízes históricas, começando, segundo alguns estudiosos (que classificam este período como primeira globalização), no século XV, em virtude da expansão marítima européia.
  4. 4. OS PRIMEIROS PASSOS Com as grandes navegações e principalmente com a descoberta da América, em 1492, criou-se um intercâmbio cultural e mercantil entre a Europa Ocidental e os mercados orientais e os da América. Em seguida, a organização mercantilista propiciou o surgimento de novas rotas comerciais, expandindo as trocas entre as nações.
  5. 5. OS PRIMEIROS PASSOS O acúmulo de capital e riquezas ao longo do tempo viria a tornar favoráveis as condições para que, na segunda metade do século XVIII, ocorresse a Revolução Industrial. Este movimento era caracterizado pelo desenvolvimento tecnológico e econômico, bem como, por uma transformação nos métodos produtivos e nas técnicas que se aplicavam a eles.
  6. 6. OS PRIMEIROS PASSOS No século XIX, o mundo vivencia outras mudanças efetivas para a formação de um mercado mundial integrado, em decorrência da criação das corporações multinacionais, as quais abrangiam alianças financeiras e políticas, que eram influenciadas pelo capitalismo.
  7. 7. OS PRIMEIROS PASSOS A criação e expansão de alguns meios de comunicação também serviram como alicerce para a globalização, como o telefone, o rádio e o telégrafo.
  8. 8. GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO O ápice da globalização, no entanto, seria atingido nas duas últimas décadas do século XX, nas quais emergiu a Revolução Tecnológica, marcada pelo aprimoramento na área das Telecomunicações, com ênfase no surgimento da internet.
  9. 9. GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO A atual conjuntura mundial revela a grande integração entre os países, que se estende ao âmbito econômico, podendo-se dizer que ocorre a globalização da economia, ponto máximo da internacionalização. O pensamento deste período econômico é comumente classificado como neoliberalista. O termo remonta às ideias do liberalismo, sistema socioeconômico proposto no fim do século XIX que impulsionou a expansão capitalista.
  10. 10. GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO Dentre as características e metas do neoliberalismo, é possível citar a: - Utilização das exportações como meio de crescimento econômico; - Fim dos subsídios; - Diminuição da interferência estatal sobre a economia; - Privatização de empresas estatais.
  11. 11. GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO De acordo, ainda, com este pensamento, é essencial submeter a economia às leis de mercado, como também, eliminar as fronteiras do comércio exterior, abrindo a economia e pondo fim nas políticas protecionistas e na cobrança excessiva de impostos.
  12. 12. PROBLEMAS E POTENCIALIDADES DO PROCESSO Tendo em vista a sua origem e desenvolvimento, em linhas gerais, o fenômeno da globalização fez-se inevitável, tendendo à expansão. Se por um lado o sistema capitalista neoliberal cumpre com êxito a produção de mercadorias e riquezas e, por conseguinte, induz o desenvolvimento econômico, por outro, é o grande responsável pelo aumento da desigualdade social.
  13. 13. PROBLEMAS E POTENCIALIDADES DO PROCESSO Atribui-se, portanto, ao sistema atual, envolto pela globalização, a culpa por contribuir com o crescimento da miséria, fome e desemprego; problemas sociais acentuados por este sistema, uma vez que as riquezas e lucros concentram-se especialmente em alguns países. A ausência de fronteiras do mundo globalizado permite que os mercados maduros dos países desenvolvidos compitam de forma desleal com os mercados em formação das nações em desenvolvimento, enfraquecendo seus mercados locais.
  14. 14. PROBLEMAS E POTENCIALIDADES DO PROCESSO Analisando sob outro ponto de vista, a globalização pode ser o grande passo para a construção de uma comunidade internacional justa e livre, estimulando a união entre os povos, o compartilhamento do saber, a distribuição igualitária das riquezas e da tolerância entre as culturas e costumes dos povos. Fala-se atualmente sobre a possibilidade de implantar uma globalização alternativa, isto é, que impulsione o desenvolvimento ao tempo em que a igualdade social e política seja priorizada, o que pode, além de distribuir de maneira justa os lucros obtidos, incentivar a busca por melhores condições de vida às sociedades.
  15. 15. GLOBALIZAÇÃO E CULTURA Assim como em outros aspectos, a cultura sofre a interferência do acelerado processo de globalização. Uma vez que a disseminação da cultura não ocorre de maneira igualitária no mundo globalizado, os países que controlam a produção cultural em massa acabam por instaurar um padrão comportamental e produtivo. Desse modo há uma imposição desigual de valores específicos, coordenada por uma pequena parcela de nações. É o caso da hegemonia dos Estados Unidos, que ao se tornarem potência econômica e política, passaram a ditar modelos a serem seguidos pelo restante do mundo.
  16. 16. A INDÚSTRIA CULTURAL Esse processo unilateral (em que não há interatividade) de produção e difusão em massa da cultura constitui a chamada Indústria Cultural Este termo surge no início do século XX, nos Estados Unidos, durante os primeiros estudos sobre a comunicação social. Na época, o rádio despontava como o grande veículo de difusão em massa, influenciando não só em comportamentos culturais e de consumo, mas também na organização social e familiar.
  17. 17. A INDÚSTRIA CULTURAL A indústria cultural atinge seu ápice com a invenção da televisão, que estabelece de vez a relação entre os programas exibidos, classificados pelos seus horários de exibição, e a organização das atividades familiares. Um bom exemplo disso pode ser visto nos dias atuais, quando pensamos na organização do dia através da programação televisiva.
  18. 18. A TELEMÁTICA Nenhum campo de estudo foi tão importante para a consolidação da aldeia global quanto a telemática. A telemática é a junção da telecomunicação com a informática, é a interação entre estas duas tecnologias, que proporcionou à sociedade atual a quebra dos antigos padrões de tempo/espaço. O advento que revolucionou estas duas áreas do conhecimento foi a Internet. Criada pelo exército americano durante a guerra fria, a internet foi resultado de um esforço conjunto entre o exército e universidades americanas com objetivo de trocar informações de forma rápida e segura.
  19. 19. Professorjuliosouto.blogspot.com Fonte: http://tosabendomais.com.br/portal/assuntos- quentes.php?secao=Ci%EAncias&idAssunto=68&idA rea=2&acao=VerCompleto Imagens: google images

×