SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
Página 1 de 10
Blocos Econômicos
São grupos de nações que compartilham algumas medidas no
intuito de desenvolver sistemas comerciais, políticos e sociais. As
organizações intergovernamentais estabelecem planos que almejam
o aumento na circulação de mercadorias, pessoas e capital.
Eles surgiram no período pós Segunda Guerra Mundial,
quando os Estados Unidos tornava-se uma potência. O primeiro que
configurou-se como bloco foi o Benelux, formado em 1944 pela
Bélgica, Holanda e Luxemburgo.
Com o final da Guerra Fria, novos blocos econômicos foram
criados para enfrentar a competitividade da chamada globalização.
No entanto, ao longo dos anos, tornaram-se alicerces da sua
consolidação.
Página 2 de 10
Fases dos Blocos Econômicos
As relações entre os países-membros funcionam de acordo com os
estágios de crescimento em que se encontram. Por tais motivos, os
blocos econômicos classificam-se em:
Zona de Livre Comércio: áreas livres das tarifas alfandegárias,
facilitando as transações comerciais entre as fronteiras.
União Aduaneira: estabelecimento de taxas e planos de mercado
para regulamentar as associações entre as nações.
Mercado Comum: definido pelas políticas de livre comércio, taxas
externas e trânsito de pessoas, mercadorias e dinheiro.
União Econômica e Monetária: a fase mais avançada dentro dos
blocos econômicos, pois implementa uma moeda única para uso dos
países integrantes.
Página 3 de 10
Principais Blocos Econômicos
Nos seis continentes políticos do mundo existem blocos econômicos
que enquadram-se nas fases citadas anteriormente, e outros que
atuam em um tipo específico, a exemplo da União Europeia que criou
sua própria moeda.
Confira a seguir quais os blocos de maior visibilidade:
Página 4 de 10
APEC
Em 1989, na Conferência de Seattle, surgiu a APEC (Cooperação
Econômica Ásia-Pacífico) – organização composta por 21 países-
membros das Américas, Oceania e Ásia. O objetivo da APEC é
estimular a zona de livre comércio na Ásia e Pacífico, permitindo
transações comerciais com poucas taxas alfandegárias e o
fortalecimento de novos mercados para além da Europa.
Juntos os integrantes concentram
quase a metade da população do
planeta, o que corresponde a 3 bilhões
de pessoas. O Produto Interno Bruto
(PIB) equivale a 60% do que é
arrecadado mundialmente,
movimentando bilhões todos os anos.
Página 5 de 10
Por outro lado, uma das grandes dificuldades enfrentadas pelo bloco
é a desigualdade econômica e tecnológica entre os membros. Ainda
assim, a sua formação é de expressiva importância, pois envolve as
maiores potências e mercado consumidor.
MERCOSUL
Criado em 1990, por meio do Tratado de Assunção, O Mercosul
(Mercado Comum do Sul) conta com a participação do Brasil,
Argentina, Uruguai e Paraguai, e do Equador, Chile, Colômbia, Peru e
Bolívia como membros associados. Desde 2016, a Venezuela
permanece suspensa em razão de instabilidades internas.
Página 6 de 10
O fluxo de pessoas e as trocas comerciais são alguns dos propósitos
desse bloco. Acredita-se que é a principal frente de defesa contra o
poder americano na América do Sul.
O Mercosul apresenta um PIB de mais de 3 trilhões de dólares, o
quinto maior do mundo. Desses valores, 70% é proveniente do Brasil.
No que tange à estrutura, é composto por
conselhos e comissões responsáveis pela
inserção de acordos e gerenciamento de
decisões políticas e suas possíveis crises.
As disparidades financeiras e políticas entre
os membros têm provocado sucessivos
conflitos, além de retardar a criação da
moeda única.
Página 7 de 10
União Europeia
A União Europeia (EU) também é fruto de um tratado, o de Maastricht.
A partir de 1992, 28 nações elaboraram significativos meios para o
fortalecimento das suas conjunturas e do próprio bloco.
Entre as finalidades estão a implantação do euro como moeda única,
construção do Parlamento Europeu e Banco Central. Além disso, em
2002, a zona do euro tornou-se ativa. Os territórios passaram a adotar
a moeda e, em troca, oferecem certa
estabilidade nas tarifas de mercado.
A participação na EU demanda equilíbrio
econômico e político dos interessados, e
ciência dos regimentos parlamentares. O
Reino Unido confirmou sua saída em 2016, em
um processo chamado de Brexit.
Página 8 de 10
NAFTA
Formado, inicialmente, pelos Estados Unidos e Canadá, o NAFTA
(Tratado Norte-Americano de Livre-Comércio) visa a derrubada dos
impostos alfandegários e leis financeiras, facilitando o livre acesso
aos mercados.
Esse bloco atrai muitas críticas, uma vez
que o poder americano diante dos
demais países, incluindo o México que
foi aceito em 1992, estimula um certo
controle. Em 2018, o presidente em
exercício dos Estados Unidos, Donald
Trump, assinou um nova proposta com
o intuito de aproximar os membros.
Página 9 de 10
ASEAN
A Asean (Associação de
Nações do Sudeste Asiático),
construída em 1967, é uma
proposta que inclui a
Tailândia, Filipinas, Malásia,
Singapura, Indonésia, Brunei,
Vietnã e Mianmar.
Uma das finalidades do bloco
é o estímulo à paz. Por isso,
todos os países-membros firmaram o acordo de proibição das armas
nucleares. A estabilidade econômica dos seus territórios também é
outra motivação, sendo as alianças com o Japão e União Europeia
uma forma de garantia.
Página 10 de 10
Vantagens e desvantagens
A criação de blocos econômicos que interferem no cenário mundial
apresenta lados positivos e negativos. Conheça quais são:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revisão de geografia europa - 9º ano
Revisão de geografia   europa - 9º anoRevisão de geografia   europa - 9º ano
Revisão de geografia europa - 9º anoSimone Aguiar
 
Cap. 14 - América latina
Cap. 14 - América latinaCap. 14 - América latina
Cap. 14 - América latinaAcácio Netto
 
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)Yasmim Ribeiro
 
Africa aspectos fisicos
Africa aspectos fisicosAfrica aspectos fisicos
Africa aspectos fisicosProfessor
 
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economiaAula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economiaMichele Wilbert
 
Europa quadro socioeconomico
Europa   quadro socioeconomicoEuropa   quadro socioeconomico
Europa quadro socioeconomicoLuciano Pessanha
 
Unidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do SulUnidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do SulChristie Freitas
 
Localização do território brasileiro
Localização do território brasileiroLocalização do território brasileiro
Localização do território brasileiroGabrielly Peixoto
 
7° ano região sudeste e sul
7° ano   região sudeste e sul7° ano   região sudeste e sul
7° ano região sudeste e sulTiago Marinho
 
Regionalização do continente europeu
Regionalização do continente europeuRegionalização do continente europeu
Regionalização do continente europeuAbner de Paula
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicoskarolpoa
 

Mais procurados (20)

Modulo 11 - A população dos Estados Unidos
Modulo 11 - A população dos Estados UnidosModulo 11 - A população dos Estados Unidos
Modulo 11 - A população dos Estados Unidos
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
Revisão de geografia europa - 9º ano
Revisão de geografia   europa - 9º anoRevisão de geografia   europa - 9º ano
Revisão de geografia europa - 9º ano
 
Cap. 14 - América latina
Cap. 14 - América latinaCap. 14 - América latina
Cap. 14 - América latina
 
Região nordeste 7º ano
Região nordeste  7º anoRegião nordeste  7º ano
Região nordeste 7º ano
 
Ásia
ÁsiaÁsia
Ásia
 
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
 
Globalização e os Blocos Econômicos
Globalização e os Blocos EconômicosGlobalização e os Blocos Econômicos
Globalização e os Blocos Econômicos
 
Africa aspectos fisicos
Africa aspectos fisicosAfrica aspectos fisicos
Africa aspectos fisicos
 
Geografia continente africano
Geografia   continente africanoGeografia   continente africano
Geografia continente africano
 
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economiaAula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
 
8º ano trimestral
8º ano trimestral8º ano trimestral
8º ano trimestral
 
Europa quadro socioeconomico
Europa   quadro socioeconomicoEuropa   quadro socioeconomico
Europa quadro socioeconomico
 
Unidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do SulUnidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do Sul
 
Regioes brasil
Regioes brasilRegioes brasil
Regioes brasil
 
Localização do território brasileiro
Localização do território brasileiroLocalização do território brasileiro
Localização do território brasileiro
 
7° ano região sudeste e sul
7° ano   região sudeste e sul7° ano   região sudeste e sul
7° ano região sudeste e sul
 
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
 
Regionalização do continente europeu
Regionalização do continente europeuRegionalização do continente europeu
Regionalização do continente europeu
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 

Semelhante a Blocos Econômicos: principais organizações e objetivos

bloco Economico geografia .pdf
bloco Economico geografia .pdfbloco Economico geografia .pdf
bloco Economico geografia .pdfCobyy
 
Globalização e blocos econômicos
Globalização e blocos econômicosGlobalização e blocos econômicos
Globalização e blocos econômicosLucas Lourenço
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicosarchy9
 
Aula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitárioAula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitárioCláudia Ximenes
 
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptxBLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptxFernanda Castello
 
SEMANA 11 ATIVIDADE 01- GEOGRAFIA SEGUIMENTO II EJA MODULO II.pptx
SEMANA 11 ATIVIDADE 01- GEOGRAFIA SEGUIMENTO II EJA MODULO II.pptxSEMANA 11 ATIVIDADE 01- GEOGRAFIA SEGUIMENTO II EJA MODULO II.pptx
SEMANA 11 ATIVIDADE 01- GEOGRAFIA SEGUIMENTO II EJA MODULO II.pptxNalva Novais
 
A distância não separa
A distância não separaA distância não separa
A distância não separaKelly_Liiz
 
Revisão de geografia 2º ano
Revisão de geografia 2º anoRevisão de geografia 2º ano
Revisão de geografia 2º anoeunamahcado
 
Blocos Econômicos
Blocos EconômicosBlocos Econômicos
Blocos EconômicosGla Santos
 
Blocos Econômicos Regionais
Blocos Econômicos RegionaisBlocos Econômicos Regionais
Blocos Econômicos RegionaisEder Liborio
 
Blocos econômicos (para imprimir)
Blocos econômicos (para imprimir)Blocos econômicos (para imprimir)
Blocos econômicos (para imprimir)Ian Costansi
 
Novos centros de poder
Novos centros de poderNovos centros de poder
Novos centros de poderluisapint
 
Novos centros de poder
Novos centros de poderNovos centros de poder
Novos centros de poderssuser92608c
 
Slides sobre blocos econômicos - Geografia
Slides sobre blocos econômicos - GeografiaSlides sobre blocos econômicos - Geografia
Slides sobre blocos econômicos - GeografiaStephanieSuchara
 

Semelhante a Blocos Econômicos: principais organizações e objetivos (20)

Blocoeconomico8ano0810
Blocoeconomico8ano0810Blocoeconomico8ano0810
Blocoeconomico8ano0810
 
bloco Economico geografia .pdf
bloco Economico geografia .pdfbloco Economico geografia .pdf
bloco Economico geografia .pdf
 
O mundo multipolar
O mundo multipolarO mundo multipolar
O mundo multipolar
 
Globalização e blocos econômicos
Globalização e blocos econômicosGlobalização e blocos econômicos
Globalização e blocos econômicos
 
Aula 14 06 blocos econômicos (1)
Aula 14 06 blocos econômicos (1)Aula 14 06 blocos econômicos (1)
Aula 14 06 blocos econômicos (1)
 
01
0101
01
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Aula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitárioAula sobre direito comunitário
Aula sobre direito comunitário
 
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptxBLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
BLOCOS ECONOMICOS MUNDIAIS.pptx
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
SEMANA 11 ATIVIDADE 01- GEOGRAFIA SEGUIMENTO II EJA MODULO II.pptx
SEMANA 11 ATIVIDADE 01- GEOGRAFIA SEGUIMENTO II EJA MODULO II.pptxSEMANA 11 ATIVIDADE 01- GEOGRAFIA SEGUIMENTO II EJA MODULO II.pptx
SEMANA 11 ATIVIDADE 01- GEOGRAFIA SEGUIMENTO II EJA MODULO II.pptx
 
A distância não separa
A distância não separaA distância não separa
A distância não separa
 
Revisão de geografia 2º ano
Revisão de geografia 2º anoRevisão de geografia 2º ano
Revisão de geografia 2º ano
 
Blocos Econômicos
Blocos EconômicosBlocos Econômicos
Blocos Econômicos
 
Blocos Econômicos Regionais
Blocos Econômicos RegionaisBlocos Econômicos Regionais
Blocos Econômicos Regionais
 
Blocos econômicos (para imprimir)
Blocos econômicos (para imprimir)Blocos econômicos (para imprimir)
Blocos econômicos (para imprimir)
 
Novos centros de poder
Novos centros de poderNovos centros de poder
Novos centros de poder
 
Novos centros de poder
Novos centros de poderNovos centros de poder
Novos centros de poder
 
Slides sobre blocos econômicos - Geografia
Slides sobre blocos econômicos - GeografiaSlides sobre blocos econômicos - Geografia
Slides sobre blocos econômicos - Geografia
 
BLOCOS ECONÔMICOS
BLOCOS ECONÔMICOSBLOCOS ECONÔMICOS
BLOCOS ECONÔMICOS
 

Mais de ProfessorRogerioSant

Mod1 1 - contextualizando o acordo ortográfico
Mod1   1 - contextualizando o acordo ortográficoMod1   1 - contextualizando o acordo ortográfico
Mod1 1 - contextualizando o acordo ortográficoProfessorRogerioSant
 
Slide 1 aula 1 -relacionamento com o cliente
Slide 1   aula 1 -relacionamento com o clienteSlide 1   aula 1 -relacionamento com o cliente
Slide 1 aula 1 -relacionamento com o clienteProfessorRogerioSant
 
Conceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalConceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalProfessorRogerioSant
 
O que é relacionamento interpessoal
O que é relacionamento interpessoalO que é relacionamento interpessoal
O que é relacionamento interpessoalProfessorRogerioSant
 
Introdução à gestão de estoques
Introdução à gestão de estoquesIntrodução à gestão de estoques
Introdução à gestão de estoquesProfessorRogerioSant
 
O perfil do profissional de vendas
O perfil do profissional de vendasO perfil do profissional de vendas
O perfil do profissional de vendasProfessorRogerioSant
 
Aula 03 direnças atacado e varejo
Aula 03 direnças atacado e varejo Aula 03 direnças atacado e varejo
Aula 03 direnças atacado e varejo ProfessorRogerioSant
 
Armazenamento, transporte e movimentação de cargas
Armazenamento, transporte  e movimentação de cargasArmazenamento, transporte  e movimentação de cargas
Armazenamento, transporte e movimentação de cargasProfessorRogerioSant
 
Sonegação de impostos e corrupção
Sonegação de impostos e corrupçãoSonegação de impostos e corrupção
Sonegação de impostos e corrupçãoProfessorRogerioSant
 

Mais de ProfessorRogerioSant (20)

Slide 1 novo acordo ortográfico
Slide 1  novo acordo ortográficoSlide 1  novo acordo ortográfico
Slide 1 novo acordo ortográfico
 
Mod1 1 - contextualizando o acordo ortográfico
Mod1   1 - contextualizando o acordo ortográficoMod1   1 - contextualizando o acordo ortográfico
Mod1 1 - contextualizando o acordo ortográfico
 
Orientações 7h às 12h
Orientações 7h às 12hOrientações 7h às 12h
Orientações 7h às 12h
 
Orientações 7h às 13h
Orientações 7h às 13hOrientações 7h às 13h
Orientações 7h às 13h
 
Orientações 8h às 12h
Orientações 8h às 12hOrientações 8h às 12h
Orientações 8h às 12h
 
Slide 1 aula 1 -relacionamento com o cliente
Slide 1   aula 1 -relacionamento com o clienteSlide 1   aula 1 -relacionamento com o cliente
Slide 1 aula 1 -relacionamento com o cliente
 
Conceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoalConceito de relacionamento intrapessoal
Conceito de relacionamento intrapessoal
 
O que é relacionamento interpessoal
O que é relacionamento interpessoalO que é relacionamento interpessoal
O que é relacionamento interpessoal
 
Introdução à gestão de estoques
Introdução à gestão de estoquesIntrodução à gestão de estoques
Introdução à gestão de estoques
 
Qualidade no atendimento
Qualidade no atendimentoQualidade no atendimento
Qualidade no atendimento
 
Habilidades sociais1
Habilidades sociais1Habilidades sociais1
Habilidades sociais1
 
Habilidades sociais
Habilidades sociaisHabilidades sociais
Habilidades sociais
 
O perfil do profissional de vendas
O perfil do profissional de vendasO perfil do profissional de vendas
O perfil do profissional de vendas
 
Aula 03 direnças atacado e varejo
Aula 03 direnças atacado e varejo Aula 03 direnças atacado e varejo
Aula 03 direnças atacado e varejo
 
Armazenamento, transporte e movimentação de cargas
Armazenamento, transporte  e movimentação de cargasArmazenamento, transporte  e movimentação de cargas
Armazenamento, transporte e movimentação de cargas
 
Expedição e distribuição
Expedição e distribuiçãoExpedição e distribuição
Expedição e distribuição
 
Aula 1 noções de politicas
Aula 1 noções de politicasAula 1 noções de politicas
Aula 1 noções de politicas
 
Sonegação de impostos e corrupção
Sonegação de impostos e corrupçãoSonegação de impostos e corrupção
Sonegação de impostos e corrupção
 
Transparência pública
Transparência públicaTransparência pública
Transparência pública
 
Procon
ProconProcon
Procon
 

Último

A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 

Último (20)

A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 

Blocos Econômicos: principais organizações e objetivos

  • 1. Página 1 de 10 Blocos Econômicos São grupos de nações que compartilham algumas medidas no intuito de desenvolver sistemas comerciais, políticos e sociais. As organizações intergovernamentais estabelecem planos que almejam o aumento na circulação de mercadorias, pessoas e capital. Eles surgiram no período pós Segunda Guerra Mundial, quando os Estados Unidos tornava-se uma potência. O primeiro que configurou-se como bloco foi o Benelux, formado em 1944 pela Bélgica, Holanda e Luxemburgo. Com o final da Guerra Fria, novos blocos econômicos foram criados para enfrentar a competitividade da chamada globalização. No entanto, ao longo dos anos, tornaram-se alicerces da sua consolidação.
  • 2. Página 2 de 10 Fases dos Blocos Econômicos As relações entre os países-membros funcionam de acordo com os estágios de crescimento em que se encontram. Por tais motivos, os blocos econômicos classificam-se em: Zona de Livre Comércio: áreas livres das tarifas alfandegárias, facilitando as transações comerciais entre as fronteiras. União Aduaneira: estabelecimento de taxas e planos de mercado para regulamentar as associações entre as nações. Mercado Comum: definido pelas políticas de livre comércio, taxas externas e trânsito de pessoas, mercadorias e dinheiro. União Econômica e Monetária: a fase mais avançada dentro dos blocos econômicos, pois implementa uma moeda única para uso dos países integrantes.
  • 3. Página 3 de 10 Principais Blocos Econômicos Nos seis continentes políticos do mundo existem blocos econômicos que enquadram-se nas fases citadas anteriormente, e outros que atuam em um tipo específico, a exemplo da União Europeia que criou sua própria moeda. Confira a seguir quais os blocos de maior visibilidade:
  • 4. Página 4 de 10 APEC Em 1989, na Conferência de Seattle, surgiu a APEC (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico) – organização composta por 21 países- membros das Américas, Oceania e Ásia. O objetivo da APEC é estimular a zona de livre comércio na Ásia e Pacífico, permitindo transações comerciais com poucas taxas alfandegárias e o fortalecimento de novos mercados para além da Europa. Juntos os integrantes concentram quase a metade da população do planeta, o que corresponde a 3 bilhões de pessoas. O Produto Interno Bruto (PIB) equivale a 60% do que é arrecadado mundialmente, movimentando bilhões todos os anos.
  • 5. Página 5 de 10 Por outro lado, uma das grandes dificuldades enfrentadas pelo bloco é a desigualdade econômica e tecnológica entre os membros. Ainda assim, a sua formação é de expressiva importância, pois envolve as maiores potências e mercado consumidor. MERCOSUL Criado em 1990, por meio do Tratado de Assunção, O Mercosul (Mercado Comum do Sul) conta com a participação do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, e do Equador, Chile, Colômbia, Peru e Bolívia como membros associados. Desde 2016, a Venezuela permanece suspensa em razão de instabilidades internas.
  • 6. Página 6 de 10 O fluxo de pessoas e as trocas comerciais são alguns dos propósitos desse bloco. Acredita-se que é a principal frente de defesa contra o poder americano na América do Sul. O Mercosul apresenta um PIB de mais de 3 trilhões de dólares, o quinto maior do mundo. Desses valores, 70% é proveniente do Brasil. No que tange à estrutura, é composto por conselhos e comissões responsáveis pela inserção de acordos e gerenciamento de decisões políticas e suas possíveis crises. As disparidades financeiras e políticas entre os membros têm provocado sucessivos conflitos, além de retardar a criação da moeda única.
  • 7. Página 7 de 10 União Europeia A União Europeia (EU) também é fruto de um tratado, o de Maastricht. A partir de 1992, 28 nações elaboraram significativos meios para o fortalecimento das suas conjunturas e do próprio bloco. Entre as finalidades estão a implantação do euro como moeda única, construção do Parlamento Europeu e Banco Central. Além disso, em 2002, a zona do euro tornou-se ativa. Os territórios passaram a adotar a moeda e, em troca, oferecem certa estabilidade nas tarifas de mercado. A participação na EU demanda equilíbrio econômico e político dos interessados, e ciência dos regimentos parlamentares. O Reino Unido confirmou sua saída em 2016, em um processo chamado de Brexit.
  • 8. Página 8 de 10 NAFTA Formado, inicialmente, pelos Estados Unidos e Canadá, o NAFTA (Tratado Norte-Americano de Livre-Comércio) visa a derrubada dos impostos alfandegários e leis financeiras, facilitando o livre acesso aos mercados. Esse bloco atrai muitas críticas, uma vez que o poder americano diante dos demais países, incluindo o México que foi aceito em 1992, estimula um certo controle. Em 2018, o presidente em exercício dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um nova proposta com o intuito de aproximar os membros.
  • 9. Página 9 de 10 ASEAN A Asean (Associação de Nações do Sudeste Asiático), construída em 1967, é uma proposta que inclui a Tailândia, Filipinas, Malásia, Singapura, Indonésia, Brunei, Vietnã e Mianmar. Uma das finalidades do bloco é o estímulo à paz. Por isso, todos os países-membros firmaram o acordo de proibição das armas nucleares. A estabilidade econômica dos seus territórios também é outra motivação, sendo as alianças com o Japão e União Europeia uma forma de garantia.
  • 10. Página 10 de 10 Vantagens e desvantagens A criação de blocos econômicos que interferem no cenário mundial apresenta lados positivos e negativos. Conheça quais são: