Preparação da sala cirúrgica

9.724 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
2 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.724
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
66
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
378
Comentários
2
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Preparação da sala cirúrgica

  1. 1. PREPARAÇÃO DA SALA CIRÚRGICA
  2. 2. ESSENCIAL PARA A MANUTENÇÃO DE UMA TÉCNICA ASSÉPTICA  A SALA CIRÚRGICA DEVE SER COMPLETAMENTE LIMPA E LIVRE DE POEIRA
  3. 3. LIMPEZA GERAL DA SALA CIRÚRGICA  LIMPEZA SEMANAL COM ANTISSÉPTICOS: 1. LIMPEZA E REMOÇÃO DE TODOS OS EQUIPAMENTOS DA SALA OPERATÓRIA 2. LAVAGEM DE PAREDES, JANELAS E SUPORTE DE LÂMPADAS 3. LIMPEZA DE AR CONDICIONADO E VENTILADORES 4. ESVAZIAMENTO E REPOSIÇÃO DOS ESTOQUES DOS ARMÁRIOS
  4. 4. LIMPEZA GERAL DA SALA CIRÚRGICA  LIMPEZA DIÁRIA COM ANTISSÉPTICOS 1. DEVE SER FEITA NO FINAL DO DIA, AFIM DE NÃO ACUMULAR PÓ 2. ESVAZIAR E LIMPAR TODOS OS CONTINENTES (BALDES , ETC) 3. LAVAR A MESA DE CIRURGIA 4. PASSAR PANO COM DESINFETANTE EM TODA MOBÍLIA 5. LAVAR O ASSOALHO COM DESINFETANTE
  5. 5. LIMPEZA GERAL DA SALA CIRÚRGICA
  6. 6. PREPARAÇÃO DA SALA DE PRÉ-OPERATÓRIO 1. LIMPAR TODOS OS METAIS 2. ESVAZIAR TODOS OS BALDES E ASPIRADORES 3. LAVAR O CHÃO 4. TIRAR O PÓ E REPOR TODAS AS SOLUÇÕES
  7. 7. PREPARAÇÃO DA SALA DE PRÉ-OPERATÓRIO  SELECIONAR O LIXO EM: CORTANTES, CONTAMINADOS E CONTROLADOS.  MANTER UM NÚMERO LIMITADO DE ADMISSÃO DE PESSOAS, E SEMPRE VESTIDAS APROPRIADAMENTE  O NÚMERO DE CONVERSA DEVE SER REDUZIDO AO MÍNIMO, NO PREPARAÇÃO DA SALA E NO MOMENTO DA CIRURGIA
  8. 8. EQUIPE CIRÚRGICA
  9. 9. EQUIPE CIRÚRGICA EQUIPE DE ANESTESIA 1. FORMADA POR MÉDICOS ANESTESIOLOGISTAS 2. RESPONSÁVEL POR TODO ATO ANESTÉSICO 3. AVALIAÇÃO PRÉ-ANESTÉSICA DO PACIENTE 4. INDICAÇÃO DA MEDICAÇÃO ANESTÉSICA 5. APLICAÇÃO DESSA MEDICAÇÃO 6. MONITORAMENTO DO PACIENTE DURANTE A CIRURGIA
  10. 10. EQUIPE CIRÚRGICA EQUIPE DE CIRURGIA RESPONSÁVEL DIRETA POR TODO O ATO CIRÚRGICO. É COMPOSTA POR: 1. CIRURGIÃO: É O RESPONSÁVEL PELO ATO CIRÚRGICO, CABENDO A ELE O PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DO MESMO. 2. INSTRUMENTADOR CIRÚRGICO: É RESPONSÁVEL PELA MESA DE INSTRUMENTAL CIRÚRGICO
  11. 11. EQUIPE CIRÚRGICA 3. ENFERMEIRA: RESPONSÁVEL PELO PLANEJAMENTO DAS AÇÕES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM 4.TÉCNICOS DE ENFERMAGEM: • AUXILIAR DIRETO DA ENFERMEIRA • VERIFICAR O FUNCIONAMENTO, A CONSERVAÇÃO E A MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS NECESSÁRIOS NO CENTRO CIRÚRGICO
  12. 12. EQUIPE CIRÚRGICA  CIRCULANTE DE SALA:  ATENDIMENTO DIRETO DA SOLICITAÇÃO DA EQUIPE MÉDICA  POSIONAMENTO DO PACIENTE  VERIFICAÇÃO E CONTROLE DOS EQUIPAMENTOS NECESSÁRIOS NA CIRURGIA  AUXILIAR DE ENFERMAGEM:  É RESPONSÁVEL PELA MONTAGEM DA SALA CIRÚRGICA
  13. 13. EQUIPE CIRÚRGICA  POSIÇÃO DA EQUIPE DURANTE O ATO CIRÚRGICO
  14. 14. ARRUMAÇÃO DA MESA DE INSTRUMENTAÇÃO
  15. 15. ARRUMAÇÃO DA MESA DE INSTRUMENTAÇÃO  DEVE SER FEITA DE FORMA PADRONIZADA, DE ACORDO COM A ORDEM DE UTILIZAÇÃO DOS INSTRUMENTAIS  A ARRUMAÇÃO DA MESA DEVE COMEÇAR PELO CANTO INFERIOR DIRETO (VISÃO DO INSTRUMENTADOR)  ALTERNA O SENTIDO A DEPENDER DO LOCAL DA CIRURGIA E POSIÇÃO DO CIRURGIÃO
  16. 16. ARRUMAÇÃO DA MESA DE INSTRUMENTAÇÃO
  17. 17. ARRUMAÇÃO DA MESA DE INSTRUMENTAÇÃO DEVE-SE IMAGIMAR 6 SETORES PRINCIPAIS 1. DIÉRESE (BISTURIS E TESOURAS) 2. PREENSÃO ( PINÇAS DE PREENSÃO) 3. HEMOSTASIA ( GASES, COMPRESSAS, FIOS PARA LIGADURA E PINÇAS HEMOSTÁTICAS) 4. EXPOSIÇÃO ( AFASTADORES) 5. SETOR ESPECIAL ( VARIA DE ACORDO COM O TIPO DE CIRURGIA) 6. SÍNTESE ( AGULHAS, FIOS E PORTA-AGULHAS)
  18. 18. ARRUMAÇÃO DA MESA DE INSTRUMENTAÇÃO  DE UMA FORMA GERAL, OS INTRUMENTOS MENOS TRAUMÁTICOS DEVEM PRECEDER OS MAIS TRAUMÁTICOS  OS INSTRUMENTOS DEVEM TER SUAS CURVATURAS VOLTADAS PARA CIMA E SUAS PONTAS VOLTADAS PARA BAIXO (INSTRUMENTADOR)  EXCETO QUANDO AINDA DESMONTADOS (BISTURIS E PORTA- AGULHAS)
  19. 19. ARRUMAÇÃO DA MESA DE INSTRUMENTAÇÃO
  20. 20. SENTIDO DE ARRUMAÇÃO DA MESA DE INSTRUMENTAÇÃO  SENTIDO VARIA DE ACORDO COM O LOCAL DA OPERAÇÃO E POSIÇÃO DO CIRURGIÃO  CIRURGIAS EM QUE O CIRURGIÃO FICA À DIREITA DO PACIENTE, O SENTIDO SERÁ HORÁRIO ( CIRURGIAS SUPRA-UMBILICAIS)  CIRURGIAS COM O CIRURGIÃO À ESQUERDA, O SENTIDO SERÁ ANTI-HORÁRIO (CIRURGIAS INFRA-UMBILICAIS)
  21. 21. SENTIDO DA ARRUMAÇÃO DA MESA DE INSTRUMENTAÇÃO
  22. 22. REFERÊNCIAS  Manual de Normas e Rotinas do Centro Cirúrgico- UNILAVRAS; Lavras- MG. 2007  GOFFI, F.S. Técnica Cirúrgica: Bases anatômicas, fisiopatológicas e técnicas cirúrgicas. 4ª Ed. São Paulo: Atheneu, 2001.  BELLEN, B. V.; MAGALHÃES, H. P. Equipe cirúrgica. In: MAGALHÃES, H. P. Técnica Cirúrgica e Cirurgia Experimental. São Paulo: Sarvier, 1993

×