Terminologia de Engrenagens

Prof. Dr. Francisco José de Almeida

a) superfície primitiva: superfície imaginária que rola
...
Terminologia de Engrenagens

Prof. Dr. Francisco José de Almeida

2

j) diâmetro externo: medida do círculo externo.
k) cí...
Terminologia de Engrenagens

Prof. Dr. Francisco José de Almeida

3

z) altura total: distância radial entre o círculo ext...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Engrenagem terminologia

1.141 visualizações

Publicada em

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.141
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Engrenagem terminologia

  1. 1. Terminologia de Engrenagens Prof. Dr. Francisco José de Almeida a) superfície primitiva: superfície imaginária que rola sobre outra superfície primitiva sem escorregar, sobre a qual é gerada a engrenagem. b) cilindro primitivo: cilindro imaginário que rola sem escorregar sobre a superfície primitiva da engrenagem conjugada, sobre a qual é gerada a engrenagem cilíndrica. c) cone primitivo: cone imaginário que rola sem escorregar sobre a superfície primitiva da engrenagem conjugada, sobre o qual é gerada a engrenagem cônica. d) ponto primitivo: ponto de tangência das duas superfícies primitivas de engrenagens conjugadas. e) círculo primitivo: forma da seção transversal do cilindro primitivo; curva de intersecção do cilindro primitivo com o plano de rotação. f) diâmetro primitivo: medida do círculo primitivo. g) círculo de base: círculo a partir do qual é gerado o perfil de evolvente. h) diâmetro de base: medida do círculo de base. i) círculo externo: círculo tangente ao topo do dente.
  2. 2. Terminologia de Engrenagens Prof. Dr. Francisco José de Almeida 2 j) diâmetro externo: medida do círculo externo. k) círculo de raiz: círculo tangente ao pé do dente. l) diâmetro de raiz: medida do círculo de raiz. m) plano axial: plano que contém os dois eixos das engrenagens conjugadas. n) plano primitivo: é o plano perpendicular ao plano axial e tangente às superfícies primitivas, no ponto primitivo. o) plano de rotação: plano perpendicular ao eixo da engrenagem. p) plano transversal: plano perpendicular ao plano axial e ao plano primitivo; em engrenagens com eixos paralelos, coincide com o plano de rotação. q) plano normal: plano perpendicular ao plano primitivo e normal ao flanco do dente no ponto primitivo; em engrenagens de dentes retos, coincide com o plano de rotação. r) linha de ação: trajetória de contato em engrenagens com perfil evolvente; é uma linha reta passando pelo ponto primitivo e tangente aos círculos primitivos. s) linha de centros: linha que une os centros dos círculos primitivos de duas engrenagens conjugadas. t) distância entre-centros: distância entre os centros dos círculos primitivos de duas engrenagens conjugadas. u) número de dentes: número real de dentes gerados a partir do círculo de base na engrenagem. v) módulo: relação entre o diâmetro primitivo e o número de dentes, no plano transversal. w) módulo normal: módulo, medido no plano normal. x) addendum: distância radial entre o círculo primitivo e o círculo externo. y) dedendum: distância radial entre o círculo primitivo e o círculo de raiz.
  3. 3. Terminologia de Engrenagens Prof. Dr. Francisco José de Almeida 3 z) altura total: distância radial entre o círculo externo e círculo de raiz; somatória do addendum com o dedendum. aa) altura de trabalho: soma dos addenda das duas engrenagens conjugadas. ab) folga radial (clearange): diferença entre o addendum e o dedendum, em favor do segundo. ac) raio do fundo do dente: raio de concordância entre o flanco do dente e o fundo do vão entre dentes. ad) espessura circular: comprimento do arco entre os dois flancos do dente, medido no plano transversal, sobre o círculo primitivo. ae) espessura circular normal: espessura circular medida no plano normal. af) vão entre dentes: comprimento do arco entre os flancos inversos de dentes adjacentes, medido no plano transversal, sobre o círculo primitivo. ag) folga (backlash): diferença entre espessura circular e vão entre dentes, em favor do segundo. ah) passo circular: distância entre pontos correspondentes de dentes adjacentes, medida no plano transversal, sobre o círculo primitivo. ai) passo circular normal: passo circular medido no plano normal. aj) largura da engrenagem: largura da engrenagem medida no plano axial. ak) comprimento do dente: comprimento do dente medido no plano perpendicular ao plano normal; em engrenagens de dentes retos, é idêntico à largura da engrenagem. al) ângulo de pressão: ângulo medido no plano transversal, entre a normal ao flanco de dente e a tangente ao círculo primitivo, no ponto primitivo. am) ângulo de pressão normal: ângulo de pressão medido no plano normal. an) ângulo de hélice: ângulo medido no plano primitivo, entre o plano normal e o plano de rotação. ao) grau de recobrimento: número médio de dentes em contato ao mesmo tempo entre engrenagens conjugadas.

×