2 Navio Negreiro

8.915 visualizações

Publicada em

Navio Negreiros

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.915
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
746
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
360
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 Navio Negreiro

  1. 1. Navio Negreiro <br />
  2. 2. Quando os escravos deixavam <br />as portos na África, ficavam confinados <br />num navio em um espaço de 1,20m/46cm. <br />
  3. 3. Os dejetos e o sangue dos negros enchiam os buracos em 3 dias, e não eram esvaziados ao longo da viagem.<br />
  4. 4. Os ferros e correntes usados eram <br />para impedi-los de se jogarem do navio <br />
  5. 5. Quando ocorriam tempestades, os negros doentes eram atirados ao mar a fim do navio ficar mais leve<br />
  6. 6. As mulheres eram acorrentadas e suspensas<br />até certa altura para que os tripulantes do navio<br />pudessem usá-las conforme suas vontades.<br />
  7. 7. Até o fim da viagem a metade dos escravos transportados , <br />já haviam morrido<br />
  8. 8. As correntes não eram abertas até<br />os navios chegarem aos seus destinos. <br />
  9. 9. Quando chegavam em terra, os negros eram levados para os mercados, lá, eram banhados e suas peles hidratadas com óleo para disfarçar a aparência e serem vendidos como escravos saudáves. <br />
  10. 10. A história da lei Eusébio de Queiroz começa com a tarifa Alves Branco, essa tarifa aumentava os impostos alfandegários. Em resposta a isso a Inglaterra criou a lei de Bill Aberdeen, que apreenderia todo o navio negreiro encontrado trafegando. Depois de certa resistência o Brasil acabou cedendo ás pressões e criou a lei Eusébio de Queiroz que proibia o tráfico negreiro aqui no Brasil. <br />A escravidão começou a declinar com o <br />fim do tráfico de escravos.<br />
  11. 11. Alunos :Camila Soares Juliana FalcãoMariele Brito Tiago Emanuel Rafael Gama1º Ano B<br />

×