<ul><li>Gostaria que fizesses o mesmo: elegesses uns  seis a dez  objectos e sobre cada um deles escrevesses  um parágrafo...
<ul><li>Por vezes, nesta coluna da  Pública , a escolha dos objectos pelos convidados da revista era orientada por critéri...
<ul><li>No nosso caso  não será necessário reproduzir em imagens  cada um dos objectos (a não ser que tenhas gosto nisso e...
 
 
 
 
 
 
<ul><li>1.1.1  a ; </li></ul><ul><li>1.1.2  b ;  </li></ul><ul><li>1.1.3  a ;  </li></ul><ul><li>1.1.4  d ; </li></ul><ul>...
<ul><li>1.4.1:  comparação   </li></ul><ul><li>(cfr. «dir-se-ia» = ‘como’)  </li></ul>
<ul><li>Agora estamos aqui os dois, pode dar-me o nome que quiser, sou um português que não conseguia sair do Canto Primei...
<ul><li>Era um velho muito velho, sentado à porta da Torre de Arzila, as barbas todas brancas, os cabelos quase pelos  omb...
<ul><li>Tinha os olhos muito azuis, recitava uma espécie de  oração, qual  não foi o meu espanto quando, (ll. 5-6) </li></...
<ul><li>emparedado nas sílabas de  « as armas e os barões assinalados »  (linha 11) </li></ul>
<ul><li>—  Boa tarde ,  disse-lhe, tentando meter conversa. </li></ul><ul><li>—  Boa tarde  —  disse-lhe, tentando meter c...
<ul><li>Reparei  que trazia atada ao pescoço (l. 4) </li></ul><ul><li>reparei  que repetia incessantemente o primeiro vers...
<ul><li>d’ Os Lusíadas  (7) </li></ul><ul><li>dos  Lusíadas </li></ul><ul><li>de  Os Lusíadas </li></ul>
<ul><li>Era  um  velho   muito   velho ,  sentado  à  porta  da  Torre  de  Arzila , as  barbas   todas   brancas , os  ca...
<ul><li>Depois de criares tu também um novo começo, prossegue o teu texto, mas agora já desligado/a do de Alegre. Embora a...
<ul><li>O teu texto não tem de ter um fecho, uma conclusão. Podes assumir que é uma página solta de um texto que não nos c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ApresentaçãO Para DéCimo Ano, Aula 3 4

553 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
553
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ApresentaçãO Para DéCimo Ano, Aula 3 4

  1. 8. <ul><li>Gostaria que fizesses o mesmo: elegesses uns seis a dez objectos e sobre cada um deles escrevesses um parágrafo-legenda. </li></ul><ul><li>O conjunto decerto dará um quase-retrato teu, uma espécie de breve livro de memórias . </li></ul>
  2. 9. <ul><li>Por vezes, nesta coluna da Pública , a escolha dos objectos pelos convidados da revista era orientada por critérios estéticos. Parece-me mais importante que escolhas os objectos em função das alusões, dos comentários, que eles te permitam fazer. </li></ul>
  3. 10. <ul><li>No nosso caso não será necessário reproduzir em imagens cada um dos objectos (a não ser que tenhas gosto nisso e facilidade em o fazer). Basta que ponhas como cabeça de cada legenda uma designação bastante específica do objecto. Exemplo: «[Ursinho que tenho em casa, já sem uma pata, feito em algodão azul]». </li></ul>
  4. 17. <ul><li>1.1.1 a ; </li></ul><ul><li>1.1.2 b ; </li></ul><ul><li>1.1.3 a ; </li></ul><ul><li>1.1.4 d ; </li></ul><ul><li>1.1.5 b ; </li></ul><ul><li>1.1.6 d ; </li></ul><ul><li>1.1.7 c ; </li></ul><ul><li>1.1.8 a . </li></ul>
  5. 18. <ul><li>1.4.1: comparação </li></ul><ul><li>(cfr. «dir-se-ia» = ‘como’) </li></ul>
  6. 19. <ul><li>Agora estamos aqui os dois, pode dar-me o nome que quiser, sou um português que não conseguia sair do Canto Primeiro, você chegou e já posso ver das naus as velas côncavas inchando, sou um homem livre, posso finalmente passar ao Canto Segundo. </li></ul><ul><li>Era quase noite, ele acabou a Coca-Cola, já tinha bebido outras duas, o que era insólito </li></ul>
  7. 20. <ul><li>Era um velho muito velho, sentado à porta da Torre de Arzila, as barbas todas brancas, os cabelos quase pelos ombros, calçava umas alpercatas rotas, vestia uma estranha camisa comprida... (linha 2) </li></ul><ul><li>ombros. Calçava </li></ul>
  8. 21. <ul><li>Tinha os olhos muito azuis, recitava uma espécie de oração, qual não foi o meu espanto quando, (ll. 5-6) </li></ul><ul><li>Tinha os olhos muito azuis, recitava uma espécie de oração. Qual não foi o meu espanto quando, </li></ul>
  9. 22. <ul><li>emparedado nas sílabas de « as armas e os barões assinalados » (linha 11) </li></ul>
  10. 23. <ul><li>— Boa tarde , disse-lhe, tentando meter conversa. </li></ul><ul><li>— Boa tarde — disse-lhe, tentando meter conversa. </li></ul>
  11. 24. <ul><li>Reparei que trazia atada ao pescoço (l. 4) </li></ul><ul><li>reparei que repetia incessantemente o primeiro verso d’ Os Lusíadas (7) </li></ul>
  12. 25. <ul><li>d’ Os Lusíadas (7) </li></ul><ul><li>dos Lusíadas </li></ul><ul><li>de Os Lusíadas </li></ul>
  13. 26. <ul><li>Era um velho muito velho , sentado à porta da Torre de Arzila , as barbas todas brancas , os cabelos quase pelos ombros . Calçava umas alpercatas rotas , vestia uma estranha camisa comprida ... </li></ul><ul><li>Parecia uma pastelaria muito asseada, plantada à beira do caminho para a praia, as montras todas reluzentes, os bolos quase do momento. Tinha umas gomas dulcíssimas, vendia uns nutritivos gelados naturais... </li></ul>
  14. 27. <ul><li>Depois de criares tu também um novo começo, prossegue o teu texto, mas agora já desligado/a do de Alegre. Embora as duas primeiras linhas de «Canto Primeiro», que te servirão de matriz, convidem a um início descritivo, a redacção deve depois evoluir para uma abordagem mais autobiográfica (embora ficcional), usando portanto a 1.ª pessoa. </li></ul>
  15. 28. <ul><li>O teu texto não tem de ter um fecho, uma conclusão. Podes assumir que é uma página solta de um texto que não nos chegou completo. Depois, de criares tu também um novo começo de texto, prossegue mais umas linhas a sua redacção, mas agora já sem a mesma preocupação de seguir a sintaxe original. </li></ul>

×