A BELEZA DESSES ANIMAIS RAROS
ENCONTRADOS NA NATUREZA
 O albinismo (do termo em latim albus, "branco";
também chamado de acromia, acromasia ou
acromatose) é um distúrbio congê...
 A melanina se distribui por todo o corpo, dando cor e
proteção à pele, cabelos e à íris dos olhos. Quando o
corpo é inca...
 Os animais albinos, via de regra, não sobrevivem por muito
tempo em seu meio natural em virtude de sua debilidade ante
o...
Eles chegam a ser tratados como filhos
do diabo em algumas regiões da
África. Em muitas partes do mundo,
são vítimas de pr...
Animais albinos na natureza
Animais albinos na natureza
Animais albinos na natureza
Animais albinos na natureza
Animais albinos na natureza
Animais albinos na natureza
Animais albinos na natureza
Animais albinos na natureza
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Animais albinos na natureza

328 visualizações

Publicada em

Slide sobre o albinismo na natureza.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
328
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Animais albinos na natureza

  1. 1. A BELEZA DESSES ANIMAIS RAROS ENCONTRADOS NA NATUREZA
  2. 2.  O albinismo (do termo em latim albus, "branco"; também chamado de acromia, acromasia ou acromatose) é um distúrbio congênito caracterizado pela ausência completa ou parcial de pigmento na pele, cabelos e olhos, devido à ausência ou defeito de uma enzima envolvida na produção de melanina. O albinismo resulta de uma herança de alelos de gene recessivo e é conhecido por afetar todo o reino animal. O termo mais comum usado para um organismo afetado por albinismo é "albino".
  3. 3.  A melanina se distribui por todo o corpo, dando cor e proteção à pele, cabelos e à íris dos olhos. Quando o corpo é incapaz de produzir esta substância, ou de distribuí-la por todo o soma, ocorre a hipopigmentação, conhecida por albinismo.
  4. 4.  Os animais albinos, via de regra, não sobrevivem por muito tempo em seu meio natural em virtude de sua debilidade ante os raios solares e ainda porque sua falta de coloração os delata facilmente, quer para suas presas, quer para seus predadores.  Deve-se diferenciar, porém, os animais albinos daqueles que possuem a coloração branca (ou leucísticos). Comumente são vendidos animais como albinos quando na realidade trata-se de animais de pelagem branca mas que ainda assim possuem melanina em seu organismo, como ocorre aos ursos do Ártico.  A vida em cativeiro dos animais albinos é, sem dúvida, a única forma de manter sua sobrevivência. Por sua beleza e raridade, tornam-se atração em alguns zoológicos do mundo.
  5. 5. Eles chegam a ser tratados como filhos do diabo em algumas regiões da África. Em muitas partes do mundo, são vítimas de preconceito. Mas, de fato, o que diferencia os albinos de qualquer outro homem é apenas um transtorno genético que causa uma menor tolerância à luz, o que pode provocar problemas oftalmológicos e dermatológicos. O maior inimigo desses seres humanos de pela rosada e cabelos e pêlos muito claros, no entanto, é a discriminação. E para combater esse mal, em diversos lugares do mundo, estão sendo criadas associações.

×