PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE (1859-1882)                                              Felipe Ferreira Nascimento San...
PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE(1859-1882)                       22. BREVE RELATO DA ORIGEM DA CIDADE DE JAPARATUBAAnte...
PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE: ORIGEM, SÉCULO XIX                         3Nas terras do Rio Japaratuba, ja com o ald...
PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE(1859-1882)                      4                       fundo e lados, a fim de proprie...
PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE: ORIGEM, SÉCULO XIX                        54. CONCLUSÃOEm suma, a importância da const...
PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE(1859-1882)        6                      REFERÊNCIA BIBLIOGRAFIACABRAL, Eduardo Carvalh...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Japaratuba/SE

871 visualizações

Publicada em

artigo a igreja matriz de Japaratuba

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
871
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
84
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Japaratuba/SE

  1. 1. PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE (1859-1882) Felipe Ferreira Nascimento Santos*RESUMOEste artigo tende mostra a importância da Paróquia de Nossa Senhora da Saúde para acidade de Japaratuba/SE, bem como, um pouco da história da origem e fundação dacidade e algumas fases da construção da paróquia, mostrando figuras importante quecontribuiram para tal feito, e como as doação de fiéis foi de fundamental importanciapara construção do templo da paróquia.Palavras-chaves: Japaratuba; Paróquia; Construção; Doação.1. INTRODUÇAOO assunto abordado aqui nesse artigo é a fundação da Paróquia de Nossa Senhora daSaúde, situda na cidade de Japaratuba/SE, tendo como principal ponto de vista ohistoriografico. O que nos motiva a estudar este tema é a aproximidade e relações quetemos com ele, pois, é a minha cidade natal e penso estar contribuir com a historiografiajaparatubense e sergipana, consequentemente. A falta, não de fontes, mas de livrospublicados sobre o assunto, foi um impecílio para confecção do artigo, mas o objetivoaqui proposto foi alcançado, que era fazer um pequeno relato histórico da importância eorigem da Igreja Matriz de Japaratuba._______________________________*Graduando em História Licenciatura pela Universiade Federal de Sergipe. E-mail:felipehoshiana@hotmail.com
  2. 2. PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE(1859-1882) 22. BREVE RELATO DA ORIGEM DA CIDADE DE JAPARATUBAAntes de falar sobre da Paróquia de Nossa Senhora da Saúde vamos, entender um poucocomo surgiu a cidade de japaratuba, onde está localizada a referida igreja. É em volta doRio Japaratuba, ou talvez por causa dele, que tudo começa, é a partir dele que a cidade,que tem o mesmo nome, surge. A palavra Japaratuba é polêmica, no que diz respeito aoseu significado, portanto, o que se sabe de certo é que é de origem tupi. Era também onome do Cacique chefe dos indio da região, onde se localiza o rio. Alguns autorestraduz a palavra como “Rio de muitas voltas”, segundo: Cabral (2007, p. 23) “Portanto,para o nome Japaratuba, podem existir vários significados. “Rio de muitas volta” é omais adequado, tendo em vista a sinuosidade do rio que corta as terras do Município”.É no fim do Século XVI que o conquistador Cristóvão de Barros afirma a conquista dosPortuguesa sobre Sergipe, depois das vitorias sobre as aldeias da região sul e centro,segue até a região norte, onde se encontram com os remanecentes indigenas, queinformados que Cristóvão viria, se redem, polpando-os de um conflito que poderiacausar mortes em ambos os lados.O encontro foi feito de forma tensa, mas com um tom de concordancia das partes, oCacique Japaratuba é o primeiro a manter contato com os europeus e se submeter aosmesmos, logo depois seu irmão Pacatuba, agindo da mesma forma, se entrega cheio deformalidades e festins. “... o dia seguinte em que o governador com sua comitiva devia achar-se em seu aposento e retirou-se, mandando guias nas vesperas do dia designado. Chegando Cristóvão de Barros ao aposento de Japaratuba, o recebeu este com festim, cânticos e toques rudes de instrumentos, comedoria que constava de arroz no chão, e caça assada, e bebida, que vinha a ser uma infusão fermentada, composta de mandioca, e mel de abelha. No aposento de Japaratuba – prossegue o mesmo cronista – apareceu a Cristóvão de Barros, o cacique Pacatuba, irmão de Japaratuba, apresentando- se com as mesmas formalidades por seu irmão praticadas no sítio dos Siriri. Depois foi Cristóvão de Barros recebido pelo cacique Pacatuba em seus aposentos com os mesmos festins de Japaratuba. E dai seguiu Cristóvão de Barros para Porto da Folha.” (TRAVASSOS, 1915 apud SANTOS, 1988, p. 32)Após este encontro aminstoso, entre o Cacique Japaratuba, Pacatuba e Cristóvão deBarros, os Caciques retornam das terras do já abatido Siriri para seus locais de origem,na região do rio Japaratuba e Poxim. Cristovão de Barros lhes da o título de Capitãomor, para Japaratuba e Pacatuba, ambos agora lideres do aldeiamento criado peloportugueses. Cristovão de Barros segue em direção ao alto sertão sergipano parafinalizar sua conquista.
  3. 3. PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE: ORIGEM, SÉCULO XIX 3Nas terras do Rio Japaratuba, ja com o aldeamento firmado, um grande mal, umadoença contaminosa, assola os indíos e moradores do aldeamento, causando muitasmortes na região do Japaratuba. Devido a esse fato, o periódo de muito sofrimento dosJaparatubense, é de onde origina a motivação para à escolha do santo padroeiro dacapela erguida do pé do morro mais alto do aldeamento. É escolhido como santopadroeiro: Nossa Senhora da Saúde, como súplica aos céus pelo grande mal que matoumuitas vida ali.3. CONSTRUÇÃO DA PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DASAÚDEA fundação da Freguesia de Nossa Senhora da Saúde de Japaratuba data de 02 deAgosto do ano de 1858. E no mesmo ano é nomeado e enviado a Freguesia o VigárioPadre Domingos Henrique Lima, homem de fundamental importância para aconstrução e fundção do que viria a se tronar a Paróquia de Nossa Senhora da Saúde,pois, até o presente momento havia apenas uma pequena capela no ponto mais alto daFreguesia. Portanto, a Chegada do padre faz-se importante, porque Japaratuba agorapassaria a ter uma Paróquia.O início da construção é no ano seguinte, 1859. É sabido que para tal façanha, serianecessário recursos financeiro para a construção da Igreja, E a recem freguesia jadispunha de uma bom contigente populacional submisso ao cristianismo católico.Importantes senhores de engenho habitavam a região do Japaratuba. O Pe. HenriqueLima já instalado na freguesia recorre aos moradores e fiéis para arrecadar, através dedoações, dinheiro para compra de materias e objetos. Saõ as emolas recebidas dos fiéisque permitem ao padre dar o pontapé inicial a construção.Segundo o próprio Padre Domingos Henrique Lima, em suas anotações no livro detombo da Paróquia de Nossa Senhora da Saúde, extraido do livro, Japaratuba: daOrigem ao Sécuo XIX de Eduardo Carvalho Cabral, diz :“Duações feitas pelos Senhores Proprietários e mais fieis para o culto Divino e obra dehuma nova Matriz nesta Freg. De Nossa Senra. Da Saúde de Japaratuba desde que nellatomei posse como Vigr° em 8 Stbr° de 1858.” ”(Anotações do Padre Domingos HenriqueLima extraída do livro de tombo da paroquia) (LIMA apud CABRAL, 2007, p. 53)O terreno para a construção do templo da nova igreja foi doado pelo ComendadorAntônio José Travassos, o que dar a entender é que é no mesmo local onde foiconstruida a primeira capela. “Antônio José Travassos doou o terreno necessário para formar o Templo da Matriz na falda do monte, chamado – Do Borgado, que fica em frente à praça, com extensão que fosse precisa para o Adro,
  4. 4. PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE(1859-1882) 4 fundo e lados, a fim de propriedade nenhuma se – lhe – encntrar, e foi disto testemunhas o seo irmão o Dr. João Ferr.ª de Brito Travassos, O Capt. Manoel José do Nascimt° Júnior e o Ten. João José da Svª Montes. Em Dezbr° do mem° anno Doou hum sino (o maior) o Snr. José Francisco de Menezes Sobral, a quem custou na Bahia a q. De cento e tantos mil Rés”(Anotações do Padre Domingos Henrique Lima extraída do livro de tombo da paroquia) (LIMA apud CABRAL, 2007, p. 54)A base de muitas doações é que a Paróquia foi surgindo, objetos, ornamentos e dinheirochegavam nas mãos do Vigário da freguesia. Para ornamentação dos santos doaramjoias de ouro, outros madaram trazer de outros lugares os santos para o altar mor.Consta também no livro de tombo da paróquia, a doação de uma lâmpadas de prata feitapor D. Maria de Faro Rollemberg.A imagem de Nossa Senhora da Saúde, chega na freguesia no ano de 1870, para talacontecimento, foi feito uma festa, e para a ocasião da festa fora feito um leilão querendeu algum dinheiro, que foi revertido para manutensão do altar mor e compra demais outros santos, como é o caso das imagens de Sr. Mortos e N. Senhora da Solide.Chega as mão de Eduardo Carvalho Cabral, autor extremamente citado e exploradonesse artigo, notas manuscritas, que supõe ele, ser da Professora Terezinha Oliva, quedescreve a construçao da Igreja Matriz de Japaratuba: “... aparelhou – se a frente com vidraças; 1871 – alicerces das paredes laterais; 1872 – portas, soleiras (vinháteis); 1873 – parede do arco – mor; 1877 – completou – se o arco e mudou –se a capela; 1879 – reforma do altar; 1880 – para o Presidente da Província, que é de bom alvitre transcrever:” “Ilm° e Exmo Snr. Tenho completou – se a capela, coro e sacristia; 1882 – reboco interno e construçao do coro.” (OLIVA apud CABRAL, 2007, p. 57)Outro fato marcante na história da Igreja Matriz, é a instalção do relógio em uma dastorres do templo, foi instaldo na década de trinta do século XX. Esse acontecimento, foinotícia em Japaratuba, através do jornal “A Paróquia de Japaratuba”, segundo pesquisasfeitas na Biblioteca Epifâno Dória por Eduardo Cabral.Não saberei precisar ao certo uma data para conclusão da construção da Igreja Matriz deJaparatuba, mas pretensamente, segundo a última data mencionada por Terezinha Oliva,na citação acima transcrita, 1882, e tomando como referência o livro de tombo da igrejaonde o Padre Henrique Lima, relata o ano de 1859 como ano de inicio da construção,ouso dizer que durou cerca de mais de duas décadas para que o templo estivesseconstruido.
  5. 5. PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE: ORIGEM, SÉCULO XIX 54. CONCLUSÃOEm suma, a importância da construção da Igreja de Nossa Senhora da Saúde nafregeusia de Japaratuba, transcede a mera ideia de que ela seria um local apenas de cultoreligioso. Foi lá onde as relções socias se afirmaram, onde a educação, através dacatequese chegou para alguns afortunados. Observa-se também, o crescimento da cidadeem volta da igreja, denotando a sua grande importância como centro de crescimentourbano.
  6. 6. PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE(1859-1882) 6 REFERÊNCIA BIBLIOGRAFIACABRAL, Eduardo Carvalho. Japaratuba: da Origem ao Século XIX.Aracaju:Triunfo, 2007. 464 p.Enciclopédia dos Municipios. XXIV Volume. IBGE, 1959.SANTOS, Pedrinho dos. A Proclamação da República na missão de Japaratuba.Aracaju: Infographic’s, 1990. 235 p.SOUSA, Antônio Lindvaldo.Temas de História de Sergipe II. Universidade Federalde Sergipe. São Cristóvão. CESAD, 2010.

×