UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ
INSTITUTO DE ESTUDOS E PESQUISAS VALE DO ACARAÚ
CURSO DE LICENCIATURA ESPECÍFICA EM H...
Francisco Robson Andrade Marques
Jânia Barbosa Melo
Janaína Silveira da Costa
Maria Renata Andrade Marques
Maria Valdênia ...
Dedicatória
O capítulo no qual foi editado
é dedicado em primeiro lugar
a Deus, que nos deu força e
perseverança em toda e...
SUMÁRIO
Introdução
Capítulo I
1.1 Criação das Freguesias
1.2 Criação das Capelas e Padroeiras
1.3 Vigários e Sacerdotes vi...
INTRODUÇÃO
Ao retratarmos a religiosidade do município de Acaraú
deparamo-nos com os seguintes aspectos: A criação da Freg...
pelos líderes dessas entidades e pela influência de colonos
estrangeiros que aqui vinham chegando e se instalando durante ...
CAPÍTULO I
1.1 CRIAÇÃO DAS FREGUESIAS
Sendo pois uma das principais inspirações da população do
povoado da Barra do Acarac...
fica desmembrada das Freguesias a que pertence, e o seu nome
será de Freguesia da Barra do Acaracú.
- Artigo 2º - O seu pá...
Freguesia emigrou para a nova sede, instalando-se na povoação
da Barra do Acaracú. Essa situação, no entanto, logo se modi...
1.2 CRIAÇÃO DAS CAPELAS E PADROEIRAS
Diante da necessidade de se contemplar todo o povoado da
região da Barra do Acaraú, q...
CAPELA DE SÃO BENEDITO
A Capela consagrada a São Benedito foi construída em mil
oitocentos e setenta. Porém só passou a se...
CAPELA DE SÃO SEBASTIÃO
Não podemos deixar de relatar a importância que a igreja de São
Sebastião tem na vida de seus rome...
Por oportuno, vale salientar que à medida que a cidade de
Acaraú deu inicio ao seu processo de desenvolvimento e começou a...
-- Pe. Raimundo Monteiro Dias, em 1911 a 1912.
-- Pe. Antônio Tomás, em 1912 a 1924.
-- Pe. Francisco Araken da Frota, em ...
1.4 RELIGIÃO PROTESTANTE
A Religião Protestante ou Evangélica foi implanta em Acaraú no
ano de 1937, pelo Pastor Norte Ame...
cultos nas comunidades, entre elas ainda citadas no Livro Município
de Acaraú, ressaltando a comunidade de “Espraiado” e p...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ARAÚJO, Nicodemos. Acaraú; cidade centenária. Fortaleza,
Secretaria de Cultura e Desporto, 1982...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Livro religião acaraú

418 visualizações

Publicada em

Relata o processo de construção da identidade religiosa do povoado a que se deveu-se essa cidade(Acaraú-CE),como a criação das freguesias, capelas e padroeiros, vigários e sacerdotes vigentes nessas freguesia e a que deveu-se surgimento da religião evangélica nessa região.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
418
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro religião acaraú

  1. 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ INSTITUTO DE ESTUDOS E PESQUISAS VALE DO ACARAÚ CURSO DE LICENCIATURA ESPECÍFICA EM HISTÓRIA A RELIGIÃO EM ACARAÚ ACARAÚ-CE
  2. 2. Francisco Robson Andrade Marques Jânia Barbosa Melo Janaína Silveira da Costa Maria Renata Andrade Marques Maria Valdênia Tavares Andrade Paulo Gomes de Sousa Renato Nunes Ferreira 1º edição IVA
  3. 3. Dedicatória O capítulo no qual foi editado é dedicado em primeiro lugar a Deus, que nos deu força e perseverança em toda essa jornada de trabalho, aos nossos amigos da Universidade, a nossa Professora Margarida Marciel Marques por ter nos orientado durante esta disciplina e por fim ao Instituto IVA.
  4. 4. SUMÁRIO Introdução Capítulo I 1.1 Criação das Freguesias 1.2 Criação das Capelas e Padroeiras 1.3 Vigários e Sacerdotes vigentes da Freguesia 1.4 Religião Protestante
  5. 5. INTRODUÇÃO Ao retratarmos a religiosidade do município de Acaraú deparamo-nos com os seguintes aspectos: A criação da Freguesia, mediante os anseios e os obstáculos sofridos pelos peregrinos acarauenses que acabavam por defrontarem-se com a longevidade ao acesso a freguesia mais próxima, que situava-se no povoado de Almofala. O desmembramento da igreja matriz em diversas outras filiais, denominadas de capelas, as quais, levavam nomes de importantes de pessoas que dedicaram sua vida a religiosidade ou a vida comunitária desse lugarejo. Trataremos ainda das personalidades Sacerdotais que tanto contribuíram para a formação, desenvolvimento e difusão da formação religiosa desse povoado marítimo, que aqui residiam nesta terra chamada de Barra do Acaraú, além de mencionarmos a participação de alguns desses membros na vida política desse vilarejo. Por fim, relataremos o desmembramento da Religião Católica em novas outras vertentes (igreja Protestante), que surgiram no decorrer do processo de formação histórica do Município pela insastifação do povo quanto as formas de manifestação empregado
  6. 6. pelos líderes dessas entidades e pela influência de colonos estrangeiros que aqui vinham chegando e se instalando durante a Regência trina. Esperamos que vocês gostem do nosso trabalho. Ele foi feito com muito carinho pensando na Educação e no ensino da História. Os autores
  7. 7. CAPÍTULO I 1.1 CRIAÇÃO DAS FREGUESIAS Sendo pois uma das principais inspirações da população do povoado da Barra do Acaracú em virtudes ao seu processo de informação estava a criação de sua Freguesia que ocorreu, segundo relatos históricos, pela vinda e fixação de colonos estrangeiros na Regência Trina, como os Corijeus, brigadeiro Francisco de Lima e Silva e Deputados João Brandão Muniz e José da Costa Carvalho, a cinco de setembro de mil e oitocentos e trinta e dois satisfazendo um antigo desejo daquele povo trabalhador. “A Regência, em nome do Imperador, o Senhor Dom Pedro 2º, tem sancionada, e manda que se execute, a Resolução seguinte da Assembléia Geral, sobre proposta do Conselho Geral da Província do Ceará. - Artigo 1º - A Freguesia de Almofala fica removida para a aprovação na Barra do Acaracú, competindo-lhe por distrito dez léguas pelo litoral a Leste, e quinze a Oeste, e dez para o centro, que
  8. 8. fica desmembrada das Freguesias a que pertence, e o seu nome será de Freguesia da Barra do Acaracú. - Artigo 2º - O seu pároco vencerá o que vencem por Lei e costumes os demais Párocos da Província. Pedro Araújo Lima, Conselho de Sua Majestade Imperial, e Secretário de Estado dos negócios da justiça, o tinha assim entendido e faça executar com os despacho necessários. Palácio do Rio de Janeiro, em cinco de setembro de mil oitocentos e trinta e dois, um décimo da independência e do Império. Francisco de Lima e Silva – José da Costa Carvalho – Pedro de Araújo Lima. Está conforme. O Vigário Antonio Xavier de Castro Silva.” Instituída segundo Provisão de doze de setembro de mil setecentos e sessenta e seis e posteriormente transformada em Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Almofala. Diante desse remanescente histórico e de acordo com o decreto geral de cinco de setembro de mil oitocentos e trinta e dois, a precedente
  9. 9. Freguesia emigrou para a nova sede, instalando-se na povoação da Barra do Acaracú. Essa situação, no entanto, logo se modificou, quando por força da Lei nº 139, de dez de setembro de mil oitocentos e trinta e oito, institui-se em Freguesia a capela de Santana, subordinada à matriz de Sobral e a manter a denominação de Freguesia de Nossa Senhora de Santana. Com o advento Lei nº 283, de quinze de dezembro de mil oitocentos e quarenta e dois, reverte-se o quadro anterior, modificando novamente a Freguesia. Retornou, então, à Barra do Acaracú, com a denominação alterada para Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Barra do Acaraú, local onde posteriormente seria transformada em Paróquia e edificada a Igreja-Matriz.
  10. 10. 1.2 CRIAÇÃO DAS CAPELAS E PADROEIRAS Diante da necessidade de se contemplar todo o povoado da região da Barra do Acaraú, que não mais demonstrara total afinidade para com a religião “mãe”, autoridades religiosas locais viram-se diante da necessidade de se desmembrar a Igreja Matriz em diversos complexos a fim de levar o atendimento religioso e comunitário para todos os recantos da região. Tal decisão resultou na criação da capela de Santo Antônio, São Benedito e São Sebastião. CAPELA DE SANTO ANTÔNIO A Capela de Santo Antônio foi criada no 1º quartel do século XIX, em honra ao Santo Antônio, localizado no lugar onde se construiu o grupo escolar Sete de Setembro. Esse templo foi edificado pelo Padre Luiz Martins dos Santos Araújo, porém mais tarde a capela foi mandada demolir, pelo vigário Antônio Xavier, em mil oitocentos e oitenta e cinco. Hoje, encontra-se neste local o Centro Educacional de Jovens e Adultos (CEJA).
  11. 11. CAPELA DE SÃO BENEDITO A Capela consagrada a São Benedito foi construída em mil oitocentos e setenta. Porém só passou a ser oficial sagrada para os fiéis no ano mil oitocentos e setenta e três pelo Padre Jerônimo Tomé da Silva, vindo ser mais tarde Arcebispo Primaz do Brasil na Bahia. No ano de mil novecentos e oitenta o Padre Antônio Bezerra fala das festas memoráveis realizadas com enorme influência dos fiéis.
  12. 12. CAPELA DE SÃO SEBASTIÃO Não podemos deixar de relatar a importância que a igreja de São Sebastião tem na vida de seus romeiros. Com um grande número de fiéis, cada vez mais aumentando, viu-se a necessidade de construir mais uma nova capela, que veio a ser formada em 1923/25. Sua inauguração se deu a treze de dezembro de mil novecentos e vinte e cinco, pelo o Exmo. Sr. Dom José Tupinambá da Frota, que ali celebrou sua 1º missa o Mons. José Edson Magalhães, no qual foi auxiliado por seu tio, Manoel Oliveira Magalhães, vindo a conservar o lindo templo.
  13. 13. Por oportuno, vale salientar que à medida que a cidade de Acaraú deu inicio ao seu processo de desenvolvimento e começou a ser dividido em Bairros ouve-se a necessidade de serem erguidos novo anexos filiados à Igreja Matriz aproximando cada vez mais os fiéis de sua crença religiosa. 1.3 VIGÁRIOS E SACERDOTES VIGENTES DA FREGUESIA A Paróquia de Acaraú, ao longo de seus 162 anos, teve sob sua direção `a frente trabalhos administrativos e pastorais os seguintes vigários os quais passamos a relacionar com os respectivos período de munos paroquial: -- Pe. Francisco Rodrigues Barbosa, nomeado em 1832, e que não tomou posse do cargo. -- Pe. Bernardo Clemente da Cruz e Oliveira, de 1833 a 1834. -- Pe. Antonio Xavier Maria de Castro, 1834 a 1901. -- Pe. Antônio Tomás, 1901 a 1910. -- Pe. João Saraiva Leão, em 1911.
  14. 14. -- Pe. Raimundo Monteiro Dias, em 1911 a 1912. -- Pe. Antônio Tomás, em 1912 a 1924. -- Pe. Francisco Araken da Frota, em 1924 a 1925. -- Pe José Arteiro Soares, 1926 a 1931. -- Pe. Sabino de Lima Feijão, em 1932 a 1965. -- Mons. José Edson Magalhães, em 1965 a 2010. -- Depois desta data, passaram por aqui os seguintes padres: Pe Jesuíno, Pe. João, Pe. Robson Cabral, e hoje se encontra como pároco da cidade de Acaraú João Eudes.
  15. 15. 1.4 RELIGIÃO PROTESTANTE A Religião Protestante ou Evangélica foi implanta em Acaraú no ano de 1937, pelo Pastor Norte Americano, Horácio Mufin, o mesmo fez diversas pregações na cidade, porém não adquirindo nossos resultados. Logo depois em 1939, chegou o Reverendo Frederico Kreick, para continuar o trabalho já continuado. Então a referida Religião deste município está apresentada quatro igrejas: A primeira igreja dessa ceita, a Igreja Evangélica Interdenominacional de Acaraú, em 2 de abril de 1941 pelo Ministro Frederico Kreick. Em 25 de janeiro de 1960, foi criado a igreja bíblica pelo missionário Revdo. Roberto Willians. O Senhor Aloísio Viana Moreira em 12 de novembro de 1964, instalou na cidade uma congregação da Assembléia de Deus (Petencostal) que ainda hoje denomina-se Igreja Evangélica Assembléia de Deus, onde a mesma vem realizando seus atos de
  16. 16. cultos nas comunidades, entre elas ainda citadas no Livro Município de Acaraú, ressaltando a comunidade de “Espraiado” e por fim foi organizada e instalada a Congregação Batista de Acaraú em 08 de agosto de 1969, pelo Pastor Edgar Gomes de Menezes. Portanto, ainda hoje prevalecem quase todas, onde 1/3 da população é Evangélica.
  17. 17. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARAÚJO, Nicodemos. Acaraú; cidade centenária. Fortaleza, Secretaria de Cultura e Desporto, 1982. ARAÚJO, Nicodemos. Município de Acaraú – Notas para sua história. Departamento de imprensa oficial do Ceará, 1971.

×