Leitura de vão de escada... a banda desenhada na biblioteca municipal de oeiras Seminário Internacional – Bibliotecas e Ba...
Enquadramento Iniciativas & Constrangimentos 1 2 3 Conclusões
<ul><li>OBJECTIVOS DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OEIRAS: </li></ul><ul><ul><li>CONSTITUIÇÃO DE UMA BEDETECA IDEAL </li></ul><...
<ul><li>MISSÃO DA BP (IFLA/UNESCO) E CONTRIBUTO DA BD </li></ul><ul><ul><li>CRIAR E FORTALECER HÁBITOS DE LEITURA </li></u...
<ul><li>MISSÃO DA BP (IFLA/UNESCO) </li></ul><ul><ul><li>Todos os grupos etários devem encontrar documentos adequados </li...
<ul><li>SUSTENTAÇÃO POR PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS </li></ul><ul><ul><li>Our culture and the world are shifting to incre...
<ul><li>Dados Nacionais </li></ul><ul><ul><li>Bd considerada 4º género mais importante para o despertar do gosto pela leit...
<ul><li>Ciente dos dados referidos, a Biblioteca Municipal de Oeiras decidiu retirar esta literatura e forma de arte do vã...
<ul><li>FORMAÇÃO: </li></ul><ul><ul><li>2 dias / 12 horas / 20 técnicos das BMO; </li></ul></ul><ul><ul><li>História da ba...
<ul><li>AQUISIÇÃO DE MOBILIÁRIO: </li></ul><ul><ul><li>4 empresas / 4 soluções / 4 desilusões; </li></ul></ul><ul><ul><li>...
<ul><li>AQUISIÇÕES </li></ul><ul><ul><li>Títulos (549), distribuídos por língua </li></ul></ul>
<ul><li>AQUISIÇÕES </li></ul><ul><ul><li>Títulos (549) distribuídos por tipologia </li></ul></ul>
<ul><li>AQUISIÇÕES </li></ul><ul><ul><li>Títulos (549) distribuídos pelas editoras mais representativas. O total de editor...
<ul><li>AQUISIÇÕES </li></ul><ul><ul><li>Constrangimento nosso, face à existência de um único fornecedor; </li></ul></ul><...
<ul><li>NO VÃO… </li></ul>
<ul><li>FORA DO VÃO… </li></ul>
<ul><li>Conclusões: </li></ul><ul><li>- Estatísticas de empréstimos de bd nas BMO (2002 - 2008) </li></ul>
<ul><li>Conclusões: </li></ul><ul><ul><li>Intenção de criar Bedeteca Ideal, representativa e para um público não infantil;...
<ul><li>Conclusões: </li></ul><ul><ul><li>Aumento do número de empréstimos em quase 50%, fruto da deslocação da colecção  ...
Obrigado! Leitura de vão de escada | a bd e as bibliotecas municipais de oeiras LOGO Bruno Duarte Eiras –  [email_address]...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Leitura de vão de escada: a banda desenha na biblioteca municipal de oeiras

1.094 visualizações

Publicada em

Apresentação feita no Seminário Internacional Bibliotecas e Banda Desenhada a 23 e 24 de Outubro de 2008 - Lisboa

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.094
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leitura de vão de escada: a banda desenha na biblioteca municipal de oeiras

  1. 1. Leitura de vão de escada... a banda desenhada na biblioteca municipal de oeiras Seminário Internacional – Bibliotecas e Banda Desenhada 23 e 24 de Outubro de 2008 | Auditório da Biblioteca Orlando Ribeiro
  2. 2. Enquadramento Iniciativas & Constrangimentos 1 2 3 Conclusões
  3. 3. <ul><li>OBJECTIVOS DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OEIRAS: </li></ul><ul><ul><li>CONSTITUIÇÃO DE UMA BEDETECA IDEAL </li></ul></ul><ul><ul><li>REPRESENTATIVIDADE DE AUTORES E GÉNEROS </li></ul></ul><ul><ul><li>OFERTA PARA UM PÚBLICO NÃO INFANTIL </li></ul></ul>
  4. 4. <ul><li>MISSÃO DA BP (IFLA/UNESCO) E CONTRIBUTO DA BD </li></ul><ul><ul><li>CRIAR E FORTALECER HÁBITOS DE LEITURA </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desenvolvimento cognitivo, formação de juízo crítico, enriquecimento cultural. PNL </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Já não se pensa, felizmente, que a leitura de histórias aos quadradinhos é prejudicial à formação juvenil, ou inimiga da leitura. BN </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>PROMOVER O APREÇO PELAS ARTES </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>A BD é uma arte autónoma e de corpo inteiro (...) um meio de comunicação diferente de todos os outros, com uma linguagem própria e artística. BN </li></ul></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>MISSÃO DA BP (IFLA/UNESCO) </li></ul><ul><ul><li>Todos os grupos etários devem encontrar documentos adequados </li></ul></ul><ul><ul><li>às suas necessidades. As colecções e serviços devem incluir todos </li></ul></ul><ul><ul><li>os tipos de suportes e tecnologias modernas, assim como fundos </li></ul></ul><ul><ul><li>tradicionais. É essencial que sejam de elevada qualidade e </li></ul></ul><ul><ul><li>adequadas às necessidades e condições sociais. As colecções </li></ul></ul><ul><ul><li>devem reflectir as tendências actuais e a evolução da sociedade, </li></ul></ul><ul><ul><li>bem como a memória da humanidade e o produto da sua </li></ul></ul><ul><ul><li>imaginação. </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><li>SUSTENTAÇÃO POR PROFISSIONAIS ESPECIALIZADOS </li></ul><ul><ul><li>Our culture and the world are shifting to increasingly visual forms </li></ul></ul><ul><ul><li>of communication (…) Inspiring reluctant, unmotivated, or </li></ul></ul><ul><ul><li>disaffected readers is another matter. Many projects have </li></ul></ul><ul><ul><li>demonstrated the efficacy of graphic novels for some problem </li></ul></ul><ul><ul><li>readers. Francisca Goldsmith </li></ul></ul><ul><ul><li>Educators need not worry that graphic novels discourage text </li></ul></ul><ul><ul><li>reading. Lavin (1998) even suggested that reading graphic novels </li></ul></ul><ul><ul><li>might require more complex cognitive skills than the reading of </li></ul></ul><ul><ul><li>text alone. Gretchen E. Schwarz </li></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>Dados Nacionais </li></ul><ul><ul><li>Bd considerada 4º género mais importante para o despertar do gosto pela leitura; </li></ul></ul><ul><ul><li>20,4% dos inquiridos lê sempre as tiras de bd dos jornais; </li></ul></ul><ul><ul><li>46,7% dos inquiridos têm bd em casa; </li></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>PNL - A leitura em Portugal </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  8. 8. <ul><li>Ciente dos dados referidos, a Biblioteca Municipal de Oeiras decidiu retirar esta literatura e forma de arte do vão de escada: </li></ul><ul><ul><li>Formação interna; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aquisição de mobiliário; </li></ul></ul><ul><ul><li>Actualização do fundo documental (aquisições); </li></ul></ul>
  9. 9. <ul><li>FORMAÇÃO: </li></ul><ul><ul><li>2 dias / 12 horas / 20 técnicos das BMO; </li></ul></ul><ul><ul><li>História da banda desenhada; </li></ul></ul><ul><ul><li>Banda desenhada e promoção da leitura; </li></ul></ul><ul><ul><li>Tratamento técnico documental; </li></ul></ul><ul><ul><li>Actividades de animação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Arrumação e marketing da colecção; </li></ul></ul>
  10. 10. <ul><li>AQUISIÇÃO DE MOBILIÁRIO: </li></ul><ul><ul><li>4 empresas / 4 soluções / 4 desilusões; </li></ul></ul><ul><ul><li>Adaptação ao espaço disponível; </li></ul></ul><ul><ul><li>Especificações quanto ao tipo de mobiliário; </li></ul></ul><ul><ul><li>Apresentação de soluções inovadoras; </li></ul></ul><ul><ul><li>Arrumação Vs. Exposição; </li></ul></ul>
  11. 11. <ul><li>AQUISIÇÕES </li></ul><ul><ul><li>Títulos (549), distribuídos por língua </li></ul></ul>
  12. 12. <ul><li>AQUISIÇÕES </li></ul><ul><ul><li>Títulos (549) distribuídos por tipologia </li></ul></ul>
  13. 13. <ul><li>AQUISIÇÕES </li></ul><ul><ul><li>Títulos (549) distribuídos pelas editoras mais representativas. O total de editoras é de 82. </li></ul></ul>
  14. 14. <ul><li>AQUISIÇÕES </li></ul><ul><ul><li>Constrangimento nosso, face à existência de um único fornecedor; </li></ul></ul><ul><ul><li>Falha do fornecedor; </li></ul></ul><ul><ul><li>Demora na resposta de fornecedores estrangeiros; </li></ul></ul><ul><ul><li>Algumas editoras já não existem; </li></ul></ul><ul><ul><li>Grande quantidade de livros esgotados; </li></ul></ul><ul><ul><li>Fornecedor recorreu já a alfarrabistas; </li></ul></ul><ul><ul><li>A lista de aquisições efectivamente adquirida é de 15% (81 títulos) </li></ul></ul>
  15. 15. <ul><li>NO VÃO… </li></ul>
  16. 16. <ul><li>FORA DO VÃO… </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Conclusões: </li></ul><ul><li>- Estatísticas de empréstimos de bd nas BMO (2002 - 2008) </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Conclusões: </li></ul><ul><ul><li>Intenção de criar Bedeteca Ideal, representativa e para um público não infantil; </li></ul></ul><ul><ul><li>Sustentação em orientações específicas, opiniões de profissionais de referência e estudos nacionais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação interna abrangente e contemplando 33% da equipa da BMO; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aquisição de mobiliário dificultada por oferta manifestamente desadequada; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aquisição de fundo documental dificultada: limitação a um fornecedor, falha do mesmo, muitas editoras estrangeiras, exemplares esgotados. </li></ul></ul>
  19. 19. <ul><li>Conclusões: </li></ul><ul><ul><li>Aumento do número de empréstimos em quase 50%, fruto da deslocação da colecção na sala de leitura. </li></ul></ul><ul><ul><li>Por isso, já sabem: </li></ul></ul><ul><ul><li>Arrastem estantes, promovam a BD! </li></ul></ul>
  20. 20. Obrigado! Leitura de vão de escada | a bd e as bibliotecas municipais de oeiras LOGO Bruno Duarte Eiras – [email_address] Gaspar Matos – [email_address] www.oeiras-a-ler.blogspot.com

×