Introdução ao  jornalismo impresso   Professor mestre Artur Araujo (artur.araujo@puc-campinas.edu.br) Elementos gráficos e...
 
O jornal sob o aspecto gráfico <ul><li>Diagramar é um exercício tanto de geometria plana quanto de construção de sentido. ...
Quatro elementos básicos <ul><li>Para transmitir visualmente a mensagem da página, o artista diagramador conta com quatro ...
Legibilidade:  a zona ótica <ul><li>1. Zona primária </li></ul><ul><li>2. Zona secundária </li></ul><ul><li>3. zona morta ...
Páginas pares e ímpares <ul><li>A visualidade do produto impresso está também relacionada à questão das páginas ímpares e ...
Prioridades na visibilidade ao diagramar <ul><li>Para Rafael Souza Silva, a  zona primária deve ter um  elemento forte par...
Como nasce um jornal (abertura do filme “Primeira Página”)
 
Um esforço pela beleza, pela funcionalidade, ou pelo grotesco <ul><li>Trata-se da árdua e complexa tarefa de dotar uma fol...
Beleza
Funcionalidade
Grotesco
Diagramar é também construir o sentido <ul><li>Não se trata, porém, de um puro exercício pictórico, pois fica também suben...
Conceitos em jornalismo impresso: a lauda <ul><li>Folha de papel padronizada na qual jornalistas e colaboradores redigem t...
 
Cena do filme “Todos os homens do presidente” <ul><li>O propósito da lauda era o de calcular o espaço de texto, fazendo-o ...
Conceitos em jornalismo impresso: a manchete <ul><li>É a frase ou palavra que forma o título principal da primeira página ...
Manchete segundo a Folha <ul><li>Manchete  - É a principal notícia do dia e deve receber o título mais importante da Prime...
Manchete
Chamada <ul><li>Chamada  - Texto curto que  resume  as informações publicadas pelo jornal a respeito de um assunto.  Remet...
Chamada de capa  do Diário do Povo Chamada de capa  do jornal Público (Portugal) Chamada de capa  do jornal Público (Portu...
Título <ul><li>Palavra ou frase, geralmente composta em corpo maior que o utilizado no texto, e situada com destaque no al...
O tema da próxima aula: Exercícios  com o  conteúdo editorial. Na aula seguinte vamos abordar os conceitos de notícia.
Citação do dia <ul><li>“ Chamo jornalismo  a tudo o que será  menos interessante  amanhã do que hoje”   </li></ul>André Gi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Elementos gráficos

8.946 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.946
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
30
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
121
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elementos gráficos

  1. 1. Introdução ao jornalismo impresso Professor mestre Artur Araujo (artur.araujo@puc-campinas.edu.br) Elementos gráficos e editoriais de um jornal Acesse o site: http://docentes.puc-campinas.edu.br/clc/arturaraujo/ Acesse o FTP: ftp://ftp-acd.puc-campinas.edu.br/pub/professores/clc/artur.araujo/
  2. 3. O jornal sob o aspecto gráfico <ul><li>Diagramar é um exercício tanto de geometria plana quanto de construção de sentido. Para realizar essa dupla tarefa, o diagramador tem à disposição textos, imagens e brancos para combinar. </li></ul><ul><li>No âmbito da geometria, implica o desafio de desenvolver, no espaço bidimensional da folha de papel ou da tela do computador, uma relação esteticamente satisfatória entre os elementos informativos disponíveis no espaço, seja texto, seja imagem, seja pura e simplesmente o branco. </li></ul>
  3. 4. Quatro elementos básicos <ul><li>Para transmitir visualmente a mensagem da página, o artista diagramador conta com quatro elementos básicos: </li></ul><ul><li>a) as letras, agrupadas em palavras, frases e períodos; </li></ul><ul><li>b) as imagens, sob forma de fotos ou ilustrações; </li></ul><ul><li>c) os brancos da página; </li></ul><ul><li>d) os fios tipográficos e vinhetas. </li></ul>
  4. 5. Legibilidade: a zona ótica <ul><li>1. Zona primária </li></ul><ul><li>2. Zona secundária </li></ul><ul><li>3. zona morta </li></ul><ul><li>4. zona morta </li></ul><ul><li>5. centro ótico </li></ul><ul><li>6. centro geométrico </li></ul>
  5. 6. Páginas pares e ímpares <ul><li>A visualidade do produto impresso está também relacionada à questão das páginas ímpares e pares. </li></ul><ul><li>A página par tem menos visibillidade (exceto a contracapa) e, assim, costuma veicular temas um pouco menos nobres que os das páginas ímpares. </li></ul><ul><li>A questão par/ímpar vai até a publicidade: anúncios em páginas ímpares são mais caros que os de páginas pares. </li></ul>
  6. 7. Prioridades na visibilidade ao diagramar <ul><li>Para Rafael Souza Silva, a zona primária deve ter um elemento forte para atrair a atenção do leitor. Pode ser tanto uma foto quanto um texto ou ainda um título. </li></ul><ul><li>O diagramador, ao conceber uma página, deve levar em conta o conceito do centro ótico como eixo de legibilidade da superfície do papel. </li></ul>Rafael Souza Silva
  7. 8. Como nasce um jornal (abertura do filme “Primeira Página”)
  8. 10. Um esforço pela beleza, pela funcionalidade, ou pelo grotesco <ul><li>Trata-se da árdua e complexa tarefa de dotar uma folha ou uma tela de beleza, ou de funcionalidade ou, ainda, fazê-la grotesca nos mais variados sentidos que tal palavra adquire. </li></ul>
  9. 11. Beleza
  10. 12. Funcionalidade
  11. 13. Grotesco
  12. 14. Diagramar é também construir o sentido <ul><li>Não se trata, porém, de um puro exercício pictórico, pois fica também subentendida uma relação reflexiva com os significantes que vão além da iconicidade e que estão dispostos naquele espaço. E tal vínculo, quanto mais sinergizado, melhor. </li></ul><ul><li>No âmbito do sentido, diagramar é construir, por meio da disposição dos materiais no espaço bidimensional, efeitos plásticos que realcem e ordenem os discursos. É estabelecer ordem de importância, construir uma cadência. </li></ul>
  13. 15. Conceitos em jornalismo impresso: a lauda <ul><li>Folha de papel padronizada na qual jornalistas e colaboradores redigem textos que serão publicados pelo jornal. Na Folha , a lauda-padrão tem 20 linhas de 70 toques datilográficos. A lauda tende a desaparecer, substituída pelo computador. </li></ul><ul><ul><li>FOLHA DE S. PAULO. Novo manual de redação. (1996). </li></ul></ul>
  14. 17. Cena do filme “Todos os homens do presidente” <ul><li>O propósito da lauda era o de calcular o espaço de texto, fazendo-o adequado ao espaço da página de jornal. </li></ul>
  15. 18. Conceitos em jornalismo impresso: a manchete <ul><li>É a frase ou palavra que forma o título principal da primeira página do jornal, anunciando o assunto mais importante da edição. A palavra também designa o titulo da principal matéria de cada página, colocada no alto: a manchete de página. </li></ul><ul><ul><li>SANTOS, José Maria dos; BAFFA, Altair e SANTOS, Dalisio dos. Glossário das redações . Revista Imprensa. São Paulo, janeiro/1989 . </li></ul></ul>
  16. 19. Manchete segundo a Folha <ul><li>Manchete - É a principal notícia do dia e deve receber o título mais importante da Primeira Página. Este deve obedecer, de acordo com o impacto da notícia, à seguinte gradação, em ordem decrescente... </li></ul><ul><ul><li>Fonte: Manual da Folha de S. Paulo </li></ul></ul>
  17. 20. Manchete
  18. 21. Chamada <ul><li>Chamada - Texto curto que resume as informações publicadas pelo jornal a respeito de um assunto. Remete o leitor para as páginas que trazem a cobertura extensiva. Mais do que qualquer outro, é um texto jornalístico que exige frases curtas, secas, substantivas . Deve dar ao leitor idéia de completude. Recomenda-se evitar o excesso de palavras como ontem, que, segundo, afirmou. </li></ul><ul><li>Pode estar na capa de um jornal ou na primeira página de uma seção. </li></ul>
  19. 22. Chamada de capa do Diário do Povo Chamada de capa do jornal Público (Portugal) Chamada de capa do jornal Público (Portugal) Chamada do Zero Hora, de Porto Alegre
  20. 23. Título <ul><li>Palavra ou frase, geralmente composta em corpo maior que o utilizado no texto, e situada com destaque no alto de uma notícia, artigo, seção, quadro etc., para indicar resumidamente o assunto da matéria e chamar a atenção do leitor para o texto. </li></ul><ul><li>Vamos ler excertos do texto do prof. Zanotti. </li></ul>
  21. 24. O tema da próxima aula: Exercícios com o conteúdo editorial. Na aula seguinte vamos abordar os conceitos de notícia.
  22. 25. Citação do dia <ul><li>“ Chamo jornalismo a tudo o que será menos interessante amanhã do que hoje” </li></ul>André Gide (1869-1951), romancista, jornalista e prêmio Nobel de Literatura de 1947

×