UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEBDEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS – DCH          CAMPUS IV – JACOBINAESTÁGIO SUPERVIS...
1 – O que é cartografia?É a arte de construir mapas a partir deobservações diretas ou do emprego de dados.2 – O que são ma...
História da Cartografia•   Desenvolvida desde a Pré – história•   Necessidade de localização no espaço;-   Desenho dos cam...
O mais antigo mapa
Escala• É a relação entre o valor de uma distancia medida sobre  a superfície terrestre e o comprimento medido no mapa,  o...
Escala• Ao contrário do que se pensa uma escala grande não é  aquela que possui um número enorme.  EX: uma escala 1:5.000 ...
Escala• Matematicamente representamos a escala da  seguinte maneira:                E=D/d                  E = Escala     ...
Escala numérica• A escala numérica é representada sob a forma de  fracção. O numerador é sempre a unidade (1) e indica a  ...
Escala gráfica• Consiste de uma reta (linha simples ou dupla)  graduada, onde as distancias verdadeiras são  apresentadas.
LegendaSão simbologias utilizadas para representar umfenômeno qualquer no mapa. A simbologia existentenas legendas - em um...
Representações gráficas do relevo• Topografia – curvas de nível
Projeções Cartográficas – “A arte na                   construção de mapas”  PROJEÇÕESCARTOGRÁFICAS
PROJEÇÕES CARTOGRÁFICASComo representar figuras tridimensionais em um plano semque ocorra deformidades?
• O que são e para que foram  desenvolvidos os sistemas de  projeções cartográficas ?• Os sistemas de projeções  constitue...
Tipos de projeções cartográficas                 A melhor maneira de 1. PLANA                 representar a superfície 2. ...
Projeção Plana ou AzimutalA superfície terrestre é representadasobre um plano tangente à esferaterrestre. Os paralelos são...
Projeção CônicaA superfície terrestre é representadasobre um cone imaginário envolvendo aesfera terrestre. Os paralelos fo...
Projeção CilíndricaO plano da projeção é um cilindroenvolvendo a esfera terrestre. Depois derealizada a projeção dos paral...
ORIENTAÇÃO
ORIENTAÇÃO• Necessidade de localizar-se e orientar-se;• Ao longo dos anos o homem vem criando  sistemas diversos para orie...
ROSA DOS  VENTOSPONTOS CARDEAISE: este ou lesteN: norteO ou W: oesteS: sul
ROSA DOS  VENTOSPONTOS COLATERAISNE: nordesteNO ou NW: noroesteSE: sudesteSO ou SW: sudoeste
ROSA DOS  VENTOSPONTOS SUBCOLATERAIS:ENE: lés-nordesteESE: lés-sudesteSSE: su-sudesteNNE: nor-nordesteNNO/NNW: nor-noroest...
COORDENADAS GEOGRÁFICAS• A rede geográfica é um conjunto de linhas  imaginárias, traçadas sobre a esfera terrestre  no sen...
COORDENADAS GEOGRÁFICAS• A rede geográfica é um conjunto de linhas  imaginárias, traçadas sobre a esfera terrestre  no sen...
Hemisférios• A divisão da Terra pelo Equador forma os  hemisférios norte e sul;• A divisão da Terra pelo meridiano de  ref...
Equador               Paralelo doMeridiano deGreenwich
LATITUDE• É o afastamento, medido em graus, da  linha do Equador a um ponto qualquer da  superfície terrestre. Ela vai de ...
LONGITUDE• É o afastamento, medido em graus, do  meridiano de Greenwich a um ponto  qualquer da superfície terrestre. Ela ...
• As distâncias angulares são indicadas em  graus e não em quilômetros.• Se trata de medições sobre uma esfera,  forma apr...
MOVIMENTOS DA TERRA
Movimentos da Terra• A Terra orbita em torno  do Sol a uma distancia  média de 150 milhões  de quilômetros;• Possui forma ...
ROTAÇÃO• É o giro que a Terra realiza ao redor do seu  próprio eixo.• Esse movimento se faz no sentido anti-  horário, de ...
Rotação
TRANSLAÇÃO• o movimento de translação é aquele que a  Terra realiza ao redor do Sol junto com os  outros planetas.• A velo...
Translação
TRANSLAÇÃO• Como o ano sideral, ou o tempo real do  movimento de translação, é de 365 dias e  6 horas, a cada quatro anos ...
Eixo de inclinação da Terra• O eixo de rotação da terra (movimento da terra em torno  dela mesma) possui uma posição fixa ...
AS ESTAÇÕES DO ANO• As datas que marcam o início das  estações do ano determinam também a  maneira e a intensidade com que...
• A forma da órbita do movimento de  translação é elíptica. Isso faz com que a  incidência do sol varie durante todo o ano...
• Isto faz com que em determinada época do ano,  a luz solar incida com maior intensidade sobre o  hemisfério norte e, na ...
SOLSTÍCIO E EQUINÓCIO
Solstício• É solstício de verão no hemisfério sul  quando a luz solar incide com maior  intensidade sobre este hemisfério ...
Equinócio• É um estágio intermediário entre o  solstício de verão e o de inverno em  determinado hemisfério. Ou seja, o  e...
FUSOS HORÁRIOS• O sistema de fusos horários foi criado em  1883, numa conferência em Roma, surgindo por  uma necessidade d...
FUSOS HORÁRIOS• O sistema foi estabelecido dividindo a esfera  terrestre em 360 graus pelo número de horas  que a Terra ga...
FUSOS HORÁRIOS• Meridiano de Greenwich         usado como o  meridiano central, onde a cada 15 graus a leste,  aumenta-se ...
Meridiano 0 Londres-Inglaterra
FUSOS
OS FUSOS HORÁRIOS BRASILEIROS
OS FUSOS HORÁRIOS BRASILEIROS• O Brasil apresenta grande extensão territorial.  No sentido leste-oeste, o país possui 4.31...
• Os estados brasileiros seguem os seguintes  horários de acordo com o novo fuso: Fernando de Noronha (PE): - 2 horas em r...
Revisando•   Escala•   Projeções cartográficas•   Latitude•   Longitude•   Fuso horário•   Solstício•   Equinócio
• a ( ) O Equador é a linha de referência para  contagem da longitude.  b ( ) O valor mínimo da longitude é 0° e o valor  ...
(UFRN) Analise a figura abaixo edescubra     quais   as    coordenadasgeográficas dos pontos X e Z.
Questões• ( )Escala é a representação real no mapa  de um terreno.• ( )Legenda é a tradução dos pontos  contidos em um map...
Slides   rivancley
Slides   rivancley
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slides rivancley

2.275 visualizações

Publicada em

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • A definição de Escala está errada: o correto é distância do mapa dividido pela distância do Terreno,ou seja, E= d/D.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.275
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
125
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slides rivancley

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEBDEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS – DCH CAMPUS IV – JACOBINAESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GEOGRAFIA IVCartografia
  2. 2. 1 – O que é cartografia?É a arte de construir mapas a partir deobservações diretas ou do emprego de dados.2 – O que são mapas?Conjunto de informações que colaboram paralocalização no espaço geográfico.
  3. 3. História da Cartografia• Desenvolvida desde a Pré – história• Necessidade de localização no espaço;- Desenho dos caminhos em pedra;- Roteiro nas paredes de cavernas.
  4. 4. O mais antigo mapa
  5. 5. Escala• É a relação entre o valor de uma distancia medida sobre a superfície terrestre e o comprimento medido no mapa, ou na representação gráfica.• Quanto MAIOR a Escala MAIOR é a riqueza de detalhes.
  6. 6. Escala• Ao contrário do que se pensa uma escala grande não é aquela que possui um número enorme. EX: uma escala 1:5.000 é grande pois a representação da realidade foi diminuída apenas 5.000 vezes, enquanto na escala 1:30.000.000 a representação da realidade foi diminuída 30 milhões de vezes. 1:5.000 > 1:30.000
  7. 7. Escala• Matematicamente representamos a escala da seguinte maneira: E=D/d E = Escala d = Medida no mapa D = medida real do terreno
  8. 8. Escala numérica• A escala numérica é representada sob a forma de fracção. O numerador é sempre a unidade (1) e indica a distância no mapa, e o denominador a distância real (número de vezes que a realidade foi reduzida para ser cartografada) correspondente, sempre em centímetros (cm).• A escala numérica pode ser representada de três formas diferentes. 1: 100 000 1/100 000 1 100 000
  9. 9. Escala gráfica• Consiste de uma reta (linha simples ou dupla) graduada, onde as distancias verdadeiras são apresentadas.
  10. 10. LegendaSão simbologias utilizadas para representar umfenômeno qualquer no mapa. A simbologia existentenas legendas - em um mapa de orientação básica -permite que qualquer pessoa, independente do seupaís de origem, possa entender a representaçãográfica de uma determinada região.
  11. 11. Representações gráficas do relevo• Topografia – curvas de nível
  12. 12. Projeções Cartográficas – “A arte na construção de mapas” PROJEÇÕESCARTOGRÁFICAS
  13. 13. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICASComo representar figuras tridimensionais em um plano semque ocorra deformidades?
  14. 14. • O que são e para que foram desenvolvidos os sistemas de projeções cartográficas ?• Os sistemas de projeções constituem-se de uma fórmula matemática que transforma as coordenadas geográficas, a partir de uma superfície esférica (elipsoidal), em coordenadas planas, mantendo correspondência entre elas. O uso deste artifício geométrico das projeções consegue reduzir as deformações, mas nunca eliminá-las
  15. 15. Tipos de projeções cartográficas A melhor maneira de 1. PLANA representar a superfície 2. CILINDRICA da Terra é por meio de 3. CÔNICA globos, nos quais se conservam exatamente as posições relativas de todos os pontos e as dimensões são apresentadas em uma escala única.
  16. 16. Projeção Plana ou AzimutalA superfície terrestre é representadasobre um plano tangente à esferaterrestre. Os paralelos são círculosconcêntricos e os meridianos, retos quese irradiam do pólo. As deformaçõesaumentam com o distanciamento doponto de tangência. É utilizadaprincipalmente, para representar asregiões polares e na localização depaíses na posição central.
  17. 17. Projeção CônicaA superfície terrestre é representadasobre um cone imaginário envolvendo aesfera terrestre. Os paralelos formamcírculos concêntricos e os meridianos sãolinhas retas convergentes para os polos.Nessa projeção, as distorções aumentamconforme se afasta do paralelo de contatocom o cone. A projeção cônica é muitoutilizada para representar partes dasuperfície terrestre.
  18. 18. Projeção CilíndricaO plano da projeção é um cilindroenvolvendo a esfera terrestre. Depois derealizada a projeção dos paralelos emeridianos do globo para o cilindro, este éaberto ao longo de um meridiano,tornando-se um plano sobre o qual serádesenhado o mapa.
  19. 19. ORIENTAÇÃO
  20. 20. ORIENTAÇÃO• Necessidade de localizar-se e orientar-se;• Ao longo dos anos o homem vem criando sistemas diversos para orientação e localização no espaço, entre os quais a orientação pelo sol, a rosa dos ventos e as coordenadas geográficas
  21. 21. ROSA DOS VENTOSPONTOS CARDEAISE: este ou lesteN: norteO ou W: oesteS: sul
  22. 22. ROSA DOS VENTOSPONTOS COLATERAISNE: nordesteNO ou NW: noroesteSE: sudesteSO ou SW: sudoeste
  23. 23. ROSA DOS VENTOSPONTOS SUBCOLATERAIS:ENE: lés-nordesteESE: lés-sudesteSSE: su-sudesteNNE: nor-nordesteNNO/NNW: nor-noroesteSSO/SSW: su-sudoesteOSO/WSW: oés-sudoesteONO/WNW: oés-noroeste
  24. 24. COORDENADAS GEOGRÁFICAS• A rede geográfica é um conjunto de linhas imaginárias, traçadas sobre a esfera terrestre no sentido Norte-sul e Leste-oeste cujo objetivo é a posição exata dos fatos sobre a Terra.• MERIDIANOS – sentido norte-sul• PARALELOS – sentido leste-oeste.
  25. 25. COORDENADAS GEOGRÁFICAS• A rede geográfica é um conjunto de linhas imaginárias, traçadas sobre a esfera terrestre no sentido Norte-sul e Leste-oeste cujo objetivo é a posição exata dos fatos sobre a Terra.• MERIDIANOS – sentido norte-sul• PARALELOS – sentido leste-oeste.
  26. 26. Hemisférios• A divisão da Terra pelo Equador forma os hemisférios norte e sul;• A divisão da Terra pelo meridiano de referência ou meridiano de Greenwich forma os hemisférios ocidental e oriental.• Politicamente costuma chamar-se "hemisfério ocidental" à metade da terra que inclui a Europa e as Américas.
  27. 27. Equador Paralelo doMeridiano deGreenwich
  28. 28. LATITUDE• É o afastamento, medido em graus, da linha do Equador a um ponto qualquer da superfície terrestre. Ela vai de 0° a 90° e pode ser norte ou sul.
  29. 29. LONGITUDE• É o afastamento, medido em graus, do meridiano de Greenwich a um ponto qualquer da superfície terrestre. Ela vai de 0° a 180° e pode ser leste ou oeste.
  30. 30. • As distâncias angulares são indicadas em graus e não em quilômetros.• Se trata de medições sobre uma esfera, forma aproximada da Terra.• Para se ter uma idéia das distâncias métricas, pode-se lembrar que, na linha do Equador, cada grau corresponde a pouco mais de 111Km.
  31. 31. MOVIMENTOS DA TERRA
  32. 32. Movimentos da Terra• A Terra orbita em torno do Sol a uma distancia média de 150 milhões de quilômetros;• Possui forma quase esférica com diâmetro polar 44 km menor que o equatorial
  33. 33. ROTAÇÃO• É o giro que a Terra realiza ao redor do seu próprio eixo.• Esse movimento se faz no sentido anti- horário, de oeste para leste e tem duração aproximada de 24 horas.• Vale lembrar que, durante o ano, a iluminação do Sol não é igual em todos os lugares da Terra, pois o eixo imaginário, em torno do qual a Terra faz a sua rotação, tem uma inclinação de 23o 27, em relação ao plano da órbita terrestre.
  34. 34. Rotação
  35. 35. TRANSLAÇÃO• o movimento de translação é aquele que a Terra realiza ao redor do Sol junto com os outros planetas.• A velocidade média da Terra ao descrever essa órbita é de 107.000 km por hora, e o tempo necessário para completar uma volta é de 365 dias, 5 horas e cerca de 48 minutos.
  36. 36. Translação
  37. 37. TRANSLAÇÃO• Como o ano sideral, ou o tempo real do movimento de translação, é de 365 dias e 6 horas, a cada quatro anos temos um ano de 366 dias, que é chamado ano bissexto.
  38. 38. Eixo de inclinação da Terra• O eixo de rotação da terra (movimento da terra em torno dela mesma) possui uma posição fixa que está ligeiramente inclinada em 23,5 º em relação ao eixo de translação da terra (movimento da Terra em torno do sol).
  39. 39. AS ESTAÇÕES DO ANO• As datas que marcam o início das estações do ano determinam também a maneira e a intensidade com que os raios solares atingem a Terra em seu movimento de translação.• Solstício e Equinócio.
  40. 40. • A forma da órbita do movimento de translação é elíptica. Isso faz com que a incidência do sol varie durante todo o ano.• A combinação do movimento de translação com a inclinação do eixo terrestre desenha a eliptica
  41. 41. • Isto faz com que em determinada época do ano, a luz solar incida com maior intensidade sobre o hemisfério norte e, na outra parte do ano, incida com maior intensidade sobre o hemisfério sul, caracterizando o chamado solstício. Da mesma forma, ocorre que em determinada época, a luz solar incide de maneira igual sobre os dois hemisférios, caracterizando o equinócio.
  42. 42. SOLSTÍCIO E EQUINÓCIO
  43. 43. Solstício• É solstício de verão no hemisfério sul quando a luz solar incide com maior intensidade sobre este hemisfério e, ao mesmo tempo, que é solstício de inverno no hemisfério norte, por causa da menor incidência de luz solar neste hemisfério.
  44. 44. Equinócio• É um estágio intermediário entre o solstício de verão e o de inverno em determinado hemisfério. Ou seja, o equinócio ocorre quando a incidência maior de luz solar se dá exatamente sobre a linha do Equador.
  45. 45. FUSOS HORÁRIOS• O sistema de fusos horários foi criado em 1883, numa conferência em Roma, surgindo por uma necessidade de padronização do horário mundial. Antes desse sistema ser criado, o horário era definido pelo relógio de sol, onde o meio-dia era observado quando os raios solares estivessem à pino.
  46. 46. FUSOS HORÁRIOS• O sistema foi estabelecido dividindo a esfera terrestre em 360 graus pelo número de horas que a Terra gasta para dar um giro completo em torno de seu eixo (24 horas).• O resultado foi de 15 graus, indicando que a terra gira 15 graus a cada 1 hora. Sendo 15º = 1 hora, 1º = 4 minutos.
  47. 47. FUSOS HORÁRIOS• Meridiano de Greenwich usado como o meridiano central, onde a cada 15 graus a leste, aumenta-se 1 hora e a cada 15 graus oeste, diminuí-se 1 hora.• Os limites entre fusos horários, como é bem conhecido, não seguem necessariamente os meridianos múltiplos de +/- 15°. Seguem fronteiras políticas entre nações, províncias, estados dentro dos países, convenções e definições dos países.
  48. 48. Meridiano 0 Londres-Inglaterra
  49. 49. FUSOS
  50. 50. OS FUSOS HORÁRIOS BRASILEIROS
  51. 51. OS FUSOS HORÁRIOS BRASILEIROS• O Brasil apresenta grande extensão territorial. No sentido leste-oeste, o país possui 4.319,4 quilômetros, fato que proporciona ao mesmo, a existência de quatro fusos horários distintos.• Durante muitos anos o país adotou esses quatro fusos diferentes, entretanto, em 2008, foi aprovada uma Lei proposta para reduzir um fuso horário na região Norte. •
  52. 52. • Os estados brasileiros seguem os seguintes horários de acordo com o novo fuso: Fernando de Noronha (PE): - 2 horas em relação ao Meridiano de Greenwich. Estados das regiões Sul, Sudeste e Nordeste, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Amapá e Pará: - 3 horas em relação ao Meridiano de Greenwich. Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Amazonas, Roraima e Acre: - 4 horas em relação ao Meridiano de Greenwich.
  53. 53. Revisando• Escala• Projeções cartográficas• Latitude• Longitude• Fuso horário• Solstício• Equinócio
  54. 54. • a ( ) O Equador é a linha de referência para contagem da longitude. b ( ) O valor mínimo da longitude é 0° e o valor máximo é 90º c ( ) A contagem da longitude faz-se a partir da linha de referência, o meridiano de Greenwich. d ( ) O valor mínimo da latitude é 0 ° e o valor máximo é 90°. e ( ) A coordenada geográfica latitude é medida para Norte e para Sul do Equador.
  55. 55. (UFRN) Analise a figura abaixo edescubra quais as coordenadasgeográficas dos pontos X e Z.
  56. 56. Questões• ( )Escala é a representação real no mapa de um terreno.• ( )Legenda é a tradução dos pontos contidos em um mapa• ( )Oeste é onde o sol nasce.• ( )as diversas projeções servem para encontrar a melhor maneira de representar a superfície da terra.

×