Slide romina

590 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
590
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide romina

  1. 1. Urbanização e Meio AmbientePATRÍCIA SOUZA E ROMINA PAULER
  2. 2. O QUE É ESPAÇO URBANO? O espaço urbano - de uma cidade constitui-se no conjunto de diferentes usos da terra. É um espaço fragmentado e ao mesmo tempo articulado. É um produto social, resultado de ações acumuladas através do tempo.
  3. 3. LAZER COMÉRCIO SERVIÇO USOS DA TERRA INDÚSTRIA ESPAÇO URBANO EXPANSÃO USOS DA TERRARESIDÊNCIAS RESIDÊNCIAS GESTÃO
  4. 4. URBANIZAÇÃO A urbanização deve ser entendida como um processo que resulta em especial da transferência de pessoas do campo para a cidade, ou seja, crescimento da população urbana em decorrência do êxodo rural. Um espaço pode ser considerado urbanizado, a partir do momento em que o percentual de população urbana for superior a rural.
  5. 5.  Nos países subdesenvolvidos de industrialização tardia, esse processo só começou no século XX, em especial a partir da 2ª Guerra Mundial, e tem se dado até hoje de forma muito acelerada, o que tem se configurado como uma urbanização anômala trazendo uma série de consequências indesejadas para o espaço urbano desses países.
  6. 6. FATORES QUE CONTRIBUEM COM O ÊXODORURAL Repulsivos: são aqueles que expulsam o homem do campo, como a concentração de terras, mecanização da lavoura e a falta de apoio governamental. Atrativos: são aqueles que atraem o homem do campo para as cidades, como a expectativa de emprego, melhores condições de saúde, educação, etc
  7. 7. METRÓPOLE Segundo Coelho e Terra (2001), metrópole seria à cidade principal ou cidade-mãe, isto é, a cidade que possui os melhores equipamentos urbanos do país (metrópole nacional), ou de uma grande região do país (metrópole regional)". No Brasil cidades como São Paulo e Rio de Janeiro são metrópoles nacionais, e Belém, Manaus, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife e Fortaleza são metrópoles regionais.
  8. 8. MEGALÓPOLE Corresponde a conurbação entre duas ou mais metrópoles ou regiões metropolitanas. No Brasil temos a megalópole Rio-São Paulo, localizada no sudeste brasileiro, no vale do Paraíba, incluíndo municípios da região metropolitana das duas grandes cidades, o elo de ligação dessa megalópole é a Via Dutra, estrada que interliga as duas cidades principais.
  9. 9. HIERARQUIA URBANA NO BRASIL (IBGE) Metrópoles globais: suas áreas de influencia ultrapassam as fronteiras de seus estados, região ou mesmo do país. São metrópoles globais Rio de Janeiro e São Paulo. Metrópoles nacionais: encontram-se no primeiro nível da gestão territorial, constituindo foco para centros localizados em todos os pontos do país. São metrópoles nacionais Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Metrópoles regionais: constituem o segundo nível da gestão territorial, e exercem influência na macrorregião onde se encontram. São metrópoles regionais Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, Recife e Salvador. Capitais regionais: constituem o terceiro nível da gestão territorial, e exercem influência no estado e em estados próximos.
  10. 10. HIERARQUIA URBANA
  11. 11. CONURBAÇÃO Corresponde ao encontro ou junção entre duas ou mais cidades em virtude de seu crescimento horizontal. Em geral esse processo dá origem a formação de regiões metropolitanas.
  12. 12. MEGACIDADE Corresponde ao centro urbano com mais de dez milhões de habitantes. Hoje em torno de 21 cidades do mundo podem ser consideradas megacidades, dessas 17 estão em países subdesenvolvidos. No Brasil São Paulo e Rio de Janeiro estão nessa categoria.
  13. 13. Os grupos sociais excluídos Está excluído do espaço urbano por não renda para sobreviver; Tem como possibilidade de moradia os cortiços, as favelas; Geralmente ocupam áreas degradadas; São responsáveis pelas autoconstruções; São agentes modeladores do espaço urbano; Resistem as adversidades impostas
  14. 14. População favelizada do Brasil No entanto, de acordo com dados de 2005 da UN-HABITAT, uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU), 26,4% da população urbana brasileira vivia em favelas. Com pelo menos 50 habitantes. O IBGE identificou 6.329 favelas em todo o país, localizadas em 323 dos 5.565 municípios brasileiros.
  15. 15.  Outro relatório das Nações Unidas, divulgado em 2010, relativo aos dez anos anteriores, apontou que o Brasil reduziu sua população favelizada em 16% nesse período, o que representa que cerca de 10,4 milhões de pessoas deixaram de morar em favelas no período pesquisado. A população favelada brasileira caiu de 31,5% para 26,4% da população urbana do país.
  16. 16. Habitantes das favelas em relação à povolação total urbana Habitantes das favelas em relação à povolação total urbana 53,90% 26,10% 24,50% 23,20% 17,90% 14,40% 15% 13,40% 11% 11,90% 10,60% 10,60% 9,80% 9,10% 8,50% 6,20% 5,70% 5,80% 6% 3,70%0
  17. 17. Problemas Sociais da urbanização  Desemprego  Embora a geração de empregos tenha aumentado nos últimos anos, graças ao crescimento da economia, ainda existem milhões de brasileiros desempregados. A economia tem crescido, mas não o suficiente para gerar os empregos necessários no Brasil. A falta de uma boa formação educacional e qualificação profissional de qualidade também atrapalham a vida dos desempregados. Muitos têm optado pelo emprego informal ( sem carteira registrada).
  18. 18.  Violência A violência está crescendo a cada dia,principalmente nas grandes cidades brasileiras. Os crimes estão cada vez mais presentes no cotidiano das pessoas.Nos jornais,rádios e TVs presenciamos cenas de assaltos,crimes e agressões físicas. Poluição Este problema ambiental tem afetado diretamente a saúde das pessoas em nosso país.Os rios estão sendo poluídos por lixo doméstico e industrial,trazendo doenças e afetando os ecosssistemas.
  19. 19. Problemas Ambientais causados pela Urbanização Cerca de 13 milhões de pessoas morrem por ano em decorrência de algum mal relacionado a questões ambientais que poderiam ser evitadas. Um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS) revelou que 24% dos casos de doença no mundo se devem à exposição a riscos ambientais evitáveis.
  20. 20. Efeito estufa Os gases precursores do efeito estufa, como o gás carbônico (CO2), o metano (CH4), o óxido nitroso (N2O) e o vapor d’água (H2O) são responsáveis pelo chamado “efeito-estufa”. Misturando-se à atmosfera, eles a fazem se comportar como uma estufa, retendo o calor solar próximo à superfície terrestre. Isso evita que o planeta se torne (como a Lua, por exemplo) tórrido de dia e gélido durante a noite, inviabilizando a vida como a conhecemos
  21. 21.  Saúde Nos dias de hoje,pessoas que possuem uma condição financeira melhor estão procurando os planos de saúde e o sistema privado, pois a saúde pública encontra-se em estado de crise aguda.Hospitais superlotados,falta de medicamentos,greves de funcionários,aparelhos quebrados e filas para atendimento...
  22. 22.  Educação Os dados sobre o desempenho dos alunos, principalmente da rede pública de ensino, são alarmantes. A educação pública encontra vários problemas e dificuldades: prédios mal conservados, falta de professores, poucos recursos didáticos, baixos salários, greves...
  23. 23.  Desigualdade Social O Brasil é um país de grande contraste social. A distribuição de renda é desigual,sendo que uma pequena parcela da sociedade é muito rica,enquanto grande parte da população vive na pobreza e miséria. Habitação O déficit habitacional é grande no Brasil. Existem milhões de famílias que não possuem condições habitacionais adequadas. Nas grandes e médias cidades é muito comum a presença de favelas e cortiços.
  24. 24. LIXO URBANO é a principalcausa de enchentes Um em cada três municípios brasileiros sofreu algum tipo de enchente provocada por chuvas entre 2004 e 2008. O lixo urbano jogado em ruas, avenidas, lagos, rios e córregos são apontados pelas prefeituras como a causa de retenção das águas das chuvas em 30,7% dessas cidades. Significa que mais de 600 cidades brasileiras evitariam as enchentes ou reduziriam as inundações se a população descartasse corretamente seu lixo e o poder público cuidasse melhor da coleta de resíduos urbanos.
  25. 25. Principais causas das enchentes: Alto índice pluviométrico da região Desmatamento Assoreamento dos leitos dos rios Retificação dos rios Alto grau de impermeabilidade do solo pela malha asfáltica e de concreto Ocupação desordenada e crescimento populacional de migrantes.
  26. 26.  A região que apresenta o pior índice de destinação inadequada é centro-oeste, que encaminha mais 71% do lixo que produz para lixões e aterros controlados. Em seguida aparece: Nordeste, com 66% ; Norte, com 65%; Sul, com 30,3% e Sudeste, com 28,3%
  27. 27. Ilhas de calor  É o nome que se dá para o aquecimento climático maior das áreas urbanas em relação às áreas rurais vizinhas. O contraste entre a temperatura média no centro de uma grande cidade e de suasPerfil de uma ilha de calor áreas rurais vizinhas1=Área residencial suburbana, 2=Parque;3=Área urbana residencial; 4=Centro; varia, em média, de 4 a5=Comercial; 6=Área suburbana 6°C, podendo chegar aresidencial; 7=Rural Fonte:EPA-US/Mod.E.Zimbres 11°C
  28. 28. Inversão térmica Esse processo ocorre quando o ar frio (mais denso) é impedido de circular por uma camada de ar quente (menos denso), provocando uma alteração na temperatura.
  29. 29. Chuva ácida.Poluição da água.Poluição sonoraPoluição visual.
  30. 30. Aquecimento Global
  31. 31.  "A natureza pode suprir todas as necessidades básicas do homem, menos a sua ganância".(Mahatma Gandhi)Gratas pela Atenção.

×