Perséfone Entre os Espaços - NOELIZA LIMA

630 visualizações

Publicada em

Empoderamento: mostra o mito da mulher moderna, e o que faz em seu benefício

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
630
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
45
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perséfone Entre os Espaços - NOELIZA LIMA

  1. 1. Projeto AndaLuzia Empoderamento de Mulheres Perséfone Entre os Espaços Apresentação Noeliza Lima
  2. 2. Perséfone em seu reino exerce o papel de Senhora dos Mistérios da Vida e da Morte. É ela quem recebe os mortos no mundo espiritual, formando com Hades uma união de trabalho e afetiva. É um casamento, que alimenta a ambos. Perséfone* (Koré – a jovem) foi uma boa filha. Este relacionamento com a mãe, Deméter (deusa da fertilidade e colheita)preparou-a para respeitar outras mulheres. Filha da natureza, caminha tranqüilamente entre os espaços.
  3. 3. Como exemplo cita-se sua disposição amigável em ajudar Psyché** dando-lhe a caixa da Beleza Eterna (como tarefa para Afrodite). Também com os homens se comporta assertivamente. Hércules em uma de suas tarefas lhe pede ajuda e ela presta seu concurso cedendo-lhe Cérbero, o cão de guarda dos Infernos. Traçando um paralelo com as mulheres de hoje, qual seria o segredo da majestade de Perséfone? Como consegue ela se impor e exercer seus direitos de rainha perante Hades?
  4. 4. A impressão que o mito traz é que seu companheiro não sente receio de ceder seu espaço de trabalho. Pode-se aventar a possibilidade de que Hades, conhecedor da necessidade que tem da contribuição de Perséfone e de seu valor enquanto pessoa, a deixa em liberdade para exercer sua identidade. Outro fato é que Perséfone não conheceu homens.
  5. 5. Chegou virgem ao casamento, no sentido de experiências psíquicas anteriores com o sexo masculino. Sendo filha da natureza, tendo o sentido de semente , se lhe for dado o cuidado necessário, floresce . Sobressai nesta reflexão o fato de que se a mulher receber o cuidado e o trato necessários, pode reconhecer-se como ser inteiro, e produzir . Assim, torna-se importante a figura do companheiro como: ou propiciador da regressão, ou como propiciador da maturidade (Diel,1991).
  6. 6. Comentário: Perséfone e Deméter são uma representação só. São a imersão no psíquico e no real. Representam a vida criativa, a expressão do ser perante si mesmo e o mundo, a abertura e o fechamento, permissão e a interdição.
  7. 7. No momento em que Perséfone está com a mãe, a natureza se renova. Quando ela está com Hades, a natureza adormece. Estes movimentos de ir e vir , afastar-se e aproximar-se, entre outras aparentes oposições, representam aqui a caminhada humana, ou seja, o retirar-se para planejar e se refazer, e o ato de se atirar no mundo, realizando os projetos elaborados no adormecer das estações.
  8. 8. Levando-se esta análise para o mundo, percebem-se os grupos de trabalho de mulheres, como espaços de Deméter, de reflexão e elaboração de estratégias. Ao mesmo tempo de intensa participação no público, que constituem os encontros e reuniões extras, onde semeiam a idéia da livre expressão feminina,trabalhando em suas especialidades, auxiliando outros grupos.
  9. 9. Estas mulheres simbolizam Perséfone, e se exteriorizam tanto no espaço privado como no espaço público. Assim, consideram-se tais grupos como propiciadores de reflexão,auto conhecimento e suporte. Funcionando como Deméter A que dá o dom de gestar e floresce r, como Hades, aquele que, pelas sementes de romã, propicia a Perséfone a volta ao lar...
  10. 10. Surge a compreensão da mulher inteira, neste ir e vir se renovando e transformando, impulsionando-se e aos outros, em direção a verdade e ao amadurecimento. Figuras míticas que, juntas, retratam o processo de crescimento humano, tanto individual como coletivo. E sugerem a possibilidade da ligação do homem e da mulher em sua diversidade. Perséfone: http://pt.wikipedia.org/wiki/Persefone Psyché: http://pt.wikipedia.org/wiki/Psique Artigo publicado em http://tesseract.sites.uol.com.br Cursos? ngroupsy@yahoo.com

×