A INFLUÊNCIA DO CRISTÃO Mateus 5:13-16
Introdução Sal e Luz: metáforas da influência sobre o mundo; Todo lar, por mais pobre que seja, usava e ainda usa tanto o ...
1. A eficácia do sal O mundo manifesta deterioração A igreja deve ser uma influência sadia O mundo é insípido. O cristão é...
2. A necessidade da luz O mundo é lugar de escuridão. Não tem luz própria Somos reflexos da luz de Cristo “ ... para que v...
3. Lições a aprender Há uma diferença fundamental entre os cristãos e os não-cristãos, entre a igreja e o mundo; Temos de ...
Conclusão Como somos abençoados Como o mundo é servido Como Deus é glorificado Esta, então, é a grande vantagem da vida ho...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A influência do cristão

701 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
701
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A influência do cristão

  1. 1. A INFLUÊNCIA DO CRISTÃO Mateus 5:13-16
  2. 2. Introdução Sal e Luz: metáforas da influência sobre o mundo; Todo lar, por mais pobre que seja, usava e ainda usa tanto o sal como a luz; Há uma verdade básica nestas duas metáforas: a igreja e o mundo são comunidades separadas
  3. 3. 1. A eficácia do sal O mundo manifesta deterioração A igreja deve ser uma influência sadia O mundo é insípido. O cristão é o sal. Para ganhar o mundo não temos que ser politicamente corretos. Temos que ser salgados.
  4. 4. 2. A necessidade da luz O mundo é lugar de escuridão. Não tem luz própria Somos reflexos da luz de Cristo “ ... para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo,...” Fp 2:15 Nossa luz são as nossas boas obras
  5. 5. 3. Lições a aprender Há uma diferença fundamental entre os cristãos e os não-cristãos, entre a igreja e o mundo; Temos de aceitar a responsabilidade que esta diferença coloca sobre nós; Temos de considerar a nossa responsabilidade cristã como sendo dupla;
  6. 6. Conclusão Como somos abençoados Como o mundo é servido Como Deus é glorificado Esta, então, é a grande vantagem da vida honesta e semelhante à de Cristo, e também da contracultura cristã. Produz bênçãos para nós mesmos, salvação para os outros e, finalmente, glória para Deus.

×