Estudo de Satisfação - Noites de Verão nas Discotecas do Algarve

845 visualizações

Publicada em

mais info em http://www.gapconsulting.org

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
845
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
241
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo de Satisfação - Noites de Verão nas Discotecas do Algarve

  1. 1. MARKET RESEARCHEstudo sobre a satisfação relativamente as noites de verão dasdiscotecas do Algarve.Janeiro 2013 Gap Consulting LDA. ● Rua Prof. Augusto Nobre, 451 B - 4150-119 Porto ● NIPC: 510064744
  2. 2. ÍNDICEIntrodução 3Sumário Executivo 4Ficha Técnica 5Metodologias 6Fase de Análise dos Dados 8• Caracterização da amostra 9• Identificação dos hábitos dos respondentes 16• Atributos de qualidade percebida 18• Imagem das marcas 21Contactos 22
  3. 3. INTRODUÇÃOO mercado do entretenimento caracteriza-se pela instabilidade de frequência do seupúblico, sendo o seu target mais atractivo composto, na sua maioria, por jovens.Desta forma, a necessidade de diferenciação e inovação é tão importante, sendoessencial desenvolver uma capacidade contínua de adaptação e mudança.Este estudo é fundamental na compreensão da opinião do consumidor/clienterelativamente a satisfação obtida nas noites de verão nas discotecas do Algarve. Poroutro lado, os seus resultados auxiliam a compreensão dos hábitos decompra/consumo neste negócio.
  4. 4. SUMÁRIO EXECUTIVOO presente estudo, realizado pela GAP Consulting, tem como objectivo avaliar o graue fontes de satisfação relativamente às noites de verão vividas no Algarve.A recolha de informação junto de 369 indivíduos, sendo a maioria estudantes e comidades compreendidas entre os 15 e 24 anos de ambos os sexos, permitiu analisar oscomportamentos, motivações e satisfação dos respondentes face à oferta deentretenimento algarvio.Estas indicações obtidas sugerem a composição de atributos, características ebenefícios reconhecidos na imagem das marcas em teste e o seu grau denotoriedade.Identificadas são, também, as marcas patrocinadoras com maior e menor relevância;as fontes de informação e comunicação mais eficazes junto do público-alvo.
  5. 5. FICHA TÉCNICA• Foram recolhidos n = 369 questionários válidos entre os meses de Outubro e Novembro de 2012, dos quais cerca de 90% correspondem a frequentadores habituais de discotecas;• A recolha de informação foi realizada por meio da aplicação de um questionário online (Web e Facebook) junto de uma amostra robusta de conveniência;• Registaram-se 78 questionários inválidos, dada a intensidade de não resposta e/ou preenchimento incorrecto do questionário;• Os dados foram submetidos a análises uni, bi e multivariada com recurso ao software SPSS.
  6. 6. METODOLOGIASO método de pesquisa utilizado neste trabalho subdividiu-se em duas fases: • Primeiramente foi realizado um estudo de natureza exploratória e qualitativa, através da análise de trabalhos semelhantes realizados em vários países e da recolha e tratamento de informação secundária. Nesta etapa, buscou-se compreender as razões que levam os consumidores a frequentarem discotecas; • Na segunda fase, de natureza descritiva e quantitativa, procurou-se avaliar o grau de satisfação dos respondentes relativamente às noites de verão que viveram nas discotecas algarvias.
  7. 7. Os resultados deste estudo, foram obtidos através da aplicação de um questionárioestruturado, instrumento utilizado na recolha dos dados.Para tal, realizou-se uma análise dos dados e avaliou-se as questões investigadas,sendo apresentadas conforme os tópicos que se seguem. 1. Caracterização da amostra; 2. Identificação dos hábitos dos inquiridos; 3. Qualidade percebida; 4. Imagem das marcas.
  8. 8. Fase de Análise dos Dados
  9. 9. CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRAOs gráficos 1 a 6 descrevem o perfil de segmentação dos inquiridos em relação: ● ao género - 54% masculino vs. 46% feminino; ● à idade – 54% entre os 15 e os 24 anos; ● ao concelho de residência – 32% reside em Lisboa face a 27% no Porto; ● ao estado civil – 84% solteiros; ● ao grau de escolaridade – 60% detêm licenciatura ou frequência universitária; ● à situação profissional – 47% estudantes.
  10. 10. CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRAFACTORES DE CLASSIFICAÇÃO FIXADistribuição da amostra por género
  11. 11. CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRAFACTORES DE CLASSIFICAÇÃO FIXADistribuição da amostra pela idade
  12. 12. CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRAFACTORES DE CLASSIFICAÇÃO FIXADistribuição da amostra por concelho de residência
  13. 13. CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRAFACTORES DE CLASSIFICAÇÃO FIXADistribuição da amostra por estado civil
  14. 14. CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRAFACTORES DE CLASSIFICAÇÃO FIXADistribuição da amostra por grau de escolaridade
  15. 15. CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRAFACTORES DE CLASSIFICAÇÃO FIXADistribuição da amostra pela situação profissional
  16. 16. IDENTIFICAÇÃO DOS HÁBITOS DOS INQUIRIDOS NOTORIEDADE DAS MARCAS• A concorrência concentra-se essencialmente no BLISS, no Seven e, mais marginalmente, no Meo Spot.
  17. 17. IDENTIFICAÇÃO DOS HÁBITOS DOS INQUIRIDOSFREQUÊNCIA DE VISITA• 50% da amostra frequenta discotecas entre 2 a 7 noites por semana - Este comportamento é transversal ao género e à idade.
  18. 18. ATRIBUTOSQUALIDADE PERCEBIDAOs resultados apresentados nos quadros seguintes foram obtidos pela utilização deescalas de intervalo de tipo Likert de 1 a 5.Os respondentes avaliaram atributos, motivações e satisfação atribuindo: ● a pior avaliação quando classificam entre 1 e 2; ● a melhor avaliação quando classificam entre 4 e 5; ● ao seu grau de indiferença ou desconhecimento uma avaliação de 3.
  19. 19. ATRIBUTOSQUALIDADE PERCEBIDA – TOP OF MIND• Dentre os atributos mais apreciados referem o espaço/ao ar livre como o ponto mais forte das discotecas. Atributos mais apreciados Espaço / ao ar livre Música Ambiente 10% 19% 10%
  20. 20. ATRIBUTOSQUALIDADE PERCEBIDA – TOP OF MIND• Dentre os atributos menos apreciados, referem os elevados preços de consumo praticados como o pontos fracos das discotecas. Atributos menos apreciados Preço Tempo de espera à entrada Localização WC´s 4.4% 7.5% 4.2% 5.2%
  21. 21. IMAGEM DAS MARCASMOTIVAÇÕES DE VISITA• A decisão de ir a uma discoteca no verão depende maioritariamente da “vontade de se divertir”.
  22. 22. CONTACTOS Elisabeth Serra Tel: 919 575 962 eserra@gapconsulting.org http://www.gapconsulting.org/ José Manuel Carvalho Vieira Tel: 914 263 205 carvalho.vieira@gapconsulting.org http://www.gapconsulting.org/ Gap Consulting LDA. ● Rua Prof. Augusto Nobre, 451 B - 4150-119 Porto ● NIPC: 510064744

×