Tomada de decisao (estudo 4 de 8)

330 visualizações

Publicada em

Se perguntarmos, “Como eu posso saber a vontade de Deus?” nós podemos estar fazendo a pergunta errada. As Escrituras não nos mandam procurar a vontade de Deus nas muitas das decisões concernentes às nossas vidas, nem há passagens que nos instruam como estas decisões podem ser conhecidas ou determinadas. Também é relevante notar, que a igreja, ao longo dos séculos, não conseguiu consenso em como Deus revela sua vontade para conosco. Ainda assim persistimos em buscar a vontade de Deus, pois o desenrolar de nossas vidas exige freqüentes tomadas de decisões. Estas tomadas de decisões consomem boa parte de nossa energia, e não é incomum, buscarmos alívio desta responsabilidade e acabamos nos sentindo menos ameaçados se formos passivos ao invés de ativos quando fazemos escolhas importantes. Estes oito encontros buscam refletir sobre estes assuntos, e propor um modelo de tomada de decisão que não confronte com as Escrituras, e permita que o SENHOR realize, plenamente em nós, os seus desejos.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
330
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tomada de decisao (estudo 4 de 8)

  1. 1. EncontrosEncontro 1Uma Visão Secular  Neurolinguística  Sistemática  CulturalEncontro 2Em busca de uma visão cristã  Por quê?  A visão tradicionalEncontro 3Encarando o INCA  Imediato  Negativo  Concreto  Agente
  2. 2. ReferênciasDecision Making & The Will of Godby Garry Friesen & J. Robin Maxson
  3. 3. ReferênciasSmart Choices | A practical guide to making betterlife decisions by John S. Hammond, Ralph L. Keeney& Howard Raiffa
  4. 4. ReferênciasDriven | How Human Nature Shapes Our Choicesby Paul R. Lawrence & Nitin Nohria
  5. 5. http://projeto490.blogspot.com.br/
  6. 6. http://www.gfriesen.net/
  7. 7. Uma outra visão Deus ofertando umaliberdade de escolha
  8. 8. Desejo Moral de Deus Área de Liberdade eResponsabilidade
  9. 9. O que Deus ordena, nós devemos obedecer
  10. 10. Princípios da Tomada de Decisão1 Agora, pois, ó Israel, ouve osestatutos e os preceitos que eu vosensino, para os observardes, a fim deque vivais, e entreis e possuais a terraque o Senhor Deus de vossos pais vosdá.2 Não acrescentareis à palavra quevos mando, nem diminuireis dela, paraque guardeis os mandamentos doSenhor vosso Deus, que eu vos mando Deuteronômio 4
  11. 11. Princípios da Tomada de Decisão1 Agora, pois, ó Israel, ouve osestatutos e os preceitos que eu vosensino, para os observardes, a fim deque vivais, e entreis e possuais a terraque o Senhor Deus de vossos pais vosdá.2 Não acrescentareis à palavra quevos mando, nem diminuireis dela, paraque guardeis os mandamentos doSenhor vosso Deus, que eu vos mando Deuteronômio 4
  12. 12. ouveh8085shâma‛shaw-mahUma raiz primitiva; ouvirinteligentemente (freqüentementecom implicação de atenção, obediência,etc; causatively to tell, etc.)KJV Usage: ...
  13. 13. Princípios da Tomada de Decisão1 Agora, pois, ó Israel, ouve osestatutos e os preceitos que eu vosensino, para os observardes, a fim deque vivais, e entreis e possuais a terraque o Senhor Deus de vossos pais vosdá.2 Não acrescentareis à palavra quevos mando, nem diminuireis dela, paraque guardeis os mandamentos doSenhor vosso Deus, que eu vos mando Deuteronômio 4
  14. 14. observardesh6213 âhaw-sawUma raiz primitiva; fazer ou criar, nosentido mais amplo e de aplicaçãomais vastaUso KJV: realizar, promover, nomear,estar apto, estar em, tornar-se,suportar, conferir, produzir,machucar-se, estar ocupado, X
  15. 15. Princípios da Tomada de Decisão1 Agora, pois, ó Israel, ouve osestatutos e os preceitos que eu vosensino, para os observardes, a fim deque vivais, e entreis e possuais a terraque o Senhor Deus de vossos pais vosdá.2 Não acrescentareis à palavra quevos mando, nem diminuireis dela, paraque guardeis os mandamentos doSenhor vosso Deus, que eu vos mando Deuteronômio 4
  16. 16. Princípios da Tomada de Decisão1 Agora, pois, ó Israel, ouve osestatutos e os preceitos que eu vosensino, para os observardes, a fim deque vivais, e entreis e possuais a terraque o Senhor Deus de vossos pais vosdá.2 Não acrescentareis à palavra quevos mando, nem diminuireis dela, paraque guardeis os mandamentos doSenhor vosso Deus, que eu vos mando Deuteronômio 4
  17. 17. Princípios da Tomada de Decisão1 Agora, pois, ó Israel, ouve osestatutos e os preceitos que eu vosensino, para os observardes, a fim deque vivais, e entreis e possuais a terraque o Senhor Deus de vossos pais vosdá.2 Não acrescentareis à palavra quevos mando, nem diminuireis dela, paraque guardeis os mandamentos doSenhor vosso Deus, que eu vos mando Deuteronômio 4
  18. 18. mandoH6680tsâvâhtsaw-vawUma raiz primitiva; (intensamente)constituir, ordenar, intimarKJV Uso: nomear, (para) lance. (dar a)responsável, (conferir, ceder, enviarcom) de comando (-er, mento), enviarum mensageiro, colocar, (conjunto)em ordem.
  19. 19. Onde não há ordenança,Deus nos dá liberdade (eresponsabilidade) para escolher.
  20. 20. Princípios da Tomada de Decisão27 Se algum descrente o convidar para umarefeição e você quiser ir, coma de tudo o que lhefor apresentado, sem nada perguntar por causa daconsciência.28 Mas se alguém lhe disser: "Isto foi oferecidoem sacrifício", não coma, tanto por causa da pessoaque o comentou, como da consciência29 isto é, da consciência do outro e não da suaprópria. Pois, por que minha liberdade deve serjulgada pela consciência dos outros?30 Se participo da refeição com ação de graças,por que sou condenado por algo pelo qual dougraças a Deus? 1 Coríntios 10
  21. 21. Princípios da Tomada de Decisão27 Se algum descrente o convidar para umarefeição e você quiser ir, coma de tudo o que lhefor apresentado, sem nada perguntar por causa daconsciência.28 Mas se alguém lhe disser: "Isto foi oferecidoem sacrifício", não coma, tanto por causa da pessoaque o comentou, como da consciência29 isto é, da consciência do outro e não da suaprópria. Pois, por que minha liberdade deve serjulgada pela consciência dos outros?30 Se participo da refeição com ação de graças,por que sou condenado por algo pelo qual dougraças a Deus? 1 Coríntios 10
  22. 22. quiserG2309θέλω, ἐθέλωthelō ethelōthel-o,eth-el-o… G1014 .devidamente denota sim umaaquiescência voz passiva emconsiderações objetivas), isto é,escolher ou preferir (literal oufigurativamente), por implicação adesejar, isto é, estar inclinado (àsvezes adverbialmente prazer); ...
  23. 23. Princípios da Tomada de Decisão11 E tais fostes alguns de vós; masfostes lavados, mas fostessantificados, mas fostes justificadosem nome do Senhor Jesus Cristo e noEspírito do nosso Deus.12 Todas as coisas me são lícitas, masnem todas as coisas convêm. Todas ascoisas me são lícitas; mas eu não medeixarei dominar por nenhuma delas. 1 Coríntios
  24. 24. Princípios da Tomada de Decisão11 E tais fostes alguns de vós; masfostes lavados, mas fostessantificados, mas fostes justificadosem nome do Senhor Jesus Cristo e noEspírito do nosso Deus.12 Todas as coisas me são lícitas, masnem todas as coisas convêm. Todas ascoisas me são lícitas; mas eu não medeixarei dominar por nenhuma delas. 1 Coríntios
  25. 25. Onde não há ordenança, Deus nos dá sabedoria para escolher.
  26. 26. Princípios da Tomada de Decisão2 Meus irmãos, tende por motivo degrande gozo o passardes por váriasprovações, 3 sabendo que a aprovaçãoda vossa fé produz a perseverança;4 e a perseverança tenha a sua obraperfeita, para que sejais perfeitos ecompletos, não faltando em coisaalguma. 5 Ora, se algum de vós temfalta de sabedoria, peça-a a Deus, quea todos dá liberalmente e nãocensura, e ser-lhe-á dada.
  27. 27. Princípios da Tomada de Decisão2 Meus irmãos, tende por motivo degrande gozo o passardes por váriasprovações, 3 sabendo que a aprovaçãoda vossa fé produz a perseverança;4 e a perseverança tenha a sua obraperfeita, para que sejais perfeitos ecompletos, não faltando em coisaalguma. 5 Ora, se algum de vós temfalta de sabedoria, peça-a a Deus, quea todos dá liberalmente e nãocensura, e ser-lhe-á dada.
  28. 28. Princípios da Tomada de Decisão2 Meus irmãos, tende por motivo degrande gozo o passardes por váriasprovações, 3 sabendo que a aprovaçãoda vossa fé produz a perseverança;4 e a perseverança tenha a sua obraperfeita, para que sejais perfeitos ecompletos, não faltando em coisaalguma. 5 Ora, se algum de vós temfalta de sabedoria, peça-a a Deus, quea todos dá liberalmente e nãocensura, e ser-lhe-á dada.
  29. 29. Princípios da Tomada de Decisão2 Meus irmãos, tende por motivo degrande gozo o passardes por váriasprovações, 3 sabendo que a aprovaçãoda vossa fé produz a perseverança;4 e a perseverança tenha a sua obraperfeita, para que sejais perfeitos ecompletos, não faltando em coisaalguma. 5 Ora, se algum de vós temfalta de sabedoria, peça-a a Deus, quea todos dá liberalmente e nãocensura, e ser-lhe-á dada.
  30. 30. Princípios da Tomada de Decisão2 Meus irmãos, tende por motivo degrande gozo o passardes por váriasprovações, 3 sabendo que a aprovaçãoda vossa fé produz a perseverança;4 e a perseverança tenha a sua obraperfeita, para que sejais perfeitos ecompletos, não faltando em coisaalguma. 5 Ora, se algum de vós temfalta de sabedoria, peça-a a Deus, quea todos dá liberalmente e nãocensura, e ser-lhe-á dada.
  31. 31. LiberalmenteG574ἁπλῶςhaplōshap-loce Advérbio de G573 (no sentido objetivodo G572); fartura
  32. 32. CensuraG3679ὀνειδέζωoneidezōem-i-did-zoDe G3681; difamar, isto é, reclamar emalta voz, repreender, zombarKJV Uso: enfileira os dentes, (sofrer)reprovação, injuriar, censurar.
  33. 33. Quando nós escolhemos o que é moral e sábio, nósdevemos confiar no Deussoberano para trabalhar com todos os detalhesjuntos para o bem dEle e nosso.
  34. 34. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  35. 35. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  36. 36. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  37. 37. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  38. 38. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  39. 39. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  40. 40. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  41. 41. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  42. 42. Princípios da Tomada de Decisão17 O Senhor é justo em todos os seuscaminhos e é bondoso em tudo o quefaz. 18 O Senhor está perto de todosos que o invocam, de todos os que oinvocam com sinceridade. 19 Elerealiza os desejos daqueles que otemem; ouve-os gritar por socorro eos salva.20 O Senhor cuida de todos os que oamam, mas a todos os ímpiosdestruirá.
  43. 43. Princípios da Tomada de Decisãoa. O que Deus ordena, nós devemos obedecer.b. Onde não há ordenança, Deus nos dá liberdade (e responsabilidade) para escolher.c. Onde não há ordenança, Deus nos dá sabedoria para escolher.d. Quando nós escolhemos o que é moral e sábio, nós devemos confiar no Deus soberano para trabalhar com todos os detalhes juntos para o bem dEle e nosso.

×