Reconstruir e desconstruir a mulher v2

359 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
359
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reconstruir e desconstruir a mulher v2

  1. 1. Reconstruir e desconstruir a mulher A mulher e a sua emancipação
  2. 2. O que faz uma mulher atual?Qual é o seu papel na família?Qual é o seu contributo para a sociedade?
  3. 3. • A partir do último terço do século XIX, uma série de descobertas e de progressos científicos e tecnológicos abalaram os fundamentos tradicionais da divisão do trabalho e do poder entre os sexos, fazendo recuar a mortalidade e diminuindo consideravelmente a parte ocupada pela gestação e amamentação no ciclo de vida das mulheres.
  4. 4. • Em trinta anos, as famílias ocidentais viram o seu universo doméstico mudar consideravelmente. O lar e sua manutenção, foram profundamente modificados pela alteração dos espaços disponíveis e pela sua especialização (cozinha; WC, quartos; sala, etc). Aliadas à mudança dos espaços físicos, adicionam-se as inovações dos electrodomésticos.
  5. 5. O novo regime de trabalho doméstico, não necessitando deuma presença permanente no lar, permitiu adisponibilização quotidiana de uma força de trabalhofeminina para a produção extra-doméstica de bens eserviços. Este novo regime apelou também para essa forçade trabalho, porque um segundo salário se tornou, muitasvezes, necessário para que as famílias e as donas de casa,pudessem ter acesso a produtos, equipamentos e serviçosque substituíram total ou parcialmente, o trabalhodoméstico tradicional.
  6. 6. • Para que a mão-de-obra feminina fosse bem aproveitada, os Estados criaram creches para que as crianças fossem acompanhadas no horário laboral e, apesar da conjuntura difícil, as mulheres mantêm-se no mundo do trabalho.
  7. 7. • Nesta reconstrução da mulher podemos dizer que: a construção da identidade da mulher está em constante mutação, dando-lhe um significado sólido e a necessidade de destruir a categoria de mulher servidora mas valorizando a sua capacidade maternal, companheira, dominadora e a sua audácia surpreendente quanto à sua transformação, e quem sabe, a uma “inversão” do seu papel tradicional.• Face à imagem da mulher triunfadora, que se difunde atualmente, oculta- se a realidade de muitas mulheres subjugadas. Só algumas privilegiadas pela sua origem social ou formação, podem escapar às regras.
  8. 8. …Só algumas privilegiadas pela sua origem social ou formação, podemescapar às regras!!!
  9. 9. • Nas últimas décadas assistiu-se ao aparecimento duma enorme variedade de electrodomésticos que não existiam ou não estavam acessíveis a todos, quer nos tempos mais remotos, quer atualmente. Aparelhos domésticos de refrigeração (frigoríficos, combinados e arcas frigoríficas), máquinas de lavar, aspirador, enceradora, aparelhagem de som (sintonizador, amplificador, leitor/gravador de bobine ou de cassete, leitor/gravador de CD) e imagem (televisão, leitor/gravador de vídeo, leitor/gravador de DVD), equipamento informático (computador, impressora) e uma enorme variedade de aparelhos de cozinha (batedeira, faca eléctrica, misturadora, torradeira, máquina de sumos, máquina de picar, abre-latas eléctrico, etc).
  10. 10. • Os eletromésticos deveriam estar associados ao uso geral, no funcionamento da casa, talvez como um grande aliado na vida das pessoas (homens e mulheres), mas por algum motivo eles são considerados "aliados das mulheres". Trazem para nós, mulheres, uma "obrigação" sublime e um conceito de que somos nós as responsáveis por tais tarefas.• Podemos pensar que o nosso conceito geral sobre os papéis de homens e mulheres ainda não está evoluído e não é igualitário.• Mulheres que trabalham fora e, ainda são donas-de-casa...!
  11. 11. Não se duvida da utilidade dos eletrodomésticos, mas nós mulheres nãodeveriamos ser as únicas visadas e informadas sobre tal assunto! Já se vê ,homens solteiros , que vivem sozinhos, a comprar electrodoméstricos -procuram os mais básicos, porém também gostam de designs modernos esabem usá-los..!
  12. 12. As vantagens e as desvantagens dos electrodomésticos na vida das pessoas:Vantagens Desvantagens•Mais tempo livre para • Poluição Ambiental,outras actividades, • Invasão da privacidade,•Facilidade de • Maior gasto de dinheiro,comunicação, • Menor convívio familiar,•Facilidade de execução • Maior isolamento.de tarefas,•Qualidade de vida•Acesso à informação.
  13. 13. A conclusão a que se chegou com estetrabalho:Concluímos que a sociedade está em mudança. Hoje em dia já não cabe só àmulher as tarefas do lar, a educação dos filhos, mas sim aos dois.Pensamos que pelo facto de a humanidade estar em transformação, o modelo defamília já não é o mesmo, começam a existir famílias monoparentais e pessoasque vivem sozinhas por opção.A saída da mulher de casa para exercer uma actividade profissional faz com que amulher ocupe lugares que anteriormente pertenciam ao homem. A mulher temvindo a emancipar-se de forma mais desenvolvida e melhorada em relação aohomem.A invenção dos eletrodomésticos trouxe à vida familiar uma grande ajuda, emtermos de higiene e limpeza da habitação, no menor tempo na realização dastarefas domésticas, uma maior qualidade de vida e a possibilidade de qualquerindivíduo, tanto homem como mulher, poder realizá-las.
  14. 14. “ A vida tem duas faces: Positiva e negativa.O passado foi duro mas deixou o seu legadoSaber viver é a grande sabedoria.Que eu possa dignificar minha condição de mulher, aceitar suaslimitações.E me fazer pedra de segurança dos valores que vão desmoronando.Nasci em tempos rudes. Aceitei contradições lutas e pedras como lições de vida e delas mesirvo.”Cora Coralina
  15. 15. Power Point concebido e criado pelos alunos da turma EFA B deMinde:Bruno Oliveira,Maria José Santos,Umbelina MarquesAgradecemos a colaboração dos formadores.

×