Da Lei de Liberdade

275 visualizações

Publicada em

Estudo realizado no GEAP

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
275
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Da Lei de Liberdade

  1. 1. DA LEI DE LIBERDADE Lels Morais da Vida _ h 3' Joanna de Ângelis , . , y e, v V u
  2. 2. DA l. EI DE LIBERDADE Leis llllorais dc! Vício Joanna de Angelis
  3. 3. _F_i. C_l! I§l_i'Êl um _¡; ¡_i! .i¡_ici. lci pics-liga ; g1!_lÊlC_I_i*-~; l§3 elis: ê-KCEHJJ' iii 95;: :: jul ! Alller o _i. lii_i§i_iali§i_l _EÍCEÉTEJ ; r CJÊL1CI_I! _IÍZLI lliieiiwí . cliã, :: FJ ! l ! lxwl---íivxêlêjs ! Hi-Ls-«ÊÀÊ “illEÍici, 1§l'§l_í'ÉgIllê? :ÍUÊICÉIHÍÊJÉÍETEÍÊ? um: : : lie: ciiifitrciçz, ciaçlljijnl C153 ; Ielrlllezjiiuãâ Cclfifuiyi Ci: : . ;.1i"i. _I_rJii. I l X Q' : n: LI . NW-v. e. : : Prezi , ê
  4. 4. - m o homem o Ii vre-arbítrio de Livro dos Espíritos 843 "Pois que tem a liberdade de pensar; tem igualmente a de obra: : Sem o livre-arbítrio, o homem seria mãquina. "
  5. 5. DIREITO A LIBERDAIÍ . Intrinsecamente livre, criado para a vida feliz, o homem traz, no entanto, ínsitos na própria consciência, os limites da sua liberdade. jamais devendo constituir tropeço na senda por onde avança o seu próximo, é-lhe vedada a exploração de outras vidas sob qualquer argumentação, das quais subtraia o direito de liber dade.
  6. 6. Liberdade legitima decorre da legitima responsabilidade. A responsabilidade resulta do amadurecimento pessoal em torno dos deveres morais e sociais, que são a questão matriz fomentadora dos Iídimos direitos humanos.
  7. 7. A responsabilidade resulta do amadurecimento pessoal em torno dos deveres morais e sociais, que são a questão matriz fomentadora dos Iídimos direitos humanos.
  8. 8. A toda criatura é concedida a liberdade de pensa; falar e agiI; desde y ó que essa conceyão suben tenda o resggito aos direitos semelhantes dhõximo. - : v rima d rre -se 'I
  9. 9. ü BEM SEMPRE O bem que deixes de fazer, podendo fazê-Io, é um grande mal que fazes.
  10. 10. Dos hábitos mentais - suspeita, ciúme, inveja, animosidade, fixação -, como dos condicionamentos superiores pelo exercício do pensamento - reflexão, prece, humildade, auto-exame - decorrem as atitudes, quando se é surpreendido pela agressividade ou perseguido pela antipatia espontânea de alguém, em si mesmo inditoso.
  11. 11. Falarás e agirás conforme as aquisições que armazenares nos depósitos mentais, atravé ocorrências do cotidiano. Valoroso, mantém-te confiante nos postulados evangélicos e permite-te, sem titubeios, a fé, com a resoluçãgde quem está disposto a pelejar infatigável até a vitória final com jesus. (à: (i. , -
  12. 12. EXIGÊBIiÍIIt os. FÉ Além de libertar-te das fúteis querelas e exibições que ocorrem no picadeiro do corpo físico, a fé te concederá visão reconfortante e plenitude em todos os teus dias.
  13. 13. Valoroso, mantém-te confiante nos postulados evangélicos e permite-te, sem titubeios, a fé, com a resolução de quem está disposto a pelejar infatigável , ate a vitoria final com Jesus.
  14. 14. DA LEI DE LIBERDADE Leis Morais da Vida g 7' loanna de Angelis

×