Manual controlador digital sinergia

1.925 visualizações

Publicada em

Manual controlador digital sinergia

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.925
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual controlador digital sinergia

  1. 1. Sinergia
  2. 2. ÍNDICE1.0 Introdução ............................................................................................................................................... 062.0 Informações Técnicas ........................................................................................................................... 073.0 Painel Frontal do Instrumento ................................................................................................................ 084.0 Instalação Elétrica .................................................................................................................................. 10 4.1 Conectores na parte traseira do Sinergia ............................................................................. 10 4.2 Chave Contatora ..................................................................................................................... 11 4.3 Esquema Elétrico para a Bomba de Circulação de Água nos Coletores ................................. 13 4.4 Esquema Elétrico para o Apoio (Resistência) ......................................................................... 14 4.5 Esquema Elétrico para o Apoio (Aquecedor a Gás, Anel de Circulação, Afins) ........................ 155.0 Programação .......................................................................................................................................... 16 5.1 Programação Rápida ............................................................................................................. 16 5.2 Programação Completa ...........................................................................................................17 5.3 Reprogramação dos Parâmetros com os Valores de Fábrica (Default) .....................................19 5.4 Tabela de Resumo da Programação Completa ..............................................................................196.0 Parâmetros .............................................................................................................................................. 21 6.1 Parâmetro de Calibração dos Sensores ................................................................................. 21 6.2 Parâmetro de Visualização das Variáveis ............................................................................... 21 6.3 Parâmetro Contra Superaquecimento de Temperatura ............................................................22 6.4 Parâmetro de Anticongelamento .............................................................................................22 6.5 Parâmetro de Funcionamento do Buzzer (som) .......................................................................22 6.6 Parâmetro de Bloqueio do Teclado ..........................................................................................23 6.7 Parâmetro de Programação da Hora Corrente .........................................................................23 6.8 Parâmetro de Programação de Eventos Relativos ao Relógio ...................................................257.0 Funções .....................................................................................................................................................27 7.1 Função Manual das Saídas da Bomba e do Apoio Através das Teclas “UP” e “ DOWN” .............27 7.2 Função Ligado/Stand-By .........................................................................................................27 7.3 Função de Retardo da Saída de Controle e Retardo na Energização .........................................28 7.4 Função de Configuração dos Parâmetros com a Chave “A01” ..................................................288.0 Sinalização........................................................................................................................................299.0 Termo de Garantia ............................................................................................................................ 5
  3. 3. 1.0 Introdução 2.0 Informações TécnicasA TRANSSEN Aquecedor Solar atua no mercado de energia solar térmica desde 1987, é líder nacional de mercado e sempre Características Elétricas:se destacou pelo compromisso com a satisfação do seu cliente. Como exemplo de sua constante evolução, a Transsen traz ao • Tensão de alimentação: 100..240 Volts e 50/60 Hz automático;mercado o Sinergia, controlador digital para sistemas de aquecimento solar, cuja função é proporcionar conforto, economia • 1º saída tipo SPST-NO (16A-AC1, 6A-AC3 250 VAC, 1 HP 250 VAC, 1/2 HP 125 VAC);e segurança. O Sinergia apresenta certificado europeu de segurança (selo CE - “ConformitéEuropéenne”), comprovando que • 2º saída tipo SPST-NO (8A-AC1, 3A-AC3 250 VAC, 1/2 HP 250 VAC, 1/3 HP 125 VAC);o produto cumpre exigências europeias, além de apresentar alta imunidade a distúrbios e interferências eletromagnéticas. • Vida útil dos contatos dos reles: 100.000 operações ( com fator de potência igual a 1);Seu moderno sistema de teclas tipo TouchScreen permite a programação de diversas operações de forma fácil e rápida, • Consumo: 4VA;tornando o controle da temperatura da água do banho ou piscina muito prático e versátil. Moderno e fácil instalação, Sinergia • Faixa de medida de -50,0 a 109,0°C;foi desenvolvido para atender as principais necessidades de controle eletrônico de temperatura identificadas no mercado de • Resolução de visualização: 0,1 no campo de -99.9 a 99.9°C;aquecimento solar, gerenciando da melhor forma a energia solar. • Precisão de +/- 0,5% fs +1 dígito; • Tempo de amostragem: 130ms;Este manual tem como objetivo orientar os instaladores, vendedores e consumidores a instalar, programar e usufruir de todas • Entrada de medição: sonda de temperatura NTC (103AT-2, 10K W @ 25 °C);as vantagens que o Sinergia pode proporcionar ao usuário. Leia com atenção todas as instruções a seguir, pois a garantia do • Display: 3 dígitos vermelhos de 15,5mm de altura;produto está condicionada à correta instalação e programação. Nosso departamento técnico está à disposição para orientar • Classe e estrutura do software: Classe A;e esclarecer dúvidas que possam surgir quanto à qualidade, aplicação e instalação de nosso produto. Para isso, faça uso • Quantidade de sensores: 3 sondas IP65 com cabo de 1,5m;de nosso Serviço de Atendimento TRANSSEN - SAT - pelo telefone 0800 773 7050 ou nos envie um e-mail pelo endereço • Sistema de proteção contra falta de energia para o relógio.eletrônico transsen@transsen.com. Características Mecânicas:Funcionalidades: • Caixa plástica anti-chama conforme UL94-V0;• Acionamento de bomba de recirculação, através do diferencial de temperatura. • Dimensão: 70x77x37mm;• Acionamento de sistemas de apoio (resistência elétrica, aquecimento a gás, aquecimento a diesel, bomba de calor, etc). • Peso: 120g;• Acionamento de válvulas solenoides. • Conexão: conector a parafuso de 2,5mm; • Grau de proteção frontal: IP 30; • Temperatura de funcionamento: 0 a 50°C; • Umidade ambiente de funcionamento: < 95%RH sem condensação; • Temperatura de armazenamento: -25 a 60°C. 6 7
  4. 4. 3.0 Painel Frontal do Instrumento 1 - Tecla P: Pressionando rapidamente a tecla “P” o instrumento entra na programação rápida. Mantendo a tecla pressionada por mais de 5 seg. o instrumento entra no modo de programação completa ( tabela de resumo página 22). 2 - Tecla DOWN: No modo de programação é utilizada para selecionar parâmetros ou reduzir seu valor. Mantendo a tecla pressionada por mais de 5 seg. liga / desliga a saída 2, saída do apoio. 3 - Tecla UP: No modo de programação é utilizada para selecionar parâmetros ou aumentar seu valor. Mantendo a tecla pressionada por mais de 5 seg. liga / desliga a saída 1, saída da bomba. 6 7 4 3 4 - Tecla U: Pressionando e soltando rapidamente, o display mostrará as variáveis medidas pelo instrumento (sensor 1 = Pr1, sensor 2 = Pr2, diferença de temperatura do sensor 2 menos sensor 1 = P1.2, sensor 3 = Pr3, hora = h, minuto = n, dia = d). Quando o instrumento está no modo de programação, utiliza-se a tecla “U” para retornar ao modo normal de funcionamento. Mantendo a tecla pressionada por mais de 5seg. liga / desliga a função de Stand-By do controle. • Pressionar a tecla “P + UP” por 5 seg. para bloquear ou desbloquear o teclado. 5 - Led SET: No modo normal de operação acende sempre que uma tecla for pressionada. 6 - Led rd: Indica o estado da saída de controle diferencial. Alimentação da Bomba. Aceso = saída ligada Apagado = saída desligada Piscando = saída desabilitada. 7 - Led AL1: Indica alarme AL1 ativo (referente ao sensor 1). 8 - Led AL2: Indica alarme AL2 ativo (referente ao sensor 2). 9 - Led rA: Indica o estado da saída de controle auxiliar. Alimentação do Apoio. 11 Aceso = saída ligada Apagado = saída desligada Piscando = saída desabilitada. 10 - Led Stand-By: Indica modo de operação STANDY-BY ativo 9 8 10 5 1 2 11 - Led CLOCK: Indica que o relógio interno está ativo. • Aceso indica que após o relógio ter sido habilitado não houve falha de alimentação. A hora indicada é correta. • Piscando indica que após o relógio ter sido habilitado houve falha de alimentação. Possivelmente a hora indica não está correta. 8 9
  5. 5. 4.0 Instalação Elétrica 4.2 Chave Contatora4.1 Conectores na parte traseira do Absoluto A1 Conexão com NO 13 SINERGIA OUTPUTS INPUTS Conexão com 5L3 Disjuntores 3L2 OUT1: 16A-AC1(6A-AC3)/250VAC: 1HP 250VAC 1/2HP 125 VAC 1 1L OUT2: 8A-AC1 (3A-AC3)/250VAC; A2 1/2HP 250 VAC, 1/3HP 125VAC NO 14 Vista frontal 6T3 OUT2 OUT1 Pr1 Pr2 Pr3 4T2 IN 1 100..240 2T C NO NO VAC 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12Jumpear os Conectores 1 e 6. Vista traseiraAlimentação da bomba: Conectores 2 e 7. Conexão com BombaAlimentação do apoio: Conectores 4 e 7. Hidráulica ou ApoioEntrada da energia da rede: Conectores 6 e 7.Sensor 1 (sensor instalado nos coletores solares): Conectores 9 e 10.Sensor 2 (sensor instalado na entrada da bomba de circulação): Conectores 9 e 11.Sensor 3 (sensor instalado no reservatório ou no fundo da piscina): Conectores 9 e 12.10 11
  6. 6. - Para local onde a rede é 3 Ø, ligar uma das fases em 5L3 e 6T3; Esquema Elétrico para a Bomba de Circulação de Água nos Coletores- A Voltagem da contatora deverá ser compatível com a carga a ser alimentada. Para potência de acionamento acima de 1/3 CV(110V) - acima de 1/2 CV(220V)- A chave contatora deverá ser utilizada para casos em que a corrente de acionamento for superior às informações técnicasrecomendadas para as saídas;Saída 1 = (acionamento do apoio)Tipo SPST-NO (16A-AC1, 6A-AC3 250VAC, 1HP 250 VAC, ½ HP 125 VAC) REDE ELÉTRICA LOCAL (110V/220V) R Conectores na parte traseira do SinergiaSaída 2 = (acionamento de bomba de circulação de água dos coletores solares) STipo SPST-NO (8A-AC1, 3A-AC3 250VAC, 1/2HP 250 VAC, 1/3 HP 125 VAC) OUT2 OUT1 Pr1 Pr2 Pr3 Verificar qual a corrente INRecomendações para a instalação: mínima para a Bomba que 100..240 Disjuntor Bipolar C NO NO VAC será utilizada, o disjuntor e 5 AmperesPara um sistema onde for dimensionada uma Bomba de Circulação de Água Nos Coletores que seja necessário o uso de a bitola do fio deverão sercontatora e no Apoio não seja necessário o uso de contatora, deve-se usar o disjuntor e fiação até o controlador com as dimensionadas para estarecomendações coerentes para o Apoio, conforme os esquemas de ligação elétrica; o restante das ligações deve seguir as corrente. Para a fiação elétrica que 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 vai até os conectoresrecomendações correspondentes. O mesmo é válido para o caso de ser necessário contatora para o Apoio e não for necessária do Absoluto e deste atécontatora para a Bomba de Circulação de Água Nos Coletores, devem-se seguir as recomendações coerentes para esta, a contatora, usar cabo Sensor 1conforme os esquemas de ligação. Dimensione a contatora flexível 1,5mm². conectar nos terminais 9 e 10. de acordo com a carga a Sensor 2 conectar nos terminais 9 e 11.Em instalações onde a distância de fiação for muito grande, deve-se tomar as devidas medidas de precaução no ser usada. Sensor 3dimensionamento da bitola dos fios, bem como na escolha do disjuntor. conectar nos terminais 9 e 12. Chave Contatora Para a fiação dos sensores, usar cabo Categorias de utilização segundo a EN 60947-4-1 e a EN 60947-5-1 paralelo 2x0,50 ou 2x0,75mm². Corrente de Carga Categoria Categoria de Aplicação Relê Térmico AC/1 ~ AC1 Cargas CA resistivas ou ligeiramente indutivas AC/3 ~ OUTPUTS INPUTS A Instalação deverá ser feita OUT1: 16A-AC1(6A-AC3)/250VAC: por um técnico especializado. Acionamento e parada de motores tipo “Gaiola de Esquilo”. AC3 AC/3 ~ 1HP 250VAC 1/2HP 125 VAC Reverta sentido do giro do motor somente quando este parar. OUT2: 8A-AC1 (3A-AC3)/250VAC; 1/2HP 250 VAC, 1/3HP 125VAC12 13
  7. 7. Esquema Elétrico para o Apoio (Resistência) Esquema Elétrico para o Apoio (Aquecedor à Gás, Anel de Circulação, Afins)Para potência de acionamento acima de 1000W (110V) - acima de 3000W (220V) Para potência de acionamento acima de 1/2CV (110V) - acima de 1,5CV (220V) REDE ELÉTRICA LOCAL (110V/220V) Conectores na parte traseira do Sinergia RVerificar qual a corrente S REDE ELÉTRICA LOCAL (110V/220V) Conectores na parte traseira do Sinergia Rmínima para a Bomba que OUT2 OUT1 Pr1 Pr2 Pr3 IN S Disjuntor Bipolar OUT2 OUT1 Pr1 Pr2 Pr3será utilizada, o disjuntor e 5 Amperes 100..240 Verificar qual a corrente INa bitola do fio deverão ser C NO NO VAC mínima para a Bomba que Disjuntor Bipolar 100..240dimensionadas para esta C NO NO VAC será utilizada, o disjuntor e 5 Amperescorrente. Para a fiação elétrica que a bitola do fio deverão ser vai até os conectores do Absoluto e deste até 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1112 dimensionadas para esta Para a fiação elétrica que a contatora, usar cabo flexível 1,5mm². Sensor 1 conectar nos terminais 9 e 10. corrente. vai até os conectores do Absoluto e deste até 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Sensor 2 a contatora, usar cabo Sensor 1 Chave Contatora conectar nos terminais 9 e 11. Dimensione a contatora flexível 1,5mm². conectar nos terminais 9 e 10. Sensor 3 conectar nos terminais 9 e 12. de acordo com a carga a Sensor 2 conectar nos terminais 9 e 11. ser usada. Sensor 3 Para a fiação dos sensores, usar cabo paralelo 2x0,50 ou 2x0,75mm². conectar nos terminais 9 e 12. Chave Contatora Para a fiação dos sensores, usar cabo paralelo 2x0,50 ou 2x0,75mm². Para maior segurança do usuário, é obrigatório conectar o termostato em série com o apoio. Relê Térmico OUTPUTS INPUTS OUTPUTS INPUTS A Instalação deverá ser feita A Instalação deverá ser feita OUT1: 16A-AC1(6A-AC3)/250VAC: por um técnico especializado. OUT1: 16A-AC1(6A-AC3)/250VAC: por um técnico especializado. 1HP 250VAC 1/2HP 125 VAC 1HP 250VAC 1/2HP 125 VAC Termostato OUT2: 8A-AC1 (3A-AC3)/250VAC; OUT2: 8A-AC1 (3A-AC3)/250VAC; 1/2HP 250 VAC, 1/3HP 125VAC 1/2HP 250 VAC, 1/3HP 125VAC14 15
  8. 8. 5.0 Programação Para mudar a temperatura da piscina, o usuário deverá mudar no parâmetro “AA2” o valor da temperatura desejada, não está na programação rápida por motivos de segurança.5.1 Programação RápidaPressionando e soltando a tecla “P”podem-se programar os valores das temperaturas de acionamento da bomba e do apoio. Próximos AumentoProcedimento para a entrada de valor pelo modo de programação rápida: Parâmetros de Valor• Pressione e solte rapidamente a tecla “P” o display irá mostrar alternadamente o código do parâmetro que será alterado Visualização Normal e seu respectivo valor.• Pressionando a tecla “UP” ou “DOWN” o valor do parâmetro será aumentado ou reduzido respectivamente em um dígito.• Caso a tecla “UP” ou “DOWN” seja pressionada por mais de 1 seg. o valor do parâmetro será aumentado ou reduzido rapidamente até que seja solta.• Após atingir o valor desejado, pressione e solte a tecla “P” para memorizar e sair do modo de programação rápida.• Após entrar no modo de programação rápida se nenhuma tecla for pressionada por mais de 30 seg., o instrumento retornará automaticamente ao modo de funcionamento normal. Redução de ValorCódigo dos parâmetros:tdl - Temperatura do diferencial que liga a bomba de circulação.tdd - Temperatura do diferencial que desliga a bomba de circulação. 5.2 Programação CompletatAd - Temperatura do auxiliar que desliga o apoio.tAl - Temperatura do auxiliar que liga o apoio. Procedimento para a entrada de valor pelo modo de programação:Os valores das temperaturas de acionamento da bomba e do apoio podem assumir os respectivos valores: O instrumento dispõe de uma função de proteção de parâmetros mediante o uso de senha personalizada, programada no0 <tdd<tdl< 40 parâmetro “t.PP”.25 <tAl<tAd< 60 Para utilizar a função de proteção, selecionar o parâmetro “t.PP”, inserir o valor desejado e sair do modo de programação. • Quando a proteção por senha está ativa, para entrar no modo de programação pressione a tecla “P” por 5 seg. oCom isso, evitamos a possibilidade de eventual programação indesejada, se o cliente tiver a necessidade de programar um display irá mostrar o código “r.P” pressionando novamente a tecla “P” a indicação “0” será mostrada sinalizando avalor diferente do disponível, deverá procurar um técnico autorizado da Transsen para efetuar o ajuste. necessidade de inserir o valor programado no parâmetro “t.PP” (padrão de fábrica = 1). Pressione a tecla “UP” ou16 17
  9. 9. “DOWN” até atingir o valor programado em “t.PP” e pressione a tecla “P” novamente para entrar na programação. 5.3 Reprogramação dos Parâmetros com os Valores de Fábrica (Default) • Se a senha estiver correta o instrumento irá para o modo de programação mostrando no display o código relativo ao primeiro parâmetro programável. Caso contrário, o instrumento retornará ao modo de funcionamento normal. O instrumento permite a reprogramação dos parâmetros com valores de fábrica (default). Para restaurar os valores de fábrica, Insira a senha na sinalização “r.P” com o valor “-48”. Para desabilitar a proteção por senha personalizada, programar o parâmetro “t.PP” = o.F, desta forma, ao pressionar a tecla Portanto, quando desejar realizar o reset dos parâmetros, habilite a senha de acesso configurando um valor no parâmetro “P” por 5 seg., entra direto nas programações. “t.PP” diferente de oF. Ao configurar o parâmetro “rP = - 48” e pressionar a tecla “P”, o display mostrará por cerca de 2 segundos “- - -” enquanto Nota: o instrumento reprograma todos os parâmetros com os valores gravados na fábrica, sendo este, programação para sistemas • Como padrão de fábrica, todos os parâmetros são configurados como protegidos no valor igual a 1. de aquecimento solar de piscina. • Seguir procedimento abaixo para recuperar a senha e entrar no modo de programação: Para instalações de “Banho”, apenas deve-se alterar o parâmetro “t.SA” para o valor 2. Desligue e ligue o instrumento pressionando a tecla “P” por 5 segundos. O controlador automaticamente irá alterar o valor dos parâmetros para o padrão banho. Dessa forma terá acesso a todos os parâmetros protegidos, inclusive ao “t.PP” que poderá ser verificado e editado. 5.4 Tabela de Resumo da Programação Completa Visualização Normal Resumo da programação (Pressione a tecla “P” por 5 segundos)Pressione por Pressione por2 segundos 5 segundos Próximos Aumento Padrão Padrão Parâmetros de Valor Parâmetros: Descrição: Piscina Banho “t.SA”=1 “t.SA”=2 2.0 “rP” Senha de acesso para a programação completa 1 1 Parâmetros Redução “tdd” Diferencial para desligar a bomba de circulação 2 4 Programação Avançada Anteriores de Valor “tdl” Diferencial para ligar a bomba de circulação 4 8 Sinalização Inserir Senha Programação “tAd” Temperatura de desacionamento do apoio. 32 50 de Proteção Correta Completa “tAl” Temperatura de acionamento do apoio. 30 45 18 19
  10. 10. “CS1” Calibrador do sensor 1 0 0 6.0 Parâmetros “CS2” Calibrador do sensor 2 0 0 “CS3” Calibrador do sensor 3 0 0 6.1 Parâmetro de Calibração dos Sensores “dSP” Visualização no display Pr3 Pr3 No parâmetro “CS1”, “CS2” e “CS3”, correspondendo respectivamente ao sensor 1, sensor 2 e sensor 3, podemos calibrar “AA1” Alarme de superaquecimento do coletor 70 99 a temperatura dos sensores alterando seus respectivos valores, aumentando ou diminuindo a diferença de temperatura. “dAC” Sistema de anticongelamento 5 5 Alarme de superaquecimento do 6.2 Parâmetro de Visualização das Variáveis “AA2” 32 70 reservatório ou piscina Programação Avançada “FBU” Funcionamento do Buzzer 2 2 Através do parâmetro “dSP”é possível determinar a variável que será mostrada no display. Independentemente do que está configurado no parâmetro “dSP” é possível visualizar todas as variáveis de medida e de “bAt” Bloqueio Automático do teclado 05:00 05:00 funcionamento pressionando e soltando a tecla “U”. O display mostrará alternadamente o código que identifica a variável e “t.SA” Escolha do sistema de aquecimento solar 1 2 o seu valor. Escolha da senha de acesso para “tPP” 1 1 As variáveis são: programação completa Pr1 - Temperatura do sensor 1. “rEL” Relógio Interno Off Off Pr2 - Temperatura do sensor 2. P1.2 - Temperatura da diferença entre o sensor 1 e o sensor 2. “]cE” Grupo relativo aos eventos - - Pr3 - Temperatura do sensor 3. “E01” Evento 01 Off Off Se o relógio estiver habilitado. Eventos “]cE” “h.” Hora corrente. “E02” Evento 02 Off Off “n.” Minuto corrente. ... ... Off Off “d.” Dia da semana corrente. “CL” Horário. “E14” Evento 14 Off Off “tdL” Temperatura do diferencial que liga a bomba de circulação. “tAd” Temperatura do auxiliar que desliga o Apoio. “Of” Sem nenhuma visualização.Obs.: As unidades de todos os parâmetros referentes à temperatura são em graus Celsius.20 21
  11. 11. 6.3 Parâmetro Contra Superaquecimento de Temperatura 6.6 Parâmetro de Bloqueio do TecladoO controlador dispõe de alarmes contra o superaquecimento, evitando altas temperaturas, desta maneira evita-se possíveisdanos a máquinas, tubulações e, principalmente, queimaduras com alta temperatura da água. Esta função é útil quando o instrumento está exposto ao público e se deseja impedir qualquer comando. A função de bloqueioNo parâmetro “AA1” e no “AA2”, correspondendo respectivamente ao sensor 1 e ao sensor 2, é possível selecionar a tem- do teclado é ativada configurando-se o parâmetro “bAt” com qualquer valor diferente de oF.peratura do alarme. O valor configurado no parâmetro “bAt” é o tempo que o teclado leva para ser bloqueado automaticamente caso nenhumaNa ocorrência de um evento de alarme, o display mostrará o código do alarme alternado com o valor da variável programada tecla seja pressionada.no parâmetro “dSP”; Pressionando qualquer tecla quando o teclado está bloqueado, o display mostrará a mensagem “tof” para avisar que o“AA1” alarme de superaquecimento do sensor 1. bloqueio está ativo.“AA2” alarme de superaquecimento do sensor 2. Para desbloquear o teclado, pressione simultaneamente as teclas P e UP durante 5 segundos, o display mostrará a mensagem “ton”e todas as funções do teclado serão novamente liberadas.6.4 Parâmetro de Anticongelamento 6.7 Parâmetro de Programação da Hora CorrenteO controlador dispõe de um alarme de anti-congelamento da água nos coletores, protegendo os coletores contra a dilataçãoda água ao congelar, evitando danos aos coletores solares. No parâmetro “rEL”. podemos programar o horário local e o dia da semana para habilitar as funções de relógio.No parâmetro “dAC”é possível selecionar a temperatura do alarme. - Após ter selecionado o parâmetro “rEL”, pressione a tecla “P“ sucessivamente para visualizar a sequência de fases a seremNa ocorrência de um evento de alarme o display mostrará o código do alarme ,“Ab1”, alternado com o valor da variável programadas:programada no parâmetro “dSP”.6.5 Parâmetro de Funcionamento do Buzzer (som)O Parâmetro“FBU” permite a configuração do Buzzer interno:oF - o buzzer está desabilitado.1 - O buzzer somente sinaliza eventos de alarme.2 - O buzzer sinaliza toques nas teclas, Nesse modo não sinaliza eventos de alarme.3 - O buzzer sinaliza toques nas teclas e condições de alarme.22 23
  12. 12. Parâmetros Configuração Configuração Configuração Hora Minutos Dias 6.8 Parâmetro de Programação de Eventos Relativos ao Relógio No parâmetro “ccE”a programação é feita da mesma forma que o ajuste de hora / minuto / dia da semana, somente acrescentando o parâmetro do tipo do evento “t.”. O instrumento prevê 14 parâmetros de programação de eventos que possibilitam um máximo de 14 x 7 = 98 eventos por .El . 13 .45 .1 semana. 4 “h.” e hora (ex. “h.13”) “n.” e minutos (ex. “n.40”) “d.” e dia da semana (ex. “d.1”) “t.” e o tipo do evento que se deseja no horário programado (ex. “t.1”). Nota: Os minutos referentes aos eventos são programados em décimos.“h.” e hora (ex. “h.14”)“n.” e minuto (ex. “n.52”)“d.” e o dia da semana (ex. “d.1”) Parâmetros Grupo de Configuração Configuração Configuração ConfiguraçãoRepresentação dos dias da semana: Parâmetros Horas Minutos Dias Evento“d. 1“ - segunda-feira“d. 2“ - terça-feira Parâmetros Parâmetros Aumentar Aumentar Aumentar Aumentar“d. 3“ - quarta-feira Anteriores Anteriores Valor Valor Valor Valor“d. 4“ - quinta-feira“d. 5“ - sexta-feira E .01 . 13 .40 .1 .1 4“d. 6“ - sábado“d. 7“ - domingo Próximos Próximos Diminuir Diminuir Diminuir Diminuir“doF” - relógio desabilitado Parâmetros Parâmetros Valor Valor Valor Valor24 25
  13. 13. Programação dos dias da semana para o evento: 7.0 Funções“d. 1” - segunda-feira“d. 2” - terça-feira“d. 3” - quarta-feira 7.1 Função Manual das Saídas da Bomba e do Apoio Através das Teclas “UP” e “ DOWN”“d. 4” - quinta-feira“d. 5” - sexta-feira Mantendo a tecla “UP” pressionada por mais de 5 seg. liga / desliga a saída 2, saída da bomba, no acionamento da bomba“d. 6” - sábado o display sinalizará “on”, alternado com o valor da variável programada no parâmetro “dSP”;e no desacionamento o display“d. 7” - domingo sinalizará “oF”, alternado com o valor da variável programada no parâmetro “dSP”.“d. 8” - todos os dias da semana“d. 9” - segunda, terça, quarta, quinta e sexta-feira Mantendo a tecla “DOWN”pressionada por mais de 5 seg. liga / desliga a saída 1, saída do apoio, no acionamento do apoio o“d.10” - segunda, terça, quarta, quinta, sexta-feira e sábado display sinalizará “onA”, alternado com o valor da variável programada no parâmetro “dSP”; e no desacionamento o display“d.11” - sábado e domingo sinalizará “oFA”, alternado com o valor da variável programada no parâmetro “dSP”.“doF” - relógio desabilitado 7.2 Função Ligado/Stand-ByTipos de eventos possíveis de serem programados:t.1 - Liga o instrumentot.2 - Modo Stand-By de funcionamento O instrumento pode assumir 2 condições diferentes de funcionamento:t.3 - Liga a saída digital. - LIGADO: o instrumento executa as funções de controle previstas no modo normal de funcionamento. - STAND-BY: o instrumento não executa as funções de controle e o display permanece apagado com exceção do LEDt.4 - Desliga a saída digital. Stand-By.t.5 - Ativa a saída 2, Apoio. A passagem do modo Stand-By para LIGADO equivale exatamente à energização do instrumento.t.6 - Desativa a saída 2, Apoio. Em caso de falha de alimentação, o instrumento voltará a funcionar na condição em que se encontrava.t.7 - Ativa a saída 1, Bomba de Circulação.t.8 - Desativa a saída 1, Bomba de Circulação. Pode ser selecionado o modo de funcionamento LIGADO / Stand-by:t.9 - Ativa as saída 1 e 2, Bomba de Circulação e Apoio. - mediante a programação de um evento relativo ao relógio.t.10 - Desativa as saída 1 e 2, Bomba de Circulação e Apoio. - pressionando a tecla “U” por 5 seg.toF - Evento desabilitado.26 27
  14. 14. 8.0 Sinalização Sinalização Motivo7.3 Função de Retardo da Saída de Controle e Retardo na Energização E1 -E1 A sonda pode estar aberta (E)O instrumento é dotado da função de controle de tempo da saída de controle para evitar partidas sucessivas que podem E2 -E2 ou em curto circuito (-E)comprometer o funcionamento ou a vida útil dos componentes da instalação. Desta maneira se houver uma queda de energia ou pode medir um valor fora da faixa permitidao controlador vai esperar 15 segundos para liberar a energização, durante este tempo o display mostrará a sinalização “od” E3 -E3alternado com os valores das variáveis programados em “dSP”. od Retardo na energização7.4 Função de Configuração dos Parâmetros com a Chave “A01” ton Teclado Liberado toF Teclado BloqueadoO instrumento é dotado de um conector que permite a transferência da programação entre instrumentos, através da chave deprogramação “A01”(Apenas para técnicos autorizados). AA1 Alarme de alta temperatura no sensor 1 Ab1 Sistema anticongelamento AA2 Alarme de alta temperatura no sensor 2 Ab2 Alarme de baixa temperatura no sensor 2 on Regulador da bomba, modo manual, saída ligada oF Regulador da bomba, modo automático r.on Regulador do apoio, modo manual, saída ligada r.oF Regulador do apoio, modo automático EPr Erro de memória interna Err Erro devido a perda de calibração28 29
  15. 15. 9.0 Termo de Garantia • Instalação em desacordo com as orientações contidas no manual de instruções; • Danos causados por eventos fortuitos, de força maior ou por agentes naturais como descargas elétricas e sobrecargasAQUECEDOR SOLAR TRANSSEN LTDA. garante contra defeitos de fabricação de seus produtos, dentro dos prazos de energia elétrica e contato com água ou outros líquidos;especificados neste termo, a partir da data de emissão da nota fiscal pela Revenda, nos termos do Artigo 18 do Código de • Ter sido violado ou consertado por pessoas não autorizadas pela Transsen;Defesa do Consumidor, salvo as exceções abaixo especificadas. • Adaptação ou uso de peças que alterem o funcionamento do equipamento.O consumidor deve conferir o produto no ato da entrega, constatando se há conformidade com o seu pedido e verificando a Em caso de substituição parcial ou total do equipamento e/ou peças em virtude de defeito de fabricação, o prazo de garantiaintegridade de todo o equipamento. contratual do novo equipamento será o prazo remanescente daquele substituído, inclusive eventual garantia adicional anterior.A TRANSSEN apenas responde por quebras, danos e/ou acidentes dos equipamentos quando decorrentes do transporte, caso O prazo de garantia contratual é complementar e somado ao prazo de garantia de 90 dias, estabelecido pelo inciso II, do Artigoeste seja realizado pela empresa, e desde que reclamados no ato do recebimento. 26, do Código de Defesa do Consumidor. O prazo de garantia inicia-se pelo período legal de 90 dias.Nos termos dos parágrafos 1º e 2º, do Art. 18 do Código de Defesa do Consumidor, a TRANSSEN reserva-se o direito de Os prazos de garantia, todas as suas condições e os compromissos assumidos pela empresa AQUECEDOR SOLAR TRANSSENsolucionar eventuais defeitos de fabricação em produtos no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, contados a partir da LTDA, especificados neste termo e nos respectivos manuais dos produtos, não poderão ser alterados pelos Pontos de Vendareclamação formal feita pelo consumidor. Este prazo é suspenso em decorrência de caso fortuito ou força maior ou atrasos ou Representantes. A AQUECEDOR SOLAR TRANSSEN LTDA. não assume qualquer outra responsabilidade ou obrigação deocorridos sem culpa da TRANSSEN. terceiros.A despesa com o envio do produto para análise na fábrica da empresa TRANSSEN deverá ocorrer por conta do consumidor e Garantiasa despesa com o envio do produto de volta ao consumidor deverá ocorrer por conta da TRANSSEN. Controlador Digital Absoluto = 12 meses de garantiaCaso o produto não apresente defeito de fabricação, o consumidor é responsável pelas despesas decorrentes da retirada,reinstalação e deslocamento do produto até a TRANSSEN. Controlador Digital Sinergia = 12 meses de garantia Quadro de Comando Control Master = 12 meses de garantiaA garantia perde o valor nos seguintes casos:• Extinção do prazo de validade;• Utilização do produto para fins que não tenha sido projetado;30 31
  16. 16. Novembro/11

×