C h a p a

1

A d u f e s

Informativo da Chapa 1 - Realizar para Diretoria e Conselho da Adufes – Gestão 2013–2015 | Nov....
Vice-Presidente: MARLUCE
MIGUEL DE SIQUEIRA (CCS)
Natural de Guaçuí - ES, graduouse em Enfermagem e Obstetrícia
na UFES. O...
1ª Sulente: MARIA IGNES
PFISTER (aposentada/CE)
Natural de João Neiva – ES, graduou-se em Ciências Biológicas –
UFES. Obte...
A história de vida e realizações
do candidato Fábio Dutra
Transparência total, porém com visibilidade

O acadêmico
Fábio C...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Adufes jornal da chapa realizar

443 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
443
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adufes jornal da chapa realizar

  1. 1. C h a p a 1 A d u f e s Informativo da Chapa 1 - Realizar para Diretoria e Conselho da Adufes – Gestão 2013–2015 | Nov. de 2013 - Perfil: facebook.com/adufes.fabiodutra - Email: fabio.dutra@gmail.com Conheça o currículo de todos os candidatos a Diretores da Adufes nas páginas 2 e 3 Ato público de assinatura do Termo de Comodato para a cessão de terreno para a construção da Sede da ADUFES Fábio Corrêa Dutra, Presidente da ADUFES em 1987 PROGRAMA COMPLETO Gestão • Fortalecer o Conselho de Representantes também na sua atribuição consultiva, em questões administrativas e financeiras de competência da Diretoria, visando uma gestão mais racional e competente. • Estimular a participação ativa dos vários membros do Conselho de Representantes no debate acerca dos temas de interesse dos docentes, com a inclusão de seus membros nos Grupos de Trabalho da Adufes. • Trabalhar para a ampliação física da Sede da Adufes, com a construção de um Auditório mais adequado para as Assembleias Gerais e outros eventos. Propostas • Lutar pela reestruturação urgente da Educação Pública Brasileira, em todos os níveis, como necessidade inadiável para a construção de uma sociedade mais democrática e menos injusta, em articulação com as entidades do setor educacional; • Buscar maior articulação com entidades de trabalhadores na luta por melhores condições de trabalho e de vida e pela livre organização sindical; • Pressionar a Administração Superior para assegurar melhores condições de trabalho docente Standard Silva, Professor da Matemática e ex-Presidente Benedito Tadeu César, Professor das Ciência Sociais e ex-Presidente em todos os campi da UFES, em todos os turnos, nos itens Segurança Pessoal e Patrimonial, Opções de Alimentação com Qualidade, Áreas de Convivência e Pronto Atendimento Médico, Odontológico e Psicológico; • Intervir junto à Administração e aos Conselhos Superiores da UFES para racionalizar e acelerar os processos de progressão funcional; • Lutar para que a Classe Docente se faça representar junto ao Conselho Universitário, através de escolha a ser feita pela ADUFES; • Trabalhar com determinação para construir uma alternativa aos atuais Planos de Saúde da Unimed, que assegure qualidade no atendimento e seja viável financeiramente ao professor; • Participar dos espaços deliberativos do Sindicato Nacional Andes, de modo crítico e propositivo, com o objetivo de fortalecer o movimento docente nacional e assegurar uma maior unidade das Seções Sindicais nos eventuais movimentos de greve; • Dar prosseguimento às discussões do Movimento Docente sobre a Carreira, visando à continuidade da luta pela correção das distorções; • Estimular a participação mais ativa do Professor Aposentado na vida da Universidade, de modo a viabilizar sua reinserção social, cultural e acadêmica; • Ampliar a organização de eventos sociocultu- rais, incluindo atividades com música, literatura, poesia e outras formas de expressão artística; • Mobilizar a categoria para a mudança do Regimento da ADUFES, que assegure: 1) Representação dos aposentados no Conselho da entidade; 2) Criação do Cargo de Diretor Regional para cada campus do interior do estado; 3) Participação efetiva dos docentes dos campi do interior nas decisões da Assembleia Geral da entidade; • Assegurar a autonomia da Adufes em relação aos Partidos Políticos, à Administração da UFES e às instâncias governamentais; • Organizar um sistema continuo de recepção e integração dos novos docentes da UFES à universidade e ao Movimento Docente; • Restaurar o regimento democrático e equânime das Assembleias Gerais, buscando um ambiente mais adequado para as reuniões. • Manter o plantão da assessoria jurídica da ADUFES, nos campi de São Mateus e Alegre e criar um plantão administrativo da ADUFES no campus de Maruípe; • Estimular os docentes a submeterem ao Boletim da ADUFES a publicação de textos de análise sobre temas diversos; • Criar um Fórum Digital da entidade para incrementar as formas de participação e debate acerca dos principais temas de interesse da categoria.
  2. 2. Vice-Presidente: MARLUCE MIGUEL DE SIQUEIRA (CCS) Natural de Guaçuí - ES, graduouse em Enfermagem e Obstetrícia na UFES. Obteve Mestrado em Enfermagem Psiquiátrica na USP de Ribeirão Preto – SP, Doutorado em Ciências Fisiológicas-Neurociências – UFES. Pós-Doutorado em Psiquiatria – UNIFESP – São Paulo-SP e em Análise Quantitativa de Políticas Públicas – UTEXAS – Austin-EUA. Atuou como Professora na Universidade do vale do Rio dos Sinos – UNIVALE – São Leopoldo-RS e nas Faculdades Integradas Barão de Mauá – Ribeirão Preto-SP. Ingressou na UFES em 1984, exercendo a função de Coordenadora de Pesquisa do Centro de Ciências da Saúde (CoorPq-CCS) de 1996 a 1997 e Diretora de Pesquisa (DPq-PRPPG) de 1998 a 2001. Exerceu também as seguintes funções: Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSC) de 2001 a 2002, Coordenadora do Núcleo de Estudos sobre o Álcool e outras Drogas (NEAD) de 1996 até 2009, Coordenadora do Centro de Estudos e Pesquisas sobre o Álcool e outras Drogas (CEPAD) de 2010 até a presente data. É filiada e membro da diretoria da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN). É também filiada ao Conselho Regional de Enfermagem (COREN-ES) e Sindicato dos Enfermeiros (SindEnfermeiros). 1ª Secretária: BERNARDETE GOMES MIAN (aposentada/CE) Natural de Itaguaçu - ES, graduou-se em Pedagogia e Supervisão Escolar pela Faculdade de Ciências e Letras de Colatina-ES. Obteve Mestrado em Educação na UFES na área de concentração Administração e Supervisão Escolar. Atuou como Professora e Especialista da Secretaria de Estado da Educação - ES (SEDU-ES) por vinte e cinco anos, participando ativamente do movimento sindical através do SINDIUPES. Ingressou na UFES em 1979, atuando como professora do Centro de Educação tendo se aposentado em 1995. Atuou como membro do Conselho Estadual de Educação por dois mandatos e atualmente é membro da diretoria da ADUFES na condição de suplente. 1º Teseoureiro: JADIR EDUARDO SOUZA LUCAS (CT) Natural de Vitória - ES, graduouse em Engenharia Elétrica na UFES. Obteve Mestrado em Automação na UNIVERSIDAD POLITÉCNICA DE MADRID. Ingressou na UFES em 1993, sendo Diretor do NPD-UFES e Coordenador do Curso de Engenharia da Computação por dois anos. Atualmente é Coordenador do Curso de Ciência da Computação desde 2011. Secretária Geral: MARCIA HELENA SIERVI MANSO(CEUNES) Natural de Campo Grande – MS, graduou-se em Pedagogia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Obteve mestrado em educação na UFJF e Doutorado em Educação na UNIMEP de Piracicaba-São Paulo. Foi professora na Faculdade de Educação da UFJV, na Faculdade Santa Marcelina em Muriaé – MG e na Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) em Ubá-MG, onde também exerceu o cargo de Coordenadora do Curso de Pedagogia. Foi Presidente do Conselho Municipal de Educação de Juiz de Fora no período 2000-2003 e é associada da Associação Nacional de Politica e Administração da Educação (ANPAE). Ingressou na UFES em 2009, atuando como professora do Departamento de Educação e Ciências Humanas do CEUNES - UFES. Atualmente é representante do CEUNES no conselho da ADUFES. Tesoureiro Geral: ANTÔNIO LUÍZ ROSA (CCE) Natural de Cariacica - ES, graduou-se em Matemática na UFES. Obteve Mestrado em Matemática na UFRJ e Doutorado no IME -USP. Na Universidade Federal de Ouro Preto atuou como Chefe de Departamento e Coordenador de curso na UFOP por dois anos. Na Associação de Docentes foi Secretário Geral e Vice-presidente por dois anos. Ingressou na UFES em 2005 sendo representante do CCE no Conselho da ADUFES. Mensagem aos aposentados Muitos professores aposentados pela UFES continuam com intensa atividade acadêmica, independentemente de manterem vínculos profissionais. Alguns, inclusive continuam atuando na própria UFES. Mas, a grande maioria não encontra mecanismos institucionais que a motive a colocar toda a vivência acumulada sob a forma de novos conhecimentos. Além disso, muito da convencia social construída ao longo dos anos se perde pelo afrouxamento dos vínculos. Essa situação foi considerada como bastante relevante pela Chapa Realizar, que firmou compromisso claro de buscar formas criativas para reaproximar o docente tanto da ADUFES, buscando assegurar a representação desse importante setor do sindicato no Conselho da entidade, quanto da própria Universidade, “de modo a viabilizar sua reinserção social, cultura e acadêmica”.
  3. 3. 1ª Sulente: MARIA IGNES PFISTER (aposentada/CE) Natural de João Neiva – ES, graduou-se em Ciências Biológicas – UFES. Obteve Mestrado em Programas e Currículos na Universidade Federal de Santa Maria –RS. Ingressou na UFES em 1973, exercendo a função de Chefe do Departamento de Didática e Prática de Ensino – Centro Pedagógico – UFES. Atuou como professora de Ciências Físicas e Naturais no Ensino Fundamental na PMV, no Colégio Salesiano, no Colégio Eliezer Batista e Instituto Superior de Educação e Cultura ‘’Ulysses Loyd’’. Exerceu também o cargo de Orientadora Pedagógica na EMESCAM. Na ADUFES foi representante do Centro de Educação e Secretária Geral. No ANDES-SN exerceu o cargo de Segunda Vice-presidência na Regional Leste. 2º Suplente: JOSE ANTONIO DA ROCHA PINTO (CCE) Natural de Cariacica – ES, graduou-se em Matemática na UFES. Obteve o Mestrado em Matemática, na área de Álgebra, na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Ingressou na UFES em 1987 e a partir de agosto de 1995 passou a exercer todas as suas atividades didáticas na Coordenação Universitária Norte do Espírito Santo - (CEUNES) até 2010. No Polo Universitário de São Mateus, antiga CEUNES, atuou por dois anos como Gestor Administrativo e Coordenador do Curso de Matemática (2000 - 2010). Na diretoria da ADUFES exerceu o cargo de Tesoureiro Geral por dois mandatos a partir de 2002. Foi Vice - presidente da ADUFES por dois mandatos e, atualmente, está no segundo mandato como Presidente. 3º Suplente: JOSÉ ALBINO NEWMAN FERNANDEZ (CCJE) Natural de Mérida, Estado Mérida – Venezuela. Obteve Mestrado em Ciências Naturais, área de concentração Petrogênese, Depósitos Minerais, Gemologia (DEGEO - UFOP) e Doutorado em Ciências Naturais, área de concentração Petrogênese, Depósitos Minerais, Gemologia (DEGEO UFOP). Atuou como Gemólogo do MME/INGEOMIM – Venezuela. Ingressou na UFES em 2009, exercendo a função de Coordenador do Laboratório de Identificação e Caracterização de Gemas (DEGEM/CCJE/ UFES) de agosto de 2009 até a presente data. 4ª Suplente: LENIR CARDOSO PORFIRIO (CCA) Natural de São Borja – RS, graduouse em Medicina Veterinária na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e Farmácia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Alegre - ES. Obteve Mestrado em Medicina Veterinária-UFRJ, Doutorado em Medicina Veterinária UFRRJ e Pós Doutorado na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Na UFRJ foi Sub Chefe de Departamento e Coordenadora de curso. Na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro atuou como Diretora de Hospital Veterinário. Ingressou na UFES em2003, sendo Coordenadora de Laboratório Clínico Veterinário, Coordenadora de Laboratório de Plantas Medicinais. Além de Professora da Pós Graduação na UFRRJ e UFES (Mestrado), atuou na orientação de PIBIC, PIVIC e Extensão. Foi representante do CCA no Conselho da ADUFES por dois anos. Entenda a eleição do Conselho O Conselho da ADUFES possui atualmente 14 vagas de representantes titulares, cada um formando uma chapa com seu respectivo suplente. Houve 14 chapas inscritas. No entanto, serão eleitas apenas 12 chapas. No CCHN, há duas vagas e três chapas concorrentes e no CCA (Alegre), duas chapas disputam uma única vaga. A votação para o Conselho não é vinculada à escolha da Diretoria. No entanto, todas as chapas inscritas para o Conselho resultaram da mobilização das chapas 1 e 2. Os professores inscritos para o Conselho que estão apoiando a Chapa 1 (REALIZAR) são: CENTRO 1 CCHN 2 CCHN 3 CCA 4 CCS 5 CT 6 CEUNES 7 CCE DEPARTAMENTO Psi Social e Des. História História Filosofia Med. Veterinária Eng. de Alimentos Enfermagem Enfermagem Eng. Civil Eng. Mecânica Educ. e Ciências Hum. Ciências Naturais Matemática Física CARGO Titular Titular Titular Titular Titular Titular Titular NOME Sávio Silveira de Queiroz Valter Pires Pereira Josemar Machado de Oliveira Donato de Oliveira Marshal Costa Leme Marco Antônio Sartori Franciele Marabotti Costa Leite Thiago Nascimento do Prado Marcel Olivier Ferreira de Oliveira Temístocles de Souza Luz Márcia Regina Santana Pereira Gilmene Bianco Fábio Corrêa de Castro Vinícius Cândido Mota
  4. 4. A história de vida e realizações do candidato Fábio Dutra Transparência total, porém com visibilidade O acadêmico Fábio Corrêa Dutra nasceu em Aimorés, Minas Gerais, mudando-se logo cedo para Paul, Vila Velha, onde cresceu com muita liberdade, tendo na mãe mineira e no pai capixaba os melhores exemplos de integridade e serenidade que conhecera. Estudante de Física e de Engenharia Elétrica na UFES, formou-se mesmo em Matemática, no Curso de Bacharelado. Em agosto de 1977, logo após completar 21 anos, ingressou como Professor da Universidade, afastando-se posteriormente para obter o grau de Mestre em Matemática pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA-Rio), com Dissertação em Geometria Diferencial. Em 1987, foi eleito representante do Centro de Estudos Gerais (CEG) no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da UFES. Lutou pela democratização do órgão, que reestruturou as Comissões Temáticas e deu assento a todos os professores nas comissões. No início dos anos 90, entrou no movimento nacional da Educação Matemática, sendo sócio fundador da Regional da SBEM aqui no estado. Participou de Congressos Estaduais, Nacionais e Internacionais na área, dedicando-se ao estudo da Aprendizagem Matemática, da Etnomatemática e da Educação de Jovens e Adultos. Foi Coordenador do Curso de Matemática da UFES (Campus de Vitória) de 2007 a 2009. Criou o Laboratório de Ensino- Aprendizagem de Matemática (LEAMA), um espaço curricular de atividades experimentais e de interação com as Escolas Públicas de Educação Básica. Atualmente é Coordenador do LEAMA, onde desenvolve as disciplinas Iniciação ao Estágio 1 e 2. O sindical Em 1978, Fábio Dutra ajudou a deflagrar o Movimento dos Professores Colaboradores, unindo, inicialmente, alguns docentes da Matemática e outros das Ciências Sociais. Já em maio, estava fundada a Associação dos Docentes da UFES, onde o professor participou nos primeiros anos como representante no Conselho da entidade. Em agosto de 1984, participou como um dos representantes da ADUFES no histórico 1º Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Foi Secretário Geral da ADUFES em 1986, na gestão da Prof.ª Ana Doimo, sendo eleito Presidente no ano seguinte. De junho de 1988 a maio de 1990, foi Diretor efetivo da então Associação Nacional dos Docentes de Ensino Superior (ANDES), tendo também atuado como Vice-presidente Regional Leste, coordenando o trabalho no ES e em Minas. Posteriormente, participou de várias comissões e Grupos de Trabalho (GT) na ADUFES, sendo responsável, junto com a Prof.ª Maria Ignez Pfister, pela formulação e redação final do REGIMENTO da Seção Sindical ADUFES, para consolidar o processo de transformação da ANDES no Sindicato Nacional ANDES. O Presidente da ADUFES (1987) Como Presidente da ADUFES em 1987, Fábio Dutra liderou, localmente, uma greve vitoriosa. Os professores obtiveram ganhos reais de salário entre 80 e 110%. Mas, o mais importante, foi a conquista da Isonomia Salarial entre as Instituições Federais de Ensino Superior, com a aprovação de uma Carreira Docente Unificada em todo o país, onde foram introduzidos estímulos a uma maior titulação docente e um bom incentivo à Dedicação Exclusiva à Universidade, além de outros pontos. Teve ainda participação fundamental na aprovação das normas da primeira Eleição para Reitor da UFES, articulando-se com as lideranças do DCE e da ASUFES (posteriormente, SINTUFES), buscando consenso sobre o peso de cada segmento na eleição. Tal mobilização culminou numa Assembleia Geral Universitária presidida por Fábio Dutra, que ratificou o voto paritário. Assinou com o Reitor da UFES, a cessão, em regime de comodato, de um terreno para a construção de uma sede para a ADUFES no Campus de Goiabeiras, Vitória. O Diretor da ANDES (1988-1980) Como Diretor da ANDES, participou da transformação da associação em Sindicato Nacional e das AD’s em Seções Sindicais. Coordenou o Grupo de Trabalho (GT) sobre Verbas e Salários do ANDES-SN, elevando de quatro para dezessete o número de Seções Sindicais com participação no fórum. As análises dos repasses do Tesouro para as IFES, na rubrica Outros Custeios e Capital (OCC) foram subsídios importantes na luta por mais Verbas para as Universidades Federais, o que possibilitou conquistas importantes na greve deflagrada em maio de 1989. Participou ativamente do Congresso Constituinte em 1988, representando o ANDES e o Fórum Nacional da Educação Publica na luta pelas causas da Universidade, da Educação e dos Movimentos Sociais. Filiação partidária O Professor Dutra foi filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) desde 1982, desfiliando-se no ano de 2003. Desde então, não mais se filiou a partidos. Não considera problema qualquer docente, mesmo na direção da ADUFES, ter filiação partidária. No entanto, se opõe radicalmente a qualquer forma de aparelhamento do sindicato. Entende que nenhuma despesa da entidade pode ser usada, sob qualquer hipótese, em benefício dessa ou daquela agremiação. Mais ainda, todo dirigente sindical deve defender e encaminhar todas as deliberações da Assembléia Geral da ADUFES, contrariando ou não as posições do partido. Na possível gestão da Chapa Realizar, o “partido” da Diretoria será a Assembleia Geral da entidade. A pessoa Fábio Dutra é um amante da boa música brasileira e participa ativamente das Escolas de Samba da Grande Vitória, já tendo desfilado pela Jucutuquara, MUG, Novo Império e São Torquato. Primo de primeiro grau do saudoso seresteiro Altemar Dutra, também natural de Aimorés, trouxe a Deusa Dutra, filha do Altemar, para ser destaque no desfile desta última escola, no ano de 2011. A agitação cultural é compromisso de honra da Chapa Realizar. Suas ideias e propostas incluem a prática musical, a literatura, a poesia, para não falar de outras formas de manifestação. A Matemática Para Dutra, os cálculos, na Matemática devem se ajustar ao pensamento livre e criativo, e não o contrário. A beleza da Matemática está justamente na sua plasticidade, na sua leveza, no livre pensar. Desenvolve-se, às vezes, na resolução de problemas das Ciências Físicas, mas, noutras vezes, liberta-se desses vínculos e traz o futuro para o aqui e agora. Integra-se, de modo surpreendentemente harmônico, aos segredos da matéria, para, num vôo sem limite, surpreender, a todo momento, o mais liberto pensamento humano. E traça, para as ciências convencionais, novos e revolucionários caminhos que o pensar dogmático não é capaz sequer de cogitar. (Fábio, sob inspiração.)

×