SlideShare uma empresa Scribd logo
vozes do verbo.pptx
Vozes do Verbo
Dá-se o nome de voz à forma assumida pelo verbo
para indicar se o sujeito é agente ou paciente da
ação.
São três as vozes verbais:
a)Ativa: Quando o sujeito é agente, isto é, pratica a
ação expressa pelo verbo.
b)Passiva: Quando o sujeito é paciente, recebendo a
ação expressa pelo verbo.
c)Reflexiva: Quando o sujeito é ao mesmo tempo
agente e paciente, isto é, pratica e recebe a ação.
VOZ ATIVA – SUJEITO AGENTE
• Sujeito agente é aquele que pratica a
ação expressa pelo verbo.
sujeito agente predicado
– A criança / quebrou o copo.
voz ativa objeto
direto
• O objeto recebe a ação praticada
pelo sujeito.
VOZ PASSIVA – SUJEITO PACIENTE
• Sujeito paciente é aquele que sofre a ação
expressa pelo verbo. Só é possível com
verbo transitivo.
sujeito paciente predicado
– O copo / foi quebrado pela criança.
voz passiva agente da
passiva
• O sujeito recebe a ação praticada pelo
agente da passiva.
VOZ REFLEXIVA – SUJEITO
AGENTE E PACIENTE
– A criança / machucou-se.
• Sujeito agente e paciente é aquele que, ao
mesmo tempo, pratica e sofre a ação
expressa pelo verbo.
sujeito agente
e paciente
predicado
voz reflexiva objeto
direto
• O sujeito recebe a ação praticada por
ele mesmo.
Há dois tipos de voz reflexiva:
a) Reflexiva: quando o sujeito praticar a ação
sobre si mesmo.
Ex. Carla machucou-se.
José cortou-se com a faca.
Roberto matou-se.
b) Reflexiva recíproca: quando houver dois
elementos como sujeitos: um pratica a ação
sobre o outro, que pratica a ação sobre o
primeiro.
Ex. Paula e Renato amam-se.
Os jovens agrediram-se durante a festa.
Os ônibus chocaram-se violentamente.
PASSAGEM DA VOZ ATIVA PARA
A VOZ PASSIVA
• Voz ativa
sujeito agente
– A justiça / condenou os culpados.
voz ativa objeto direto
• Voz passiva
sujeito paciente
– Os culpados / foram condenados pela justiça.
voz passiva agente da passiva
Obs.: O agente da passiva geralmente é
acompanhado da preposição por, mas pode
ocorrer a construção com a preposição de.
Por exemplo:
A casa ficou cercada de soldados.
- Pode acontecer ainda que o agente da
passiva não esteja explícito na frase.
Por exemplo:
A exposição será aberta amanhã.
A voz passiva possui dois tipos de
estruturas.
1- Voz Passiva Analítica
Constrói-se da seguinte maneira:
Verbo auxiliar + particípio do verbo principal.
A escola será pintada.
O trabalho é feito por ele.
TIPOS DE VOZ PASSIVA
- A variação temporal é indicada pelo verbo auxiliar
(SER), pois o particípio é invariável. Observe a
transformação das frases seguintes:
a)Ele fez o trabalho. (pretérito perfeito do
indicativo)
O trabalho foi feito por ele. (pretérito perfeito
do indicativo)
b)Ele faz o trabalho. (presente do indicativo) O
trabalho é feito por ele. (presente do
indicativo)
c)Ele fará o trabalho. (futuro do presente) O
trabalho será feito por ele. (futuro do
presente)
2- Voz Passiva Sintética (Pronominal)
Constrói-se com o verbo na 3ª pessoa,
seguido do pronome apassivador SE.
Abriram-se as inscrições para o concurso.
Destruiu-se o velho prédio da escola.
• Obs.: O agente não é expresso na voz
passiva sintética.
• Voz passiva sintética:
– Verbo transitivo direto.
– Sujeito determinado.
– Verbo no plural, concordando com sujeito.
– É possível passar para a voz passiva analítica.
Cortou-se a madeira. (A madeira foi cortada.)
Vendem-se calçados. (Calçados são
vendidos)
VOZ PASSIVA SINTÉTICA OU
SUJEITO INDETERMINADO?
• Sujeito indeterminado:
– Verbo transitivo indireto, intransitivo
ou de ligação.
– Não tem sujeito determinado.
– Verbo na 3ª pessoa do singular.
– A transformação é impossível.
Precisa-se de madeira.
Vive-se bem numa casa de campo.
Nunca se está livre de perguntas
indiscretas.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a vozes do verbo.pptx

Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
Elaine Teixeira
 
vozes verbais voz passiva ativa e reflexiva
vozes verbais voz passiva ativa e reflexivavozes verbais voz passiva ativa e reflexiva
vozes verbais voz passiva ativa e reflexiva
LeidianyLaiz
 
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Flávio Ferreira
 
Vozes Verbais Aula.pptx
Vozes Verbais Aula.pptxVozes Verbais Aula.pptx
Vozes Verbais Aula.pptx
DianeRgis
 
7 vozes verbais
7 vozes verbais7 vozes verbais
7 vozes verbais
Emanuelle Lisboa
 
7º ano_transitividade verbal e vozes verbais_CEAG.ppt
7º ano_transitividade verbal e vozes verbais_CEAG.ppt7º ano_transitividade verbal e vozes verbais_CEAG.ppt
7º ano_transitividade verbal e vozes verbais_CEAG.ppt
Profa Denise Gonçalves
 
Artigo 6 transposicao das vozes verbais
Artigo 6   transposicao das vozes verbaisArtigo 6   transposicao das vozes verbais
Artigo 6 transposicao das vozes verbais
Isabelly Sarmento
 
Vozes do verbo
Vozes do verboVozes do verbo
Vozes do verbo
Faell Vasconcelos
 
Vozes do verbo 2
Vozes do verbo 2Vozes do verbo 2
Vozes do verbo 2
Segundao
 
Voz ativa e passiva
Voz ativa e passivaVoz ativa e passiva
Voz ativa e passiva
António Fernandes
 
Vozes do verbo 8 ano
Vozes do verbo  8 anoVozes do verbo  8 ano
Vozes do verbo 8 ano
Claudia Fernandes Lazarini
 
Passive voice apostila
Passive voice apostilaPassive voice apostila
Passive voice apostila
Lígia Sousa
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Termos da Oração
www.AulasDePortuguesApoio.com     - Português -  Termos da Oraçãowww.AulasDePortuguesApoio.com     - Português -  Termos da Oração
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Termos da Oração
Videoaulas De Português Apoio
 
Termos da oração
Termos da oraçãoTermos da oração
Termos da oração
Carla Farinha
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oraçãowww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
Lucia Silveira
 
Vozes do verbo
Vozes do verboVozes do verbo
Vozes do verbo
perdomodeise
 
www.explicadoraescolar.com.br - Português - Termos da Oração
www.explicadoraescolar.com.br - Português -  Termos da Oraçãowww.explicadoraescolar.com.br - Português -  Termos da Oração
www.explicadoraescolar.com.br - Português - Termos da Oração
Márcia De Bianci
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Termos da Oração
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Termos da Oraçãowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Termos da Oração
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Termos da Oração
Anna Paula
 
Slide língua portuguesa português 8 ano.pptx
Slide língua portuguesa português 8 ano.pptxSlide língua portuguesa português 8 ano.pptx
Slide língua portuguesa português 8 ano.pptx
ssuserf54fa01
 
Vozes do verbo
Vozes do verboVozes do verbo
Vozes do verbo
ProfFernandaBraga
 

Semelhante a vozes do verbo.pptx (20)

Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
 
vozes verbais voz passiva ativa e reflexiva
vozes verbais voz passiva ativa e reflexivavozes verbais voz passiva ativa e reflexiva
vozes verbais voz passiva ativa e reflexiva
 
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
 
Vozes Verbais Aula.pptx
Vozes Verbais Aula.pptxVozes Verbais Aula.pptx
Vozes Verbais Aula.pptx
 
7 vozes verbais
7 vozes verbais7 vozes verbais
7 vozes verbais
 
7º ano_transitividade verbal e vozes verbais_CEAG.ppt
7º ano_transitividade verbal e vozes verbais_CEAG.ppt7º ano_transitividade verbal e vozes verbais_CEAG.ppt
7º ano_transitividade verbal e vozes verbais_CEAG.ppt
 
Artigo 6 transposicao das vozes verbais
Artigo 6   transposicao das vozes verbaisArtigo 6   transposicao das vozes verbais
Artigo 6 transposicao das vozes verbais
 
Vozes do verbo
Vozes do verboVozes do verbo
Vozes do verbo
 
Vozes do verbo 2
Vozes do verbo 2Vozes do verbo 2
Vozes do verbo 2
 
Voz ativa e passiva
Voz ativa e passivaVoz ativa e passiva
Voz ativa e passiva
 
Vozes do verbo 8 ano
Vozes do verbo  8 anoVozes do verbo  8 ano
Vozes do verbo 8 ano
 
Passive voice apostila
Passive voice apostilaPassive voice apostila
Passive voice apostila
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Termos da Oração
www.AulasDePortuguesApoio.com     - Português -  Termos da Oraçãowww.AulasDePortuguesApoio.com     - Português -  Termos da Oração
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Termos da Oração
 
Termos da oração
Termos da oraçãoTermos da oração
Termos da oração
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oraçãowww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
 
Vozes do verbo
Vozes do verboVozes do verbo
Vozes do verbo
 
www.explicadoraescolar.com.br - Português - Termos da Oração
www.explicadoraescolar.com.br - Português -  Termos da Oraçãowww.explicadoraescolar.com.br - Português -  Termos da Oração
www.explicadoraescolar.com.br - Português - Termos da Oração
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Termos da Oração
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Termos da Oraçãowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Termos da Oração
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Termos da Oração
 
Slide língua portuguesa português 8 ano.pptx
Slide língua portuguesa português 8 ano.pptxSlide língua portuguesa português 8 ano.pptx
Slide língua portuguesa português 8 ano.pptx
 
Vozes do verbo
Vozes do verboVozes do verbo
Vozes do verbo
 

Último

APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 

vozes do verbo.pptx

  • 2. Vozes do Verbo Dá-se o nome de voz à forma assumida pelo verbo para indicar se o sujeito é agente ou paciente da ação. São três as vozes verbais: a)Ativa: Quando o sujeito é agente, isto é, pratica a ação expressa pelo verbo. b)Passiva: Quando o sujeito é paciente, recebendo a ação expressa pelo verbo. c)Reflexiva: Quando o sujeito é ao mesmo tempo agente e paciente, isto é, pratica e recebe a ação.
  • 3. VOZ ATIVA – SUJEITO AGENTE • Sujeito agente é aquele que pratica a ação expressa pelo verbo. sujeito agente predicado – A criança / quebrou o copo. voz ativa objeto direto • O objeto recebe a ação praticada pelo sujeito.
  • 4. VOZ PASSIVA – SUJEITO PACIENTE • Sujeito paciente é aquele que sofre a ação expressa pelo verbo. Só é possível com verbo transitivo. sujeito paciente predicado – O copo / foi quebrado pela criança. voz passiva agente da passiva • O sujeito recebe a ação praticada pelo agente da passiva.
  • 5. VOZ REFLEXIVA – SUJEITO AGENTE E PACIENTE – A criança / machucou-se. • Sujeito agente e paciente é aquele que, ao mesmo tempo, pratica e sofre a ação expressa pelo verbo. sujeito agente e paciente predicado voz reflexiva objeto direto • O sujeito recebe a ação praticada por ele mesmo.
  • 6. Há dois tipos de voz reflexiva: a) Reflexiva: quando o sujeito praticar a ação sobre si mesmo. Ex. Carla machucou-se. José cortou-se com a faca. Roberto matou-se. b) Reflexiva recíproca: quando houver dois elementos como sujeitos: um pratica a ação sobre o outro, que pratica a ação sobre o primeiro. Ex. Paula e Renato amam-se. Os jovens agrediram-se durante a festa. Os ônibus chocaram-se violentamente.
  • 7. PASSAGEM DA VOZ ATIVA PARA A VOZ PASSIVA • Voz ativa sujeito agente – A justiça / condenou os culpados. voz ativa objeto direto • Voz passiva sujeito paciente – Os culpados / foram condenados pela justiça. voz passiva agente da passiva
  • 8. Obs.: O agente da passiva geralmente é acompanhado da preposição por, mas pode ocorrer a construção com a preposição de. Por exemplo: A casa ficou cercada de soldados. - Pode acontecer ainda que o agente da passiva não esteja explícito na frase. Por exemplo: A exposição será aberta amanhã.
  • 9. A voz passiva possui dois tipos de estruturas. 1- Voz Passiva Analítica Constrói-se da seguinte maneira: Verbo auxiliar + particípio do verbo principal. A escola será pintada. O trabalho é feito por ele. TIPOS DE VOZ PASSIVA
  • 10. - A variação temporal é indicada pelo verbo auxiliar (SER), pois o particípio é invariável. Observe a transformação das frases seguintes: a)Ele fez o trabalho. (pretérito perfeito do indicativo) O trabalho foi feito por ele. (pretérito perfeito do indicativo) b)Ele faz o trabalho. (presente do indicativo) O trabalho é feito por ele. (presente do indicativo) c)Ele fará o trabalho. (futuro do presente) O trabalho será feito por ele. (futuro do presente)
  • 11. 2- Voz Passiva Sintética (Pronominal) Constrói-se com o verbo na 3ª pessoa, seguido do pronome apassivador SE. Abriram-se as inscrições para o concurso. Destruiu-se o velho prédio da escola. • Obs.: O agente não é expresso na voz passiva sintética.
  • 12. • Voz passiva sintética: – Verbo transitivo direto. – Sujeito determinado. – Verbo no plural, concordando com sujeito. – É possível passar para a voz passiva analítica. Cortou-se a madeira. (A madeira foi cortada.) Vendem-se calçados. (Calçados são vendidos) VOZ PASSIVA SINTÉTICA OU SUJEITO INDETERMINADO?
  • 13. • Sujeito indeterminado: – Verbo transitivo indireto, intransitivo ou de ligação. – Não tem sujeito determinado. – Verbo na 3ª pessoa do singular. – A transformação é impossível. Precisa-se de madeira. Vive-se bem numa casa de campo. Nunca se está livre de perguntas indiscretas.