SlideShare uma empresa Scribd logo
CONHECENDO UBERLÂNDIA  POR MEIO DE UMA VIAGEM HISTÓRICA
ÍNDICE Conhecendo PROJETO CURIOSIDADES TERRA GENTIL QUE SEDUZ... ATIVIDADES FOTOS
CONHECENDO UBERLÂNDIA ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
A HISTÓRIA DE UBERLÂNDIA A ocupação da região do Triângulo Mineiro, antigo Sertão da Farinha Podre, efetivou-se no início do século XIX, (19). O Triângulo Mineiro pertenceu à Província de Goiás até 1816, passando então para a Província de Minas Gerais. Nessa época, os índios Caiapós, primitivos habitantes da região, foram empurrados para outras regiões.
[object Object],[object Object]
João Pereira da Rocha, atraído, pela possibilidade de ocupar áreas imensas e férteis, chegou ao local onde se situa hoje o município de Uberlândia e fundou a Fazenda São Francisco, marco inicial da região.
Por que Sertão da Farinha Podre? 1ª versão. ,[object Object]
Por que Sertão da Farinha Podre? 2ª versão. ,[object Object]
A constituição da atual região do Triângulo Mineiro (Sertão da Farinha Podre) perpassa o século XVIII, atingindo o período da colonização brasileira com a passagem de bandeirantes pela região, que afugentava ou escravizava os índios nômades, em sua maioria os Caiapós. A caracterização do homem bandeirante foi à  busca , ou de riquezas minerais ou da sua própria subsistência. A região do Sertão da Farinha Podre compreendia todas as terras situadas entre os rios Quebra Anzol, das Velhas, Grande e Paranaíba. Estas terras de  passagem , entre os atuais Estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso, muitas vezes serviam de pouso ao sertanejo, que construíam pequenos ranchos, e posteriormente, com a concessão das sesmarias pela coroa portuguesa, viriam as fazendas mineiras. O município de Uberlândia tem sua origem nas fazendas criadas a partir da concessão de sesmarias por parte da coroa portuguesa. Entre os pioneiros que adquiriram sesmarias, estava João Pereira da Rocha que pediu concessão das terras localizadas na extensa faixa de terras ao longo da margem esquerda do Rio das Velhas e a margem direita do Rio Uberabinha, e em 1821 deu origem a Sesmaria de São Francisco. Por volta da década de 1830, João Pereira construiu às margens do ribeirão Letreiro a sede, conhecida como Fazenda do Letreiro.
A vinda de João Pereira atraiu muitas outras famílias, inclusive a família Carrejo que, em 1835, adquiriu parte da fazenda São Francisco e outras terras formando as sedes: Olhos D´Água, Lage, Marimbondo e Tenda (a de Felisberto Alves Carrejo) nas quais se instalaram os irmãos. Para atender às necessidades imediatas, surgiram as oficinas serrarias, olarias, engenhos de cana, teares, as rocas das fiandeiras e a Tenda do ferreiro.
 
 
Felisberto Alves Carrejo dotado de um espírito empreendedor, idealizou o início do povoado projetando a construção de uma igreja. A construção da capela teve início em 1846 dando origem ao Arraial de Nossa Senhora do Carmo, nome da Padroeira e depois São Sebastião da Barra de São Pedro, popularmente chamado como Arraial dos Carrijos.
 
Nas proximidades da igreja, surgiram as primeiras casas do arraial de Nossa Senhora do Carmo e São Sebastião da Barra do Uberabinha que, em 1929, recebeu a denominação sugerida por João de Deus Faria: Uberlândia que significa Terra Fértil.
Em 1943 a Matriz foi demolida, sendo construída no local a Estação Rodoviária, que ali permaneceu até a década de 70, quando foi transferida para o atual Terminal Rodoviário Castelo Branco. O prédio abriga hoje a Biblioteca Pública Municipal. A Igreja Nossa Senhora do Carmo foi demolida e sem seu lugar foi construída a antiga Rodoviária, que hoje funciona a Biblioteca Municipal, situada na Praça Cícero Macedo.
Com o crescimento demográfico, as lideranças políticas pleitearam a emancipação do povoado de São Pedro de Uberabinha o que aconteceu em 31 de agosto de 1888. A Câmara Municipal foi instalada em 1829 e o Agente Executivo, que corresponde hoje ao cargo de Prefeito, foi o Sr. Augusto César Ferreira e Souza.
Em 21 de dezembro de 1895, foi inaugurada a Estação Ferroviária da Campanhia Mogiana de Estradas de Ferro que junto aos telégrafos fez a ligação de Uberabinha com outras cidades mais desenvolvidas, inserindo-a no cenário nacional. O crescimento de Uberabinha obrigou o desenvolvimento do parque ferroviário, com a construção de novas estações de embarque de passageiros e mercadorias.
A estrada de ferro arrastou a cidade para o norte, sendo responsável pela urbanização do que hoje é o centro. A cidade cresceu até as portas da Mogiana e ultrapassou seus limites, continuando a crescer para o Norte, fazendo-se necessário a mudança da estação ferroviária em 1970 para as proximidades do Aeroporto de Uberlândia.
A partir da instalação de uma usina geradora de energia elétrica, várias fábricas se instalaram dando início ao desenvolvimento industrial da cidade. A inauguração de novos e diversificados empreendimentos dão continuidade ao processo de urbanização. De um campo de futebol surge, no início do século, a Praça da República. foto
Em 1959, a Praça da República, também conhecida como Praça dos Bambus, passa a chamar-se Tubal Vilela, sendo remodelada.
A Praça Tubal Vilela constitui-se em um importante referencial para a comunidade. Passou a abrigar ao seu redor construções como:  Hotel Zardo e Colombo; edifício do Fórum (1922); Escola Estadual Bueno Brandão, construída em 1915, demolida e reconstruída em 1967; a Igreja Matriz de Santa Terezinha inaugurada em 1941. f oto da praça com as av.  Afonso pena e duque de caxias
UBERLÂNDIA HOJE ,[object Object],[object Object]
Prédio do Fórum Abelardo Pena. O prédio era situada ao lado do atual prédio da Administração Fazendária.
 
UBERLÂNDIA Dados gerais: Extensão territorial: Área total de 4115 km2 Fonte: Instituto de Geociências Aplicadas – IGA  (CETEC) População: 529,441 habitantes Densidade demográfica: 128,6 habitantes km2 Fonte: Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – 2002 Principal Atividade Econômica: Economia bastante diversificada, com crescimento mais acentuado do comércio e serviços. As indústrias têm participação de 46% e agropecuária de 3% na movimentação econômica da cidade. São mais de 400 indústrias e mais de 2 mil estabelecimentos comerciais em todos os ramos. Fonte: Prefeitura Municipal de Uberlândia
Hoje nossa cidade representa a terceira cidade de Minas Gerais em população e em arrecadação de impostos estaduais. Uberlândia sedia o maior pólo atacadista- distribuidor do País, consolida-se como exportador agroindustrial (amido de milho, ácido cítrico, couro bovino, algodão e produto derivado da soja) e como pólo de desenvolvimento de biotecnologia.
BANDEIRA DE UBERLÂNDIA Os dois terços superiores são em azul (representando o céu) e o terço inferior verde (representando os campos e as terras do município). O triângulo é o símbolo principal do Estado de Minas Gerais. Os raios pontiagudos brancos formam uma estrela de 12 pontas que representa o sistema viário que irradia-se de Uberlândia. A cor branca da estrela representa paz, tranquilidade e ordem. As cores da bandeira (exceto  a margem vermelha do triângulo) são as mesmas da bandeira nacional.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Matrizes culturais iv blog
Matrizes culturais iv blogMatrizes culturais iv blog
Matrizes culturais iv bloggeografiafelipe
 
Alogoas tarefa de portugues 1
Alogoas tarefa de portugues 1Alogoas tarefa de portugues 1
Alogoas tarefa de portugues 1hwkz2011
 
Ntd de geografia
Ntd de geografiaNtd de geografia
Ntd de geografiagneet
 
Contexto social roraimense
Contexto social roraimenseContexto social roraimense
Contexto social roraimenseFabrício Lp
 
IMPACTOS DA POSSÍVEL ROTA DA LAMA DA YAMANA GOLD EM JACOBINA
IMPACTOS DA POSSÍVEL ROTA DA LAMA DA YAMANA GOLD EM JACOBINAIMPACTOS DA POSSÍVEL ROTA DA LAMA DA YAMANA GOLD EM JACOBINA
IMPACTOS DA POSSÍVEL ROTA DA LAMA DA YAMANA GOLD EM JACOBINAalmacks luiz silva
 
Resumo de História do Paraná.
Resumo de História do Paraná.Resumo de História do Paraná.
Resumo de História do Paraná.aroudus
 
Trabalho sobre a cidade de Ubatuba
Trabalho sobre a cidade de UbatubaTrabalho sobre a cidade de Ubatuba
Trabalho sobre a cidade de UbatubaGabrielaLimaPereira
 
A cultura da criação de gado em Lagarto Sergipe
A cultura da criação de gado em Lagarto SergipeA cultura da criação de gado em Lagarto Sergipe
A cultura da criação de gado em Lagarto SergipeTamires Anjos
 

Mais procurados (16)

Matrizes culturais iv blog
Matrizes culturais iv blogMatrizes culturais iv blog
Matrizes culturais iv blog
 
Parana simulado
Parana   simuladoParana   simulado
Parana simulado
 
Alogoas tarefa de portugues 1
Alogoas tarefa de portugues 1Alogoas tarefa de portugues 1
Alogoas tarefa de portugues 1
 
Roraima
RoraimaRoraima
Roraima
 
Ntd de geografia
Ntd de geografiaNtd de geografia
Ntd de geografia
 
Contexto social roraimense
Contexto social roraimenseContexto social roraimense
Contexto social roraimense
 
IMPACTOS DA POSSÍVEL ROTA DA LAMA DA YAMANA GOLD EM JACOBINA
IMPACTOS DA POSSÍVEL ROTA DA LAMA DA YAMANA GOLD EM JACOBINAIMPACTOS DA POSSÍVEL ROTA DA LAMA DA YAMANA GOLD EM JACOBINA
IMPACTOS DA POSSÍVEL ROTA DA LAMA DA YAMANA GOLD EM JACOBINA
 
Memórias da cidade
Memórias da cidadeMemórias da cidade
Memórias da cidade
 
História de roraima 2
História de roraima 2História de roraima 2
História de roraima 2
 
Resumo de História do Paraná.
Resumo de História do Paraná.Resumo de História do Paraná.
Resumo de História do Paraná.
 
Praia de morro branco
Praia de morro brancoPraia de morro branco
Praia de morro branco
 
HP
HPHP
HP
 
Trabalho sobre a cidade de Ubatuba
Trabalho sobre a cidade de UbatubaTrabalho sobre a cidade de Ubatuba
Trabalho sobre a cidade de Ubatuba
 
Alegre
AlegreAlegre
Alegre
 
A cultura da criação de gado em Lagarto Sergipe
A cultura da criação de gado em Lagarto SergipeA cultura da criação de gado em Lagarto Sergipe
A cultura da criação de gado em Lagarto Sergipe
 
Breve histórico do município de ichu
Breve histórico do município de ichuBreve histórico do município de ichu
Breve histórico do município de ichu
 

Semelhante a Uberlândia

Histórico da cidade de itaboraí
Histórico da cidade de itaboraíHistórico da cidade de itaboraí
Histórico da cidade de itaboraíItalo Malta
 
Distritos de Uberlândia
Distritos de UberlândiaDistritos de Uberlândia
Distritos de Uberlândiakatiabeatriz22
 
Slides História de Cachoeira do Sul
Slides História de Cachoeira do SulSlides História de Cachoeira do Sul
Slides História de Cachoeira do SulValquiria Bauer
 
História de limeira (salvo automaticamente)
História de limeira (salvo automaticamente)História de limeira (salvo automaticamente)
História de limeira (salvo automaticamente)Leandro Sevarolli
 
História da agricultura e pecuária de Riachuelo
História da agricultura e pecuária de Riachuelo História da agricultura e pecuária de Riachuelo
História da agricultura e pecuária de Riachuelo JhonataSantana1
 
História de Ferraz de Vasconcelos.docx
História de Ferraz de Vasconcelos.docxHistória de Ferraz de Vasconcelos.docx
História de Ferraz de Vasconcelos.docxEMERSONDASILVAPEREIR
 
[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudesteflaviocosac
 
História de cjs ibge - blog
História de cjs   ibge - blogHistória de cjs   ibge - blog
História de cjs ibge - blogtrabalhotrab
 
A HISTÓRIA DE PRAIA GRANDE
A HISTÓRIA DE PRAIA GRANDEA HISTÓRIA DE PRAIA GRANDE
A HISTÓRIA DE PRAIA GRANDEKelly Delfino
 
Cidades históricas de Minas Gerais
Cidades históricas de Minas GeraisCidades históricas de Minas Gerais
Cidades históricas de Minas GeraisSylvio Bazote
 
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOSSÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOSngeloMarcosArruda
 

Semelhante a Uberlândia (20)

Fazendas do café
Fazendas do caféFazendas do café
Fazendas do café
 
Histórico da cidade de itaboraí
Histórico da cidade de itaboraíHistórico da cidade de itaboraí
Histórico da cidade de itaboraí
 
Distritos de Uberlândia
Distritos de UberlândiaDistritos de Uberlândia
Distritos de Uberlândia
 
Slides História de Cachoeira do Sul
Slides História de Cachoeira do SulSlides História de Cachoeira do Sul
Slides História de Cachoeira do Sul
 
História de limeira (salvo automaticamente)
História de limeira (salvo automaticamente)História de limeira (salvo automaticamente)
História de limeira (salvo automaticamente)
 
Campo Bom[2]
Campo Bom[2]Campo Bom[2]
Campo Bom[2]
 
Campo Bom[2]
Campo Bom[2]Campo Bom[2]
Campo Bom[2]
 
Campo Bom[2]
Campo Bom[2]Campo Bom[2]
Campo Bom[2]
 
História da agricultura e pecuária de Riachuelo
História da agricultura e pecuária de Riachuelo História da agricultura e pecuária de Riachuelo
História da agricultura e pecuária de Riachuelo
 
História de Ferraz de Vasconcelos.docx
História de Ferraz de Vasconcelos.docxHistória de Ferraz de Vasconcelos.docx
História de Ferraz de Vasconcelos.docx
 
[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste[Material de aula] região sudeste
[Material de aula] região sudeste
 
Paraná
ParanáParaná
Paraná
 
História de cjs ibge - blog
História de cjs   ibge - blogHistória de cjs   ibge - blog
História de cjs ibge - blog
 
História de Santa Catarina
História de Santa CatarinaHistória de Santa Catarina
História de Santa Catarina
 
A HISTÓRIA DE PRAIA GRANDE
A HISTÓRIA DE PRAIA GRANDEA HISTÓRIA DE PRAIA GRANDE
A HISTÓRIA DE PRAIA GRANDE
 
Breve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo AndréBreve HistóRico De Santo André
Breve HistóRico De Santo André
 
Cidades históricas de Minas Gerais
Cidades históricas de Minas GeraisCidades históricas de Minas Gerais
Cidades históricas de Minas Gerais
 
Bairro de Campo Grande RJ/RJ
Bairro de Campo Grande RJ/RJBairro de Campo Grande RJ/RJ
Bairro de Campo Grande RJ/RJ
 
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOSSÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
SÃO JOSÉ 2050 OLHANDO PARA O FUTURONOS SEUS 300 ANOS
 
Jacarepagua 3002
Jacarepagua 3002Jacarepagua 3002
Jacarepagua 3002
 

Uberlândia

  • 1. CONHECENDO UBERLÂNDIA POR MEIO DE UMA VIAGEM HISTÓRICA
  • 2. ÍNDICE Conhecendo PROJETO CURIOSIDADES TERRA GENTIL QUE SEDUZ... ATIVIDADES FOTOS
  • 3.
  • 4.
  • 5. A HISTÓRIA DE UBERLÂNDIA A ocupação da região do Triângulo Mineiro, antigo Sertão da Farinha Podre, efetivou-se no início do século XIX, (19). O Triângulo Mineiro pertenceu à Província de Goiás até 1816, passando então para a Província de Minas Gerais. Nessa época, os índios Caiapós, primitivos habitantes da região, foram empurrados para outras regiões.
  • 6.
  • 7. João Pereira da Rocha, atraído, pela possibilidade de ocupar áreas imensas e férteis, chegou ao local onde se situa hoje o município de Uberlândia e fundou a Fazenda São Francisco, marco inicial da região.
  • 8.
  • 9.
  • 10. A constituição da atual região do Triângulo Mineiro (Sertão da Farinha Podre) perpassa o século XVIII, atingindo o período da colonização brasileira com a passagem de bandeirantes pela região, que afugentava ou escravizava os índios nômades, em sua maioria os Caiapós. A caracterização do homem bandeirante foi à busca , ou de riquezas minerais ou da sua própria subsistência. A região do Sertão da Farinha Podre compreendia todas as terras situadas entre os rios Quebra Anzol, das Velhas, Grande e Paranaíba. Estas terras de passagem , entre os atuais Estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso, muitas vezes serviam de pouso ao sertanejo, que construíam pequenos ranchos, e posteriormente, com a concessão das sesmarias pela coroa portuguesa, viriam as fazendas mineiras. O município de Uberlândia tem sua origem nas fazendas criadas a partir da concessão de sesmarias por parte da coroa portuguesa. Entre os pioneiros que adquiriram sesmarias, estava João Pereira da Rocha que pediu concessão das terras localizadas na extensa faixa de terras ao longo da margem esquerda do Rio das Velhas e a margem direita do Rio Uberabinha, e em 1821 deu origem a Sesmaria de São Francisco. Por volta da década de 1830, João Pereira construiu às margens do ribeirão Letreiro a sede, conhecida como Fazenda do Letreiro.
  • 11. A vinda de João Pereira atraiu muitas outras famílias, inclusive a família Carrejo que, em 1835, adquiriu parte da fazenda São Francisco e outras terras formando as sedes: Olhos D´Água, Lage, Marimbondo e Tenda (a de Felisberto Alves Carrejo) nas quais se instalaram os irmãos. Para atender às necessidades imediatas, surgiram as oficinas serrarias, olarias, engenhos de cana, teares, as rocas das fiandeiras e a Tenda do ferreiro.
  • 12.  
  • 13.  
  • 14. Felisberto Alves Carrejo dotado de um espírito empreendedor, idealizou o início do povoado projetando a construção de uma igreja. A construção da capela teve início em 1846 dando origem ao Arraial de Nossa Senhora do Carmo, nome da Padroeira e depois São Sebastião da Barra de São Pedro, popularmente chamado como Arraial dos Carrijos.
  • 15.  
  • 16. Nas proximidades da igreja, surgiram as primeiras casas do arraial de Nossa Senhora do Carmo e São Sebastião da Barra do Uberabinha que, em 1929, recebeu a denominação sugerida por João de Deus Faria: Uberlândia que significa Terra Fértil.
  • 17. Em 1943 a Matriz foi demolida, sendo construída no local a Estação Rodoviária, que ali permaneceu até a década de 70, quando foi transferida para o atual Terminal Rodoviário Castelo Branco. O prédio abriga hoje a Biblioteca Pública Municipal. A Igreja Nossa Senhora do Carmo foi demolida e sem seu lugar foi construída a antiga Rodoviária, que hoje funciona a Biblioteca Municipal, situada na Praça Cícero Macedo.
  • 18. Com o crescimento demográfico, as lideranças políticas pleitearam a emancipação do povoado de São Pedro de Uberabinha o que aconteceu em 31 de agosto de 1888. A Câmara Municipal foi instalada em 1829 e o Agente Executivo, que corresponde hoje ao cargo de Prefeito, foi o Sr. Augusto César Ferreira e Souza.
  • 19. Em 21 de dezembro de 1895, foi inaugurada a Estação Ferroviária da Campanhia Mogiana de Estradas de Ferro que junto aos telégrafos fez a ligação de Uberabinha com outras cidades mais desenvolvidas, inserindo-a no cenário nacional. O crescimento de Uberabinha obrigou o desenvolvimento do parque ferroviário, com a construção de novas estações de embarque de passageiros e mercadorias.
  • 20. A estrada de ferro arrastou a cidade para o norte, sendo responsável pela urbanização do que hoje é o centro. A cidade cresceu até as portas da Mogiana e ultrapassou seus limites, continuando a crescer para o Norte, fazendo-se necessário a mudança da estação ferroviária em 1970 para as proximidades do Aeroporto de Uberlândia.
  • 21. A partir da instalação de uma usina geradora de energia elétrica, várias fábricas se instalaram dando início ao desenvolvimento industrial da cidade. A inauguração de novos e diversificados empreendimentos dão continuidade ao processo de urbanização. De um campo de futebol surge, no início do século, a Praça da República. foto
  • 22. Em 1959, a Praça da República, também conhecida como Praça dos Bambus, passa a chamar-se Tubal Vilela, sendo remodelada.
  • 23. A Praça Tubal Vilela constitui-se em um importante referencial para a comunidade. Passou a abrigar ao seu redor construções como: Hotel Zardo e Colombo; edifício do Fórum (1922); Escola Estadual Bueno Brandão, construída em 1915, demolida e reconstruída em 1967; a Igreja Matriz de Santa Terezinha inaugurada em 1941. f oto da praça com as av. Afonso pena e duque de caxias
  • 24.
  • 25. Prédio do Fórum Abelardo Pena. O prédio era situada ao lado do atual prédio da Administração Fazendária.
  • 26.  
  • 27. UBERLÂNDIA Dados gerais: Extensão territorial: Área total de 4115 km2 Fonte: Instituto de Geociências Aplicadas – IGA (CETEC) População: 529,441 habitantes Densidade demográfica: 128,6 habitantes km2 Fonte: Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – 2002 Principal Atividade Econômica: Economia bastante diversificada, com crescimento mais acentuado do comércio e serviços. As indústrias têm participação de 46% e agropecuária de 3% na movimentação econômica da cidade. São mais de 400 indústrias e mais de 2 mil estabelecimentos comerciais em todos os ramos. Fonte: Prefeitura Municipal de Uberlândia
  • 28. Hoje nossa cidade representa a terceira cidade de Minas Gerais em população e em arrecadação de impostos estaduais. Uberlândia sedia o maior pólo atacadista- distribuidor do País, consolida-se como exportador agroindustrial (amido de milho, ácido cítrico, couro bovino, algodão e produto derivado da soja) e como pólo de desenvolvimento de biotecnologia.
  • 29. BANDEIRA DE UBERLÂNDIA Os dois terços superiores são em azul (representando o céu) e o terço inferior verde (representando os campos e as terras do município). O triângulo é o símbolo principal do Estado de Minas Gerais. Os raios pontiagudos brancos formam uma estrela de 12 pontas que representa o sistema viário que irradia-se de Uberlândia. A cor branca da estrela representa paz, tranquilidade e ordem. As cores da bandeira (exceto a margem vermelha do triângulo) são as mesmas da bandeira nacional.
  • 30. FIM