SlideShare uma empresa Scribd logo
Resumo:Sexta-Feira ou a Vida Selvagem1
Viajava a bordo do Virgínia, Robinson, no barco que ao fim de uma tempestuosa tarde de 29 de Setembro de 1759 naufragou. A alguns quilómetros das costas do Chile, acordou atordoado numa ilha. Era o único sobrevivente do naufrágio, explorou a ilha e até a acha acolhedora. 2
Deixando em York a mulher e dois filhos, pensava que sairia da deserta ilha depressa. Alguns dias depois, cansado de esperar teve a ideia de construir um barco que fosse capaz de chegar ao Chile ou a uma ilha próxima. Pôs mãos à obra e depois de muito esforço ficou concluído. Deu-lhe o nome de Evasão. Logo tentou pô-lo na água, mas viu que não era possível. 3
Desanimou. E com este falhanço começa a comportar-se como um animal, mas logo se apercebe disso, pois a preguiça provocara-lhe ilusões. Decide então ir procurar algo de útil nos destroços do Virgínia. Tempos depois encontra o seu cão Tenn, viu que já não vivia sozinho e começou a civilizar a ilha, constrói a sua própria casa e fortalezas, dá leis à ilha que tem o nome de Speranza e começa um calendário. 4
Para além disso também cultivava campos e ordenhava cabras. Robinson tinha ainda pólvora, alguns objectos de valor e tabaco na gruta da ilha. Às vezes quando se sentia sozinho descia e explorava a gruta sem nada ver para sentir uma sensação de paz. Mas sentira que a preguiça o atraía e sentia-se transtornado. 5
Vivia com as leis e com Tenn, até ao dia que assistiu a uma cerimónia de índios, um sacrifício humano, já era o segundo que vira na ilha. Mas no último aconteceu algo inesperado o índio vítima foge mas é perseguido, Robinson pega na caçadeira e mata um dos perseguidores. 6
O índio agradece a Robinson por lhe ter salvo a vida e torna-se seu criado. Robinson dá-lhe o nome de Sexta-Feira e torna-se seu senhor. Sexta-Feira aprende a conviver com Robinson, mas pouco entende das leis e de tudo o que Robinson gostava. 7
Um dia, Sexta-Feira falta aos seus encargos e sem querer faz com que a gruta expluda e com ela todas as obras, plantações, construções e tudo o resto, explodiu com a pólvora; tudo ficou destruído. A partir de tal dia, a vida selvagem era agora a de Robinson e do amigo. 8
Tenn morrera e os dois amigos recordavam as suas brincadeiras. Sexta-Feira ensinava a Robinson a forma de viver selvagem. Adorava uma cabrinha que encontrara magoada e por ela, também Sexta-Feira se aleijou, inventa novas brincadeiras e tudo corria bem até um dia… 9
A 22 de Dezembro de 1757 chega um barco à ilha. Sexta-Feira fica encantado, mas Robinson não se quer iludir, adora Speranza e a vida selvagem. O barco parte, e Sexta-Feira parte também sem Robinson se aperceber. Sabe que tratarão mal o índio e tem pena, mas apesar de tudo enfurece-se e fica triste. 10
A solidão causava-lhe o pavor. Mas depressa se dá conta que não está sozinho. O rapaz mal tratado do barco tinha fugido e ficara na ilha. Robinson dá-lhe o nome de Domingo e ensina-lhe a vida selvagem como Sexta-Feira lhe ensinara.11
Trabalho elaborado por:Miguel MonteiroFIM12

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A bordo das caravelas
A bordo das caravelasA bordo das caravelas
A bordo das caravelas
Susana Simões
 
A Pesca
A PescaA Pesca
A Pesca
Diogo Mateus
 
O principezinho - resumo
O principezinho - resumoO principezinho - resumo
O principezinho - resumo
sofiasimao
 
Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
manjosp
 
Sexta Feira Ou Vida Selvagem
Sexta Feira Ou Vida SelvagemSexta Feira Ou Vida Selvagem
Sexta Feira Ou Vida Selvagem
silvateresa
 
Construcoes pioneirias -_caleidoscopio_-_portugal
Construcoes pioneirias -_caleidoscopio_-_portugalConstrucoes pioneirias -_caleidoscopio_-_portugal
Construcoes pioneirias -_caleidoscopio_-_portugal
gealfomega66
 
O principezinho mariana macedo
O principezinho   mariana macedoO principezinho   mariana macedo
O principezinho mariana macedo
fantas45
 
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel TournierSexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
liofer21
 
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de LeituraConto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
e- Arquivo
 
Natação
NataçãoNatação
Poema amigo
Poema amigoPoema amigo
Poema amigo
Josete Perdigao
 
Relatório da visita de estudo s. filipe
Relatório da visita de estudo s. filipeRelatório da visita de estudo s. filipe
Relatório da visita de estudo s. filipe
Tina Lima
 
O principezinho mariana guia
O principezinho   mariana guiaO principezinho   mariana guia
O principezinho mariana guia
fantas45
 
O principezinho.docx resumo2
O principezinho.docx resumo2O principezinho.docx resumo2
O principezinho.docx resumo2
Elisa Dias
 
Chocolate à chuva alice vieira
Chocolate à chuva   alice vieiraChocolate à chuva   alice vieira
Chocolate à chuva alice vieira
mafaldagrego
 
Tipos de Pesca
Tipos de PescaTipos de Pesca
Tipos de Pesca
Geografia .
 
Reserva natural das berlengas
Reserva natural das berlengasReserva natural das berlengas
Reserva natural das berlengas
superlolina10
 
Leandro, o rei da helíria
Leandro, o rei da helíriaLeandro, o rei da helíria
Leandro, o rei da helíria
Teresa Maia
 
Trabalho do 6ºD Nº23 - A Avozinha Gângster.pptx
Trabalho do 6ºD Nº23 - A Avozinha Gângster.pptxTrabalho do 6ºD Nº23 - A Avozinha Gângster.pptx
Trabalho do 6ºD Nº23 - A Avozinha Gângster.pptx
Susana Costa
 
O Rapaz de Pijama às Riscas.
O Rapaz de Pijama às Riscas.O Rapaz de Pijama às Riscas.
O Rapaz de Pijama às Riscas.
AlunoGabrielLeitoSan
 

Mais procurados (20)

A bordo das caravelas
A bordo das caravelasA bordo das caravelas
A bordo das caravelas
 
A Pesca
A PescaA Pesca
A Pesca
 
O principezinho - resumo
O principezinho - resumoO principezinho - resumo
O principezinho - resumo
 
Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
 
Sexta Feira Ou Vida Selvagem
Sexta Feira Ou Vida SelvagemSexta Feira Ou Vida Selvagem
Sexta Feira Ou Vida Selvagem
 
Construcoes pioneirias -_caleidoscopio_-_portugal
Construcoes pioneirias -_caleidoscopio_-_portugalConstrucoes pioneirias -_caleidoscopio_-_portugal
Construcoes pioneirias -_caleidoscopio_-_portugal
 
O principezinho mariana macedo
O principezinho   mariana macedoO principezinho   mariana macedo
O principezinho mariana macedo
 
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel TournierSexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
Sexta Feira ou Vida Selvagem, Michel Tournier
 
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de LeituraConto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
 
Natação
NataçãoNatação
Natação
 
Poema amigo
Poema amigoPoema amigo
Poema amigo
 
Relatório da visita de estudo s. filipe
Relatório da visita de estudo s. filipeRelatório da visita de estudo s. filipe
Relatório da visita de estudo s. filipe
 
O principezinho mariana guia
O principezinho   mariana guiaO principezinho   mariana guia
O principezinho mariana guia
 
O principezinho.docx resumo2
O principezinho.docx resumo2O principezinho.docx resumo2
O principezinho.docx resumo2
 
Chocolate à chuva alice vieira
Chocolate à chuva   alice vieiraChocolate à chuva   alice vieira
Chocolate à chuva alice vieira
 
Tipos de Pesca
Tipos de PescaTipos de Pesca
Tipos de Pesca
 
Reserva natural das berlengas
Reserva natural das berlengasReserva natural das berlengas
Reserva natural das berlengas
 
Leandro, o rei da helíria
Leandro, o rei da helíriaLeandro, o rei da helíria
Leandro, o rei da helíria
 
Trabalho do 6ºD Nº23 - A Avozinha Gângster.pptx
Trabalho do 6ºD Nº23 - A Avozinha Gângster.pptxTrabalho do 6ºD Nº23 - A Avozinha Gângster.pptx
Trabalho do 6ºD Nº23 - A Avozinha Gângster.pptx
 
O Rapaz de Pijama às Riscas.
O Rapaz de Pijama às Riscas.O Rapaz de Pijama às Riscas.
O Rapaz de Pijama às Riscas.
 

Semelhante a Sexta feira ou a vida selvagem

Ficha de verificação de leitura sexta-feira ou a vida selvagem
Ficha de verificação de leitura sexta-feira ou a vida selvagemFicha de verificação de leitura sexta-feira ou a vida selvagem
Ficha de verificação de leitura sexta-feira ou a vida selvagem
Tiago Simões Caroço
 
A partir de 6 de Dezembro
A partir de 6 de DezembroA partir de 6 de Dezembro
A partir de 6 de Dezembro
José A. Moreno
 
Teste 7º ano fevereiro 2014 FRANCES
Teste 7º ano fevereiro 2014 FRANCESTeste 7º ano fevereiro 2014 FRANCES
Teste 7º ano fevereiro 2014 FRANCES
ildamaria
 
70 anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
70   anne mather - um desejo a mais (paixao 70)70   anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
70 anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
Larissa Alves
 
vadiao
vadiaovadiao
Ficha de leitura
Ficha de leituraFicha de leitura
Ficha de leitura
Laura Cardoso
 
Projeto Individual de Leitura
Projeto Individual de LeituraProjeto Individual de Leitura
Projeto Individual de Leitura
biblioaemoure
 
Speedbooking
SpeedbookingSpeedbooking
Speedbooking
jacquelineld
 
Isabel morava numa quinta
Isabel morava numa quintaIsabel morava numa quinta
Isabel morava numa quinta
Rafael Duarte
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
Isabel Couto
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
Isabel Couto
 
Bibliografia de sophia de mello breyner andresen
Bibliografia de sophia de mello breyner andresenBibliografia de sophia de mello breyner andresen
Bibliografia de sophia de mello breyner andresen
reginacampos
 
(Colecao os pensadores) vol. 24 jean jacques rousseau 1
(Colecao os pensadores) vol. 24 jean jacques rousseau 1(Colecao os pensadores) vol. 24 jean jacques rousseau 1
(Colecao os pensadores) vol. 24 jean jacques rousseau 1
Célio Alves de Moura
 
Cartazes
CartazesCartazes
Ohomemqueplantavarvores ii e iii caps
Ohomemqueplantavarvores  ii e iii capsOhomemqueplantavarvores  ii e iii caps
Ohomemqueplantavarvores ii e iii caps
Maria Manuela Torres Paredes
 
Contos português 5ªs A e B 2011
Contos português 5ªs A e B 2011Contos português 5ªs A e B 2011
Contos português 5ªs A e B 2011
ConexaoAlvim
 
Terrivel simetria chris carter
Terrivel simetria   chris carterTerrivel simetria   chris carter
Terrivel simetria chris carter
Ariovaldo Cunha
 
Massacre em labeta cap.1
Massacre em labeta cap.1Massacre em labeta cap.1
Massacre em labeta cap.1
Mario_Cesar
 
Barbara cartland a docura de um beijo
Barbara cartland   a docura de um beijoBarbara cartland   a docura de um beijo
Barbara cartland a docura de um beijo
Ariovaldo Cunha
 
Livro lendas
Livro lendasLivro lendas
Livro lendas
escolajoaogoncalves
 

Semelhante a Sexta feira ou a vida selvagem (20)

Ficha de verificação de leitura sexta-feira ou a vida selvagem
Ficha de verificação de leitura sexta-feira ou a vida selvagemFicha de verificação de leitura sexta-feira ou a vida selvagem
Ficha de verificação de leitura sexta-feira ou a vida selvagem
 
A partir de 6 de Dezembro
A partir de 6 de DezembroA partir de 6 de Dezembro
A partir de 6 de Dezembro
 
Teste 7º ano fevereiro 2014 FRANCES
Teste 7º ano fevereiro 2014 FRANCESTeste 7º ano fevereiro 2014 FRANCES
Teste 7º ano fevereiro 2014 FRANCES
 
70 anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
70   anne mather - um desejo a mais (paixao 70)70   anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
70 anne mather - um desejo a mais (paixao 70)
 
vadiao
vadiaovadiao
vadiao
 
Ficha de leitura
Ficha de leituraFicha de leitura
Ficha de leitura
 
Projeto Individual de Leitura
Projeto Individual de LeituraProjeto Individual de Leitura
Projeto Individual de Leitura
 
Speedbooking
SpeedbookingSpeedbooking
Speedbooking
 
Isabel morava numa quinta
Isabel morava numa quintaIsabel morava numa quinta
Isabel morava numa quinta
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
 
Bibliografia de sophia de mello breyner andresen
Bibliografia de sophia de mello breyner andresenBibliografia de sophia de mello breyner andresen
Bibliografia de sophia de mello breyner andresen
 
(Colecao os pensadores) vol. 24 jean jacques rousseau 1
(Colecao os pensadores) vol. 24 jean jacques rousseau 1(Colecao os pensadores) vol. 24 jean jacques rousseau 1
(Colecao os pensadores) vol. 24 jean jacques rousseau 1
 
Cartazes
CartazesCartazes
Cartazes
 
Ohomemqueplantavarvores ii e iii caps
Ohomemqueplantavarvores  ii e iii capsOhomemqueplantavarvores  ii e iii caps
Ohomemqueplantavarvores ii e iii caps
 
Contos português 5ªs A e B 2011
Contos português 5ªs A e B 2011Contos português 5ªs A e B 2011
Contos português 5ªs A e B 2011
 
Terrivel simetria chris carter
Terrivel simetria   chris carterTerrivel simetria   chris carter
Terrivel simetria chris carter
 
Massacre em labeta cap.1
Massacre em labeta cap.1Massacre em labeta cap.1
Massacre em labeta cap.1
 
Barbara cartland a docura de um beijo
Barbara cartland   a docura de um beijoBarbara cartland   a docura de um beijo
Barbara cartland a docura de um beijo
 
Livro lendas
Livro lendasLivro lendas
Livro lendas
 

Mais de PC DOCTOR INFO

04 SOFTWARE DE DIAGNÓSTICO
04 SOFTWARE DE DIAGNÓSTICO04 SOFTWARE DE DIAGNÓSTICO
04 SOFTWARE DE DIAGNÓSTICO
PC DOCTOR INFO
 
INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA
INTRODUÇÃO À INFORMÁTICAINTRODUÇÃO À INFORMÁTICA
INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA
PC DOCTOR INFO
 
O que é um sudoku e como resolvê lo
O que é um sudoku e como resolvê loO que é um sudoku e como resolvê lo
O que é um sudoku e como resolvê lo
PC DOCTOR INFO
 
Tema de vida, arte na informatica
Tema de vida, arte na informaticaTema de vida, arte na informatica
Tema de vida, arte na informatica
PC DOCTOR INFO
 
Glossário
GlossárioGlossário
Glossário
PC DOCTOR INFO
 
DESFRAGMENTAÇÃO
DESFRAGMENTAÇÃODESFRAGMENTAÇÃO
DESFRAGMENTAÇÃO
PC DOCTOR INFO
 
02 limpeza do disco
02 limpeza do disco02 limpeza do disco
02 limpeza do disco
PC DOCTOR INFO
 
01 como instalar windows 7
01 como instalar windows 701 como instalar windows 7
01 como instalar windows 7
PC DOCTOR INFO
 

Mais de PC DOCTOR INFO (8)

04 SOFTWARE DE DIAGNÓSTICO
04 SOFTWARE DE DIAGNÓSTICO04 SOFTWARE DE DIAGNÓSTICO
04 SOFTWARE DE DIAGNÓSTICO
 
INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA
INTRODUÇÃO À INFORMÁTICAINTRODUÇÃO À INFORMÁTICA
INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA
 
O que é um sudoku e como resolvê lo
O que é um sudoku e como resolvê loO que é um sudoku e como resolvê lo
O que é um sudoku e como resolvê lo
 
Tema de vida, arte na informatica
Tema de vida, arte na informaticaTema de vida, arte na informatica
Tema de vida, arte na informatica
 
Glossário
GlossárioGlossário
Glossário
 
DESFRAGMENTAÇÃO
DESFRAGMENTAÇÃODESFRAGMENTAÇÃO
DESFRAGMENTAÇÃO
 
02 limpeza do disco
02 limpeza do disco02 limpeza do disco
02 limpeza do disco
 
01 como instalar windows 7
01 como instalar windows 701 como instalar windows 7
01 como instalar windows 7
 

Sexta feira ou a vida selvagem

  • 1. Resumo:Sexta-Feira ou a Vida Selvagem1
  • 2. Viajava a bordo do Virgínia, Robinson, no barco que ao fim de uma tempestuosa tarde de 29 de Setembro de 1759 naufragou. A alguns quilómetros das costas do Chile, acordou atordoado numa ilha. Era o único sobrevivente do naufrágio, explorou a ilha e até a acha acolhedora. 2
  • 3. Deixando em York a mulher e dois filhos, pensava que sairia da deserta ilha depressa. Alguns dias depois, cansado de esperar teve a ideia de construir um barco que fosse capaz de chegar ao Chile ou a uma ilha próxima. Pôs mãos à obra e depois de muito esforço ficou concluído. Deu-lhe o nome de Evasão. Logo tentou pô-lo na água, mas viu que não era possível. 3
  • 4. Desanimou. E com este falhanço começa a comportar-se como um animal, mas logo se apercebe disso, pois a preguiça provocara-lhe ilusões. Decide então ir procurar algo de útil nos destroços do Virgínia. Tempos depois encontra o seu cão Tenn, viu que já não vivia sozinho e começou a civilizar a ilha, constrói a sua própria casa e fortalezas, dá leis à ilha que tem o nome de Speranza e começa um calendário. 4
  • 5. Para além disso também cultivava campos e ordenhava cabras. Robinson tinha ainda pólvora, alguns objectos de valor e tabaco na gruta da ilha. Às vezes quando se sentia sozinho descia e explorava a gruta sem nada ver para sentir uma sensação de paz. Mas sentira que a preguiça o atraía e sentia-se transtornado. 5
  • 6. Vivia com as leis e com Tenn, até ao dia que assistiu a uma cerimónia de índios, um sacrifício humano, já era o segundo que vira na ilha. Mas no último aconteceu algo inesperado o índio vítima foge mas é perseguido, Robinson pega na caçadeira e mata um dos perseguidores. 6
  • 7. O índio agradece a Robinson por lhe ter salvo a vida e torna-se seu criado. Robinson dá-lhe o nome de Sexta-Feira e torna-se seu senhor. Sexta-Feira aprende a conviver com Robinson, mas pouco entende das leis e de tudo o que Robinson gostava. 7
  • 8. Um dia, Sexta-Feira falta aos seus encargos e sem querer faz com que a gruta expluda e com ela todas as obras, plantações, construções e tudo o resto, explodiu com a pólvora; tudo ficou destruído. A partir de tal dia, a vida selvagem era agora a de Robinson e do amigo. 8
  • 9. Tenn morrera e os dois amigos recordavam as suas brincadeiras. Sexta-Feira ensinava a Robinson a forma de viver selvagem. Adorava uma cabrinha que encontrara magoada e por ela, também Sexta-Feira se aleijou, inventa novas brincadeiras e tudo corria bem até um dia… 9
  • 10. A 22 de Dezembro de 1757 chega um barco à ilha. Sexta-Feira fica encantado, mas Robinson não se quer iludir, adora Speranza e a vida selvagem. O barco parte, e Sexta-Feira parte também sem Robinson se aperceber. Sabe que tratarão mal o índio e tem pena, mas apesar de tudo enfurece-se e fica triste. 10
  • 11. A solidão causava-lhe o pavor. Mas depressa se dá conta que não está sozinho. O rapaz mal tratado do barco tinha fugido e ficara na ilha. Robinson dá-lhe o nome de Domingo e ensina-lhe a vida selvagem como Sexta-Feira lhe ensinara.11