SlideShare uma empresa Scribd logo
O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry
O PRINCIPEZINHO
O livro O Principezinho fala de um menino que vivia num planeta: o Asteróide
B612, e que caiu no planeta Terra. Isto aconteceu porque o menino queria
arranjar uma ocupação e instruir-se, decidindo então visitar outros asteróides: o
Asteróide 325, em que só vivia um rei que não tinha ninguém para mandar fazer
o que dizia; o Asteróide 326, onde vivia um vaidoso que estava sozinho e não
tinha quem lhe elogiasse; o Asteróide 327, onde estava um bêbado; o Asteróide
328, em que vivia um homem de negócios que só pensava em fazer contas; o
Asteróide 329, onde se encontrava um acendedor de candeeiro que "fazia" a noite
e o dia; e finalmente, o Asteróide 330, no qual vivia um geógrafo que sabia onde
ficavam os mares, os rios, as cidades, entre outras coisas e que aconselhou o
menino a visitar o planeta Terra, por ser um planeta com boa reputação. Assim, o
menino foi parar ao deserto do Saara, onde o escritor desta história se encontrava
perdido após se ter partido qualquer coisa no motor do seu avião.
Eles conheceram-se quando o Principezinho se chegou ao pé dele e disse: "Por
favor, desenha-me uma ovelha." Para o escritor, o Principezinho foi o único a
entender os seus dois desenhos feitos quando era criança: uma jibóia aberta e
outra fechada, que todos teimavam em dizer ser um chapéu. Ele ficou
maravilhado por o Principezinho adivinhar e assim, desenhou-lhe uma ovelha e a
caixa para a ovelha.
Depois, conversaram imenso. Principalmente, o Principezinho que contou as
várias aventuras que teve em Terra. Nas suas conversas há, por vezes, uma
moral, pois tenta-se mostrar o bem e o mal de certas coisas.
O escritor sabia que nesse mesmo dia, à noite, a estrela do
Principezinho iria estar por cima do lugar onde caiu e disse-lhe
que ia ter muitas saudades dele. O Principezinho respondeu-lhe: "Depois, à noite,
pões-te a olhar para as estrelas. A minha é pequenina demais para se ver daqui.
Mas, é melhor assim, para ti, a minha estrela vai ser uma qualquer. Assim,
gostarás de olhar para as estrelas todas..." Seguidamente, o Principezinho deu-
lhe a mão e despediram-se.
Caracterização da personagem:
Retrato Físico: jovem e loiro
Retrato Psicológico: O principezinho era um
menino que estava sempre a fazer perguntas, mas
nunca respondia a nenhuma, era muito curioso e
Persistente. Também acho que ele era amável,
amigo e inteligente.
Transcrição de um excerto da obra:
“As pessoas grandes são decididamente muito bizarras, ia pensando ele pela
viagem a fora”.
- A razão da minha escolha desta pequena afirmação do Principezinho é que de
facto as pessoas crescidas muitas das vezes não pensam naquilo que fazem e
dizem, eu também por vezes fico desiludido com as atitudes dos adultos,
ignoram as crianças como se fossemos objetos, coisas, e não pessoas como
elas, que pensamos, sentimos, temos vontades próprias e muitas das vezes
sabemos fazer as nossas escolhas, como por exemplo escolher a nossa profissão
futura.
Reação Pessoal à Obra:
Apresentação de um motivo forte para a leitura da obra em questão:
Eu escolhi esta história para ler e fazer o meu trabalho de Língua Portuguesa
porque este livro é muito recomendado. Para mim esta é uma razão muito forte
para eu ter escolhido esta obra. Comprovar se esta obra seria tudo quanto dizem.
O autor desta fabulosa obra era um humanista.
Personagem principal: O
Principezinho
Esta é uma história com mensagens poderosas.
A história é uma metáfora para as escolhas que nós como humanos e adultos
fazemos, e os caminhos que escolhemos seguir durante a vida.
O livro está cheio de frases bonitas sobre a vida e o amor. ‘O
que é essencial é invisível ao olhar’ e ‘Tornas-te responsável
pelo que domas-te’, são apenas dois exemplos, e depressa
compreendemos que são muito verdadeiros. O livro está
também cheio de ilustrações belas do autor, não que uma
história tão colorida possa sê-lo menos sem as ilustrações.
Apreciação Global da Obra
A Conclusão a que cheguei com esta
História:
Esta história dá-nos uma grande lição de
vida. Mostra que os adultos não dão
qualquer importância às coisas que
realmente são importantes. Os adultos preocupam-se demasiado com números,
são muito materialistas, não vêm com o coração, só com os olhos, e existem
determinadas coisas que só o coração vê (sente). Felizmente que nem todos os
adultos são assim, os meus pais por exemplo ouvem-me, dão importância aquilo
que eu sinto ou quero. Felizmente que ainda existem adultos que se parecem
com as crianças e compreendem-nas. A minha mãe gosta de flores, de animais,
do céu azul das estrelas, do mar, isso sim é muito importante. Mas para outros
adultos o que importa é a carreira profissional; os euros que têm no banco, o
carro que têm ou a roupa que usam. Estas são as elações que retirei desta
história.
O Principezinho: um pequeno rapaz que vivia num planeta só seu. Ocupava os
seus dias a limpar o seu pequeno planeta de embondeiros e a cuidar de uma
flor.
DADOS DA OBRA
INFORMAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS
O Principezinho/O Pequeno Príncipe
Autor: Antoine de Saint-Exupéry
País: França
Ilustrador: Antoine de Saint-Exupéry
Arte da Capa: Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Éditions Gallimard Agir
Editorial Presença
Data de lançamento: 1943
Nº Páginas do livro: 93
O Pequeno Príncipe" é uma fábula. Ou, se
preferirmos, uma parábola.
Le Petit Prince, conhecido como O Principezinho
em Portugal e O Pequeno Príncipe no Brasil, é
um romance de Antoine de Saint-Exupéry publicado em 1943 nos Estados
Unidos. A princípio, aparentando ser um livro para crianças, tem um grande teor
poético e filosófico. É o livro francês mais vendido no mundo, cerca de 80
milhões de exemplares, e entre 400 a 500 edições. Também se trata da terceira
obra literária (sendo a primeira a Bíblia e a segunda o livro o peregrino) mais
traduzida no mundo, tendo sido publicado em 160 línguas ou dialectos, incluindo
o aranês, o amazigh e o xhosa, uma das 11 línguas oficiais da África do Sul. Em
Portugal, "O Principezinho" integra o conjunto de obras sugeridas para leitura
integral, na disciplina de Língua Portuguesa, no 2º Cic lo do Ensino Básico.
Acredita-se que as gravuras e parte do enredo da obra de Antoine de Saint -
Exupéry tenha sido feita e inspirada durante sua vinda a Natal, onde ele se
encantou com o Baobá, árvore de origem africana encontrada em terras
potiguares.
No Japão existe um museu para o personagem principal do livro, um jovem
sonhador de cabelos louros e cachecol vermelho.
Biografia de Antoine-Jean-Baptiste
Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry (29 de junho
de 1900, Lyon - 31 de julho de 1944, Mar Mediterrâneo) foi um escritor,
ilustrador e piloto da Segunda Guerra Mundial, terceiro filho do conde Jean
Saint-Exupéry e da condessa Marie Foscolombe.
Apaixonado desde a infância pela mecânica, estudou a princípio no colégio
jesuíta de Notre-Dame de Saint-Corix, em Mans, de 1909 a 1914. Neste ano da
Primeira Guerra Mundial, juntamente com seu irmão François, transfere-se para
o colégio dos Maristas, em Friburgo, na Suíça, onde permanece até 1917.
Quatro anos mais tarde, em Abril de 1921, Antoine inicia o serviço militar no 2º
Regimento de Aviação de Estrasburgo, depois de reprovado nos exames para
admissão da Escola Naval.
A 17 de Junho, obtém em Rabat, para onde fora mandado, o brevê de piloto
civil. No ano seguinte, 1922, já é piloto militar brevetado, com o posto de
subtenente da reserva. Em 1926, recomendado por amigo, o Abade Sudour, é
admitido na Sociedade Latécoère de Aviação, onde começa então sua carreira
como piloto de linha, voando entre Toulouse, Casablanca e Dacar, na mesma
equipe dos pioneiros Vacher, Mermoz, Guillaumet e outros. Foi por essa época,
quando chefiou o posto de Cap Juby, que os mouros lhe deram o cognome de
senhor das areias.
Faleceu durante uma missão de reconhecimento sobre Grenoble e Annecy.
Recentemente, o alemão Horst Rippert assumiu ser o autor dos tiros
responsáveis pela queda do avião e disse ter lamentado a morte de Saint -
Exupéry. Em 3 de Novembro, em homenagem póstuma, recebeu as maiores
honras do exército. Em 2004, os destroços do avião que pilotava foram achados
a poucos quilómetros da costa de Marselha. Seu corpo jamais foi encontrado.
Suas obras são caracterizadas por alguns elementos como a aviação e a guerra.
Também escreveu artigos para várias revistas e jornais da França e outros
países, sobre muitos assuntos, como a guerra civil espanhola e a ocupação
alemã da França.
Destaca-se O pequeno príncipe (O Principezinho, em Portugal) (1943), romance
de grande sucesso de Saint-Exupéry. Foi escrito durante o exílio nos Estados
Unidos, quando teria feito visitas ao Recife.
O pequeno príncipe pode parecer simples, porém apresenta personagens plenos
de simbolismos: o rei, o contador, o geógrafo, a raposa, a rosa, o adulto solitário
e a serpente, entre outros. O personagem principal vivia sozinho num planeta do
tamanho de uma casa que tinha três vulcões, dois ativos e um extinto. Tinha
também uma flor, uma formosa flor de grande beleza e igual orgulho. Foi o
orgulho da rosa que arruinou a tranquilidade do mundo do pequeno príncipe e o
levou a começar uma viagem que o trouxe finalmente à Terra, onde encontrou
diversos personagens a partir dos quais conseguiu repensar o que é realmente
importante na vida.
O romance mostra uma profunda mudança de valores, e sugere ao leitor o quão
equivocados podem ser os nossos julgamentos, e como eles podem nos levar à
solidão. O livro leva a reflexão sobre a maneira de nos tornamos adultos,
entregues às preocupações diárias, e esquecidos da criança que fomos e somos.
A história é narrada com base num diálogo entre o narrador e o Principezinho.
O Principezinho visitou vários planetas:
O primeiro era habitado por um rei. O rei sentava-se,
vestido de púrpura e arminho, num trono muito
simples, posto que majestoso.
O segundo planeta, um vaidoso o
habitava.
O planeta seguinte (3º planeta) era habitado por um bêbado.
Esta visita foi muito curta, mas mergulhou o principezinho numa
profunda melancolia.
O quarto planeta era o do homem de negócios. Estava tão ocupado que não
levantou sequer a cabeça à chegada do príncipe.
O quinto planeta era muito curioso. Era o menor de todos. Mal dava para um
lampião e o acendedor de lampiões...
O sexto planeta era dez vezes maior. Era habitado por um velho que escrevia
livros enormes.
O sétimo planeta foi, pois, a Terra,
INTRODUÇÃO:
A temática desta história leva-nos a interpretar um
recado psicológico. Descobriremos como as “pessoas
grandes”, contaminadas pela evolução tecnológica que
propicia desenvolvimento, progresso, agem em prejuízo
daquilo que significa a natureza humana.
A história começa como começa uma criança de seis
anos; desenhando.
A “pessoa grande” entendida em política, bridge, gravata..., deixa as emoções
de lado. Assim, nosso herói foi aconselhado a dedicar-se a geografia, cálculos...
Isso era ser um homem razoável. Ele obedeceu. Deixava, como todo jovem
deixa de lado, aventuras vocacionais. Aprendeu a pilotar aviões e fez disso sua
profissão.
Lembrem-se: O essencial é invisível aos olhos.
O escritor recorda o menino como uma estrela no céu
e tem saudades pois só ele o compreendia... O
principezinho enquanto esteve no planeta Terra,
tentou compreender os homens, os comboios, as
serpentes, as raposas, as flores, e sobretudo a
amizade: «Quando nos deixamos prender a alguém,
arriscamo-nos a chorar de vez em quando...».
Por fim, o escritor percebeu que nada acontece por acaso e regressou para casa
no avião que finalmente conseguiu consertar e continuou a tentar desenhar o
seu principezinho de cachecol e cabelo dourado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumo a saga
Resumo a sagaResumo a saga
Resumo a saga
maria clara veronico
 
O principezinho mariana guia
O principezinho   mariana guiaO principezinho   mariana guia
O principezinho mariana guia
fantas45
 
O principezinho - resumo
O principezinho - resumoO principezinho - resumo
O principezinho - resumo
sofiasimao
 
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de LeituraConto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
e- Arquivo
 
Teste saga
Teste sagaTeste saga
Teste saga
aersp
 
Chocolate à chuva alice vieira
Chocolate à chuva   alice vieiraChocolate à chuva   alice vieira
Chocolate à chuva alice vieira
mafaldagrego
 
Doc 11 resumo do principezinho
Doc 11  resumo do principezinhoDoc 11  resumo do principezinho
Doc 11 resumo do principezinho
helena frança
 
Teste saga
Teste saga Teste saga
Teste saga
fatimamendonca64
 
Saga vocabulário -soluções
Saga  vocabulário -soluçõesSaga  vocabulário -soluções
Saga vocabulário -soluções
Lina Claro
 
Portefólio modificado
Portefólio modificadoPortefólio modificado
Portefólio modificado
VANIAANAFREITAS
 
Poema amigo
Poema amigoPoema amigo
Poema amigo
Josete Perdigao
 
A Aia
A AiaA Aia
A Aia
Vanda Mata
 
Teste Português Anne Frank (8ºano)
Teste Português Anne Frank (8ºano)Teste Português Anne Frank (8ºano)
Teste Português Anne Frank (8ºano)
Ana Rodrigues Parreira
 
O gato malhado e a andorinha sinhá
O gato malhado e a andorinha sinháO gato malhado e a andorinha sinhá
O gato malhado e a andorinha sinhá
mariagsalgueiro
 
O Cavaleiro Dinamarca síntese
O Cavaleiro Dinamarca sínteseO Cavaleiro Dinamarca síntese
O Cavaleiro Dinamarca síntese
Paulo Fonseca Pauloprofpt
 
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voarHistória de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
Lara Morgado
 
.
..
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatrizSexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
fantas45
 
Sexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagemSexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagem
fantas45
 
Ppt saga
Ppt sagaPpt saga
Ppt saga
Cristina Fontes
 

Mais procurados (20)

Resumo a saga
Resumo a sagaResumo a saga
Resumo a saga
 
O principezinho mariana guia
O principezinho   mariana guiaO principezinho   mariana guia
O principezinho mariana guia
 
O principezinho - resumo
O principezinho - resumoO principezinho - resumo
O principezinho - resumo
 
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de LeituraConto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
Conto da Ilha Desconhecida - Ficha de Leitura
 
Teste saga
Teste sagaTeste saga
Teste saga
 
Chocolate à chuva alice vieira
Chocolate à chuva   alice vieiraChocolate à chuva   alice vieira
Chocolate à chuva alice vieira
 
Doc 11 resumo do principezinho
Doc 11  resumo do principezinhoDoc 11  resumo do principezinho
Doc 11 resumo do principezinho
 
Teste saga
Teste saga Teste saga
Teste saga
 
Saga vocabulário -soluções
Saga  vocabulário -soluçõesSaga  vocabulário -soluções
Saga vocabulário -soluções
 
Portefólio modificado
Portefólio modificadoPortefólio modificado
Portefólio modificado
 
Poema amigo
Poema amigoPoema amigo
Poema amigo
 
A Aia
A AiaA Aia
A Aia
 
Teste Português Anne Frank (8ºano)
Teste Português Anne Frank (8ºano)Teste Português Anne Frank (8ºano)
Teste Português Anne Frank (8ºano)
 
O gato malhado e a andorinha sinhá
O gato malhado e a andorinha sinháO gato malhado e a andorinha sinhá
O gato malhado e a andorinha sinhá
 
O Cavaleiro Dinamarca síntese
O Cavaleiro Dinamarca sínteseO Cavaleiro Dinamarca síntese
O Cavaleiro Dinamarca síntese
 
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voarHistória de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
 
.
..
.
 
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatrizSexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
 
Sexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagemSexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagem
 
Ppt saga
Ppt sagaPpt saga
Ppt saga
 

Semelhante a O principezinho.docx resumo2

Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Gabriela Gomes
 
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy   Juliana RamiresAntoine De Saint ExupéRy   Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
guest6657ee
 
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy   Juliana RamiresAntoine De Saint ExupéRy   Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Juliana Ramires
 
livro pequeno príncipe
livro pequeno príncipe livro pequeno príncipe
livro pequeno príncipe
Gabriel Marcelo Teixeira dos Santos
 
PortefóLio
PortefóLioPortefóLio
PortefóLio
PortefóLioPortefóLio
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Gil Neves
 
Apresentação (13).pptx
Apresentação (13).pptxApresentação (13).pptx
Apresentação (13).pptx
FrankilsonCarvalhoda
 
Biografia de luis sepulveda
Biografia de luis sepulvedaBiografia de luis sepulveda
Biografia de luis sepulveda
Miguel Carvalho
 
A Viagem dos Livros.pdf
A Viagem dos Livros.pdfA Viagem dos Livros.pdf
A Viagem dos Livros.pdf
BibliotecaLavra
 
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
Silvana Silva
 
O pequeno príncipe
O pequeno príncipeO pequeno príncipe
O pequeno príncipe
Silvia Fernandes
 
Análise Crítica - O Pequeno Príncipe
Análise Crítica -  O Pequeno PríncipeAnálise Crítica -  O Pequeno Príncipe
Análise Crítica - O Pequeno Príncipe
Luísa Teixeira
 
Viagens na minha terra
Viagens na minha terraViagens na minha terra
Viagens na minha terra
Cláudia Heloísa
 
Marcel Proust
Marcel Proust Marcel Proust
Marcel Proust
Renata Haratani
 
Pequeno príncipe - por Gustavo Guimarães Gonçalves
Pequeno príncipe  -  por Gustavo Guimarães GonçalvesPequeno príncipe  -  por Gustavo Guimarães Gonçalves
Pequeno príncipe - por Gustavo Guimarães Gonçalves
Gustavo Guimarães Gonçalves
 
O menino do_dedo_verde
O menino do_dedo_verdeO menino do_dedo_verde
O menino do_dedo_verde
gepoteriko
 
Fernão mendes pinto
Fernão mendes pintoFernão mendes pinto
Fernão mendes pinto
Helena Coutinho
 
Fichamento de leitura
Fichamento de leituraFichamento de leitura
Fichamento de leitura
Gil Neves
 
O Pequeno Príncipe
O Pequeno PríncipeO Pequeno Príncipe
O Pequeno Príncipe
Colégio Bom Conselho
 

Semelhante a O principezinho.docx resumo2 (20)

Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
Ficha de leitura do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry.
 
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy   Juliana RamiresAntoine De Saint ExupéRy   Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
 
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy   Juliana RamiresAntoine De Saint ExupéRy   Juliana Ramires
Antoine De Saint ExupéRy Juliana Ramires
 
livro pequeno príncipe
livro pequeno príncipe livro pequeno príncipe
livro pequeno príncipe
 
PortefóLio
PortefóLioPortefóLio
PortefóLio
 
PortefóLio
PortefóLioPortefóLio
PortefóLio
 
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
 
Apresentação (13).pptx
Apresentação (13).pptxApresentação (13).pptx
Apresentação (13).pptx
 
Biografia de luis sepulveda
Biografia de luis sepulvedaBiografia de luis sepulveda
Biografia de luis sepulveda
 
A Viagem dos Livros.pdf
A Viagem dos Livros.pdfA Viagem dos Livros.pdf
A Viagem dos Livros.pdf
 
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
_lingua___portuguesa_6_ano__SLIDE_aula_39.pptx
 
O pequeno príncipe
O pequeno príncipeO pequeno príncipe
O pequeno príncipe
 
Análise Crítica - O Pequeno Príncipe
Análise Crítica -  O Pequeno PríncipeAnálise Crítica -  O Pequeno Príncipe
Análise Crítica - O Pequeno Príncipe
 
Viagens na minha terra
Viagens na minha terraViagens na minha terra
Viagens na minha terra
 
Marcel Proust
Marcel Proust Marcel Proust
Marcel Proust
 
Pequeno príncipe - por Gustavo Guimarães Gonçalves
Pequeno príncipe  -  por Gustavo Guimarães GonçalvesPequeno príncipe  -  por Gustavo Guimarães Gonçalves
Pequeno príncipe - por Gustavo Guimarães Gonçalves
 
O menino do_dedo_verde
O menino do_dedo_verdeO menino do_dedo_verde
O menino do_dedo_verde
 
Fernão mendes pinto
Fernão mendes pintoFernão mendes pinto
Fernão mendes pinto
 
Fichamento de leitura
Fichamento de leituraFichamento de leitura
Fichamento de leitura
 
O Pequeno Príncipe
O Pequeno PríncipeO Pequeno Príncipe
O Pequeno Príncipe
 

Mais de Elisa Dias

2001-A actualidade do DC como estratégia de intervenção social-ISPA.pdf
2001-A actualidade do DC como estratégia de intervenção social-ISPA.pdf2001-A actualidade do DC como estratégia de intervenção social-ISPA.pdf
2001-A actualidade do DC como estratégia de intervenção social-ISPA.pdf
Elisa Dias
 
Apresentação_Oral_IntervençãoDireta.pdf
Apresentação_Oral_IntervençãoDireta.pdfApresentação_Oral_IntervençãoDireta.pdf
Apresentação_Oral_IntervençãoDireta.pdf
Elisa Dias
 
Expr. numericas
Expr. numericasExpr. numericas
Expr. numericas
Elisa Dias
 
Ingles
InglesIngles
Ingles
Elisa Dias
 
Resumo
Resumo Resumo
Resumo
Elisa Dias
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
Elisa Dias
 
Estrategias
EstrategiasEstrategias
Estrategias
Elisa Dias
 
Classedo adjetivo
Classedo adjetivoClassedo adjetivo
Classedo adjetivo
Elisa Dias
 
42545982 problemas-sociais-e-a-escola-autor-steven-casteleiro
42545982 problemas-sociais-e-a-escola-autor-steven-casteleiro42545982 problemas-sociais-e-a-escola-autor-steven-casteleiro
42545982 problemas-sociais-e-a-escola-autor-steven-casteleiro
Elisa Dias
 
67497660 projetos-pedagogicos-em-arte-e-tecnologia
67497660 projetos-pedagogicos-em-arte-e-tecnologia67497660 projetos-pedagogicos-em-arte-e-tecnologia
67497660 projetos-pedagogicos-em-arte-e-tecnologia
Elisa Dias
 
113566051 elaboracao-de-um-projeto-de-pesquisa-ppt
113566051 elaboracao-de-um-projeto-de-pesquisa-ppt113566051 elaboracao-de-um-projeto-de-pesquisa-ppt
113566051 elaboracao-de-um-projeto-de-pesquisa-ppt
Elisa Dias
 
Um mundo para_as_criancas
Um mundo para_as_criancasUm mundo para_as_criancas
Um mundo para_as_criancas
Elisa Dias
 
Biography of john f. kennedy
Biography of john f. kennedyBiography of john f. kennedy
Biography of john f. kennedy
Elisa Dias
 
332573594 analise-do-conto-a-aia
332573594 analise-do-conto-a-aia332573594 analise-do-conto-a-aia
332573594 analise-do-conto-a-aia
Elisa Dias
 
A terra-como_planeta_especial
 A terra-como_planeta_especial A terra-como_planeta_especial
A terra-como_planeta_especial
Elisa Dias
 
Geometria
GeometriaGeometria
Geometria
Elisa Dias
 
M.m.c
M.m.cM.m.c
M.m.c
Elisa Dias
 
Tempos e-modos-verbais
Tempos e-modos-verbaisTempos e-modos-verbais
Tempos e-modos-verbais
Elisa Dias
 
Ingles v.to be
Ingles v.to beIngles v.to be
Ingles v.to be
Elisa Dias
 
Ciencias 5 ano
Ciencias 5 anoCiencias 5 ano
Ciencias 5 ano
Elisa Dias
 

Mais de Elisa Dias (20)

2001-A actualidade do DC como estratégia de intervenção social-ISPA.pdf
2001-A actualidade do DC como estratégia de intervenção social-ISPA.pdf2001-A actualidade do DC como estratégia de intervenção social-ISPA.pdf
2001-A actualidade do DC como estratégia de intervenção social-ISPA.pdf
 
Apresentação_Oral_IntervençãoDireta.pdf
Apresentação_Oral_IntervençãoDireta.pdfApresentação_Oral_IntervençãoDireta.pdf
Apresentação_Oral_IntervençãoDireta.pdf
 
Expr. numericas
Expr. numericasExpr. numericas
Expr. numericas
 
Ingles
InglesIngles
Ingles
 
Resumo
Resumo Resumo
Resumo
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
 
Estrategias
EstrategiasEstrategias
Estrategias
 
Classedo adjetivo
Classedo adjetivoClassedo adjetivo
Classedo adjetivo
 
42545982 problemas-sociais-e-a-escola-autor-steven-casteleiro
42545982 problemas-sociais-e-a-escola-autor-steven-casteleiro42545982 problemas-sociais-e-a-escola-autor-steven-casteleiro
42545982 problemas-sociais-e-a-escola-autor-steven-casteleiro
 
67497660 projetos-pedagogicos-em-arte-e-tecnologia
67497660 projetos-pedagogicos-em-arte-e-tecnologia67497660 projetos-pedagogicos-em-arte-e-tecnologia
67497660 projetos-pedagogicos-em-arte-e-tecnologia
 
113566051 elaboracao-de-um-projeto-de-pesquisa-ppt
113566051 elaboracao-de-um-projeto-de-pesquisa-ppt113566051 elaboracao-de-um-projeto-de-pesquisa-ppt
113566051 elaboracao-de-um-projeto-de-pesquisa-ppt
 
Um mundo para_as_criancas
Um mundo para_as_criancasUm mundo para_as_criancas
Um mundo para_as_criancas
 
Biography of john f. kennedy
Biography of john f. kennedyBiography of john f. kennedy
Biography of john f. kennedy
 
332573594 analise-do-conto-a-aia
332573594 analise-do-conto-a-aia332573594 analise-do-conto-a-aia
332573594 analise-do-conto-a-aia
 
A terra-como_planeta_especial
 A terra-como_planeta_especial A terra-como_planeta_especial
A terra-como_planeta_especial
 
Geometria
GeometriaGeometria
Geometria
 
M.m.c
M.m.cM.m.c
M.m.c
 
Tempos e-modos-verbais
Tempos e-modos-verbaisTempos e-modos-verbais
Tempos e-modos-verbais
 
Ingles v.to be
Ingles v.to beIngles v.to be
Ingles v.to be
 
Ciencias 5 ano
Ciencias 5 anoCiencias 5 ano
Ciencias 5 ano
 

Último

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 

Último (20)

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 

O principezinho.docx resumo2

  • 1. O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry O PRINCIPEZINHO O livro O Principezinho fala de um menino que vivia num planeta: o Asteróide B612, e que caiu no planeta Terra. Isto aconteceu porque o menino queria arranjar uma ocupação e instruir-se, decidindo então visitar outros asteróides: o Asteróide 325, em que só vivia um rei que não tinha ninguém para mandar fazer o que dizia; o Asteróide 326, onde vivia um vaidoso que estava sozinho e não tinha quem lhe elogiasse; o Asteróide 327, onde estava um bêbado; o Asteróide 328, em que vivia um homem de negócios que só pensava em fazer contas; o Asteróide 329, onde se encontrava um acendedor de candeeiro que "fazia" a noite e o dia; e finalmente, o Asteróide 330, no qual vivia um geógrafo que sabia onde ficavam os mares, os rios, as cidades, entre outras coisas e que aconselhou o menino a visitar o planeta Terra, por ser um planeta com boa reputação. Assim, o menino foi parar ao deserto do Saara, onde o escritor desta história se encontrava perdido após se ter partido qualquer coisa no motor do seu avião. Eles conheceram-se quando o Principezinho se chegou ao pé dele e disse: "Por favor, desenha-me uma ovelha." Para o escritor, o Principezinho foi o único a entender os seus dois desenhos feitos quando era criança: uma jibóia aberta e outra fechada, que todos teimavam em dizer ser um chapéu. Ele ficou maravilhado por o Principezinho adivinhar e assim, desenhou-lhe uma ovelha e a caixa para a ovelha. Depois, conversaram imenso. Principalmente, o Principezinho que contou as várias aventuras que teve em Terra. Nas suas conversas há, por vezes, uma moral, pois tenta-se mostrar o bem e o mal de certas coisas. O escritor sabia que nesse mesmo dia, à noite, a estrela do Principezinho iria estar por cima do lugar onde caiu e disse-lhe
  • 2. que ia ter muitas saudades dele. O Principezinho respondeu-lhe: "Depois, à noite, pões-te a olhar para as estrelas. A minha é pequenina demais para se ver daqui. Mas, é melhor assim, para ti, a minha estrela vai ser uma qualquer. Assim, gostarás de olhar para as estrelas todas..." Seguidamente, o Principezinho deu- lhe a mão e despediram-se. Caracterização da personagem: Retrato Físico: jovem e loiro Retrato Psicológico: O principezinho era um menino que estava sempre a fazer perguntas, mas nunca respondia a nenhuma, era muito curioso e Persistente. Também acho que ele era amável, amigo e inteligente. Transcrição de um excerto da obra: “As pessoas grandes são decididamente muito bizarras, ia pensando ele pela viagem a fora”. - A razão da minha escolha desta pequena afirmação do Principezinho é que de facto as pessoas crescidas muitas das vezes não pensam naquilo que fazem e dizem, eu também por vezes fico desiludido com as atitudes dos adultos, ignoram as crianças como se fossemos objetos, coisas, e não pessoas como elas, que pensamos, sentimos, temos vontades próprias e muitas das vezes sabemos fazer as nossas escolhas, como por exemplo escolher a nossa profissão futura. Reação Pessoal à Obra: Apresentação de um motivo forte para a leitura da obra em questão: Eu escolhi esta história para ler e fazer o meu trabalho de Língua Portuguesa porque este livro é muito recomendado. Para mim esta é uma razão muito forte para eu ter escolhido esta obra. Comprovar se esta obra seria tudo quanto dizem. O autor desta fabulosa obra era um humanista.
  • 3. Personagem principal: O Principezinho Esta é uma história com mensagens poderosas. A história é uma metáfora para as escolhas que nós como humanos e adultos fazemos, e os caminhos que escolhemos seguir durante a vida. O livro está cheio de frases bonitas sobre a vida e o amor. ‘O que é essencial é invisível ao olhar’ e ‘Tornas-te responsável pelo que domas-te’, são apenas dois exemplos, e depressa compreendemos que são muito verdadeiros. O livro está também cheio de ilustrações belas do autor, não que uma história tão colorida possa sê-lo menos sem as ilustrações. Apreciação Global da Obra A Conclusão a que cheguei com esta História: Esta história dá-nos uma grande lição de vida. Mostra que os adultos não dão qualquer importância às coisas que realmente são importantes. Os adultos preocupam-se demasiado com números, são muito materialistas, não vêm com o coração, só com os olhos, e existem determinadas coisas que só o coração vê (sente). Felizmente que nem todos os adultos são assim, os meus pais por exemplo ouvem-me, dão importância aquilo que eu sinto ou quero. Felizmente que ainda existem adultos que se parecem com as crianças e compreendem-nas. A minha mãe gosta de flores, de animais, do céu azul das estrelas, do mar, isso sim é muito importante. Mas para outros adultos o que importa é a carreira profissional; os euros que têm no banco, o carro que têm ou a roupa que usam. Estas são as elações que retirei desta história. O Principezinho: um pequeno rapaz que vivia num planeta só seu. Ocupava os seus dias a limpar o seu pequeno planeta de embondeiros e a cuidar de uma flor.
  • 4. DADOS DA OBRA INFORMAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS O Principezinho/O Pequeno Príncipe Autor: Antoine de Saint-Exupéry País: França Ilustrador: Antoine de Saint-Exupéry Arte da Capa: Antoine de Saint-Exupéry Editora: Éditions Gallimard Agir Editorial Presença Data de lançamento: 1943 Nº Páginas do livro: 93 O Pequeno Príncipe" é uma fábula. Ou, se preferirmos, uma parábola. Le Petit Prince, conhecido como O Principezinho em Portugal e O Pequeno Príncipe no Brasil, é um romance de Antoine de Saint-Exupéry publicado em 1943 nos Estados Unidos. A princípio, aparentando ser um livro para crianças, tem um grande teor poético e filosófico. É o livro francês mais vendido no mundo, cerca de 80 milhões de exemplares, e entre 400 a 500 edições. Também se trata da terceira obra literária (sendo a primeira a Bíblia e a segunda o livro o peregrino) mais traduzida no mundo, tendo sido publicado em 160 línguas ou dialectos, incluindo o aranês, o amazigh e o xhosa, uma das 11 línguas oficiais da África do Sul. Em Portugal, "O Principezinho" integra o conjunto de obras sugeridas para leitura integral, na disciplina de Língua Portuguesa, no 2º Cic lo do Ensino Básico. Acredita-se que as gravuras e parte do enredo da obra de Antoine de Saint - Exupéry tenha sido feita e inspirada durante sua vinda a Natal, onde ele se encantou com o Baobá, árvore de origem africana encontrada em terras potiguares. No Japão existe um museu para o personagem principal do livro, um jovem sonhador de cabelos louros e cachecol vermelho.
  • 5. Biografia de Antoine-Jean-Baptiste Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry (29 de junho de 1900, Lyon - 31 de julho de 1944, Mar Mediterrâneo) foi um escritor, ilustrador e piloto da Segunda Guerra Mundial, terceiro filho do conde Jean Saint-Exupéry e da condessa Marie Foscolombe. Apaixonado desde a infância pela mecânica, estudou a princípio no colégio jesuíta de Notre-Dame de Saint-Corix, em Mans, de 1909 a 1914. Neste ano da Primeira Guerra Mundial, juntamente com seu irmão François, transfere-se para o colégio dos Maristas, em Friburgo, na Suíça, onde permanece até 1917. Quatro anos mais tarde, em Abril de 1921, Antoine inicia o serviço militar no 2º Regimento de Aviação de Estrasburgo, depois de reprovado nos exames para admissão da Escola Naval. A 17 de Junho, obtém em Rabat, para onde fora mandado, o brevê de piloto civil. No ano seguinte, 1922, já é piloto militar brevetado, com o posto de subtenente da reserva. Em 1926, recomendado por amigo, o Abade Sudour, é admitido na Sociedade Latécoère de Aviação, onde começa então sua carreira como piloto de linha, voando entre Toulouse, Casablanca e Dacar, na mesma equipe dos pioneiros Vacher, Mermoz, Guillaumet e outros. Foi por essa época, quando chefiou o posto de Cap Juby, que os mouros lhe deram o cognome de senhor das areias. Faleceu durante uma missão de reconhecimento sobre Grenoble e Annecy. Recentemente, o alemão Horst Rippert assumiu ser o autor dos tiros responsáveis pela queda do avião e disse ter lamentado a morte de Saint - Exupéry. Em 3 de Novembro, em homenagem póstuma, recebeu as maiores honras do exército. Em 2004, os destroços do avião que pilotava foram achados a poucos quilómetros da costa de Marselha. Seu corpo jamais foi encontrado. Suas obras são caracterizadas por alguns elementos como a aviação e a guerra. Também escreveu artigos para várias revistas e jornais da França e outros países, sobre muitos assuntos, como a guerra civil espanhola e a ocupação alemã da França. Destaca-se O pequeno príncipe (O Principezinho, em Portugal) (1943), romance de grande sucesso de Saint-Exupéry. Foi escrito durante o exílio nos Estados Unidos, quando teria feito visitas ao Recife. O pequeno príncipe pode parecer simples, porém apresenta personagens plenos de simbolismos: o rei, o contador, o geógrafo, a raposa, a rosa, o adulto solitário e a serpente, entre outros. O personagem principal vivia sozinho num planeta do
  • 6. tamanho de uma casa que tinha três vulcões, dois ativos e um extinto. Tinha também uma flor, uma formosa flor de grande beleza e igual orgulho. Foi o orgulho da rosa que arruinou a tranquilidade do mundo do pequeno príncipe e o levou a começar uma viagem que o trouxe finalmente à Terra, onde encontrou diversos personagens a partir dos quais conseguiu repensar o que é realmente importante na vida. O romance mostra uma profunda mudança de valores, e sugere ao leitor o quão equivocados podem ser os nossos julgamentos, e como eles podem nos levar à solidão. O livro leva a reflexão sobre a maneira de nos tornamos adultos, entregues às preocupações diárias, e esquecidos da criança que fomos e somos. A história é narrada com base num diálogo entre o narrador e o Principezinho. O Principezinho visitou vários planetas: O primeiro era habitado por um rei. O rei sentava-se, vestido de púrpura e arminho, num trono muito simples, posto que majestoso. O segundo planeta, um vaidoso o habitava. O planeta seguinte (3º planeta) era habitado por um bêbado. Esta visita foi muito curta, mas mergulhou o principezinho numa profunda melancolia.
  • 7. O quarto planeta era o do homem de negócios. Estava tão ocupado que não levantou sequer a cabeça à chegada do príncipe. O quinto planeta era muito curioso. Era o menor de todos. Mal dava para um lampião e o acendedor de lampiões... O sexto planeta era dez vezes maior. Era habitado por um velho que escrevia livros enormes. O sétimo planeta foi, pois, a Terra,
  • 8. INTRODUÇÃO: A temática desta história leva-nos a interpretar um recado psicológico. Descobriremos como as “pessoas grandes”, contaminadas pela evolução tecnológica que propicia desenvolvimento, progresso, agem em prejuízo daquilo que significa a natureza humana. A história começa como começa uma criança de seis anos; desenhando. A “pessoa grande” entendida em política, bridge, gravata..., deixa as emoções de lado. Assim, nosso herói foi aconselhado a dedicar-se a geografia, cálculos... Isso era ser um homem razoável. Ele obedeceu. Deixava, como todo jovem deixa de lado, aventuras vocacionais. Aprendeu a pilotar aviões e fez disso sua profissão. Lembrem-se: O essencial é invisível aos olhos. O escritor recorda o menino como uma estrela no céu e tem saudades pois só ele o compreendia... O principezinho enquanto esteve no planeta Terra, tentou compreender os homens, os comboios, as serpentes, as raposas, as flores, e sobretudo a amizade: «Quando nos deixamos prender a alguém, arriscamo-nos a chorar de vez em quando...». Por fim, o escritor percebeu que nada acontece por acaso e regressou para casa no avião que finalmente conseguiu consertar e continuou a tentar desenhar o seu principezinho de cachecol e cabelo dourado.